Óquei de Barcelos goleia Hóquei de Braga

Janeiro 6, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Disputou-se ontem, dia 05 de janeiro, a 11ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, que contou, entre outros, com o jogo Óquei Clube de Barcelos (OCB) – Hóquei Clube de Braga, com o resultado a ditar uma goleada para os da casa por 8-3.



O jogo disputou-se no Pavilhão Municipal de Barcelos, pelas 21h30, tendo como dupla de arbitragem Sílvia Coelho e Orlando Panza, da AP Porto.

As equipas alinharam da seguinte forma:

OCB – Ricardo Silva, João Almeida, Gonçalo Meira, Gonçalo Nunes e Alvarinho (cinco inicial); André Almeida, Zé Pedro, Joca Guimarães, Hugo Costa e Rúben Sousa (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

HC Braga – Conti Acevedo, Ângelo Fernandes, Carlos Loureiro, Pedro Delgado e Tomás Castanheira (cinco inicial); Gabriel Costa, Juanjo López, António Trabulo, Pedro Silva e Afonso Lima (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O jogo começou frenético, com o OCB a abrir o marcador, por Gonçalo Meira, aos 6 minutos. Marcou à sua anterior equipa. No entanto, ainda no mesmo minuto, os visitantes empataram por Pedro Delgado. No minuto seguinte, Ricardo Silva defendeu uma grande penalidade, tentada por Ângelo Fernandes e dois minutos depois foi a vez de Gonçalo Meira falhar nova grande penalidade, permitindo a defesa ao guardião visitante.

Aos 11 minutos, João Almeida recolocou os da casa a vencer, por 2-1, e, logo no minuto seguinte, Alvarinho aumentou para 3-1. Aos 14’, nova grande penalidade a favor dos visitantes dava a hipótese a Juanjo López de marcar à sua anterior equipa, mas Ricardo Silva não o permitiu. Cinco minutos depois, Carlos Loureiro reduziu para os homens de Braga e, nesse mesmo minuto, Gonçalo Nunes falhou nova grande penalidade para o OCB. Hugo Costa é que não se viu rogado e, no minuto seguinte, recolocou a vantagem caseira em dois golos, fechando o resultado com que se foi para intervalo: 4-2.

Depois de uma primeira parte recheada de motivos de interesse, a segunda não quis ficar atrás. Logo aos 2’, Tomás Castanheira não conseguiu desfeitear Ricardo Silva, na marcação de um livre direto, mas 3 minutos depois redimiu-se a reduziu para 4-3, deixando os da casa “em sentido”. No entanto, estes não se atemorizaram e arrancaram para uma sequência de 4 golos sem resposta. João Almeida bisou aos 8’; Alvarinho também o fez, mas aos 10’; Gonçalo Nunes marcou aos 16’, de grande penalidade; igualmente de grande penalidade, a cerca de 20’’ do final, Joca Guimarães fechou a contagem nos 8-3 finais.

Com este resultado, o OCB manteve o 5º lugar da classificação, com 19 pontos, ficando a 5 do 4º classificado, o SL Benfica. Na próxima jornada, a 12 de janeiro, desloca-se ao terreno do Marinhense.

Fotos: André Miranda.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima