Prevenção acima de tudo!

Março 15, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Ai está, a estreia oficial do nosso quarto técnico desta temporada. Rúben Amorim entrou com o pé direito, mas num cenário favorável: defrontámos o último classificado do campeonato, praticamente já despromovido, e a equipa do Aves ficou reduzida a 9 jogadores, desde muito cedo no jogo (a partir do minuto 20), apesar de por expulsões inquestionáveis. Nem assim foi fácil este triunfo em Alvalade: o golo inicial só surgiu após mais de uma hora de jogo e o segundo nasceu de um penálti, convertido por Vietto aos 66′.



Vencemos justamente, mas, mesmo assim, continua a notar-se muita falta de talento nesta equipa. Será que Rúben Amorim, que custou 10 milhões (para mim não teve sentido algum pagar, nesta altura, este valor por um treinador), conseguirá modificar e melhorar assim tanto um plantel, que, por si só, tem tanta falta de talento e qualidade? Tem mesmo muito trabalho pela frente e, inevitavelmente, é inequívoco que, com este plantel, terá que ter vários reforços de qualidade na próxima época, para que os resultados sejam outros! Também não ajuda os assobios bem audíveis, vaias insistentes aos jogadores, cruzadas com gritos como “joguem à bola”! Quando será que alguns adeptos perceberão que um ambiente tão hostil, só perturba e desconcentra a equipa?

Até havia o aliciante da estreia de Rúben Amorim, mas defrontar o último da classificação, quando já não temos objetivos nesta época desportiva, em boa verdade, é um fraco incentivo para atrair gente ao estádio. Mesmo assim, eram apenas por volta de 26 mil espectadores, numa tarde de domingo, Dia da Mulher!

A reação de Ristovski à substituição também não ajuda em nada, sendo que nunca é bom sinal ter de recorrer, logo na sua estreia, em voz alta, que: “é o treinador que manda”! E milhares de adeptos voltaram a insistir querer “Varandas Out”! Um contexto bem mais desafiante do que aquele que Rúben Amorim encontrou em Braga! A ver vamos o que o futuro nos reserva!

Por agora, fica tudo “Blackout” com a devida suspensão da Liga, por tempo indeterminado, devido ao vírus Covid 19! Pelo menos, prevaleceu o bom senso: a responsabilidade social deve imperar sobre os patrocínios milionários. Com a Saúde não se brinca. E no Desporto ainda menos. Acima de tudo, e de qualquer contexto, as Vidas Humanas!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima