Tag archive

Artesanato

Barcelos presente na primeira reunião magna da Rede Mundial das Cidades Criativas

Junho 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, participou na primeira reunião magna da Rede Mundial das Cidades Criativas, que se realizou em Cracóvia e Katowice, na Polónia, entre os dias 12 e 15 de junho.



Este foi um evento que juntou mais de 350 delegados e 40 responsáveis políticos de 180 cidades da rede, nos domínios criativos que a sustentam: Artesanato e Arte Popular, Gastronomia, Design, Filmes, Media Artes, Música e Literatura.

Neste encontro anual foram debatidas estratégias de desenvolvimento nos domínios criativos referidos e na forma como estes devem prosseguir no sentido de dar cumprimento dos 17 objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas, que estão focados na constituição de um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar da humanidade, proteger o meio ambiente e combater as alterações climáticas, tendo na inovação e criatividade argumentos fortes e válidos de desenvolvimento urbano e como exemplos de boas práticas a nível global.

Barcelos tem no seu programa para os primeiros quatro anos, a criação de espaços na cidade que potenciem o desenvolvimento e regeneração urbana tendo por base as artes e ofícios tradicionais. Possui um programa de educação pelas artes que visa disseminar e fortalecer o saber fazer criativo que está associado ao território, sendo a Torre Medieval um dos pontos mais importantes da promoção e internacionalização desta criatividade. Possui, ainda, um programa de internacionalização do artesanato, que se encontra já em curso; a organização de um meeting anual no domínio dos buyers das artes e ofícios e a cooperação com cidades dos países de língua oficial portuguesa para o desenvolvimento das artes e ofícios, como argumento de desenvolvimento socioeconómico. Ações que se enquadram e são muito valorizadas pela rede das Cidades Criativas no domínio do Artesanato e Arte Popular.

O encontro anual potenciou a interação entre diversas cidades do mundo nos mais variados panoramas criativos, tendo-se revelado fundamental para o estreitamento de laços, reforço e estabelecimento de parcerias dentro das redes temáticas.

No caso de Barcelos, foram particularmente proveitosos os contactos estabelecidos com cidades como Limoges (França), Porto Novo (Benim), João Pessoa (Brasil), Fabriano (Itália), Bagui (Filipinas), Carrara (Itália), Kutahya (Turquia) e Skeki (Azerbaijão), que possibilitaram o conhecimento de novas dimensões das artes e ofícios no mundo, que permitirão conduzir ao estabelecimento de novas parcerias criativas e de partilha de práticas e experiências, bem como ao estabelecimento de ações conjuntas de promoção das artes e ofícios como argumentos centrais para a sustentabilidade e desenvolvimento das cidades.

A participação de Barcelos neste Encontro Anual da Rede de Cidades Criativas da UNESCO, que integrou neste ano um Mayors Forum, “foi, sem dúvida, um marco para internacionalização do Município. Foi um momento relevante para o encontro de decisores políticos, que possibilitou o conhecimento e partilha de novas políticas e outras dinâmicas municipais, de âmbito criativo, a nível global”, refere o Município em nota.

“Não menos importante, este encontro foi um momento que contribuiu para estreitar laços com as cidades portuguesas que integram esta rede, com vista ao desenvolvimento de ações futuras e conjuntas, que contribuam positivamente para o estabelecimento de um horizonte comum e proeficiente para as cidades que integram esta rede”, concluiu.

Fonte e fotos: CMB.

 

Câmara Municipal de Barcelos atribui Medalha de Honra a Amadeu Lemos e Júlia Ramalho

Abril 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 25 de abril, no âmbito da celebração da “Revolução dos Cravos”, a Câmara Municipal de Barcelos vai atribuir à barrista Júlia Ramalho e ao Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, Amadeu Ferreira Lemos, a Medalha de Honra da Cidade de Barcelos, em reconhecimento da importância do trabalho destes barcelenses para o engrandecimento da Cidade e do Concelho.



A atribuição da Medalha de Honra será objeto de deliberação na reunião de Câmara de 19 de abril e a entrega dos galardões está marcada para o próximo dia 25 de abril, no âmbito das comemorações do 44.º Aniversário do 25 de Abril, que se realizam no Auditório da Câmara Municipal, às 15h15.

Nas razões invocadas para a atribuição da Medalha de Honra a Júlia Ramalho, a Câmara Municipal destaca a preservação da arte do figurado e a criatividade posta nos seus trabalhos. “Manteve os conceitos e a compreensão estética de Rosa Ramalho, dando aos seus trabalhos um contorno próprio, à medida dos novos tempos e das novas realidades”.

Júlia Ramalho é uma referência do artesanato barcelense no país e no estrangeiro, tendo recebido diversas distinções ao longo da sua vida. Foi artesã do ano em 1983, recebeu o Prémio Carreira do Município de Barcelos, em 2012, e, recentemente, foi distinguida com o “Grande Prémio Carreira”, no âmbito do concurso Prémio Nacional de Artesanato, do IEFP.

Amadeu Ferreira Lemos exemplifica a dedicação ao movimento associativo do concelho. O seu nome é indissociável da criação da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, entidade a que preside há 34 anos.

Há várias décadas que mantém um papel muito ativo na comunidade, tendo sido Presidente da Junta de Freguesia e Conselheiro Municipal. A sua atuação foi determinante na instalação da Casa do Povo, de serviços médicos e de estruturas escolares do 2.º e 3.º ciclos na Freguesia, na construção do novo quartel dos Bombeiros, do Centro de Lazer e de muitas outras obras.

O seu trabalho e dedicação aos projetos voltados para a comunidade valeram-lhe diversas distinções, entre as quais a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal de Barcelos, atribuída em 2008.

Fonte e fotos: CMB.

Município de Barcelos e Júlia Ramalho estão entre os vencedores do “Prémio Nacional do Artesanato 2017”

Março 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a artesã barcelense Júlia Ramalho foram distinguidos no âmbito do concurso “Prémio Nacional do Artesanato 2017”, promovido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).



Os galardões foram atribuídos ontem, 15 de março, numa cerimónia que decorreu no Museu de Arte Popular, em Lisboa, com o Município de Barcelos a ser agraciado com o “Prémio Promoção para Entidades Públicas”, que visa reconhecer o trabalho das entidades ou organismos públicos em prol das artes e ofícios, e com Júlia Ramalho a vencer o “Grande Prémio Carreira”, uma distinção que homenageia o percurso e a obra da consagrada artesã barcelense no domínio do artesanato tradicional.

Estas distinções acontecem poucos meses depois de Barcelos ter sido reconhecida com o selo de Cidade Criativa da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular.

O Município de Barcelos apresentou a sua candidatura, em agosto, à categoria “Prémio Promoção para Entidades Públicas”, sustentada no “programa de ação ímpar a nível nacional que o Município vem desenvolvendo nos últimos anos, promovendo as Artes e Ofícios como eixo estruturante do desenvolvimento económico, social e territorial e como fator de inclusão e coesão social”.

Propôs, ainda, o nome de Júlia Ramalho, natural de Galegos São Martinho, para vencer o “Grande Prémio Carreira”, pelos mais de 60 anos de trabalho dedicados ao artesanato, justificando que a artesã “soube honrar e valorizar o legado da avó, Rosa Ramalho, e notabilizar ainda mais a obra artística da família Ramalho, criando peças enquadráveis, rememorativas e adaptáveis à sociedade de cada um dos tempos em que viveu e vive”.

A distinção do Município é para Miguel Costa Gomes, presidente da Câmara, um “motivo de orgulho” e “o corolário de uma estratégia bem concertada e sustentada que o Município de Barcelos tem implementado, nos últimos anos, para promover, valorizar e salvaguardar as práticas e as produções artesanais do concelho”.

“Este prémio representa, para além do reconhecimento, uma responsabilidade acrescida, obrigando a que continuemos a trabalhar na preservação do artesanato barcelense enquanto herança e património que nos foi legado e que nos compete defender, desafio a que continuaremos a responder com um profundo sentido de serviço público e de compromisso para com os barcelenses”, acrescenta Miguel Costa Gomes.

O “Prémio Nacional do Artesanato” é uma iniciativa que vem sendo realizada desde 1987, pelo Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, através do IEFP, integrando agora o Programa de Promoção das Artes e Ofícios. O concurso, que procura incentivar a produção artesanal, distinguindo artesãos portugueses, agentes e entidades públicas e privadas com intervenções relevantes na promoção das artes e dos ofícios, possibilita distinções em seis categorias: Grande Prémio Carreira, Prémio Inovação, Prémio Empreendedorismo Novos Talentos, Prémio Investigação, Prémio Promoção para Entidades Privadas e Prémio Promoção para Entidades Públicas.

Fonte e foto: CMB.

Dia do Artesão evocado com conferência sobre Artes e Ofícios

Março 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

No sentido de comemorar o Dia do Artesão, próximo dia 19 de março, o Pelouro do Turismo e Artesanato da Câmara Municipal de Barcelos, realiza uma conferência cujo tema será “As Artes e Ofícios Tradicionais e os novos desafios. Ameaças e Oportunidades: o Caso de Barcelos”.



A conferência terá início pelas 14h00, no auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos, e terá a seguinte programação:

14h45: “As Artes e Ofícios tradicionais em Portugal: perspetivas e desafios na ótica da certificação”, por Teresa Costa, Diretora Executiva da Adere Certifica;

15h15: “As potencialidades da rede mundial das cidades criativas para a internacionalização das Artes e Ofícios tradicionais”, por José Beleza, Vereador do Turismo e Artesanato da Câmara Municipal de Barcelos;

15h30: “As vantagens do associativismo no fortalecimento da promoção do artesanato”, por Pedro Correia, Presidente da Associação de Artesãos “O Galo”;

15h45: “Um retrato das Artes e Ofícios de Barcelos. Ameaças e oportunidades,”, por artesãos de cada uma das áreas criativas;

17h00: Debate; e

17h30: Verde de Honra.

A participação é livre e gratuita.

Fonte e imagem: AB.

Exposição “De Barro. Presépios por Judite Dinis e Nuno Pires” no Teatro Gil Vicente

Dezembro 9, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura a 12 de dezembro, no Teatro Gil Vicente, a exposição temporária “Barro. Presépios por Judite Dinis e Nuno Pires”, com entrada gratuita.



Os artesãos barcelenses Judite Dinis e Nuno Pires mostram o seu talento e criatividade na arte de trabalhar o barro nesta exposição que vai estar patente até dia 7 de janeiro de 2018.

Fonte e imagem: AB.

Barcelos expõe mais de duzentos presépios

Dezembro 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Eles são de barro e de ferro, mas também bordados e de pinhas, e até de espinhas de bacalhau. São mais de duzentos presépios expostos na Torre Medieval, no Posto de Turismo e na Sala Gótica dos Paços do Concelho, na maior exposição coletiva do ano “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”. A exposição estará patente até 6 de janeiro de 2018.



Esta exposição contém trabalhos de mais de 50 artesãos do concelho e mostra bem a riqueza do artesanato local e a criatividade dos artistas no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense, que é um dos poucos produtos artesanais certificados em Portugal.

Depois da distinção de Cidade Criativa da UNESCO, esta exposição espelha o manancial cultural e criativo dos artesãos barcelenses, numa temática religiosa. “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações” abrange todas as artes e ofícios do concelho de Barcelos, sendo os presépios as peças mais procuradas pelos turistas e colecionadores, não só pela variedade e tipologia das representações, mas também pelo valor simbólico que têm para as comunidades locais, onde o Natal continua a ser uma das celebrações mais importantes do calendário religioso e cultural anual.

Artesãos como Rosa Ramalho, Rosa Cota, Mistério, Ana Baraça, Maria Sineta, e tantos outros, notabilizaram esta produção no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense.

Hoje expõem alguns dos nomes mais conhecidos do artesanato como Júlia Côta, Júlia Ramalho, Irmãos Baraça, Mistério, Conceição Sapateiro e Manuel Macedo, mas também a nova vaga de artesãos como Nelson Oliveira, Telmo Macedo, Luísa Pereira, João Rego, Glória Araújo, Carlos Ermida, e tantos outros que deixam a sua marca nesta exposição.

Fonte e fotos: CMB.

Natal marca a programação cultural de dezembro do Teatro Gil Vicente

Dezembro 1, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O teatro infantil tem especial relevo mas o cinema e a música não deixarão de estar presentes.



E é com música que abre a programação, com o Projeto Artístico, no dia 2, que volta com a Noite de Fados, uma organização da Casa da Juventude, a partir das 21h30. A música regressa ao Teatro Gil Vicente (TGV) no dia 19, com o Concerto de Natal, promovido pelo Grupo Magistrói.

Três peças de teatro infantil serão apresentadas em dezembro. No dia 3, às 16h00, a Companhia de Teatro Infantil de Santo Tirso apresenta a peça “A Verdadeira História de Natal”. Nos dias 5 (às 14h30) e no dia 6 (às 9h30 e 10h30), a Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos apresenta a peça de teatro “Cinderela”. No dia 28, às 14h30, a mesma Companhia apresenta a peça “Os Três Porquinhos”.

No dia 4, às 16h00 e 21h30, a Companhia de Teatro de Braga apresenta a peça “Em Pessoa”, para os jovens das escolas do concelho

Já no dia 16, às 21h30, o teatro volta a ser destaque, com a peça “Auto de Natal”, do Instituto Autodidata de Estudos Superiores do Minho.

Na programação de cinema da ZOOM – Associação Cultural, inclui a exibição de “A Fábrica de Nada”, de Pedro Pinho, no dia 7; “Ainda não acabamos como se fosse uma carta”, de Jorge Silva, no dia 14, e o “O Dia Seguinte”, de Hong Sang-Soo, no dia 28. As sessões têm início às 21h30 e têm entrada paga.

Já bem perto do Natal, no dia 21, haverá a comemoração de”O Dia Mais Curto”, com a projeção de filmes infantis à tarde (15h00), com entrada livre, e curtas-metragens à noite (21h30).

A Companhia de Teatro de Barcelos volta a estar em cena no âmbito do Programa Sénior com a peça “A Cinderela”, no dia 6 de dezembro, às 14h30. Ainda no âmbito do Programa Sénior, o Instituto Autodidata de Estudos Superiores do Minho, apresenta, no dia 13, uma peça alusiva às festividades com o título “O Natal de Hoje e Sempre”, a partir das 21h30.

O dia 17 fica reservado para os mais pequenos, com um espetáculo solidário promovido pela Associação AMAR 21, que inclui a peça “Espírito de Natal”, que alia representação e música, pelo grupo Tpczinho, Secção Infantil e Juvenil do TPC – Teatro Popular de Carapeços e pelo Grupo de Jovens de Santiago de Carapeços – Kyrios. O espetáculo tem um custo solidário de 3€, e gratuito para crianças até aos 5 anos.

Integrado no Plano Nacional de Cinema (AEAF), uma iniciativa do Agrupamento de Escolas Alcaides de Faria, o Teatro Gil Vicente recebe os filmes “Rafa” de João Salaviza, e “A Suspeita” de José Miguel Ribeiro.

Os artesãos barcelenses Nuno Pires e Judite Dinis mostram o seu enorme talento e criatividade na arte de trabalhar o barro, na exposição “De Barro. Presépios por Nuno Pires e Judite Dinis” que vai estar patente no café-concerto do Teatro Gil Vicente de 12 de dezembro a 7 de janeiro de 2018.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

Barcelos é modelo de boas práticas de turismo criativo na Eurorregião

Dezembro 1, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Barcelos marcou presença nas sessões do Grupo de Turismo do Eixo-Atlântico, no dia 21 de novembro, e no Seminário de Intercâmbio de Experiências de Turismo, no dia 22, que se realizaram na cidade de Monforte de Lemos, na Galiza, e que contaram com a representação de vários dirigentes, vereadores e técnicos do turismo das cidades galegas e portuguesas integradas no Eixo-Atlântico.



O Município de Barcelos, nas duas sessões, apresentou a dinâmica turística que fez de Barcelos Cidade Criativa da UNESCO, enunciando as políticas inovadoras de turismo criativo implementadas no concelho, e afirmou o seu posicionamento no segmento do turismo, que a transforma numa cidade-modelo de boas práticas de turismo criativo na Eurorregião. “Esta distinção funciona como uma alavanca para as artes e ofícios tradicionais em toda a Eurorregião, onde Barcelos pode servir de âncora e abrir as portas de uma rede de nível mundial sob a chancela da UNESCO”, refere o Município em nota enviada a este jornal.

Estes encontros permitiram estabelecer um debate aberto entre os intervenientes e, sobretudo, um espaço de partilha de experiências ao nível das estratégias para resolver os limites de ocupação em destinos como o Porto, Barcelona ou Santiago, nomeadamente ao nível da gestão do território e de salvaguarda da identidade do mesmo e da comunidade.

O Eixo-Atlântico e os territórios do Norte de Portugal e Galiza apresentaram, também, uma estratégia de promoção e dinamização turística a encetar em 2018 e foram, ainda, partilhadas estratégias inovadoras de dinamização do turismo por parte dos Municípios de Gaia, Vila Real, Deputación de Lugo e Barcelos, que se apresentou como a única cidade da Península Ibérica na Rede Mundial das Cidades Criativas da UNESCO, no registo do artesanato e arte popular.

“A Câmara Municipal continua a apoiar o desenvolvimento do artesanato pela sua importância económica, mas também porque se trata de um elemento estruturante da dinâmica social e comunitária”, salienta o Município na referida nota.

Fonte e foto: CMB.

Município de Barcelos e artesã Júlia Ramalho na corrida ao Prémio Nacional do Artesanato 2017

Novembro 17, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a artesã barcelense Júlia Ramalho foram selecionados para a fase final do concurso “Prémio Nacional do Artesanato 2017”, promovido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).



Neste concurso, que visa incentivar a produção artesanal, distinguindo os artesãos portugueses, bem como as entidades que se destacam no trabalho desenvolvido na área do Artesanato, Júlia Ramalho está a concorrer para a categoria “Grande Prémio Carreira” e o Município de Barcelos para o “Prémio Promoção para Entidades Públicas”.

O Prémio Nacional do Artesanato integra o Programa de Promoção das Artes e Ofícios criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, que define um conjunto diversificado de incentivos às atividades artesanais, abrangendo, nomeadamente, apoios à valorização de produções e de artesãos que se afirmem pela excelência dos resultados alcançados.

A votação é online e decorre de 15 a 25 de novembro, através do link (basta clicar):

https://certvote.com/mballot/262110/registration.

Concluída esta fase da votação via Internet, o júri do concurso procederá à eleição da candidatura vencedora em cada uma das categorias. O resultado final – e a correspondente entrega dos prémios – será conhecido em cerimónia pública e solene, cuja data e local serão oportunamente divulgados.

As categorias a concurso são: Grande Prémio Carreira, Prémio Inovação, Prémio Empreendedorismo Novos Talentos, Prémio Investigação, Prémio Promoção para Entidades Privadas e Prémio Promoção para Entidades Públicas.

Fonte e foto: CMB.

Exposição “O mundo de Joaquim Miranda” está patente na Torre Medieval

Setembro 27, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Desde dia 15 de setembro e até dia 8 de outubro estará patente, na Torre Medieval, a exposição “O mundo de Joaquim Miranda”.



De acordo com a organização, “esta é uma exposição rememorativa, realizada no âmbito do ciclo de Exposições de Valorização das Artes Criativas do concelho de Barcelos, do percurso do artesão Joaquim Miranda na arte das miniaturas em Madeira, nomeadamente, no registo das peças agrícolas e as ligadas ao ciclo do Linho, domínio onde este se notabilizou ao longo dos tempos”.

Fonte e imagem: AB.

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima