Município de Barcelos apoia artesãos

Maio 29, 2019 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo

O sistema de Apoio Operacional à Comunidade Artesanal, desenvolvido pelo Município de Barcelos, vai ser reforçado com apoios em género, como equipamentos e maquinarias de foro tradicional, matérias-primas e outras estruturas operacionais indispensáveis ao desenvolvimento da atividade.



A medida, aprovada em reunião ordinária do dia 10 de maio, foi apresentada, anteontem, aos artesãos do concelho, numa sessão realizada no Posto de Turismo e contou com a presença do Vereador do Pelouro, José Beleza.

O sistema de Apoio Operacional à Comunidade Artesanal, com os meios humanos, técnicos e financeiros que o Município disponibiliza, tem de forma isolada ou em parceria com outras entidades, conseguido obter um nível de eficiência relevante.

Nesse domínio, aliás, recorde-se que o Município de Barcelos foi laureado em 2017 com Prémio Nacional do Artesanato na categoria “Promoção para Entidades Públicas”, o qual visa reconhecer o trabalho das entidades ou organismos públicos em prol das artes e ofícios.

No entanto, face às novas exigências decorrentes da necessidade de afirmar a criatividade como argumento estruturante de desenvolvimento sustentável do território, conforme estabelecido no âmbito da Rede Mundial de Cidades Criativas da UNESCO, apresentam-se novos desafios no que concerne ao apoio, lançamento e preservação das atividades criativas com artes tradicionais no concelho de Barcelos, com o intuito de assegurar e dinamizar o futuro destas produções.

José Beleza salientou que “este apoio concedido aos artesãos permite a atribuição de apoios em género, numa perspetiva de resolução de problemas efetivos da comunidade artesanal local”.

Esta medida tem como objetivos o lançamento de jovens e novos criativos no domínio das artes e ofícios tradicionais, o fortalecimento daqueles que laboram em exclusivo no artesanato e potenciar a sustentabilidade daqueles que não possuem outras fontes de rendimento para além do artesanato.

Na totalidade, o valor máximo anual será de 7.500 euros, não acumulável de ano para ano. Cada artesão e / ou unidade produtiva artesanal pode usufruir de um apoio a cada dois anos, por forma a abranger o maior número possível de beneficiários. O valor máximo do apoio individual será fixado anualmente, nunca excedendo, no entanto, os 2.500 euros.

Com este incentivo, o Município de Barcelos pretende potenciar o turismo criativo, o emprego jovem e a formação na área das artes e ofícios tradicionais, promover a inovação tendo por base os saberes tradicionais, valorizar a história e identidade locais, preservar conhecimentos e produções em perigo de desaparecimento e valorizar as produções certificadas.

Até 34 mil euros para apoiar participações em eventos de interesse estratégico

Ainda no âmbito da promoção do artesanato barcelense, a Câmara Municipal vai continuar a apoiar a participação dos artesãos em feiras, tendo melhorado as regras e normas para a atribuição destes subsídios e definido os eventos de interesse estratégico.

A definição das feiras e eventos de interesse estratégico tem como objetivo criar novos circuitos de distribuição, potenciar o reconhecimento nacional e internacionalização do artesanato de Barcelos, escolhendo os certames que se realizam em mercados emissores de turismo para o concelho.

O sistema de apoio à participação em feiras de artesanato implica por parte do Município um investimento mínimo anual de 16 mil euros e um máximo de 34 mil euros, caso se cumpra a totalidade das 16 participações definidas.

Fonte e foto: CMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima