Tag archive

Carlos Sá Nature Events

Carlos Sá vs. Carlos Sá

Março 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Juntos a favor do Banco Local de Voluntariado de Barcelos – COVID-19

Tal como os homónimos Carlos Sá, desafie os seus limites e lute contra este inimigo invisível e de difícil investigação, sendo que, o muito que pode fazer, passa pela salvaguarda da sua saúde e da sua própria vida, permanecendo na sua habitação, respeitando as recomendações e imposições governamentais, da Direção Geral da Saúde, do Município, etc., adotando medidas de proteção e prevenção contra a infeção, deixando o restante trabalho de ajuda a terceiros, para os profissionais de saúde, Forças de Segurança, Bombeiros, voluntários, etc.



Carlos Sá nasceu em 24 de dezembro de 1973 na freguesia de Vilar do Monte, no concelho de Barcelos.

Deu os primeiros passos desportivos com 12 anos na modalidade de atletismo no Núcleo Desportivo da Silva-Barcelos, onde ganhou diversas provas nos respetivos escalões, em campeonatos de pista e corta mato.

Em 2000, fruto do sedentarismo, passou a pesar 90 Kg e a fumar dois maços de cigarros por dia. É então que se transforma, perdendo 30 Kg e tornando-se no atleta de alta competição.

Em 2003 participou numa prova BTT organizada pela Associação barcelense “Amigos da Montanha”, tendo-se feito sócio, frequentou o curso de montanhismo e passou a desafiar os seus próprios limites em provas de escalada e alpinismo nos cumes das mais altas Montanhas dos Pirenéus Aneto e Monte Perdido.

Em 2005, começou a organizar expedições às mais altas montanhas do mundo, na cordilheira do Andes, no Peru, e face à necessidade de treinar muito mais, passou a dedicar-se a corridas em montanha.

A partir de 2008, iniciou a grande caminhada em provas longas, de grande resistência física e psicológica, ou seja, provas de ultra trail onde obteve diversos 1ºs lugares, como por exemplo: Ultra Trail Geira-Gerês, 101 Km Perigrinos-Espanha, Grand Raid dês Pyrénées-França, Ultra Trail Aldeias do Courel-Espanha, Badwater Ultramarathon-Califórnia, EUA, Madeira Island Ultra-Trail-Madeira-Portugal, World Record da Aconcágua-Argentina, e ultrapassou outros enormes desafios, como cruzar a Gronelândia, costa a costa (600 Km), correr 6 vezes a maratona das areias no Deserto do Saara. Concluiu, também, o Tor des Geant (Alpes Italianos-330 Km-sem parar).

Carlos Sá, o grande impulsionador e continua a ser o Embaixador do Trail Running em Portugal, através do projeto “Carlos Sá – Nature Events“, desporto que aumentou exponencialmente os seus praticantes e simpatizantes, nestes últimos anos.

Sempre correu para atingir novos cumes e para ultrapassar as suas próprias metas, “Se fosse só para competir, nada faria sentido.” Mais que correr, fazia-o como estilo de vida e com o lema: “Correr pela vida”.



Já o seu homónimo, Carlos Sá, nasceu em 01 de abril de 1976 na freguesia de Palme, no concelho de Barcelos.

Começou a trabalhar, em 1998, na Cablinal Portuguesa – Indústria de Cablagens automóveis e ingressou em setembro de 2000 na Guarda Nacional Republicana, onde prestou em serviço em Oeiras até 2003 e a partir de 2004 passou a desempenhar funções ao serviço dos cidadãos barcelenses, na GNR de Barcelos.

A trabalhar em Barcelos, efetuou vários cursos de especialização, progressão na carreira e liderou equipas de trabalho que elevaram o bom nome e a imagem da Instituição que orgulhosamente representa. Sob sua coordenação, foram realizadas grandes operações policiais que desembocaram em detenções de grupos criminosos organizados, primando pelo combate à criminalidade especialmente violenta. Foi condecorado pelo Comandante Geral da GNR.

Como formação académica, possui a licenciatura em Criminologia e Cursos avançados em Direito Penal, Igualdade de Género, Psicologia Forense e Cibercrime.

Militar de vocação, dedicação plena à carreira e total entrega ao serviço público, sempre em prol cidadão, sacrificando e abdicando do descanso pessoal e da convivência com a família, sob os princípios que jurou ao abraçar esta profissão, “mesmo com o sacrifício da própria vida”.

De características comuns, podemos salientar que nasceram em freguesias vizinhas do concelho de Barcelos, de famílias humildes e que lutaram pelo futuro desde o zero.

Apesar de toda a dureza e dedicação extrema nas suas atividades, procuram sempre aderir às causas sociais e solidárias, como sejam, organização de eventos para causas sociais da Caritas e de crianças vítimas de doenças crónicas ou raras, com necessidades especiais; ainda participaram nas causas alusivas às vítimas dos grandes incêndios em Portugal, melhoramento das condições da urgência Pediátrica do Hospital de Barcelos, e todos os eventos solidários organizados pelos Amigos da Montanha, Câmara Municipal de Barcelos, Cruz Vermelha, IPSS´s e outras entidades organizadoras, sempre em prol do Povo de Barcelos e outros.

Nesta violenta prova de resistência física e psicológica a que o povo do mundo inteiro se encontra sujeito, no âmbito da pandemia COVID-19, vêm estes dois barcelenses exemplares, habituados e treinados a exercícios de superação pessoal e profissional, associarem-se ao Banco Local de Voluntariado (BLV) de Barcelos do Gabinete da Ação Social e Saúde Pública da Câmara Municipal de Barcelos, para promoção e fomento de medidas de proteção, principalmente, para com os idosos do concelho, das famílias monoparentais e todos aqueles que necessitem de ajuda para que não sejam obrigados a sair de casa, neste momento, em que é imperioso permanecer em casa.

Com este grupo de voluntariado, pretendem ajudar os mais idosos (necessitam de mais proteção que os outros), principalmente os que não possuem autonomia, e outras pessoas que necessitem, estejam em isolamento ou quarentena, através de uma rede de apoio ao sistema de alimentação e medicação por forma a que essas pessoas possam estar em casa tranquilas, se sintam apoiadas, em segurança e com garantias de que nada lhes faltará. Pretende fazer a entrega de bens essenciais ao domicilio para aquelas pessoas que forem triadas pelo sistema em articulação com as juntas de freguesia.

“Nesta ultramaratona da luta pela vida, não saia de casa porque, juntos, vamos escalar o arco-íris e tudo vai ficar bem”, sensibilizam.

Imagens: DR.

Serra Amarela SkyMarathon 2020 tem partida inédita a 340m debaixo de água

Março 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A grande novidade da Serra Amarela SkyMarathon deste ano é a partida das provas Ultra Trail 48km e Trail Longo 30km a 340m debaixo do nível da água da albufeira do Lindoso.



A Central Hidroelétrica do Alto Lindoso tem um salão subterrâneo com mais de dois mil metros quadrados, uma altura de 25m e, no teto, um sistema de iluminação que simula um céu estrelado. “Debaixo de água”, a uma profundidade destas, será uma partida que ficará na memória de todos aqueles que marcarem presença, no dia 14 de junho, nesta SkyMarathon.

Por razões logísticas, as distâncias de 48km e 30km terão um limite de 250 inscrições cada.

A realização deste evento neste fantástico espaço resulta da colaboração entre a EDP, a Carlos Sá Nature Events e o Município de Ponte da Barca, como já vem sendo hábito na prova Internacional Peneda-Gerês Trail Adventure.

Para além deste atrativo, haverá uma subida inicial única, com passagem pelo fantástico Castelo de Lindoso, e um desnível positivo de 1.333 metros em pouco mais de 10 quilómetros de distância. A sala onde será dada a partida situa-se a apenas 27m do nível médio das águas do mar e o alto da Louriça, nona elevação de Portugal Continental, situa-se a 1.360m de altitude.

As vistas incríveis sobre as Serras do Gerês, Peneda e Soajo, assim como sobre todo o Vale do Lima até à sua foz em Viana do Castelo, os trilhos técnicos e as passagens pelas Aldeias preservadas da Serra Amarela, tornam esta prova inédita e única.

Esta será a 3ª edição do Serra Amarela Sky Marathon e, novamente, a aldeia de Entre-Ambos-os-Rios, no Município de Ponte da Barca, será a anfitriã e a base logística para mais um inesquecível evento de trail running.

Será possível competir nas distâncias de 48Km, 30 Km e 15 Km. Todas as provas competitivas pontuarão para o Circuito Nacional da ATRP: os 48k para o Circuito Nacional de Trail Ultra série 100, os 30km para o Circuito Nacional de Trail série 150 e os 15km integram o Circuito Nacional Jovem para os atletas Juvenis e Juniores.

Haverá também uma caminhada de 9 Km, cujo valor reverterá, em parte, a favor dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca.

O evento contará, também, com o Serra Amarela Kids, no qual as crianças, entre os 6 e os 15 anos, poderão correr pequenas distâncias, de carácter não competitivo. As inscrições para o Serra Amarela Kids são gratuitas e poderão ser feitas no próprio dia.

No final das suas provas, todos os participantes terão direito a banhos quentes no Pavilhão Gimnodesportivo da Escola Básica de Entre-Ambos-os-Rios e reforço alimentar na meta.

Para inscrições e mais informações, clicar em: https://www.carlossanatureevents.com/pt/serraamarela.

«Como não Amar[ela]?  💛

…Sem capelas e sem romarias, cruzam-na os lobos, os javalis e as corças … mora nela o sopro claro das livres asas e o riso aberto dos grandes sóis.”»

“Serra Amarela”, por Miguel Torga.

Fotos: DR.

Carlos Sá lança abertura de inscrições dos seus eventos para o ano 2020

Fevereiro 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Eventos sob a chancela da barcelense Carlos Sá Nature Events

Este ano, a Carlos Sá Nature Events brindará os amantes do trail e da corrida em Natureza com sete “magníficos eventos”, de acordo com a empresa.



A edição especial comemorativa do 10º aniversário do “Grande Trail Serra d’Arga – GTSA 2020”, será sem dúvida um dos pontos altos do ano. Contando com o apoio dos Municípios de Viana do Castelo e Caminha, das Juntas de Freguesia locais e vários patrocinadores, a Serra d’Arga será, novamente, palco para mais uma grande competição do trail running nacional.

Será nos dias 20, 25, 26 e 27 de setembro de 2020 que os cerca de 2500 atletas esperados competirão em seis provas de vários níveis de dificuldade e para todas as idades e perfis:

– “GTSA Vertical”: no dia 20 de setembro, com partida em Estorãos e chegada no Alto da Sra. do Minho;

– “GTSA Sunset Aventura 15km”: no dia 25 de setembro, incluindo travessia do rio Minho em kayak e corrida no Monte de Sta. Tecla em Espanha;

– “GTSA Trail Ultra 43km”: no dia 26 de setembro, com início e fim na aldeia de Dem, no Município de Caminha;

– “GTSA Trail Longo 25km” e “GTSA Trail Curto 15km/ Caminhada”: no dia 27 de setembro, com partida e chegada a S. Lourenço da Montaria, no Município de Viana do Castelo;

– “Trail Jovem”: no dia 27 de setembro pelas 14h00, junto ao local de meta em S. Lourenço da Montaria, estando previstos vários escalões e distâncias (desde os 250 aos 2100 metros).

Este ano, a prova de “GTSA Trail Ultra 43km” integrará o novo Circuito “ATRP PRO League”, uma organização conjunta da Associação de Trail Running de Portugal e dos organizadores que o integram. O “GTSA Trail Longo 25km” é também uma das provas que integra o Calendário do Circuito Nacional de Trail da ATRP. O “GTSA Trail Curto 15km” integra o Circuito Nacional Jovem da ATRP para os atletas Juvenis e Juniores.

No dia 25 de setembro, pelas 21h15, haverá ainda tempo para uma Mesa redonda “GTSA – 10 anos de história” no âmbito da comemoração do 10º aniversário daquele que é um dos mais emblemáticos eventos do calendário de provas do trail nacional.

Mas o calendário de provas da Carlos Sá Nature Events iniciará alguns meses antes, de 29 de abril a 3 de maio 2020, com mais uma edição do “Peneda-Gerês Trail Adventure”, uma prova de etapas que, durante 5 dias, levará os participantes a percorrer alguns dos mais belos locais do único Parque Nacional do País: o Parque Nacional Peneda-Gerês.

Uma prova multicultural que conta já com atletas inscritos de 20 nacionalidades. “Uma excelente forma de dar a conhecer algumas das paisagens mais belas do nosso país, a nossa fantástica gastronomia e a nossa encantadora hospitalidade”, refere a empresa.

Integrada neste evento está a prova aberta “Trans Peneda-Gerês”, prova de apenas 1 dia, que ocorrerá no dia 2 de maio, na qual os participantes se poderão desafiar nas distâncias de Ultra Trail Endurance 105km, Ultra Trail 55km e Trail Longo 23km.

A distância de Ultra Trail Endurance 105km é uma das várias novidades deste ano 2020 e irá, certamente, pôr à prova os que ousem desafiar-se pelo belíssimo trajeto de montanha que liga a Vila de Montalegre à Vila do Gerês.

No dia 14 de junho será a vez da 3ª edição da “Serra Amarela Sky Marathon”. A aldeia de Entre-Ambos-os-Rios, no Município de Ponte da Barca, será a anfitriã e a base logística para mais um evento de trail running que irá apaixonar os praticantes da modalidade. Será possível competir nas distâncias de 48Km, 30 Km e 15 Km. Os 15km integram o Circuito Nacional Jovem da ATRP para os atletas Juvenis e Juniores. Haverá, também, uma caminhada de 9 Km, cujo valor reverterá em parte a favor dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca.

As várias provas terão partida e chegada na aldeia de Entre-Ambos-os-Rios, no Município de Ponte da Barca. O evento contará também com o “Serra Amarela Kids”, no qual as crianças entre os 6 e os 15 anos poderão correr pequenas distâncias, de carácter não competitivo. As inscrições para o “Serra Amarela Kids” são gratuitas e poderão ser feitas no próprio dia.

Outubro trará a 2ª prova por etapas do calendário: o “Foz Côa Douro Trail Adventure”. De 3 a 9 de outubro 2020, os participantes irão percorrer várias localidades do, internacionalmente reconhecido, Alto Douro Vinhateiro e terão a sua base logística no Centro de Alto Rendimento do Pocinho, na pitoresca Vila Nova De Foz Côa.

Já na reta final do ano, em novembro e dezembro, desenrolar-se-ão os dois últimos eventos do ano: o “Penacova Trail do Centro” e a “Gerês Extreme Marathon”.

O “Penacova Trail do Centro” é uma organização da Carlos Sá Nature Events® com o apoio e colaboração da Câmara Municipal de Penacova e acontecerá a 8 de novembro 2020. Os participantes poderão desafiar-se em quatro percursos de diferentes níveis técnicos e distâncias. Estes percursos são acessíveis a todos os tipos de atletas, podendo optar pelo Ultra Trail (42km), Trail Longo (27 km), pelo Trail Curto (17 km) ou pela Caminhada Solidária (10 km de distância, que também podem ser feitos a correr), cujos fundos vão reverter em parte para os Bombeiros Voluntários de Penacova, honrando, desta forma, o trabalho excecional desta grande instituição.

O fim de semana de 5 e 6 de dezembro marcará o encerramento do ano desportivo para a Carlos Sá Nature Events, com mais uma edição da Maratona de estrada mais dura e mais bela do mundo: a “Gerês Extreme Marathon”.

Percorrendo as estradas de montanha do Parque Nacional Peneda-Gerês, os participantes irão usufruir de paisagens e cenários de montanha incríveis, rodeados de vegetação luxuriante e verdejante, em várias distâncias competitivas: 42km, 32km, 21km, 14km e Extreme Mile.

Mais informações e inscrições em:

https://www.carlossanatureevents.com/pt/gtsa

https://www.carlossanatureevents.com/pt/pgta

https://www.carlossanatureevents.com/pt/fcdta2020

https://www.carlossanatureevents.com/pt/tpg

https://www.carlossanatureevents.com/pt/serraamarela

https://www.carlossanatureevents.com/pt/pntc

https://www.carlossanatureevents.com/pt/gema

Fotos: DR.

Gerês Extreme Marathon® termina com vencedores a baterem recordes de tempo final

Dezembro 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No fim de semana de 30 de novembro e 1 de dezembro, as ruas da Vila do Gerês receberam os atletas que se aventuraram a participar na 6ª edição da Gerês Extreme Marathon.



Este evento foi organizado pela barcelense Carlos Sá Nature Events, com a supervisão do conceituado ultramaratonista português Carlos Sá, em parceria com a Câmara Municipal de Terras de Bouro e com o apoio dos patrocinadores: Impetus, Milaneza, Ecomobile – Aluguer de Automóveis, 4moove, Chocolates Avianense, Água do Fastio e OZ Energia.

Percorrendo as estradas de montanha do único Parque Nacional de Portugal – o Parque Nacional Peneda-Gerês, os 1300 atletas de 17 nacionalidades que se aventuraram na Gerês Extreme Marathon usufruíram de paisagens e cenários de montanha incríveis, rodeados de vegetação luxuriante e verdejante. A harmonia com as florestas nativas portuguesas e com o silêncio tão característico da montanha do Parque Nacional Peneda-Gerês foram apenas quebrados pela dureza e desnível positivo da prova.

O primeiro atleta a cortar a meta, na distância de 42 Km, e a bater em 6 minutos o recorde anteriormente estabelecido, foi o português José Gaspar, do Belenenses, que, pela primeira vez e com o tempo de 2h42m14s, vence a prova rainha do evento, não dando hipótese aos seus mais diretos concorrentes. Partilharam o pódio, os atletas Bruno Ferreira, da Team Lantemil, com 02h45m33d, em 2º lugar, e no 3º lugar, Edgar Resende (SIM Summit), com o tempo de 03h10m07s.

Nas concorrentes femininas, foi Fátima Melo (individual) quem conquistou o lugar mais alto no pódio, com 03h14m19s, batendo, também em 6 minutos, o seu próprio recorde da prova. Seguiram-se Cristiana Ferreira, com 04h00m16s, e Blandine Craveiro (Marão Trail), com 04h14m53s.

Para além da prova rainha de 42 km, a Gerês Extreme Marathon contou também com mais quatro provas em diferentes distâncias: Extreme Mile, 32 Km, 21 Km e 13 Km. Todas as provas tiveram partida e chegada no centro da Vila do Gerês.

No sábado, dia 30 de novembro, decorreu a 3ª edição da Extreme Mile. Num desafio curto, mas bastante exigente e audaz, os intrépidos participantes tiveram de correr uma milha com uma inclinação média de 35% e 525 metros de desnível positivo. Com partida na Albufeira da Caniçada e com chegada no miradouro das Voltas de São Bento, os atletas percorreram a árdua distância tendo como pano de fundo a bela paisagem da Albufeira da Caniçada ladeada pelas suas belas montanhas. O grande vencedor da Extreme Mile foi Alex Tondela, do Montanha Clube TrailRunning/EFAPEL, que só precisou de 00h21m01s para percorrer a totalidade do percurso e colocar-se no primeiro lugar do pódio. Já no lado feminino, foi Renata Gonçalves (individual), com o tempo de 00h26m19s, quem se sagrou vencedora.

Houve ainda tempo para que os participantes colaborassem na plantação de árvores autóctones, que se realizou junto à linha de meta da Extreme Mile, contribuindo, assim, para reflorestação das montanhas do nosso país e para a preservação dos espaços que são utilizados para a realização destes eventos.

“Em mais um ano consecutivo, a Gerês Extreme Marathon mostra ser uma ótima oportunidade para dar a conhecer uma das mais belas regiões de Portugal, as suas gentes, os seus costumes e a sua gastronomia, não só aos milhares de atletas nacionais que participam e suas famílias, bem como aos atletas internacionais cuja participação vai aumentando ano após ano, revelando-se assim um importante porta-estandarte na promoção de Portugal, do Minho e em particular do Parque Nacional Peneda-Gerês”, refere a organização em nota.

Nas restantes provas competitivas, os resultados foram os seguintes:

Prova de 32Km (masculino)

– Nuno Fernandes (CLUBE ATLETISMO FAFE) – 02h07m48s

– Emílio Carvalho (THE ROOKIES) – 02h08m22s

– Eusébio Fernandes (INDIVIDUAL) – 02h30m38s

Prova de 32Km (feminino)

– Paula Rios (VIANA RUNNING) – 02h43m21s

– Sofia Pimenta (LION RUNNERS – G. D. LEÕES DA GUARDA) – 02h48m35s

– Cristina Iglésias (VIANA RUNNING) – 02h56m49s

Prova de 21Km (masculino)

– Nelson Feiteira (GRUPO DE CORRIDA DE ARGONCILHE) – 01h23m16s

– Federico Conde (CASTRO-TRAIL) – 01h23m45s

– José Afonso (Hosp. SANTA MARIA RT) – 01m25m54s

Prova de 21Km (feminino)

– Alejandra Hernández (INDIVIDUAL) – 01h48m46s

– Cidália Novais (RINUS FAFE) – 01h50m46s

– Helena Sousa (VIANA RUNNING) – 01h54m26s

Prova de 13 km (masculino)

– Hélder Oliveira (SOCIEDADE RECREIO CEPANENSE) – 00h50m04s

– José Ferreira (INDIVIDUAL) – 00h50m09s

– José Pires (SOCIEDADE RECREIO CEPANENSE) – 00h50m28s

Prova de 13 km (feminino)

– Ana Kukutschka (INDIVIDUAL) – 01h01m32s

– Francisca Martins (INDIVIDUAL) – 01h03m28s

– Cristina Carneiro (SOCIEDADE RECREIO CEPANENSE) – 01h08m53s

A 7ª edição da Gerês Extreme Marathon já tem data marcada para o próximo ano. Voltará a percorrer as ruas do Parque Nacional da Peneda-Gerês a 5 e 6 de dezembro de 2020. “Não percas!”, deixa, em forma de desafio, a organização.

Fotos: DR.

Carlos Sá Nature Events organiza “Sistelo Extreme Marathon 2019”

Outubro 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado domingo, dia 20 de outubro, realizou-se a 2ª edição da “Sistelo Extreme Marathon”, um projeto da Carlos Sá Nature Events®, em parceria com o Município de Arcos de Valdevez e Junta de Freguesia de Sistelo, que levou até à maravilhosa Aldeia de Sistelo cerca de 600 participantes oriundos de 10 países.



A “Sistelo Extreme Marathon®” é uma prova única, que combina percursos em ecovia, estradas de montanha, e, numa pequeníssima percentagem, percurso em trilho. Ao longo dos diferentes percursos, os participantes puderam maravilhar-se e apreciar a paisagem verde e luxuriante da região, de frescura abundante e banhada pelo encanto do Rio Vez, terminando na magnífica aldeia de Sistelo, também conhecida pelo “Pequeno Tibete Português” e recentemente classificada como uma das “7 Maravilhas de Portugal”.

Praticamente todos os percursos decorreram dentro do Município de Arcos de Valdevez, um dos cinco que integram a área do único Parque Nacional do país, o Parque Nacional Peneda- Gerês, classificado como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO em 2009.

Na prova rainha, a “Eco Marathon 42Km”, foi Germano Figueira quem levou a melhor, com 3h30m12s. Daniel Costa, do Clube de Atletismo de Fafe, com 3h40m05s, ficou em 2º ligar, e Bruno Maia fechou a tríade do pódio masculino desta distância, com um tempo de 3h41m10s.

Nas mulheres, Juliana Onuma, da Viana Running, conquistou o lugar mais alto do pódio com 4h34m07s, 11 minutos antes de Maria Lopes, que conquistou o 2º lugar dos femininos, em 4h45m53s.  A atleta da Relative Team, Karolina Janosikova, chegou em 3º lugar com 4h45m56s.

Já na “Eco Race 32Km” foi Rúben Veloso, da Academia Desportiva de Arcos de Valdevez, quem arrebatou o 1º lugar, em 2h25m34s. Gonçalo Cruz, individual, com um tempo de 2h41m04s, classificou-se em 2º lugar, e Fernando Carvalho, da Nós Acreditamos, com 2h50m03s, ocupou o último lugar do pódio.

Gabriela Pereira foi a primeira das mulheres a cortar a linha de chegada com 3h24m14s, seguida da segunda classificada, a atleta da Academia Desportiva de Arcos de Valdevez, Paula Costa, que terminou o percurso em 3h29m49s. Fechou a tríade do pódio a atleta Maria Marinho, do Viana Running, com 3h41m10s.

Na “Eco Half Marathon 21km”, Duvernet Pierre foi o 1º, com um tempo de 1h34m38s, com uma vantagem de apenas alguns segundos em relação ao 2º classificado, Eusébio Fernandes, do Clube de Atletismo de Fafe, que terminou em 01h35m11s. Filipe Sousa foi o 3º a atravessar a meta, com um tempo de 1h36m55s. A atleta do Viana Running, Cristina Iglésias, foi a primeira mulher a cortar a meta, conquistando, assim, o mais alto lugar no pódio feminino, com um tempo de 1h53m33s. A atleta Helena Sousa, também do “Viana Running”, classificou-se em 2º lugar, com 1h54m04s, e, aproximadamente um minuto depois, chegou Joana Fernandes, da Akuafit Runners, que fechou o pódio das mulheres.

Por fim, na “Eco Race 13km”, o pódio masculino foi composto por Pedro Pontes, da Seri Trail Team, com 1h06m30s, por José Miranda, com 1h06m32s, e Rafael Morais, com 1h07m19s. No setor feminino, foram as atletas Cristiana Ferreira, com 1h23m10s, Diana Costa, com 1h29m11s, e Nathalie Afonso, da Academia Desportiva de Arcos de Valdevez, com 1h29m46s, que ocuparam os lugares mais altos do pódio.

O evento contou, ainda, com uma caminhada solidária de 7km cujos fundos reverteram para os Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez, honrando, desta forma, o trabalho excecional desta grande instituição.

“A Organização agradece a todos quantos participaram e se desafiaram nos trilhos lindíssimos de Arcos de Valdevez e Sistelo tornando este dia em ‘Uma Maravilha de Festa’”, refere em nota.

Agradece ainda a confiança depositada por todos os que apoiaram a realização deste evento: Município de Arcos de Valdevez, Junta de freguesia de Sistelo, Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez, Milaneza, Ecomobile, Avianense, 4Moove, Impetus, Água do Fastio e Crédito Agrícola Caixa do Noroeste.

Fonte: CSNE.

Fotos: Nélson Costa.

Atletas de três continentes em prova organizada pela Carlos Sá Nature Events

Outubro 17, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Três Patrimónios da Humanidade visitados na “Foz Côa Douro Trail Adventure”

Atletas vindos de 12 países fizeram da região do Douro e Foz Côa a sua casa. Viveram durante 7 dias um sonho que os fez usufruir de uma experiência única: correr em três Patrimónios da Humanidade.



Foram-lhes guiados os passos por entre locais tão emblemáticos como: Porto, Lamego, Torre de Moncorvo, São João da Pesqueira, Figueira de Castelo Rodrigo, Marialva e Vila Nova de Foz Côa.

Correram entre muralhas com centenas de anos, entre vinhas absolutamente maravilhosas e no único parque natural privado de Portugal – a Reserva da Faia Brava.

A 2ª edição do “Foz Côa Douro Trail Adventure” terminou em clima de festa, de companheirismo, de amizade, com muita emoção e algumas lágrimas à mistura. A saudade e a vontade de voltar no próximo ano eram bem visíveis no rosto dos participantes.

Foi de 5 a 11 de outubro que se desenrolou esta fantástica aventura, juntando, nesta edição, cerca de 80 atletas, oriundos de 12 nacionalidades, estando representados países como Singapura, Suíça, Brasil, Holanda, Alemanha, França, Reino Unido, Espanha, Israel, Bélgica, Hungria e Portugal distribuídos por 3 continentes.

O evento foi organizado pela Carlos Sá Nature Events e pelo Município de Vila Nova de Foz Côa, com o apoio de vários patrocinadores e outros municípios da região duriense, tais como; Lamego, Torre de Moncorvo, São João da Pesqueira, Pinhel, Mêda, Figueira de Castelo Rodrigo. O Centro de Alto Rendimento de Remo e Canoagem do Pocinho foi a base logística para o evento.

Ao longo da semana, os atletas percorreram grande parte da região do Alto Douro Vinhateiro, correndo em cada dia uma determinada distância, mais longa ou mais curta, conforme tivessem optado pela versão Advanced ou Starter, respetivamente.

“O evento foi pensado para que os participantes pudessem disfrutar das paisagens de uma das mais belas e emblemáticas regiões de Portugal – o Alto Douro Vinhateiro (duplamente reconhecida pela UNESCO como património da Humanidade, quer pelos vinhedos quer pelas gravuras rupestres existentes na região. Mas foi também objetivo da organização dar a conhecer um pouco da história, da cultura e da gastronomia da região, complementando todos os dias de corrida com um momento cultural e de degustação dos sabores típicos”, referiu a organização.

O evento iniciou com uma etapa de corrida não competitiva, no sábado, dia 5 de outubro, na Zona Histórica do Porto. Nesta etapa, os participantes, guiados pelo seu anfitrião Carlos Sá, puderam apreciar as ruas pitorescas e monumentos de interesse da cidade, que foi reconhecida pela UNESCO em 1996 como Património Cultural da Humanidade, e vivenciar a energia e o reboliço citadino que tão bem a caracterizam na atualidade.

Ao longo da restante semana, os participantes puderam desafiar-se pelos trilhos do Vale do Douro, intercalando etapas mais longas e técnicas com outras mais curtas e menos duras, numa viagem que também os levou pela história remota de Portugal, os transportou pelas paisagens e sabores da região e os fez experienciar o calor e o bem receber das gentes portuguesas. 

O evento finalizou no dia 11 de outubro com uma etapa que se iniciou no carismático Museu do Côa e terminou no centro de Vila Nova de Foz Côa. 

Os resultados desta “aventura” foram:

Versão Advanced:

Vicente Juan García (ESP) – 13h17m05s.

César Picinin (BRA) – 13h28m16s.

Antonio Villegas (ESP) – 13h41m58s.

Versão Advanced:

Cláudia Nogueira (BRA) – 17h40m20s.

Maria Gerber (BRA) – 18h47m51s.

Liz Bailey (GBR) – 20h21m32s.

Versão Starter:

Bart-Jan Westerhof (HOL) – 11h23m00s.

Daniel Grenha Fonseca (POR) – 11h48m59s.

Garrad Bailey (GBR) – 19h27m07s.

Versão Starter:

Flávia Silva (BRA) – 13h17m33s.

Claudia Fasol (HOL) – 14h07m16s

Luciana Valle (BRA) – 18h15m24s.

A organização encontra-se já a trabalhar para fazer crescer a família do “Foz Côa Douro Trail Adventure”. As datas para a 3ª edição desta “aventura” já estão definidas: de 3 a 9 de outubro de 2020 e as inscrições já se encontram abertas.

Mais informações e inscrições em: www.carlossanatureevents.com (basta clicar no link para aceder automaticamente).

Fonte: CSNE.

Fotos: DR.

Grande Trail Serra D’Arga 2019 com cerca de 2300 atletas

Setembro 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Condições climatéricas adversas não afastaram trail runners

Nos últimos nove anos, todos os finais de setembro, a Grande Festa de Trail Running ruma ao Alto Minho e tem a Serra d’Arga como palco principal. “Comprovando que este evento é muito mais do que uma prova desportiva, é a celebração da família do trail, um encontro de amigos em comunhão com a Natureza, é momento de superação pessoal e transposição de limites”, refere a organização.



A edição de 2019 realizou-se nos dias 21 e 22 de setembro e trouxe, uma vez mais, inúmeros desafios a todos quantos se puseram à prova nestas montanhas do Alto Minho.

No sábado, dia 21 de setembro, foi debaixo de chuva intensa (que não deu tréguas o dia todo) que cerca de 1100 atletas competiram nas distâncias de Ultra Trail 55km e Trail Longo 37 km. Ambas as distâncias integravam os circuitos da ATRP e a distância de 37km foi, também, palco para a disputa dos títulos do Campeonato Nacional de Trail. Ambas as provas foram circulares, com partida e chegada na aldeia de Dem, no Município de Caminha.

Os grandes vencedores na prova rainha de 55km foram Carlos Ferreira, da SIM SUMMIT, com 05h30m18s, e Elisabete Santos, da TEAM LANTEMIL, com 07h24m02s, respetivamente, nos setores masculino e feminino.

Já no que diz respeito à distância de 37km, Dário Moitoso, do CIAIA (Clube Independente de Atletismo Ilha Azul), e Inês Marques, da Into the World, sagraram-se Campeões Nacionais de Trail com, respetivamente, 03h26m42s e 04h30m17s. Também nos 37km, mas na prova aberta, os grandes vencedores foram Danilson Pereira, com 03h57m30s, e Inês João, da Saca Trilhos Anadia, com 04h53m47s.

No domingo, dia 22 de setembro, decorreram em simultâneo duas provas competitivas: o Trail Longo (27km) e o Trail Curto com (17km). Teve ainda lugar uma caminhada de 12km e GTSA Kids. Todas as provas foram circulares, com partida e chegada em S. Lourenço da Montaria, no Município de Viana do Castelo.

Os classificados nos lugares mais altos do pódio dos 27km foram Wilson Cabral, da Emicela Team, com 02h17m44s, e Renata Gonçalves, com 03h12m43s. Os grandes vencedores na distância de 17km foram Rui Almeida e Edena Lima, ambos da Emicela Team, com, respetivamente, 01h14m03s e 01h40m35s.

Esta edição contou com seis provas de vários níveis de dificuldade e para todas as idades e perfis: GTSA Ultra Trail 55Km, Trail Longo 37Km, Trail longo 27Km, Trail Curto 17Km, Caminhada 12Km e o GTSA Kids para os mais jovens.

Este ano, marcaram presença cerca de 2300 atletas, oriundos de vinte e dois países diferentes, com destaque para Espanha, França, Cabo Verde e Portugal. Apesar de forte contingente de atletas internacionais, a 9ª edição do Grande Trail Serra d’Arga foi dominada por atletas portugueses na prova rainha, tanto na vertente masculina, como feminina.

O Grande Trail da Serra D´Arga é organizado pela Carlos Sá Nature Events® com o apoio e colaboração das Câmaras Municipais de Caminha e Viana do Castelo, Juntas de Freguesias de Dem, São Lourenço da Montaria, Estorãos, Arga S. João, Arga de Cima e Arga de Baixo, Amonde, Gondar e Orbacém. Foram ainda parceiros desta edição a Impetus, 4moove, Ecomobile rent-a-car, Milaneza, Chocolates Avianense, Água do Fastio, EuroBic, Libargel e Delta Cafés.

“A Organização agradece a todos os atletas a participação, a resiliência, o companheirismo e o civismo demonstrados, sob condições climatéricas tão agrestes, num dia que ficará para sempre gravado nas memórias de todos quantos se puseram à prova e se superaram”.

A Grande Festa do Trail Nacional já tem data marcada para o próximo ano.  A “romaria” à Serra d’Arga será a 26 e 27 de setembro de 2020.

Fotos: DR.

Desafio Vertical do Grande Trail da Serra d’Arga cancelado

Setembro 13, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A organização do Grande Trail da Serra d’Arga, a barcelense Carlos Sá Nature Events, informa que o Desafio Vertical da prova, a realizar amanhã – 14 de setembro – foi cancelado devido ao Estado de Alerta decretado para todo o país até às 24h00 de sábado.



De acordo com a empresa, apenas hoje, dia anterior, é que a organização foi informada pelas entidades competentes (Proteção Civil, GNR e ICNF) de que não tinha permissão para realizar o Desafio Vertical.

De igual forma, ficou cancelada a apresentação oficial do evento, que estava agendada para o mesmo dia, na Junta de Freguesia de Montaria, pelas 12h00.

No entanto, toda a programação para os dias 21 e 22 de setembro mantém-se conforme previsto, para a qual a organização reitera “o convite para estarem presentes”.

Imagem: CSNE.

Grande Trail Serra d’Arga 2019 adiado para 14 de setembro

Setembro 6, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Prova adiada devido à situação de alerta para Portugal Continental

Pelo 9º ano consecutivo, a Carlos Sá Nature Events brinda os amantes do trail com mais uma edição do Grande Trail Serra d’Arga – GTSA 2019. Contando com o apoio dos Municípios de Viana do Castelo e Caminha, das Juntas de Freguesia locais e vários patrocinadores, a Serra d’Arga será, novamente, palco para mais uma grande competição do trail running nacional.



No entanto, em virtude do despacho  conjunto do Ministro da Administração Interna e do Ministro da Agricultura Florestas e Desenvolvimento Rural, que  declara “Situação de Alerta para o período compreendido entre as 00h do dia 4 de Setembro e as 23h59 do dia 8 de setembro de 2019, para todo o território de Portugal Continental” e decreta “Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta contra Incêndios (PMDFCI), bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais.”, e do parecer desfavorável do ICNF, a organização ficou impedida de realizar a prova GTSA Desafio Vertical no próximo domingo 8 de setembro 2019.

Assim, tudo começará na manhã do dia 14 de setembro 2019 (prova adiada em uma semana) com o GTSA Desafio Vertical, que marcará de forma festiva a apresentação oficial da prova. O GTSA Desafio Vertical será, de resto, uma das grandes novidades desta 9ª edição, na qual os participantes poderão desafiar-se, quer por trilho, quer por estrada, para atingir o mítico Alto da Sra. do Minho. A partida de ambas as provas será em simultâneo, mas com localizações diferentes: o Desafio Vertical Trilho partirá da aldeia de Estorãos e o Desafio Vertical Estrada partirá da aldeia da Montaria. A disputa entre os apreciadores da corrida de estrada e os apreciadores dos trilhos espera-se renhida, numa das subidas mais emblemáticas do Grande Trail Serra d’Arga!

Ao Desafio Vertical seguir-se-á a conferência de imprensa para a apresentação oficial do GTSA 2019, na Junta de Freguesia da Montaria, pelas 12h00, com a presença do Diretor do Evento, o ultramaratonista Carlos Sá, e das demais entidades parceiras.

A festa continuará no fim de semana de 21 e 22 de setembro com as restantes distâncias competitivas. A organização espera, como habitualmente, a participação de cerca de 2500 atletas que competirão em seis provas de vários níveis de dificuldade e para todas as idades e perfis: GTSA Ultra Trail 55 Km, Trail Longo 37 Km e 27 Km, Trail Curto 17 Km, Caminhada 12 Km e Trail Jovem.

Este ano, os novos campeões do Campeonato Nacional de Trail ficarão a ser conhecidos no GTSA 37KM. O GTSA 55km é, também, uma das provas que integra o Calendário do Circuito Nacional de Ultra Trail da ATRP.

A menos de 1 mês da prova estava já confirmada a presença de atletas oriundos de 19 países diferentes, com destaque para Portugal, Espanha, Cabo Verde e Estados Unidos da América.

“O GTSA é mais que uma prova de Trail. É um encontro de amigos, uma celebração em família, um destino de lazer e diversão. Não faltes a um dos mais emblemáticos eventos do calendário de provas do trail nacional. Vem participar ou apoiar os atletas e maravilhar-te com a beleza da majestosa Serra d’Arga”, conclui a organização.

Foto: CSNE.

Serra Amarela Sky Marathon 2019: Como não continuar a Amar[ela]?

Junho 19, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A 2ª edição da Serra Amarela Sky Marathon decorreu no passado domingo, dia 16 de junho. A aldeia de Entre Ambos-os-Rios, no Município de Ponte da Barca, foi mais uma vez a anfitriã para mais uma grande festa dos amantes da corrida em Natureza, organizada pela Carlos Sá Nature Events, em parceria com o Município de Ponte da Barca e a Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.



A beleza ímpar da Serra Amarela, com os seus trilhos técnicos e desafiadores, as aldeias pitorescas e as simpáticas gentes minhotas que sabem receber bem, acolheram os cerca de 1000 participantes no evento.

O evento contou com quatro provas competitivas: 48km, 33, 23 e 15 km, sendo que a distância rainha de 48km fazia parte da Taça de Portugal SKY da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal. As distâncias de 23km e 15km também integravam competições da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal: a Taça de Portugal da Juventude e a Taça de Portugal de Juvenis respetivamente.

O evento contou, ainda, com uma caminhada de 9km, revertendo parte do valor da inscrição a favor dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca. Todas as provas tiveram partida e chegada na aldeia de Entre-Ambos-os-Rios, no Município de Ponte da Barca.

O 1º lugar do pódio da prova rainha do evento, a SkyMarathon de 48 quilómetros, foi ocupado pelo atleta Ricardo Silva da EDV Viana-trail, com o tempo de 04h47m24s. Em 2º e 3º lugares respetivamente, classificaram-se os atletas Mário Fonseca da NAST (04h50m18s) e David Quelhas (05h10m00s) como individual.

Nas mulheres, Alice Lopes, da Ginásio Fit4Fun, conquistou o lugar mais alto do pódio, com 06h36m14s. O 2º e 3º lugares do pódio foram ocupados pelas colegas de equipa, Susana Simões e Goreti Correia, ambas da EDV Viana-Trail, com os tempos, respetivamente de 06h49m51s e 07h02m41s.

Já na distância de 33km, os 3 primeiros homens classificados foram João Narciso, do Olímpico Vianense, com 03h44m39s; Amândio Freitas, da EDV Viana-Trail, com 04h05m20s; e Mário Martins, como individual, com 04h05m38s.

Do lado feminino, foi Elisabete Alves, da Trogloditas Runners, quem ocupou o lugar mais alto do pódio, com 04h56m03s, seguida de Vera Barbosa, do Boavista Trail, com 04h59m23s, e Susana Rodrigues, do Clube de Atletismo de Fafe, com 05h14m59s.

Nas distâncias de 23 km e 15km, os lugares de pódio foram ocupados por:

23km

1º lugar masculino: Bruno Silva, individual, 01h59m46s

2º lugar masculino: Diogo Fernandes, SIM SUMMIT, 02h03m53s

3º lugar masculino: Emílio Carvalho, individual, 02h04m05s

1º lugar feminino: Renata Gonçalves, Montanha Clube Trail Running/EFAPEL, 02h45m01s

2º lugar feminino: Marina Alves, individual, 02h56m16s

3º lugar feminino: Carina Pinho, Ginásio Fit4Fun, 03h01m01s

15km

1º lugar masculino: Nélson Monteiro, individual, 01h09m19s

2º lugar masculino: José Miranda, Trogloditas Runners, 01h17m39s

3º lugar masculino: Alex Tondela, Montanha Clube Trail Running/EFAPEL, 01h23m09s

1º lugar feminino: Joana Fernandes, AKUAFIT, 01h33m42s

2º lugar feminino: Catarina Dantas, ACRA Running, 01h42m41s

3º lugar feminino: Cidália Ferreira, Running Penafiel Trail, 01h43m26s.

O evento foi também embelezado pela estreia das provas para os mais pequenos, o Serra Amarela Kids, na qual as crianças entre os 6 e os 17 anos puderam correr pequenas distâncias, de carácter não competitivo.

A participação de atletas de 11 nacionalidades (incluindo vários países europeus, Brasil, Tailândia, Estados Unidos da América e África do Sul) vem reforçar o reconhecimento internacional das potencialidades desta região, com toda a sua beleza e relevo agreste, para a prática da modalidade de SkyRunning.



Fotos: DR.

Ir Para Cima