Tag archive

Clube de Ténis ESAF - page 3

I Aniversário

Fevereiro 21, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
carlosferreira
Carlos Ferreira

Até parece que foi ontem que começámos e já estamos a comemorar o primeiro aniversário do Clube de Ténis Esaf.

Fazendo um balanço da atividade desenvolvida ao longo do ano, posso afirmar que superámos, em larga escala, as nossas previsões.

Clube aberto a toda a população e que procura divulgar e ensinar a pratica de ténis,  conseguiu, em pouco tempo, o que muitos demoram anos a fazer, com o apoio da Escola Secundária Alcaides Faria e dos nossos parceiros e patrocinadores, aos quais, desde já, agradeço a confiança neste projeto. Conseguimos realizar muitas ações a que nos propusemos desde a nossa fundação.

Começámos, desde logo, com ações de sensibilização pelas escolas do primeiro ciclo do Agrupamento Gonçalo Nunes; tivemos uma etapa do circuito Mini-Cir; fizemos um torneio interno conjuntamente com os alunos de ténis do desporto escolar, e a realização do nosso torneio de referência, o Open de Barcelos, torneio com prize money e que foi um enorme sucesso.

Alguns dos nossos atletas começaram a competir em torneios federados, apesar de praticarem ténis há muito pouco tempo, revelando coragem e gosto pela competição.

Claro que nem tudo foi como desejámos, mas estamos cientes das nossas dificuldades e esperamos melhorar a cada dia que passa.

A promoção e divulgação de um desporto tão exigente, competitivo e espetacular como o ténis é uma das nossas intenções para o próximo ano. Queremos captar mais jovens e adultos para a modalidade.

Num concelho muito jovem, ainda é muito baixa a taxa dos que praticam desporto com regularidade, sendo a prática desportiva essencial a um harmonioso e bom desenvolvimento físico-mental.

Pratiquem desporto, joguem ténis.

Nós cá estamos para vos receber. Vai ser mais um ano cheio de actividades, a começar já pelo torneio de aniversário, onde todos os alunos do clube participam e se divertem a jogar. Somos um clube jovem mas com vontade enorme de ser um clube de referência e excelência para a prática de ténis.

Contamos com todos.

Por: Carlos Ferreira.

Roger Federer: a Lenda

Fevereiro 7, 2017 em Atualidade, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
carlosferreira
Carlos Ferreira

[sg_popup id=”3″ event=”onload”][/sg_popup]

Para surpresa de muitos, e espanto de outros, o Open da Austrália acabou em grande, com vitórias de Roger Federer e de Serena Williams.

Após meia época afastado dos courts, devido a uma lesão no joelho, Roger Federer entra com o pé direito em 2017 e exibe um excelente nível de ténis, acabando por vencer, na final, o seu grande amigo e rival Rafael Nadal, pelos parciais de 6-4, 3-6, 6-1, 3-6, 6-3.

É incrível como, com 35 anos, ainda consegue aguentar jogos com duração de 5 horas, a um ritmo elevado e em condições atmosféricas desfavoráveis à resistência dos atletas. De facto, temos que concordar com este nosso ditado popular: “velhos são os trapos”!

Federer, considerado por muitos como “o melhor jogador de ténis de sempre”, é, não só, um grande atleta como, também, um grande homem, que demonstra um fairplay digno de campeão, pois, no final do jogo e sabendo que acabara de ter uma das vitórias mais saborosas e difíceis da sua carreira, diz simplesmente que: “No ténis não há empates mas que não se importaria que aquela final acabasse num.”, visto que do outro lado da rede estava Nadal, a quem Federer muito respeita e admira.

Só os grandes campeões sabem ganhar assim. Já o vi a sorrir e a chorar em campo, não tendo vergonha de exteriorizar as suas emoções. Roger Federer é, definitivamente, um grande exemplo para todos os desportistas em geral e jogadores de ténis em particular. Que continue a lenda Roger Federer!

Quanto à vitória de Serena, está já era esperada, após Angelique Kerber ter sido derrotada nos oitavos-de-final pela Coco Vandeweghe. Sem tirar mérito às restantes jogadoras, Serena Williams domina o circuito de ténis feminino e a prova disso é que está de volta ao primeiro lugar do ranking.

Este fim de semana foi de Taça Davis, a mais importante competição de ténis por países. Portugal esteve brilhante pois conseguiu ganhar a Israel, algo que nunca tinha feito. Confirmado o triunfo por 5-0, Portugal avança para a segunda ronda do Grupo I da zona euroafricana, que será disputada contra a Ucrânia, em abril.

Deste modo, contando com jogadores como João Sousa e Gastão Elias, Portugal atravessa o seu melhor período de ténis, não só em resultados como no aumento de praticantes e clubes.

Também este fim de semana, alguns dos jovens jogadores do Clube de Ténis ESAF tiveram a experiência de competir pela primeira vez, num torneio federado realizado em Viana do Castelo. Apesar de praticarem a modalidade há pouco tempo estiveram muito bem e as ilações são positivas. Os meus parabéns!

Por: Carlos Ferreira.

Nova Temporada

Janeiro 21, 2017 em Atualidade, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
carlosferreira
Carlos Ferreira

Em janeiro começa a nova temporada de ténis, com torneios no hemisfério sul, essencialmente na Austrália, preparação para o Australia Open, primeiro grande torneio do ano em fins de janeiro.

Será que os novos líderes do ranking masculino e feminino, Andy Murray e Angelique Kerber respetivamente, vão conseguir manter os seus reinados, ou os seus antecessores estão ansiosos por voltar a reinar?

Após um ano fabuloso, Murray quer continuar a reinar e, por isso, está preparado para todos os embates, com a determinação que lhe é conhecida.

Kerber terá que defender o seu título na Austrália e será a sua primeira prova de fogo para se manter como nº 1.

Quer Novak Djokovic, quer Serena Williams tentarão tudo por tudo para reconquistar o seu posto. Após superar a lesão que o condicionou durante muito tempo na época passada, Djokovic entrará nesta temporada com mais pressão e a defender o seu título no Open da Austrália. O sérvio já provou, mais que uma vez, que consegue superar muitos desafios.*

Serena, após longa ausência dos courts, estará sem ritmo mas fará tudo para recuperar e não será fácil derrotar esta grande campeã, habituada a ganhar.

E o que podem fazer os regressados Nadal e Federer, capazes de bater qualquer jogador do circuito, e que podem muito bem complicar as contas aos primeiros do ranking?

Será que este ano irá aparecer um jovem jogador a dominar o circuito? Candidatos existem, a ver vamos como se comportam em campo.

Temos, assim, um início de temporada que muito promete e cheia de emoções.

E o que farão os nossos jogadores João Sousa e Gastão Elias? Será que conseguem manter-se na elite do ténis mundial e alcançar vitórias em torneios? Esperemos que sim pois têm capacidade para isso e seria fantástico que Elias conseguisse entrar no top 50, o que não será fácil. Mas achamos que está ao seu alcance.

Novos valores do ténis em Portugal estão para se afirmar e tentar chegar ao top 100, especialmente Frederico Silva.

No princípio de fevereiro, Portugal defronta Israel para a Taça Davis na primeira eliminatória do grupo I da zona Europa/África. E uma vitória seria um bom prenúncio na melhoria do ténis em Portugal.

 

(*ndr: o artigo foi entregue ao Barcelos na Hora antes da eliminação do sérvio.)

Por: Carlos Ferreira.

Janeiro 12, 2017 em Atualidade, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
carlosferreira
Carlos Ferreira

Entrando no novo ano com excelentes resultados desportivos em alguns desportos alcançados em 2016, Portugal ainda é hoje um país com deficiência desportiva em muitos aspetos.

Desde a falta de infra-estruturas, equipamentos, meios técnicos e sobretudo à falta de educação para a prática desportiva.

Esta para mim é a grande lacuna no desporto português: a passividade com que os jovens e suas famílias olham para o desporto. Este devia começar cedo para que se criem hábitos desportivos, capazes de criarem condições para um bom desenvolvimento da criança, não só fisicamente mas intelectualmente e socialmente.

A prática desportiva e a própria competição leva a que os atletas tenham que superar dificuldades de várias ordens, obrigando-os a tomar decisões em segundos, em prol de si, ou da equipa, o que os desenvolve física e mentalmente.

Está mais que provado, por diversos trabalhos de investigação, que a prática desportiva regular e a competição melhoram o rendimento escolar, contrariando muito a versão dos pais, ou mesmo dos atletas, com o argumento da falta de tempo.

A organização, método e disciplina são fatores que se aprendem e trabalham no desporto.

Felizmente em Barcelos existem muitos clubes com condições para a prática desportiva e, ultimamente, temos vindo a verificar o aumento de desportistas; mas ainda é uma percentagem muito baixa e é, essencialmente, a população que começa a olhar para o espelho e que tem de perder uns “quilitos”.

Temos que começar mais cedo a educar. Não é só escola ou centros de estudo. A preparação para uma vida competitiva assim o exige.

Quanto a nós, o clube de ténis Esaf está preparado para vos receber e vos proporcionar a prática de um desporto muito completo como o ténis.

Por: Carlos Ferreira

 

Ir Para Cima