Orientação dos Amigos da Montanha leva 27 atletas ao Portugal “O” Meeting

Fevereiro 28, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Decorreu, no fim de semana alargado de Carnaval, em Santiago do Cacém, o Portugal “O” Meeting (POM), a maior prova de Orientação que se realiza em Portugal.

Estiveram presentes 2429 atletas, oriundos de 36 países, sendo o maior contingente estrangeiro da Finlândia, com 306 atletas. Portugueses foram 673.



Neste ambiente altamente competitivo, são poucos os portugueses que conseguem aproximar-se dos primeiros lugares.

O POM é constituído por quatro etapas. Este ano, a primeira etapa aconteceu em ambiente urbano, na cidade de Santiago do Cacém, no sábado. As três restantes etapas realizaram-se em floresta.

No domingo, decorreu uma etapa de Distância Longa onde as opções alternavam entre utilizar caminhos ou seguir a corta mato. Nestas etapas, o fator corrida assume grande importância. Mas sem esquecer que se trata de orientação, é importante que a corrida seja acompanhada de uma correta leitura do mapa.

Na segunda-feira e na terça-feira de Carnaval, disputaram-se duas etapas de Distância Média. Neste caso, as pernadas eram mais curtas e o terreno mais técnico. Os atletas tinham que ser rápidos a tomar a direção correta e seguir sempre sobre a “linha vermelha”, ou seja, pela distância mais curta.

Os Amigos da Montanha participaram com 27 atletas [Ndr: e, pela foto de destaque, mais um canito!!], sendo 20 atletas dos escalões de formação.

“O mais importante neste tipo de eventos é a experiência que se ganha no contacto com atletas de países onde a orientação é desporto nacional. Se eles são assim tão rápidos, nós também poderemos ser. Aliás é sintomático que, nos AM, os melhores resultados tenham sido obtidos por atletas H/D12, ou seja com 12, ou menos anos. Quer dizer, se nós começarmos cedo e se treinarmos, também conseguiremos”, refere Jorge Silva, atleta e Vice-Presidente dos Amigos da Montanha para a Orientação. E foi o caso de José Maia, que em H12 venceu 2 etapas, classificando-se no final em 3º lugar. Miguel Costa, no mesmo escalão, obteve a classificação final de 4º classificado.

No setor feminino, em D12, Beatriz Ribeiro classificou-se em 5º lugar, sendo a melhor atleta portuguesa. Ainda em H12 participou Hugo Mira (16º); em H14 Simão Carvalho (10º); Duarte Reis (8º); Rodrigo Jaques (15º); Guilherme Razão (19º) e Daniel Martins (18º); em D14 estiveram Inês Laranjeira (15ª), Rita Maia (17ª); Edite Dias (18ª); Carolina Marques (32ª); Clara Barbosa (27ª); em H16, participaram Rodrigo Lima (8º) e Diogo Rocha (29º); Mariana São Bento (20ª) e Antónia Brito (24ª) competiram em D16; Fábio Baptista (32º) e José Vieira Maia (50º) em H18; António J. Silva (52º) em H21A; LR Gouveia (17ª) em D21B; AF Gouveia (9º) em H40; Anabela Freitas (30º) em D40; José Barros Maia (65º) em H45; Lucília Esteves (57º) em D55; e Jorge Silva (54º) em H60.

Por equipas, os AM classificaram-se em 16º lugar, entre mais de 400 formações participantes.

Fonte e fotos: AM.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima