Tag archive

Agrupamentos de Escolas

Município de Barcelos leva residências artísticas às escolas

Dezembro 8, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Escolas básicas do concelho vão ter aulas de música, dança e teatro através de residências artísticas

As escolas do ensino básico do concelho de Barcelos vão ser abrangidas por residências artísticas de sete organismos de música, teatro e bailado, em 2019, num projeto desenhado pelo Ministério da Cultura e pelo Ministério da Educação, de que Barcelos faz parte.



As residências artísticas deverão realizar-se no 2º e 3º períodos escolares e abrangem quatrocentos alunos de 19 escolas pertencentes aos agrupamentos de escolas dos municípios de Viana do Castelo, Barcelos, Vila do Conde, Freixo de Estada à Cinta, Moimenta da Beira, Viseu, Penela, Pedrógão Grande, Castanheira de Pera, Idanha-a-Nova, Torres Vedras, Loures, Sintra, Lisboa, Cascais, Almada, Sines, Moura e Loulé.

Na cerimónia de lançamento do projeto “Residências Artísticas nas Escolas”, o Secretário de Estado da Educação, João Costa, assinalou que “uma educação sem arte é incompleta. A fruição estética e a educação artística são condições essenciais para um desenvolvimento integral”. João Costa acrescentou ainda que “a arte faz-nos sentir bem. A educação deve gerar bem-estar e, por isso, a arte faz-nos falta”.

Por sua vez, a Secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, afirmou que “é no cruzamento destes dois mundos que se promove a criatividade e o pensamento livre e, mais do que tudo, que se permite às crianças e aos jovens olharem para si mesmos e descobrirem a imprevisível aventura da vida”.

Para a Vereadora da Educação da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, “Barcelos, Cidade Criativa da UNESCO e Cidade Educadora, combina na perfeição estas duas áreas essenciais no desenvolvimento harmonioso das nossas crianças e jovens”.

Este projeto tem como objetivo a aproximação das escolas às artes, contribuindo para o desenvolvimento do perfil dos alunos ao nível da escolaridade obrigatória, através da promoção da sensibilidade estética e artística, enquadrada por uma vivência de cidadania que se quer inclusiva.

Trata-se da segunda edição das residências artísticas nas escolas, de que fazem parte, em 2019, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, o Coro do Teatro Nacional de São Carlos, a Companhia Nacional de Bailado, o Teatro Nacional D. Maria II, o Teatro Nacional de São João, a Casa da Música e a Orquestra Clássica do Sul.

No ano letivo 2017 / 2018, músicos da Orquestra Sinfónica Portuguesa deram aulas durante uma semana a alunos dos municípios de Barcelos, Loulé, Sines, Viseu e Freixo de Espada à Cinta. O projeto-piloto realizou-se em 2017, no Agrupamento de Escola de Caxinas, Vila do Conde.

Fonte e foto: CMB.

Águas de Barcelos promove exposição de poesia sob o tema “Falar de Água com Amor”

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos (AdB) promove, na sua loja, até 1 de junho, a exposição dos melhores poemas, por escola, realizados no âmbito do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”.



A forte adesão, no 1.º ano de implementação do projeto, trouxe a concurso cerca de oito centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano, de 32 escolas do Ensino Básico do concelho. Todos os agrupamentos escolares estão representados.

A decisão do júri não foi fácil, pois em avaliação estiveram trabalhos de grande qualidade literária e reveladores do grande empenho das escolas e alunos na participação deste projeto. O poema “Falar de Água com Amor”, de autoria de João Lemos, da EB1 Negreiros, foi o grande vencedor. O segundo lugar foi atribuído a Eva Simões, da EB1 Barqueiros.

O Concurso de Poesia sob o tema “Falar de Água com Amor” tinha como objetivo “fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, desafiando os alunos dos agrupamentos escolares do concelho a assinalaram o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido”, conforme refere a AdB em nota.

O júri, composto Bernardete Costa, Ana C. Nunes e Vítor Pinho, analisou os trabalhos com base na originalidade, criatividade, coerência e pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas deveriam conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’.

Fonte e foto: AbB.

Concurso Nacional de Leitura com alunos de agrupamentos de escolas de Barcelos

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Teatro Gil Vicente recebe, já amanhã, dia 20 de abril, a Prova Regional – Municípios da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.



As provas municipais organizadas pela Biblioteca Municipal contam com 32 alunos vencedores dos agrupamentos de escolas do concelho, nas várias categorias, do 1º Ciclo ao Ensino Secundário.

Os alunos vencedores desta final irão representar o Município de Barcelos nas provas da Comunidade Intermunicipal do Cávado, que se realizam em maio. A final é transmitida pela RTP, no dia 10 de Junho, data de celebração da língua portuguesa.

O concurso consta de uma prova escrita e de uma prova oral, subdividindo-se esta em prova de argumentação e prova de leitura, sendo o júri constituído por Pedro Chagas Freitas (escritor), José Campinho (professor) e Victor Pinho (Bibliotecário Municipal).

Aos alunos selecionados para a prova oral será atribuída uma menção honrosa e ao primeiro classificado será atribuído um prémio.

O Concurso Nacional de Leitura tem como objetivo central estimular o exercício da leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral e é promovido pelo Plano Nacional de Leitura, em articulação com a DGLAB- Direcção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, com a Rede das Bibliotecas Escolares e com o Camões- Instituto da Cooperação e da Língua.

Fonte: CMB.

Imagens: DR.

Projeto do Município de Barcelos e agrupamentos escolares disponibiliza terapeutas da fala e psicólogos às escolas

Fevereiro 22, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, assinou ontem, 21 de fevereiro, nos Paços do Concelho, um protocolo de colaboração com os agrupamentos de escolas de Barcelos para a implementação do Projeto de Intervenção Psicossocial e Psicoeducativo de Barcelos, destinado os alunos do pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico com graves dificuldades de aprendizagem e/ou problemas cognitivos, emocionais e comportamentais.



O projeto integra o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado, aprovado pelo Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020 (Norte 2020), através da Tipologia de Intervenção Planos Integrado e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar de âmbito intermunicipal. Para a execução deste projeto, que tem a validade de 36 meses, há uma dotação orçamental de 498.800,00€, sendo que 85 por cento deste valor é financiado por fundos europeus.

O projeto foi desenvolvido em cooperação estreita e com o envolvimento ativo dos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do concelho de Barcelos e tem como objetivo contribuir para a promoção do sucesso educativo e prevenir o abandono escolar, através da implementação e operacionalização das ações previstas.

Em termos de recursos humanos, inclui uma equipa composta por seis psicólogos e três terapeutas da fala, exercendo a sua atividade com autonomia técnico-científica, articulando com o coordenador e com os representantes dos agrupamentos.

Na sessão da assinatura dos protocolos, Miguel Costa Gomes salientou a necessidade de manter o esforço do combater às desigualdades e a promoção da equidade, pelo que “o Município de Barcelos, com este projeto, pretende criar as condições necessárias para que as crianças e jovens do concelho possam ser bem-sucedidas e prossigam os seus estudos”. “A aposta que hoje fazemos na educação, amanhã trará resultados”, referiu.

Para a vereadora da Educação da Câmara Municipal de Barcelos “esta oportunidade é uma grande aposta na educação através deste quadro comunitário que visa a promoção do insucesso escolar”, sendo Barcelos o “primeiro município da Comunidade Intermunicipal do Cávado a avançar”. Armandina Saleiro referiu “que os seis psicólogos e três terapeutas da fala, para já, são os possíveis e necessários e, já estão no ativo a trabalhar nos casos mais particulares para enquadrar estas crianças”.

Fazem parte desta parceria, para além do Município de Barcelos como entidade coordenadora, o Agrupamento de Escolas Alcaides de Faria, o Agrupamento de Escolas de Barcelos, o Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes, o Agrupamento de Escolas de Fragoso, o Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho, o Agrupamento de Escolas de Vila Cova, o Agrupamento de Escolas Vale D’Este, o Agrupamento de Escolas de Vale do Tamel e o Agrupamento de Escolas de Braga Oeste.

Os municípios do Cávado inscreveram diferentes projetos dentro do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar, sendo que o que contempla a intervenção de equipas multidisciplinares nas escolas é considerado prioritário por todos os municípios. Barcelos é o primeiro município com intervenção direta no terreno e com um nível de maturidade e articulação muito diferenciado.

Fonte e fotos: CMB.

Plano Estratégico Local de Promoção e Proteção dos Direitos da Criança é apresentado em Seminário Internacional

Julho 11, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Barcelos promove, no próximo dia 21 de julho, entre as 9h30 e as 18h00, o Seminário Internacional “Tecer a Prevenção: a Criança na 1ª Linha”, que servirá para a apresentação do Plano Estratégico Local de Promoção e Proteção dos Direitos da Criança e decorrerá no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos.

O referido seminário vem ao encontro das duas Assembleias de Crianças e Jovens, que decorreram em maio, onde se debateram os Direitos da Criança no Município, com estreita articulação com os Agrupamentos de Escolas e todas as entidades de ensino no concelho, no âmbito do projeto “Tecer a Prevenção”, cujo ponto de partida é a mobilização da voz das crianças e dos jovens na defesa e prevenção dos maus tratos na infância.

A CPCJ de Barcelos, empenhada no cumprimento da sua missão de promoção da proteção às crianças e jovens de Barcelos, tem trabalhado, nos últimos meses, no âmbito do Projeto Tecer a Prevenção que, em linhas gerais, procura um reforço da capacidade protetiva de todas as entidades com competência em matéria de infância e juventude e, ainda, da comunidade em geral.

Tal processo implicou um diagnóstico interno e externo, com o objetivo de captar as diversas sensibilidades, incorporando renovadas modalidades de intervenção em prol da defesa do superior interesse das crianças e dos jovens.




O programa será diversificado, centrado na criança, contando com a participação de especialistas nacionais e internacionais em matéria de infância e juventude, e indo ao encontro das preocupações nesta matéria.

Assim, na mesa de abertura, pelas 9h30, estarão Armando Leandro, Presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens; Miguel Costa Gomes, Presidente da Câmara Municipal de Barcelos; Anabela Pimenta, Presidente da CPCJ de Barcelos; e Graça Carvalho, do Centro de Investigação em Estudos da Criança – Universidade de Minho. Pelas 10h15, iniciará a conferência inaugural, dedicada ao tema “A Proteção da Criança: Perspetiva Sócio-Comunitária”, proferida por Rosangela Francischini, da Universidade do Rio Grande do Norte (Brasil) e moderada por Vânia Gonçalves, da CPCJ Barcelos.

Pelas 11h30, realiza-se a apresentação do projeto “Tecer a Prevenção”, em Barcelos, com Anabela Pimenta, Duarte Silva, Pedro Lima, Rosa Ribeiro e Joana Morgado, da CPCJ Barcelos, e Ana Gomes, do Instituto de Educação da Universidade do Minho.

Após o almoço, debater-se-á a Prevenção do Risco, pelas Perspetivas Jurídicas, por Cristina Dias, da Escola de Direito da Universidade do Minho; pelas Perspetivas Sociológicas, por Gabriela Trevisan, da Escola Superior de Educação Paula Frassinetti; e Perspetivas Psicológicas, por Joana Baptista, do Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho, com moderação de Natália Fernandes, do Instituto de Educação da Universidade do Minho.

Já pelas 16h30, iniciará a Conferência Final, dedicada ao tema “As Políticas Sociais Face ao Maltrato Infantil”, proferida por Antónia Picornell Lucas, da Universidade de Salamanca (Espanha), e moderada Carla Silva, da CPCJ Barcelos. Após esta conferência, realizam-se as Conclusões, por Manuel Sarmento, do Instituto de Educação da Universidade do Minho. A cerimónia de encerramento contará com a presença da Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, e de Anabela Pimenta, Presidente da CPCJ Barcelos.

As inscrições para este evento são gratuitas mas obrigatórias e podem ser efetuadas através do seguinte link (basta clicar): https://goo.gl/forms/cQDyBtSrXQaIsGPr2 .




Fonte e imagem: CMB.

Ir Para Cima