Tag archive

Costa Gomes

Bombeiros Voluntários de Barcelos são recebidos pelo Presidente da Câmara em dia do seu aniversário

Janeiro 8, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e restante executivo camarário receberam no domingo, dia 7 de janeiro, nos Paços do Concelho, os Bombeiros Voluntários de Barcelos, no âmbito das comemorações do 135º aniversário desta Associação Humanitária.



Miguel Costa Gomes saudou a corporação, com revista à formatura, e felicitou os dirigentes e bombeiros por mais um aniversário desta instituição centenária.

Na receção, o Presidente realçou o trabalho da corporação, afirmando que sempre olhou “os bombeiros com respeito e carinho”, porque “são cidadãos que dão a vida pela comunidade e isso é muito importante”. Aproveitou também a oportunidade para agradecer “o esforço e empenho” dos bombeiros no combate aos incêndios que assolaram o país em agosto passado.

Quanto a eventuais apoios aos bombeiros, Miguel Costa Gomes manifestou abertura do executivo para analisar os pedidos formulados, de acordo com as disponibilidades financeiras da Câmara Municipal.

Por sua vez, Eduardo Reis, presidente da Direção da Associação Humanitária, lembrou que os bombeiros estão sempre na primeira linha da emergência médica, realçando a importância da captação de mais voluntários para a corporação.

A cerimónia prosseguiu com a habitual deposição de uma coroa de flores no Monumento ao Bombeiro Voluntário, na Avenida de Liberdade, e com a bênção de uma ambulância de transporte de doentes não urgentes e um carro de combate a incêndios.

O programa comemorativo incluiu, igualmente, uma missa e um desfile de viaturas, e terminou com a confraternização de todos os elementos e autoridades num almoço no quartel.

Fonte e foto: CMB.

Presidente da Câmara inaugura acesso ao IPCA

Dezembro 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, inaugurou ontem, dia 19 de dezembro, a nova ligação ao Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA) pela variante urbana (EN 204), que permite um acesso mais rápido e mais seguro ao Campus do Instituto. A cerimónia contou com a presença da Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, do Professor João Carvalho e de muitos docentes e alunos.



De acordo com o Município, “esta é uma obra de grande importância para o crescimento e desenvolvimento do IPCA e vem ligar a variante urbana da cidade ao núcleo central urbano de Vila Frescaínha S. Martinho e, simultaneamente, promover uma acessibilidade melhorada ao IPCA”.

A empreitada teve início em março deste ano e foi adjudicada pela quantia de 415.345,45€, paga integralmente pelo orçamento do Município de Barcelos.

“Esta foi a solução mais viável do ponto de vista financeiro” e que “resolve 80 por do cento das necessidades de acessibilidade ao IPCA”, considerou o Presidente da Câmara Municipal, adiantando que novas ligações ao Campus podem ser consideradas no futuro.

Já Maria José Fernandes, presidente da instituição, classificou esta inauguração como um “momento histórico, dados os constrangimentos provocados até agora pela falta de acessos cómodos e dignos ao Campus”. A Presidente do IPCA, reconheceu, ainda, que os novos acessos “dão mais qualidade e dignidade a um espaço que se quer agora tornar mais verde e saudável”.

A inauguração do novo acesso foi incluída nas comemorações do “Dia do IPCA”, que celebra este ano o seu 23º aniversário.

Nesse âmbito, o IPCA inaugurou, também, a chamada “Praça Central”, entre a Escola Superior de Gestão e o Laboratório de Jogos Digitais, uma obra que contou com o apoio técnico do Município de Barcelos.



Na sessão solene, o Presidente da Câmara deu os parabéns à instituição, frisando que o “IPCA é uma grande referência a nível local, regional e nacional, e o seu crescimento é prova disso”. Miguel Costa Gomes frisou que o “ executivo municipal continuará a desenvolver parceiras com a instituição para que esta continue a crescer e a levar o nome de Barcelos além-fronteiras. Exemplos recentes destas parcerias são o acesso pedonal, inaugurado o ano passado, e agora esta via de acesso direto ao Campus”.

Durante a sessão solene do “Dia do IPCA” foram entregues prémios e distinções, entre eles, quatro Prémios de Mérito aos melhores estudantes no ano letivo 2016/2017, atribuídos pelo Município de Barcelos, no valor de 250,00€ cada um.

Fonte e foto: CMB.

IPCA comemora 23º aniversário com várias iniciativas

Dezembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave comemora o seu 23º aniversário e, com esse intuito, leva a cabo várias actividades que decorrerão a 18 e 19 de dezembro.



Assim, as comemorações começam já na segunda-feira, dia 18, com atividades de cariz lúdico. Pelas 14h30 é inaugurada a exposição de trabalhos dos alunos do Mestrado em Ilustração e Animação (MIA) do IPCA, no Centro de Investigação de Jogos Digitais. Segue-se o talk show coordenado pela Associação Académica do IPCA com o tema “Evolução do IPCA e o seu impacto nos estudantes”. O dia termina com dois momentos musicais, no bar da Escola Superior de Gestão, a cargo de dois alunos do IPCA: Iliévio e Tatiana Alves.

No dia 19, terça-feira, o IPCA oferece o almoço a toda a Comunidade Académica – estudantes, professores e colaboradores – na Cantina do Campus do IPCA, em Barcelos. Este almoço tem um cariz solidário: os participantes devem levar um bem que reverte a favor da Loja Social do IPCA e instituições sociais locais.O almoço tem início às 12h30 e os parabéns ao IPCA vão ser cantados às 14h00 com a participação das Tunas.

Pelas 15h00 vai ser inaugurada a via de acesso ao Campus e a Praça Central do IPCA, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes.

Segue-se a Sessão Solene de Comemoração do Dia do IPCA, que abre com um momento musical da responsabilidade da Orquestra de Guimarães. Da sessão, destaque ainda para a conferência do professor Doutor Álvaro Laborinho Lúcio, Juiz Conselheiro Jubilado do Supremo Tribunal de Justiça, sobre a temática “O Tempo e o Espaço – A Ética e os Valores”. Antes do encerramento da sessão serão distinguidos os melhores alunos do IPCA.

Pelas 17h30 vai ser servido um Porto de Honra e os “Aqui Jazz Combo” fecham o dia com a atuação musical.

O IPCA foi fundado a 19 de dezembro de 1994 e é uma instituição de ensino superior público com licenciaturas, mestrados e cursos técnicos superiores profissionais nas áreas de Design, Hotelaria e Turismo, Gestão e Tecnologia.

Fonte e imagens: IPCA.

Câmara Municipal mantém taxas de IMI, IRS e Derrama em 2018

Novembro 23, 2017 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos estabeleceu como critério para as receitas do Orçamento de 2018 a manutenção das taxas de IMI, de IRS e da Derrama, uma opção que “pretende conciliar as necessidades financeiras previsionais do Município, a comparticipação das famílias e das empresas e os benefícios para a comunidade”, de acordo com nota enviada a este jornal.



“De facto, pretende-se que o Orçamento reflita uma política de manutenção e valorização dos apoios sociais, de contínua melhoria das estruturas escolares do concelho, de melhoria da mobilidade, de manutenção da delegação de competências e financiamento às freguesias, de aposta na promoção do concelho e na divulgação das suas atividades, no apoio ao investimento privado, criador de emprego e de riqueza, em suma, na continuação de uma política de desenvolvimento sustentado do concelho, iniciada há oito anos”, continua a nota.

Igualmente, o Município pretende assegurar “capacidade financeira para os investimentos em curso, assumindo a comparticipação nacional dos financiamentos europeus, como é o caso do PEDU, e permitindo acomodar mais investimento plurianual em obras estruturantes para a cidade e para o concelho”.

Miguel Costa Gomes, Presidente da Câmara Municipal, diz que “muito gostaria de poder apresentar propostas para baixar as taxas, desonerando com isso as famílias e as empresas. Mas não podemos mentir aos barcelenses. Não podemos embarcar no discurso demagógico de que é possível aplicar os valores mínimos das taxas e querer aumentar o investimento e os apoios municipais”. Deixa a pergunta: “Como é que sem condições financeiras pode haver investimento?”. Os recursos, refere ainda, “são públicos e, por isso, fiscalizados. Até hoje, temos gerido bem esses recursos, colocando Barcelos entre os municípios de grande dimensão com melhor desempenho nas suas contas”.

Assim, de acordo com o Município, “a opção pela manutenção das taxas no próximo ano económico justifica-se pela necessidade de equilíbrio e rigor orçamental, em obediência aos princípios de racionalidade e prudência que presidiram já ao Orçamento de 2017”.

Dessa forma, o Município tem a intenção de manter a isenção da cobrança da Derrama aos contribuintes com um volume de negócios até 150.000 euros e lançar uma Derrama de 1,2% sobre o lucro tributável e não isento gerado na área geográfica do Município, das entidades cujo volume de negócios seja superior a 150.000 euros. Relativamente à participação no IRS dos rendimentos do ano de 2018, a taxa deverá fixar-se nos 5%, ou seja idêntica à do ano 2017.

No que concerne ao IMI, mantém a mesma taxa, 0,35% para os prédios urbanos, a cobrar em 2018, bem como os valores de isenção do IMI Familiar, do seguinte modo: redução da taxa de IMI sobre os prédios urbanos destinados à habitação permanente em 20€, 40€ e 70€ para as famílias com um filho, com dois ou com três ou mais filhos, respetivamente.

Fonte: CMB.

Câmara Municipal implementa ação de remoção de jacintos no Rio Cávado

Novembro 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal tem em desenvolvimento uma intervenção no Rio Cávado para limpeza dos jacintos de água, uma espécie invasora que se tem desenvolvido rapidamente, particularmente nas zonas mais abrigadas do Rio, cuja presença se nota desde 2003.



O desenvolvimento da espécie tem a ver, não apenas, com as caraterísticas da sua reprodução, como, também, com a redução do caudal do rio, que se tem agravado nos últimos meses.

A remoção desta espécie infestante do Rio Cávado exige o recurso a meios técnicos consideráveis, disponibilizados pelas corporações de bombeiros de Barcelos e de Barcelinhos, no âmbito de um protocolo estabelecido com o Município, e tem em vista o restabelecimento das condições naturais deste recurso hídrico e a sua valorização.

Assim, foi criada uma equipa de intervenção constituída por bombeiros e técnicos da autarquia, com os equipamentos necessários e adequados à correta identificação no rio Cávado dos locais onde existam focos de poluição, proceder à sua remoção e/ou neutralização e, posteriormente, proceder a ações de monitorização.

O protocolo, válido até 31 de março de 2018, prevê que o Município atribua uma comparticipação financeira às duas corporações de bombeiros, no valor de seis mil euros a cada uma; disponibilize combustível para os equipamentos afetos às operações de limpeza, bem como outros recursos materiais e humanos necessários às ações de identificação e remoção dos jacintos.

Os bombeiros têm como tarefas, identificar, registar e classificar os vários focos de poluição existentes no rio Cávado; promover as ações necessárias à identificação, remoção e/ou neutralização dos jacintos-de-água, com vista ao reequilíbrio do rio e suas margens; realizar as ações de vigilância necessárias durante a vigência  do acordo de colaboração; afetar os recursos humanos e equipamentos necessários à execução do objeto do acordo de colaboração, bem como à sua fiscalização; disponibilizar recursos técnicos e materiais, sempre que necessário, em ações de educação ambiental, ou em ações que visem a sustentabilidade dos recursos hídricos.

A intervenção teve início no passado dia 16 de novembro e incidirá em todo o percurso do rio, a jusante da barragem da Penide.

O envolvimento dos bombeiros não pôde ser efetivado antes, dadas as condições excecionais do período crítico de incêndios que, como se sabe, foi prolongado até 23 de novembro.

No âmbito desta ação, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, fez o percurso de barco, no sábado, dia 17 de novembro, de forma a inteirar-se dos trabalhos que estão a ser desenvolvidos pelas equipas constituídas pelos bombeiros e por técnicos da autarquia.

Fonte e fotos: CMB.

Executivo da Câmara Municipal de Barcelos tem quatro vereadores a tempo inteiro

Novembro 9, 2017 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O novo executivo do Município de Barcelos, saído das eleições autárquicas do passado dia 1 de outubro, vai ter quatro vereadores a tempo inteiro: a vereadora Armandina Saleiro, que acumula as funções de Vice Presidente da Câmara, o vereador José Beleza, a vereadora Anabela Real e o vereador Francisco Rocha.



A decisão foi tomada em reunião extraordinária do executivo, realizada a 7 de novembro, depois da não aprovação da proposta de cinco vereadores a tempo inteiro, apresentada na primeira reunião do executivo municipal, que ocorreu a 30 de outubro.

Armandina Saleiro dirigirá a Ação Social, Saúde Pública, Educação, Bibliotecas, Arquivos, Cultura e Museus. José António Beleza dirigirá o Artesanato, Turismo, Ambiente, Mobilidade e Transportes. Anabela Deus Real dirigirá os Serviços Jurídicos, Fiscalização, Polícia Municipal, Contraordenações, Gestão do Património, Feiras e Mercados. Por fim, Francisco Rocha dirigirá o Desporto, Parques e Jardins, Gestão de Frotas e Equipamentos. Os restantes pelouros ficarão sob a alçada do Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes.

Ainda na reunião de 7 de novembro, o executivo municipal aprovou, por unanimidade, um voto de congratulações pela nomeação de Barcelos como Cidade Criativa na Categoria do Artesanato e Arte Popular, atribuída pela UNESCO no passado dia 31 de outubro.

Com esta nomeação, Barcelos entra no grupo restrito das cidades distinguidas pela UNESCO (180 cidades de 72 países), sendo a única na Península Ibérica e uma das três a nível europeu nesta categoria (há 36 a nível mundial).



Câmara Municipal submete à Assembleia Municipal autorização para alteração ao contrato da água e saneamento

Também nesta reunião, entre um imenso rol de pontos a debater e votar, a Câmara Municipal deliberou submeter à Assembleia Municipal o pedido de autorização para a assinatura de uma Adenda ao Contrato de Concessão da Exploração e gestão dos Serviços Públicos Municipais de Abastecimento de Água e Saneamento do Concelho de Barcelos.

A proposta, agora remetida ao órgão deliberativo, resulta de um acordo extrajudicial plasmado num memorando de entendimento subscrito pelo Município de Barcelos, pelas Águas de Barcelos, S.A. (AdB) e pelas empresas do Grupo Somague.

No âmbito deste acordo extrajudicial, a compensação a pagar pelo Município de Barcelos à concessionária é de 44,5 milhões de euros.

O pagamento da compensação será fracionado em cinco prestações pagas anualmente até 2021, sendo a primeira no montante de 36,0 milhões de euros e destina-se a fazer face às dividas de longo prazo da concessão, que inclui o valor de 32,0 milhões de euros destinados à liquidação da totalidade da dívida ao ACE Construtor, entre outros.

Os demais valores a pagar pelo Município de Barcelos ao longo dos cinco anos ascendem a 8,5 milhões de euros e destinam-se ao investimento designadamente no que concerne à construção de pelo menos mais duas ETARS, à rede de fornecimento de água e recolha de águas residuais, a juntar a uma outra ETAR cuja construção ficará a cargo do Município com financiamento comunitário. Tais investimentos permitirão uma cobertura de cerca de 93% de fornecimento de água e de 80% de rede de saneamento.

A aquisição de 49% do capital social da empresa Águas de Barcelos, S.A. comporta, para além do pagamento daquela compensação financeira, a aquisição de 25% do capital detido pela Sociedade ABB, por 7,5 milhões de euros, bem como a aquisição de 24% do capital detido pela empresa Somague Ambiente por 7,030 milhões de euros, sendo que tais aquisições comportam o recebimento de créditos de igual valor por parte do Município de Barcelos.

Este acordo extrajudicial implica a alteração de diversas cláusulas e anexos ao Contrato de Concessão. Entre as diversas alterações, constam a alteração da instância judicial, passando do Tribunal Arbitral para o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, a alteração do caso-base, o fim do ACE, a ampliação do plano de investimentos, entre outros.

A proposta que agora vai ser submetida à Assembleia Municipal inclui todos os estudos de viabilidade económica e financeira, elaborados por especialistas externos.



Aprovados apoios na área da ação social

Quanto aos restantes pontos da ordem de trabalhos, de registar a aprovação da comparticipação em material escolar a 93 alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico; a comparticipação nas refeições escolares a 126 alunos do 1.º Ciclo e do Jardim de Infância; a isenção do custo de utilização de piscinas e de frequência de atividades físicas e motoras a alunos que frequentam a Unidade de Apoio Educativo Especializado à Multideficiência, do Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho.

Fonte: CMB.

Barcelos está entre os doze Municípios que integram a rede Living Labs

Novembro 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, assinou, ontem, em Matosinhos, o contrato de desenvolvimento do Fundo Ambiental, do programa Laboratórios Vivos para a Descarbonização – Living Labs.



A cerimónia, presidida pelo Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Matosinhos, e contou com a presença dos representantes dos doze municípios selecionados pelo Ministério do Ambiente:  Barcelos,  Braga, Matosinhos, Almada, Seixal, Águeda, Figueira da Foz, Maia, Évora, Loulé, Mafra e Alenquer.

Na sua intervenção, o Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Gomes Mendes, falou nas metas a que Portugal se comprometeu para 2030 e 2050, e realçou que “não é fácil captar o apoio dos cidadãos para métodos de muito longo prazo”, enaltecendo as potencialidades deste programa “como uma resposta estruturada para sucessos rápidos e para, no curto prazo, encontrar soluções para a descarbonização das nossas cidades”.

Já o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, encerrou a cerimónia enaltecendo os Laboratórios Vivos para a Descarbonização, “projeto tão importante para o futuro de todos nós num dia em que também arranca, em Bona, Alemanha, a 23ª conferência das Nações Unidas sobre o clima, onde representantes de mais de 100 países vão discutir medidas para avançar com o Acordo de Paris, no sentido de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e evitar o agravamento de fenómenos extremos”.

O Ministro salientou ainda a importância de “desenharmos cidades diferentes, atacando os problemas em que até hoje foi feito um percurso menos positivo, como a eficiência energética ou os transportes, dando ênfase ao papel diferenciador das cidades e desafiando os municípios envolvidos neste programa na implementação de projetos diferenciadores, inovadores e criativos, desejando a todos um ótimo trabalho”.

O programa Laboratórios Vivos para a Descarbonização – Living Labs recebeu 35 candidaturas, mas apenas doze Municípios foram selecionados. Estes serão contemplados com uma verba inicial de cerca de 80 mil euros (num montante global de 1 milhão de euros).

O “Laboratórios Vivos para a Descarbonização” pretende criar espaços urbanos inovadores, mais sustentáveis, inclusivos, resilientes e capazes de aumentar a eficiência energética. Os espaços urbanos selecionados serão, assim, transformados em áreas de teste, demonstração e apropriação de soluções tecnológicas que promovam a descarbonização da vida nas cidades. Este processo far-se-á sentir em domínios como os transportes e mobilidade, a eficiência energética em edifícios, a criação de serviços ambientais inovadores e a promoção da economia circular, numa lógica de interação entre o município, os centros de conhecimento, as empresas, as indústrias e os cidadãos.

As cidades-laboratório deverão afirmar-se como espaços de baixo carbono, acessíveis, participados e conectados, fomentando a demonstração de soluções tecnológicas integradas, em contexto real, que tenham potencial comprovado de ser adotadas pela cidade como um todo. Induzir a apropriação de novas tecnologias por parte da população e comunidade local, através do desenho de experiências interativas a vivenciar pelos cidadãos, possibilitar o teste de soluções tecnológicas pelas empresas e empreendedores num espaço territorial delimitado, promovendo a inovação e atraindo investimento estrangeiro através de parcerias com empresas tecnológicas internacionais, e a sensibilização da população para os benefícios da adoção de comportamentos sustentáveis são outros dos objetivos do programa.

Fonte e fotos: CMB.

Casa Mortuária da Várzea inaugurada pelo Presidente da Câmara

Novembro 1, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No último domingo, dia 29 de outubro, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos inaugurou a Casa Mortuária da Várzea, naquele que foi o seu primeiro ato oficial depois da Tomada de Posse para o terceiro mandato.



A cerimónia de inauguração juntou a população local, os membros da Junta de Freguesia, o pároco e o Bispo Auxiliar de Braga, D. Francisco Senra, que procedeu à bênção da Casa Mortuária e da ampliação do cemitério.

Miguel Costa Gomes, na sua intervenção, felicitou a Junta de Freguesia pela obra, frisando que “esta é uma forma de respeitar os que partem”, acrescentando que “esta é uma obra com a dignidade merecida para os habitantes da Várzea, depois de ter sido um processo difícil e doloroso, mas o importante é que hoje estamos aqui para inaugurar este espaço”.

O Presidente da Junta, David Carvalho, no seu discurso, referiu que “esta obra era um desejo de muitos anos e hoje, com muito trabalho, cooperação e colaboração entre a Junta e o Município a obra está concluída” frisou.

O Município de Barcelos atribuiu para a obra da Casa Mortuária o valor de 150 mil euros.

Fonte e foto: CMB.

Dia histórico: Barcelos considerada hoje cidade criativa da UNESCO

Outubro 31, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Em decisão de hoje, dia 31 de outubro, Barcelos acaba de entrar para a Rede de Cidades Criativas da UNESCO, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência a Cultura, na categoria do Artesanato e Arte Popular.



Barcelos integra, com 64 novas cidades de 44 países, a rede internacional em sete domínios criativos: Artesanato e Arte Popular, Design, Cinema, Gastronomia, Literatura, Música e Artes e Media.

Torna-se, com o selo de Cidade Criativa da UNESCO, uma referência mundial em artes e ofícios tradicionais, um título inédito entre cidades portuguesas, sendo também a única representante da Península Ibérica e a segunda da Europa (a par de Fabriano, no centro de Itália).

A pretensão de Barcelos aderir à Rede de Cidades Criativas reconhecidas pela UNESCO, foi formalizada no passado mês de junho, numa iniciativa da Câmara Municipal que, de acordo com a mesma, “vem dar continuidade à aposta que tem vindo a ser feita na valorização do património material e imaterial do concelho. A candidatura foi sustentada no facto de a comunidade criativa local possuir um reconhecimento nacional importante, já que Barcelos é uma referência no artesanato, e desejar promover em redes internacionais as boas práticas e o ‘know-how’ adquirido ao longo dos séculos”.

Esta distinção é, para Miguel Costa Gomes, presidente da Câmara Municipal de Barcelos, “um motivo de orgulho” já que “esta chancela vem reconhecer e dignificar a comunidade criativa barcelense, os nossos produtos artesanais e o saber-fazer e a mestria dos nossos artesãos. É também um galardão que vem legitimar um concelho que se ergueu e se tem reinventado através da criatividade e o investimento que o Município de Barcelos tem vindo a fazer nesta área”. Com esta distinção, sublinha Miguel Costa Gomes, “sai reforçada a marca Barcelos, que sempre defendemos e acarinhamos como um património que nos foi legado e que temos de preservar para as gerações vindouras”. Defender “a marca Barcelos é defender a nossa cultura, uma tarefa que continuaremos a desenvolver com todo o nosso empenho e paixão”.

A terminar, Miguel Costa Gomes não esquece “aqueles que foram preservando as nossas tradições e que são, obviamente, os grandes homenageados”, dedicando o prémio a todos os barcelenses.

Criada em 2004, a Rede de Cidades Criativas visa estabelecer uma ligação e cooperação entre cidades que identificam a criatividade, a arte e a cultura enquanto fatores estratégicos para o desenvolvimento económico. Na prática, as cidades comprometem-se a colocar as indústrias criativas e culturais no centro da sua ação governativa.

A integração de Barcelos na Rede de Cidades Criativas da UNESCO vai permitir, entre outros, o reconhecimento internacional da tradição artesanal e da arte popular de Barcelos como um valor patrimonial, histórico e social, a criação de mais postos de trabalho, nomeadamente no turismo criativo e de experiências, o reforço da notoriedade e reputação da criatividade dos barcelenses nas suas diversas artes, a promoção da criação de estruturas de apoio à atividade artística e a valorização das oficinas criativas tradicionais e apoio a novas gerações de artesãos.

Barcelos figura, assim, entre a lista restrita de 36 cidades mundiais com distinção no domínio do Artesanato e Arte Popular. Vai juntar-se a Aswan (Egipto), Fabriano (Itália), Santa Fé (EUA), Icheon City (Coreia do Sul), Hangzhou (China), Paducah (EUA), Suzhou (China), Pekalongang (Indonésia), Nassau (Bahamas), Jingdezhen (China), Jacmel (Haiti), San Cristobal de Las Casas (México), Duràn (Equador), Lubumbashi (Zâmbia), Al Ahsa (Arábia Saudita), Isfahan (Irão), Bamiyan (Afeganistão), Jaipur (Índia) e Sasayama (Japão), Baguio City (Filipinas), Cairo (Egipto), Carrara (Itália), Chiang Mai (Tailândia), Chordeleg (Equador), Gabrovo (Bulgária), João Pessoa (Brasil), Kütahya (Turquia), Limoges (França), Madaba (Jordânia), Ouagadougou (Burkina Faso), Porto-Novo (Benin), Sheki (Azerbeijão), Sokodé (Togo), Tétouan (Marrocos) e Tunis (Tunísia).

A Rede de Cidades Criativas é agora formada por 180 membros de 72 países de todo o mundo. Em Portugal, existiam já dois municípios, desde 2015, com o título de Cidade Criativa – Óbidos, na área da Literatura, e Idanha-a-Nova, na área da Música. Barcelos conquista agora um lugar na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, a par de Amarante, na área da Música, e Braga, na área de Artes e Media.

Fonte e imagem: CMB.

Foto: DR.

Presidente da Câmara inaugura relvado sintético da Associação Desportiva e Cultural de Carapeços

Outubro 31, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado dia 29 de outubro, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, inaugurou o relvado sintético da Associação Cultural e Desportiva de Carapeços, numa cerimónia que envolveu toda a comunidade local.



A inauguração oficial começou com o descerramento da placa, que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, do Presidente da Junta de Freguesia, Hélder Tomé, e do Presidente da ACD Carapeços, César Ferreira, seguindo-se depois a bênção solene pelo pároco da freguesia, João Antunes.

Nos discursos, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, manifestou a sua satisfação ao inaugurar mais uma moderna infraestrutura desportiva e referiu que “este ato é motivo de grande orgulho, que muito nos honra”, assinalando que “ esta é uma obra da Câmara e dos carapecenses” e “que os jovens podem agora praticar desporto com mais segurança e mais comodidade.”

Por sua vez, o Presidente da Junta de Freguesia, Hélder Tomé, agradeceu ao Presidente da Câmara “que, desde o início deste projeto, convictamente, sempre acreditou que Carapeços precisava de um relvado sintético para permitir que os jovens e adultos tivessem condições para a prática desportiva”. Terminou, dizendo que “sem o apoio dos carapecenses, que se empenharam de forma árdua e persistente, tal feito não era possível com tanta brevidade ”.

O Presidente da Associação Desportiva e Cultural de Carapeços, César Ferreira, referiu que “ sempre acreditou na concretização do relvado sintético, mas que sem o apoio do Município e da população tal não seria possível. A freguesia de Carapeços e o Clube há muito mereciam este espaço para praticar desporto com qualidade”.

A entrada em funcionamento do novo recinto desportivo, um exemplo de equipamento que o Município pretende generalizar, representa a concretização de um sonho antigo da comunidade. A requalificação do Campo de Futebol da Associação Desportiva e Cultural de Carapeços teve um investimento de 100.000,00€, num acordo de colaboração pelo período de 4 anos (2017-2021).

Fonte: CMB.

Fotos: CMB e ADCC.

1 2 3 7
Ir Para Cima