Tag archive

Apresentação de livro

Biblioteca Municipal de Barcelos recebe duas apresentações de livros

Novembro 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Realiza-se, nos dias 16 e 17 de novembro, na Biblioteca Municipal de Barcelos, o lançamento de dois livros.



O primeiro, intitulado “Enterro da Loba”, do barcelense António Gaspar Cunha, será apresentado por José Moreira da Silva, no dia 16, às 21h30. Trata-se de um livro de ficção, editado pela Editorial Novembro, sobre as praxes académicas, com a história de uma aluna universitária.

António Gaspar Cunha começou por escrever poesia, dando expansão ao saber e, sobretudo, ao viver acumulados durante os seus 50 anos de vida. Escrever é, para si, não só uma emancipação, mas também uma expressão do seu pensamento acerca do mundo atual, fazendo-o através de uma “tormentosa serenidade”, expressa quer na sua escrita poética, quer na narrativa.

“Yang Sheng” é o título do livro de Wenqian Chen, que será apresentado no dia 17 de novembro, às 15h00, e que fala dos fundamentos da Medicina Tradicional Chinesa e como podemos aplicá-los no nosso dia a dia.

Wenqian Chen, fundadora e diretora do Centro de Terapias Chinesas em Lisboa, partilha a sua experiência quotidiana com doentes portugueses para nos oferecer conselhos práticos e fáceis de seguir e revela os segredos de uma ciência milenar, a medicina tradicional chinesa, que cada vez conquista mais adeptos entre os ocidentais.

Fonte e foto: CMB.

António Gaspar Cunha apresenta “Enterro da Loba” na Biblioteca Municipal

Novembro 14, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 16 de novembro, pelas 21h30, a Biblioteca Municipal de Barcelos será palco da apresentação da obra “Enterro da Loba”, da autoria de António Gaspar Cunha.



A obra, tal como o autor, será apresentada por José Moreira da Silva. Este é um livro de ficção editado pela Editorial Novembro, que retrata a história de uma aluna universitária – Ana – convicta de que certo tipo de praxe são desvios ausentes da humanidade. Ela não é contra as praxes, é contra a falta de humanidade e a violação dos direitos humanos que se perpetuam nesses rituais.

O “Enterro da Loba” é o segundo romance deste autor barcelense, nado em 1964, depois de ter publicado: “O menino de África e outros contos” (contos), 2017; “A Fronteira do Amor”, (romance), 2016; “Tormentosa Serenidade” (poesia), 2015; “Amo a Ideia de Ti” (poesia – com o pseudónimo de João Raphaël), 2014; e “O Triunfo dos Cucos & Outros Contos” (contos), 2014.

António Gaspar Cunha nasceu em Barcelos, tendo-se licenciado na Escola de Engenharia da Universidade do Minho em 1991. Desde então é docente do Departamento de Engenharia de Polímeros dessa mesma Universidade, onde fez o Doutoramento em 2000 e as provas de agregação em 2014.

No âmbito do seu trabalho científico/técnico foi editor de 4 livros, autor e/ou coautor de cerca de 17 capítulos de livro, de cerca de 40 artigos científicos com revisão pelos pares e de mais de 100 artigos publicados em conferências internacionais.

Imagem: DR.

Casa de Saúde S. José encerra comemorações dos 60 anos

Outubro 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Apresentação de livro e vídeo comemorativos

A Casa de Saúde S. José, instituição que presta cuidados na área da saúde mental no concelho de Barcelos, encerra esta sexta-feira as comemorações dos seus 60 anos de atividade com uma sessão de apresentação do livro e do filme «60 anos da Casa de Saúde S. José».



A obra, que celebra o 60º aniversário, relata, através do recurso a entrevistas a diversas personalidades que passaram pela casa, a história vivida ao longo destes anos. De recordar que nos primeiros anos de funcionamento, o Hospital Granja S. José, como era designado, situava-se numa quinta agrícola, e como tal, a componente ergoterápica era a atividade principal de ocupação dos doentes. Uma prática inovadora à época e que serviu de modelo a outras instituições.

Mais tarde, a ergoterapia deu lugar à terapia ocupacional, tal como hoje é conhecida, não só porque a população era já do setor terciário, mas também porque o projeto de reabilitação passava já por uma individualização do doente e do seu plano de reabilitação psicossocial.

Desde o início e até hoje, a Casa de Saúde S. José é uma unidade de saúde de referência no Norte do País no que diz respeito ao tratamento de utentes portadores de doença e de deficiência mental.

Recentemente, a instituição alargou a sua área de atuação aos concelhos de Caminha, com a Unidade de Saúde da Gelfa, com duas respostas de Cuidados Continuados, nas tipologias de Média Duração e Reabilitação e Longa Duração e Manutenção, respetivamente, e também ao concelho de Melgaço, igualmente com respostas nas duas tipologias.

Programa:

16h00 – Receção aos convidados

16h30 -Apresentação do livro «60 anos da Casa de Saúde S. José»

17h00 – Apresentação do vídeo documental «60 anos da Casa de Saúde S. José»

17h30 – Verde de honra

Fonte e foto: CSSJ.

Escritor barcelense António Magalhães apresenta livro na Biblioteca Municipal

Setembro 14, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Biblioteca Municipal de Barcelos recebe hoje, pelas 21h30, a apresentação do livro de narrativas “Então foi assim”, do barcelense António Magalhães.

História e ficção, lenda e realidade, cruzam-se neste pequeno livro, baseado em acontecimentos ou personagens das terras da freguesia de Negreiros, “tradições e costumes que percorreram gerações”.



O livro e o autor vão ser apresentados pelo professor Mário Patrão, da Escola Secundária Alcaides de Faria, e conta com a participação de Armindo Cerqueira e do pianista António Godinho.

António Martins Magalhães nasceu na freguesia de Negreiros, concelho de Barcelos, em 23 de junho de 1935. Frequentou os seminários franciscanos, onde estudou Humanidades, Filosofia e Teologia. Iniciou a atividade docente em 1976.

Frequentou, de 1978 a 1980, o curso de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. De 1980 a 1982, profissionalizou-se nas disciplinas de Português, Latim e Grego na Escola Secundária Oliveira Martins, no Porto. Interrompido o curso de Letras, frequentou e concluiu o curso de Humanidades na Faculdade de Filosofia de Braga, em 1987. Foi professor de Português na Escola Secundária Alcaides de Faria até julho de 2000, onde orientou o estágio pedagógico ligado à Universidade do Minho, durante cinco anos.

Em 1972, ganhou o “Prémio Capitão Simões Vaz”, de reportagem, instituído pelo “Notícias”, de Lourenço Marques.

Tem colaboração dispersa por diversas publicações, nomeadamente nas revistas “Amanhecer”, “Avenida do Minho” e jornal “A Voz do Minho”. “O Galo da Lenda”, um dos contos vencedores do concurso literário promovido, no ano de 1994, pela Câmara Municipal de Barcelos, integra a coletânea “Pedras no Rio do Tempo”.

Imagem: CMB.

António Júlio Trigueiros apresenta III volume de “Apontamentos para a História de Barcelos”

Junho 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado dia 8 de junho, o Auditório da Misericórdia de Barcelos recebeu a apresentação do III volume do livro “Apontamentos para a História de Barcelos”, de António Almeida Ferraz, conceituado médico barcelense e ilustre provedor da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos entre 1877 e 1878.



A apresentação esteve a cargo do Pe. António Júlio Trigueiros, que frisou que “A grande mais-valia deste volume está na transcrição de manuscritos medievais que pertenciam ao arquivo do Solar dos Pinheiros e da Casa dos Azevedos, onde aparecem algumas cartas inéditas de S. Nuno de Santa Maria, no qual se apresentam algumas novidades”.

O evento contou, para além do referido Padre, com a presença do Provedor Firmino Silva, da Presidente da Assembleia Geral da SCMB, Manuela Dantas, e da Vereadora da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, perante uma vasta plateia, na qual se encontravam também os descendentes do autor.

Ao longo de mais de trezentas páginas são apresentados temas desde Barcelos, Freguesias, Famílias/casa, património religioso, administração pública, vida militar, Rio Cávado, caminho-de-ferro, curtas biografias de barcelenses e outros.

Estes manuscritos foram redigidos por António Almeida Ferraz ao longo de cerca de 22 anos, entre 1894 e 1916. Este é considerado o maior trabalho que alguma vez se escreveu sobre Barcelos. Ao longo da sua pesquisa, o autor foi tratando centenas de temas, sem uma ordem aparente, que compõe a história de Barcelos, o seu património, as suas tradições e nomes das gentes de Barcelos.

À semelhança das edições anteriores, a fixação do texto foi da responsabilidade do Pe. António Júlio Trigueiros e as fotografias de José Eduardo Reis, numa coedição da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos e da Câmara Municipal de Barcelos.

O evento encerrou oficialmente o programa comemorativo dos 518 anos da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos.

Este III volume encontra-se à venda nos Serviços Centrais da Santa Casa e, em breve, nas livrarias barcelenses, pelo valor de 30€.

Fonte e fotos: SCMB.

Lançamento do IIIº Volume do livro “Apontamentos para a História de Barcelos”

Junho 5, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Santa Casa da Misericórdia de Barcelos (SCMB), com o apoio da Câmara Municipal de Barcelos, apresenta oficialmente o IIIº Volume do livro “Apontamentos para a História de Barcelos”, de António Miguel da Costa Almeida Ferraz.



A apresentação, que decorrerá no próximo dia 8 de junho, pelas 21h30, no auditório da SCMB, estará a cargo do Pe. Prof. Doutor António Júlio Trigueiros.

Fonte e imagem: SCMB.

Barcelense Frei Lopes Morgado apresenta livro “Mulher Minha Mãe”

Maio 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Frei Lopes Morgado apresenta, dia 19 de maio, pelas 16h00, na Biblioteca Municipal de Barcelos, o seu mais recente livro de poesia “Mulher Minha Mãe”, editado pela Difusora Bíblica.



A sessão cultural contará com a presença do professor e escritor Evandro Morgado, leitura de poemas por Olinda Silva Ribeiro e atuação do Grupo Coral de Areias de Vilar.

Frei Lopes Morgado é Franciscano Capuchinho, natural da freguesia de Areias de Vilar, do concelho de Barcelos, onde nasceu em 23 de abril de 1938. Padre e jornalista, dirigiu a revista Bíblica durante 25 anos e é seu chefe de redação desde o ano 2000. Colaborou na RTP, na RR, na RDP–2 e na TSF, no “Comércio de Gondomar”, no “Diário de Notícias”, no “Almonda” e em várias revistas.

Ligado ao movimento de dinamização bíblica desde 1965, orientou cursos e criou grupos por todo o país, sendo, também, conferencista e orientador de retiros.

Fonte e imagem: CMB.

Luísa Sousa apresenta livro “Um Caminho para Todos” no Posto de Turismo

Abril 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Amanhã, 13 de abril, pelas 21h30, a Associação ACB – Albergue Cidade de Barcelos promove a apresentação do livro “Um Caminho para Todos”, de Luísa Sousa, que decorrerá no Posto de Turismo de Barcelos.



O livro trata de um diário e reflexões ao longo do Caminho de Santiago: de Sevilha a Santiago de Compostela, Via de la Plata, e Caminho Sanabrês, durante 42 dias e 1000 Km.

“ (…) As vivências ao longo da Via de la Plata e do Caminho Sanabrês, não se esgotam nestas linhas partilhadas: há coisas que são indizíveis, outras que ficam com quem as viveu e outras ainda que só se compreendem quando as vivenciamos. Deixo o testemunho da minha visão dos acontecimentos com a certeza de que se o relato for realizado por algum dos meus companheiros de viagem, coexistirão histórias com versões diversas. Afinal, são tantos os Caminhos quanto o número de peregrinos que os percorrem! Partilho o bom e o menos bom, as alegrias, os receios, as dificuldades e os presentes inesperados, sem romancear os factos. Se decido partilhar as minhas vivências, tem como único objectivo testemunhar de que este pode ser, verdadeiramente, UM CAMINHO PARA TODOS! (…) “, refere a autora.

Fonte e imagens: AB.

Ana Sofia Quinta apresenta guia e agenda sobre a gravidez e o bebé na Biblioteca Municipal de Barcelos

Fevereiro 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo sábado, dia 24 de fevereiro, pelas 16h00, a Biblioteca Municipal de Barcelos recebe a apresentação de um guia e agenda sobre a gravidez e o bebé, com entrada livre. O guia e agenda intitula-se “A Gravidez e o Bebé”, de Ana Sofia Quinta, e a apresentação estará a cargo de Sofia Pedrosa.



Ana Sofia Quinta iniciou a sua vida académica na Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, licenciando-se em Análises Clínicas e de Saúde Pública. Exerceu a atividade de Analista Clínica e encetou o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, tornando-se farmacêutica em abril de 2017.

No Estágio Curricular em Farmácia Comunitária, teve a oportunidade de contactar com diversas gestantes, assistindo às suas dúvidas e receios, quer na fase de gravidez, quer nos primeiros dias de vida do seu bebé. Daí surgiu um grande interesse em desenvolver uma agenda e também guia para as mães.

Este Guia e Agenda foi criado a pensar na gravidez e no 1º ano de vida do bebé, informando, alertando e orientando, para que as mães possam ter uma gravidez plena, desfrutando de cada instante do crescimento do seu “bebé” na sua barriga, encarando os seus receios da melhor forma possível e preparando-as o melhor possível para esta fase da sua vida.

Fonte e imagem: CMB.

Pedro Chagas Freitas apresenta em Barcelos o seu livro “A Repartição”

Dezembro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O escritor Pedro Chagas Freitas apresenta o seu último livro, intitulado “A Repartição”, amanhã, dia 14 de dezembro, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal de Barcelos.



“A Repartição” é um romance envolto numa sátira dos tempos modernos, carregada de ironia e emoção, que retrata a história de um homem que é chamado para uma inspeção numa sombria Repartição de Finanças. É lá que se vai iniciar uma viagem sem retorno pelos mais obscuros segredos, pelos mais íntimos medos, pelos mais imorais desejos.

Como toda a obra de Chagas Freitas, parece teatro do absurdo. Mas a falta de lógica aqui não denuncia o absurdo da vida. Denuncia apenas a incapacidade de Chagas Freitas para ser mais do que um brinca na areia.

Pedro Chagas Freitas nasceu em 1979, em Azurém, Guimarães, e formou-se em Linguística na Universidade Nova de Lisboa, entre 1998 e 2002.

A vida profissional começou, em 1997, quando foi convidado para chefe de redação da revista vimaranense “Estádio D. Afonso Henriques”. Em 2001, começou a escrever para o jornal “A Bola” e, em 2003, também para o jornal “Desportivo de Guimarães”.

Durante o ano de 2004, foi contratado pelo grupo editorial “Impala”, onde esteve como redator de livros genéricos. Em 2005, iniciou o seu percurso no mundo da escrita publicitária, assumindo o cargo de redator criativo na agência de publicidade “Motive”. Publicou, nesse mesmo ano, a sua primeira obra literária, “Mata-me”. Seguiu-se, em 2006, a publicação de “O Evangelho da Alucinação”. Ainda em 2006, venceu o Prémio Bolsa Jovens Criadores, que lhe foi atribuído pelo Centro Nacional de Cultura e pelo Instituto Português da Juventude.

Escreveu, entre 2006 e 2009, biografias e livros genéricos para a editora “Mediapromo”. Publica, desde 2006, crónicas de reflexão e opinião no jornal “Notícias de Guimarães ”. Regressou, entre 2008 e meados de 2010, ao mundo da publicidade, como redator criativo na agência de publicidade IA&RB, onde concebeu anúncios de imprensa e onde se estreou como argumentista, escrevendo guiões de anúncios de televisão e vídeos institucionais. Foi, em 2008, um dos autores convidados a participar na antologia de homenagem a António Ramos Rosa “Um Poema Para Ramos Rosa”. Criou, em 2009, o Campeonato Nacional de Escrita Criativa.

Desde 2001, que é coordenador de sessões de escrita criativa um pouco por todo o país. Ainda neste domínio de trabalho, tem vindo a coordenar e a levar ao terreno seminários e workshops sobre metodologias criativas para professores e formadores.

Ainda em 2010, publicou 10 obras da sua autoria em simultâneo: “A Pele do Medo”, “As Incongruências da Sorte”, “Porque Ris Sabendo que Vais Morrer”, “Gotas de Dor“, “Espasmos de Pânico”, “Espasmos d’Alma”, “Só os Feios é Que São Fiéis”, “Chãos Pisados”, “Separação de Males” e “Envelhenescer”.

Em 2012, estreou-se como apresentador de televisão, sendo o autor e o apresentador da rubrica de literatura do programa MVMagazine, no canal MVM. Em paralelo, criou e apresentou o programa de Rádio “Só Te Quero Pelo Teu Corpo”, da Rádio Fundação.

Ainda em 2012, concebeu e colocou no terreno o primeiro curso de escrita criativa realizado 100% através do Facebook. A 12 de abril do mesmo ano, lançou “Eu Sou Deus”, a sua 17ª obra (um livro de crónica e autodesenvolvimento), no BBC – Belém Bar Café.

Lançou, em novembro de 2012, “Ou é Tudo ou Não Vale Nada””, uma obra escrita em direto e ao vivo ao longo de 2012 minutos.

Em 2013, lançou “In Sexus Veritas””, um romance com mais de 1500 páginas.

Fonte e imagem: CMB.

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima