Tag archive

Campeonato Nacional

Ténis de Mesa: equipa “A” da Casa do Povo de Alvito tem fim de semana 100% vitorioso

Fevereiro 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No fim de semana passado, a equipa “A” da Casa do Povo de Alvito teve um fim de semana 100% vitorioso, ao vencer a equipa de Vitória de Guimarães, por 3-2, e a do Lourosa por 4-0, em jogos a contar para o Campeonato Nacional de Equipas – 2ª Divisão de Honra.



Campeonato Nacional de Equipas – 2ª Divisão

Já a equipa “B” teve uma jornada dupla, este fim-de-semana, e arrecadou uma vitória frente à equipa do Vitória de Guimarães “B”, por 4-0, e uma derrota frente à forte equipa do Guilhabreu, por 4-2.

Fonte e foto: TM-CPA.

Pedro Silva e equipas de Juniores e Cadetes da ACR Roriz são Vice-Campeões Nacionais de Pista

Janeiro 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O passado fim de semana foi de ciclismo de pista, com o Campeonato Nacional no Centro de Alto Rendimento de Anadia, onde os atletas da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT conquistaram vários resultados de relevo, totalizando 10 medalhas. No sábado, as equipas de Juniores e de Cadetes alcançaram o segundo lugar em perseguição por equipas.



Nesse mesmo dia, em Juniores, na disciplina de Omnium, Pedro Silva foi 4º classificado, João Carvalho 9º e Flávio Fernandes 13º. Em Cadetes, e na mesma disciplina, Diogo Saleiro foi 17º, registando-se também a boa prestação de Lucas Braga, que devido a uma queda ficou impossibilitado de lutar pelos primeiros lugares.

Já no domingo, em Juniores, Pedro Silva foi Vice-Campeão na vertente de corrida por pontos, onde toda a equipa se mostrou em grande nível. Nessa mesma prova, Flávio Fernandes, um dos atletas que mais animou a corrida, foi líder durante grande parte da prova, acabando por descer ao 4º lugar já bem perto do final. João Carvalho foi 14º. Já na vertente de scratch, Pedro Silva foi 3º classificado, João Lobo 9º e Manuel Barbosa 22º. Em Cadetes, na prova de scratch, Sérgio Saleiro foi 9º, Diogo Saleiro 14º e César Eiras foi 15º. Já na corrida por pontos, Diogo Saleiro foi 10º e Sérgio Saleiro foi 17º.

Barcelense João Matias conquista dois títulos nacionais

De destacar, também, o atleta formado nas escolas da ACR Roriz, João Matias, que conquistou dois títulos nacionais, nas disciplinas de eliminação e perseguição individual.

Fonte e fotos: ACRR/DR.

Lances de bola parada ditam empate do Óquei frente ao Sporting de Tomar

Janeiro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo realizado hoje, no Pavilhão Municipal de Barcelos, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) empatou com o Sporting de Tomar (8º). 4-4 foi o resultado final.



A contar para a 12ª jornada do campeonato, o OCB (5º) alinhou de início com Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. Paulo Pereira decidiu deixar no banco, de início, André Almeida, Joca Guimarães, Pedro Silva, Afonso Lima e Marinho.

Já Nuno Domingues, treinador nabantino, optou por colocar Diogo Alves, João Lomba, João Sardo, Paulo Passos e Alexandre Marques no cinco inicial, deixando no banco, de início, José Pereira, Ivo Silva, Hernâni Diniz, João Alves e Pedro Martins.

O jogo foi arbitrado por José Pinto (AP Porto) e Rui Torres (AP Minho).

Quem iniciou de “stick quente” foi Rúben Sousa, que marcou os dois primeiros golos “óquistas”, o primeiro logo aos 2 minutos e o segundo aos 11. Dez minutos depois, Pedro Martins reduziu a desvantagem mas Afonso Lima, dois minutos depois (aos 23 minutos), acabaria por repor a diferença em dois golos, com que o jogo foi para intervalo.

O OCB entrou na segunda parte tal como entrou no início do jogo, ou seja, a marcar cedo. Desta feita, foi João Almeida, aos 2 minutos a abanar com as redes da baliza dos homens vindos da terra dos Templários. No entanto, Pedro Martins, de novo, não quis ficar atrás e, aos 5 minutos, reduziu novamente a desvantagem, marcando o segundo golo da sua equipa, da sua conta pessoal e ficando com o mesmo número de golos apontados de Rúben Sousa.

A vantagem parecia tranquila mas o Sporting de Tomar nunca “virou a cara à luta”. Aos 17 minutos, João Alves tornou a marcar para os forasteiros e colocou o resultado na diferença mínima. Dois minutos depois, e num espaço de 1 minuto, Rúben Sousa teve a oportunidade de colocar os barcelenses com uma vantagem superior. No entanto, falhou duas grandes penalidades seguidas. O resultado continuou igual e a sua conta pessoal de golos também.

Poucos segundos após, e depois de muito tempo com ambas as equipas com 9 faltas, eis que o OCB comete a sua 10ª. Na conversão do respetivo livre direto, Paulo Passos não falhou e colocou o resultado num empate a 4 golos, deixando os adeptos “óquistas” atónitos e preocupados.

Para piorar a situação, depois do Tomar fazer a sua 10ª falta, o capitão Zé Pedro foi incapaz de desfeitear o guarda-redes nabantino e de desfazer o empate. Isto a pouco mais de 2 minutos do final do jogo. Desta forma, o empate a 4 golos acabou por ser o resultado final, penalizando mais os homens da casa que, falhando duas grandes penalidades e um livre direto na segunda parte, acabaram por permitir o empate e não conseguir vencer este jogo.

Na próxima jornada, dia 20 de janeiro, o OCB desloca-se ao difícil terreno da Juventude de Viana, naquele que poderá ser um preâmbulo para os quartos de final da Taça CERS, onde estas duas equipas se defrontarão.

Fotos: Hugo Brito.

Débora Figueiredo é vice-campeã nacional de ciclocrosse e ACR Roriz conquista dois títulos minhotos

Janeiro 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Débora Figueiredo, da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, sagrou-se, este domingo, em Melgaço, Vice-Campeã Nacional de Ciclocrosse (CRO), em Sub-23. A prova que atribuiu os títulos de Campeões Nacionais atribuía, simultaneamente, os títulos de Campeões Minhotos de CRO.



Dois títulos de Campeões Minhotos para a ACR Roriz

O segundo lugar obtido por Débora Figueiredo (para o Campeonato Nacional) foi o suficiente para juntar, ainda, o título de Campeã Minhota.

Já Hélder Gonçalves, atual líder da Taça de Portugal, foi 5° classificado em Juniores, juntando também o título, pelo terceiro ano consecutivo, de Campeão do Minho. Ainda nas contas minhotas, João Lobo foi 3° e Flávio Fernandes 4°. Nas contas do nacional, estes atletas terminaram em 10° e 11°, respetivamente.

Em Cadetes, Lucas Braga e Vítor Costa terminaram na 5° e 6° posição, respetivamente, o que lhes valeu o 2° e 3° lugar no Campeonato do Minho. Ainda em Cadetes, Luís Lobo terminou no 9° lugar.

Em Sub-23, João Salgado, em virtude de um erro de filiação, fez, nesse dia, a sua última corrida pela equipa rorizense e conquistou o 3° lugar no Campeonato do Minho. O atleta, que em 2018, irá representar a RP Boavista foi 10° classificado no Nacional.

Por fim, em Master 40 esteve José Ribeiro a representar a equipa de Roriz. Este atleta fez a sua estreia nesta vertente, tendo terminado no 15° lugar.



A próxima etapa é já no próximo domingo, com a realização do Ciclocrosse Internacional de Valongo, última prova pontuável para a Taça de Portugal.

Fonte: ACRR.

Fotos: Eduardo Campos.

Óquei de Barcelos com derrota pesada frente ao Sporting

Dezembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A contar para a 9ª jornada, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se a Lisboa para defrontar, no Pavilhão João Rocha, o 1º classificado da 1ª divisão, o Sporting.



Com 24 pontos e treinada por Paulo Freitas, a equipa da casa iniciou com André Girão, João Pinto, Matías Platero, Vítor Hugo e Pedro Gil. No banco iniciaram Zé Diogo, Ferran Font, Manuel Coimbra, Caio, Toni Pérez e Henrique Magalhães.

Já os de Barcelos, orientados por Paulo Pereira, iniciaram com Ricardo Silva, Juan López, Zé Pedro, Hugo Costa e João Almeida. De início, no banco, estavam André Almeida, Joca Guimarães, Pedro Silva, Afonso Lima, Rúben Sousa e Marinho.

O jogo foi arbitrado pela dupla Rui Torres (AP Minho) e José Pinto (AP Porto).

O jogo começou intenso com o OCB a marcar primeiro por Marinho, aos 15 minutos, ficando a sensação de ter sido um autogolo de um sportinguista, ao evitar que a bola chegasse ao jogador do OCB. No espaço desse mesmo minuto, Toni Pérez restabeleceu a igualdade, que foi desfeita, logo no minuto seguinte, por Henrique Magalhães, numa stickada de longe e perante a passividade da defensiva barcelense, dando a volta ao marcador. Aos 19m, Afonso Lima foi admoestado com um cartão azul. Na marcação do correspondente livre direto, Pedro Gil obriga Ricardo Silva a grande defesa. Quando todos pensavam que iria tentar marcar na recarga, assiste Ferran Font que bate o guardião do OCB. Assim, ao intervalo o marcador registava um 3-1 para os da casa.

Após o reatamento, logo aos 6m, Vítor Hugo aumentou a contagem para os lisboetas. No mesmo minuto, Rúben Sousa não marca uma grande penalidade. Meia dúzia de minutos depois, o espanhol Pedro Gil voltou a marcar, aumentando o score para os de Alvalade. Aos 16m, João Almeida reduziu para 5-2. No entanto, no minuto seguinte, Caio, na marcação de uma grande penalidade, desfeiteou o guardião barcelense, fazendo o 6-2. A quase 2 minutos do final, foi de novo Pedro Gil a marcar e a fechar o resultado: 7-2 para os da casa.

Apesar do “desnível” no marcador, o jogo foi muito intenso, com poucas faltas – nenhuma equipa chegou sequer à 10ª falta – e com o OCB, por exemplo, a ter mais remates. Mas, como sempre em desportos de golos e pontos, ganhar quem marca mais.

Óquei de Barcelos derrota campeão em título FC Porto

Dezembro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Óquei Clube de Barcelos (OCB) recebeu hoje e derrotou o FC Porto, em jogo a contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional. O jogo realizou-se, claro está, no Pavilhão Municipal de Barcelos, com uma moldura humana muito boa, que em conjunto com a claque Kaos Barcelense, não deixaram de apoiar e puxar pelos jogadores da casa.



Os árbitros foram Joaquim Pinto (AP Porto) e Paulo Rainha (AP Braga).

Paulo Pereira fez alinhar no 5 inicial Ricardo Silva, Juan López, João Almeida, Hugo Costa e Afonso Lima. No banco ficaram André Almeida, Zé Pedro, Joca Guimarães, Rúben Sousa e Marinho.

Já o espanhol Guillem Cabestany apresentou Nélson Filipe, Jorge Silva, Reinaldo García, Gonçalo Alves e Hélder Nunes no cinco inicial, deixando no banco Carles Grau, Telmo Pinto, Ton Baliu, Rafa e Alvarinho.

A primeira parte foi bem disputada, com o jogo, em alguns momentos, a ser de “parada e resposta”. Os guarda-redes foram superiorizando-se aos ataques, com várias defesas. Mesmo assim, o OCB ainda atirou uma bola ao poste. Aos 11 minutos, Juan López foi admoestado com a cartolina azul. Na marcação do livre direto correspondente, Hélder Nunes não conseguiu desfeitear Ricardo Silva. Cerca de 10 minutos depois, foi a vez de Telmo Pinto também ver o cartão azul e o OCB ter direito ao respetivo cartão azul. O jovem Afonso Lima foi encarregue de o marcar mas permitiu a defesa de Nélson Filipe, isto já na repetição pois da primeira vez o guardião portista mexeu-se fora de tempo.

No entanto, 3 minutos depois, Hélder Nunes cometeu grande-penalidade, que, desta feita, foi aproveitada por Rúben Sousa para abrir o marcador, mas apenas na recarga.

Assim, as equipas saíram para os balneários com o OCB a vencer por 1-0.



Logo no reatamento, Joca Guimarães falhou um livre direto a penalizar os visitantes pela sua 10ª falta. Marinho, no entanto, pelo mesmo motivo, mas da 15ª, já não falhou e na recarga fez o 2-0 para o OCB. Apenas 1 minuto depois, por causa das 10 faltas do OCB, Alvarinho teve a oportunidade de reduzir a diferença, de livre direto, mas também não marcou. Cerca de 4 minutos depois, em grande jogada de contra-ataque, Rúben Sousa tornou a marcar para os barcelenses, colocando o resultado em 3-0. A partir daqui, o jogo ficou frenético, com o FC Porto a reduzir, com um desvio de Jorge Silva. Marinho, na marcação de novo livre direto – 20 faltas do FC Porto – desaproveita a oportunidade de aumentar a vantagem. A pouco mais de 30 segundos, Rafa marca e coloca a diferença em 1 golo. Até ao fim, e nos últimos segundos, já sem o guarda-redes Nélson Filipe na baliza, com Alvarinho em campo por sua vez, o FC Porto tentou mas com Ricardo Silva a defender e os restantes colegas a lutarem estoicamente, o OCB conseguiu sair vencedor deste grande jogo de hóquei em patins, sendo a primeira equipa a conseguir derrotar os portistas, em jogos oficiais, esta temporada.

Equipa de natação dos Amigos da Montanha obtém bons resultados no último fim de semana

Dezembro 12, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A equipa de natação Amigos da Montanha/Becri participou, no último fim de semana, em duas competições.



No domingo, realizou-se, no Porto, o Campeonato Nacional de Juvenis e Seniores. O atleta Rui Costa, a competir no escalão de seniores, participou nos 100m costas e, depois de nas eliminatórias ter obtido um novo recorde pessoal, com o tempo de 57,26 e o apuramento para a final, nesta conseguiu um excelente 7.º lugar, com o novo recorde pessoal de 56,94.

Em Ponte da Barca, no sábado e domingo, participaram 10 atletas – 4 cadetes e 6 infantis – no “Torregri de Natal”, de Cadetes e Infantis. A equipa barcelense registou quatro lugares de pódio e 18 recordes pessoais.

Destaque para o 2º lugar de Diana Gomes, cadete B, nos 50m costas/bruços. Esta atleta conquistou, também, o 3º lugar nos 100 livres, 50 mariposa/costas e 50 bruços/livres.

Fonte e foto: AM.

Joaquim Sousa participa na final do Campeonato Nacional Absoluto e é distinguido pela Câmara de Leiria

Dezembro 4, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Neste último fim de semana, de 1 a 3 de dezembro, realizou-se, na zona de Mora e Pavia, o Campeonato Nacional Absoluto em Orientação Pedestre, última prova da Taça de Portugal, onde o barcelense Joaquim Sousa marcou presença.



Logo no primeiro dia, feriado nacional, foi a prova de distância média que marcou o programa, sendo que esta apenas contou para a Taça de Portugal.

Já a do dia seguinte é que serviu de qualificação para a final de domingo, do Campeonato Nacional Absoluto, para a qual apenas se apuravam os 60 primeiros classificados – masculinos e femininos – independentemente do número de atletas que participassem no apuramento.

Sem grande dificuldade, Joaquim Sousa, atleta de Galegos Santa Maria e em representação do Clube de Orientação do Centro – Leiria, classificou-se para disputar a final de domingo, tendo sido o 29º melhor tempo na qualificação, acabando por ser o 14º na final [ndr: o vencedor foi Pedro Nogueira, do ADFA, que surge ao centro na foto de destaque].

No mesmo dia, este último domingo, foi entregue a Joaquim Sousa o Diploma e o troféu correspondente ao Prémio de Mérito Desportivo 2017, da Câmara Municipal de Leiria, atribuído a todos os atletas que foram Campeões durante esta época desportiva (atletas que representem equipas de Leiria ou que sejam de Leiria). Estes prémios foram entregues na 3ª Gala do Desporto de Leiria, realizada no passado dia 18 de novembro de 2017.

A próxima prova da Taça Portugal será em 2018, nos dias 13 e 14 de janeiro.

Fonte e fotos: JS.

Óquei de Barcelos dá luta mas sai derrotado do Pavilhão da Luz

Dezembro 2, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo disputado hoje, para a 7ª jornada do campeonato nacional da 1ª divisão de hóquei em patins, no Pavilhão da Luz, em Lisboa, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) vendeu por “cara” a derrota, em mais um jogo onde os barcelenses saem com queixas das decisões da arbitragem, que neste jogo ficou a cargo de Paulo Almeida (AP Aveiro) e de Sílvia Coelho (AP Braga).



Pedro Nunes fez alinhar o Benfica com Pedro Henriques, Valter Neves, Diogo Rafael, Carlos Nicolia e Jordi Adroher. Como opções no banco tinha João Rodrigues, Tiago Rafael, Miguel Rocha, Vieirinha e Guillem Trabal.

Já Paulo Pereira, treinador do OCB, apresentou Ricardo Silva, Juan López, Zé Pedro, João Almeida e Joca Guimarães. Como opções, tinha Pedro Silva, Hugo Costa, Afonso Lima, Marinho e André Almeida.

Como referido, o Benfica sentiu muitas dificuldades para levar de vencida o bravo conjunto de Barcelos. Aliás, logo aos 2 minutos de jogo, o espanho Juan López colocava o OCB na frente do marcador, situação que conseguiu levar para o intervalo.

Após o reatamento, o Benfica comete a 10ª falta, aos 4 minutos, mas Zé Pedro falha a conversão do livre direto. No entanto, quem não falhou, e logo no minuto seguinte, foi o espanhol Adroher, que na marcação de um livre direto, pela 10ª falta do OCB, igualou o marcador a 1 golo.

O Benfica continuava a ser mais faltoso e atingiu a 15ª falta aos 14 minutos. Desta feita, foi Juan López quem não logrou concretizar o livre direto. Incrivelmente, novamente apenas 1 minuto depois – tal como acontecera aquando do primeiro golo do Benfica – Marinho é admoestado com um cartão azul, levando Nicolia para a marcação do correspondente livre direto. O argentino não se viu rogado e colocou os da casa na frente do marcador, por 2-1.

Aos 20 minutos é a vez do OCB alcançar a 15ª falta, “dando” nova oportunidade a Nicolia de converter um livre direto, que poria o Benfica com uma vantagem mais alargada. No entanto, isso não aconteceu e o resultado ficou pautado pela diferença mínima de um golo. Apenas 2 minutos depois, Zé Pedro teve uma excelente oportunidade de igualar o marcador mas não conseguiu converter uma grande-penalidade.

O jogo ia “aquecendo” e Ricardo Silva, guardião do OCB, foi admoestado com um cartão azul, por volta de meados do minuto 24. Esta era mais uma oportunidade para os da casa distanciarem-se no marcador mas Adroher tornou a falhar e o resultado ficou inalterado até ao fim: vitória do Benfica por 2-1 sobre um OCB que deu muita luta e fez “suar” os de Lisboa.

Na próxima jornada, a 8ª, o OCB tem novo “teste de fogo” frente ao campeão em título FC Porto. O jogo será a 13 de dezembro, com início marcado para as 21h30, no Pavilhão Municipal de Barcelos.

 

Óquei de Barcelos vence Paço de Arcos por 3-2

Novembro 30, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Ontem, no Pavilhão Municipal de Barcelos, defrontaram-se Óquei Clube de Barcelos (OCB), 5º classificado, e CD Paços de Arcos, 8º classificado, em jogo a contar para a 6ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão.



O cinco inicial escolhido por Paulo Pereira, treinador do OCB, foi constituído por Ricardo Silva, Juan López, Zé Pedro, João Almeida e Hugo Costa. Os restantes jogadores disponíveis no banco foram André Almeida, Joca Guimarães, Pedro Silva, Afonso Lima e Marinho.

Já Luís Duarte, treinador dos forasteiros, escolheu Diogo Almeida, Gonçalo Nunes, Nélson Ribeiro, André Centeno e Diogo Silva para o primeiro cinco a entrar na quadra de Barcelos. No banco tinha disponíveis Matraco, Rodrigo Afonso, Bruno Frade, Daniel Homem e Tiago Losna.

O jogo foi arbitrado por Ricardo Leão e Miguel Guilherme (AP Lisboa) e chegou ao intervalo já com os da casa a vencer por 2-0, com golos de Joca Guimarães, aos 21’, e de Zé Pedro, aos 24’. Este último golo foi obtido através da marcação de um livre direto a punir o Paço de Arcos pela 10ª falta de equipa. Curiosamente, sendo a primeira equipa a atingir esse número de faltas, ainda na 1ª parte e sofrendo golo como “penalização”, os jogadores que viajaram do Sul não mais fizeram falta até ao final do jogo.

Aos 5 minutos da 2ª parte, Zé Pedro bisou, colocando o OCB com uma vantagem confortável de 3 golos contra 0. No entanto, esse “conforto” não se fez sentir, pelo menos até ao final do jogo.

Primeiro, porque quem chegou, depois, às 10 faltas de equipa foi o OCB e, aos 7 minutos da 2ª parte, na conversão do livre direto a punir os da casa, Gonçalo Nunes reduziu a desvantagem para 3-1.

Aos 15 minutos, Tiago Losna marca e deixa os visitantes a um golo do OCB e do empate. Dois minutos depois, os da casa fazem a 15ª falta mas, na conversão do correspondente livre direto, Gonçalo Nunes não fez golo. Um minuto depois, Tiago Losna é admoestado com um cartão azul, que “levou” Zé Pedro para a conversão do respetivo livre direto. No entanto, também ele não o concretizou.

Assim sendo, o resultado final manteve-se inalterado, com o OCB a levar de vencida o Paço de Arcos, por 3-2, num jogo que terminou com 17-10 em faltas para as equipas.

Com esta vitória, o OCB soma, agora, 12 pontos, mantendo-se em 5º lugar, com os mesmos pontos do Juventude de Viana e atrás de FC Porto, Sporting, Benfica e Oliveirense, respetivamente.

Na próxima jornada, a 7ª, que se disputa já no próximo sábado, dia 2 de dezembro, o OCB tem uma deslocação dificílima ao pavilhão do SL Benfica, em jogo marcado para as 17h00.

Foto: OCB.

Ir Para Cima