Óquei de Barcelos sai goleado do Dragão Arena

Março 7, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Pelas 15h00 deste sábado, o Dragão Arena recebeu o jogo FC Porto – Óquei Clube de Barcelos (OCB), a contar para o Campeonato Nacional da 1ª divisão de hóquei em patins, com o resultado a ser muito penalizador para os barcelenses.



Com arbitragem de Luís Peixoto e João Duarte (AP Lisboa), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

FC Porto – Xavi Malián, Rafa, Carlo Di Benedetto, Reinaldo García e Gonçalo Alves (cinco inicial); Tiago Rodrigues, Giulio Cocco, Andrés Castaño, Poka e Sergi Miras (banco inicial); Guillem Cabestany (treinador).

OCB – Ricardo Silva, Gonçalo Meira, Ezequiel Mena, Luís Querido e Franco Ferruccio (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Gonçalo Nunes, Miguel Rocha e Alvarinho (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

O Óquei de Barcelos saiu largamente derrotado do Dragão Arena, apesar de até ter estado a ganhar, mas uma expulsão e o excesso de zelo do árbitro da partida a intimidar, desde cedo, a turma barcelense. Depois desse momento veio o descalabro com o OCB a sofrer golos consecutivamente e a desanimar completamente.

Ferrucio inaugurou o marcador fazendo, o 1-0 para o OCB numa excelente finalização.

Gonçalo Alves empatou aos 19’ para o intervalo. Depois Ferrucio viu o cartão vermelho, por excesso de zelo do árbitro da partida, numa falta sobre Rafa. Carlo Di Benedetto deu vantagem aos Dragões, de livre direto, aos 18’ e, logo de seguida, Gonçalo Alves bisou e colocou o marcador em 3-1. Aos 6’ para o intervalo, Miguel Rocha viu cartão azul e, no minuto seguinte, Gonçalo Alves faz o hat-trick num remate cruzado e o 4-1 no marcador. Cocco marcou dois golos em dois minutos, a 4 minutos do intervalo, e fechou a contagem até ao final do primeiro tempo, com o resultado em 6-1.

Logo no início da segunda metade, o FC Porto marcou dois de uma assentada, por Gonçalo Alves, que fez um poker na partida, e por Reinaldo García. Aos 4’ do segundo tempo, Luís Querido desperdiçou uma grande penalidade e no decorrer da jogada, Alvarinho reduziu para o OCB e fez o 8-2. Aos 5’ foi Miguel Rocha a não conseguir converter em golo um livre direto. A 18’ do final Gonçalo Alves faz o penta de livre direto. O barcelense Rafa faz o décimo golo do FC Porto num remate cruzado.

O OCB reduziu por Gonçalo Nunes de penalti, com um remate forte sem hipóteses para o guardião portista. Gonçalo Alves voltou a marcar, a um minuto do final, e fez o 11-3 e a 10 segundos do final, Di Benedetto marcou, novamente, e fez o 12-3 para o FC Porto restabelecendo o resultado final.

A equipa de Barcelos mantém a 5ª posição do campeonato, com 37 pontos. Na próxima jornada o OCB joga novamente fora, a 14 de março, pelas 17h30, em casa da AD Sanjoanense.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima