Muito se passou

Janeiro 25, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião
Gonçalo Santos

Olá, estimados leitores.

Antes de mais, um pequeno esclarecimento: na semana anterior, por motivos técnicos, não foi possível publicar o artigo sobre o futebol popular.



Desde a última vez que eu escrevi, muitas alterações e surpresas existiram, quer na primeira, quer na segunda.

Quando eu escrevi pela última vez, o ainda líder Carapeços liderava, confortavelmente, com 8 pontos de vantagem, mas no fim de semana seguinte iria disputar o grande clássico do momento contra o Remelhe, na casa deste, em que o resultado ditou uma estrondosa vitória, por 4-1, da equipa da casa. Eu tive a oportunidade de ver parte do jogo, mas os senhores de Remelhe não me deram tempo de chegar ao campo. Aquando da minha chegada, aos 4 minutos de jogo, deparo-me com o Remelhe a vencer por 2-0. Ainda tive oportunidade de ver um golo para cada lado; golos que penso que ambos os guardiões deveriam ter feito melhor. No final, o Carapeços tinha perdido a oportunidade de aumentar a vantagem e quem aproveitou para reduzir para apenas 5 pontos foi o Remelhe.

O Leocadenses e o Carvalhal têm-se mantido na perseguição aos dois primeiros, mas ainda a 8 e 9 pontos, respetivamente.

Quem continua a subir na tabela classificativa de pantufas é mesmo o Oliveira, que não iniciou o campeonato da melhor forma, mas a realizar uma boa segunda metade da primeira volta.

No fundo da tabela, antevê-se uma luta renhida pela fuga aos lugares de despromoção. Destaque para o Silva, que nos últimos quatro jogos conquistou 7 pontos, cerca de metade (-1) do que havia conquistado até então, estando agora com 15 pontos, a apenas um dos lugares de manutenção. O Campo ocupa, de momento, o último lugar da tabela classificativa.

Na segunda divisão, também muitas alterações e surpresas, sendo que a maior foi a queda do Lama, que vinha fazendo um campeonato extraordinário e liderava a classificação e desde que perdeu a liderança para o Aborim, nunca mais venceu.  O Aborim é o líder incontestado com 4 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Paradela. O terceiro lugar da tabela está bastante concorrido e partilhado por quatro equipas, que são: Águas Santas, Feitos, S. Mamede e Lama, todos com 35 pontos. O Milhazes vai mantendo acesa a esperança de subida, estando com 34 pontos, na sétima posição, a apenas um ponto deste grupo perseguidor.

Estreante no futebol popular, a equipa do Bastuço S. João estranhou a adaptação ao futebol popular, com um início de campeonato bastante complicado, mas depois de na nona jornada ter vencido o então líder imaculado Feitos, que obtinha oito vitórias consecutivas, não mais parou e foi subindo paulatinamente na tabela classificativa e está agora na oitava posição. Ficam os meus aplausos para esta recuperação após um mau início de temporada.

Para os lados de Creixomil, Silveiros e Cambeses é que as coisas estão bastante complicadas, com estas equipas a iniciarem a segunda volta apenas com um dígito de pontos, e com a soma dos três apenas teríamos uma dúzia.

Na próxima jornada, as coisas voltam a estar quentes na Segunda Divisão com os jogos entre candidatos à subida de Divisão. O Paradela recebe o S. Mamede e o Lama recebe os Águas Santas.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima