Porto não está bem, nem consistente

Novembro 1, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que tenham um fim de semana alargado com muita paz.



Falando de futebol, confesso que não consigo compreender tamanha paragem no campeonato!  Além de ser uma “seca”, porque gostamos daquela emoção no fim de semana, quebra muito as dinâmicas e ritmos das equipas. 

Estava curioso para ver o meu clube depois da paragem, mas o que é certo é que o FCP apresentou-se frente ao surpreendente Famalicão de uma forma agressiva, impactante e decidida. Há muito que não via esta atitude.

O Famalicão acabou por ser “presa” fácil porque a pressão foi tão alta ao ponto de asfixiar a primeira fase de construção dos minhotos.

Resultado justo, num bom jogo e num estádio com uma atmosfera incrível. 

Poderia dar atenção àqueles “papagaios” que disseram que o Famalicão deu 3 golos de bandeja, mas não vou fazer isso porque, certamente, estiveram na porta 18.

Este resultado poderia servir de motivação para o jogo contra o Marítimo, mas isso não aconteceu.

O FCP sente sempre muitas dificuldades na Madeira! Aliás, todas as equipas, contra o Porto, simplesmente “esfarrapam-se”!

O golo sofrido no início deixou a equipa ansiosa e o capítulo da finalização foi um desastre. Fomos “meio salvos” com as costas de Pepe. Poderíamos ter ganho nos descontos, mas não havia Marega, nem pontas de lança de outrora.

O Porto regressa ao segundo lugar, mas estou tranquilo. Preocupado com o nível exibicional, mas tranquilo…

Mas é um facto que o Porto não está bem, nem consistente. Prova disso, é o nosso rival estar em primeiro lugar e não jogar “porra nenhuma”! Temos que fazer muito, mas muito mais. Acorda Porto!

Obrigado pela atenção daqueles que gostam de ler as minhas crónicas. 

Se há quem não goste, “’tou-me a cagar”!

Abraço a todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima