Negócio Puro e Duro

Fevereiro 14, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH.

Já não é de agora que o digo, que isto, de Futebol, cada vez tem menos! Cada vez mais, negócio puro e duro, isso sim!



Quem, ingenuamente, julga que a questão da violência das claques e da delinquência no Futebol é um problema exclusivo do Sporting Clube de Portugal, está muito enganado.

Porque será que o Estado, que quase sempre se quer meter em tudo, por vezes até na nossa vida privada, assobia para o lado nesta matéria (violência no futebol) tão urgente?

Temo que o problema só seja encarado com seriedade quando acontecer uma grande tragédia – o “monstro” é incontrolável, (está numa autêntica bola de neve) se não for enfrentado, depois de matar novamente alguém…irá matar o futebol!!!

Sim, porque isto, de futebol, já tem muito pouco!

Dirigentes ao insulto e à tareia; árbitros desqualificados, insultados ao saírem de casa; fiscais de linha acusados de parcialidade por se comprazerem numa boa decisão; adeptos vertendo ódio, ameaças e agressões constantes, e espuma de boca (cada vez se sabe menos perder); um Governo que quer imenso combater esta violência e, portanto, exprime “total repúdio”, mas nada faz para que seja diferente…eis o que temos!

Que vontade dá ver esta espécie de Futebol? A mim, nenhuma! Não vi o nosso último jogo e parece-me que muitos outros ficarão por ver. Por isso, desta feita, nem vou comentar o jogo em si, pois nem assisti. Isto para mim, já não é Futebol, é negócio puro e duro!  Infelizmente, a cada dia, menos Futebol, mas o contrassenso é: quanta mais violência, quanta mais descriminação, quanto mais “se espuma pela boca”, mais o negócio rende! Triste realidade esta…Futebol moribundo, mas, cada vez mais, negócio de milhões!

Desporto é Vida! Viva o Desporto, com Respeito e Fair-play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Solidariedade

Print 🖨 PDF 📄 eBook 📱 Dizem-nos os antropólogos que foi a
Ir Para Cima