Tag archive

A Voz do Dragão

Não vamos desanimar

Fevereiro 14, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

A vida tem altos e baixos e é nos baixos que temos de ser fortes e seguros para usufruir, intensamente, dos momentos altos.  Com isto, refiro-me ao momento atual do FCP. Não estamos na melhor fase futebolística, física, tática e, até, de discernimento, mas também não vamos desanimar, porque seguimos na liderança e na Liga dos Campeões.



Confesso que fiquei triste com o resultado de Moreira de Cónegos, mas ainda mais desiludido fiquei com a exibição. O Porto estava rotinado com as características de Marega, mas tem, imediatamente, de encontrar novas soluções. Também temos de ter a noção de que defrontámos, fora de casa, uma das melhores equipas desta época. Mas sem Marega e Aboubakar, as opções são escassas e olhamos para o banco e vemos Hernâni, Adrián e André Pereira…e, em anos anteriores, víamos alguns dos melhores pontas de lança do Mundo. Mas é o que temos e é com estes que vamos à guerra.

No jogo da Liga dos Campeões fomos infelizes, mas o resultado mantém as esperanças intactas.

Uma questão que me preocupa é a questão da defesa. Militão a lateral, sim ou não?! Relembro a milhões de Portugueses que estamos nos oitavos de final da Liga dos Campeões e que somos a referência desportiva nacional desta prova.

Agora é trabalhar e pensar no Setúbal e na continuidade da liderança.

Com que então o Nacional da Madeira apanhou 10 batatas??! Como é que isto é possível em 2019, com as condições e orçamentos que existem no futebol atual??!…Uma equipa que leva 10, tem que descer de divisão e o seu treinador colocar o seu lugar à disposição!

Desejo-vos um bom fim de semana e que o FCP, GVFC e OCB vençam os seus jogos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Somos líderes e continuamos unidos

Fevereiro 7, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Aqui estou eu de volta para matar saudades de uns e desespero de outros…LOL



Vamos tentar resumir um pouco as últimas semanas de futebol, já que o calendário tem sido apertado, com jogos quase de 3 em 3 dias!

Vou começar pela Taça da cerveja, ou dos correios, ou dos seguros e que, para o ano, provavelmente vai ser de uma petisqueira. Confesso que é uma taça que me diz pouco. Sou muito mais fixado e focado no campeonato e taça, e a sigla #campeoesdeinverno é uma tanga, porque esse está em 4º lugar! No primeiro jogo, vencemos 6 milhões de melões, que viraram melancias no jogo da final porque eram vermelhos por dentro e verdes por fora! LOL…Foi uma vitória justa, por 3 batatas. Muitos acreditam que quem venceu o jogo foi o VAR, mas na verdade fomos nós, FCP. O VAR errou na invalidação do segundo golo do Benfica, mas o mesmo vídeo-árbitro foi coerente quando também invalidou, na época anterior, o golo do empate do Portimonense na Luz. Foi um jogo em que sentiu, e muito, a falta de Danilo porque o Porto se expôs demasiado quando atacava com muita gente e com os laterais demasiado subidos. A segunda parte foi bem resolvida, sem golos sofridos e com mais uma batata lá dentro. Só faltou mesmo expulsar Seferovic e marcar um penalty sobre Corona. Este jogo fica marcado pelo culto do ódio, por um senhor que se chama Valdemar Duarte, um profissional incrível que destilou ódio e “ressabiadice”, chamando de Corja e muitos mais termos nojentos às gentes do FCP. Uma atitude vergonhosa que o Benfica não foi capaz de explicar e que a única coisa que o seu presidente fez, foi, no final da partida, dizer que o Sr. árbitro Veríssimo não podia apitar mais. Dito e feito!

No jogo da final, mostrámos, mais uma vez, que somos incompetentes nos penaltis e, por vezes, pouco ambiciosos nos jogos grandes. Sou um grande fã de Sérgio Conceição, pela sua personalidade e portismo, mas já não aprecio muito a sua leitura e decisões nos jogos. Mas a coisa lá vai andando!

Vencemos, com naturalidade e sem golos sofridos, o Belenenses, pela quarta vez esta época, e em Guimarães empatámos, fruto da falta de eficácia em dezenas de oportunidades de golo claras. Houve apenas um sentido, que foi o da baliza de Douglas, que, teimosamente, brilha frente ao FCP! O nosso clube mostrou querer, raça, a nossa área esteve bem protegida e o Sr. Rui Costa anula um golo limpo, a Pepe, aos 91’…“com VAR matas, com VAR morres”!

O campeão de inverno lá levou 4 batatas e João Félix mostrou que é um grande jogador, fruto da sua escola e formação no FCP.

Sexta-feira jogamos contra uma das boas equipas deste campeonato, que é o Moreirense, e vamos ver como o Porto reage sem Marega.

Contudo, somos líderes e continuamos unidos!

Força, Porto allez!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Início de ano natural

Janeiro 18, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que o início do novo ano vos esteja a correr bem.



Quanto ao FCP, o início do ano está a correr de forma natural. Viemos de um empate em Alvalade. É um resultado do tipo “do mau o menos”! Além de não perder também foi importante não sofrer golos. Pareceu-me que foi um jogo de um Porto que não queria perder contra um Sporting que tinha medo de perder. E quem perdeu com isso foi o espetáculo porque as marcações foram fortes e os espaços eram reduzidos. De salientar a solidez defensiva do Porto e a mais clara oportunidade de golo também foi nossa, através de Soares. De resto, é um jogo que não vai figurar entre os melhores e é factual que continuamos na liderança no fim da primeira volta.

Com poucos dias de descanso, jogámos frente ao Leixões para os quartos de final da Taca de Portugal. O resultado foi curto, mas justo, frente a um Leixões ambicioso e agressivo e onde Sérgio Conceição fez uma péssima abordagem ao jogo. Percebo que se tem de fazer descansar jogadores e dar oportunidades, mas o plantel é curto nas soluções e não era com Mbemba a lateral e André Pereira no ataque que íamos ganhar fácil. Valeu Hernâni para impedir as grandes penalidades. Foi pena o desgaste extra e, por falar nisso, as pernas estão a ficar cansadinhas e se alguém importante sai do onze estamos lixados! Espero que vença o difícil jogo frente ao Chaves.

Então o hacker foi preso?! De facto, o SLB tem muita força na justiça. Venha de lá o segundo…Segundo livro da Carolina Salgado!

Abraço e até à próxima!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

18 seguidas!

Janeiro 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, leitores!

Renovo os votos de um excelente 2019 para todos, repleto de saúde e sucessos. Espero, também, que tenham entrado em 2019 com o pé direito tal como o FCP.



São 18 vitórias seguidas! Será que Pinto da Costa aguenta 18 ou 19 seguidas???…LOL…

Começámos o ano com uma vitória nas Aves. Um jogo em que o FCP, na primeira parte, foi um autêntico “rolo compressor”! Além do golo marcado, dois foram anulados pelo VAR e outros 2 pelo guarda-redes do Aves, de uma forma brilhante. Apesar da “choradeira” do Benfica, o golo do Porto é limpo. Soares não tem ação direta e o corte foi feito pelo central. Mas pronto, ninguém para a “choradeira”. Na segunda parte, caímos fisicamente devido à intensidade do primeiro tempo e as pernas falharam, mas lá conseguimos vencer e anular o Aves.

Dias depois, voltámos a vencer o Nacional de uma forma clara. Eu sei que os adeptos exigem melhores exibições, mas o calendário é apertado e o importante é vencer. Penso, também, que foi o primeiro jogo do Porto sem choro alheio.

É importante a recuperação física dos nossos atletas. O mês de janeiro vai ser duro e no sábado temos um clássico contra um Sporting que não está bem, mas que é um candidato e uma grande equipa. Os Leões estão muito dependentes de Bas Dost e quando o holandês não joga, a equipa ressente-se. Se o Porto vencer o Sporting, meio campeonato está ganho; se não vencer, cá estaremos a apoiar para novas 18 vitórias consecutivas!!

Com que então o “papagaio da voz grossa” (Rui Vitória) foi despedido pela “águia Vitória”???… Então o Sr. LFV não tinha tido uma luz, dizendo que era o homem certo no lugar certo????…Já não percebo nada!!!…

Quero dar as boas-vindas ao Pepe e agradecer-lhe a vontade de voltar ao FCP quando, certamente, tinha propostas “galácticas”.

Que 2019 seja o ano da nossa reconquista. Rumo ao bi!

Felicidades, também, para o Gil Vicente e Óquei de Barcelos.

Feliz 2019!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Em cima só mesmo o FCP

Dezembro 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Tudo em cima??? Nem todos, certo?! Em cima só mesmo o FCP e de forma isolada. Acima do FCP só mesmo o céu e os deuses do futebol e, mesmo esses, aplaudem o momento do nosso clube. 14 vitórias seguidas nas várias competições é um feito assinalável, a que a comunicação social dá pouco destaque e que a comunicação de outros clube tenta denegrir, mas já vou a essa parte.



Com poucos dias de descanso, depois da Liga dos Campeões e com muitas viagens, o FCP deslocou-se à lindíssima ilha de São Miguel, no arquipélago dos Açores, e de lá trouxe mais 3 pontos de recordação. A exibição não foi a melhor porque o cansaço fez-se sentir e o Santa Clara é uma equipa muito competitiva. O Porto, ultimamente, não entra bem nos jogos e entra mesmo a perder, mas não se deixa abalar, ao contrário de outros anos. Foi de forma rápida e natural que virámos o resultado. A partir daí, apenas gerimos o resultado e o jogo. Nem sempre se pode jogar bem e o resultado é sempre o mais importante. Ganhámos com golos limpos, ao contrário do que dizem os “papagaios” do departamento de comunicação do Benfica. Estes senhores querem transformar o futebol tipo como no basket, onde não é permitido o contacto. Quem jogou futebol sabe do que falo. Mas percebo o desespero deles porque não jogam “porra nenhuma” e o que lhes vale é o “tio Jonas”! Percebo que tenham que desviar atenções do 4º lugar, do afastamento da Liga dos Campeões e dos casos que estão a ser investigados.

Com menos dias de descanso, recebemos e vencemos o surpreendente Moreirense, que tinha feito 3 golos na Luz e que fez igualmente três no Dragão. Mas no nosso estádio levou 4 batatas e de uma equipa bem gerida por Sérgio Conceição para esta competição.

Venham os quartos de final.

Próximo domingo recebemos o Rio ave. O clube de José Gomes talvez não esteja no seu melhor momento, mas é das melhores equipas do campeonato e é recheada de bons valores. Só um Porto muito forte e um Dragão ao rubro conseguirão vencer o clube de Vila do Conde. Será mais uma vitória a somar a tantas ou será um tropeção?! Esperemos que não, porque queremos acabar o ano em Grande.

Queria também dizer à malta do VAR que já chega de penaltis para o Sporting. Dessa forma, também eu tinha a moral de Marcel Keizer!…LOL…

Queria desejar a todos, sem exceção, um Santo Natal e um Feliz 2019, e que, no novo ano, o meu clube “reconquiste” o título de Campeão Nacional. Rumo ao BI!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Mais uma semana e mais duas vitórias

Dezembro 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH.

Espero que se encontrem todos bem e felizes.



Mais uma semana, mais duas vitórias do FCP. Uma delas manteve o FCP na liderança em Portugal; a outra confirmou o primeiro lugar do grupo na Champions League e a dimensão europeia do FCP.  Estamos, mais uma vez, nos oitavos de final. O que vier depois desta fase é ouro porque sabemos bem que nesta fase estão os tubarões e os melhores. As mais fraquinhas já estão na Liga Europa… LOL

Na competição nacional, vencemos o Portimonense, num jogo com muitos golos e uma justa homenagem do público a Jackson (o melhor marcador do Estádio do Dragão).

Entrada no jogo a perder, mas depois impõe-se o nosso poderio e objetividade no ataque à baliza. Mais uma grande vitória, muitos golos e uma boa exibição. Os jogadores e a equipa técnica têm sido muito competentes também na gestão do seu esforço e rotatividade.

Quem nos ama e nos persegue é o departamento de comunicação do Benfica. A cada jogo do FCP, esses “benfas” vêm logo com publicações para camuflar o 4º lugar no campeonato, a prestação na Champions e o caso “e-toupeira”!

Para eles, qualquer “merdinha” dentro da área do Porto é penalty, mas o Jardel pode jogar andebol e o André Almeida está imune a cartões.

Feliz época natalícia para todos, sem exceção.

Força, Porto allez!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Campeonato de volta com liderança

Dezembro 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BNH!

É bom estar de volta as crónicas e às jornadas do campeonato. Os fins de semana com campeonato têm outro sabor; as paragens para compromissos de seleções e de outras provas são uma tremenda seca!



Comecemos pela Liga dos Campeões, onde o nosso Porto selou o primeiro lugar do grupo com uma vitória clara sobre o Schalke 04 e uma exibição extremamente positiva. O Porto apresentou uma dinâmica sensacional e uma panóplia de soluções de bolas paradas, claros sinais de trabalho de laboratório do mister SC. O FCP é, factualmente, a única equipa em Portugal com dimensão europeia: 23 presenças, 15 apuramentos para os oitavos e uma conquista. Há clubes e presidentes que sonham, outros concretizam. Por falar em outros clubes, o Bayern de Munique quase que empatava certo?!…LOL…Gozaram-nos tanto em 2015 que foram castigados em Basileia e Munique! Aproveito, também, para parabenizar o SLB pelo apuramento para a Liga Europa, depois de eliminar o Ajax e o Bayern.

Voltemos a falar do campeão nacional. O Porto teve, no último domingo, um jogo complicadíssimo no Bessa. É um derby sempre muito difícil e agressivo. A equipa do Boavista começou a praticar Karaté em vez de jogar futebol. A arbitragem foi, também, muito fraca a nível disciplinar. Reconheço, igualmente, que o lance de Brahimi é muito discutível e que o VAR podia ter mandado marcar penalty a favor do Boavista, mas em caso de dúvida os grandes acabam por ser sempre beneficiados. Repito: todos os grandes…Braga incluído.

O golo surgiu tarde, mas naturalmente, fruto da crença, do espírito de acreditar até ao fim e do momento de 10 vitórias seguidas.

Embora o departamento de comunicação do SLB tente desviar atenções do caso “E-toupeira” com publicações ridículas, o FCP é um justo líder do campeonato. Espero nova vitória frente a um Portimonense que joga bem e é bem orientado.

Bom fim de semana a todos e que o FCP continue a vencer e que continue na liderança.

Parabéns ao Gil Vicente pelo seu bom momento.

Viva Barcelos, o Gil, OCB e FCP!

Feliz época natalícia!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Candidato ao título, mas o caminho é longo

Novembro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, portistas e restantes curiosos!

Desde já, muito obrigado pela vossa visita e atenção.

Mais um jogo,…aliás, mais um grande jogo e mais uma vitória importantíssima. Com poucos dias de descanso, o FCP recebeu o “fresco” SC Braga, que este ano não lhe “apeteceu” jogar competições europeias…(LOL)



Foi um jogo entre as duas melhores equipas do campeonato até à data. Havia um conhecimento mútuo e muito aprofundado, mas com espaço e excelentes oportunidades de golos. O SC Braga mostrou ambição e critério e assustou o Dragão com duas bolas na barra, mas Sérgio Conceição, com as alterações que fez, deu sinais para dentro de campo que queria ganhar o jogo a todo o custo. Temos a noção de que o golo poderia acontecer em qualquer baliza, mas graças ao talento de Otávio e à capacidade de finalização do Tiquinho Soares, o golo aconteceu na baliza desejada por 50 mil pessoas. Um golaço que fez explodir um estádio com uma atmosfera única! 7 vitórias em 7 jogos fazem deste Porto o principal candidato ao título, mas o caminho é longo e os passos têm de ser seguros.

Agora vem novamente a pausa dos campeonatos, que é uma tremenda seca! Um fim de semana sem o FCP não é a mesma coisa!

Parabéns ao SLB pela vitória, que era muito desejada há várias semanas e também por subir ao 4º lugar. Parabéns, também, ao Sporting pelos “manhosos” penaltis!

No campeonato, fora do campo, vai começar esta semana o julgamento do caso “e-toupeira”! Tic…tac…

E por falar nisso, se os mails são falsos ou foram adulterados, porque é que Pinto da Costa foi acusado de violação na correspondência???

Bom fim de semana para todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Futebol é o momento

Novembro 9, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Espero que se encontrem bem e felizes.

E porque o futebol é o momento, este momento para o meu clube é notável! Conseguimos uma vitória sensacional num dos estádios mais difíceis do nosso campeonato e onde, nos últimos 6 anos, só havíamos lá ganho uma vez, que foi no ano passado, com golo do Marega, jogo que certificou a 99% o FCP como campeão nacional em 2018.



A primeira parte não foi muito bem conseguida, mas a segunda parte revelou, novamente, os atributos e características que fizeram deste Porto campeão nacional e uma equipa à imagem de Sérgio Conceição. Falhámos uma grande penalidade (ou melhor, o guarda redes defendeu de forma competente), e mesmo depois dessa adversidade, a equipa não ficou abalada e partiu de forma contínua e criteriosa para cima dos insulares e o primeiro golo de Otávio nasce de forma natural e brilhante, numa jogada mágica e de futebol espetáculo. Estava derrubado o muro maritimista e o segundo golo nasce de um contra-ataque que, na minha opinião, é uma das armas mortíferas deste Porto devido à velocidade dos seus médios e homens da frente.

Vitória essencial, pois mantém o Porto na liderança, em igualdade pontual com o SC Braga, mas já vamos à próxima jornada.

Antes disso, a Liga dos Campeões: esta última terça-feira recebemos o Lokomotiv e, mais uma vez, vencemos com imensos golos e uma boa exibição debaixo de uma chuva intensa. Certos “cartilheiros” dizem que o grupo do Porto é fácil, mas não acredito em jogos fáceis no futebol. Acredito em foco, concentração, qualidade e critério.

Destaco deste jogo um aspeto extra, mas que é de realçar: foi o aplauso do Dragão a Éder! O herói improvável do Euro 2016 recebeu um aplauso arrepiante de um público que valoriza o que é português e que agradeceu o tento da final do Euro 2016. Com esta vitória sobre a equipa moscovita, o nosso clube fica com 10 pontos e um pé e meio nos oitavos da Liga dos Campeões. Pena que os meninos de 13 anos nunca tenham visto o FCP a ganhar uma Liga dos Campeões! Temos de ter a noção de que é impossível voltar a vencer esta competição, mas é gratificante ver o nosso clube a dignificar o futebol português!

No próximo sábado, e com pouco tempo de descanso, vamos receber o outro líder do campeonato. Considero o SC Braga um candidato ao título e vai ser um jogo dificílimo para as duas equipas. O Braga vai ter a ambição no máximo para manter a liderança e porque tem uma relação excelente com um clube da segunda circular. Em casa mandamos nós e é assim que temos de pensar e colocar em prática.

Bom fim de semana e um abraço deste “apaixonado” portista.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Rácio de líder

Novembro 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Nestas semanas sinto um especial prazer em escrever! Isto deve-se ao facto de o FCP ganhar na Europa e em Portugal!



Comecemos pela Champions League: o jogo de Moscovo parecia ser teoricamente fácil, mas no futebol não há jogos fáceis. Começámos a ganhar este jogo no penalty defendido por San Iker. Este lance ajudou a equipa, catapultando para uma boa vitória, para a liderança do grupo e milhões para os cofres. O Porto conseguiu o mesmo número de vitórias num jogo do que o SLB nos últimos 10, o que faz com que o nosso clube seja o melhor representante português na Europa do futebol.

No domingo, seguiu-se o Feirense. Vitória justa, escassa e onde o clube de Carnide amarra-se ao primeiro golo do Porto, dizendo que está fora de jogo por centímetros! Percebo esta posição das Águias, já que a digestão não correu bem depois de comerem dois Pastéis de Belém! Foi, também, um problema de rácio!

Fazendo o nosso rácio e as nossas contas, o FCP é, atualmente, líder, com melhor ataque e melhor defesa, em igualdade pontual com o SC Braga.  Mas vem aí um dos jogos mais difíceis para o Porto: a deslocação à Madeira e ao Marítimo é sempre muito preocupante! A concentração, foco, ambição e raça terão que estar a top. Reconheço que não estamos no nível exibicional desejado, mas o importante é ganhar.

A nível de escutas, Rui Vitória está em saldo e a nível da entrevista de LFV à TVI, vou agora destacar os pontos em que acreditei nas palavras do Presidente do Benfica:

……..

OK, já disse!

Bom fim de semana e Viva o Futebol……Clube do Porto!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 7
Ir Para Cima