Tag archive

Biblioteca Municipal de Barcelos

Câmara Municipal promove Férias de Natal para crianças e jovens do concelho

Dezembro 12, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Conforme já noticiámos anteriormente, a Galeria de Arte, a Casa da Juventude, o Museu de Olaria, a Biblioteca e o Pavilhão Municipal oferecem um conjunto de atividades de ocupação dos tempos livres para as crianças e jovens do concelho, de 18 a 29 de dezembro, no período de Férias de Natal escolares.



Modelagem e pintura de peças em barro, decoração de pinhas, criação das figuras do presépio, oficina de contos e lendas, teatro, música, jogos didáticos, ténis, hóquei em patins, futebol, karaté, judo e xadrez são algumas das atividades que o Município de Barcelos organiza, no período de férias escolares de Natal, a partir do dia 18 de dezembro, nos diferentes espaços municipais.

No Museu de Olaria, os ateliês das Férias de Natal decorrem entre 19 a 22 e 26 a 29 de dezembro de 2017, entre as 10h00 e as 12h00. O programa de atividades conta com modelagem e pintura de peças em barro, decoração de miniaturas de Natal, pintura de azulejos, criação de presépios e jogos.

As inscrições devem ser feitas através do e-mail museuolaria@cm-barcelos.pt ou do telefone 253 824 741.

Já a Casa da Juventude promove diversas atividades, durante o período de Férias Escolares de Natal, através do Programa de Ocupação de Tempos Livres. O programa decorre de 18 a 29 de dezembro, das 10h00 às 12h00, para inscrições de grupos; e das 15h00 às 17h30, para inscrições individuais, com diversas atividades de expressão plástica alusivas à época.

As atividades são destinadas a crianças e jovens a partir de 6 anos, com inscrição gratuita mas obrigatória, até 15 de dezembro, e deve ser efetuada através do e-mail casadajuventude@cm-barcelos.pt ou telefone 253 814 307.

Biblioteca Municipal de Barcelos leva a efeito o programa “Férias Divertidas”. Além de poderem ler os muitos livros que se encontram à sua disposição na sala de leitura, de 18 de dezembro a 2 de janeiro , as crianças, dos 6 aos 10 anos, podem assistir a contos, oficinas, teatro, música e jogos. Os jovens dos 11 aos 14 anos, de 18 a 22 de dezembro, podem participar numa oficina de Imagens 3D e, de 26 de dezembro a 2 de janeiro, numa dramatização Presépio de Natal.

A participação é gratuita mas sujeita a inscrição prévia, na semana e nas atividades em que se pretende participar. A inscrição poderá ser feita pessoalmente, na Biblioteca Municipal de Barcelos; através do telefone 253809641 ou do e-mail: bibliotecaanimacao@cm-barcelos.pt .

No Pavilhão Municipal, o pelouro do Desporto promove mais uma edição das Férias Desportivas Municipais de Natal de 18 a 29 de dezembro, das 9h30 às 12h00.

As Férias Desportivas fundamentam-se em conceitos educacionais que auxiliam a desenvolver a organização pessoal, responsabilidade, integração social, independência, cooperação, ética, respeito e espírito desportivo. As modalidades em que poderão participar são hóquei em patins, judo, karaté, futebol, xadrez e ténis.

As inscrições encontram-se abertas até dia 15 de dezembro e poderão ser efetuadas no Pavilhão Municipal de Barcelos, entre as 14h30 e as 19h00, de segunda a sexta-feira.

A Galeria Municipal de Arte também se juntou à programação das férias de Natal, apresentando um conjunto de atividades apelativas à quadra natalícia, como ateliês de diferentes tipos, com construções, desenhos e decoração: “Lapónia”; “Uma tarde com artistas plásticos”; “Decoração especial da árvore de Natal”; “Uma cidade…uma história”, entre outros.

As inscrições podem ser feitas presencialmente, na Galeria Municipal de Arte, pelo e-mail galeriamunicipalarte@cm-barcelos.pt e por telefone 253 809 695.

Fonte e imagem: CMB.

“Férias Divertidas” de Natal na Biblioteca Municipal de Barcelos

Dezembro 5, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre os dias 18 de dezembro e 2 de janeiro de 2018, a Biblioteca Municipal de Barcelos leva a efeito o programa “Férias Divertidas”.



Além de poderem ler os muitos livros que se encontram à sua disposição na sala de leitura, de 18 de dezembro a 2 de janeiro, as crianças, dos 6 aos 10 anos, podem assistir a contos, oficinas, teatro, música e jogos. Os jovens dos 11 aos 14 anos, de 18 a 22 de dezembro, podem participar numa oficina de Imagens 3D e, de 26 de dezembro a 2 de janeiro, numa Dramatização de um Presépio de Natal.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia, na semana e nas atividades em que se pretende participar. As atividades constam na imagem que se segue:

A inscrição poderá ser feita pessoalmente, na Biblioteca Municipal de Barcelos, através do telefone 253809641 ou do e-mail: bibliotecaanimacao@cm-barcelos.pt. Para descarregar a ficha de inscrição, pode aceder (basta clicar no link) a:

http://agenda.barcelos.pt/eventos/ferias-divertidas-de-natal-na-biblioteca-municipal-de-barcelos-2

Fonte e imagens: AB.

Semana da Ciência traz a Barcelos Tim Hunt, Nobel da Medicina em 2001

Novembro 18, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a Rede de Bibliotecas Escolares promovem, entre 20 e 25 de novembro, nas escolas, bibliotecas escolares e Biblioteca Municipal, a Semana Concelhia da Ciência, uma iniciativa que tem como objetivo despertar o interesse dos alunos para a ciência através de dezenas de atividades destinadas aos alunos do 1.º ciclo ao ensino secundário.


Tim Hunt

Um dos destaques da programação deste ano é a presença dos cientistas Cláudio Sunkel e Tim Hunt – Nobel da Medicina 2001 que, no dia 21 de novembro, às 9h30, promovem uma sessão no auditório da Câmara Municipal de Barcelos. Às 15h30, decorre, na Escola Secundária de Barcelos, uma homenagem póstuma ao professor Oliver Smithies, Nobel da Medicina 2007.

Outras das presenças em destaque nesta semana da ciência é da escritora Ana Fernandes, autora do livro como “Levo-te às Estrelas”, e do astrofísico Paulo Maurício de Carvalho, que vão estar nas Escolas Secundárias de Barcelinhos e Alcaides de Faria, no dia 23, entre as 10h00 e as 15h00.

Durante toda a semana, nas diversas escolas do concelho, vão decorrer diversas palestras nos estabelecimentos de ensino, com a participação de Nuno Castro, Ana Paula Esteves, Alice Dias, Mário Rui Pereira e Manuel Filipe Costa. Realizar-se-ão, ainda, oficinas, sessões de poesia, sessões de cinema, jogos educativos, exposições e experiências científicas.

A Semana da Ciência encerra, no dia 25, com a realização da oficina “Skill Robotics”, com Carlos Sousa (All Aboard – Learn Robotics), das 10 às 12h00, na Biblioteca Municipal, para famílias com crianças entre os 9 e os 12 anos, sendo necessário para o efeito proceder a inscrições prévias através do e-mail: bibliotecaanimacao@cm-barcelos.pt.

O Dia Nacional da Cultura Científica assinala-se a 24 de novembro, em homenagem a Rómulo de Carvalho, professor, metodólogo, investigador, e autor de manuais escolares, de livros de divulgação científica e de poesia, estes últimos sob o pseudónimo de António Gedeão.

Segue-se o todo o programa:





Fonte e imagens: CMB.

Conferência e exposição assinalam um século de energia elétrica em Barcelos

Novembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Comemoram-se, no presente ano, cem anos de energia elétrica em Barcelos. Na noite de 13 de novembro de 1917 – portanto, fez ontem 100 anos –, uma terça-feira, foi inaugurada a luz elétrica em Barcelos. Cerca de um ano mais tarde, em 27 de abril de 1918, a então vila de Barcelos ficou completamente iluminada. Nos finais de julho de 1916, chegou à Furada – Penida – o cabo elétrico para conduzir a energia para a iluminação pública e particular de Barcelos. A luz elétrica de instalação subterrânea foi inaugurada em 1 de maio de 1938.



A Câmara Municipal de Barcelos vai comemorar cem anos de energia elétrica em Barcelos com uma conferência a realizar no dia 9 de dezembro, pelas 17h00, no auditório da Biblioteca Municipal. Será orador o Prof. Doutor João Figueira, doutorado em “Estruturas Sociais da Economia e História Económica”, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, mestre em História Económica e Social Contemporânea, e licenciado em História da Arte, pela Faculdade de Letras da mesma universidade.

Seguir-se-á a inauguração de uma exposição iconográfica e documental sobre o mesmo tema que, depois de exibida na Biblioteca Municipal, percorrerá os estabelecimentos de ensino concelhio.

A luz elétrica veio substituir os 177 lampiões de petróleo existentes (que custavam 30 reis por noite), que iluminavam Barcelos só nas noites em que não houvesse luar, sendo João Francisco da Silva, da freguesia de Alvelos, o último lampianista.

O fornecimento da luz elétrica em Barcelos foi adjudicado, em sessão de câmara de 13 de janeiro de 1916, presidida pelo Dr. José Matos Graça, à firma F. Xavier Esteves & Borges, da cidade do Porto. A energia elétrica era produzida na estação hidroelétrica situada no rio Cávado, no lugar da Penida, freguesia de Areias de Vilar, do concelho de Barcelos e pertencente à Sociedade de Eletricidade do Norte de Portugal, de que Francisco Xavier Esteves e Francisco António Borges eram diretores.

Na altura era presidente da Comissão Executiva Municipal o Dr. José Júlio Vieira Ramos, um monárquico, advogado e notário, antigo líder local do Partido Progressista, que governou em pleno período republicano.

Foi deste modo que o semanário “O Barcelense”, na edição de 17.11.1917, registou este notável acontecimento:

Na terça-feira à noite procedeu-se à experiência da luz eléctrica na zona que abrange a rua D. António Barroso, Campo da República, Campo de S. José, Rua Nova de S. José, Barjona de Freitas, Calçada, Faria Barbosa, rua da Palha, rua da Barreta, rua Miguel Bombarda, rua Duque de Barcelos e Largo José Novais.

As ruas e largos coalharam-se, rapidamente, de gente de todas as classes, parecendo que nos encontrávamos não em Barcelos mas numa cidade de luxo e muito movimentada.

É indescritível o contentamento e entusiasmo que se notava em toda a gente, sendo todos pródigos em elogiar a esplendorosa luz, que melhor não se poderia exigir.

Felicitamos a ex.mª Câmara e os concessionários pelo esplêndido êxito conseguido com este importantíssimo melhoramento, que a todos os barcelenses aproveita e que a todos deve satisfazer e agradar.

A diferença desta bela e poderosa luz da da antiga iluminação a petróleo é tanta como a que existe entre o escuro dum borrão de tinta e a alvura impressionante dos arminhos.

Barcelos progride e nós experimentamos um frémito de entusiasmo que chega a ponto de nos enchermos de orgulho, vaidosos por vermos que esta linda vila se vai engrandecendo, modernizando-se a par das povoações mais importantes do país.

(…)

Não devemos deixar sem reparo o quanto são elogiáveis os serviços dos empregados às ordens dos concessionários que têm provado evidentemente os seus grandes méritos e aptidões para a missão que tão briosamente desempenharam.

Brademos pois: Viva Barcelos! Viva quem trabalha pelo engrandecimento desta terra!”.

A Delegação de Barcelos da “Sociedade da Eletricidade” situava-se no Campo da República, sendo seu diretor o Tenente António Acácio Nunes. Da Secção Técnica, faziam parte o eletricista Gonçalves, o chefe das redes António Ferro e outros auxiliares.

Ainda segundo o referido semanário, na edição de 09.03.1929, numa informação assinada pelo seu responsável, José de Mancelos Sampaio, o processo de remodelação da “Sociedade” prosseguia:

Na passada 2ª feira, 25 do corrente, ficou instalado na cabine nº 8 (Torres) um novo transformador Poege de 50 Kw; e assim todas as três cabines da cidade alta já têm a mesma potência num total de 150 Kw.

Para a cidade baixa (Barcelinhos) passa o transformador de 30 Kw, que estava nas Torres; a potência de transformação em toda a cidade sobe portanto a 180 Kw, o que é importante para a população de Barcelos.

Na rede pública continuarão, persistentemente, as modificações estando por agora em conclusão a melhoria da rede de Barcelinhos.

Na central da Penide e nas aldeias deve em breve – Março ou Abril – iniciar-se outra etapa de trabalhos.

À Sociedade de Eletricidade do Norte de Portugal (SENP) sucedeu-lhe a Companhia Hidro-Elétrica do Norte de Portugal (CHENOP) que praticamente no mesmo local da Furada-Penida, construiria, em 1951, uma barragem. Sob a orientação dos técnicos Francisco Alves Correia Paiva e Bártolo de Oliveira Correia Paiva, seu filho, procedeu-se à eletrificação do concelho de Barcelos.

Um dos presidentes da Câmara Municipal que mais contribuiu para que o nosso concelho fosse dotado de energia elétrica foi o Dr. Luís Novais Machado (1917-1978), que governou os destinos municipais de 20.05.1953 a 06.01.1960, tendo mandado eletrificar 64 freguesias e que ficou conhecido, por isso, como o “presidente das luzes”.

Fonte e foto: CMB.

 

Barcelense Maria Borboleta expõe “Renascimento (ao encontro do Eu)” na Biblioteca Municipal de Barcelos

Outubro 28, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura, no próximo dia 4 de novembro, pelas 17h00, a exposição “Renascimento (ao encontro do Eu)”, da pintora barcelense Maria Borboleta, que estará patente na Biblioteca Municipal de Barcelos até dia 25 de novembro.



Manuela Vilas Boas, é uma artista autodidata, de nome artístico Maria Borboleta, que nasceu em Barcelos, em 1982. A pintura entrou na sua vida “sem pedir e sem avisar”, e dela, Borboleta se começou a servir para exprimir e expulsar sentimentos e emoções, reflexos da alma transformados em cores e traços abstratos.

O acrílico é a técnica escolhida e a espátula é a sua ferramenta de trabalho preferida.

Fonte e imagem: AB.

Município de Barcelos promove 7.º Encontro de Bibliotecas de Barcelos

Outubro 10, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Nos próximos dias 20 e 21 de outubro, decorre, na Biblioteca Municipal de Barcelos, o 7º Encontro de Bibliotecas de Barcelos, organizado pelo Município de Barcelos, em colaboração com a Rede de Bibliotecas Escolares de Barcelos e o Centro de Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende e cujas palavras de ordem são “Agir, Articular, Transformar”.



Este ano subordinado ao tema “Bibliotecas em Linh@ – Agir, Articular, Transformar”, o programa do 7º Encontro de Bibliotecas de Barcelos tem início às 14h00, do dia 20, com a habitual sessão de abertura, presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes. O encontro conta, ainda, com a presença de António Boaventura, do Centro de Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende, e de Helena Araújo, da Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação. Ainda no mesmo dia, às 15h00, será debatido o primeiro tema – “Literacia: competência essencial do aluno no século XXI”, por Álvaro Laborinho Lúcio, escritor e ex-ministro da justiça.

O encontro proporciona a todas as pessoas ligadas à promoção do livro e da leitura uma reflexão sobre estes temas, reunindo um painel de conferencistas convidados, nomeadamente, escritores, professores e investigadores, representantes das várias dimensões constitutivas da comunidade educativa escolar (bibliotecários, professores, educadores, técnicos de biblioteca e animadores culturais, entre outros), procurando uma reflexão dialógica em torno de questões emergentes ligadas à importância da literacia e a devida promoção, a organização e gestão de bibliotecas e, num âmbito mais alargado, da formação dos alunos.

Ao longo dos dois dias do encontro, realizam-se, também, diversos workshops, com a participação de Pedro Chagas Freitas, Joana Viana, Elisa Cerveira e Mariana Selas.

Como é sabido, e também por causa da sua dimensão, Barcelos possui uma das maiores redes de bibliotecas escolares do país. No caso, são 27 estruturas na promoção dos livros e da leitura, animadas por um programa de atividades culturais desenvolvido em permanência pelo Município de Barcelos.

Fonte e imagem: CMB.

Barcelense Marcelino Abreu expõe “Vidas” na Biblioteca Municipal

Outubro 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo sábado, dia 7 de outubro, pelas 17h00, na Biblioteca Municipal de Barcelos, é inaugurada a exposição de pintura “Vidas”, do pintor barcelense Marcelino Abreu.



A exposição estará patente ao público até ao dia 28 de outubro e poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00, e aos sábados, das 9h30 às 12h30.

Natural de Galegos Santa Maria, Marcelino Abreu é natural de Galegos Santa Maria e depois de ter estudado no seminário em Braga e concluído o ensino secundário em Barcelos, ingressou, em 1992, no Curso de Direito, que concluiu em 1997. Em 2009, depois de algumas pós-graduações concluídas, obtém o grau de mestre em direito. Profissionalmente, exerce a advocacia, tendo dois livros já editados, sobre temas jurídicos.

Já o gosto pela pintura descobriu-o em 1997, no Brasil e, desde então, sempre pintou, contando com mais de duzentas obras. Não tendo um estilo definido, gosta de pintar de tudo um pouco e pintar o que lhe apetece no momento. No entanto, não se considera pintor, sendo a pintura, para si, um mero hobby, ao lado de outros. Por esse motivo, nunca quis vender qualquer quadro que tenha pintado. Apesar do desafio de alguns amigos para que expusesse as suas obras, nunca sentiu muita necessidade em fazê-lo. Talvez por isso, apenas participou em algumas poucas exposições, tais como em dezembro de 2015, em Barcelos e, mais tarde, já em 2016, em Viana do Castelo e Guimarães, na exposição coletiva, denominada “Sonho”. No entanto, respondendo ao tal desafio dos amigos, decidiu fazer agora, na sua terra natal, aquela que pode ser considerada como a primeira exposição de alguns dos seus quadros.

Fonte e imagem: AB.

Já se conhecem os projetos vencedores do Orçamento Participativo Escolar

Setembro 21, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Já são conhecidos os projetos inovadores vencedores dos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do concelho de Barcelos, no âmbito do Orçamento Participativo Escolar. Ao todo são 17 projetos, no âmbito educacional/escolar, selecionados pelos Agrupamentos de Escolas e Escolas não Agrupadas, do 2º e 3º ciclo de ensino básico, bem como do ensino secundário e ensino profissional, e um de âmbito municipal. São 75.000,00€ destinados aos projetos de âmbito escolar e 25.000,00€ ao projeto de âmbito concelhio vencedor.



Os projetos, de âmbito escolar, e que foram selecionados pelas respetivas escolas, têm como objetivo, por exemplo, melhorar o equipamento informático da Biblioteca Escolar; promover ações de voluntariado junto dos idosos; criação de um clube de produção de conteúdos digitais sobre a dinâmica escolar; instalação de um sistema sonoro em toda a escola para substituição do tradicional toque de entrada por música; e serão implementados/executados nos próprios Agrupamentos de Escolas e Escolas não Agrupadas, visando a melhoria de qualidade de vida dos alunos e dos seus processos de ensino/aprendizagem.

No âmbito municipal, foram submetidos a votação, na Biblioteca Municipal, na Casa da Juventude e durante a realização Festa da Juventude, dois projetos: “Barcelos sobre rodas” e “Robotic Bus”. Após apuramento dos resultados, o projeto vencedor foi o “Barcelos sobre rodas” com cerca de 98% dos votos.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes “este é sobretudo um exercício importante de cidadania, na medida em que estimula os jovens a poderem ser agentes ativos no seu dia a dia, a verem o resultado direto das suas decisões e a contribuírem para o desenvolvimento da sua comunidade. “

Fonte e imagem: CMB.

Exposição “As Palavras em Liberdade: Coleção E.M. de Melo e Castro” na Biblioteca Municipal

Julho 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura hoje, 7 de julho, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Barcelos, a exposição “As Palavras em Liberdade: Coleção E.M. de Melo e Castro”.

Esta exposição, da Fundação de Serralves, estará patente até dia 23 de setembro.

A Fundação de Serralves – Museu de Arte Contemporânea adquiriu, em 2003, a Coleção de E.M. de Melo e Castro que é suficientemente extensa e exaustiva para, a partir dela, se conseguire analisar as várias experiências anti-literárias que vieram, a partir da década de 1950, alterar radicalmente a nossa relação com a palavra, dita e escrita.

A exposição apresenta livros, revistas, folhetos, cartazes e poemas-objeto da Coleção de Serralves que testemunham a preocupação com a dimensão visual da escrita, mas que também apontam para caminhos seguidos pela poesia experimental que ultrapassam a palavra escrita.




Fonte e imagem: AB e FS.

Biblioteca Municipal de Barcelos promove “Férias Divertidas”

Junho 24, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

De 26 de junho a 28 de julho, a Biblioteca Municipal de Barcelos promove a ocupação dos tempos livres das crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 6 e os 14 anos.

Será um programa de atividades criativas e diversificadas, que proporcionará aos mais jovens um espaço de relação, aprendizagem e novas experiências. Assim, para as crianças entre os 6 e os 10 anos, haverá oficinas de leitura, encontro com escritores, visitas na cidade e no concelho, jogos e cinema para jovens.

Para jovens dos 11 aos 14 anos, haverá oficinas de expressão dramática, oficinas de expressão plástica, experiências científicas, oficinas de leitura, visitas, jogos, música e cinema.

Já para as instituições, haverá hora do conto, cinema e viagem à Biblioteca Municipal.




As atividades são gratuitas mas sujeitas a inscrição, através do telefone 253809641 ou do e-mail: bibliotecaanimacao@cm-barcelos.pt.

Fonte e imagem: AB.

Ir Para Cima