Tag archive

Câmara Municipal de Barcelos

Projeto de requalificação da Avenida dos Combatentes da Grande Guerra aberto a consulta pública

Março 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A partir de hoje, 22 de março, está exposta, no Balcão Único dos Paços do Concelho, a maqueta do projeto de requalificação da Avenida dos Combatentes da Grande Guerra.



“A população do concelho de Barcelos terá, assim, a oportunidade de conhecer e dar a sua contribuição para este projeto, o qual, dada a sua vasta área de intervenção e centralidade, terá um forte impacto na cidade, nomeadamente na circulação viária, pedonal e ciclável”, refere o Município em nota.

O projeto poderá ser, igualmente, consultado no site do Município de Barcelos (www.cm-barcelos.pt), através do qual os cidadãos poderão deixar as suas sugestões.

“Sendo a Avenida dos Combatentes da Grande Guerra uma das vias mais emblemáticas e estruturantes da cidade, o Município de Barcelos convida a população a pronunciar-se sobre a proposta apresentada, dando sequência à vontade diversas vezes manifestada pelo executivo municipal de abrir o projeto aos contributos dos cidadãos”, continua.

A intervenção incide sobre uma área de aproximadamente 17.000 m2, desde a Avenida da Liberdade / Campo 5 de Outubro até ao Largo dos Capuchinhos. Tem como objetivos “revitalizar e adaptar esta via estruturante à realidade evolutiva da cidade, salvaguardando e valorizando o património histórico edificado; criar um espaço atrativo que tire partido do seu enquadramento urbano e paisagístico privilegiado; gerar novas dinâmicas que potenciem o comércio e a vivência do espaço público; integrar e promover uma acessibilidade e mobilidade urbana mais sustentáveis”.

Fonte e fotos: CMB.

Barcelos promove programação diversificada para a época de Páscoa

Março 19, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos promove uma programação diversificada para a época de Páscoa. O arranque é marcado com um ciclo de concertos que promove o património musical do concelho intitulado “Páscoa em Concerto 2019”, que tem início no dia 24 de março com o Coro de Câmara da Universidade do Minho, pelas 17h30, no Templo Senhor Bom Jesus da Cruz.



Segue-se o concerto do Coro de Câmara de Barcelos, na Igreja do Terço, no dia 31 de março, pelas 17h00, e, no dia seguinte, domingo, pelas 15h00, o Auditório da Câmara Municipal recebe o Cinema da Semana Bíblica, organizado pela Paróquia de Barcelos.

No primeiro fim de semana de abril, a Banda Musical de Oliveira atua, no dia 5, pelas 21h30, no Templo do Senhor da Cruz, no sábado é a vez do Conservatório de Música atuar pelas 21h30, na Igreja Matriz, e, no domingo, dia 7, a Igreja da Misericórdia recebe o concerto do Coral Magistrói.

O ciclo “Páscoa em Concerto” leva ainda à Igreja Matriz um concerto de Órgão, no dia 13 de abril, às 21h30 e termina com um Missa Brevis em Sol Maior, no Mosteiro Vilar de Frades, em Areias de Vilar, no dia 17 de abril, às 21h30.

Para além deste ciclo, a programação conta ainda com a peça de teatro JUDAS, promovida pelo Theatro de Kherson, no Teatro Gil Vicente, com entrada gratuita, no dia 5 de abril, pelas 21h30. Para reserva de bilhetes contacte 253 809 694 ou através do e-mail: tgv@cm-barcelos.pt.

Ainda no âmbito teatral acontece, a 13 de abril, a representação da “Paixão de Cristo”, pela Associação Amigos do Pato, às 21h30, no Centro Histórico. Esta representação pretende rememorar os últimos momentos de vida de Cristo, com início no Campo 5 de Outubro. Esta representação irá percorrer a Avenida da Liberdade, a Rua da Palha, a Praça Pontevedra, a Rua Direita e termina no Largo da Porta Nova.

A gastronomia é indissociável desta época festiva da Páscoa e, por isso, de 18 a 20 de abril, no Posto de Turismo de Barcelos, realiza-se a Mostra do Folar da Páscoa. Esta mostra pretende dar a conhecer o melhor da doçaria barcelense desta época, como o folar da Páscoa, o pão de ló, doces de romaria, entre outras iguarias produzidas pelas pastelarias do concelho.

Ainda na promoção dos produtos gastronómicos locais, no dia 18 de abril, das 11h00 às 16h00, realiza-se uma prova de vinho na Torre Medieval e no Posto de Turismo de Barcelos.

O programa de atividades abrange ainda o artesanato, atividade que é uma marca identitária do concelho. A Feira de Artesanato ao Vivo realiza-se na quinta-feira, dia 18 de abril, no Largo da Porta Nova, entre as 10h00 e as 16h30, e contará com a presença dos artesãos locais.

Fonte e imagem: CMB.

Município de Barcelos promove Férias de Páscoa com muitas atividades para os mais novos

Março 17, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos promove uma programação diversificada para os mais pequenos durante a época de Páscoa. Estão agendadas as Férias de Páscoa na Biblioteca Municipal, na Galeria Municipal, na Casa da Juventude e as Férias Desportivas, nas Piscinas e no Pavilhão Municipal.



Assim, entre 15 e 18 de abril, das 9h30 às 12h30, realizam-se as “Férias Desportivas”, promovidas pelo Pelouro do Desporto, nas quais os mais novos podem aprender a praticar diversas modalidades no Pavilhão Municipal e no Parque da Cidade.

Também a Casa da Juventude apresenta um programa de oficinas dedicado às expressões plásticas (inscrições através do e-mail casadajuventude@cm-barcelos.pt), das 10h00 às 12h00, para grupos, e das 15h00 às 17h30, em sessões individuais. Os materiais necessários terão de ser assegurados pelos participantes mediante a atividade que pretendam desenvolver. As inscrições são obrigatórias e limitadas, para crianças e jovens a partir de 6 anos, devendo todos os interessados fazer a sua inscrição até ao dia 5 de abril.

Já a Galeria Municipal abre as portas às crianças entre os 8 e os 14 anos para várias atividades lúdico-pedagógicas, como a visita à exposição patente e a realização de várias oficinas de artes plásticas (inscrições através de galeriamunicipalarte@cm-barcelos.pt), entre os dias 9 e 12 de abril e de 16 a 18 de abril, das 14h30 às 17h00.

Nos mesmo dias, entre as 10h00 e as 12h00, o Museu de Olaria promove vários ateliês direcionados para crianças entre os 6 e os 12 anos, como modelagens de figuras pascais em barro, oficinas de pintura de azulejo e peças, entre muitos outros (inscrições através do e-mail museuolaria@cm-barcelos.pt).

Todas as atividades do programa das Férias da Páscoa são gratuitas, à exceção das realizadas no Museu de Olaria, que têm o custo de 1,10€ por participante.

Fonte e foto: CMB.

Câmara de Barcelos e Resulima colaboram na recolha de biorresíduos

Março 14, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou um acordo de colaboração com a Resulima para a recolha, tratamento e valorização dos resíduos orgânicos, tendo em vista reduzir a deposição destes materiais nos aterros.



A Resulima, empresa concessionária da exploração e gestão do sistema multimunicipal de tratamento de resíduos sólidos urbanos dos concelhos de Arcos de Valdevez, Barcelos, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo, apresentou uma candidatura ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), tendo em vista o desenvolvimento de um projeto de valorização dos resíduos orgânicos que têm vindo a ser depositados em aterro.

A Estratégia Nacional de Redução de Resíduos Urbanos Biodegradáveis propõe a redução de 63% para 35% da deposição em aterro, seguindo as diretivas da União Europeia quanto à reciclagem de embalagens e aos aterros, sobressaindo a obrigação de recolha seletiva de biorresíduos a partir de 2023.

Para o sucesso da candidatura e do seu programa de execução, a Resulima está a criar as condições que assegurem a recolha seletiva de resíduos urbanos biodegradáveis nos municípios que integram a concessão e o consequente cumprimento das metas ambientais concelhias e nacionais.

O acordo de colaboração atribui à Resulima as responsabilidades de recolha e tratamento dos resíduos, a campanha de informação junto da população e a gestão das entregas dos materiais.

A Câmara Municipal tem como obrigações o apoio à candidatura e a promoção do programa de recolha dos resíduos.

A empresa vai adquirir duas viaturas de recolha para a remoção hermética dos materiais e uma viatura para lavar contentores; 327 contentores para colocação na rua, com capacidade aproximada de 800 litros, equipados com controlo de acesso e identificador; 33 contentores destinados ao pequeno comércio, com capacidade aproximada de 80 litros, equipados com controlo de acesso e identificador; 11.383 baldes com capacidade até cinco litros, com controlo de acesso ao contentor da rua, para separação dos resíduos orgânicos nas habitações.

Para efeitos de recolha e tratamento no âmbito deste programa são considerados os seguintes resíduos orgânicos: resíduos de agricultura, horticultura, aquacultura, caça e pesca e da preparação e processamento de produtos alimentares; resíduos da preparação e do processamento de frutos, legumes, cereais, óleos alimentares, cacau, café, chá e tabaco; resíduos da produção de conservas; resíduos da produção de levedura e da preparação e fermentação de melaços; resíduos da indústria de laticínios; resíduos da indústria de panificação, pastelaria e confeitaria; resíduos da produção de bebidas alcoólicas e não alcoólicas; resíduos urbanos e equiparados; resíduos biodegradáveis de cozinhas e cantinas; resíduos de mercado.

Fonte e foto: CMB.

Barcelos celebra Dia do Artesão

Março 13, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos, através do Pelouro do Turismo e Artesanato, comemora, no próximo dia 19 março, às 14h30, o Dia do Artesão, com a realização de uma conferência a realizar na Biblioteca Municipal, subordinada ao tema “Novos Caminhos e Desafios para as Artes e Ofícios tradicionais”.



Presentes na iniciativa estarão o Vereador do Pelouro do Turismo e Artesanato do Município de Barcelos, José Beleza; Fernando Gaspar, do CEARTE (Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património); Teresa Costa, da Adere-Certifica; Luís Carmo Reis, da AICEP -Portugal Global e Nuno Ferreira, da Entidade de Turismo do Porto e Norte.

A conferência irá abordar temas como as perspetivas e desafios na ótica da certificação, as potencialidades da rede mundial das cidades criativas para a internacionalização e as vantagens do associativismo no fortalecimento da promoção do artesanato.

Trata-se de um dia dedicado à comunidade artesanal local e regional por forma a desenvolver estratégias de promoção e divulgação do artesanato.

“Esta ação é também uma forma de valorização das artes e ofícios tradicionais do território de Barcelos e definir em conjunto estratégias para a sustentabilidade futura deste património. É, igualmente, uma forma de alertar a comunidade para o novo paradigma que se está a desenvolver em torno das artes e ofícios tradicionais ao nível do turismo criativo, que se afigura como uma oportunidade única para o artesanato local”, refere o Município em nota.

Fonte e imagem: CMB.

Dez anos de protocolo transfere 50 milhões de euros para as freguesias

Março 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos deliberou, em reunião ordinária de 8 de março, remeter à Assembleia Municipal, para aprovação, o contrato de cooperação entre o Município e as 61 freguesias do concelho de Barcelos, onde são estabelecidas as transferências de competências que incluem uma comparticipação financeira municipal no valor anual de 5.332.784,00€, correspondente a 200% do valor atribuído às freguesias pelo Fundo de Financiamento das Freguesias.



Através deste instrumento de gestão financeira, o Município de Barcelos transferiu, entre 2010 e 2019, 50 milhões de euros para as freguesias, valor que “muito tem contribuído para o desenvolvimento equilibrado do concelho e para a autonomia e dignificação do trabalho das juntas de freguesia”, refere o Município em nota.

O valor será pago trimestralmente às freguesias, mediante a apresentação do relatório de execução do contrato de cooperação do trimestre anterior.

Na proposta apresentada, o contrato de cooperação carateriza-se por um mecanismo estruturante para a “resolução dos problemas com que as populações se confrontam”, “procurando realizar mais com os recursos disponíveis” e deriva do “aproveitamento de sinergias existente nas autarquias, da proximidade dos intervenientes aos problemas existentes, da simplificação de processos, no estrito cumprimento da lei e na identificação da escala adequada para a resolução dos problemas”.

Com este mecanismo, as freguesias desenvolvem ações e competências ao nível do equipamento rural e urbano, da rede viária municipal, no património, cultura, desporto, atividades recreativas e de lazer, educação, proteção, entre outras

Contratos de desenvolvimento desportivo

Ainda na mesma reunião, o executivo municipal aprovou dois contratos de desenvolvimento desportivo. O primeiro, com o Gil Vicente Futebol Clube, como medida de apoio à participação em competições de caráter regular na modalidade de futebol e que inclui uma comparticipação do Município no valor de 200.000,00€, bem como o pagamento das inscrições efetuadas na época desportiva 2018/2019 na Associação de Futebol de Braga, com um valor máximo de 14.991,50€.

O segundo contrato de desenvolvimento desportivo aprovado, com a Associação Recreativa e Cultural Águias de Alvelos, inclui uma comparticipação financeira no valor global de 13.000,00€, bem como o pagamento das inscrições efetuadas na época desportiva 2018/2019 na Associação de Futebol de Braga, com um valor máximo de 9.287,50€.

Protocolo com o Alto Comissariado para as Migrações

O executivo municipal aprovou, igualmente, o protocolo de cooperação entre o Município de Barcelos e o Alto Comissariado para as Migrações, no âmbito da Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas.

O Município foi selecionado para elaborar um Plano Local para a Integração das Comunidades Ciganas, que visa a intervenção local e a participação das comunidades ciganas, bem como a aproximação entre as comunidades ciganas e a sociedade maioritária. Para o efeito, o Município contará com apoio técnico e financeiro (no valor de 4.025,00€) do Alto Comissariado, no âmbito do programa da União Europeia de Direitos, Igualdade e Cidadania, no período compreendido entre 1 de novembro de 2018 e 30 de abril de 2019.

Quanto às restantes deliberações, destaque para um conjunto de subsídios a cinco freguesias, no valor global de 57.000,00€, destinados a obras em caminhos e alargamento de vias, muros de suporte e drenagem de águas pluviais.

Na área social, há a referir a aprovação do apoio à renda a 28 famílias; às refeições escolares de 13 alunos dos jardins de infância e 1.º ciclo; acordos de colaboração com duas IPSS’s para transporte de alunos no âmbito do projeto “A Diferença está no Desporto” (inserido no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado); a atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€, ao Centro Social Paroquial de Gilmonde, destinado à comparticipação na compra de uma viatura; a atribuição de um subsídio no valor de 3.075,00€, destinado à reparação da viatura oferecida pelos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos àquela instituição.

Fonte e foto: CMB.

Barcelos promove a Semana Concelhia da Leitura

Março 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Semana Concelhia da Leitura, organizada pelos Pelouros da Educação e Cultura da Câmara Municipal de Barcelos, arranca a 11 de março e prolonga-se até ao dia 16 de março, na Biblioteca Municipal e na rede de bibliotecas do concelho.



O dia do arranque desta iniciativa, dia 12 de março, às 21h30, traz a Barcelos o escritor Gonçalo M. Tavares, para um encontro com os seus inúmeros leitores . No dia seguinte, da parte da manhã, o escritor desloca-se às bibliotecas das Escolas Secundárias de Barcelinhos e Alcaides de Faria.

Sessões de teatro, ateliês, escrita criativa e exposições integram, também, o programa da Semana Concelhia da Leitura, que procura fazer uma verdadeira festa da leitura.

Haverá, ainda, um conjunto de iniciativas a que se deu o nome de “Partilha de Boas Práticas”, onde os alunos e professores das diversas escolas partilham, reciprocamente, atividades de animação da leitura.

A Semana Concelhia da Leitura encerra, na Biblioteca Municipal, com o concurso “Pequenos Grandes Poetas”, a realizar nos dias 15, às 21h00, para os alunos do 2º e 3º ciclo e ensino secundário e, no dia 16, às 15h00, para os alunos do pré-escolar e 1º ciclo, que conta com a participação dos escritores e ilustradores, Joana Luísa Matos, Alexandra Gonçalves, Franquelim Neto e Rui Sousa Basto.

A Semana Concelhia da Leitura tem como objetivo celebrar a leitura, o livro e o leitor, devendo ser promovidas atividades para festejar a leitura como um ato comunicativo, diálogo entre as artes, as humanidades e as ciências e um espaço de encontro criativo e colaborativo.

Fonte e imagens: CMB.

Associação Académica do IPCA apresenta Cartaz da Queima do Galo numa cerimónia oficial

Março 7, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Associação Académica do IPCA (AAIPCA) apresenta, esta noite, pelas 22h00, o cartaz oficial da Queima do Galo 2019, no auditório da Câmara Municipal de Barcelos.



Vão estar presentes na cerimónia a Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, o Presidente da Câmara Barcelos, Miguel Costa Gomes, representantes do IPDJ e do Santander.

A cerimónia de apresentação do Cartaz Oficial da Queima do Galo vai iniciar-se com uma apresentação sobre a cidade e o recinto onde vão decorrer as atividades académicas contando com pequenas atuações dos grupos académicos do IPCA.

Este ano a apresentação decorre em moldes diferentes, numa cerimónia oficial na Câmara Municipal de Barcelos, segundo Sara Ferreira, Presidente da AAIPCA “a ideia este ano era fazer algo para a cidade. Inicialmente pensamos fazer a apresentação no centro na cidade, mas devido às condições meteorológicas mudamos para o auditório da Câmara, mantendo o objetivo principal que é o da proximidade à cidade e às instituições que apoiam a AAIPCA ao longo do ano”. Desta forma, também desmistificar que a Queima não é só para os estudantes, mas para todos aqueles que se quiserem divertir.

A primeira confirmação do cartaz já saiu: Quim Barreiros marca presença em mais uma Queima do Galo.

A semana académica do IPCA decorre de 7 a 13 de abril. Esta semana conta com atividades académicas para todos os alunos, inicia com a missa académica e termina com o cortejo académico.

As noites académicas decorrem de 10 a 13 de abril, como é habitual, na Zona Ribeirinha de Barcelos.

Imagem: DR.

“Semana Gastronómica do Galo” aposta nos sabores com tradição

Março 4, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

De 8 a 17 de março nos restaurantes aderentes

A “Semana Gastronómica do Galo”, para além da promoção dos sabores com tradição, pretende também “promover experiências do mundo rural ligadas ao vinho e ao turismo no espaço rural, associando a gastronomia, a cultura e as tradições”.



“A iniciativa integra-se na estratégia do Município de promoção da gastronomia e vinhos, que tem vindo a ser consolidada através dos 7 Prazeres da Gastronomia. Um programa que reflete a identidade e notoriedade da marca turística Barcelos como território associado à excelência da gastronomia e à qualidade dos produtos da terra”, refere em nota.

Nestes dias, 37 restaurantes do concelho servem dois dos “7 Prazeres da Gastronomia”: o Galo e as tradicionais Papas de Sarrabulho, confecionando-os à sua maneira. Para além destes dois pratos caraterísticos, os restaurantes apresentam outras especialidades que assinalam a Semana Gastronómica.

Paralelamente, a Câmara Municipal de Barcelos desenvolve um programa de animação que inicia no dia 9, sábado, às 10h00, com o workshop de “Doçaria Tradicional Barcelense, no Posto de Turismo de Barcelos e, às 14h00, a “A Rota do Vinho e da Vinha”, com visita à Quinta de Paços e à Adega Cooperativa de Barcelos, respetivamente.  As inscrições são grátis e limitadas, até 7 de março, para turismo@cm-barcelos.pt ou 253 811 882.

No domingo, dia 10, às 15h30, está prevista animação de música popular, na Avenida da Liberdade.

No dia 11 de março, decorre o III Fórum da Restauração, às 10h00, no Teatro Gil Vicente, e no dia 14, o IV Concurso de Cocktails de Barcelos, às 14h00, na Avenida da Liberdade, ambas as iniciativas organizadas pela Escola Profissional PROFITECLA.

De destacar, ainda, as tertúlias no dia 12 e 13 de março: às 21h00, a tertúlia “A Gastronomia como fator diferenciador do alojamento”, no Posto de Turismo, e, no dia 13, às 21h00, a tertúlia que tem como tema “Louças de Barcelos e a Gastronomia Tradicional”, na Torre Medieval. As inscrições são grátis para turismo@cm-barcelos.pt.

A Semana Gastronómica do Galo integra, ainda, o workshop gastronómico dedicado às “Papas de Sarrabulho à Moda de Barcelos”, no dia 16, às 10h00, no Restaurante Chuva, e uma prova de Espumantes de Barcelos, no dia 15, às 21h00, no Posto de Turismo, organizada pela Delegação Local da Confraria do Vinho Verde.

As inscrições são grátis e limitadas, até 14 de março, para turismo@cm-barcelos.pt ou 253 811 882.

O programa de animação da “Semana Gastronómica do Galo” encerra no dia 17 de março, às 15h30, com a Procissão dos Passos, no Centro Histórico de Barcelos.

Este evento gastronómico conta com a participação de 37 restaurantes: Abel Martins (Várzea), Ávila (Vila Seca), Babette (Barcelos), Bagoeira (Barcelos), Belchior (Campo), Belo Horizonte (Rio Covo Sta. Eulália), Bom Gosto (Arcozelo), Casa dos Arcos (Barcelos), Casa do Eduardo (Milhazes), Casa Lourenço (Areias S.Vicente), Casa Sêmea (Arcozelo), Chuva (Barcelinhos), Dom Carlos (Silva), Duque (Barcelos), Fina Mesa (Grimancelos), Furna (Barcelos), Galliano (Barcelos), Galo Novo (Várzea), Manjar das Estrelas (Várzea), Maria de Medros (Barcelinhos), Muralha (Barcelos), Os Mouros (Arcozelo),  Pedra Furada (Pedra Furada), Pérola da Avenida (Barcelos), Restaurante 2000 (Tamel S. Fins), Rústico (Mariz), Solar Real (Barcelos), Sonho do Cávado (Manhente), Taberninha O Chico (Perelhal), Taberna do Armindo (Remelhe), Taberna O Manhoso (Tamel S. Veríssimo), Tasquinha do Careca (Perelhal), Terraço dos Petiscos (Vila Boa), Três Marias (Barcelos), Tropical (Várzea) e Vera Cruz (Barcelos).

Fonte e fotos: CMB.

Falta de civismo: deposição ilegal de lixo

Março 3, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Opinião, Política port barcelosnahorabarcelosnahora
Pedro Sousa

Caros leitores,

O tema que me traz hoje aqui é relacionado com algo que me diz muito e revolta imenso. Estou certo de que muitos de vocês também pensarão da mesma forma.



Falo da deposição de monos, eletrodomésticos em desuso, resíduos de obras, entre outros, em matas, terrenos baldios e, mesmo, em terrenos particulares. Mas, igualmente, do largar lixo nas vias públicas, bermas, passeios e jardins das nossas cidades e vilas, das nossas freguesias.

Este comportamento não é exclusivo de Barcelos, como é óbvio. Infelizmente, é um comportamento que grassa por este nosso país fora. Quem já não teve a triste experiência de ir caminhar, quer por vias, quer por matas, e deparou-se com monos, colchões, eletrodomésticos, tijolos, telhas, vidros…enfim, uma imensa panóplia de lixo e resíduos depositados nos locais mais inusitados, mas, também, em locais perfeitamente à vista de todos.

Como aficionado da corrida em trail ou caminhadas, já encontrei de tudo por terrenos barcelenses. Desculpem-me…mas isso enoja-me! Só penso nos “porcos” (desculpem o coloquialismo e a rudeza da palavra) que se lembraram de fazer isso, mesmo havendo um serviço de recolha desse tipo de lixo, camarário e gratuito. Até este nosso jornal já noticiou esse serviço. Se entrar na página online do Município irá encontrar estes dois parágrafos, que passo a citar:

«No caso dos proprietários não possuírem meios para a sua entrega, podem solicitar o serviço de recolha à Câmara Municipal, através do e-mail geral@cm-barcelos.pt ou através da página do Município, no link “A minha rua”.

Quanto aos “monstros domésticos” de particulares, e por forma a facilitar a sua correta gestão, o Município de Barcelos dispõe de um local situado no Parque de Viaturas – Rua do Faial, n.º 106 – 4750-783 em Vila Boa, onde podem ser depositados, todos os dias úteis.» (in: https://www.cm-barcelos.pt/2018/03/camara-de-barcelos-promove-recolha-de-201cmonstros201d-domesticos/)

Muitos devem ficar a pensar que ir a Vila Boa é longe. Pois…mas, se calhar, para irem para o meio do Monte da Franqueira, com o intuito de deixar lá um colchão velho, já não são assim tantos quilómetros que têm que fazer! Enviar, ou pedir a alguém para enviar, um e-mail para o Município e esperar que este envie alguém a casa levantar esses monos e afins, não é menos trabalhoso? Não é menos oneroso? Não é mais cívico? Não é mais civilizado? E, sim, colchões na Franqueira. Num dos meus “treinos”, na descida entre a igreja e Góios, vi um deixado no meio dos fetos e outro deixado mesmo na berma da estrada, num dos locais de estacionamento! Vergonhoso! Lastimoso! De enojar! Alertei, obviamente, os serviços camarários. Confesso que não sei se ainda estão lá. Mais, há dias, ao passar na rotunda “dos Andorinhas” deparei-me com um colchão depositado em plena berma da rotunda, pousado em cima do rail de proteção! Sim, leu bem! Rail de proteção!! Ali, depositado. Talvez quem o depositou tenha pensado nos imensos motards que por lá passam e fazem a rotunda “deitados”…é para eles dormirem nesse colchão?! Já agora, e essa zona? Parece-lhe limpa ou está pejada de lixo??! Ah…neste caso, contactei telefonicamente o Município, solicitando a recolha do colchão. Do lado de lá disseram-me que era a primeira pessoa a fazer um telefonema desse tipo! Acredito que tenha sido para essa pessoa em concreto. Não acredito que mais ninguém tenha “doado” um minuto da sua vida a ligar para a Câmara Municipal a solicitar recolha de lixo depositado em locais indevidos! E acrescento: não sendo o ideal, as pessoas sempre podem deixar os colchões e/ou monos ao lado dos contentores comuns de lixo. Mais cedo ou mais tarde, os serviços procedem à recolha. Não é o ideal…mas é bem melhor do que deixar isso no meio das matas e bouças.

Caminhos de Santiago. Já percorri alguns troços e deixa-me agastado ver o lixo que se encontra lá! É essa a imagem que querem deixar a esses caminhantes peregrinos?! De uma sociedade repleta de pessoas sem sentido algum de civismo?!

Na minha opinião, estes comportamentos não desaparecerão “a bem” ou “a mal”. Já entramos na perspetiva sociológica, civilizacional. De que adianta tentar incutir-se nas crianças e jovens, nas escolas, por exemplo, que estes tipos de comportamentos não são aceitáveis se, depois, em casa, eles deparam-se com esta falta de civismo? Os seus pais (pai e mãe) são os seus heróis, os seus exemplos. E ainda bem que o são, pois merecem sê-lo. Mas a ter este tipo de atitudes, a meu ver, não estão a ajudar essa criança, esse jovem, a desenvolver-se e a tornar-se num adulto respeitador do bem comum, da Natureza, do que é cívico. Como professor, como pedagogo, deixo aqui o meu alerta.

Aliás, hoje em dia nota-se bem o comportamento desviante de imensos jovens (mas também adultos), que jogam lixo para o chão, quando, na maioria dos casos, têm contentores para esse efeito a poucos metros de distância. Como é o caso da foto que se segue. Tirada a uma segunda-feira de manhã, junto a um parque que tem contentores a poucos metros! É isto que queremos para o nosso país? É isto que queremos para as nossas terras? Os valores como o respeito pelo bem público, pelo zelo pelas zonas públicas, estão ausentes de demasiadas pessoas, infelizmente! Quem me conhece, sempre me ouviu dizer que a linha que separa a irreverência da arruaça e da criminalidade é muito ténue por vezes. Os jovens, e “menos jovens”, querem ser irreverentes, “fazer figura”…mas esquecem-se que os seus pais e avós passaram, na maioria dos casos, por uma ditadura, onde não tinham a liberdade de acharem que podiam fazer tudo sem arquearem com as consequências. Há sociólogos que defendem que depois de um momento da história onde houve privação da liberdade, não se pode passar para outro onde esta existe em excesso, pois pode dar-se o risco dessa sociedade implodir e voltar a optar pela privação das liberdades. Se calhar, o crescimento das extremas-direitas por este mundo afora já poderá ser reflexo disso. Mas é apenas a minha humilde opinião. E a privação da liberdade não é exclusiva da extrema direita, como, infelizmente, se pode constatar pela atualidade.

Termino com dois pontos (e peço desculpa pela delonga, mas este assunto revolta-me). Primeiro, e porque a minha honestidade intelectual a isso obriga, o local retratado pelas fotos (com os monos) já não se encontra assim como se vê…encontra-se pior!!

Segundo: por favor, passem a palavra, deem o exemplo, chamem à atenção, alertem, sensibilizem, não adotem essas atitudes! Vamos limpar Barcelos (também participei nessa iniciativa nacional e local)! Vamos fazer do nosso país um melhor país. Um país desenvolvido, um país ao nível dos mais civilizados (muitos dos quais, com emigrantes nossos lá…que podem ajudar também, cá na sua terra)! Todos a remarmos para o mesmo lado…conseguimos alcançar o objetivo. Muito obrigado a todos!

Por: Pedro Sousa* (Professor e Diretor do Barcelos na Hora).

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 48
Ir Para Cima