Tag archive

A Voz do Dragão

Vitória justa e importante do Porto

Janeiro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que se encontrem bem. 

Queria começar a crónica desta semana, enviando sentidas condolências à família, amigos e fãs de Paulo Gonçalves.  Um grande ser humano e um atleta de excelência deixou-nos de forma trágica e inesperada. Que descanse em paz e deveremos estar gratos pelo seu exemplo e legado. 



Falando de futebol e do FCP, o nosso clube tinha uma deslocação tremendamente difícil a Moreira de Cónegos. Aliás, não vencíamos lá desde 2014. O Porto começa o jogo a perder, aos 3 min., num lance em que Nakajima e Marega chocam e é daí que nasce o golo.  A equipa reagiu bem e dá a volta ao marcador com personalidade e, quando tudo fazia prever que fossemos para o intervalo a vencer, eis que um lance inofensivo e caricato dá o empate ao Moreirense, num lance em que Marchesín não está isento de culpas.  O Moreirense baixou todas as linhas para trás da linha da bola, o que dificultou a penetração no último terço e, mais uma vez, Luís “SOS” Díaz fez das suas e marcou o golo que nos tranquilizou. Reconheço que pode existir uma falta de Soares sobre João Aurélio.  O último golo de Corona é uma pintura e selou uma vitória justa e importante do Porto.

Para a Taça de Portugal, vencemos o Varzim sem jogar nadinha! Mas os serviços mínimos e um jogo “pastoso” serviram para passar às semifinais!

Saliento a aposta em mais um jovem, Vítor Ferreira, que é um jovem campeão da Europa pelos sub-19.

Esta fase é delicada devido à quantidade e exigências dos jogos.  Podíamos estar com a distância reduzida na classificação para o líder, mas Xistra não deixou…LOL.

Espero que o FCP vença o seu próximo jogo e que o SCP vença…e por muitos. 

Que a reabertura da janela de transferências não nos traga notícias que prejudiquem a espinha dorsal da equipa.

Deixo uma palavra de carinho para o Gil Vicente pela vitória frente ao Belenenses SAD e pela atmosfera lindíssima no Estádio Cidade de Barcelos!

Abraço a todos…e desculpem qualquer coisinha!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Não há campeões sem sorte

Janeiro 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que o vosso Natal tenha sido santo e que tenham entrado com o pé direito em 2020. Reforço o meu desejo de que todos tenham um Ano Novo muito feliz.



Por falar em entrar com o pé direito, foi exatamente dessa forma que o FCP entrou no campeonato e no novo ano. Adivinhava-se um jogo tremendamente difícil frente a um SCP que ia dar tudo e mais alguma coisa para continuar a sonhar com o segundo lugar.

O jogo começou de forma perfeita com o golo de Marega, aos 5 min, um passe incrível de Tecatito, em que a defesa do Sporting não controla a profundidade e o maliano, que é exímio nesse tipo de lance, surpreende o GR e a linha defensiva do Sporting.  Pensei que, com o golo, o FCP iria partir para uma exibição segura, longe disso. Fomos encostados pelos Leões e levámos com bolas no poste, barra e falhanços clamorosos. Ainda oferecemos o golo do empate, em que Marchesín faz um passe de risco para Otávio e apanha a defesa do Porto em contrapé, com Otávio a não conseguir ficar com a bola.

Fomos bafejados com a sorte em muitos lances e acabámos por fazer o segundo golo quando nada o fazia prever. Depois do golo, o FCP soltou-se e conseguiu guardar a vantagem com segurança e qualidade, e criou duas ou três oportunidades para fazer o 3-1.

Na minha opinião, o resultado mais justo era o empate, mas também merecemos um pouco de sorte pelo que lutámos.  Aliás, não há campeões sem sorte.  Espero que a equipa consiga melhorar o nível exibicional porque houve momentos desastrosos. 

Bela arbitragem de Jorge Sousa, num jogo difícil e de alto risco.

Se o Porto perdesse ou empatasse o jogo, o campeonato estava 75% entregue.

O próximo jogo, em Moreira de Cónegos, é historicamente difícil e espero que a equipa não comprometa o que conseguiu em Alvalade.

Queria terminar, dizendo que o que se passou em Guimarães foi uma vergonha.  Refiro-me às tochas e ao VAR.  Eu até deveria parar de queixar-me ou de falar de certas coisas, até porque sei que o controle de certos clubes é quase absoluto e não só no futebol. Mas pronto…quem me manda ser assim. Obrigado por terem lido tudo!

Um feliz 2020 para todos…

Por: Vítor Sá Pereira.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Que 2020 seja um ano Azul e Branco

Dezembro 20, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH! 

Antes de mais nada, quero começar com aquilo que é realmente importante, ou seja, quero desejar-vos um Santo e Feliz Natal e um Feliz 2020. Votos extensíveis às vossas famílias e amigos.



Mais uma semana com dois jogos e duas vitórias. Confesso que gostei da exibição frente ao Tondela. O FCP, quando marca cedo e primeiro, acaba por relaxar e joga com total discernimento.  O terceiro golo é, na minha opinião, uma “pintura” sobre um lindíssimo futebol apoiado. Vitória normal e justa.

Quanto ao jogo da Taça, foi uma vitória justa, mas escassa, devido ao número de oportunidades falhadas e também à boa exibição do GR André Ferreira.

Boa primeira e uma segunda parte num dilúvio e transformado numa batalha campal. A “Elsa” estava, de facto, agressiva e tirou alguns milhares de espectadores ao Dragão! 

Estou curioso com o sorteio da Taça.

Que 2020 seja um ano Azul e Branco e que seja um campeonato sem casos e sem polémicas. Não quero prever nada, quero apenas estar focado e apoiar. 

Desfrutem ao máximo da magia do Natal!

Sejam felizes e viva o FCP! 

Boas festas!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Não quero fazer mais previsões para o meu clube

Dezembro 13, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

Antes de mais, quero desejar-vos uma feliz época natalícia. 



Falando de futebol e do meu clube, parece que os maus resultados, a inconstância e a turbulência estão a custar passar.

Depois de uma vitória normal e justa frente ao Paços de Ferreira, adivinhava-se um jogo difícil no Jamor frente a um Belenenses que, historicamente, cria dificuldades a todos os grandes e num relvado que outrora foi bom.

O golo sofrido cedo deixou a equipa ansiosa e tensa. Apesar de o Porto se queixar da irregularidade no golo, na minha opinião, o lance é limpo. O Porto tem é de se queixar da passividade e falta de agressividade.

Depois disso, tivemos de nos bater frente a uma equipa do Belenenses fechada e à espera do erro do Porto. Se o FCP fez o suficiente para ganhar, até fez, mas a ansiedade bloqueia aquela equipa e os processos são repetidos e previsíveis: bola na frente e corre Marega. Assim não vamos lá…O Porto está tão estranho e fraquinho que já estamos a 4 pontos e até fazemos do rival um “bicho papão”, que não o é.

Sérgio Conceição, mais uma vez, não consegue aceitar perder pontos e ataca arbitragens e tudo e mais alguma coisa e não tem noção de que ele é parte substancial do problema. 

Se deu um soco?! Não faço a mínima! Se deu, deveria ser castigado ou pedir demissão. 

Pedro Ribeiro, durante o jogo todo, teve uma postura que mais parecia estar a jogar uma final da Liga dos Campeões: agressivo e contundente nas indicações, nem parecia o mesmo de outros jogos.

Sinceramente, não quero fazer mais previsões para o meu clube. Tem-me desiludido tanto que não consigo prever o que aí vem. Quatro pontos de atraso são preocupantes. 

Para terminar, queria destacar, pela negativa, a imprensa desportiva e escrita em Portugal. Quando o FCP foi eliminado da Champions os títulos eram: “despromovido para a segunda liga europeia” e o “diabo a quatro”! No caso do SLB, foi apurado, milhões conquistados de apenas duas vitórias em 6 jogos e “alô europa” e “europa ganha”! Inacreditável!…Ser portista não é fácil, mas é maravilhoso! 

Bons jogos e até à próxima.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[Ndr: este artigo foi entregue à redação antes do jogo FC Porto – Feyenoord, a contar para a Liga Europa]

Importante era ganhar

Novembro 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que se encontrem bem e felizes.

Em relação ao meu clube, as coisas normalizaram um pouco…ou talvez adiámos um pouco o problema.



Depois de uma derrota dura em Glasgow, eis que Cindy García (mulher de Uribe), iluminadamente, decide fazer uma super festa dias antes da deslocação difícil ao Bessa!

Estes sul-americanos, que deviam estar habituados a constantes churrascos e festas antes dos jogos, certamente pensavam que o contexto era o mesmo. Pois enganem-se, putos, vocês estão na Europa e no FCP. E, numa falta de inteligência emocional, decidem, estupidamente, meter nas redes sociais todos os passos de dança. Que tremenda ingenuidade!…

Sérgio Conceição, embora não esteja numa boa fase técnica e desportiva, é super coerente neste tipo de situações, excluindo da convocatória a dita “comissão de festas”. Que grandes “tomates” teve o mister, sabendo que se perdesse ou empatasse, ficava a 4 ou 5 pontos do líder. 

A equipa entrou determinada e a marcar por Alex Telles, um dos resistentes da mística portista. Neste jogo não era importante jogar bem, mas sim, ganhar. Foi o que aconteceu e ainda bem. Gostei da atitude e compromisso…A vitória acabou por camuflar a produção de “Cindy” e vejamos se isto uniu, ou não, a equipa para as competições.  Precisamos de estabilidade, não de festas…Festas só em maio, nos Aliados. Todos merecem divertir-se e descomprimir, mas num timing adequado.

Venha de lá a eliminatória da Taça, um troféu que tenho saudades de festejar.

Força Porto allez, sempre contigo allez

Parabéns à Seleção Nacional pelo apuramento; parabéns ao OCB pela vitória no Sporting; e parabéns ao Gil pelo momento estável.

Abraço para todos os meus conterrâneos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Estou muito desiludido com o meu FCP

Novembro 8, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá a todos os leitores do BnH! 

Confesso que não tenho muitas palavras para a crónica desta semana. 



O nosso Porto, simplesmente, “não joga nada”!

No domingo, frente ao último classificado, a exibição foi miserável.  Que “equipinha” fraca! Falo do Porto, logicamente!… Pareciam que estavam a fazer um frete e à espera das férias de Natal. Assim sendo, começo a não ter argumentos para defender o meu clube e o nosso treinador. Na outra semana, ironizei com a expressão “‘tou-me a cagar”, mas, logicamente, que aquilo não faz sentido nenhum e é um péssimo exemplo do saber estar no futebol e no FCP. 

Como se não bastasse, na Liga Europa perdemos contra os “power rangers“!

Como é possível no ano passado termos ficado entre os 8 primeiros da Europa e, atualmente, somos o último classificado do nosso grupo na Liga Europa? Vergonhoso!

O mês de janeiro vai, certamente, dizer-nos como será o futuro próximo do Porto.  Já não sei se SC é um problema ou ainda é solução.  Estou inclinado para a primeira opção. 

Realmente, o futebol português não tem expressão na Europa! Perdemos contra um clube da Escócia e o 10º classificado da França!  Salvaram-se os resultados e exibições de VSC e SCB.

Onde isto vai parar?

Obrigado “Gilinho” por me dares a única alegria do último fim de semana. 

Sim, estou muito desiludido com o meu FCP.

Acorde, Sr. Presidente! 

Abraço a todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Porto não está bem, nem consistente

Novembro 1, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que tenham um fim de semana alargado com muita paz.



Falando de futebol, confesso que não consigo compreender tamanha paragem no campeonato!  Além de ser uma “seca”, porque gostamos daquela emoção no fim de semana, quebra muito as dinâmicas e ritmos das equipas. 

Estava curioso para ver o meu clube depois da paragem, mas o que é certo é que o FCP apresentou-se frente ao surpreendente Famalicão de uma forma agressiva, impactante e decidida. Há muito que não via esta atitude.

O Famalicão acabou por ser “presa” fácil porque a pressão foi tão alta ao ponto de asfixiar a primeira fase de construção dos minhotos.

Resultado justo, num bom jogo e num estádio com uma atmosfera incrível. 

Poderia dar atenção àqueles “papagaios” que disseram que o Famalicão deu 3 golos de bandeja, mas não vou fazer isso porque, certamente, estiveram na porta 18.

Este resultado poderia servir de motivação para o jogo contra o Marítimo, mas isso não aconteceu.

O FCP sente sempre muitas dificuldades na Madeira! Aliás, todas as equipas, contra o Porto, simplesmente “esfarrapam-se”!

O golo sofrido no início deixou a equipa ansiosa e o capítulo da finalização foi um desastre. Fomos “meio salvos” com as costas de Pepe. Poderíamos ter ganho nos descontos, mas não havia Marega, nem pontas de lança de outrora.

O Porto regressa ao segundo lugar, mas estou tranquilo. Preocupado com o nível exibicional, mas tranquilo…

Mas é um facto que o Porto não está bem, nem consistente. Prova disso, é o nosso rival estar em primeiro lugar e não jogar “porra nenhuma”! Temos que fazer muito, mas muito mais. Acorda Porto!

Obrigado pela atenção daqueles que gostam de ler as minhas crónicas. 

Se há quem não goste, “’tou-me a cagar”!

Abraço a todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O importante é ganhar, mas…

Outubro 10, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, barcelenses, portistas e leitores do BnH!

Vamos falar, com paixão, da bola que nos rodeia.

O meu Porto foi vencer a Vila do Conde, tangencialmente, por 1-0. Vitória sofrida, mas justa.



O ultimo quarto de hora do FCP foi de postura de equipa pequena, mas eficaz. Todas as linhas fechavam o meio campo e reduziam os espaços para a equipa adversária.  Até Mbemba entrou para fechar, destruir e aliviar. O importante é ganhar, mas é estranho ver o Porto “encostado às cordas”!

Já não há jogos fáceis e todas as equipas estão melhor preparadas e apetrechadas.

Na próxima jornada, recebemos o surpreendente Famalicão, ao qual dou os meus parabéns. Espero que seja o jogo do título e que o Porto saia vencedor… (Risos)

O sorteio da Taça de Portugal ditou que o Porto faça uma curta viagem a Gaia para jogar frente ao Coimbrões. Que seja um jogo especial, que o vai ser para os gaienses, mas que o FCP não facilite em nada.

Desilusão foi mesmo a jornada europeia! Sabíamos que ia ser difícil vencer na “banheira de Roterdão”, mas não impossível.  A passividade e falta de agressividade nos jogadores do FCP foi algo inacreditável.  Começo a sentir jogadores contrariados e, se assim for,…andamento com eles.

Que esta pausa traga serenidade, ambição, foco e novas ideias. 

Para terminar “o que passou-se” na Assembleia Geral do SLB???

Longe vão os tempos de liberdade de expressão…LOL.

Ai se este episódio fosse com o FCP…ui, ui, ui!

Fiquem bem e até à próxima!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Chegou o outono

Setembro 27, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Chegou o outono,

Tempo de choradeira,

As lágrimas transformam-se em colinho,

Assim quer o Vieira!

LOL

.

Hoje decidi abrir a minha crónica com uma bela poesia! No fundo, é um prenúncio daquilo que pode acontecer. Já que não vemos futebol há 2 dias!



Antes do campeonato, vamos falar da Liga Europa. Vitória justa do FCP frente ao Young Boys. Exibição pobre e mínimo de esforço a pensar no campeonato.  Vencemos, e isso foi o mais importante.  Realço a entrada de Fábio Silva no jogo, o mais novo jogador do Porto nas competições europeias! Estamos a falar de um menino de 17 anos! Acho que devemos prestigiar esta Liga Europa e levá-la muito a sério. Vencemos esta prova em 2011 e foi maravilhoso!

Agora falando do campeonato, recebemos e vencemos, justamente, o Santa Clara. Zé Luís provou, mais uma vez, que é um excelente reforço e a equipa estabilizou desde a entrada de Uribe e a inclusão de Corona a lateral. 

O Santa Clara foi “presa fácil” e até deu para não cansar na segunda parte. Não percebo este tipo de gestão de esforço de SC quando sente que o jogo está ganho. Já se deu mal muitas vezes dessa forma.

No fim do jogo, tudo em paz, até deu para Nakajima e SC se abraçarem!

E não é que a página oficial das águias “chorou” mais um penalty contra o FCP??…Haja paciência para alguém que tem telhados de vidro! Vou estar atento às conferências de imprensa do treinador do Santa Clara. Depois de o ouvir até pensei que tinha lido uma cartilha.

Parabéns ao Famalicão, que ameaça ser o novo “Leicester” e que deixou “Alvalade a arder”.

O próximo jogo do FCP é tremendamente difícil. O Rio Ave, no seu reduto, é difícil de bater. Contamos com um super Porto e com um super apoio da nossa parte.

Força Porto!

Saudações a todos.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[Ndr: este artigo foi entregue à redação antes do jogo da Allianz Cup (Taça da Liga), entre o FC Porto e o Santa Clara, a 25.09.2019]

Não fiquei assim tão radiante…

Setembro 18, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que se encontrem bem.

Até podia estar muito contente com a vitória do meu clube, mas não fiquei assim tão radiante. Feliz…apenas pelos 3 pontos.



O que me entristeceu foi a postura de “serviços mínimos” dos jogadores e equipa técnica. 

Depois de estarem a vencer por 2-0 ao intervalo, voltaram para a segunda parte com uma postura de gestão de esforço para a Liga Europa que poderia ter custado 2 ou 3 pontos. Sem tirar mérito ao Portimonense, pela forma como conseguiu o empate, é inacreditável como sofremos 2 golos em 5 minutos!

A nossa sorte foi o gesto técnico do Marcano, fazendo o terceiro golo, e o facto de o árbitro ter compensado um pouco mais devido ao tempo parado na expulsão de Alex Telles. 

Eu sei que houve choradeira alheia e, normalmente, este tipo de choradeira costumar dar colinho imediato. A ver vamos se tenho razão…espero que não. 

Parabéns ao Portimonense pela sua reação e pela emoção que deu ao jogo…É assim que uma “equipa B” se deve comportar!…LOL…Outras preferem ser goleadas! 

Mister Sérgio Conceição, não complique coisas que possam estar mais fáceis e não fale, ou gesticule exacerbadamente, em público para os seus jogadores. Guarde isso para o balneário…Una em vez de desunir!

Ah…e arranje um tradutor porque o Nakajima não percebeu nada! Apenas sentiu os perdigotos!

Venha o Santa Clara e vençam por nós!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 10
Ir Para Cima