Tag archive

Artesanato

Exposição ”Telmo Macedo, a irreverência da criatividade” na Torre Medieval

Setembro 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

”Telmo Macedo, a irreverência da criatividade” é o nome da exposição que estará patente entre hoje e 21 de outubro, na Torre Medieval.



Telmo Macedo é o mais jovem artesão de figurado certificado da grande família de artesãos de Barcelos. Os traços das suas peças são definidos como os de uma vivência descontraída e irreverente, bem como de uma certa cultura mediática contemporânea.

A peça que melhor o identifica é, sem dúvida, o galo de crista eriçada e longas pernas de ferro, a sua imagem de marca. Ainda assim, a peça que mais gosta de fazer é aquela que faz “pela primeira vez”, onde pode libertar toda a sua imaginação e criatividade.

Outras referências e figuras convencionais fazem parte do seu portefólio, tais como os minhotos e o Santo António, mas também há lugar para alguma irreverência e boémia, como é o caso do galo surfista, do DJ ou do jogador de bilhar.

A imaginação e a criatividade brilham em cada exposição, em cada certame, ou em cada montra onde se observa, não só, o trabalho, mas principalmente, a alma, as crenças e as paixões do povo português que Telmo Macedo sabe expressar.

Telmo Rodrigo Lima Macedo nasceu em Barcelos, numa terra e numa família de oleiros, a 25 de outubro de 1992.

Os seus avós, para além de outras peças icónicas, são autores das típicas peças das cascatas sanjoaninas, bem como dos músicos das bandas tradicionais. Esta ligação à temática das cascatas de São João foi a rampa de lançamento do jovem Telmo no mundo criativo do artesanato barcelense.

Fonte e imagem: CMB.

Mostra de Artesanato termina com balanço positivo da Câmara de Barcelos

Agosto 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

De acordo com o Município de Barcelos, a 35ª Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica de Barcelos chegou ao fim com balanço positivo, tendo decorrido entre 3 e 15 de agosto.



Para o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, “esta 36.ª Mostra pretendeu evidenciar o respeito que a cidade tem pelos artesãos”, num ano em que o Município de Barcelos foi agraciado com o Prémio Nacional de Artesanato, poucos meses depois da consagração como Cidade Criativa da UNESCO.

Foram 13 dias em que o destaque foi para o que de melhor se faz em Barcelos, desde a cestaria e vime, à olaria, barro figurativo, trabalhos em madeira, ferro e derivados e bordados. Foram muitas as produções artesanais que puderam ser apreciadas no decorrer do certame, uma iniciativa promovida pelo Município de Barcelos, onde participaram mais de uma centena de artesãos.

Este evento permitiu aos visitantes o contacto com as artes tradicionais e o trabalho ao vivo, promovendo a riqueza da arte e do trabalho tradicional barcelense, “reafirmando a aposta do Município no apoio ao trabalho desenvolvido pelos artesãos”, salienta o município barcelense.

A Mostra de Artesanato contou com um vasto programa de animação diária, onde se incluíram diversos espetáculos musicais ao vivo, arruadas dos grupos folclóricos do concelho de Barcelos e atuações de grupos estrangeiros participantes no “Festival do Rio”, entre outras atividades que animaram quem visitou a cidade de Barcelos por estes dias.

Destaque para o envolvimento das associações do concelho, que assumiram a animação cultural do certame, e para os workshops com os artesãos, que fizeram, uma vez mais, as delícias dos visitantes.

A Gala do Artesanato, que se realizou no último sábado à noite, foi um dos pontos altos da Mostra e contou com um espetáculo único protagonizado, em exclusivo, por artistas barcelenses, marcando a cerimónia de entrega dos habituais galardões anuais para os melhores artesãos do certame.

Na categoria principal – Prémio Carreira – foi distinguido Abílio Pereira, artesão da freguesia de Viatodos, por toda uma vida dedicada à cestaria, uma arte que constitui um elemento indispensável para o conhecimento e fruição do artesanato regional, e que, segundo o artesão, “quase já não tem seguidores”. Os prémios Revelação foram entregues a Irene Salgueiro e a Hélder Ferreira, respetivamente, nas subcategorias de Artesanato Tradicional e Contemporâneo. A artesã Fátima Miranda arrecadou o Prémio Inovação.

Para Miguel Costa Gomes, “Barcelos tem talento, tem querer, tem criatividade e o nosso dever é incentivá-los”.

Com um programa diversificado, a “Mostra” voltou a atrair, por estes dias, milhares de visitantes ao concelho, uma adesão “que espelha o sucesso de um certame que já se realiza há 36 anos”, concluiu o Município de Barcelos.

Fonte e fotos: CMB.

Abílio Pereira é distinguido com Prémio Carreira na Gala do Artesanato

Agosto 14, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Gala do Artesanato, que se realizou no último sábado, à noite, foi um dos pontos altos da Mostra e contou com um espetáculo único protagonizado em exclusivo por artistas barcelenses, marcando a cerimónia de entrega dos habituais galardões anuais para os melhores artesãos do certame.



A música esteve a cargo de Bruno Gomes, que participou em programas como a “Operação Triunfo” e o “The Voice Portugal”; Flora Miranda, que saltou para a ribalta com o programa “Operação Triunfo”, membro do Fado em Trio, e que faz parte do elenco do “Panda e os Caricas”; e Tiago Araújo, membro dos Aurora, e conhecido por ter participado no programa “Factor X”, tendo sido todos acompanhados por uma banda barcelense e por duas bailarinas da Escola de Dança de Barcelos. Ainda de destacar a participação da violinista Bárbara Carvalho, que acompanhou a performance da bailarina Anita Grosse, com o tema “Ó gente da minha terra”.

Na categoria principal – Prémio Carreira – foi distinguido Abílio Pereira, artesão da freguesia de Viatodos, por toda uma vida dedicada à cestaria, uma arte que constitui um elemento indispensável para o conhecimento e fruição do artesanato regional, e que, segundo o artesão “quase já não tem seguidores”. Os prémios Revelação foram entregues a Irene Salgueiro e a Hélder Ferreira, respetivamente, nas subcategorias de Artesanato Tradicional e Contemporâneo. A artesã Fátima Miranda arrecadou o Prémio Inovação.

“Barcelos tem talento, tem querer, tem criatividade e o nosso dever é incentivá-los”, foram as palavras do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, a propósito dos artesãos, na Gala do Artesanato. Para o Presidente, “esta 36ª Mostra pretende evidenciar o respeito que a cidade tem pelos artesãos”, num ano em que o Município de Barcelos foi agraciado com o Prémio Nacional de Artesanato, poucos meses depois de figurar como Cidade Criativa da UNESCO.

A 36ª Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos chega ao fim amanhã, dia 15 de agosto. Até lá, os visitantes podem ainda usufruir de um conjunto de ofertas de animação e de uma praça de alimentação com música ao vivo todos dias.

O evento permite a todos o contacto com as artes tradicionais e o trabalho ao vivo, e promove a riqueza da arte e do trabalho tradicional barcelense.

A Mostra abre, todos os dias, às 18h00. Amanhã, feriado, as portas abrem mais cedo, pelas 16h00. O encerramento está marcado para a meia noite.

Fotos: CMB e BnH.

36ª Mostra de Artesanato de Barcelos inicia a 3 de agosto

Julho 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A 36ª edição da Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica de Barcelos vai realizar-se entre os dias 3 e 15 de agosto, no Parque da Cidade. O certame terá como pano de fundo a integração de Barcelos na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular, um reconhecimento internacional que vem abrilhantar, ainda mais, aquela que é uma das mais antigas mostras do país e a que melhor espelha a autenticidade e riqueza da arte popular.



Além do reconhecimento internacional, recorde-se que também dentro de portas, no último ano, Barcelos esteve em grande destaque, tendo o Município sido laureado, no Prémio Nacional do Artesanato 2017, com o Prémio Promoção para Entidades Públicas, que visa reconhecer o trabalho das entidades ou organismos públicos em prol das artes e ofícios, numa cerimónia em que a artesã barcelense Júlia Ramalho arrecadou o Prémio Carreira.

É, portanto, na senda de um ano de ouro para o artesanato barcelense que acontece esta 36.ª edição da Mostra, contando com cerca de 130 stands, a maioria de artesãos locais, e com um vasto programa de animação, do qual se destacam os espetáculos de Fernando Pereira, Galandum Galundaina ou Kumpania Algazarra e o já habitual folclore internacional.

O ponto alto da Mostra é a 8ª edição da Gala do Artesanato, no dia 11, às 22h00, na qual serão entregues os prémios Carreira, Inovação, Revelação Artesanato Contemporâneo e Revelação Artesanato Tradicional. Júlia Ramalho, Júlia Côta, Júlio Alonso ou Armando Braz são alguns dos grandes nomes do artesanato barcelense que viram o seu trabalho reconhecido com a atribuição do Prémio Carreira.

O programa da Mostra inclui, ainda, workshops diários com artesãos do concelho de diversas áreas, todos os dias, às 18h30, no stand do Município. O certame estende-se até à Avenida da Liberdade, onde se irá realizar, nos dias 11 e 12, a Feira do Melão Casca de Carvalho. A Praça da Alimentação, com a aposta nos sabores tradicionais da região e com música ao vivo, mantém-se como uma das principais atrações do evento.

A abertura oficial acontece no dia 3 de agosto, às 19h00, com visita aos expositores e desfile dos grupos de folclore internacional que participam no Festival do Rio 2018 e que também atuam no palco principal da Mostra, no dia de abertura, às 22h00, e nos dias 6, 7 e 9.

No plano musical, são muitos os destaques do cartaz. O cantor Fernando Pereira atua no dia 4; o conceituado grupo de música folk de Miranda do Douro, Galandum Galandaina, sobe ao palco da Mostra no dia 8; a música folk portuguesa volta a estar em evidência com os espetáculos de Sérgio Mirra, no dia 12, e do barcelense Jorge Lomba, no dia 14; o evento terminará em grande euforia com os enérgicos e festivos Kumpania Algazarra.

Diariamente, haverá animação de rua e arruadas pelo recinto, protagonizadas por grupos de folclore do concelho. Os mais novos poderão divertir-se no parque de insufláveis colocado no Pavilhão Municipal.

A Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica de Barcelos estará aberta de segunda a sexta-feira, das 18h00 às 24h00, e ao fim de semana e no feriado 15 de agosto, das 16h00 às 24h00.

Imagens: CMB.

Exposição “O Mundo Fantástico do Galo de Barcelos” na Torre Medieval de Barcelos

Julho 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre hoje e 9 de setembro, a Torre Medieval de Barcelos terá patente a exposição “O Mundo Fantástico do Galo de Barcelos”, com entrada livre.



Segundo o Município, com esta exposição pretende “continuar a promover e a estimular o engenho dos nossos artesãos, comunicar os traços indeléveis da cultura barcelense, onde hoje, tal como dantes, o artesanato representa o génio deste povo, que a partir dos mais diversos materiais encontra sempre formas de fazer criações singulares”.

Nesta exposição, o galo mostra a tradição e a modernidade, aparecendo em novos estilos e formas. Cada artesão tem uma visão e expressão própria para este ícone, seja produzido em barro, madeira, têxteis, papel, metal ou em tantos outros materiais. Em cada peça desta exposição, o galo, como produto cultural de excelência, certificado, recupera formas, reinventa colorações, mistura pinturas e reflete símbolos da identidade nacional, como o fado, os lenços de namorados do Minho, entre outros. O galo assume as cores, as tendências, os gostos da sociedade atual e transforma-se num símbolo que ultrapassa a sua própria origem identitária.

Fonte e imagem: AB.

Barcelos presente na primeira reunião magna da Rede Mundial das Cidades Criativas

Junho 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, participou na primeira reunião magna da Rede Mundial das Cidades Criativas, que se realizou em Cracóvia e Katowice, na Polónia, entre os dias 12 e 15 de junho.



Este foi um evento que juntou mais de 350 delegados e 40 responsáveis políticos de 180 cidades da rede, nos domínios criativos que a sustentam: Artesanato e Arte Popular, Gastronomia, Design, Filmes, Media Artes, Música e Literatura.

Neste encontro anual foram debatidas estratégias de desenvolvimento nos domínios criativos referidos e na forma como estes devem prosseguir no sentido de dar cumprimento dos 17 objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas, que estão focados na constituição de um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar da humanidade, proteger o meio ambiente e combater as alterações climáticas, tendo na inovação e criatividade argumentos fortes e válidos de desenvolvimento urbano e como exemplos de boas práticas a nível global.

Barcelos tem no seu programa para os primeiros quatro anos, a criação de espaços na cidade que potenciem o desenvolvimento e regeneração urbana tendo por base as artes e ofícios tradicionais. Possui um programa de educação pelas artes que visa disseminar e fortalecer o saber fazer criativo que está associado ao território, sendo a Torre Medieval um dos pontos mais importantes da promoção e internacionalização desta criatividade. Possui, ainda, um programa de internacionalização do artesanato, que se encontra já em curso; a organização de um meeting anual no domínio dos buyers das artes e ofícios e a cooperação com cidades dos países de língua oficial portuguesa para o desenvolvimento das artes e ofícios, como argumento de desenvolvimento socioeconómico. Ações que se enquadram e são muito valorizadas pela rede das Cidades Criativas no domínio do Artesanato e Arte Popular.

O encontro anual potenciou a interação entre diversas cidades do mundo nos mais variados panoramas criativos, tendo-se revelado fundamental para o estreitamento de laços, reforço e estabelecimento de parcerias dentro das redes temáticas.

No caso de Barcelos, foram particularmente proveitosos os contactos estabelecidos com cidades como Limoges (França), Porto Novo (Benim), João Pessoa (Brasil), Fabriano (Itália), Bagui (Filipinas), Carrara (Itália), Kutahya (Turquia) e Skeki (Azerbaijão), que possibilitaram o conhecimento de novas dimensões das artes e ofícios no mundo, que permitirão conduzir ao estabelecimento de novas parcerias criativas e de partilha de práticas e experiências, bem como ao estabelecimento de ações conjuntas de promoção das artes e ofícios como argumentos centrais para a sustentabilidade e desenvolvimento das cidades.

A participação de Barcelos neste Encontro Anual da Rede de Cidades Criativas da UNESCO, que integrou neste ano um Mayors Forum, “foi, sem dúvida, um marco para internacionalização do Município. Foi um momento relevante para o encontro de decisores políticos, que possibilitou o conhecimento e partilha de novas políticas e outras dinâmicas municipais, de âmbito criativo, a nível global”, refere o Município em nota.

“Não menos importante, este encontro foi um momento que contribuiu para estreitar laços com as cidades portuguesas que integram esta rede, com vista ao desenvolvimento de ações futuras e conjuntas, que contribuam positivamente para o estabelecimento de um horizonte comum e proeficiente para as cidades que integram esta rede”, concluiu.

Fonte e fotos: CMB.

 

Câmara Municipal de Barcelos atribui Medalha de Honra a Amadeu Lemos e Júlia Ramalho

Abril 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 25 de abril, no âmbito da celebração da “Revolução dos Cravos”, a Câmara Municipal de Barcelos vai atribuir à barrista Júlia Ramalho e ao Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, Amadeu Ferreira Lemos, a Medalha de Honra da Cidade de Barcelos, em reconhecimento da importância do trabalho destes barcelenses para o engrandecimento da Cidade e do Concelho.



A atribuição da Medalha de Honra será objeto de deliberação na reunião de Câmara de 19 de abril e a entrega dos galardões está marcada para o próximo dia 25 de abril, no âmbito das comemorações do 44.º Aniversário do 25 de Abril, que se realizam no Auditório da Câmara Municipal, às 15h15.

Nas razões invocadas para a atribuição da Medalha de Honra a Júlia Ramalho, a Câmara Municipal destaca a preservação da arte do figurado e a criatividade posta nos seus trabalhos. “Manteve os conceitos e a compreensão estética de Rosa Ramalho, dando aos seus trabalhos um contorno próprio, à medida dos novos tempos e das novas realidades”.

Júlia Ramalho é uma referência do artesanato barcelense no país e no estrangeiro, tendo recebido diversas distinções ao longo da sua vida. Foi artesã do ano em 1983, recebeu o Prémio Carreira do Município de Barcelos, em 2012, e, recentemente, foi distinguida com o “Grande Prémio Carreira”, no âmbito do concurso Prémio Nacional de Artesanato, do IEFP.

Amadeu Ferreira Lemos exemplifica a dedicação ao movimento associativo do concelho. O seu nome é indissociável da criação da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, entidade a que preside há 34 anos.

Há várias décadas que mantém um papel muito ativo na comunidade, tendo sido Presidente da Junta de Freguesia e Conselheiro Municipal. A sua atuação foi determinante na instalação da Casa do Povo, de serviços médicos e de estruturas escolares do 2.º e 3.º ciclos na Freguesia, na construção do novo quartel dos Bombeiros, do Centro de Lazer e de muitas outras obras.

O seu trabalho e dedicação aos projetos voltados para a comunidade valeram-lhe diversas distinções, entre as quais a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal de Barcelos, atribuída em 2008.

Fonte e fotos: CMB.

Município de Barcelos e Júlia Ramalho estão entre os vencedores do “Prémio Nacional do Artesanato 2017”

Março 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a artesã barcelense Júlia Ramalho foram distinguidos no âmbito do concurso “Prémio Nacional do Artesanato 2017”, promovido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).



Os galardões foram atribuídos ontem, 15 de março, numa cerimónia que decorreu no Museu de Arte Popular, em Lisboa, com o Município de Barcelos a ser agraciado com o “Prémio Promoção para Entidades Públicas”, que visa reconhecer o trabalho das entidades ou organismos públicos em prol das artes e ofícios, e com Júlia Ramalho a vencer o “Grande Prémio Carreira”, uma distinção que homenageia o percurso e a obra da consagrada artesã barcelense no domínio do artesanato tradicional.

Estas distinções acontecem poucos meses depois de Barcelos ter sido reconhecida com o selo de Cidade Criativa da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular.

O Município de Barcelos apresentou a sua candidatura, em agosto, à categoria “Prémio Promoção para Entidades Públicas”, sustentada no “programa de ação ímpar a nível nacional que o Município vem desenvolvendo nos últimos anos, promovendo as Artes e Ofícios como eixo estruturante do desenvolvimento económico, social e territorial e como fator de inclusão e coesão social”.

Propôs, ainda, o nome de Júlia Ramalho, natural de Galegos São Martinho, para vencer o “Grande Prémio Carreira”, pelos mais de 60 anos de trabalho dedicados ao artesanato, justificando que a artesã “soube honrar e valorizar o legado da avó, Rosa Ramalho, e notabilizar ainda mais a obra artística da família Ramalho, criando peças enquadráveis, rememorativas e adaptáveis à sociedade de cada um dos tempos em que viveu e vive”.

A distinção do Município é para Miguel Costa Gomes, presidente da Câmara, um “motivo de orgulho” e “o corolário de uma estratégia bem concertada e sustentada que o Município de Barcelos tem implementado, nos últimos anos, para promover, valorizar e salvaguardar as práticas e as produções artesanais do concelho”.

“Este prémio representa, para além do reconhecimento, uma responsabilidade acrescida, obrigando a que continuemos a trabalhar na preservação do artesanato barcelense enquanto herança e património que nos foi legado e que nos compete defender, desafio a que continuaremos a responder com um profundo sentido de serviço público e de compromisso para com os barcelenses”, acrescenta Miguel Costa Gomes.

O “Prémio Nacional do Artesanato” é uma iniciativa que vem sendo realizada desde 1987, pelo Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, através do IEFP, integrando agora o Programa de Promoção das Artes e Ofícios. O concurso, que procura incentivar a produção artesanal, distinguindo artesãos portugueses, agentes e entidades públicas e privadas com intervenções relevantes na promoção das artes e dos ofícios, possibilita distinções em seis categorias: Grande Prémio Carreira, Prémio Inovação, Prémio Empreendedorismo Novos Talentos, Prémio Investigação, Prémio Promoção para Entidades Privadas e Prémio Promoção para Entidades Públicas.

Fonte e foto: CMB.

Dia do Artesão evocado com conferência sobre Artes e Ofícios

Março 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

No sentido de comemorar o Dia do Artesão, próximo dia 19 de março, o Pelouro do Turismo e Artesanato da Câmara Municipal de Barcelos, realiza uma conferência cujo tema será “As Artes e Ofícios Tradicionais e os novos desafios. Ameaças e Oportunidades: o Caso de Barcelos”.



A conferência terá início pelas 14h00, no auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos, e terá a seguinte programação:

14h45: “As Artes e Ofícios tradicionais em Portugal: perspetivas e desafios na ótica da certificação”, por Teresa Costa, Diretora Executiva da Adere Certifica;

15h15: “As potencialidades da rede mundial das cidades criativas para a internacionalização das Artes e Ofícios tradicionais”, por José Beleza, Vereador do Turismo e Artesanato da Câmara Municipal de Barcelos;

15h30: “As vantagens do associativismo no fortalecimento da promoção do artesanato”, por Pedro Correia, Presidente da Associação de Artesãos “O Galo”;

15h45: “Um retrato das Artes e Ofícios de Barcelos. Ameaças e oportunidades,”, por artesãos de cada uma das áreas criativas;

17h00: Debate; e

17h30: Verde de Honra.

A participação é livre e gratuita.

Fonte e imagem: AB.

Exposição “De Barro. Presépios por Judite Dinis e Nuno Pires” no Teatro Gil Vicente

Dezembro 9, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura a 12 de dezembro, no Teatro Gil Vicente, a exposição temporária “Barro. Presépios por Judite Dinis e Nuno Pires”, com entrada gratuita.



Os artesãos barcelenses Judite Dinis e Nuno Pires mostram o seu talento e criatividade na arte de trabalhar o barro nesta exposição que vai estar patente até dia 7 de janeiro de 2018.

Fonte e imagem: AB.

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima