Nação unida

Março 18, 2020 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião
Joana Martins

Vamos mostrar

A este vírus homicida

Que não pode entrar

Numa nação unida.

Nós não deixamos!!!

.

Para o conseguir vencer

Em casa vamos ficar

Sair, só por dever.

Entrar?

Nós não deixamos!!!

.

Beijinhos, abraços

Apertos de mão

Não!

É prevenção!

Nós não deixamos!!!

.

Já ouvimos

Que lavar as mãos

É essencial!

Entrar?

Nós não deixamos!!!

.

Ganhar distância

Mas ajudar os idosos

Despir-nos da ganância

Os bens essenciais

Têm de chegar para todos.

.

Há seres especiais

Na linha da frente.

A dar o corpo às balas

Não sejas inconsciente.

Nós não deixamos!!!

.

Vamos ver o filme que não vimos

Ler o livro que não lemos

Ligar aos Pais, irmãos,

Aos amigos, aos primos

Que há algum tempo não vemos.

.

Vamos lembrar o valor

Do que não podemos viver

E quando este tempo passar

Vamos querer abraçar

O beijo, o toque, o recomeçar…

.

Vamos mostrar

A este vírus homicida

Que não pode entrar

Numa nação unida.

Nós não deixamos!!!

.

Somos um só!

Um só povo!

Unidos e empenhados até ao fim!

Por: Joana Martins*



(* A redação do poema é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima