Sporting e J.J. – “Um passo atrás e dois em frente…!”

Setembro 21, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
José Costa

Se no campeonato o Sporting apresenta uma regularidade satisfatória, com uma vitória segura (2-0) frente ao Tondela, que habitualmente ia a Alvalade tirar pontos ao Leão, e que permite ao nosso Sporting estar no topo da tabela, já com 5 pontos de avanço em relação ao Benfica e em igualdade de pontos com o F.C. do Porto, o mesmo não se pode dizer ao nível da Taça da Liga. Não resisto a parafrasear Jorge Jesus: ”Demos um passo atrás na Taça da Liga mas demos dois à frente ao colocarmos estes jogadores”.



No final do jogo, o treinador do Sporting desvalorizou o empate a 0-0 com o Marítimo e preferiu frisar a importância da rotatividade no plantel para os próximos jogos. Empate sem golos, num jogo “chato”.

Nove alterações no Sporting, tendo como resultado pouca dinâmica de jogo. Segundas linhas do Leão revelaram vontade, mas muito poucas ideias.

Testadas algumas alternativas, permitem poder avaliar as potencialidades de jogadores que habitualmente não são titulares. Referência especial a Doumbia e Ristovski.

Com um calendário repleto e face à menor importância da prova, o conjunto leonino apresentou, neste desafio, rotação com as segundas linhas atrás de um lugar nas primeiras escolhas do técnico.

Os ‘leões’ têm dois jogos importantes nos próximos dias, frente a Moreirense, para o campeonato, e Barcelona, para a Liga dos Campeões, e Jorge Jesus optou por dar ritmo competitivo a alguns jogadores menos usados de forma a garantir alternativas para o futuro.

Vamos ver se de facto foi um passo atrás para que possamos dar dois em frente, um deles com o Moreirense e o outro com o Barcelona – assim seja.

Como habitualmente, uma referência ao Clube da nossa cidade – Gil Vicente –, que infelizmente voltou a perder pontos em casa, desta feita frente ao líder Santa Clara, com uma derrota por 1-2. Que no futuro, possamos festejar mais vitórias em casa, com os gilistas a apoiar, independentemente dos bons resultados que esperamos alcançar fora.

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima