Tag archive

Associação de Futebol Popular de Barcelos

Liderança partilhada na Primeira, liderança imaculada na segunda, com algumas “vergonhas” à mistura

Novembro 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, caríssimos leitores!

Esta semana começo pela Primeira Divisão, em que a liderança é partilhada entre o campeão em título, o Carvalhal, e a equipa mais titulada do Futebol Popular Barcelense, o Carapeços. Ambos os líderes cumpriram esta semana, vencendo em casa pela margem mínima, o Baluganense e o Campo, respetivamente.



O pódio é completo pelo Leocadenses, que também é um dos habituais candidatos, mas que nas últimas épocas não passou de um “gigante adormecido”. No entanto, neste início de campeonato está, novamente, a disputar os lugares cimeiros e esta semana goleou o Palme, por 4-1, que também está a surpreender com um bom inicio de temporada.

Logo de seguida temos três equipas com 15 pontos, a perseguir as equipas do pódio, que são: Sequeade, Fragoso e Remelhe, sendo que apenas o último dos três venceu esta semana. O Sequeade empatou no seu reduto, com o Pereira, a 1 bola; o Fragoso foi perder a Macieira, por 1-0; e o Remelhe goleou, em casa, a turma da Silva, por 4-1. Logo em seguida está o Perelhal, que iniciou o campeonato com 3 derrotas consecutivas, mas agora já não perde há 5 jogos consecutivos e esta semana venceu, por 2-1, a equipa do Oliveira.

O Macieira, Oliveira e Leões da Serra estão a fazer um campeonato bastante inconstante e encontram-se a liderar a segunda metade da tabela classificativa. Sendo que o Leões da Serra, uma equipa de que se esperava muito esta temporada, voltou a marcar passo, empatando em casa com o Fonte Coberta, que é o último classificado da primeira divisão, com os mesmos pontos do Campo, com 4 pontos. O Baluganense, mesmo com a derrota frente ao atual campeão esta jornada, ficou a fora da “linha de água”, com mais 2 pontos que Lijó, Silva e Negreiros, sendo que o primeiro e último deste trio defrontaram-se esta jornada, do qual resultou a vitória do Lijó, pela margem mínima.

Aproveito, ainda, para lançar o jogo mais empolgante da próxima jornada, em que estará em disputa o último lugar do pódio, com o embate entre Leocadenses e Sequeade.

A Segunda Divisão também esteve ao rubro, com jogos que tiveram 6, 7 e 8 golos! O líder imaculado, Feitos, venceu em Aborim por 0-2, seguindo na liderança; já o Aborim, mesmo com a derrota, segurou o terceiro posto. O mais fiel perseguidor da liderança, o Lama, também teve uma vitória expressiva em casa, por 5-3, diante do Cossourado. O S. Mamede, que é o perseguidor direto dos lugares do pódio, venceu em casa, “à tangente”, o Carvalhas, por 1-0, enquanto o S. Martinho perdeu em casa, por 3-4, com o Paradela e ficou a partilhar o quinto lugar da tabela com este. O “Rei dos empates”, o Águas Santas, desta vez venceu por duas bolas a zero, diante do Pedra Furada.

O Cristelo teve a maior goleada da jornada e venceu, no seu reduto, por 6-0, a equipa do Creixomil, que ainda não pontuou no campeonato. Até já se viram nas redes sociais, algumas publicações a denunciar o descontentamento por parte de alguns adeptos do clube. O Estrelas teve uma boa vitória fora de portas, vencendo o Silveiros por 0-3. O estreante Bastuço São João empatou em casa com o Cambeses, que é o penúltimo classificado.

Por último, e porque as cenas lamentáveis devem ficar sempre em último, vem a vergonha da semana que, desta vez, chega de Chorente onde existiram cenas de violência que levaram a que o jogo entre Chorente e Milhazes terminasse antes do tempo regulamentar. O Relatório do Conselho de Disciplina ditou a derrota, por 0-3, ao Chorente, multa e interdição do seu recinto desportivo por 1 jogo.

Ultimamente, tem existido um exagero de situações de violência a afetar o Futebol Popular, um futebol em que adoro participar e assistir e que muitos “indesejáveis” teimam em denegrir.

Está na hora de repensarmos o motivo que nos faz levantar da cama aos domingos de manhã para assistir ao Futebol Popular. Se for para incitarem à violência, por favor fiquem em casa!!!

Um abraço do vosso amigo!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[ndr: Artigo corrigido por solicitação do autor, às 22h35 de 16-11-2018]

Começo pela 1ª Divisão

Novembro 8, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Boa noite!

Quero desejar as boas-vindas ao nosso novo colaborador, Gonçalo Santos, e agradecer fazer parte da minha/ “nossa“ equipa em prol do futebol popular de Barcelos.



Se ele tem começado pela 2ª divisão e como eu o tenho como um amigo de primeira, irei eu começar, claro está, pela 1ª divisão.

Que tem novos líderes! Isto está a ficar “delirante”! Ora numa semana é esta equipa, ora na semana seguinte é aquela! O que é “delicioso” para todos nós!

Esta semana, o Carvalhal voltou a liderar, a par do Carapeços. Os primeiros foram a Salvador do Campo vencer por 0-2. Campo, que ocupa o 16º lugar. É certo que é o pior ataque, com apenas 4 golos marcados, mas por outro lado, é das melhores defesas.

Por falar em defesas, a do Carapeços é a melhor defesa, com apenas 5 golos sofridos em 7 jogos realizados! Nesta semana voltou a não sofrer golos e aplicou chapa 4 ao Fonte Coberta, menos um que na semana transata. Carapeços é, também, dos melhores ataques, com 18 golos marcados. Grande Carapeços!

Grande também tem sido o Fragoso, que está no pódio e tem feito um início de época soberbo. Recebeu, e venceu, o Lijó, por 4-2. Uma palavra também para o ataque do Fragoso, que, nada mais, nada menos, tem 20 golos marcados e é o melhor ataque. Fantástico este fragoso!

Quem têm sido fantásticos e ocupam um honroso 4º lugar são os homens de Sequeade, que voltaram a vencer, por 2-0. Nesta jornada, deslocaram-se a Balugães.

Os outros resultados foram: Negreiros 1-Perelhal 2; Palme 1-Macieira 3; talvez a surpresa da jornada: Oliveira 1-Remelhe 1; Silva 2-Leões da Serra 2; e o anterior líder, Leocadenses, foi perder ao sempre difícil terreno do Pereira, por 1-0.

Na próxima jornada, destaco o Leocadenses-Palme, o Macieira-Fragoso, o Carvalhal-Baluganense e o Carapeços-Campo.

Na segunda divisão, o Feitos continua destacado de tudo e de todos. Lidera com 21 pontos. Nesta semana, mais uma vitória e logo com uma goleada, por 3-0 sobre o São Mamede. Quem os irá fazer perder os primeiros pontos? Aceitam-se apostas!

O Aborim, que nos tem habituado a andar nos lugares cimeiros, esta época tem andando no pódio. Se na semana transata estava em terceiro, nesta quis subir mais um lugar e assim o fez. Está em segundo, depois de ter ido a Milhazes vencer por 0-2.

O Lama, que tem feito um início de época deslumbrante, desceu ao 3º posto. Foi a Paradela empatar a 3 bolas e viu um jogador sair do jogo com uma lesão grave. Desde já, uma rápida recuperação para este atleta.

Com um ataque demolidor e em 4º lugar está o São Martinho. Marcou, em apenas 7 jornadas, 29 golos! Só nesta jornada foram 7, frente aos Estrelas, que marcou 2! Um dérbi com 9 golos! Simplesmente fabuloso!

Destaque para o segundo golo marcado pelo Silveiros! Foi o bastante para levar de vencida a equipa do Creixomil. Eram as 2 equipas que não tinham qualquer ponto. Com esta vitória, o Silveiros, que estava intitulado como “o bombo da festa”, somou os primeiros três pontos e mostrou que não é bem como se diz. Há jogos e jogos e estes não têm sido felizes.

Uma palavra também para o Creixomil, um histórico do futebol popular, mas que ainda não somou nenhum ponto até agora! Não baixem a guarda, pois ainda falta muito campeonato e, tal e qual o Silveiros, o que custa é somar os primeiros pontos, que depois, moralmente, vão chegar a bom porto.

Na próxima jornada, destaco o jogo da jornada: Aborim-Feitos; Lama-Cossourado; e o São Martinho-Paradela.

Por esta semana é tudo. Votos de um excelente São Martinho, com muitas castanhas e um bom vinho!

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

As escaramuças e a goleada de 18-0

Outubro 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos e amigas aficionados do Futebol Popular!

Esta semana vou começar pelas boas novidades e só depois falo dos acontecimentos que mancham o Futebol Popular.
E como uma boa goleada à moda antiga é sempre um bom motivo de conversa, esta semana tivemos mais uma goleada, e desta vez por 18 golos de diferença! Exatamente…foi isso que leu: 18 golos de diferença! Até pode parecer algo raro, mas não é. É bem habitual! A segunda divisão goleou a primeira divisão: 38 – 20 no que toca a golos marcados. Isto tudo apenas para destacar os golos marcados pelas equipas da segunda divisão, que semana após semana, dão muitas alegrias aos adeptos presentes nas bancadas, ao domingo de manhã, por este concelho fora. Algumas delas são verdadeiras obras de arte e só quem assiste e vê, é que acredita.



E já que falamos em goleadas, temos que atribuir o mérito a quem o merece e destacar as goleadas do Lama, que foi vencer por 0 – 6 o Silveiros, no reduto deste; o São Martinho foi vencer fora por 2-5, o Creixomil; o São Mamede, que também foi golear fora por 4 bolas a 0, ao reduto do Cambeses; e por último, a única goleada em casa da jornada, o Feitos recebeu e venceu o Carvalhas por 3 – 0. O UCRA e o Paradela também cumpriram, ao vencerem fora de portas, por 1 -2, o Pedra Furada e o Bastuço São João, respetivamente. Em apenas dois jogos, não se conseguiu desatar os nós, nem no Milhazes – Cristelo, nem no Estrelas – Águas Santas, em que ambos os encontros terminaram com empate a duas bolas.

O destaque esta semana vai mesmo para os 38 golos marcados na segunda divisão.

No que diz respeito à primeira divisão, o Leocadenses deu continuidade ao bom início de época e venceu em o Campo, por 0 -1. O Baluganense bateu, em sua casa, um ex-campeão da primeira divisão, o Pereira, por 2-1, igualando o seu adversário na classificação. O Fonte Coberta – Sequeade e o Macieira – Palme acabaram empatados a zero bolas e fica o repto para estas equipas: “Vamos lá marcar golos”, porque, à exceção do Sequeade, são dos piores ataques da prova.

O atual Campeão – Carvalhal – e o habitual candidato ao título, o Carapeços, venceram fora, respetivamente, o Silva e o Oliveira, pela margem mínima. O jogo de maior destaque da jornada foi o Fragoso – Remelhe, que terminou com a vitória caseira do Fragoso por 3 – 2.

Entregues os destaques positivos da jornada vêm os destaques negativos pelas mãos de Negreiros e Leões da Serra, jogo este que, supostamente, terminou num empate a duas bolas, empate esse que foi conseguido pelo Leões no último minuto de jogo disputado, e que, segundo relatos, os festejos desse golo obtido foram substituídos por cenas de pancadaria, lamentáveis, e tudo o resto que é dispensável numa partida de futebol.

Eu, um fiel adepto e ex-participante do futebol popular, fico extremamente desapontado com a falta de atitude, a falta de carácter de algumas pessoas, que apenas saem de casa para estragar a festa do futebol, a festa que os golos e as belas fintas tem o dom de abrilhantar. Quase tudo é bonito no futebol popular, desde as instalações sonoras antiquadas, às míticas bifanas e até ao ligeiro insulto do senhor que está encostado ao bar e de costas para o jogo. Repito, quase tudo, excetuando a violência gratuita que ocasionalmente vai acontecendo no futebol popular.

Ambos os clubes saíram prejudicados, com multa e um jogo de suspensão nos respetivos redutos (segundo o comunicado do conselho de disciplina).

Despeço-me com um apelo: não estraguem o futebol popular, disfrutem dele!!!

Grande abraço do vosso amigo Gonçalo!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Início de campeonato pautado pelo equilíbrio

Outubro 18, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, caríssimos Leitores do Barcelos na Hora!

É com grande prazer que aceitei o desafio do Luís Gonçalves para participar na crónica semanal habitualmente escrita por ele. Desta feita, e depois de vários anos a participar diretamente nas provas da AFPB, vou intercalando com o Luís Gonçalves nos resumos semanais do Futebol Popular de Barcelos.



No que ao Futebol Popular diz respeito, que me desculpem o Carapeços e Leocadenses, que foram as equipas dominantes durante cerca de uma década, mas alegra-me ver que nos últimos anos temos campeões diversos. Começou com o Silva, depois Leões da Serra, Pereira e, por último, Carvalhal. O Carvalhal, que era o Campeão na véspera em que eu entrei, ao fim de mais de uma década e de correr alguns riscos de descida à segunda divisão, volta aos grandes feitos e sagra-se campeão.

Este início de Campeonato pauta-se pelo equilíbrio e pela ausência de supremacias, exceção feita ao Feitos, que apenas coleciona vitórias. Na primeira divisão, os resultados têm sido significativamente bizarros, com os habituais candidatos a escorregarem em circunstâncias improváveis e o Fragoso, que obtém melhores resultados fora do que em casa.

A segunda divisão, como é habitual, leva maior desequilíbrio do que a primeira divisão entre as equipas, tanto a nível de golos marcados e sofridos como, também, no que toca a diferença pontual entre os Polos.

Na última jornada decorrida, tive a oportunidade de ver, parcialmente, o jogo São Mamede – Pedra Furada e, apesar de um jogo calmo e sem grande agressividade, foi um jogo em que a improbabilidade reinou, devido a ambas as equipas terem a oportunidade de estar na frente do marcador; mas o fator casa pesou para o São Mamede que, mesmo estando a perder, efetuou a remontada e venceu o desafio.

Na próxima jornada, destaque para um apetecível Fragoso – Remelhe; duas equipas que estão a fazer um bom início de temporada.

Despeço-me com um agradecimento ao Luís Gonçalves pelo desafio e pela oportunidade para participar na crónica sobre o futebol popular e, também, ao Pedro Sousa, diretor do Jornal Barcelos na Hora, pela oportunidade. E claro, também com um enorme abraço a todos os participantes e aficionados do futebol popular.

Cumprimentos deste vosso amigo!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Imperaram as equipas da casa

Outubro 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Numa semana de muitos golos, quem imperou foram as equipas da casa.

Na 1ª divisão, houve 6 vitórias caseiras, 2 empates e uma vitória forasteira.



Começo, desde já, por essa vitória forasteira.  E que vitória!!! O Fragoso não se fez de rogado e foi a Carvalhal, o campeão, vencer por 2-5. Talvez a surpresa da jornada, isto porque o Carvalhal, na época passada, não perdeu sequer um ponto em casa. Fantástico este Fragoso.

O Carapeços é a única equipa só com vitórias. Recebeu, e venceu, o Macieira, por 1-0. Macieira, que é a única equipa que ainda não marcou qualquer golo.

Numa fase ainda embrionária, os restantes resultados foram: Campo 1 – Palme 1, Baluganense 3 – Fonte Coberta 1, Pereira 1 – Silva 0, Leocadenses 3 – Oliveira 2, Sequeade 4 – Negreiros 2, Leões da Serra 3 – Lijó 3 e Remelhe 2 – Perelhal 0.

Na próxima jornada, destaco o Fragoso-Carapeços. Será, sem dúvida, um jogo escaldante!

Na 2ª divisão, o despromovido Feitos começa a assumir o desejo de regresso à 1ª divisão: 2 jogos, 2 vitórias. Nesta jornada, recebeu e venceu o Cambeses, por 2-1.

O São Martinho, que também nos habituou a andar nos ligares cimeiros, também venceu (3-4) em Bastuço S. João. Parabéns à equipa de Bastuço pelos primeiros golos marcados. Foram três, é certo, mas não chegaram para pontuar! “Melhores dias virão!”

O Amorim, depois de ter dado 9 na semana passada, esta semana apenas 1 valeu para levar de vencida a equipa do Estrelas.

O Milhazes é uma máquina de fazer golos! Se na semana transata foram 5, esta semana foram 6 e a “vítima” foi o Creixomil, que ainda marcou o golo de honra!

Outra máquina de fazer golos é o Chorente, que esta semana aplicou chapa 7 frente ao Silveiros, uma defesa de “manteiga” já que, na anterior jornada, sofreu 9.

Tudo ainda muito cedo para definir candidatos à subida, mas que já se começa a verificar alguns.

Os restantes jogos ditaram os seguintes resultados: Carvalhas 0 – Pedra Furada 2, Cristelo 1 – Cossourado 2, São Mamede 2 – Paradela 2 e Águas Santas 1 – Lama 1.

Na próxima jornada, destaco o Milhazes-Feitos.

Por esta semana é tudo.

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

PS: Já agora, um excelente feriado.

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Futebol Popular está de volta

Setembro 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Eis que estamos de volta de férias! Espero que as vossas tenham sido retemperantes e tenham conseguido, pelo menos, recarregar as baterias para mais uns meses de trabalho.



O futebol está finalmente de volta…e eu também!

Esta semana, a crónica será mais curta pois apenas se realizaram jogos relativos à final da Supertaça e à pré-eliminatória da Taça Cidade de Barcelos.

Vamos, então, à Supertaça, conquistada pelo Carvalhal, que derrotou o Oliveira por 3-1. Foi um jogo onde não se notou a diferença entre as duas equipas, sendo que, na minha opinião, quem foi mais eficaz, ganhou o jogo.

O Oliveira entrou melhor, mas um erro crasso de dois defesas, que numa má troca de bola, deixaram-na à mercê de um jogador do Carvalhal, resultou no primeiro golo da partida, um pouco “contra a corrente” do jogo. O segundo golo dos atuais campeões da 1ª divisão surgiu de um forte remate de fora da área, em balão, mas com a bola a resvalar num homem do Oliveira, deixando o seu guarda-redes com poucas hipóteses de sucesso. O jogo foi para intervalo com 2-0 no marcador.

Na segunda parte, mais do mesmo. O Oliveira com mais posse, mas a criar poucas ocasiões de golo e o Carvalhal a marcar novamente. Poucos minutos depois, o capitão do Oliveira reduziu a desvantagem, através de uma grande penalidade e o resultado não mais se alterou. No final, vitória para o campeão em título da 1ª divisão e uma digna réplica do atual detentor da Taça Cidade de Barcelos. Parabéns aos vencedores e honra aos vencidos!

Não podia fechar este capítulo sem me referir ao público presente, que engrandeceu imenso o jogo e o espetáculo. Parabéns a todos!

Pré-eliminatória da Taça Cidade de Barcelos

Também neste último fim de semana, disputaram-se quatro jogos relativos à pré-eliminatória da Taça Cidade de Barcelos, com alguns resultados de “pasmar”!

Comecemos pela goleada – meta goleada nisso – do Remelhe, em casa, frente ao Cambeses, por uns “anormais” 10-0! De lembrar que os da casa ficaram conhecidos, na época passada, por serem uma fortaleza defensiva. Este ano, estão a apostar imenso no reforço do seu plantel e, pelo menos neste jogo, isso deu frutos, com a equipa a não sofrer golos. Na época passada também não marcava muitos…mas neste jogo, foi uma chuva de golos.

O Perelhal recebeu o Carapeços e não conseguiu evitar a eliminação, frente a um adversário que era, à partida e teoricamente, mais forte. O resultado final ditou um 0-2 para os visitantes.

Quem também goleou foi o Campo, que recebeu o Águias de S. Mamede e os derrotou por 4-2.

Por fim, o Pedra Furada iniciou bem a época, com uma vitória forasteira, por 0-1, em casa do Baluganense.

A 1ª eliminatória, que se disputará a 1 de novembro (feriado nacional), contará com os seguintes jogos:

Águas Santas – Fonte Coberta;

UCRA – Chorente;

Negreiros – Creixomil;

Pedra Furada – Leões da Serra;

Sequeade – Bastuço São João;

Oliveira – Cossourado;

Silveiros – Silva;

São Martinho – Campo;

Fragoso – Palme;

Carvalhal – Lama;

Paradela – Pereira;

Feitos – Carvalhas;

Macieira – Remelhe;

Estrelas S. Pedro – Carapeços;

Lijó – Leocadenses;

Milhazes – Cristelo.



Campeonatos estão de volta

Termino a crónica com os jogos relativos à 1ª jornada das duas divisões do futebol popular, que viu regressar algumas equipas e uma ou outra sair, nomeadamente, o Os Ceramistas, que optou pelos distritais.

Assim, no próximo fim de semana, a 1ª divisão terá os jogos:

Fonte Coberta – Campo;

Silva – Baluganense;

Oliveira – Pereira;

Negreiros – Leocadenses;

Fragoso – Sequeade;

Macieira – Carvalhal;

Lijó – Carapeços;

Perelhal – Leões da Serra;

Palme – Remelhe.

Já na 2ª divisão, os jogos serão:

Lama – Bastuço São João;

Cambeses – Milhazes;

Pedra Furada – Feitos;

Cossourado – Carvalhas;

Cristelo – Paradela;

Estrelas São Pedro – Águias São Mamede;

Silveiros – UCRA;

São Martinho – Chorente;

Creixomil – Águas Santas.

E por esta semana é tudo. Para a semana há mais!

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carvalhal conquista Supertaça com vitória (3-1) sobre o Oliveira

Setembro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado domingo, realizou-se a Supertaça 2018/2019, da Associação de Futebol Popular de Barcelos. O relvado do Estádio Cidade de Barcelos recebeu o campeão da 1ª divisão do popular, o Carvalhal, e o detentor da Taça Cidade de Barcelos, o Oliveira.



O jogo foi arbitrado por arbitrado por Alberto Costa e teve os seguintes 11:

Carvalhal: Joca Cunha, Correia, Gala, João Gomes, João Bruno, Piloto, Rui Dias, Liedson, Joca Salgado e Gueu. De início, o treinador Bruno Vilas Boas tinha no banco: Rui Campinho, Bilinho, Rui Freitas, Serginho, Paulo Vilas Boas, Rochinha, Fábio, Pedro, Carlos Brito, Nélson, Bruno Fernandes, Berto, Queirós e Alexandre Freitas.

Oliveira: Diogo, Toya, Osso, Marco, Brás, Sono, Capelo, Taxas, Russo, Falcão e Papagaio. O treinador Ricardo Escudeiro tinha no banco, de início, Pedro Faria, Luís Rocha, Rui Silva, Lucas, Paulo Machado, Bruno Faria, Gui, Rosendo, Ricardo, 7even e Torres.

O jogo começou com o Oliveira a controlar a bola e ter maior domínio de jogo. No entanto, aos 16 minutos, e contra a corrente do jogo, o Oliveira “entregou o ouro ao bandido” quando cometeu um erro grave, perdendo a bola para o avançado do Carvalhal, que subiu, centrou para a entrada da pequena área, onde Joca Salgado, que momentos antes tinha falhado um golo em frente a Diogo, não falha e aponta o primeiro do jogo.

Este golo abalou a equipa de Oliveira, que continuou com muita posse de bola mas poucos lances de golo. Aos 32 minutos, a bola é bombeada para a zona da área. O Oliveira fica a pedir falta e a bola sobra para Liedson que, “sem pedir licença”, remata de longe. O esférico sofre um desvio num homem do Oliveira e dificulta imenso o trabalho a Diogo, que se vê incapaz de suster o segundo golo do Carvalhal. Ao intervalo, o marcador apontava para a vantagem de 2-0 para os campeões da 1ª divisão.

A segunda parte teve a mesma tónica da primeira, com posse de bola para o Oliveira e o Carvalhal mais incisivo no ataque, com uma defesa segura. A cerca de 15 minutos do final, novo golo para o Carvalhal, de novo por Joca Salgado, que à ponta de lança, novamente, encostou para as redes uma bola centrada da direita. Carvalhal 3 – Oliveira 0, um resultado demasiado penalizador para os detentores da Taça.

No entanto, 4 minutos volvidos, o árbitro assinala grande penalidade para o Oliveira. O capitão Russo foi incumbido da responsabilidade de apontar o castigo máximo, não tremendo e reduzindo para 3-1.

O resultado não mais seria alterado, terminando com um 3-1 para a equipa que, à partida e fruto das faixas de campeã da 1ª divisão, tinha o favoritismo do seu lado. Os homens do Oliveira “venderam cara a derrota”, ficando a ideia de um resultado demasiado penalizador para aquilo que se viu no relvado.

Uma última palavra para o público, que foi espetacular, engradecendo, sobremaneira, esta final da Supertaça.

Fotos: BnH e AFPB.

Vídeo: BnH.

 

FC Oliveira vence Taça Cidade de Barcelos no desempate por penalidades

Junho 3, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

Foram precisos 120 minutos e penaltis para se conseguir encontrar o vencedor deste ano da Taça Cidade de Barcelos, no futebol popular. Num Estádio da Devesa, em Galegos Santa Maria, com cerca de 3 mil pessoas, o Remelhe e o Oliveira proporcionaram um grande jogo de futebol a quem assistiu. No fim, venceu o Oliveira, no desempate por grandes penalidades.



Em jogo arbitrado por José Manuel Carreira, o Remelhe, treinado por Miguel Campos, alinhou com Igor Dantas, Tone Gomes, Barrega, Rafa, Gonçalo, Queirós, Lucas, Hugo, Vilas, Neves e Jorge Gomes. No banco estavam Nuno, Ricardo Rocha, Fábio, Dennis Campos, Marcelo Bessa, Pedro Santos, Hugo Vilaça, Dany e Armindo. Ricardo Rocha, Fábio, Dennis Campos e Hugo Vilaça ainda foram a jogo.

Já o Oliveira, treinado por Ricardo Escudeiro, alinhou com Flávio, Gui, Marco, Mosca, Toya, Capela, Sono, Brás, Russo, Telmo e Bruno. No banco estiveram Caixinhas, Luís, Cistas, Esteves, Seven, Ricardo, Paulinho e Rosendo. Luís, Seven, Ricardo e Rosendo ainda entraram na partida.

O jogo foi repartido, com o Remelhe a entrar melhor, obtendo o golo após marcação de um canto. A bola é metida na área e Lucas, num cabeceamento que fez com que a bola realizasse uma trajetória em arco, batendo Flávio e abrindo o marcador para os homens de Remelhe, aos 25 minutos. A equipa que terminou em 3º lugar no campeonato da 1ª divisão e que foi a menos batida, ganhando mesmo o epíteto de “defesa de betão”, adiantava-se no marcador e terminava a primeira parte por cima do jogo e do adversário.

Na segunda parte, o Oliveira, que terminou o campeonato na 14ª posição, veio diferente, mais combativo e a tentar dar a volta à situação. Na marcação de um livre direto, à entrada da área, Sono rematou forte e certeiro, batendo Igor Dantas e restabelecendo a igualdade. O jogo ficou repartido, com ambas as equipas a lutarem pela vitória. O Remelhe ainda acertou duas bolas nos ferros da baliza do Oliveira mas o tempo regulamentar chegou ao fim com um empate a 1 bola.

Durante o prolongamento, com várias paragens por lesão, principalmente, por cãibras, as equipas equipararam-se na procura, não só do golo da vitória, mas também, e a partir de determinada altura, de não o sofrerem, levando ao desfecho que começava a pairar na Devesa: o desempate por grandes penalidades. E assim foi.

No penaltis, o Oliveira foi mais feliz e aproveitou o único penalti falhado pelo Remelhe, por Barrega, para vencer o desempate e a Taça, com Brás a marcar a penalidade da confirmação da vitória dos homens do Oliveira. Foi um final “dramático” de um jogo em que ambas as equipas não mereciam perder. No entanto, teria que haver um vencedor.

De referir que a “Festa da Taça” não se limitou a este grande jogo. Antes do início do mesmo, a Associação de Futebol Popular de Barcelos entregou os prémios individuais e as taças de campeões e de participação do futebol popular sénior e camadas jovens. Ao intervalo, reconheceu algumas entidades que têm colaborado e contribuído para a difusão e crescimento do futebol popular barcelense, onde se incluía este jornal, que aproveita o ensejo para agradecer à Associação por essa lembrança.

Uma palavra aos adeptos de ambas as equipas, que proporcionaram um espetáculo digno de se ver.

Final da Taça Cidade de Barcelos é já amanhã em Galegos Santa Maria

Junho 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

Amanhã, pelas 17h00, o Estádio da Devesa, em Galegos Santa Maria, recebe mais uma grande final da Taça Cidade de Barcelos, que coloca frente a frente as equipas do Remelhe e do Oliveira.



Mas a festa da Taça e do futebol popular de Barcelos, organizada pela Associação de Futebol Popular (AFP) de Barcelos, com o patrocínio do Município de Barcelos, não terá apenas a vertente do futebol praticado dentro das quatro linhas.

Pelas 15h30, a AFP de Barcelos irá entregar os prémios e troféus relativos à última temporada, assim como, irá reconhecer algumas entidades.

Dinis Cruz (Carapeços /benjamins), Guilherme Martins (Macieira/infantis), Paulo Rosa (Carapeços/iniciados), ARC Sequeade (2ª divisão) e Igor Dantas (Remelhe/1ª divisão), irão receber o prémio de Melhor Guarda-Redes.

Rafael Alves (Carapeços/benjamins), Gonçalo Ferreira (Carapeços/infantis), David Pinto (Carapeços/iniciados), Rodrigo Oliveira (Paradela/iniciados), Davide Santos (Fonte Coberta/2ª divisão), Luís Sousa (Leões da Serra/1ª divisão) e Rui Santos (Leocadenses/1ª divisão), recebem o prémio de Melhor Marcador.

Cristelo (2ª divisão) e Pedra Furada (1ª divisão) recebem o Prémio Fair Play (equipa). Já Carlos Barros (UCR Aborim) recebe o de Dirigente Exemplo. O prémio Árbitros Melhores Classificados vai para José Carreira (1º), Rui Torres (2º), César Picas (3º), Carlos Machado (4º) e Sérgio Ferraz (5º).

As entidades que serão alvo de reconhecimento e agradecimento serão o Conselho de Arbitragem da AFP Barcelos, o Conselho de Disciplina da AFP Barcelos, Barcelos na Hora, Rádio Barcelos, Rádio Cávado, Jornal de Barcelos, Barcelos Popular, Programa “Pé na Bola”, da Rádio Barcelos, blogue “Domingo às 10”, Núcleo de Árbitros de Barcelos, Santa Maria FC e Bombeiros de Barcelos.

Imagem: AFPB.

E o Campeão voltou!

Maio 31, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

E eis que estamos na última crónica do ano!

E o Campeão voltou!

Quero, desde já, endereçar os parabéns ao Carvalhal pelo título conquistado.

Ao cabo de 34 jornadas, somou 74 pontos e voltou a conquistar o título.



Nesta jornada, fez o que nas outras 16 jornadas anteriores lhe competiu: vencer os jogos em casa. Nesta jornada, bastou um golo, apontado por Joca Salgado, para levar de vencida a equipa do Carapeços. Conseguiu algo inédito: 17 jogos, 17 vitórias e 51 pontos conquistados! Um dos segredos para esta conquista esteve nos jogos em casa. Fantástico este Carvalhal!

Quem se deixou ultrapassar na derradeira jornada foi o Leões da Serra. Perdeu frente ao anterior campeão, o Pereira, que esteve a vencer por 2-0, mas Luís, do Leões, ainda reduziu para 2-1. Nas duas anteriores jornadas, o Leões superou-se e ainda deu a “cambalhota” no resultado, mas nesta isso não aconteceu e perdeu por 2-1, deixando escapar o título…

Foram três as equipas que não perderam qualquer jogo em casa: Carvalhal – claro está –, Leões da Serra e Pereira.

As equipas com mais empates foram o Pereira, o Perelhal e o Campo, todas elas com 14 empates.

O melhor ataque pertenceu ao Carapeços, com 81 golos marcados.

A melhor defesa, a chamada “defesa de betão”, pertenceu ao Remelhe, com 22 golos sofridos e, ainda assim, chegou ao pódio, ocupando o 3º lugar.

O Feitos foi a terceira equipa a fazer companhia ao Pedra Furada e ao Cossourado, que já na jornada anterior tinha “garantido” a descida.

Na 2ª divisão, o Lijó tornou-se o campeão, depois de ter vencido o Ceramistas. Venceu já no último minuto dos descontos, através de uma grande penalidade convertida por Martins. Como não poderia deixa de ser, deixo aqui os meus parabéns ao Lijó pelo título alcançado.

O Sequeade também venceu (2-1) o São Mamede mas não foi suficiente para ser campeão.

Já o Fonte Coberta foi a terceira equipa a garantir a subida, mesmo perdendo em casa (2-3) com o São Martinho.

Parabéns às três equipas pois, para o ano, irão jogar no escalão maior do nosso futebol popular de Barcelos.

No próximo dia 2, às 17h00, irá jogar-se a final da Taça Cidade de Barcelos, que irá opor o Remelhe ao Oliveira, no Estádio da Devesa, em Galegos Santa Maria. Não percam a oportunidade de marcar presença pois este é o último jogo da época.

Bem, resta-me agradecer a todos os que leem as minhas crónicas e agradecer todo o trabalho que foi desenvolvido por todos nós, para fazer chegar até si o que de mais importante se passa no futebol popular de Barcelos.

Abraço e boas férias a todos!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 6

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima