Tag archive

25 de Abril

Câmara Municipal de Barcelos atribui Medalha de Honra a Amadeu Lemos e Júlia Ramalho

Abril 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 25 de abril, no âmbito da celebração da “Revolução dos Cravos”, a Câmara Municipal de Barcelos vai atribuir à barrista Júlia Ramalho e ao Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, Amadeu Ferreira Lemos, a Medalha de Honra da Cidade de Barcelos, em reconhecimento da importância do trabalho destes barcelenses para o engrandecimento da Cidade e do Concelho.



A atribuição da Medalha de Honra será objeto de deliberação na reunião de Câmara de 19 de abril e a entrega dos galardões está marcada para o próximo dia 25 de abril, no âmbito das comemorações do 44.º Aniversário do 25 de Abril, que se realizam no Auditório da Câmara Municipal, às 15h15.

Nas razões invocadas para a atribuição da Medalha de Honra a Júlia Ramalho, a Câmara Municipal destaca a preservação da arte do figurado e a criatividade posta nos seus trabalhos. “Manteve os conceitos e a compreensão estética de Rosa Ramalho, dando aos seus trabalhos um contorno próprio, à medida dos novos tempos e das novas realidades”.

Júlia Ramalho é uma referência do artesanato barcelense no país e no estrangeiro, tendo recebido diversas distinções ao longo da sua vida. Foi artesã do ano em 1983, recebeu o Prémio Carreira do Município de Barcelos, em 2012, e, recentemente, foi distinguida com o “Grande Prémio Carreira”, no âmbito do concurso Prémio Nacional de Artesanato, do IEFP.

Amadeu Ferreira Lemos exemplifica a dedicação ao movimento associativo do concelho. O seu nome é indissociável da criação da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, entidade a que preside há 34 anos.

Há várias décadas que mantém um papel muito ativo na comunidade, tendo sido Presidente da Junta de Freguesia e Conselheiro Municipal. A sua atuação foi determinante na instalação da Casa do Povo, de serviços médicos e de estruturas escolares do 2.º e 3.º ciclos na Freguesia, na construção do novo quartel dos Bombeiros, do Centro de Lazer e de muitas outras obras.

O seu trabalho e dedicação aos projetos voltados para a comunidade valeram-lhe diversas distinções, entre as quais a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal de Barcelos, atribuída em 2008.

Fonte e fotos: CMB.

Teatro Gil Vicente recebe “O meu avô, o meu pai e eu – uma história da revolução”, da Companhia de Teatro de Santo Tirso

Abril 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 22 de abril, pelas 21h30, o palco do Teatro Gil Vicente recebe a peça “O meu avô, o meu pai e eu – uma história da revolução”, levada a cena pela Companhia de Teatro de Santo Tirso. A apresentação está inserida no programa da Festa das Cruzes 2018.



Esta peça será apresentada em Barcelos em ante-estreia, o que revela a proximidade desta companhia de teatro tirsense a este concelho, talvez também pelo facto de uma das suas principais figuras, Sérgio Macedo, ser barcelense. A estreia ocorre dois dias depois, em Santo Tirso.

O facto da Companhia de Teatro de Santo Tirso realizar uma ante-estreia e uma estreia em concelhos diferentes (Barcelos e Santo Tirso) é uma clara evidência da importância que a companhia tem vindo a conquistar com os seus trabalhos e a sua qualidade.

Esta 10ª produção da Companhia de Teatro de Santo Tirso, no seguimento da sua linha artística, é também ela a 10ª criação com texto próprio, revelando a aposta da companhia na criação de novos textos, novas dramaturgias e novos públicos.

Além da reflexão inerente do que somos como portugueses e a nossa relação com a história de Portugal, a peça tem uma forte componente pedagógica sobre os conteúdos históricos da Revolução do 25 de Abril e revela-se no meio escolar como uma oportunidade de assimilar aprendizagens efetuadas na sala de aula. Nesse sentido, estão já agendados diversos espetáculos em escolas e salas de espetáculo em concelhos como o de Santo Tirso, Barcelos, Braga e Guimarães.

Com texto de António Rodrigues, a peça: “O meu avô, meu pai e eu – uma história da revolução” retrata as condições de vida em Portugal durante a ditadura de Salazar e os principais acontecimentos que conduziram ao dia 25 de abril de 1974. Inspirado em “As portas que Abril abriu”, de José Carlos Ary dos Santos, esta peça viaja até 1975, a uma sala de estar onde pai e filho, recordando a história recente de um país saído de uma revolução, vão esgrimindo argumentos e considerações, criando momentos de conflito ao reviver a história.

Um pai que ainda vive segundo o trinómio “Deus, Pátria e Família”. Um filho que reclama os valores de Abril. Um país que vive em instabilidade política e social após 48 anos de ditadura. É a história narrada dentro de uma história.

 

Fonte e imagens: CTST.

Mais Juventude, de Alvelos, organiza ida a Lisboa para participação nas Cerimónias do 25 de Abril

Abril 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A convite do deputado Joel Sá, natural de Alvelos, a Mais Juventude organiza uma ida a Lisboa, com vista à participação nas Cerimónias do 25 de Abril e uma visita ao Palácio de São Bento.



A partida está marcada para as 5h00, com a chegada de volta a Alvelos apontada para as 20h00. O custo consta do cartaz.

As inscrições são limitadas, até 19 de abril, e poderão ser efetuadas através dos contactos 96 671 9026, ou 91 974 4073 e/ou pelo e-mail maisjuventudealvelos@gmail.com.

Imagem: MJ.

Câmara Municipal atribuiu Medalha de Honra da Cidade de Barcelos ao Professor João Carvalho

Abril 27, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, homenageou o Professor João Carvalho, ex-Presidente do IPCA, com a Medalha de Honra da Cidade, numa cerimónia onde a Educação foi tema em destaque, cujo investimento é, para Costa Gomes, a “obra mais perene que podemos deixar às novas gerações”. Esta homenagem realizou-se no âmbito das comemorações do 43º aniversário do 25 de Abril.

As comemorações realizaram-se, pela primeira vez, no Auditório António Tavares, no IPCA (Instituto Politécnico do Cávado e do Ave), com uma sessão solene numa das grandes instituições de ensino superior da região e do país, o IPCA, que se associou a este importante evento. A cerimónia incluiu discursos do Presidente Interino do Instituto, Agostinho Silva, do Presidente da Assembleia Municipal de Barcelos, Duarte Nuno Pinto, do Professor e ex-Presidente do IPCA, João Carvalho, de António Cândido do Oliveira, Professor da Universidade do Minho e do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e ainda a atuação musical da Academia de Música de Viatodos.

25abril-am-viatodos

O discurso do Presidente da Câmara Municipal, Miguel Gosta Gomes, principiou com o motivo da escolha do IPCA como palco principal das comemorações do 43º aniversário do 25 de Abril, dizendo que “Muito me regozijo de poder comemorar mais um aniversário do 25 de Abril nesta instituição de ensino superior que representa o esforço e o sucesso e da democratização da nossa sociedade proporcionada pela revolução de há 43 anos”. Num discurso que teve como principal enfoque a Educação, o Presidente da Câmara comprovou a sua importância como sendo “a mais importante das conquistas de Abril”, e o seu investimento é “a obra mais perene que podemos deixar às novas gerações”, concluiu.

25 Abril

Esta sessão comemorativa pretendeu homenagear a Educação, em geral, e , em particular, com a medalha de honra da Cidade de Barcelos, como forma de reconhecimento pelo seu papel na implantação e afirmação do IPCA como instituição de ensino superior público. “Com o seu vasto currículo, com o seu esforço e dedicação e com as capacidades invulgares de formação e de perseverança, o professor João Carvalho construiu uma instituição de sucesso e de referência, mesmo quando as circunstâncias pareciam adversas”, reforçou o presidente da Câmara.




O Presidente da Assembleia Municipal, Duarte Nuno Pinto, na sua intervenção, referiu a importância do investimento na Educação como sendo uma área detentora de “um papel determinante no desenvolvimento de qualquer sociedade”. João Carvalho e Cândido Oliveira, professor da Universidade do Minho, pautaram os seus discursos pela democracia, liberdade e acesso ao ensino, tendo António Cândido de Oliveira lançado o repto ao IPCA e a Barcelos para “educar para a democracia”.

Fonte e imagens: Município de Barcelos.

Câmara Municipal de Barcelos e IPCA comemoram o 25 de Abril

Abril 24, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Amanhã, dia 25 de abril, pelas 10h30, decorre no Auditório António Tavares, no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), a cerimónia oficial das Comemorações do 25 de Abril.

A iniciativa da Câmara Municipal, desta vez em conjunto com o Instituto Politécnico do Cávado e Ave, visa comemorar a passagem do 43.º aniversário da Revolução, com o Município a decidir ampliar o âmbito dessas comemorações, convidando o IPCA, uma das grandes instituições de ensino superior da região e do país, a associar-se a este importante evento.

Na cerimónia oficial, a realizar no Auditório António Tavares, no Campus do IPCA, estão previstas as intervenções do Presidente Interino do Instituto, Agostinho Silva, do Presidente da Assembleia Municipal de Barcelos, Duarte Nuno Pinto, do Professor e ex-Presidente do IPCA, João Carvalho, de António Cândido de Oliveira, Professor da Universidade do Minho e do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes.




Fonte e imagem: Município de Barcelos.

Ir Para Cima