PSD Barcelos considera urgente abrir a Feira a todos os setores

Maio 21, 2020 Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Política

Concelhia Social-Democrata expressa, em comunicado, solidariedade para com os feirantes

Em comunicado enviado às redações, datado de 20 de maio, a concelhia do PSD Barcelos manifesta “total solidariedade para com os Feirantes de Barcelos”, repudiando “a atitude de passividade, desleixo e incompetência do executivo Socialista, ao não apresentar um plano de desconfinamento que permitia a abertura da Feira a todos os setores”.



Leia, na íntegra, o referido comunicado:

«É urgente reabrir todos os setores da Feira

Manifestamos total solidariedade para com os Feirantes de Barcelos e repudiamos a atitude de passividade, desleixo e incompetência do executivo Socialista, ao não apresentar um plano de desconfinamento que permitia a abertura da Feira a todos os sectores.

A Câmara é a gestora da Feira e tem a obrigação de reunir com os Feirantes, ouvir as suas propostas e encontrar as melhores soluções para reabrir a Feira, naturalmente, com salvaguarda das condições sanitárias e de segurança adequadas.

Por outro lado, se as Câmaras vizinhas decidiram reabrir as suas feiras na plenitude, Barcelos não pode ficar para trás. Até porque, a Feira de Barcelos é a maior feira do País, quiçá da europa, e, como tal, tem um impacto maior nos orçamentos e no volume de negócios dos Feirantes que lá trabalham.

A abertura de feiras e mercados de venda de produtos, que tem sido reivindicada pelo sector, foi estabelecida esta sexta-feira em Conselho de Ministros, podendo reiniciar a atividade a 18 de maio, mediante um plano de contingência.

Pelo que, propomos a reabertura imediata de todos os setores da Feira Semanal, porque está em causa a sobrevivência de muitos comerciantes, artesãos e pequenos empresários, que vivem exclusivamente do negócio que conseguem realizar na feira.

Tanto mais, que a reabertura total da Feira permitirá reanimar a economia local, salvar empregos e permitirá aliviar um sector que envolve muitos negócios familiares que estão a enfrentar graves dificuldades financeiras.»

Foto: DR.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima