Nós somos o Gil!

Setembro 6, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Antes de mais, quero agradecer a todos os adeptos que têm ido ao estádio apoiar o clube da nossa cidade. É bonito e gratificante ver que já existem pessoas orgulhosas da sua camisola e do seu cachecol. E isso nota-se. Em cada foto tirada, em cada mexida no cachecol, em cada vaidade ao virar o símbolo para a selfie, em cada palavra a falar do nosso clube. Tinha muito mais a falar de vocês, mas com o coração cheio e feliz, só vos digo OBRIGADA! O CLUBE PRECISA DE VOCÊS! NÓS SOMOS O GIL!



Jogámos dois jogos em casa, com o Sporting de Braga e com o Setúbal. O Braga, que vinha de uma vitória para a Liga Europa contra o Spartak, e o Setúbal, que vem de uma situação mais complicada, ainda sem vitórias, sem golos marcados e de uma derrota pesada perante o FC Porto.

No jogo com o Braga, que decorreu no domingo, podemos destacar o apagão, que de certa forma, deu “luz verde” ao Gil Vicente. Entrámos mal no jogo e aos 6 minutos, viríamos a sofrer o 0-1, um golo que chegou cedo demais. Decorria a segunda parte, já com o Gil Vicente a mostrar mais atitude e Kraev aproximava-se da grande área do Braga e atirava à baliza, tendo Eduardo defendido a custo. A luz do estádio foi abaixo, mas não foi resultado da violência do remate, mas sim, dos relâmpagos que se viam e faziam sentir por cima do Estádio Cidade de Barcelos. O estádio ficou sem luz! Durante esse tempo, os jogadores continuavam no relvado a fazerem exercícios para não arrefecerem. Os cânticos entoados pelos adeptos e as luzes nos telemóveis deram lugar a um espetáculo bonito enquanto se esperava pelo retomar do jogo. Um momento insólito, mas bonito! Quando a luz voltou e o árbitro deu ordem para recomeçar o jogo, vimos um Gil Vicente diferente, com mais atitude e o Braga foi, claramente, encostado atrás da linha de meio campo. Tivemos várias oportunidades de golo e nesta segunda parte, estivemos sempre por cima do jogo. Aos 90m+19m, Sandro Lima fez o golo da igualdade. Um resultado justíssimo!

Podemos destacar, neste jogo, os reforços, Sandro Lima e Samuel Lino.

Sandro Lima, o autor do golo, é brasileiro e chegou a Portugal em 2013/14 para defender as cores do Rio Ave. Nunca se afirmou na I Liga, tendo já passado também por equipas como o Estoril, Académico de Viseu e Chaves. Chega ao Gil Vicente com 28 anos e tem, agora, uma nova oportunidade de se afirmar no máximo escalão.

A figura deste jogo é Lino. O brasileiro tem 19 anos, não precisou de 45m dentro de campo e já mostrou que merece mais oportunidades.

Não podemos também esquecer do reforço, talvez mais importante do Gil Vicente, Vítor Oliveira! Um nome que todos conhecem e que aceitou, talvez, o desafio mais difícil da sua carreira, mas cá entre nós, acho que ele já sabia para o que é que ia e sabia exatamente o que ia fazer.

Este sábado, pelas 21.30, jogámos novamente em casa, com o Setúbal.

Neste jogo, na primeira parte, e ao contrário do jogo com o Braga, entrámos mais controlados, mais concentrados e tivemos algumas oportunidades de golo que não se concretizaram.

Na segunda parte, quando achávamos que só nos faltava o golo, apareceu um Gil Vicente sem grandes ideias, a ser deixado levar pelo antijogo que o experiente Setúbal fez, durante todo o jogo.

Acaba por ser um resultado justo, devido a uma segunda parte sem brilhantismo e, apesar de haver uma ou outra oportunidade, não fomos além do empate sem golos.

Não podemos esquecer que o Setúbal, neste momento, é uma equipa muito boa defensivamente e que nos 3 jogos que fez, excetuando contra o FC Porto, não marcou golos, mas também não sofreu.

O campeonato estará parado uma semana por causa da seleção, mas na semana seguinte teremos uma deslocação difícil ao terreno do Benfica. Vou aproveitar para informar que haverá um pack viagem e bilhete para o jogo, mas para isso terão de fazer a vossa reserva com a pessoa responsável, Bruno Santos, pelo número 913936232.

Relembro, mais uma vez: continuem a apoiar o clube da nossa cidade como se tem feito notar, as bancadas têm estado cada vez mais compostas e têm aderido, junto com a nossa claque oficial Nação Barcelense, e veremos que só assim aparecerão melhores resultados dentro de campo, fazendo da massa associativa Barcelense o décimo segundo jogador

Apoiem sempre o clube da nossa cidade, em primeiro lugar! Façam-se sócios e convidem um amigo!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Até para o ano…

Não, caros leitores…não nos estamos a despedir de vós! Com o surgimento
Ir Para Cima