Tag archive

Águas de Barcelos - page 3

Este fim de semana, Escuteiros de Vila Frescaínha organizam Arraial Popular e palestras

Julho 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

Amanhã e domingo, o Agrupamento de Escuteiros 354 – Vila Frescaínha levam a cabo um rol de atividades integradas no Arraial Popular deste ano, que se desenrola no Largo do Arranjinho, em Vila Frescaínha São Martinho.



Assim, este sábado será o dia das palestras e demonstrações. Mas não só. Pelas 15h00, iniciam as palestras sobre ambiente, reciclagem, segurança e prevenção, com intervenções do Gabinete do Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos; recolha de medicamentos usados com o apoio da Valormed e da Farmácia Cunha; palestra sobre a água, pela Águas de Barcelos; palestra sobre suporte básico de vida, pelos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos; demonstrações e palestras por parte da GNR e da PSP. Haverá, igualmente, projeção do jogo de atribuição do 3º e 4º lugares do Campeonato do Mundo de Futebol. Entre as 15h00 e as 19h00 há tapas variadas e a partir das 20h00 há porco no espeto.

O próximo domingo é dedicado ao desporto, com aula de zumba, logo pelas 9h00, com Helena Marques; uma caminhada de 7km, a iniciar pelas 10h00, de inscrição livre; almoço entre as 12h00 e as 15h00, sendo que a partir desta hora e até às 18h00, haverá tapas variadas. Pelas 16h00, também se poderá assistir à final do Campeonato do Mundo de Futebol.

 

Águas de Barcelos coloca cerca de 100 crianças a desenhar sobre a água nos Jogos do Rio

Julho 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Durante todos os sábados de julho (7, 14, 21 e 28) o areal de Barcelinhos é o palco, o parque de jogos e diversões, dos Jogos do Rio 2018, organizados pelos Amigos da Montanha e que celebram este ano o seu 20º aniversário. São 20 anos a animar Barcelos e a colocar as suas gentes a praticar desporto e a vivenciar novas experiências.



É neste âmbito – vivenciar experiências – que se integra a colaboração da Águas de Barcelos com este evento, que coloca ao dispor de todos os visitantes e participantes várias baterias de água fresca, garrafas de água reutilizáveis, workshops de desenho, pinturas faciais e muitas surpresas. Neste primeiro dia de Jogos do Rio, fizeram o seu desenho sobre a água cerca de uma centena de crianças.

Jogos do Rio 2018

No rio Cávado, junto ao areal de Barcelinhos foi colocada uma das grandes novidades deste ano. Falamos de uma estrutura que recria a ponte e piscinas que até 1988 eram colocadas no local e eram ponto de encontro e lazer. A ponte une agora as duas margens do Cávado e serve de ligação entre Barcelos e Barcelinhos para todos os que visitem os Jogos do Rio.

Do lado de Barcelos foi também colocado um slide, que atravessa o Cávado até ao areal de Barcelinhos. Mas as animações serão muitas. Todas as atividades disponibilizadas no programa das tardes dos dias 7, 14, 21 e 28 de julho são de participação livre e gratuita, com a animação a ser garantida, no areal, pelos insufláveis, piscinas, ateliers de diversas temáticas, dança, ginástica, karaté, entre outras modalidades; e no rio, pelos insufláveis aquáticos, pelos passeios de canoa e de mota de água.

Fotos: AdB.

A celebrar 20 anos, “Jogos do Rio” voltam ao areal de Barcelinhos já este fim de semana

Julho 3, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O areal de Barcelinhos é, novamente, o local escolhido para ser o centro desportivo dos “Jogos do Rio”, edição de 2018, organizados pelos Amigos da Montanha, com o apoio do Município de Barcelos, da Junta de Freguesia de Barcelinhos e de várias outras entidades e empresas. Estes Jogos têm lugar em todos os sábados de julho, ou seja, a 7, 14, 21 e 28 de julho, a partir das 14h30, com participação gratuita.


A iniciativa dos Amigos da Montanha, comemora, este ano, a vigésima edição e o programa traz novidades mas também reaviva as memórias de tempos idos em que o areal se enchia de gente todos os verões. Essas memórias dos barcelinenses foram, igualmente, responsáveis pela revitalização do areal que deu origem, em 1999, aos “Jogos do Rio”.

No rio Cávado, junto ao areal de Barcelinhos, foi já colocada uma das grandes novidades, uma estrutura que recria a ponte e piscinas, que até 1988 eram colocadas no local e que eram ponto de encontro e lazer. A ponte une agora as duas margens do Cávado e servirá de ligação entre Barcelos e Barcelinhos para todos os que forem até aos “Jogos do Rio” usufruir do espaço e do programa preparado pelos Amigos da Montanha.

Do lado de Barcelos será colocado, de igual modo, um slide que atravessa o Cávado até ao areal de Barcelinhos. Mas as animações serão muitas. Todas as atividades disponibilizadas no programa das tardes dos dias 7, 14, 21 e 28 são de participação livre e gratuita e a animação será garantida no areal, que será palco de música ao vivo, dança, ginástica, karaté, insufláveis, water roller, slide & splash, water trampoline, rockit, escorrega de água, air bungee, giroscópio, bike looping, surf mecânico, piscinas para crianças, slide, passeios de canoa, motos de água, workshops, festa da espuma e outras surpresas.

A preparação para os “Jogos do Rio” já começou a 30 de junho, com a limpeza do areal do rio Cávado, cumprindo o propósito que viu nascer este evento desportivo e cultural.

O programa do próximo sábado começa, desde logo, com dança e com a Nico Dance Studio a fazer a sessão de abertura, pelas 14h30. Durante a tarde, enquanto decorrem os torneios feminino, infantis e seniores e de voleibol, orientação e canoagem com equipas federadas, o programa de animação tem o atelier de Olaria, com o artesão Fernando Pereira, que em anos anteriores conquistou muitos jovens artistas; o atelier de atividades ambientais do programa BiodiverCidade, dos Amigos da Montanha; e “Água Segura”, com pinturas faciais, desenhos e outras surpresas, dinamizado pelas Águas de Barcelos. Há, ainda, jogos populares, paintkids (paintball) e, como novidade, a animação mais radical com o Air Bungee. Neste programa tão diverso há ainda um curso de Suporte Básico de Vida, pelos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos. A jovem Ariana Torres traz música ao vivo e o teatro chega com Sílvia Ferreira, Sílvia Costa, Mariana Campinho e Beatriz Silva e a peça “As Surdas”.

Sempre muito animadas são as modalidades Fitness, com o apoio Máximo Gymnasius, que no primeiro sábado trazem a aula de Zumba e a aula de Step.

Também no primeiro dia dos “Jogos do Rio”, 7 de julho, a animação não acaba ao final da tarde. O programa prolonga-se pela noite dentro e valerá a pena. Expensive Soul – a comemorarem, igualmente, 20 anos de carreira -, DJ Diego Miranda, Dear Telephone e os DJ’s residentes Fábio Vasquez, Viktor Soul e Pette vão fazer a festa.

A entrada é livre e o concerto terá como palco privilegiado o areal de Barcelinhos e como cenário a beleza do rio Cávado.

Os “Jogos do Rio” têm a sua base numa iniciativa de intervenção ambiental, realizada pela primeira vez no dia 10 de junho de 1998, onde a Associação Amigos da Montanha recuperou o Areal de Barcelinhos, um espaço que se encontrava ao abandono. No ano seguinte, para continuar a revitalização desse espaço, foram feitos os primeiros “Jogos do Rio”, que viriam a tornar-se num evento de destaque no verão barcelense e que este ano comemoram 20 anos de realização ininterrupta.

A intervenção realizada anualmente pelos Amigos da Montanha para a realização do evento, que inclui a limpeza da Ponte Medieval e do areal de Barcelinhos, tem permitido a manutenção deste espaço de excelência, fomentando, igualmente, a prática desportiva e estilos de vida saudável ao mesmo tempo que se proporciona uma tarde de animação e lazer para todos.

Este ano, os “Jogos do Rio” trarão, novamente, novidades no âmbito do programa de animação e lazer preparado pelos Amigos da Montanha e que decorre em paralelo com os torneios que envolvem cerca de 300 atletas nas competições seniores, infantis e femininas que praticam as modalidades voleibol, futebol, corrida de sacos, atletismo, orientação e canoagem.

Os Amigos da Montanha têm procurado, anualmente, diversificar e enriquecer o programa de diversão para todos, trazendo cada vez mais jovens e uma maior dinâmica ao areal de Barcelinhos, com milhares de pessoas a passarem pelo espaço durante o evento.  Para isso, contam, também, com a colaboração de outras associações, que vão até ao palco do areal de Barcelinhos mostrar a sua atividade.



Programa

7 julho

14h30: Sessão de Abertura com a participação de Nico Dance Studio.

Torneios: feminino, infantis e seniores;

Torneios: voleibol, orientação e canoagem com equipas federadas;

Ateliers/Workshops:

Atelier de Olaria com o artesão Fernando Pereira;

– Atividades ambientais: BiodiverCidade no areal de Barcelinhos e no rio;

– “Água Segura”: pinturas faciais, desenhos e outras surpresas, pelas Águas de Barcelos.

Jogos Populares;

Paintball: Paintkids;

Animação radical em Air Bungee;

Exibição de dança com Nico Dance Studio;

Mass Training Suporte Básico de Vida, pelos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos;

Música ao vivo, com Ariana Torres;

Teatro “As Surdas”, com o grupo de jovens Sílvia Ferreira, Sílvia Costa, Mariana Campinho e Beatriz Silva.

17h00: Modalidades Fitness com o apoio Máximo Gymnasius:

– Aula de Zumba;

– Aula de Step.

Insufláveis: piscina; Slide & Splash; Water Roller; escorrega de água; water trampoline; rockit; insufláveis infantis diversos;

Passeios de canoa, slide, baloiços, música ambiente.

20h00

Concerto “20 anos Jogos do Rio”:

DJ Viktor Soul, Dear Telephone, Expensive Soul, DJ Pette, DJ Diego Miranda e DJ Fábio Vasquez.

14 julho

14h30: Abertura.

Torneios: feminino, infantis e seniores;

Animação radical em Giroscópio;

Ateliers e Workshops:

Atelier de Olaria com o artesão Fernando Pereira;

– Atividades ambientais: BiodiverCidade no areal de Barcelinhos e no rio;

– “Água Segura”: pinturas faciais, desenhos e outras surpresas, pelas Águas de Barcelos.

Jogos Populares;

Paintball: Paintkids;

Exibição de Capoeira pelo grupo Filosofia Ancestral;

17h00: Modalidades Fitness com o apoio Máximo Gymnasius:

– Aula de Aerodance;

– Aula de Body Combat.

Insufláveis: piscina; Slide & Splash; Water Roller; escorrega de água; water trampoline; rockit; insufláveis infantis diversos.

Passeios de canoa, slide, baloiços, música ambiente.



21 julho

14h30: Abertura

Torneios: feminino, infantis e seniores;

Animação radical em Bike Looping;

Ateliers e Workshops:

– Atividades ambientais: BiodiverCidade no areal de Barcelinhos e no rio;

– “Água Segura”: pinturas faciais, desenhos e outras surpresas, pelas Águas de Barcelos.

Jogos Populares;

Passeios de Motas de Água, pela Associação Moto Galos;

16h00: Workshop de ChaChaCha e exibição de danças latinas pela Academia João Capela – Escola de Dança

Demonstração de Karaté, pelo Clube de Karaté de Barcelos;

Aula de CrossfitCrossfit de Barcelos.

17h00: Modalidades Fitness com o apoio Máximo Gymnasius:

– Aula de TRX;

– Aula de Pilates.

Insufláveis: piscina; Slide & Splash; Water Roller; escorrega de água; water trampoline; rockit; insufláveis infantis diversos.

Passeios de canoa, slide, baloiços, música ambiente.

28 julho

14h30: Abertura

Torneios: feminino, infantis e seniores;

Animação radical em Surf Mecânico

Ateliers e Workshops:

– Atividades ambientais: BiodiverCidade no areal de Barcelinhos e no rio;

– “Água Segura”: pinturas faciais, desenhos e outras surpresas, pelas Águas de Barcelos.

Jogos Populares;

Pesca Desportiva pela Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Gilmonde, Secção Pescagil;

Atuação de Grupos Folclóricos participantes no Festival do Rio organizado pelo Grupo Folclórico de Barcelinhos;

16h00: Modalidades Fitness com o apoio de Stadium Fitness Center e Máximo Gymnasius:

– Maratona de SpinBike;

– Aula de Jump.

18h00: Cerimónia de Entrega de Prémios.

18h30: Festa da Espuma com Zumba, pela Instrutora Luciana Silva.

Insufláveis: piscina; Slide & Splash; Water Roller; escorrega de água; water trampoline; rockit; parque de insufláveis infantis diversos.

Passeios de canoa, slide, baloiços, música ambiente.

Fonte e imagens: AM.

Barcelos fala de Educação Ambiental em colóquio promovido pela Águas de Barcelos

Maio 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos organiza um colóquio sobre Educação Ambiental, a decorrer no próximo dia 30 de maio, quarta-feira, entre as 14h00 e as 18h00, no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos.



Serão abordadas duas relevantes temáticas: “Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental” e “Projetos e áreas de desenvolvimento de Educação Ambiental”. Estarão presentes diversas entidades, como a Câmara Municipal de Barcelos, a Somague Ambiente, a Agência Portuguesa do Ambiente, o ERSAR, a ARS Norte e a Associação Amigos da Montanha.

A inscrição é gratuita, mas obrigatória, até ao dia 27 de maio, através dos contactos tlf: 253 802 980; e-mail: geral@aguasdebarcelos.pt. Indicando os seguintes elementos: nome, entidades, cargo, e-mail e contacto

A receção aos participantes acontece a partir das 14h00 e, pelas 14h15, decorrerá a Sessão de Boas-vindas, através do Presidente da Águas de Barcelos e da Somague Ambiente, Luís Vasconcellos, e do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes.

O primeiro painel, que terá início pelas 14h30, abordará a temática “Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental”, tendo como oradores: Francisco Teixeira, Diretor do Departamento de Comunicação e Cidadania Ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente, que falará da “Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020 (ENEA2020) ”; Luís Simas, Diretor do Departamento da Qualidade da ERSAR, que irá falar sobre a temática “Principais desafios no setor das águas e resíduos em Portugal”; Hilário Seara, Diretor Geral da Águas de Barcelos, cuja intervenção falará sobre “Principais desafios de âmbito regional na área da educação ambiental”; e Abel Martins, da Câmara Municipal de Barcelos, que irá refletir sobre “Principais desafios no âmbito da recolha seletiva de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)”. Este primeiro painel terá como moderador Rogério Amoêda, sócio fundador do GREEN LINES INSTITUTE.

Pelas 16h30 inicia-se o segundo Painel, intitulado “Projetos e áreas de desenvolvimento de Educação Ambiental”, que terá como oradores: Diogo Navarro, Diretor de Comunicação da Águas de Barcelos, para falar sobre o Projeto Educativo “Água Segura”; um representante do Departamento de Saúde Pública da ARS Norte, I.P., que irá abordar a temática “A Qualidade da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde”; Joana Soto, da Associação dos Amigos da Montanha, que falará sobre “A educação ambiental nas associações civis”; e Ruy Machado, da Câmara Municipal de Barcelos, para falar sobre “Educação Ambiental na área dos RSU”

Entrega de prémios do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”

A entrega de prémios aos alunos do Concurso de Poesia “Falar de Água com Amor” terá lugar pelas 17h30, seguida da Sessão de encerramento, pelas 17h45, com as presenças do Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos, José Beleza, e do Diretor-geral da Águas de Barcelos, Hilário Seara.

Programa

14h00 – 14h15 | Receção dos participantes

14h15 – 14h30 | Sessão de Boas-vindas

Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes

Presidente da Somague Ambiente, Luís Vasconcellos

14h30-16h00 – 1.º Painel | Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental

Orador: Francisco Teixeira, Diretor do Departamento de Comunicação e Cidadania Ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente | Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020 (ENEA2020)

Orador: Luís Simas, Diretor do Departamento da Qualidade da ERSAR | Principais desafios no setor das águas e resíduos em Portugal

Orador: Hilário Seara, Diretor-Geral da Águas de Barcelos | Principais desafios de âmbito regional na área da educação ambiental

Orador: Abel Martins, Câmara Municipal de Barcelos | Principais desafios no âmbito da recolha seletiva de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)

Moderador: Rogério Amoêda, sócio fundador do GREEN LINES INSTITUTE

Debate

16h00-16h30 | Intervalo para café

16h30-17h30 – 2.º Painel | Projetos e áreas de desenvolvimento de Educação Ambiental

Orador: Diogo Navarro, Diretor de Comunicação da Águas de Barcelos |Projeto Educativo Água Segura

Orador: Representante do Departamento de Saúde Pública da ARS Norte, I.P. | A Qualidade da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde

Orador: Joana Soto da Associação dos Amigos da Montanha | A educação ambiental nas associações civis

Orador: Ruy Machado, da Câmara Municipal de Barcelos | Educação Ambiental na área dos RSU

Moderador: a definir

Debate

17h30-17h45| Entrega de prémios aos alunos do Concurso de Poesia “Falar de Água com Amor”

17h45-18h00 |Encerramento da Sessão

Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos, José Beleza

Diretor-geral da Águas de Barcelos, Hilário Seara.

Fonte e imagem: AdB.

Águas de Barcelos promove exposição de poesia sob o tema “Falar de Água com Amor”

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos (AdB) promove, na sua loja, até 1 de junho, a exposição dos melhores poemas, por escola, realizados no âmbito do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”.



A forte adesão, no 1.º ano de implementação do projeto, trouxe a concurso cerca de oito centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano, de 32 escolas do Ensino Básico do concelho. Todos os agrupamentos escolares estão representados.

A decisão do júri não foi fácil, pois em avaliação estiveram trabalhos de grande qualidade literária e reveladores do grande empenho das escolas e alunos na participação deste projeto. O poema “Falar de Água com Amor”, de autoria de João Lemos, da EB1 Negreiros, foi o grande vencedor. O segundo lugar foi atribuído a Eva Simões, da EB1 Barqueiros.

O Concurso de Poesia sob o tema “Falar de Água com Amor” tinha como objetivo “fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, desafiando os alunos dos agrupamentos escolares do concelho a assinalaram o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido”, conforme refere a AdB em nota.

O júri, composto Bernardete Costa, Ana C. Nunes e Vítor Pinho, analisou os trabalhos com base na originalidade, criatividade, coerência e pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas deveriam conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’.

Fonte e foto: AbB.

Águas de Barcelos promove sessão de esclarecimento em Galegos São Martinho

Abril 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Na próxima sexta-feira, 20 de abril, pelas 21h00, a Junta de Freguesia de Galegos de São Martinho (Barcelos) recebe a sessão de esclarecimento “A importância da água da rede pública na promoção da saúde”, levada a cabo pela Águas de Barcelos e com entrada livre.



A sessão contará com a intervenção de um profissional do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Norte, IP.

A iniciativa integra um conjunto de sessões de sensibilização, levadas a cabo pela Águas de Barcelos em coordenação com as juntas de freguesias do concelho. Estas sessões “visam sensibilizar a população sobre a importância da água da rede pública na promoção da saúde, em detrimento do uso dos poços não controlados, uma vez que o sistema público é a via adequada de abastecimento à população na medida em que a água é tratada e controlada em cerca de 50 parâmetros de qualidade distintos, através da verificação de indicadores microbiológicos, características organoléticas, composição físico-química e substâncias indesejáveis como por exemplo nitratos, metais pesados e pesticidas”, segundo a empresa.

Imagem: AdB.

Águas de Barcelos assinala Dia Mundial da Imprensa

Abril 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Durante esta semana, a Águas de Barcelos está a assinalar o Dia Mundial da Imprensa, que se assinala amanhã, 13 de abril, colocando ao dispor de todos os visitantes e utilizadores da sua loja (atendimento) a leitura diária dos jornais nacionais, regionais e locais.



Em nota, a empresa salienta que “o objetivo da ação é incentivar para a leitura diária dos jornais, em papel, algo que tem vindo a cair de moda ao longo dos últimos anos”, pretendendo “sublinhar a importância da Imprensa”.

“A iniciativa, uma forma de reconhecer a importância da imprensa, torna-se assim uma oportunidade para reflexão sobre os meios de difusão de notícias. Apesar da revolução de tempo e espaço causada pela Internet, da globalização, de um contexto onde a notícia é captada e transmitida ao vivo, o termo imprensa permanece bem vivo em Barcelos”, refere a Águas de Barcelos.

Fotos: AdB.

Já se conhecem os vencedores do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”, promovido pela Águas de Barcelos

Março 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Após a análise de cerca de oito centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano do Ensino Básico do concelho, o Júri do concurso de poesia «Falar de Água com Amor», promovido pela Águas de Barcelos, já selecionou os trabalhos vencedores.



O poema «Falar de Água com Amor», de autoria de João Lemos, da EB1 Negreiros, é o grande vencedor. O segundo lugar foi atribuído a Eva Simões, da EB1 Barqueiros. A entrega de prémios será brevemente agendada e os melhores poemas por escola serão expostos em data e local a informar brevemente.

A forte adesão no 1.º ano de implementação do projeto trouxe a concurso poemas de alunos de todos os agrupamentos escolares do concelho e contou com o envolvimento de 32 escolas. A decisão do júri não foi fácil, pois em avaliação estiveram trabalhos de grande qualidade literária e reveladores do grande empenho das escolas e alunos na participação deste projeto. Eis o poema vencedor:

«Falar de Água com Amor»

 

Da água nasceu a vida

temos de nos lembrar

por isso fazemos tudo

para a preservar!

 

A cidade de Barcelos

ao pé do rio foi construída

se maltratarmos a água

Barcelos perderá vida!

 

Rio Cávado corre puro

gosto de te ver transparente!

Ver-te limpo e respeitado

Deixa-me muito contente!

 

A poluição é uma ferida

que magoa todo o planeta!

Desde a água dos nossos rios

a uma bela borboleta!

 

Nós dependemos da água

e dela o nosso futuro

Por isso temos de lutar

por um ambiente mais puro!

 

Temos de nos envolver todos

dos amigos aos nossos pais.

Se não defendermos a água

Poderá ser tarde de mais!

 

Quando acordares de manhã

olha bem ao teu redor.

Cada coisa que nasceu da água

ela oferece com amor!

João Lemos

EB1 Negreiros

 

O Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» tinha como objetivo “fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, desafiando os alunos dos agrupamentos escolares do concelho a assinalarem o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido”.

O júri analisou os trabalhos com base na originalidade, criatividade, coerência e pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas deveriam conter as palavras ‘Água’ e ‘Barcelos’



Por falar em júri, este foi composto por Bernardete Costa, que nasceu em Esposende, em 1949, mas foi registada em Barcelos, onde residiu grande parte da sua vida. Em 1975, iniciou a carreira como docente no então ensino primário. Em 1984, mudou-se para Vila Nova de Famalicão, onde se estreou na escrita jornalística e literária. O seu gosto pela escrita levou-a a publicar algumas obras literárias. Assim, em 2000, editou o primeiro livro de poemas “A Guardadora de Ausências”, com prefácio de Urbano Tavares Rodrigues. A boa receção da obra por parte da crítica, entusiasmou-a a continuar a escrever, especialmente poesia. Em 2001, publicou o segundo livro, “Lugares do Tempo” (prémio literário da Câmara Municipal de Barcelos), em 2002, “Insubmissão dos Afetos” e, em 2004, “Cerejas aos Molhos”, poesia dedicada à infância, todos com a chancela da extinta Campo das Letras. Igualmente dedicado à infância, publicou, em 2009, o livro de contos “O Doce Canto da Sereia e Outras Histórias”. Publicou, depois, pela mão da Atelier de Letras o livro de Poemas para a juventude “Transpiração”, com a apresentação do jovem escritor, valter hugo mãe. De novo para a infância, pela editora Atelier de Letras, em 2012, “A casa sol e o telhado poema”. Em 2013, agora pela mão da jovem editora Blossom Birds, apresenta novamente poesia em “Cânticos de Sedução”. Mais recentemente, em 2015, apresentou, de novo pela Atelier de Letras, o livro de poesia infanto/juvenil “A luz dos Animais e das Coisas”. Além destas obras, tem artigos dispersos em antologias várias e publica textos inéditos no seu blog: http://bernardetecosta.blogs.sapo.pt. Bernardete Costa retornou às origens e vive, atualmente, na avenida virada ao Rio Cávado, em Esposende.

Por Ana C. Nunes, que nasceu na “terra do galo” em 1983. Escreve ficção especulativa desde os catorze anos, altura em que achou por bem entrar num duelo literário (e completamente unilateral) com a sua grande rival desse tempo (e agora sua grande amiga). Muitas colaborações se seguiram entre as duas, culminando na publicação integral do romance gráfico “Que Sorte a Minha”, no Jornal Barcelos Popular (2006 a 2007). Desde muito cedo, Ana C. Nunes divide as suas atenções entre a banda desenhada e a escrita, por vezes criando romances ilustrados ou colaborando com excelentes artistas. No campo da escrita criativa, aventura-se, grande parte das vezes, pela ficção especulativa. Publicou contos em antologias nacionais e internacionais, destacando-se a sua participação em “Lisboa no Ano 2000” (Saída de Emergência, 2013, coordenada por João Barreiros), “Por Mundos Divergentes” (Editorial Divergência, 2014) e o conto “Anormal” (Editora Draco, 2016). Em 2010, ganhou o terceiro prémio da 4ª Mostra de BD de Odemira, com a banda desenhada “Um dia alguém lhe disse…”. O seu primeiro romance, “Angel Gabriel – Pacto de Sague”, foi publicado em 2013 e desde então tem publicado vários contos e antologias, alguns dos quais chegaram aos Tops da Amazon e do iTunes. Ana C. Nunes adora ler, passear, e estar com os amigos. Vive em Barcelos, na companhia da família e dos seus dois cães mimalhos: Mini e Stinky.

E por Victor Pinho, que é Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, possui o curso de especialização em Ciências Documentais pela mesma Universidade e é Chefe do Gabinete de Bibliotecas do Município de Barcelos. Este Técnico Superior da Câmara Municipal de Barcelos, que dirige a Biblioteca Municipal há 33 anos, tem proferido diversas conferências sobre Leitura Pública e História Local. É, ainda, membro da Comissão de Toponímia e é responsável pelo programa cultural da Feira do Livro.

 

Autor de diversos trabalhos de História Local, a maior parte dos quais publicados na “Barcelos Revista” e nos semanários “A Voz do Minho” e “Jornal de Barcelos”, onde tem vindo a publicar “Os Presidentes do Município de Barcelos”, desde o liberalismo até à atualidade. É, igualmente, o Coordenador Científico dos Fascículos que este mesmo jornal está a publicar sob o tema “Concelho de Barcelos – Freguesias”. É autor do livro “Dicionário de Barcelenses”, publicado em 2017, e que foi Prémio Literário do Município de Barcelos, 2009, na modalidade de investigação. É coautor do livro “D. José Domenech: defensor do trabalho e prestante cidadão”, publicado em 1999, em que divulga a vida e obra deste industrial espanhol de serração de madeiras e que contribuiu para a fixação, em Barcelos, de muitos cidadãos espanhóis. No prelo, está o livro “Teatro Gil Vicente: um século de histórias”, que retrata a história cultural e social de Barcelos, antes e depois da fundação daquela casa de espetáculos. É membro do Rotary Club de Barcelos, do qual foi presidente em 1998/1999 e presidente da Assembleia Geral da Tertúlia Barcelense, da qual foi presidente em 2000/2001. Foi Presidente do Definitório (Conselho Fiscal) da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, de 2009 a 2014, da provedoria do Engº Mário Azevedo e do Dr. António Pedras, Presidente da Direção do IPIR – Instituto Português de Imprensa Regional, de 2002 a 2008 e Vice-Provedor da Real Irmandade do Senhor Bom Jesus da Cruz de Barcelos, de dezembro de 2003 a março de 2007, da provedoria do Dr. Vale Ferreira.

Fonte e imagem: AdB.

Mais de 800 alunos do 1º Ciclo falam de “Água com Amor” em iniciativa da Águas de Barcelos

Março 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

A Águas de Barcelos desafiou e mais de oito centenas de alunos do 3º e 4º ano, do Ensino Básico, assinalaram o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido.



A concurso estão poemas de alunos dos vários agrupamentos escolares do concelho, que se encontram agora em análise por um júri composto por Ana Nunes, Bernardete Costa e Vítor Pinho. Os critérios prendem-se com a originalidade, a criatividade, a coerência e a pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas devem conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’.

Após a análise, os melhores poemas serão, depois, expostos em data a definir. Serão ainda atribuídos o primeiro e o segundo prémios, sendo que o aluno vencedor receberá um tablet de oferta e o segundo classificado receberá um MP4. À escola vencedora (do aluno vencedor) será oferecido um vídeo projetor. Todos os participantes receberão diplomas de participação.

De acordo com a Águas de Barcelos “o Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» tem como objetivo fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura”.

O Júri é composto por Bernardete Costa, que nasceu em Esposende, em 1949, mas foi registada em Barcelos, onde residiu grande parte da sua vida. Em 1975, iniciou a carreira como docente no então ensino primário. Em 1984, mudou-se para Vila Nova de Famalicão, onde se estreou na escrita jornalística e literária. O seu gosto pela escrita levou-a a publicar algumas obras literárias. Assim, em 2000, editou o primeiro livro de poemas “A Guardadora de Ausências”, com prefácio de Urbano Tavares Rodrigues. A boa receção da obra por parte da crítica, entusiasmou-a a continuar a escrever, especialmente poesia. Em 2001, publicou o segundo livro, “Lugares do Tempo” (prémio literário da Câmara Municipal de Barcelos), em 2002, “Insubmissão dos Afetos” e, em 2004, “Cerejas aos Molhos”, poesia dedicada à infância, todos com a chancela da extinta Campo das Letras. Igualmente dedicado à infância, publicou, em 2009, o livro de contos “O Doce Canto da Sereia e Outras Histórias”. Publicou, depois, pela mão da Atelier de Letras o livro de Poemas para a juventude “Transpiração”, com a apresentação do jovem escritor, valter hugo mãe. De novo para a infância, pela editora Atelier de Letras, em 2012, “A casa sol e o telhado poema”. Em 2013, agora pela mão da jovem editora Blossom Birds, apresenta novamente poesia em “Cânticos de Sedução”. Mais recentemente, em 2015, apresentou, de novo pela Atelier de Letras, o livro de poesia infanto/juvenil “A luz dos Animais e das Coisas”. Além destas obras, tem artigos dispersos em antologias várias e publica textos inéditos no seu blog: http://bernardetecosta.blogs.sapo.pt. Bernardete Costa retornou às origens e vive, atualmente, na avenida virada ao Rio Cávado, em Esposende.

Ana C. Nunes nasceu na “terra do galo” em 1983. Escreve ficção especulativa desde os catorze anos, altura em que achou por bem entrar num duelo literário (e completamente unilateral) com a sua grande rival desse tempo (e agora sua grande amiga). Muitas colaborações se seguiram entre as duas, culminando na publicação integral do romance gráfico “Que Sorte a Minha”, no Jornal Barcelos Popular (2006 a 2007). Desde muito cedo, Ana C. Nunes divide as suas atenções entre a banda desenhada e a escrita, por vezes criando romances ilustrados ou colaborando com excelentes artistas. No campo da escrita criativa, aventura-se, grande parte das vezes, pela ficção especulativa. Publicou contos em antologias nacionais e internacionais, destacando-se a sua participação em “Lisboa no Ano 2000” (Saída de Emergência, 2013, coordenada por João Barreiros), “Por Mundos Divergentes” (Editorial Divergência, 2014) e o conto “Anormal” (Editora Draco, 2016). Em 2010, ganhou o terceiro prémio da 4ª Mostra de BD de Odemira, com a banda desenhada “Um dia alguém lhe disse…”. O seu primeiro romance, “Angel Gabriel – Pacto de Sague”, foi publicado em 2013 e desde então tem publicado vários contos e antologias, alguns dos quais chegaram aos Tops da Amazon e do iTunes. Ana C. Nunes adora ler, passear, e estar com os amigos. Vive em Barcelos, na companhia da família e dos seus dois cães mimalhos: Mini e Stinky.



Por fim, Victor Pinho é Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, possui o curso de especialização em Ciências Documentais pela mesma Universidade e é Chefe do Gabinete de Bibliotecas do Município de Barcelos. Este Técnico Superior da Câmara Municipal de Barcelos, que dirige a Biblioteca Municipal há 33 anos, tem proferido diversas conferências sobre Leitura Pública e História Local. É, ainda, membro da Comissão de Toponímia e é responsável pelo programa cultural da Feira do Livro.

Autor de diversos trabalhos de História Local, a maior parte dos quais publicados na “Barcelos Revista” e nos semanários “A Voz do Minho” e “Jornal de Barcelos”, onde tem vindo a publicar “Os Presidentes do Município de Barcelos”, desde o liberalismo até à atualidade. É, igualmente, o Coordenador Científico dos Fascículos que este mesmo jornal está a publicar sob o tema “Concelho de Barcelos – Freguesias”. É autor do livro “Dicionário de Barcelenses”, publicado em 2017, e que foi Prémio Literário do Município de Barcelos, 2009, na modalidade de investigação. É coautor do livro “D. José Domenech: defensor do trabalho e prestante cidadão”, publicado em 1999, em que divulga a vida e obra deste industrial espanhol de serração de madeiras e que contribuiu para a fixação, em Barcelos, de muitos cidadãos espanhóis. No prelo, está o livro “Teatro Gil Vicente: um século de histórias”, que retrata a história cultural e social de Barcelos, antes e depois da fundação daquela casa de espetáculos. É membro do Rotary Club de Barcelos, do qual foi presidente em 1998/1999 e presidente da Assembleia Geral da Tertúlia Barcelense, da qual foi presidente em 2000/2001. Foi Presidente do Definitório (Conselho Fiscal) da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, de 2009 a 2014, da provedoria do Engº Mário Azevedo e do Dr. António Pedras, Presidente da Direção do IPIR – Instituto Português de Imprensa Regional, de 2002 a 2008 e Vice-Provedor da Real Irmandade do Senhor Bom Jesus da Cruz de Barcelos, de dezembro de 2003 a março de 2007, da provedoria do Dr. Vale Ferreira.

Fonte e imagem

Alunos do 1º Ciclo desafiados pela Águas de Barcelos a “Falar de Água com Amor”

Fevereiro 2, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Com o objetivo de continuar a fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, a Água de Barcelos desafia os alunos do 3º e 4º ano, do Ensino Básico, a assinalarem o Dia de São Valentim com “um poema recheado de sentido”.



O Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» abrangerá todas as escolas públicas do 1.º ciclo do ensino básico do concelho e cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho.

A poesia deverá ser original, criativa, coerente, pertinente ao tema, com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, bem como conter as palavras ‘Águas’ e ‘Barcelos’. Para participar, cada escola deverá enviar os seus poemas a concurso, num envelope, com os poemas devidamente identificados com o nome do aluno, até ao dia 15 de fevereiro.

Os melhores poemas serão, depois, expostos em data a definir. Serão, ainda, atribuídos o primeiro e o segundo prémios, sendo que o aluno vencedor receberá um tablet de oferta e o segundo classificado receberá um MP4. À escola vencedora (do aluno vencedor) será oferecido um vídeo projetor. Todos os participantes receberão diplomas de participação.

Fonte e imagem: AdB.

Ir Para Cima