Tag archive

David Ferreira

Amigos da Montanha apresentam Escola de Canoagem

Julho 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Decorreu ontem, ao final da tarde, no areal de Barcelinhos, a cerimónia de apresentação do novo projeto desportivo e de formação dos Amigos da Montanha (AM), a Escola de Canoagem, que terá como responsável Carlos Magalhães.



A cerimónia contou com a presença do Presidente da Direção dos AM, Américo Alves, de Francisco Rocha, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Barcelos, de José Rui Peixoto, Presidente da Junta de Freguesia de Barcelinhos, de António Carvalho, Diretor da Escola Secundária de Barcelinhos, de Ernesto Morais, Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, de David Ferreira, Presidente-Adjunto dos AM, e de António Costa “Lim”, Vice-Presidente para o Desporto e Formação dos AM. Entre o público presente, destaque para José Beleza e Anabela Real, vereadores da Câmara Municipal de Barcelos.

Américo Alves iniciou a cerimónia historiando a ligação dos AM à canoagem, que chegaram a ter dois atletas federados, sendo um deles Belmiro Penetra, que chegou a ser atleta olímpico, tendo representado os AM por dois anos. Aliás, a vinda deste atleta para os AM pressupunha a criação de uma escola de canoagem. Apesar de o projeto ter sido elaborado, por vários motivos, “ficou na gaveta”, lamentou Américo Alves.

No entanto, o “bichinho ficou sempre”. A criação desta escola foi mais um objetivo dos AM, no sentido de “trazer para o rio a formação e o desporto para o areal. Infelizmente, as coisas, na altura, não avançaram. Nos anos a seguir e há três ou quatro anos, apostámos na formação, de outras modalidades, nomeadamente, no atletismo, na natação, na orientação, mas na questão da canoagem ficou sempre aquele ‘bichinho’ e aquele sonho de conseguirmos implementar aqui uma escola de canoagem. Felizmente, nas últimas eleições, um dos programas era este, era que nestes três anos tentaríamos criar a Escola de Canoagem”, que surge com a ajuda da Escola Secundária de Barcelinhos, através do desporto escolar e do professor Carlos Magalhães, que são parceiros dos AM neste novo projeto. Quem apoiou, igualmente, foi a Câmara Municipal de Barcelos e a Junta de Freguesia de Barcelinhos, que deram condições a esta associação para “pensar de forma séria neste projeto”, referiu o seu presidente, que aproveitou para agradecer a estas entidades, referindo que esta é “mais uma responsabilidade que nos recai sobre os ombros, mas estamos preparados para ela. Sabemos que é uma modalidade que não é fácil. No verão é tudo mais fácil. No inverno – os invernos são duros – é preciso ter condições. Mas vamos ver se somos capazes de levar isto em frente. Estou convencido que sim, juntamente aqui com os meus colegas de direção e com a ajuda da direção, tudo faremos para que isto seja um projeto de futuro e que, quem sabe, daqui a meia dúzia de anos, possamos ter aqui campeões em Barcelos”, concluiu.

Francisco Rocha enalteceu o trabalho dos AM ao nível do desporto e da formação, dando os parabéns pelo projeto e prometendo a continuidade do apoio e ajuda da Câmara Municipal de Barcelos aos AM.

Já Ernesto Morais deu, de igual forma, os parabéns pela Escola de Canoagem. “A essência para o sucesso do futuro é ter alguém ligado à canoagem neste projeto e isso já têm”, referindo-se a Carlos Magalhães. Louvou o protocolo dos AM com a Secundária de Barcelinhos, visto que a maioria dos clubes a nível nacional não têm protocolos com escolas. Para este responsável federativo, o trabalho passa mesmo pela formação dos atletas. Se antes a canoagem era “o desporto dos pobres”, hoje em dia, também por causa dos resultados que Portugal tem tido, a realidade alterou-se. “Os municípios não olham para a modalidade com os mesmos olhos que deviam olhar, como olham para outras modalidades, mas penso que da forma como este projeto está a começar, com o protocolo com a escola, uma pessoa do seio da canoagem à frente do projeto, tem tudo para que o futuro seja risonho”, concluiu.

Por fim, José Rui Peixoto elogiou, igualmente, o trabalho dos AM, que “em Barcelinhos são sinónimo de dinamismo”, sendo as suas atividades a “mostra disso”. Salientou que a Junta de Freguesia não pode “ficar de fora” e não ajudar os AM neste e noutros projetos, prometendo continuar com essa colaboração.

António Carvalho, diretor da Escola Secundária (ES) de Barcelinhos, contou como a ideia do protocolo surgiu, com o professor nesta escola, Carlos Magalhães, a ser a ponte entre as partes. Salientou que a canoagem já fará, à imagem do BTT, parte dos programas de desporto da Escola e que este protocolo é algo em que acredita e que trará bons frutos e resultados não só para a ES de Barcelinhos, como para os AM.

Fotos: AM e BnH.

“Givec Maratona BTT 5 Cumes” realiza-se a 30 de setembro

Junho 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A 14.ª edição da Givec Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 30 de Setembro e a apresentação da prova de 2018 desenrolou-se na bonita zona ribeirinha de Barcelos, cenário que dá, também, imagem ao cartaz da edição deste ano do evento de BTT organizado pelos Amigos da Montanha.



David Ferreira, Presidente adjunto dos Amigos da Montanha, salientou, na apresentação, algumas das novidades deste ano.

No ambiente, preocupação fundamental desde sempre para os Amigos da Montanha, haverá distribuição de água em bidões nos abastecimentos, evitando o uso de plásticos. A marcação do percurso será feita com fitas reutilizáveis e os trilhos serão limpos antes da maratona e ficarão novamente limpos, imediatamente após a prova, como tem sido apanágio dos Amigos da Montanha.

Os “5 cumes” vão ainda passar no monte de São Gonçalo. Existirão, em simultâneo, 2 provas com 2 distâncias diferentes: “3 Cumes” – cerca de 45 Km e de 1100m de acumulado; “5 Cumes” – cerca de 75 Km e de 2.000m de acumulado.

No que toca aos trilhos e montes que vão receber os atletas, esta edição vai passar por alguns dos cumes míticos do concelho, nomeadamente pelo Facho e São Gonçalo. Toda a prova se desenrola, maioritariamente, pela zona norte do concelho, passando para o lado sul, para Barcelinhos, por uma ponte que será colocada no rio Cávado.

A partida será em direção ao Monte do Facho, segue-se o Monte de Lousado (Alheira) e depois o Monte de Tamel (estes cumes serão comuns aos “3 cumes” e “5 cumes”).

David Ferreira salientou, também, que esta é uma organização que necessita de grande número de voluntários. Os AM contam com o apoio dos seus membros, mas também de alunos das escolas, escuteiros e elementos de outras associações.

O objetivo de 2018 passa por ultrapassar os 2000 inscritos, não sendo, no entanto, fácil este número, particularmente com o panorama que se vive com a diminuição dos participantes em quase todas as provas que se realizam pelo país.

As inscrições já podem ser feitas em (basta clicar no link para aceder automaticamente) www.amigosdamontanha.com e incluem o jersey do evento e outras ofertas, entre as quais, um lenço de BTT, meias e bifana para todos no final.

No tocante a premiados, este ano estende-se a outras categorias que irão receber o troféu dos “5 Cumes”. Para além da geral, haverá prémios para Elites, Masters 30, Masters 35, Masters 40, Masters 45, Masters 50 e Masters 55 masculinos e Elites, Masters 30 e Masters 40 femininos.

Uma das apostas a fazer este ano será o “Onda Passeio BTT Jovem” que se realiza no sábado e que terá, também, partida na Avenida da Liberdade, em Barcelos. Esta atividade é de participação gratuita e pretende chamar os mais novos, mas também pais e avós, para a prática desportiva, apresentando-se como uma atividade de convívio e ligação entre várias gerações.

Este ano, a prova é apadrinhada por um nome de referência no BTT barcelense, alguém que “tem defendido bem as cores” de Barcelos, salientou David Ferreira. Fátima Melo será a madrinha dos “5 Cumes” e recebeu o dorsal n.º 1. A altleta barcelense disse que o mais importante é que se consiga juntar os jovens, juntar o maior número de pessoas a praticar BTT. Este será o quinto ano em que está nos “5 Cumes”, quatro deles com vitória. Fátima Melo sofreu, em janeiro, uma queda grave de bicicleta e está ainda em fase de recuperação. Quando saiu da unidade de tratamento, em abril, disse de imediato que um dos grandes objetivos era fazer os “5 cumes” deste ano.

“Um grande orgulho, por não ser uma atleta federada, e ser convidada pela organização para ser a madrinha da prova” referiu, acrescentando que tentará com que mais mulheres venham fazer os “5 Cumes” e continua a dizer que com um pouco de treino todos conseguem fazer esta prova.

O Presidente da Junta de Barcelinhos, José Alves Peixoto, saudou a organização por usar uma imagem da zona ribeirinha, uma das zonas mais bonitas do país, como cartaz da prova, salientando que é um orgulho para Barcelinhos o trabalho desta Associação local.

Daniel Azevedo, representante da Câmara Municipal, louvou o juntar de vários escalões etários para começar desde pequeno a vida saudável pelo desporto, referindo que esta é mais uma “iniciativa que faz engrandecer os barcelenses” até porque foi usada esta imagem da zona ribeirinha e castelo, “uma das entradas mais bonitas do país” para a promover.

Fonte e fotos: AM e Sérgio Rodrigues.

“Givec Maratona BTT 5 Cumes” traz milhares de betetistas aos trilhos de Barcelos

Setembro 26, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Na sua 13.ª edição, a “Givec Maratona BTT 5 Cumes” coloriu, mais uma vez, a Av. da Liberdade, em Barcelos, que viu partir os milhares de betetistas, à conquista de alguns dos pontos mais altos e emblemáticos do concelho, numa prova organizada pelos Amigos da Montanha, com o apoio da Câmara Municipal de Barcelos, e que este ano trouxe mais participantes que o ano passado.



As condições atmosféricas foram excelentes para a prática da modalidade e convidaram atletas, e público, para um dia excelente no magnífico cenário do Centro Histórico de Barcelos, um cenário que é sempre uma das características realçadas pelos betetistas que vêm até cá de diversos pontos do país, mas também de outras nacionalidades, notando-se o número crescente de espanhóis em cada edição da prova.

A décima terceira edição desta mítica maratona decorreu no passado domingo, sob o desafio “Supera-te à Conquista dos 5 Cumes”. A conquista de cada cume é um elemento diferenciador e dá ânimo aos participantes, que vão experimentando a sensação de conquistas ao longo do percurso, aliando os momentos de convívio nos abastecimentos, a passagem por locais deslumbrantes e a dureza de alguns trilhos, onde a dificuldade de os superar torna ainda mais apetecível esta prova.

Depois de pedalarem 37 km, a divisão do percurso levou os atletas pela distância que tinham escolhido na inscrição: a Maratona 5 Cumes, com 72 km, e a Meia Maratona 3 Cumes, com 44 km. A maratona saiu, pela primeira vez na sua história, em direção ao Monte do Facho, onde teve o primeiro Cume. Seguiram-se, depois, o monte de Airó, Midões, monte D’Assaia e, por fim, a Franqueira, os cumes escolhidos para a superação em 2017 na maratona de 72 km, com o desafio de 2200m de desnível acumulado. Os participantes da meia-maratona cumpriram cerca de 1200m de desnível acumulado e conheceram os cumes do Facho, Airó e Midões. Como habitual, o percurso escolhido pelos Amigos da Montanha trouxe novidades e novos trilhos. No total, a prova passou por 24 freguesias do concelho de Barcelos e teve como ponto alto a ponte móvel colocada no rio Cávado, na zona da Pousa. Uma estrutura assente em barcos que proporcionou um cenário diferente e único a deslumbrar os participantes.

“A qualidade organizativa, a logística e a marcação e a diferenciação do percurso em cada ano continuaram a ser características destacadas pelos participantes ao cruzarem a linha da meta” refere David Ferreira, diretor da prova, e são estas características que têm permitido continuar a manter um grande número inscritos que, este ano, rondou os 2500. A par destas características, a escolha dos bonitos e desafiantes trilhos, onde se evidenciam os atrativos singletracks e as grandes descidas com que são desafiados apresentam-se como os pontos de eleição dos participantes ao cruzarem a meta.

As paisagens naturais, o ambiente rural característico da região, os caminhos seculares e os cenários bucólicos e pitorescos têm, obrigatoriamente, de ser apreciados neste percurso. E a riqueza ambiental é algo que os Amigos da Montanha continuam a evidenciar, a par com a preocupação para um ambiente mais protegido, por isso as fitas utilizadas nas marcações são reutilizáveis e a limpeza do percurso é feita na totalidade em poucos dias.

David Ferreira realça, ainda, a logística da prova, envolvendo mais de 200 pessoas entre bombeiros, GNR, PSP e muitos voluntários da associação e das escolas, sem os quais não seria possível a realização deste evento. “Tal como em todas as atividades que os Amigos da Montanha realizam ao longo do ano nas mais diversas modalidades, mais uma vez aqui fica espelhado o espírito de voluntariado fundamental em todas as atividades e os Amigos da Montanha só têm de agradecer por toda esta colaboração”.



Para além da prova de BTT, os Amigos da Montanha organizam um evento para levar o desporto e a animação a todas as pessoas. De manhã, o programa da “Givec Maratona BTT 5 Cumes” contou com uma aula de zumba, com a colaboração da instrutora Luciana Silva, e um passeio pedestre que deu a conhecer alguns trilhos de Barcelos. Antes da cerimónia de entrega de prémios houve dança, pelo Nico Dance Studio, que abrilhantou o programa do dia. Para os mais pequenos, ainda houve pinturas faciais e modelagem de balões. Também no sábado, 23 de setembro, foram os mais novos a ter destaque no Percurso BTT Júnior. Integrado no programa da Maratona BTT 5 Cumes, o Percurso BTT Júnior permitiu aos mais jovens conhecerem também alguns trilhos de Barcelos e começarem já a sua iniciação para uma participação futura nos 5 Cumes.

Na parte competitiva dos 5 Cumes, José Rodrigues (FC FAMALICÃO/SONYTURISMO/BIKEWORLD) discutiu a vitória na meta com Domingos Gonçalves (RP-BOAVISTA). O atleta de Famalicão levou a melhor sobre o barcelense e os dois terminaram com grande convívio na linha da meta. José Rodrigues salientou que foi a “um nível profissional” que foi decorrendo a prova ao lado de Domingos Gonçalves e referiu a atratividade dos trilhos e a beleza, nomeadamente nas margens do Cávado. Domingos Gonçalves contou que, apesar de não costumar correr na modalidade de BTT, foi aí que começou e gostou muito de ter feito os 5 Cumes, que apresentaram um nível fantástico. Nélson Sousa (BIKE BROTHERS) ocupou o terceiro lugar do pódio.

No setor feminino, a barcelense Fátima Melo (MGB BIKES SPECIALIZED BARCELOS) venceu pelo quarto ano consecutivo e, na linha da meta, continuou a cativar todos para a prática do BTT e para os 5 Cumes, que com treino e motivação todos conseguem fazer. Virgínia Torres Miranda (AGUÇA BTT) foi a segunda e Sandra Faustino Santo (TRANSFOR/FÁTIMABTT) fechou o pódio.

Na meia-maratona 3 Cumes, Francisco Azevedo (FAMA BIKE/AFTER WORK) venceu, Tiago Emanuel Sousa (ASC/FOCUS TEAM/VILA DO CONDE) foi segundo classificado e Pedro Costa (MOUQUIM AFACYCLED/EUGÉNIOS BAR) o terceiro.

Em femininos, Manuela Pontes subiu ao lugar mais alto do pódio, Cristina Oliveira (BIKEMANIA FAMALICÃO) ocupou o segundo lugar e Rosa Rodrigues fechou o pódio.

 

Fonte e fotos: AM.

Ir Para Cima