Tag archive

Cinema

Muita música, mas não só, na programação do Teatro Gil Vicente para o mês de julho

Junho 29, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

A programação do mês de julho começa e termina com dança. Nos dias 1 e 2, a Academia Nico Dance Studio apresenta o espetáculo final de ano “Welcome to the Mafia”, que conta com a apresentação de todas as turmas da academia. No dia 29, a Escola de Dança de Barcelos traz a palco “Alice no País do Ballet”.

Dia 8, às 16h, chega ao palco o espetáculo musical MAMMA MIA, pela APAC – Centro de Atividades Ocupacionais; no dia 11, o jovem barcelense Beni Mizrahi & The Soulbenders apresentam o EP de estreia “The First Howl”, às 22h00; a Barcelos Sénior encerra o ano letivo no dia 12, às 14h30, com um espetáculo musical; e a música prossegue nos dias 21, 22 e 23. Primeiro, com o espetáculo solidário “Somos Um”, por Ana Beatriz Lindade; depois “Esta Cara não me é estranha”, pelo Grupo Sénior de Música da Freguesia de Arcozelo; e o Concerto de Final de Ano da Escola Art’É Vida, em três sessões – 15h00, 18h00, 21h00 – no dia 23.

O teatro chega ao palco do Gil Vicente nos dias 5, com “Consultório Médico”, às 14h30, pelo Espaço de Convívio de Balugães, no âmbito do Programa Sénior; 14, com “(In)Felicidades Adolescentes!, pela Academia de Teatro de Barcelos, às 21h30; e 16, às 16h00, com “Os 3 Porquinhos”, pel’A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos.




A sétima arte passa pelo cenário do Teatro nos dias 13 e 20. “As Férias do Sr. Hulot”, de Jacques Tati e “Uma Rapariga no Verão”, de Vítor Gonçalves, respetivamente, às 21h30.

Os espetáculos dos dias 1, 2, 11, 20, 21, 27 e 29 têm entrada paga, os restantes são de entrada gratuita.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

Amigos da Montanha apresentam filme “Messner” no seu auditório

Junho 15, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 17 de junho, pelas 21h00, no auditório da sua sede, em Barcelinhos, os Amigos da Montanha apresentam o filme “Messner”. A entrada é gratuita mas requer pré-inscrição por causa do número limitado de lugares.

Durante o ano de 2017, os Amigos da Montanha projetam, no auditório da sua sede, em Barcelinhos, três filmes alusivos à temática do montanhismo. A participação é gratuita mas requer uma pré-inscrição, uma vez que as vagas são limitadas à capacidade do auditório.




“Messner” é um documentário que mostra os maiores feitos daquele que é considerado o maior alpinista de todos os tempos.

Foi o primeiro, juntamente com Peter Habeler, a escalar o Everest sem utilizar oxigénio suplementar, em 1978, e o primeiro a alcançar, dois anos depois, o “teto do mundo” em solitário, sempre sem oxigénio suplementar, naquele que é considerado o maior feito do montanhismo de todos os tempos.

Em 1978 foi, também, a primeira pessoa que atingiu um “oito mil” em solitário, o Nanga Parbat. Na mesma montanha, realizou, em 1970, juntamente com seu irmão Günther, a segunda travessia em absoluto de um “oito mil”, parcialmente em estilo alpino, subindo pelo lado Rupal, a parede vertical mais alta do mundo, a qual, com os seus 4500 metros, nunca tinha sido escalada, descendo depois pelo lado Diamir. Foi um feito impressionante, no qual os irmãos Messner foram obrigados a bivacar vários dias sem comida e abrigo, onde, no final da descida, Günther morreu, provavelmente por causa de uma avalanche.

Reinhold Messner foi o primeiro a conseguir escalar as 14 montanhas com mais de 8000 metros, sem oxigénio suplementar, exalando sempre por novas vias e sempre a desafiar condições e situações de extrema dificuldade técnica. Foi também o segundo a escalar os sete cumes mais altos dos sete continentes.

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CMB.

Cinema Ambiental no Teatro Gil Vicente

Junho 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito da Semana do Ambiente, o Município de Barcelos promove, no dia 6 de junho, pelas 21h30, uma sessão de “Cinema Ambiental” para todas as idades, onde irão ser projetados os trabalhos concorrentes ao Concurso Municipal de Vídeo Ambiental e curtas-metragens nacionais e internacionais cedidas pelo Festival CineEco – Seia.

Quem tiver a oportunidade de assistir, poderá ver:

“Petróleo no Algarve”, de Miguel Saraiva (Portugal), “Pesca Por Um Mar Sem Lixo”, de Carlos Vaz (Portugal), “A Central Nuclear de Almaraz Levanta Dúvidas Relativamente à Segurança”, de Hugo Alcântara (Portugal), “Sval&Bard-10 Regras Para Sobreviver no Ártico”, de Daniele Di Domenico (Itália/Noruega), “Altos Valores”, de Dinesh Talekar (Índia), “Cultivando em 2020”, de Miriam Steen (Alemanha) e “Uma Eco-Quinta no Teto do Mundo”, de Giovanni Ortolani (Itália).




A entrada é gratuita mas limitada a 194 lugares, estando sujeita a inscrição obrigatória através do email tgv@cm-barcelos.pt.

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CMB.

Programação de junho do Teatro Gil Vicente

Maio 29, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A programação do Teatro Gil Vicente para o mês de junho inclui vinte espetáculos de diversas categorias: cinema, música, teatro, exposições.

O primeiro dia do mês é dedicado aos mais novos, com duas sessões de cinema a ter lugar às 15h00 e às 21h00, no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Criança. Mas não é o único dia que a sétima arte passa pelo Gil Vicente, pois podem reservar ainda os dias 6, 13, 22, 28 e 29. Os espectadores podem assistir ao Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, no dia 6, às 21h30, inserido na Semana do Ambiente; no dia 13, a Zoom traz “S. Jorge”, de Marco Martins, às 21h30; no dia 22, “Eu não sou o teu negro”, de Raoul Peck, às 21h30; no dia 28, às 14h30, “José Cardoso Pires – Diário de Bordo”, de Manuel Mozos; e, às 21h30 do dia 29, “Nick’s Movie”, de Wim Wenders.




A música chega ao Gil Vicente no dia 3, pelo Conservatório de Música de Barcelos com os Concertos de Orquestra com solistas, às 21h30. No dia 10 de junho, feriado nacional, às 17h00, há lugar para o Concerto Comemorativo do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, pela Banda de Oliveira, Coro de Câmara de Barcelos e Orfeão de Barcelos, no Largo Martins Lima. O projeto musical The Partisan Seed dá a conhecer INSOMNIA, no dia 16, às 22h00, e, no dia seguinte, às 21h30, é a vez de Augusto Madrugada apresentar o Recital-Cancioneiro “O Silêncio da Lonjura”. No dia 21, às 15h00, no âmbito do Programa Sénior, o Instituto Autodidacta do Minho apresenta “Dualidades: A Alma na Voz e na Música”; e a categoria música sai de palco no dia 25, às 21h30, com o Coro Ies Rayuela, vindo diretamente de Móstoles, Madrid.

O teatro entra em cena no dia 7 com “O Planeta Limpo do Filipe Pinto”, às 9h30, um espetáculo inserido na Semana do Ambiente e dedicado aos mais novos. Para os mais novos, ainda neste mês, estão dedicados os espetáculos dos dias 9, “Em Pessoa”, pela Companhia de Teatro de Braga, às 10h00 e às 15h00; dia 11, “Pirilampo”, pela Companhia de Teatro de Santo Tirso, às 16h00; dia 18, “Lagartito Poeta e Maria Lagarta”, pelo Grupo de Teatro Amigos do Pato, à mesma hora; e dia 25, às 16h00, “O Príncipe Escaravelho”, pela Sementes de Liberdade. No dia 24, às 21h30, o Teatro Olimpo traz “Meu marido que Deus haja”; e “O Velho da Horta”, da Oficina de Teatro da Barcelos Sénior, encerra a programação do Gil Vicente para o mês de junho.




A partir do dia 10, pode ainda visitar a exposição “Rostos e Emoções”, de José Teixeira, que inaugura a 10 de junho e estará patente até 31 de julho.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: Município de Barcelos.

Realizador Rui Goulart apresenta em Barcelos o seu filme “Nascido em Angola”

Maio 19, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 23 de maio, pelas 21h30, no Teatro Gil Vicente, Rui Goulart apresenta o seu filme “Nascido em Angola”, acompanhado pelos atores Beatriz Almeida e João d’Ávila.

Breve resumo do filme: «Em 1974, uma revolução em Portugal surpreendeu milhares de portugueses que viviam em Angola. Abandonados pelo poder político português e enfrentando uma guerra civil, em poucos meses, 800 mil portugueses foram forçados a fugir, deixando tudo para trás, naquela que foi a maior ponte aérea e marítima da história. Miguel foi um desses “retornados” ou “refugiados” que…fugiram de Angola. 40 anos mais tarde, ele procura e encontra outros como ele para ouvir as suas histórias…




Nascido em Angola conta com a participação de João D Ávila, Rui Goulart, Miguel Borges, Adelaide João e com a participação especial de Jaime Nogueira Pinto, do Bispo de Bragança, do Gen. José António Ribeiro e do músico Eduardo Nascimento, entre muitos outros».

Os bilhetes podem ser adquiridos no local, através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: Município de Barcelos.

Teatro Gil Vicente com programação de maio “para todos os gostos”

Maio 4, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Teatro Gil Vicente terá um mês de maio repleto de atividades para todas as idades. Os mais pequenos podem ver a representação de “Os Três Porquinhos”, uma encenação e adaptação da autoria de A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos, com espetáculos em vários dias e com várias sessões por dia (consultar programa). “Os Três Porquinhos” é uma fábula cujos personagens são exclusivamente animais que encantam as crianças.

Ainda na representação, a Companhia TACCO apresenta “Mentiras e Trapaçadas”, no dia 13 de maio, às 21h30, e no dia seguinte, à mesma hora, a peça de teatro “República das Mulheres” é apresentada pelo Teatro Popular de Carapeços.

“Conversas Sérias com Marta Gautier: O Que Farias Se Não Tivesses Medo?” sobe ao palco no dia 19, às 21h30, com a vertente solidária, em que o valor dos bilhetes será atribuído a uma associação barcelense. E a fechar as peças de teatro, o Teatro Farol promove um espetáculo para famílias, no dia 28 de maio, às 16h00, com a peça “A Lebre e a Tartaruga”.




Mas ao palco subirão, igualmente, artistas na área musical, iniciando com O Grupo de Fado “Memórias de Coimbra” que atua no dia 5, às 21h30, num encontro feliz de academias e de gerações. O Grupo de Fado é constituído por antigos estudantes das Universidades de Coimbra, Porto e Minho das décadas de 50, 60 e 70 do século passado. Une-os, não só o grande amor pela Canção de Coimbra (fados, baladas e variações), mas também o anseio de preservar e divulgar os valores histórico-culturais, o espírito e a paixão de uma manifestação musical de inegável valia artística.

Ainda no âmbito da música universitária, a Tuna Feminina do IPCA promove o XI Capas Traçadas – Festival de Tunas Femininas da Cidade de Barcelos, no dia 20, às 21h30.

No dia 26, às 22h00, e no dia 27, às 21h30, voltam a palco espetáculos musicais com Hugo Torres Acústico e com o Concerto de Orquestra com Solistas do Conservatório de Música de Barcelos, respetivamente.

Também a sétima arte marcará presença no Teatro Gil Vicente, com a Associação ZOOM a exibir quatro películas: no dia 9, às 10h00, inserido no Plano Nacional de Cinema, “Adeus Pai” de Luís Filipe Rocha”; “A Morte de Luís XIV” de Alberto Serra, no dia 11, às 21h30; Ciclo Wim Wenders – Amigo Americano, no dia 25, às 21h30; e “Outro País” de Sérgio Tréfaut, às 14h30, no dia 31.

O cinema tem presença reforçada no mês de maio com “As Sufragistas de Sarah Gayron” comentado por Augusta Trigueiros, no dia 15, às 21h30; no dia 17, inserido na programação sénior, voltará a ser exibido “Lutaram Como Diabos: Barcelos na Grande Guerra”, às 14h30, e no dia 23, às 21h30, passa o filme “Nascido em Angola” de Rui Goulart.




Pedro Carvalho apresenta no dia 21, às 16h00, um workshop para famílias de dança e literatura intitulado “Livros a Mexer” e, durante todo o mês de maio, pode visitar, no átrio, a exposição de fotografia “Olhares” de Anabela Alves.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694). Consulte no cartaz os espetáculos pagos e gratuitos.

Fonte e imagem: Município de Barcelos.

Épocas e estilos diferentes sobem ao palco do Teatro Gil Vicente

Março 30, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

O arranque da programação de abril do Teatro Gil Vicente (TGV) é realizado por uma das mais tocantes histórias de amor, o tradicional conto de fadas francês, “A Bela e o Monstro”, nos dias 1 e 2, às 21h30, e a peça o “Diário de um Palhaço”, que retrata o mundo mágico do dia a dia da vida de um palhaço, no dia 3, às 10h00. Ambos os espetáculos são uma encenação e adaptação da autoria da conceituada Companhia de Teatro de Barcelos – A Capoeira, que regressa novamente às luzes da ribalta, no dia 28, para encerrar a programação do mês de abril com o clássico “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente.



A 5 de abril, o Teatro Nacional de Kherson, da Ucrânica, vem a Barcelos apresentar a comédia “Cuidado, mulheres!”, pelas 21h30.

O fim de semana de 7, 8 e 9 será, igualmente, dedicado às artes cénicas, com a peça “A Lenda da senhora que passou”, na sexta-feira, protagonizada pela Universidade Sénior de Barcelos, e o espetáculo de dança “Barbie e Ken”, pelo Nico Dance Studio, no sábado e domingo. O coreógrafo e matemático Pedro Carvalho regressa ao TGV com o espetáculo “O Homem que só pensava em números”, a história de um homem que dedica toda a sua vida e existência aos números. Esta performance, que alia duas disciplinas, a dança e a matemática, será apresentado numa sessão dedicada às famílias, no dia 23, e no dia 24 apresenta quatro sessões destinadas às escolas.




A música está a cargo da banda barcelense Waterland que, no dia 22, dá a conhecer o seu novo álbum “Signs of Freedom” com a participação do coro Jesus Choir.

O cineclube ZOOM apresenta uma programação variada, onde constam obras do mestre da animação, Hayao Miyazaki, cinema português e do incontornável Wim Wenders, que será alvo de um ciclo. A 21 será exibido novamente o documentário sobre os barcelenses na I Grande Guerra, “Lutaram como diabos”, no dia em que se comemora o centenário da partida do contingente barcelense dos Paços do Concelho rumo às trincheiras.

Fonte e imagem: Município de Barcelos.



Ir Para Cima