Tag archive

Campeonato do Mundo

Diogo Barbosa, da Moto Galos, é vice-campeão mundial em Ski Júnior GP3.3

Maio 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Manuel Leite conquista bronze em Ski Júnior GP3.2

Portimão recebeu, no passado fim de semana, o Campeonato do Mundo de Aquabike, competição que contou com a participação de jovens da formação Team Jet Ski da Moto Galos.



Diogo Barbosa [Ndr: na foto de destaque com a bandeira portuguesa] sagrou-se vice-campeão mundial em Ski Júnior GP3.3, tendo o título escapado por pouco a este jovem talentoso que também representa a equipa Kev-Racing Team.

Já Manuel Leite também subiu ao pódio, tendo arrecadado a medalha de bronze, em Ski Júnior GP3.2.

Em Juniores, da equipa barcelense, também competiram Matteo Valente (5º) e João Inverneiro (12º), em Ski GP3.3.

Lino Araújo, em motas de água, classe Runabout GP1, ficou em 10º, nesta jornada inaugural.

Fonte e fotos: AMG.

Graça Costa, dos Amigos da Montanha, representa Portugal no Campeonato do Mundo

Abril 4, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Barcelense bate recorde nacional de escalão

A atleta dos Amigos da Montanha, Graça Costa, representou, no último sábado, a Seleção Nacional no Campeonato do Mundo de Pista Coberta de veteranos, realizado em Torun, na Polónia.



Graça Costa correu a Meia Maratona, alcançando um novo recorde nacional de escalão, ao fazer o tempo de 1h32m48s. A atleta dos AM alcançou a 5ª posição no escalão F55 e o 34º lugar na classificação geral feminina.

Graça Costa salienta a sua participação “numa prova com os melhores atletas mundiais em cada disciplina. A meia maratona teve ritmos elevadíssimos, o que forçou a dar o melhor de mim e a conseguir um ótimo resultado. A organização do evento foi excelente, tanto a nível desportivo, como a nível logístico, assim como a comitiva portuguesa, com uma excelente receção aos atletas”, referiu a atleta.

A atleta foi, ainda, chamada a participar no 200m estafetas. “Longe de ser a minha praia, não podia perder a oportunidade de correr na pista com outras grandes atletas”, salientou.

A ANAV – Associação Nacional Atletismo Veterano salientou, também, esta participação na sua página de Facebook: “Portugal esteve representado com uma equipa feminina no escalão F40 e uma masculina no escalão M40. Pelas mulheres, correram a Isabel Ferreira, a Bárbara Moreira, a Ana Macedo e a Graça Costa. Foi impressionante assistir a como uma velocista, uma varista, uma marchadora e uma fundista se fizeram à pista com toda a força que tinham. Terminaram num 7º lugar, com 2h21m08s e a certeza que deram o máximo.”

Fotos: DR.

José Viana, dos Amigos da Montanha, representa Portugal no Mundial de Veteranos

Setembro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado dia 16 de setembro, o atleta dos Amigos da Montanha, José Viana, marcou presença no Campeonato Mundial de Atletismo de Veteranos 2018, que se realizou em Málaga, Espanha.



Em representação de Portugal, o atleta de 58 anos competiu no escalão de M55, com atletas de todo o mundo.

Com o tempo final de 1h24m06s, José Viana alcançou a 17ª posição, tendo sido o 1º português e ficado em 4º na geral por equipas.

Fotos: DR.

Karateca André Martins, d’Os Académicos, convocado para a Seleção Nacional

Agosto 7, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

André Martins, karateca da Secção de Karaté do FC “Os Académicos”, foi convocado para o treino da Seleção Nacional, na categoria de Parakaraté, que se realiza nos dias 7 e 8 de setembro.



O atleta com Síndrome de Down e utente da APAC – Associação de Pais e Amigos de Crianças de Barcelos [Ndr: na foto de destaque com o Mestre José Alves] estará a preparar o Campeonato do Mundo, que se realiza em novembro na capital espanhola, Madrid.

Foto: FCA-SK (alterada).

Matteo Valente, dos Moto Galos, é vice-campeão mundial de jet ski

Julho 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado fim de semana, em Entre-os-Rios, realizou-se o Campeonato do Mundo de Juniores de Jet Ski, em simultâneo com o Europeu de Aquabike.



A Team Jet Ski Moto Galos, de Barcelos, esteve representada por Matteo Valente, Diogo Barbosa, Tomás Silva, Manuel Leite e André Barbosa, que são resultado visível da escola da modalidade que o clube de Barcelos tem aberta desde 2012.

Matteo Valente sagrou-se Vice-Campeão Mundial de Juniores, na categoria de Júnior GP3.3. Depois de ter conseguido um grande 2º lugar na prova de abertura da Copa Ibérica 2018, em Marco de Canaveses, no fim de semana anterior, o jovem piloto voltou a conquistar outro grande resultado, neste caso, de relevo mundial. Esta medalha de prata junta-se ao título mundial alcançado em 2017, mas na classe precedente.

O vencedor da categoria Júnior GP3.3 foi Mattias Reinaas, da Estónia e em 3º ficou o norueguês Martin Dag Drange. O açoriano Vitorino Rodrigues foi 4º classificado, seguindo-se Diogo Barbosa, da Team dos Moto Galos, em 5º. Tomás Silva, igualmente da Moto Galos, terminou numa boa 11ª posição da geral.

E por falar em Diogo Barbosa, este jovem piloto vai participar com a KEV-Racing Team – do austríaco Kevin Reiterer – no Campeonato Nórdico de Aquabike. A próxima prova realiza-se entre 10 e 12 de agosto, na Estónia.

Entre os pilotos mais novos, em Júnior GP3.3, Manuel Leite conseguiu conquistar um grande 2º lugar, logo na sua estreia competitiva a nível mundial. Nesta categoria, o vencedor foi o estónio Ander-Hubert Lauri. O pódio ficou completo com o português Martim Brito, em 3º.

Em Entre-os-Rios esteve em ação, igualmente, André Barbosa, a disputar o Campeonato da Europa. Conquistou o 6º lugar em Ski Division GP2, o 8º em Ski Division GP3 e o 14º lugar em Ski Division GP1, a classe rainha.

Fonte: AMG.

Fotos: DR.

Jogos do Mundial são transmitidos no Campo 5 de Outubro, em Barcelos

Junho 28, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos disponibiliza um ecrã gigante, no Campo 5 de Outubro, onde a população pode assistir a todos os jogos do Campeonato Mundial de 2018, que está a decorrer na Rússia.



Esta iniciativa do Município tem-se revelado um êxito, registando muito boas assistências, sobretudo nos jogos da Seleção Nacional, em que o público chegou às centenas.

O ecrã gigante no Campo 5 de Outubro permite a visualização dos jogos do Mundial num ambiente festivo, de salutar convívio e de muita emoção.

No sábado, às 19h00, Portugal defronta o Uruguai, em jogo dos oitavos de final da competição, prevendo-se uma grande adesão e, em caso de vitória da Seleção Nacional, um agradável ambiente de festa.

Até 15 de julho, dia em que termina o Campeonato do Mundo de Futebol, todos os jogos da competição serão transmitidos em direto.

Fonte e fotos: CMB.

Fez o que tinha a fazer

Outubro 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Vítor Sá Pereira

Olá,”Barcelenses na Hora”!

Espero que tenham tido um bom fim de semana!

Confesso que ando um pouco triste com estes incêndios que colocaram Portugal a arder e que vitimaram centenas de Portugueses! É de uma revolta e impotência tremenda!

Mas pronto…vamos falar de futebol! Quero dar os parabéns à Seleção Nacional, que não fez mais do que sua obrigação e vai estar presente no Mundial da Rússia! O grupo era mais do que acessível e, mesmo assim, gostamos de resolver na última! Mas também confesso que quando o campeonato para, devido aos compromissos da Seleção, sinto que falta algo! Um fim de semana sem jogar o Porto e o Gil Vicente é um vazio tremendo!

Em relação à eliminatória da Taça de Portugal, o Porto fez o que tinha a fazer e venceu, com goleada, um jogo que serviu para rodar jogadores e dar oportunidades a jovens com qualidade, como é o caso, por exemplo, do Diogo Dalot!

Agora é concentrar e virar o foco para a Liga dos Campeões e para o Campeonato! Cada jogo terá que ser encarado como “finais” e as finais são para se ganhar. Se não ganharmos as finais todas, que pelo menos consigámos vencer mais do que os nossos adversários e que isso nos permita ficar sempre à frente.

[Ndr: o presente artigo foi entregue ao Barcelos na Hora antes do jogo do FC Porto na Liga dos Campeões.]

Cumprimentos a todos e bons jogos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

 

Leões de raça, seleção de valor acrescentado!

Outubro 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

José Costa

Neste interregno nas ligas principais do futebol nacional, começo com uma pequena referência ao Futsal, em especial ao do Sporting Club de Portugal, recordando que no dia 10 de outubro, para a Futsal Liga Sportzone, o Sporting bateu o Benfica, por 5 – 2.



Uma outra referência vai para a ronda de elite da UEFA Futsal Cup. Assim que foi confirmada a qualificação do Sporting C. P., o diretor-geral da modalidade – Miguel Albuquerque –, anunciou que o Clube verde e branco iria candidatar-se à organização da fase seguinte; agora, oficialmente confirmada: o Clube leonino ganhou a organização da próxima fase da UEFA Futsal Cup, que será a primeira no Pavilhão João Rocha.  A candidatura dos Leões foi uma das quatro selecionadas pela UEFA, entre sete existentes. Inter Movistar, Pescara e Eto Gyor foram os outros escolhidos.

Sem dúvida, ao nível do futebol, a notícia mais relevante foi o apuramento da Seleção Nacional para o Campeonato do Mundo de 2018, na Rússia. Uma exibição extraordinária frente a uma Suíça que ficou muito aquém do desempenho anterior, em todos os jogos da qualificação.

A seleção portuguesa de futebol, que esteve em todas as grandes competições desde 2000 e repete as presenças em Mundiais de 1966, 1986, 2002, 2006, 2010 e 2014, qualificou-se pela sétima vez, e quinta consecutiva, para a fase final de um Mundial, ao vencer em casa a Suíça, por 2 – 0, e ao conquistar o Grupo B europeu de apuramento, terminando com os mesmos 27 pontos da Suíça, mas com vantagem na diferença de golos (32 – 4 contra 23 – 7).

Claro que não posso deixar de relevar o importante contributo dos selecionados de Fernando Santos oriundos do Sporting e não é por acaso que o clube de Alvalade foi o clube nacional com mais jogadores na seleção AA nos últimos 10 anos.

A melhor escola de formação do Mundo continua a ser um dos principais “abastecedores” de uma das melhores seleções da Europa.

Com especial destaque, desde logo, para Rui Patrício, que na baliza da seleção segurou bem os resultados, que permitiram manter uma diferença positiva nos golos sofridos, com vantagem para Portugal. Os médios Bruno Fernandes e William Carvalho e o avançado Gelson Martins, são outros dos jogadores da seleção provenientes do Sporting.

Sendo certo que durante esta fase de qualificação também Adrien Silva e Fábio Coentrão deram o seu contributo quando foram opção para o selecionador nacional.

Na Liga dos Campeões, o Sporting, apesar da boa réplica que deu frente a uma Juventus – vice-campeã europeia – muito forte, não conseguiu segurar o empate e acabou derrotado nos últimos minutos, por 2 – 1. A sorte começou por favorecer o Sporting, que com um autogolo de Alex Sandro, fruto da insistência de Gelson, ficou na frente do marcador. Acabou o Sporting por sofrer dois golos, sendo que o segundo, a poucos minutos do fim, deixou, mais uma vez, um “amargo de boca”, que resultou em mais uma vitória moral, à semelhança do que sucedeu frente ao Barcelona.

A exibição dos Leões foi, em algumas fases do jogo, de domínio, com uma exibição de muita qualidade do conjunto treinado por Jorge Jesus.

Temos de acreditar que, face ao jogo hoje realizado, pelo menos esta Juventus não se posiciona como equipa imbatível e em Alvalade persiste a possibilidade de surpreendermos, podendo daí resultar um sucesso inesperado e uma forte probabilidade do Sporting seguir em frente, contrariamente àquilo que seria expectável nesta altura da competição.

Ficamos agora a aguardar o próximo jogo do Sporting, frente ao Desportivo de Chaves, já no próximo domingo, dia 22 de outubro. Uma equipa que não facilita e que muitas “dores de cabeça” deu aos Leões noutros jogos e competições no passado recente.

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

 

Barcelense Hugo Pinheiro e Portugal preparam primeiro jogo do Mundial de Futebol Adaptado

Setembro 9, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A competição, que decorre em San Luís, na Argentina, contará com a participação da Seleção Nacional de Futebol Adaptado, que integra o barcelense Hugo Pinheiro. Os jogos iniciam já amanhã e a cerimónia de encerramento está agendada para o próximo dia 23 de setembro.



Este jogador, de Bastuço São João, já teve a sua vida um pouco retratada por uma notícia deste jornal, datada de 5 de setembro último.

Com a ajuda do amigo Miguel Bastos, Hugo Pinheiro fez-nos chegar o relato, na primeira pessoa, do que foi o primeiro dia destes grandes jogadores que, orgulhosamente, nos representam em tão grande competição, no “País das Pampas”.

Eis o que Hugo tem para nos contar:

A hora de despertar, neste primeiro dia de estadia em terras argentinas, foi por volta das 9h00. Seguimos logo diretos para o pequeno-almoço, no hotel, por volta das 9h30. Foi um pequeno-almoço animado onde reinou a boa disposição no seio da equipa.

Em seguida, foi tempo de descontrair um pouco e começar a ativar as pernas, onde aproveitámos para conhecer o vasto espaço verde em torno do hotel, realizando uma caminhada. O passeio matinal acabou por volta do meio-dia (hora local) e, logo de seguida, a equipa regressou aos quartos para repousar até à hora do almoço.

O almoço foi por volta das 13h30 e não podíamos deixar de dar uma nota bastante positiva acerca da gastronomia argentina. Almoço terminado, a equipa recolhe, uma vez mais, aos seus aposentos. É tempo de descansar e preparar a sessão de treinos da tarde.

A sessão da tarde começou por volta das 16h00. Notou-se muita vontade e empenho por parte da Seleção Nacional e foi, claramente, positiva. O treino acabou por volta das 17h30. Tempo de regressar ao hotel… Jantar às 21h00 e recolher obrigatório aos quartos às 22h30. É tempo de descansar e refletir sobre o primeiro dia e restante competição.

Assim foi o primeiro dia da Seleção Nacional de Paralisia Cerebral em solo argentino”.

Fotos: DR.

Barcelenses Hélder Nunes e Rafa são vice-campeões do Mundo em final “imprópria para cardíacos”

Setembro 9, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Realizou-se hoje, em Nanjing – China, a final do Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, colocando frente a frente a seleção portuguesa e a espanhola. O jogo iniciou às 11h30 da manhã, hora portuguesa. E, como diz o título da notícia, foi uma final “imprópria para cardíacos”.



Os dois hoquistas de Barcelos, que jogam no FC Porto, Hélder Nunes e Rafa, integraram a convocatória do seleccionador nacional Luís Sénica, conjuntamente com Ângelo Girão, Pedro Henriques, Nélson Filipe (GR), Diogo Rafael, João Rodrigues, Luís Querido, Reinaldo Ventura, Gonçalo Alves, Henrique Magalhães, João Souto e Ricardo Barreiros.

De salientar que Luís Querido e Reinaldo Ventura foram, até há pouco tempo, jogadores do Óquei Clube de Barcelos (OCB).

O Campeonato do Mundo, disputado na longínqua e sem tradição na modalidade, China, não começou da melhor forma para os selecionados nacionais. Aliás, até o sorteio foi “madrasto” para a seleção portuguesa, ficando esta no chamado “grupo da morte”, com a campeã do Mundo em título, Argentina, a sempre muito forte Itália e uma França cada vez mais competitiva e competente.

Infelizmente, Portugal não arrancou mesmo bem, perdendo com a Argentina por 2-5. Na jornada seguinte, nova derrota, desta feita por 4-2, frente a Itália. Hélder Nunes marcou um golo. Na última jornada, e obrigada a, pelo menos, empatar, para seguir em frente, a nossa seleção venceu a França por 6-5, mas num jogo extremamente difícil, com o golo da vitória a surgir pelo inevitável Hélder Nunes, nos últimos segundos do jogo, já com a França sem guarda-redes na baliza, porque para os franceses apenas a vitória interessava. O barcelense apontou um hat-trick.

Dessa forma, Portugal terminou o grupo em 3º lugar, com 3 pontos em 3 jogos. Fazendo uma pequena analogia, este percurso fazia lembrar o da seleção campeã da Europa de futebol, em França.

Nos quartos de final, Portugal encontrou a seleção do país irmão, Moçambique, seleção de Marinho, jogador do OCB. Desta feita, o resultado foi melhor e mais desnivelado, com uma vitória das cores nacionais por 2-6. Rafa marcou um golo por Portugal e Marinho marcou os dois dos moçambicanos.

Eis, então, que nas meias-finais defrontam-se, novamente, Portugal e Argentina, esta última com um apuramento extremamente difícil frente a Angola, vencendo por 3-4 após prolongamento. Mas o jogo correu imensamente de feição para os portugueses, que venceram por 5-0. O guarda-redes Ângelo Girão esteve em evidência mas o barcelense Hélder Nunes tornou a apontar um hat-trick.

A tão ansiada final chegou, com o “duelo dos duelos” com nuestros hermanos de Espanha. O jogo não correu de feição na primeira metade, com os espanhóis a saírem para os balneários a vencer por 2-0, com golos de Raúl Marin e Jordi Adroher. Mas Portugal voltou do descanso com vontade de inverter as coisas e bem cedo, pelo “habitual” barcelense Hélder Nunes, reduziu para 2-1. O seu companheiro de equipa, Gonçalo Alves, restabeleceu a igualdade. A partir daqui, o jogo entra em contornos épicos e impróprios para cardíacos e “roedores de unhas”.

Assim, Eduard Lamas recoloca os espanhóis a vencer, por 3-2. O tempo foi passando, com os portugueses a tentarem o empate e os espanhóis a gerirem a vantagem, até que Ângelo Girão “perde a calma” e vê o cartão azul. Em consequência, vai 2 minutos para o banco, é substituído por Pedro Henriques e Espanha fica em situação de power-play. Faltavam 10 segundos. Pedia-se um milagre para as cores nacionais evitarem a derrota. Raúl Marin falhou o livre direto e, de seguida, faz falta violenta sobre Diogo Rafael, sendo admoestado com cartão azul. Portugal ganha novo livre direto. As equipas ficam iguais em número de jogadores.

O homem “do costume” é chamado para o momento mais importante do jogo. A 4 segundos (sim, leu bem!) do final do jogo, Hélder Nunes é incumbido de “salvar” Portugal da eminente derrota. Sticka uma vez, duas…e só à terceira consegue marcar o golo do empate, do 3-3, a 1 segundo do fim. O milagre acontecia. O jogo ia para prolongamento.



Mas as dificuldades continuaram. Por ter sofrido golo, Espanha volta a ter a equipa completa, ficando, novamente, em situação de power-play, com Portugal ainda a “pagar” pelo cartão azul a Girão. As duas metades do prolongamento foram enfadonhas, apesar de tensas, pois as duas equipas, mais concentradas em não sofrer golos do que em marcá-los, iam deixando passar o tempo. No entanto, os “corações” de portugueses e espanhóis não se livraram de mais um momento de “alta tensão”, quando Diogo Rafael, a 1 segundo do final (sim, tornou a ler bem!) atirou uma “bomba” de longa distância, levando a bola a embater no poste da baliza espanhola.

Tudo seria decidido nas grandes penalidades. Reinaldo Ventura, Raúl Marin, Hélder Nunes, Pau Bargalló falham as suas. João Rodrigues coloca Portugal a vencer por 0-1. Jordi Adroher falha, tal como Gonçalo Alves. Eduard Lamas restabelece a igualdade a 1. Ricardo Barreiros falha e, mesmo na última grande penalidade, Albert Casanovas consegue desfeitear Pedro Henriques e, para nosso descontentamento, entregar o título aos espanhóis.

Fotos: DR.

Ir Para Cima