Misericórdia de Barcelos pede o apoio da sociedade: “Ajudem-nos a Servir”

Maio 27, 2019 Atualidade, Concelho, Cultura

“Precisamos de apoios. Ajudem-nos a Servir. Ajudem a Misericórdia a poder fazer ainda mais por aqueles que mais precisam!”. O apelo às forças vivas e públicas da sociedade, bem como às empresas, foi deixado, este sábado, pelo provedor da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos (SCMB).



Na sessão solene comemorativa do 519º aniversário da instituição, Nuno Reis, reconheceu que “as necessidades são muitas e os meios para as concretizar não são suficientes” e sublinhou que “a batalha da gestão sustentável é cada vez mais difícil”.

O provedor da Santa Casa de Barcelos enumerou, ainda, intervenções que, apesar das dificuldades atuais, “não podem ser adiadas”: “Nas próximas semanas, avançaremos com obras de conservação e manutenção, que permitirão melhorar as condições e o conforto térmico das 70 pessoas idosas que vivem no Lar Nossa Sra. da Misericórdia, bem como das 30 pessoas que diariamente frequentam o Centro de Dia. Antes do próximo inverno, queremos, igualmente, avançar com uma intervenção na Igreja da Misericórdia”.

Vinte semanas depois da tomada de posse, os órgãos sociais da Santa Casa têm procurado “aliar visão e ação”, para “dar corpo a um referencial estratégico claro e assumido desde o início: cumprir as Obras de Misericórdia”. Também por isso, neste período de tempo, foi já concluído um projeto de requalificação e expansão do Centro Social Comendadora Maria Eva Nunes Corrêa, em Silveiros, o que, explicou Nuno Reis, “vai permitir apoiar o dobro do número de pessoas idosas que lá residem e triplicar a capacidade da Misericórdia de Barcelos de, nessa zona do concelho, prestar Serviços de Apoio ao Domicílio, já não apenas de alimentação, higiene, mas também, no futuro, de enfermagem e fisioterapia”.

Hoje, como há 519 anos, a SCMB está ao serviço das Pessoas, porque, justificou o provedor, Nuno Reis, “há necessidades na sociedade às quais só uma Misericórdia feita de Obras de Misericórdia pode e poderá dar resposta”.

Mais de 40 colaboradores foram reconhecidos pelo contributo e dedicação

Mais de 40 colaboradores da instituição foram homenageados pelo empenho, contributo e dedicação, ao longo dos últimos 15, 20, 25 e 30 anos. “Nos tempos atuais, nas sociedades ditas modernas, começa a não ser tão frequente que as pessoas passem tanto tempo servindo uma mesma instituição”, disse o provedor, antes do momento de reconhecimento profissional. “Hoje, mais do que nunca, é tempo de, nos vossos nomes, nos Colaboradores que hoje vão ser agraciados, saudar todos os que, na primeira linha dos cuidados, ou em funções de suporte ou apoio técnico, servem todos aqueles que são a nossa razão primeira de existir”, concluiu.

A cerimónia solene foi precedida de uma Eucaristia de Ação de Graças dos 519 anos, presidida pelo Cónego José Paulo Abreu, concelebrada por Monsenhor Abílio Cardoso, Pe. José Araújo e Frei Hermano Filipe Rodrigues, e animada musicalmente por utentes, colaboradores e voluntários da instituição.

Na homília, o Cónego José Paulo Abreu recuou cinco séculos, para dar conta do trabalho da Misericórdia de Barcelos, louvou o presente e sublinhou que “há perspetivas, há futuro”. “Creio que não conseguiríamos contar as pessoas que, em 519 anos, passaram por esta Santa Casa, nas valências que tem, nos muitos serviços que presta. Estamos em Ação de Graças e neste louvor a Deus, pelos muitos benefícios que esta instituição benemérita, de tão grande longevidade, consegue pôr a render, na nossa sociedade”, sublinhou.

Entretanto, o programa comemorativo do 519.º aniversário da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos prossegue, na próxima sexta-feira, com a iniciativa “Misericórdia Antiga”, que contempla uma visita guiada ao Núcleo Museológico e espaços antigos da instituição barcelense (10h00).

Fonte e fotos: SCMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima