Tag archive

Águas de Barcelos

Barcelos fala de Educação Ambiental em colóquio promovido pela Águas de Barcelos

Maio 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos organiza um colóquio sobre Educação Ambiental, a decorrer no próximo dia 30 de maio, quarta-feira, entre as 14h00 e as 18h00, no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos.



Serão abordadas duas relevantes temáticas: “Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental” e “Projetos e áreas de desenvolvimento de Educação Ambiental”. Estarão presentes diversas entidades, como a Câmara Municipal de Barcelos, a Somague Ambiente, a Agência Portuguesa do Ambiente, o ERSAR, a ARS Norte e a Associação Amigos da Montanha.

A inscrição é gratuita, mas obrigatória, até ao dia 27 de maio, através dos contactos tlf: 253 802 980; e-mail: geral@aguasdebarcelos.pt. Indicando os seguintes elementos: nome, entidades, cargo, e-mail e contacto

A receção aos participantes acontece a partir das 14h00 e, pelas 14h15, decorrerá a Sessão de Boas-vindas, através do Presidente da Águas de Barcelos e da Somague Ambiente, Luís Vasconcellos, e do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes.

O primeiro painel, que terá início pelas 14h30, abordará a temática “Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental”, tendo como oradores: Francisco Teixeira, Diretor do Departamento de Comunicação e Cidadania Ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente, que falará da “Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020 (ENEA2020) ”; Luís Simas, Diretor do Departamento da Qualidade da ERSAR, que irá falar sobre a temática “Principais desafios no setor das águas e resíduos em Portugal”; Hilário Seara, Diretor Geral da Águas de Barcelos, cuja intervenção falará sobre “Principais desafios de âmbito regional na área da educação ambiental”; e Abel Martins, da Câmara Municipal de Barcelos, que irá refletir sobre “Principais desafios no âmbito da recolha seletiva de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)”. Este primeiro painel terá como moderador Rogério Amoêda, sócio fundador do GREEN LINES INSTITUTE.

Pelas 16h30 inicia-se o segundo Painel, intitulado “Projetos e áreas de desenvolvimento de Educação Ambiental”, que terá como oradores: Diogo Navarro, Diretor de Comunicação da Águas de Barcelos, para falar sobre o Projeto Educativo “Água Segura”; um representante do Departamento de Saúde Pública da ARS Norte, I.P., que irá abordar a temática “A Qualidade da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde”; Joana Soto, da Associação dos Amigos da Montanha, que falará sobre “A educação ambiental nas associações civis”; e Ruy Machado, da Câmara Municipal de Barcelos, para falar sobre “Educação Ambiental na área dos RSU”

Entrega de prémios do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”

A entrega de prémios aos alunos do Concurso de Poesia “Falar de Água com Amor” terá lugar pelas 17h30, seguida da Sessão de encerramento, pelas 17h45, com as presenças do Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos, José Beleza, e do Diretor-geral da Águas de Barcelos, Hilário Seara.

Programa

14h00 – 14h15 | Receção dos participantes

14h15 – 14h30 | Sessão de Boas-vindas

Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes

Presidente da Somague Ambiente, Luís Vasconcellos

14h30-16h00 – 1.º Painel | Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental

Orador: Francisco Teixeira, Diretor do Departamento de Comunicação e Cidadania Ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente | Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020 (ENEA2020)

Orador: Luís Simas, Diretor do Departamento da Qualidade da ERSAR | Principais desafios no setor das águas e resíduos em Portugal

Orador: Hilário Seara, Diretor-Geral da Águas de Barcelos | Principais desafios de âmbito regional na área da educação ambiental

Orador: Abel Martins, Câmara Municipal de Barcelos | Principais desafios no âmbito da recolha seletiva de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)

Moderador: Rogério Amoêda, sócio fundador do GREEN LINES INSTITUTE

Debate

16h00-16h30 | Intervalo para café

16h30-17h30 – 2.º Painel | Projetos e áreas de desenvolvimento de Educação Ambiental

Orador: Diogo Navarro, Diretor de Comunicação da Águas de Barcelos |Projeto Educativo Água Segura

Orador: Representante do Departamento de Saúde Pública da ARS Norte, I.P. | A Qualidade da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde

Orador: Joana Soto da Associação dos Amigos da Montanha | A educação ambiental nas associações civis

Orador: Ruy Machado, da Câmara Municipal de Barcelos | Educação Ambiental na área dos RSU

Moderador: a definir

Debate

17h30-17h45| Entrega de prémios aos alunos do Concurso de Poesia “Falar de Água com Amor”

17h45-18h00 |Encerramento da Sessão

Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos, José Beleza

Diretor-geral da Águas de Barcelos, Hilário Seara.

Fonte e imagem: AdB.

Águas de Barcelos promove exposição de poesia sob o tema “Falar de Água com Amor”

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos (AdB) promove, na sua loja, até 1 de junho, a exposição dos melhores poemas, por escola, realizados no âmbito do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”.



A forte adesão, no 1.º ano de implementação do projeto, trouxe a concurso cerca de oito centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano, de 32 escolas do Ensino Básico do concelho. Todos os agrupamentos escolares estão representados.

A decisão do júri não foi fácil, pois em avaliação estiveram trabalhos de grande qualidade literária e reveladores do grande empenho das escolas e alunos na participação deste projeto. O poema “Falar de Água com Amor”, de autoria de João Lemos, da EB1 Negreiros, foi o grande vencedor. O segundo lugar foi atribuído a Eva Simões, da EB1 Barqueiros.

O Concurso de Poesia sob o tema “Falar de Água com Amor” tinha como objetivo “fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, desafiando os alunos dos agrupamentos escolares do concelho a assinalaram o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido”, conforme refere a AdB em nota.

O júri, composto Bernardete Costa, Ana C. Nunes e Vítor Pinho, analisou os trabalhos com base na originalidade, criatividade, coerência e pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas deveriam conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’.

Fonte e foto: AbB.

Águas de Barcelos promove sessão de esclarecimento em Galegos São Martinho

Abril 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Na próxima sexta-feira, 20 de abril, pelas 21h00, a Junta de Freguesia de Galegos de São Martinho (Barcelos) recebe a sessão de esclarecimento “A importância da água da rede pública na promoção da saúde”, levada a cabo pela Águas de Barcelos e com entrada livre.



A sessão contará com a intervenção de um profissional do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Norte, IP.

A iniciativa integra um conjunto de sessões de sensibilização, levadas a cabo pela Águas de Barcelos em coordenação com as juntas de freguesias do concelho. Estas sessões “visam sensibilizar a população sobre a importância da água da rede pública na promoção da saúde, em detrimento do uso dos poços não controlados, uma vez que o sistema público é a via adequada de abastecimento à população na medida em que a água é tratada e controlada em cerca de 50 parâmetros de qualidade distintos, através da verificação de indicadores microbiológicos, características organoléticas, composição físico-química e substâncias indesejáveis como por exemplo nitratos, metais pesados e pesticidas”, segundo a empresa.

Imagem: AdB.

Águas de Barcelos assinala Dia Mundial da Imprensa

Abril 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Durante esta semana, a Águas de Barcelos está a assinalar o Dia Mundial da Imprensa, que se assinala amanhã, 13 de abril, colocando ao dispor de todos os visitantes e utilizadores da sua loja (atendimento) a leitura diária dos jornais nacionais, regionais e locais.



Em nota, a empresa salienta que “o objetivo da ação é incentivar para a leitura diária dos jornais, em papel, algo que tem vindo a cair de moda ao longo dos últimos anos”, pretendendo “sublinhar a importância da Imprensa”.

“A iniciativa, uma forma de reconhecer a importância da imprensa, torna-se assim uma oportunidade para reflexão sobre os meios de difusão de notícias. Apesar da revolução de tempo e espaço causada pela Internet, da globalização, de um contexto onde a notícia é captada e transmitida ao vivo, o termo imprensa permanece bem vivo em Barcelos”, refere a Águas de Barcelos.

Fotos: AdB.

Já se conhecem os vencedores do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”, promovido pela Águas de Barcelos

Março 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Após a análise de cerca de oito centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano do Ensino Básico do concelho, o Júri do concurso de poesia «Falar de Água com Amor», promovido pela Águas de Barcelos, já selecionou os trabalhos vencedores.



O poema «Falar de Água com Amor», de autoria de João Lemos, da EB1 Negreiros, é o grande vencedor. O segundo lugar foi atribuído a Eva Simões, da EB1 Barqueiros. A entrega de prémios será brevemente agendada e os melhores poemas por escola serão expostos em data e local a informar brevemente.

A forte adesão no 1.º ano de implementação do projeto trouxe a concurso poemas de alunos de todos os agrupamentos escolares do concelho e contou com o envolvimento de 32 escolas. A decisão do júri não foi fácil, pois em avaliação estiveram trabalhos de grande qualidade literária e reveladores do grande empenho das escolas e alunos na participação deste projeto. Eis o poema vencedor:

«Falar de Água com Amor»

 

Da água nasceu a vida

temos de nos lembrar

por isso fazemos tudo

para a preservar!

 

A cidade de Barcelos

ao pé do rio foi construída

se maltratarmos a água

Barcelos perderá vida!

 

Rio Cávado corre puro

gosto de te ver transparente!

Ver-te limpo e respeitado

Deixa-me muito contente!

 

A poluição é uma ferida

que magoa todo o planeta!

Desde a água dos nossos rios

a uma bela borboleta!

 

Nós dependemos da água

e dela o nosso futuro

Por isso temos de lutar

por um ambiente mais puro!

 

Temos de nos envolver todos

dos amigos aos nossos pais.

Se não defendermos a água

Poderá ser tarde de mais!

 

Quando acordares de manhã

olha bem ao teu redor.

Cada coisa que nasceu da água

ela oferece com amor!

João Lemos

EB1 Negreiros

 

O Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» tinha como objetivo “fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, desafiando os alunos dos agrupamentos escolares do concelho a assinalarem o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido”.

O júri analisou os trabalhos com base na originalidade, criatividade, coerência e pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas deveriam conter as palavras ‘Água’ e ‘Barcelos’



Por falar em júri, este foi composto por Bernardete Costa, que nasceu em Esposende, em 1949, mas foi registada em Barcelos, onde residiu grande parte da sua vida. Em 1975, iniciou a carreira como docente no então ensino primário. Em 1984, mudou-se para Vila Nova de Famalicão, onde se estreou na escrita jornalística e literária. O seu gosto pela escrita levou-a a publicar algumas obras literárias. Assim, em 2000, editou o primeiro livro de poemas “A Guardadora de Ausências”, com prefácio de Urbano Tavares Rodrigues. A boa receção da obra por parte da crítica, entusiasmou-a a continuar a escrever, especialmente poesia. Em 2001, publicou o segundo livro, “Lugares do Tempo” (prémio literário da Câmara Municipal de Barcelos), em 2002, “Insubmissão dos Afetos” e, em 2004, “Cerejas aos Molhos”, poesia dedicada à infância, todos com a chancela da extinta Campo das Letras. Igualmente dedicado à infância, publicou, em 2009, o livro de contos “O Doce Canto da Sereia e Outras Histórias”. Publicou, depois, pela mão da Atelier de Letras o livro de Poemas para a juventude “Transpiração”, com a apresentação do jovem escritor, valter hugo mãe. De novo para a infância, pela editora Atelier de Letras, em 2012, “A casa sol e o telhado poema”. Em 2013, agora pela mão da jovem editora Blossom Birds, apresenta novamente poesia em “Cânticos de Sedução”. Mais recentemente, em 2015, apresentou, de novo pela Atelier de Letras, o livro de poesia infanto/juvenil “A luz dos Animais e das Coisas”. Além destas obras, tem artigos dispersos em antologias várias e publica textos inéditos no seu blog: http://bernardetecosta.blogs.sapo.pt. Bernardete Costa retornou às origens e vive, atualmente, na avenida virada ao Rio Cávado, em Esposende.

Por Ana C. Nunes, que nasceu na “terra do galo” em 1983. Escreve ficção especulativa desde os catorze anos, altura em que achou por bem entrar num duelo literário (e completamente unilateral) com a sua grande rival desse tempo (e agora sua grande amiga). Muitas colaborações se seguiram entre as duas, culminando na publicação integral do romance gráfico “Que Sorte a Minha”, no Jornal Barcelos Popular (2006 a 2007). Desde muito cedo, Ana C. Nunes divide as suas atenções entre a banda desenhada e a escrita, por vezes criando romances ilustrados ou colaborando com excelentes artistas. No campo da escrita criativa, aventura-se, grande parte das vezes, pela ficção especulativa. Publicou contos em antologias nacionais e internacionais, destacando-se a sua participação em “Lisboa no Ano 2000” (Saída de Emergência, 2013, coordenada por João Barreiros), “Por Mundos Divergentes” (Editorial Divergência, 2014) e o conto “Anormal” (Editora Draco, 2016). Em 2010, ganhou o terceiro prémio da 4ª Mostra de BD de Odemira, com a banda desenhada “Um dia alguém lhe disse…”. O seu primeiro romance, “Angel Gabriel – Pacto de Sague”, foi publicado em 2013 e desde então tem publicado vários contos e antologias, alguns dos quais chegaram aos Tops da Amazon e do iTunes. Ana C. Nunes adora ler, passear, e estar com os amigos. Vive em Barcelos, na companhia da família e dos seus dois cães mimalhos: Mini e Stinky.

E por Victor Pinho, que é Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, possui o curso de especialização em Ciências Documentais pela mesma Universidade e é Chefe do Gabinete de Bibliotecas do Município de Barcelos. Este Técnico Superior da Câmara Municipal de Barcelos, que dirige a Biblioteca Municipal há 33 anos, tem proferido diversas conferências sobre Leitura Pública e História Local. É, ainda, membro da Comissão de Toponímia e é responsável pelo programa cultural da Feira do Livro.

 

Autor de diversos trabalhos de História Local, a maior parte dos quais publicados na “Barcelos Revista” e nos semanários “A Voz do Minho” e “Jornal de Barcelos”, onde tem vindo a publicar “Os Presidentes do Município de Barcelos”, desde o liberalismo até à atualidade. É, igualmente, o Coordenador Científico dos Fascículos que este mesmo jornal está a publicar sob o tema “Concelho de Barcelos – Freguesias”. É autor do livro “Dicionário de Barcelenses”, publicado em 2017, e que foi Prémio Literário do Município de Barcelos, 2009, na modalidade de investigação. É coautor do livro “D. José Domenech: defensor do trabalho e prestante cidadão”, publicado em 1999, em que divulga a vida e obra deste industrial espanhol de serração de madeiras e que contribuiu para a fixação, em Barcelos, de muitos cidadãos espanhóis. No prelo, está o livro “Teatro Gil Vicente: um século de histórias”, que retrata a história cultural e social de Barcelos, antes e depois da fundação daquela casa de espetáculos. É membro do Rotary Club de Barcelos, do qual foi presidente em 1998/1999 e presidente da Assembleia Geral da Tertúlia Barcelense, da qual foi presidente em 2000/2001. Foi Presidente do Definitório (Conselho Fiscal) da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, de 2009 a 2014, da provedoria do Engº Mário Azevedo e do Dr. António Pedras, Presidente da Direção do IPIR – Instituto Português de Imprensa Regional, de 2002 a 2008 e Vice-Provedor da Real Irmandade do Senhor Bom Jesus da Cruz de Barcelos, de dezembro de 2003 a março de 2007, da provedoria do Dr. Vale Ferreira.

Fonte e imagem: AdB.

Mais de 800 alunos do 1º Ciclo falam de “Água com Amor” em iniciativa da Águas de Barcelos

Março 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos desafiou e mais de oito centenas de alunos do 3º e 4º ano, do Ensino Básico, assinalaram o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido.



A concurso estão poemas de alunos dos vários agrupamentos escolares do concelho, que se encontram agora em análise por um júri composto por Ana Nunes, Bernardete Costa e Vítor Pinho. Os critérios prendem-se com a originalidade, a criatividade, a coerência e a pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas devem conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’.

Após a análise, os melhores poemas serão, depois, expostos em data a definir. Serão ainda atribuídos o primeiro e o segundo prémios, sendo que o aluno vencedor receberá um tablet de oferta e o segundo classificado receberá um MP4. À escola vencedora (do aluno vencedor) será oferecido um vídeo projetor. Todos os participantes receberão diplomas de participação.

De acordo com a Águas de Barcelos “o Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» tem como objetivo fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura”.

O Júri é composto por Bernardete Costa, que nasceu em Esposende, em 1949, mas foi registada em Barcelos, onde residiu grande parte da sua vida. Em 1975, iniciou a carreira como docente no então ensino primário. Em 1984, mudou-se para Vila Nova de Famalicão, onde se estreou na escrita jornalística e literária. O seu gosto pela escrita levou-a a publicar algumas obras literárias. Assim, em 2000, editou o primeiro livro de poemas “A Guardadora de Ausências”, com prefácio de Urbano Tavares Rodrigues. A boa receção da obra por parte da crítica, entusiasmou-a a continuar a escrever, especialmente poesia. Em 2001, publicou o segundo livro, “Lugares do Tempo” (prémio literário da Câmara Municipal de Barcelos), em 2002, “Insubmissão dos Afetos” e, em 2004, “Cerejas aos Molhos”, poesia dedicada à infância, todos com a chancela da extinta Campo das Letras. Igualmente dedicado à infância, publicou, em 2009, o livro de contos “O Doce Canto da Sereia e Outras Histórias”. Publicou, depois, pela mão da Atelier de Letras o livro de Poemas para a juventude “Transpiração”, com a apresentação do jovem escritor, valter hugo mãe. De novo para a infância, pela editora Atelier de Letras, em 2012, “A casa sol e o telhado poema”. Em 2013, agora pela mão da jovem editora Blossom Birds, apresenta novamente poesia em “Cânticos de Sedução”. Mais recentemente, em 2015, apresentou, de novo pela Atelier de Letras, o livro de poesia infanto/juvenil “A luz dos Animais e das Coisas”. Além destas obras, tem artigos dispersos em antologias várias e publica textos inéditos no seu blog: http://bernardetecosta.blogs.sapo.pt. Bernardete Costa retornou às origens e vive, atualmente, na avenida virada ao Rio Cávado, em Esposende.

Ana C. Nunes nasceu na “terra do galo” em 1983. Escreve ficção especulativa desde os catorze anos, altura em que achou por bem entrar num duelo literário (e completamente unilateral) com a sua grande rival desse tempo (e agora sua grande amiga). Muitas colaborações se seguiram entre as duas, culminando na publicação integral do romance gráfico “Que Sorte a Minha”, no Jornal Barcelos Popular (2006 a 2007). Desde muito cedo, Ana C. Nunes divide as suas atenções entre a banda desenhada e a escrita, por vezes criando romances ilustrados ou colaborando com excelentes artistas. No campo da escrita criativa, aventura-se, grande parte das vezes, pela ficção especulativa. Publicou contos em antologias nacionais e internacionais, destacando-se a sua participação em “Lisboa no Ano 2000” (Saída de Emergência, 2013, coordenada por João Barreiros), “Por Mundos Divergentes” (Editorial Divergência, 2014) e o conto “Anormal” (Editora Draco, 2016). Em 2010, ganhou o terceiro prémio da 4ª Mostra de BD de Odemira, com a banda desenhada “Um dia alguém lhe disse…”. O seu primeiro romance, “Angel Gabriel – Pacto de Sague”, foi publicado em 2013 e desde então tem publicado vários contos e antologias, alguns dos quais chegaram aos Tops da Amazon e do iTunes. Ana C. Nunes adora ler, passear, e estar com os amigos. Vive em Barcelos, na companhia da família e dos seus dois cães mimalhos: Mini e Stinky.



Por fim, Victor Pinho é Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, possui o curso de especialização em Ciências Documentais pela mesma Universidade e é Chefe do Gabinete de Bibliotecas do Município de Barcelos. Este Técnico Superior da Câmara Municipal de Barcelos, que dirige a Biblioteca Municipal há 33 anos, tem proferido diversas conferências sobre Leitura Pública e História Local. É, ainda, membro da Comissão de Toponímia e é responsável pelo programa cultural da Feira do Livro.

Autor de diversos trabalhos de História Local, a maior parte dos quais publicados na “Barcelos Revista” e nos semanários “A Voz do Minho” e “Jornal de Barcelos”, onde tem vindo a publicar “Os Presidentes do Município de Barcelos”, desde o liberalismo até à atualidade. É, igualmente, o Coordenador Científico dos Fascículos que este mesmo jornal está a publicar sob o tema “Concelho de Barcelos – Freguesias”. É autor do livro “Dicionário de Barcelenses”, publicado em 2017, e que foi Prémio Literário do Município de Barcelos, 2009, na modalidade de investigação. É coautor do livro “D. José Domenech: defensor do trabalho e prestante cidadão”, publicado em 1999, em que divulga a vida e obra deste industrial espanhol de serração de madeiras e que contribuiu para a fixação, em Barcelos, de muitos cidadãos espanhóis. No prelo, está o livro “Teatro Gil Vicente: um século de histórias”, que retrata a história cultural e social de Barcelos, antes e depois da fundação daquela casa de espetáculos. É membro do Rotary Club de Barcelos, do qual foi presidente em 1998/1999 e presidente da Assembleia Geral da Tertúlia Barcelense, da qual foi presidente em 2000/2001. Foi Presidente do Definitório (Conselho Fiscal) da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, de 2009 a 2014, da provedoria do Engº Mário Azevedo e do Dr. António Pedras, Presidente da Direção do IPIR – Instituto Português de Imprensa Regional, de 2002 a 2008 e Vice-Provedor da Real Irmandade do Senhor Bom Jesus da Cruz de Barcelos, de dezembro de 2003 a março de 2007, da provedoria do Dr. Vale Ferreira.

Fonte e imagem

Alunos do 1º Ciclo desafiados pela Águas de Barcelos a “Falar de Água com Amor”

Fevereiro 2, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Com o objetivo de continuar a fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, a Água de Barcelos desafia os alunos do 3º e 4º ano, do Ensino Básico, a assinalarem o Dia de São Valentim com “um poema recheado de sentido”.



O Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» abrangerá todas as escolas públicas do 1.º ciclo do ensino básico do concelho e cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho.

A poesia deverá ser original, criativa, coerente, pertinente ao tema, com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, bem como conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’. Para participar, cada escola deverá enviar os seus poemas a concurso, num envelope, com os poemas devidamente identificados com o nome do aluno, até ao dia 15 de fevereiro.

Os melhores poemas serão, depois, expostos em data a definir. Serão, ainda, atribuídos o primeiro e o segundo prémios, sendo que o aluno vencedor receberá um tablet de oferta e o segundo classificado receberá um MP4. À escola vencedora (do aluno vencedor) será oferecido um vídeo projetor. Todos os participantes receberão diplomas de participação.

Fonte e imagem: AdB.

Assembleia Municipal autoriza empréstimo para financiar acordo extrajudicial do contrato da água e saneamento

Dezembro 23, 2017 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Assembleia Municipal de Barcelos aprovou hoje, dia 23 de dezembro de 2017, a contratação de empréstimos no valor global de 50.530.000,00€, para o financiamento do acordo extrajudicial entre a Câmara Municipal e empresa Águas de Barcelos, SA, no âmbito da Adenda ao Contrato de Concessão da Exploração e Gestão dos Serviços Públicos Municipais de Abastecimento de Água e Saneamento do Concelho de Barcelos, também aprovada pela Assembleia Municipal no passado dia 29 de novembro.



O contrato de empréstimo de médio e longo prazo é assegurado por quatro entidades bancárias, na sequência da consulta ao mercado realizada pelo Município de Barcelos e que incluía as seguintes condições: prazo de 25 anos, período de carência de dois anos, reembolso em prestações constantes com vencimento da primeira no final do período de carência, possibilidade de amortizações e liquidação integral sem penalização, indexação da taxa à Euribor a seis meses, acrescida de spread.

De acordo com o Município, “estas condições têm em linha de conta o impacto que os encargos desta operação acarretam para o Município e a importância de garantir disponibilidade financeira para o exercício das demais competências municipais, designadamente as que dizem respeito ao investimento necessário junto das populações. Ou seja, o Município procurou não penalizar a capacidade de investimento e manter a qualidade dos serviços prestados”.

O Município refere, ainda, que entre os encargos pretende acautelar “está a indemnização a pagar, por decisão judicial, da Parceria Público Privada; o conjunto de investimentos financiados por programas comunitários que implicam uma comparticipação financeira municipal nunca inferior a 15%; a manutenção do apoio financeiro às freguesias, através do protocolo de transferência de competências; a manutenção dos apoios sociais, a melhoria das infraestruturas educativas e o apoio ao investimento em áreas que os fundos comunitários não prevêem”.

Por outro lado, o empréstimo prevê a possibilidade de amortizações ou a liquidação total antecipadas sem penalização. Uma situação a que Município pode sempre recorrer logo que disponha de condições financeiras.

Fonte e foto: CMB.

Loja da Águas de Barcelos decorada pelo pré-escolar do Centro Social Abel Varzim

Dezembro 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

No sentido de promover um Natal com sentido ambiental e sensibilizar os mais novos para a importância da reciclagem e da reutilização, a Águas de Barcelos “desafiou” o Centro Social Abel Varzim, de Cristelo, a decorar a sua loja.



Assim, mais de meia centena de alunos lançaram mãos à obra e o resultado já pode ser visto.

A exposição “Natal Ambiental” estará patente até dia 6 de janeiro e, em nota enviada a este jornal, a Águas de Barcelos “convida toda a população a visitá-la das 8h30 às 16h00, de segunda a sexta-feira”.

Ainda de acordo com essa nota, o “conceito base desta iniciativa é o «Um Natal com sentido ambiental», reciclar decorando, por isso podemos ver árvores de natal, bonecos de neve, anjos, estrelas e coroas natalícias entre outros enfeites feitos com materiais reutilizados. Vamos entrar numa época de amor e de família, mas simultaneamente numa altura de gastos e de desperdícios. É, por isso, premente sensibilizar os mais jovens para as questões do ambiente, especialmente para um bem essencial à vida: a água. O planeta é de todos. E todos temos um papel ativo”, conclui a nota.

Fonte e foto: AdB.

Águas de Barcelos realiza ação de esclarecimento na União de Freguesias de Sequeade e Bastuço (São João e Santo Estêvão)

Novembro 28, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos realizou, na passada sexta-feira, dia 24 de novembro, uma sessão de esclarecimento sobre “A importância da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde”.



O encontro decorreu pelas 21h00, no edifício sede (Sequeade) da União de Freguesias de Sequeade e Bastuço (São João e Santo Estevão), em Barcelos, e contou com a intervenção de um profissional do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Norte, IP.

A iniciativa integra um conjunto de sessões de sensibilização levadas a cabo pela Águas de Barcelos em coordenação com as juntas de freguesias do concelho. Estas sessões visam, de acordo com a referida empresa “sensibilizar a população sobre a importância da água da rede pública na promoção da saúde, em detrimento do uso dos poços não controlados, uma vez que o sistema público é a via adequada de abastecimento à população na medida em que a água é tratada e controlada em cerca de 50 parâmetros de qualidade distintos, através da verificação de indicadores microbiológicos, características organoléticas, composição físico-química e substâncias indesejáveis como por exemplo nitratos, metais pesados e pesticidas”.

Fonte e foto: AdB.

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima