Tag archive

Barcelos na Hora

Barcelos na Hora vai de férias

Agosto 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Serviços muito mínimos entre hoje e dia 03 de setembro

Caros leitores,

O Barcelos na Hora entrará num período de férias, entre hoje e o próximo dia 03 de setembro, onde estará em serviços muito mínimos.



Por serviços muito mínimos queremos dizer que todas as notas de imprensa recebidas até ao final do dia de ontem ainda serão lançadas. Após esta data, apenas sairão a partir de dia 03 de setembro.

Esperamos compreensão de vossa parte.

O Diretor,

Pedro Sousa.

O associativismo e espírito comunitário no Concelho de Barcelos

Novembro 22, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Pedro Sousa

Caro leitor,

Quando iniciei esta empreitada de ser o diretor deste singelo e humilde jornal online, fazendo parte do conjunto de pessoas que o fundou, não me passava pela cabeça o tamanho das “fundações” que tinha que ajudar a criar.



Vamos por partes. Primeiro, quando digo “singelo”, estou, obviamente, a usar de comicidade para nos divertirmos um pouco! Segundo, “humilde” porque é um projeto em que nenhum dos seus participantes aufere qualquer tipo de remuneração e/ou ajudas de custo. Sim, nenhum! Nem o diretor – eu –, nem os editores, os colaboradores e, mesmo, os nossos colunistas, a quem aproveito o ensejo para agradecer imenso pela dedicação. Por isso, é usual e compreensível que alguns deles não escrevam de quando em vez, porque a vida pessoal e profissional deles a isso “obriga”…e quem sou eu para os “censurar”?!

É por isso, também, que ainda não conseguimos ter um corpo jornalístico que nos permita cobrir o máximo de eventos possível, jogos, campeonatos, festas, entre outros. Ou cobrir acidentes, assuntos de política e outros casos. Por tal, tenho vindo, de quando em vez, a fazer a nossa “contrição” por não conseguirmos mesmo noticiar e/ou fazer o que desejaríamos. Mas isso são problemas nossos com os quais temos que lidar e tentar, com tempo e sustentabilidade – sim, porque não daremos “passos maiores do que as nossas pernas”, hipotecando o futuro do projeto e, até, o nosso pessoal –, menorizar estes problemas e, mesmo, transpô-los.

Depois deste grande “desabafo”, intercalado entre o preâmbulo e o corpo do artigo, reentro no tema que me traz aqui: o associativismo e espírito comunitário barcelense.

Ao iniciar funções, decidimos enviar um e-mail de apresentação do jornal, com solicitação de colaboração, ao máximo de associações, clubes, instituições, grupos, entre outros. Muitos aceitaram…infelizmente, muitos ainda não o fizeram. “No que me fui meter”, pensei logo eu! São tantos, mas tantos os e-mails que ainda hoje não consegui terminar essa parte da “empreitada” (obviamente que tenho o meu emprego e não passo todo o dia a enviar!). Aliás, eu confesso: não conheço todas as associações, todos os clubes, todas as instituições, todos os grupos, todas as comissões…de Barcelos! Não me levem a mal, mas tenho quase a certeza de que nenhum barcelense conhece! Isso é, para mim, sinal do grande espírito associativo, clubístico e comunitário dos barcelenses, que aqui louvo e destaco. Mesmo que isso signifique que um dos meus objetivos enquanto diretor fique muitíssimo difícil de concretizar: dar a conhecer o nosso “Barcelos na Hora” a todas essas instituições! Acho que não vou conseguir…

Escrevi sobre as dificuldades com que nos deparamos (nós, “Barcelos na Hora”) e sobre o facto de ninguém dos que colabora e participa neste projeto auferir qualquer tipo de ganho financeiro porque, tal como no nosso caso, são imensas aquelas pessoas que, de uma forma, muitas vezes, abnegada e gratuita, lutam pelo melhor para associações/ clubes/ instituições/ grupos/ IPSS/ comissões…de que fazem parte, quer como dirigentes, quer como associados/simpatizantes. Por vezes, as coisas correm menos bem; por outras, os sucessos são mais do que os insucessos. Há dias em que chegam a casa de “coração cheio”; há outros em que chegam de espírito em baixo! Enfim, é o “dia a dia” destas pessoas, que escolheram esse caminho para a sua vida…

Não escrevo muito mais!

Termino com um muito obrigado a todos vocês, que tornam enorme o associativismo e o espírito comunitário barcelense! Mesmo que isso – reitero – dificulte imenso a concretização de um dos meus objetivos enquanto diretor deste jornal!

PS: Tinha muitas imagens para escolher para foto de destaque, mas senti que era impossível encontrar uma que retratasse todas as instituições barcelenses de que falei! Escolhi esta por representar um evento – Festa das Cruzes – onde muito do espírito retratado se evidencia.

Por: Pedro Sousa* (Professor e Diretor do Barcelos na Hora)

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

89 (!) Paróquias de Barcelos

Outubro 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Pedro Sousa

Inicio hoje uma nova “empreitada” na minha vida, que me levará a abordar, não só, assuntos/eventos divulgados aqui, no Barcelos na Hora, como outros da atualidade do nosso Concelho. Espero conseguir. Já agora, nomeei este espaço de “Olhar Barcelos”!

Sendo um “neobarcelense”, pois resido cá apenas desde 2013, já conheço o concelho desde 2008 – uma “migalha” para quem já vive cá durante toda a sua vida –, quando iniciei o ensino de Inglês por dezenas de freguesias de Barcelos. E foi assim que comecei a conhecer, para além dessas freguesias, os seus habitantes.

O que me traz hoje aqui são as 89 (!) Paróquias do arciprestado de Barcelos! Oitenta e nove! (Confesso que, por extenso, o número não me parece tão grande…mas é!!) Quando falo disto a amigos “não barcelenses”, o pasmo é o resultado mais evidente.

Com a implementação (polémica!) da reorganização administrativa das freguesias, o concelho de Barcelos passou a ter “só” 61 freguesias e uniões de freguesias. “Só”! Mas as Paróquias mantiveram-se e continuaram a ser 89 (!). Cada uma com o seu orago e com veneração de mais Santos e Santas para além deste.

Agora que a fase de maior incidência de festas religiosas e populares já passou, atrevo-me a analisar, levemente, este aspeto da cultura religiosa – e não só – de Barcelos. Aliás, como Diretor deste jornal online, sinto bem “na pele” o facto deste concelho ter esta magnitude tal que torna hercúlea a tarefa de divulgar e /ou cobrir todas as festas. Simplesmente – e aqui faço a minha penitência – não conseguimos. Peço desculpa por todas aquelas que não ajudámos a divulgar, mesmo que nos possamos escusar no facto de nem sempre recebermos nota ou sermos alertados para a festa em questão.

As festas em Barcelos unem famílias e amigos. E sei bem do que falo, por experiência pessoal. Nos dias das festas, há filhos e filhas da terra que voltam, que a visitam, que visitam os seus. Há dezenas e dezenas de espetáculos musicais e de atos religiosos, muitos dos quais, quase exclusivos dessa freguesia e/ou do concelho. E o fogo de artifício?! (cada vez mais, infelizmente, colocado em causa pelo flagelo dos fogos florestais) Admito que acho admirável o esplendor que a maioria dos habitantes do concelho tem pelo fogo de artifício. Na hora deste, é vê-los de olhar colocado no céu para admirarem a miríade de luzes e cores que o pintam. Sabem que mais? Eu também já o faço!

As procissões são sempre tradições fortes nestas festas, quer sejam as de Velas, quer sejam as “Majestosas”. As fanfarras a abrir, os figurantes, os andores, as autoridades eclesiásticas e civis, os estandartes, os pálios, as bandas a fechar e os fiéis. Tudo isto faz com que as festas nas 89 (!) Paróquias de Barcelos sejam ainda mais esplêndidas!

Sem qualquer tipo de desprimor para com as demais, a Festa das Cruzes é o expoente máximo das festas de Barcelos. Milhares e milhares de pessoas visitam a cidade; dezenas de eventos religiosos e não só; os arcos, os tapetes de flores, os concertos, o fogo de artifício (lá está!), os carrocéis e zona de diversões, a “Batalha das Flores” e a procissão das Cruzes, entre outros. Nesta última, podemos constatar a tal magnitude das 89 (!) Paróquias e das suas Cruzes. Mesmo os ateus e agnósticos – que saibam, claro, respeitar as tradições religiosas seculares – não conseguem ficar indiferentes a este ato religioso. Sempre que assisto a esta procissão, dou por mim a maravilhar-me com a exuberância das 89 (!) Cruzes; a tentar reconhecer alguém que nela vá a desfilar (e vejo alguns antigos alunos, por exemplo); ou, mesmo, a admirar os pormenores de cada uma delas.

Não me delongo mais. Deixo apenas um pedido aos barcelenses (saído de um “neobarcelense”): tenham orgulho nas vossas 89 (!) Paróquias, nas vossas tradições religiosas e continuem a mantê-las bem vivas na nossa memória. (Louvo aqui os milhares de paroquianos que, todos os anos, fazem parte das comissões de festas por esse concelho fora) Eu, enquanto alguém que gosta de observar, “estudar” e vivenciar as tradições e costumes, as histórias e estórias, e o dia a dia de uma comunidade, agradeço-vos imenso.

Até breve!

Por: Pedro Sousa*. (Professor e Diretor do Barcelos na Hora)

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Fotos: DR.

 

Arnaldo Capela em destaque na formação do Basquete de Barcelos

Agosto 29, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

O Basquete Clube de Barcelos (BCB), em colaboração com o Barcelos na Hora, irá, nos próximos dias, revelar alguns dos seus jovens atletas que se destacaram ao longo da última época desportiva.



O primeiro de todos é Arnaldo Capela, que foi um dos atletas que se destacou nos escalões mais novos da formação do Basquete Clube de Barcelos.

Este atleta foi exemplar na presença em treinos e jogos, destacando-se como o atleta do mês algumas vezes durante o ano. O BCB refere, em nota, ser “um orgulho contar com atletas como este”.

Fotos: BCB.

Mariana Machado Ballester recebe tarefa de presidir ao Rotary Club de Barcelos

Julho 5, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Realizou-se na passada terça-feira, dia 03 de junho, a “Transmissão de Tarefas” do Rotary Club de Barcelos, com Marcelino Coelho Mota a transmitir à sua sucessora, Mariana Machado Ballester, o cargo de Presidente do Club barcelense.



A cerimónia teve lugar no Hotel Restaurante Bagoeira, em Barcelos, e contou com a presença de rotários barcelenses, de representantes de várias entidades, entre as quais, o Barcelos na Hora, representado pelo seu diretor Pedro Sousa, assim como, igualmente, com a presença de vários convidados de outros Clubes rotários portugueses, desde Vila Verde a Viseu, passando por Póvoa de Varzim, Vizela, Caminha, Guimarães – Club Padrinho –, Ponte da Barca – um dos Clubes Afilhados –, entre muitos outros.

No seu discurso, o agora Past President Marcelino Coelho Mota começou por elencar algumas atividades e projetos levados a cabo pelo Rotary Club de Barcelos ao longo da sua presidência, dando enfoque aos de cariz humanitário. Continuou referindo que “fizemos a diferença quando levámos o Rotary a duas empresas do nosso concelho – a Kristaltek e a Sonix – explicando o que fazemos, o que somos e aquilo que podemos fazer em conjunto no futuro. Ao longo do ano, efetuámos, também, bastantes palestras com especialistas, com ênfase para projetos humanitários, desde angariação de fundos, inovação, projetos de desenvolvimento, em saúde, com o apoio, também, – fizemos aqui – da associação FIBRO, a falar sobre a fibromialgia. E sempre relembrar que fizemos com casa cheia, com muita gente”.

Mencionou, igualmente, a receção de rotários de outros clubes, nomeadamente, de países como França, Brasil, Espanha, Estados Unidos da América e “onde iremos continuar com estas parcerias”. Informou que formaram um grupo de trabalho, em conjunto com o Club Padrinho e com os Clubes Afilhados; que retomaram o encontro de Clubes com as terças-feiras, “com o intuito de fazer, também, um projeto que a nossa Presidente entrante vai dar continuidade”.

As comemorações dos 50 anos do Rotary de Barcelos também não ficaram esquecidas no seu discurso, “onde o auge foi o nosso jantar festivo”, que incluiu a apresentação ao público da curta-metragem “A Lenda do Galo”, com “ilustres convidados e, mais uma vez, com sala cheia”. Referiu-se, igualmente, ao momento musical que tiveram no Salão Nobre da Câmara Municipal de Barcelos, com a ajuda da Escola de Música; à apresentação do livro, “onde estão as memórias dos nossos 50 anos, dando mais ênfase a estes últimos 25”; e à medalha comemorativa. Abordou, de igual modo, início da edificação do monumento do Rotary aqui em Barcelos.

O Past President continuou, salientando que com os projetos do Rotary de Barcelos, conseguiram divulgar as suas causas, a sua imagem pelas rádios, jornais, revistas, televisões, “sabendo que uma imagem positiva ajuda-nos a encontrar parceiros para os nossos projetos. As parcerias, o trabalho conjunto, em sinergias que o mesmo permite, foram a chave para este ano rotário muito positivo e bastante dinâmico. Mais uma vez, não posso deixar de não agradecer aos meus companheiros, companheiros do nosso Club, que estiveram sempre à altura e, não querendo particularizar ninguém, não podia deixar de dar aqui uma palavra especial à Presidente entrante, que foi a Secretária este ano e que esteve sempre ao meu lado, sempre me acompanhou e esteve sempre a dar apoio”, ressalvou.

Marcelino Coelho Mota terminou, referindo que “podíamos ter feito mais, claro que sim. É sempre possível fazer mais, mas o que fizemos, fizemos com muita vivacidade, com muito envolvimento. Desejo à nossa Presidente entrante os maiores sucessos na sua liderança e dizer que todos estamos com vontade de trabalhar mais, para sermos melhores, para sermos inspiração”, concluindo com um bem-haja a todos aqueles que se empenharam a fazer a diferença, não esquecendo “que a Humanidade é sempre a nossa missão”.

Já a Presidente entrante, que iniciou o seu mandato para o ano rotário 2018-2019, Mariana Machado Ballester, começou por salientar que iria continuar com o trabalho que vinha sendo desenvolvido, ressalvando, no entanto, que o Rotary iria voltar-se mais para a cidade, pois acha que “o Club é pouco conhecido na sociedade”.

Continuou, pedindo a todos, “uma vez que o lema é ‘Seja a Inspiração’”, que pegassem num papel e num lápis, que cada uma das pessoas presentes tinha no seu lugar, e que escrevessem ou desenhassem algo inspirador e, “com essa mensagem, eu vou tentar construir o meu ano, vou tentar planear as minhas atividades e pedir a todos o vosso apoio para que o ano seja, efetivamente, inspirador e seja um ano que marque o Rotary”, terminando com um agradecimento a todos.

Foi assim mais uma cerimónia de “Transmissão de Tarefas” do Rotary Club de Barcelos, que pretende continuar a marcar a diferença, a “inspirar” e a fazer ainda mais pela sociedade e pela Humanidade.

Fotos: BNH e RCB.

Nova Direção do Basquete de Barcelos, presidida por António Faria, toma posse para biénio 2018-2020

Junho 25, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Centro Empresarial de Barcelos, no Estádio Cidade de Barcelos, foi o palco da tomada de posse da nova direção e restantes órgãos sociais do Basquete Clube de Barcelos (BCB) para o biénio 2018-2020.



A cerimónia foi presidida pelo reempossado presidente da Mesa da Assembleia Geral do clube, Joel Sá, e contou com a presença de representantes, entre outros, da Câmara Municipal de Barcelos, da União de Freguesias de Barcelos, Vila Boa e Vila Frescaínha (S.Martinho e S.Pedro), da Junta de Freguesia de Arcozelo, da Associação de Basquetebol de Braga, da ACIB e do Barcelos na Hora, que será um dos media partner do BCB.

Assim, o novo presidente da direção é António Faria, que tem como vice-presidentes Cristina Machado, João Freitas Silva e Maria Fátima Rodrigues; o secretário é Paulo Jorge Pedroso e o tesoureiro é Rui Gomes Pereira. A direção fica completa com os diretores António Manuel Ferreira, Elisabete Reis, Isabel Costa, Maria Gabriela Rodrigues e Pedro Anjos.

António Faria

O novo presidente começou por agradecer a presença de todos na cerimónia, que tornaram o espaço pequeno, sendo “sinal de vitalidade do clube”. Endereçou palavras de agradecimento à anterior direção, “que ao longo dos últimos dois anos tudo fez em prol do clube, em prol de um projeto desportivo. Sinceramente, acho que está de parabéns. Mas permitam-me destacar uma pessoa, o Sr. Presidente Mário Horta, pelos quatro anos que teve à frente deste clube, porque eu testemunhei todo o trabalho que fez em prol desta instituição. Sei que tomou decisões muito difíceis, mas acho que tudo correu bem e a ele o meu sincero obrigado”, estendendo esses agradecimentos aos demais órgãos sociais por acreditarem na sua direção e por ajudarem na constituição da mesma.

António Faria salientou ser um orgulho para ele ter nos órgãos sociais fundadores do BCB. Em relação à direção por si presidida, esta tem elementos novos e outros que transitaram da direção anterior mas garante que todos partilham o mesmo carinho e paixão que têm pelo clube e tudo farão “ao longo destes dois anos em prol do clube, em elevar o nome do Basquete Clube de Barcelos. Nesse sentido, acho que conseguimos juntar uma equipa em que, sinceramente, acredito muito. Vamos fortalecer a nossa formação e a nossa competição. Esperamos que tenhamos o tão desejado sucesso desportivo que todos desejamos para o clube.

Por fim, deixou uma palavra especial para os nossos parceiros e patrocinadores pois sem eles a gestão do BCB seria muito mais difícil, terminando com o seu desejo para os próximos dois anos. “Mais do que sucesso desportivo, que todos desejamos, desejo, acima de tudo, que os laços de amizade, aqueles que vivem diariamente o clube e sentem o clube, continuem a fazer dele a sua segunda família e que os laços de amizade que nos unem sejam fortalecidos e que durem eternamente”, concluiu.

A acompanhar Joel Sá, na Mesa, estarão Paulo Miranda (vice-presidente), Carlos José Ferreira (secretário) e Nuno Dias (suplente). No Conselho Jurídico, presidido por Geraldina Torres, estarão, igualmente, Mário Martins (vice-presidente), Pedro Rodrigues (secretário) e Isabel Machado (suplente). Por fim, o Conselho Fiscal será presidido por José Carlos Costa, tendo Manuel Nunes como vice-presidente, Ana Cristina Dias como secretária e Alda Leal como suplente.





Em dia de tomada de posse, BCB realiza Festa de Encerramento

Durante a manhã deste dia, o BCB realizou, no Largo da Porta Nova, uma Festa de Encerramento, onde colocou cestos e tabelas, delineou campos e colocou atletas a praticarem basquetebol, ao estilo de street basket.

Mas não foram apenas os atletas do clube a driblarem pelos campos. Quem passasse e pretendesse, podia tentar marcar uns cestos ou fazer uns dribles. Exemplo disso foi um caminheiro dos Caminhos de Santiago, que pediu para participar, tentando vários cestos e apreciando o desempenho dos jovens atletas. Entre todas as suas tentativas, o score entre cestos marcados, bolas no aro ou air balls ficou “ela por ela”.

Final da Taça Cidade de Barcelos é já amanhã em Galegos Santa Maria

Junho 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

Amanhã, pelas 17h00, o Estádio da Devesa, em Galegos Santa Maria, recebe mais uma grande final da Taça Cidade de Barcelos, que coloca frente a frente as equipas do Remelhe e do Oliveira.



Mas a festa da Taça e do futebol popular de Barcelos, organizada pela Associação de Futebol Popular (AFP) de Barcelos, com o patrocínio do Município de Barcelos, não terá apenas a vertente do futebol praticado dentro das quatro linhas.

Pelas 15h30, a AFP de Barcelos irá entregar os prémios e troféus relativos à última temporada, assim como, irá reconhecer algumas entidades.

Dinis Cruz (Carapeços /benjamins), Guilherme Martins (Macieira/infantis), Paulo Rosa (Carapeços/iniciados), ARC Sequeade (2ª divisão) e Igor Dantas (Remelhe/1ª divisão), irão receber o prémio de Melhor Guarda-Redes.

Rafael Alves (Carapeços/benjamins), Gonçalo Ferreira (Carapeços/infantis), David Pinto (Carapeços/iniciados), Rodrigo Oliveira (Paradela/iniciados), Davide Santos (Fonte Coberta/2ª divisão), Luís Sousa (Leões da Serra/1ª divisão) e Rui Santos (Leocadenses/1ª divisão), recebem o prémio de Melhor Marcador.

Cristelo (2ª divisão) e Pedra Furada (1ª divisão) recebem o Prémio Fair Play (equipa). Já Carlos Barros (UCR Aborim) recebe o de Dirigente Exemplo. O prémio Árbitros Melhores Classificados vai para José Carreira (1º), Rui Torres (2º), César Picas (3º), Carlos Machado (4º) e Sérgio Ferraz (5º).

As entidades que serão alvo de reconhecimento e agradecimento serão o Conselho de Arbitragem da AFP Barcelos, o Conselho de Disciplina da AFP Barcelos, Barcelos na Hora, Rádio Barcelos, Rádio Cávado, Jornal de Barcelos, Barcelos Popular, Programa “Pé na Bola”, da Rádio Barcelos, blogue “Domingo às 10”, Núcleo de Árbitros de Barcelos, Santa Maria FC e Bombeiros de Barcelos.

Imagem: AFPB.

Com fim de semana “atarefado”, Joaquim Sousa conquista dois 2º lugares

Maio 29, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O passado fim de semana de 26 e 27 de maio foi de muita Orientação para o atleta barcelense Joaquim Sousa, quer por Portugal, quer por terras espanholas.



No sábado, disputou a “Vila das Aves City Race”, prova pontuável para o rankingPortugal City Race”. Nesta prova, Joaquim Sousa conquistou o 2º lugar, a apenas 13 segundos do vencedor. Com este resultado, consolidou a sua segunda posição no referido ranking.

Quase sem descansar, o atleta de Galegos Santa Maria deslocou-se ao país vizinho, mais concretamente a Mérida, para disputar a “Mérida City Race”, prova pontuável para o ranking City Race Euro Tour 2018”. Também aqui, Joaquim Sousa conquistou o 2º lugar, a apenas 8 segundos do vencedor. No entanto, neste ranking, mantém a primeira posição.

Em nota, Joaquim Sousa deixa um agradecimento à “Serfisio Barcelos, pelo apoio e patrocínio no ‘City Race Euro Tour’ e, também, ao Barcelos na Hora, pela divulgação dos meus resultados, que assim levam a Orientação ainda mais longe”.

A próxima prova onde Joaquim Sousa marcará presença será em Vila Real, dia 17 de junho, na “Vila Real City Race”, seguindo-se uma deslocação à Bélgica para participar, dia 30 de junho, na “Ypres City Race”.

Fonte e fotos: JS.

Ripa na rapaqueca*

Outubro 21, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Hugo Pinto

Ainda no rescaldo do jogo para a Liga dos Campeões e já com um olho na próxima jornada, segue-se o habitual comentário desta semana.



Começando pelo mais recente jogo, há a referir a azarada exibição do nosso Benfica, na quarta-feira passada, frente aos rapazes de Manchester. Apesar da derrota, fica na retina uma exibição melhor do que a que pudemos assistir nos últimos quatro ou cinco jogos em que se notaram as rotinas defensivas mais consistentes sobretudo pela forma mais à vontade como Douglas ocupou o corredor direito, notoriamente mais completo do que André Almeida, bem como um melhor entendimento no setor central, em que assistimos a um Luisão igual a si mesmo que, como um bom vinho do Porto, ganha qualidade à medida que envelhece, não obstante a menor frescura física dos seus trinta e seis anos; simultaneamente, Rúben Dias, num crescendo de à vontade nos terrenos em que pisa, denunciado por uma boa exibição, esforçada e de muito trabalho, a fazer lembrar Jardel quando tinha o mesmo tempo de manto sagrado. À esquerda, Grimaldo, de quem sou confesso admirador, a contribuir positivamente, sem nunca comprometer a prossecução das tarefas que lhe foram destinadas. Um meio campo pouco inspirado, com Fejsa e Filipe Augusto bastante defensivos e Pizzi bastante desinspirado. Salvio continua irreconhecível, Diogo Gonçalves a procurar o seu espaço e Raúl, que apesar de esforçado, esteve sempre muito desamparado. Se a defesa pareceu funcionar bem, com o meio campo a fazer os mínimos, já o ataque nunca pareceu incomodar a defesa do MAN UTD até ao momento da entrada de Jonas. Sem dúvida o Benfica tem outro jogo quando joga com dois avançados, comprovando a tese de que a melhor defesa é o ataque. Por fim, mas não por último, importa falar de Svilar. À parte o lance azarado, com alguma aselhice à mistura, muito por causa da sua juventude, fica uma exibição muito prometedora que encheu o coração dos adeptos que, como eu, tiveram oportunidade de o ver ao vivo, a prometer fazer esquecer (ou, pelo menos, fazer diminuir as saudades) o mágico Ederson. Aqui e além, pormenores e intervenções de fazer encher o olho. Que não se estrague…

Posto isto, ficamos com água na boca à espera do próximo jogo em que o Benfica visita a Vila das Aves para ver se, de uma vez por todas, encontra um fio de jogo agradável, com um onze base mais ou menos definido e, por conseguinte, os golos e as vitórias. Será interessante, também, analisar a reação de Mile Svilar perante a adversidade do último jogo, deixando antever se tem o estofo de um grande guarda-redes.

Por falar em estofo de jovens promessas deixo aqui dois nomes. Um é Nuno Santos, júnior do Benfica, com uma exibição “à Messi” que nos deixa com vontade de ver mais do mesmo, em que seja para saber se temos craque ou apenas um brinca na areia do momento. O outro, de quem tive já oportunidade de salientar num círculo mais restrito de amigos, Famana Quizera, guineense com naturalidade portuguesa, que alinha ainda pelos juvenis mas pelo qual mal posso esperar por ver na equipa principal. Este, sim, poderá ser o próximo Eusébio (conhecendo eu os riscos que corro por tantos “Eusébios” que já vi anunciar). Mas veja por si, num jogo de juvenis que a BTV transmita e tire as suas conclusões. Por mim, temos craque. Fixe este nome: Famana Quizera…e lembre-se que viu este nome pela primeira vez n’O Barão Vermelho, no Barcelos na Hora.

Quantos aos nossos galos, esperemos que continuem com o esporão bem afiado e que aproveitem o balanço da goleada infligida ao Vitória B e continuem nesta senda frente ao Arouca, em partida a contar para a 10ª jornada da segunda liga. Aproveito para ir lembrando que na próxima semana, em jogo a contar para a 11ª jornada, o Gil recebe o Benfica B, dando aos adeptos barcelenses a oportunidade de fazer uma festa bonita, toda ela pintada de encarnado, levando toda a família ao nosso reduto para um programa diferente.

Dá-me o 37. Viva o Benfica.

*homenagem a um dos maiores comentadores desportivos que o mundo do futebol conheceu: Jorge Perestrelo. Porque afinal, “é disto que o meu povo gosta”!

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Futebol de praia: MARCA perde com Salgueiros mas recebe ovação de pé

Julho 4, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado domingo, pelas 11h15, e debaixo de bastante calor, na Praia da Couve (Apúlia), a equipa de futebol de praia barcelense, do Movimento Associativo de Recreio, Cultura e Arte (MARCA), de Vila Cova, perdeu o seu primeiro jogo do campeonato nacional de futebol de praia, zona norte, frente ao Salgueiros, por 1-3.

Esta foi, no entanto, uma derrota contra uma equipa que assumiu, desde o início, lutar pelo primeiro lugar, algo que, tendo em conta o leque de jogadores e o staff presente, foi claramente demonstrado.

Por outro lado, o MARCA, com menos argumentos financeiros – note-se, por exemplo, que os jogadores do Salgueiros recebem prémios de vitória – e logísticos, joga com muita vontade, com muito crer de vencer e humildade, algo que, neste momento, é reconhecido por todos.

O resultado equilibrado demonstra bem o que foi o jogo, com o Salgueiros a marcar logo aos 30 segundos de jogo, no decorrer de uma falta muito próxima da baliza do MARCA. Depois, marcou o seu segundo golo perto do final do 2º período e o terceiro mesmo no reatar do 3º período.

O MARCA esteve, em muitos momentos, por “cima do jogo” mas a sorte, e os postes, “não quiseram nada” com a equipa de Vila Cova, que, mesmo assim, conseguiu marcar o seu “tento de honra”.

Assim sendo, o jogo foi repartido mas o resultado positivo pendeu para o lado do Salgueiros, por força da qualidade individual dos seus jogadores.




No final do jogo, as pessoas que assistiram ao jogo deram uma ovação em pé ao MARCA, muito provavelmente por forma a louvarem todo o empenho e luta da equipa barcelense no sentido de alcançarem um outro resultado mais positivo.

De salientar, novamente, a presença de bastante público, que se deslocou de vários cantos de Barcelos à Apúlia, para incentivar a equipa barcelense. Igualmente, foram muitos os banhistas presentes que estiveram, também, do lado dos homens de Barcelos.

Nesse sentido, a Direção do MARCA, os seus jogadores e equipa técnica, em nota enviada a este jornal, deixam um enorme e sentido agradecimento a todos pelo apoio que lhes foi, e tem sido, dado, esperando que no próximo jogo, contra a Academia Elite, possam sentir, novamente, o carinho e apoio de todos.

Na mesma nota, o MARCA salienta que “é com muita pena que da imprensa de Barcelos apenas o Barcelos na Hora – desde já, muito obrigado – mostre interesse neste percurso muito bom que esta equipa está a ter”.

Fonte e foto: MARCA.

Ir Para Cima