Tag archive

dietética

Capítulo 6 – Compras saudáveis e sustentáveis

Agosto 2, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa

Cada vez mais se torna importante educar a população para escolhas alimentares saudáveis e, como tal, é fundamental ensinar a “saber” comprar. Claro que todos sabem ir às compras, mas o difícil é comprar de forma a promover um estilo de vida saudável e equilibrado.

Quando for ao supermercado tente fazer opções alimentares saudáveis. Para facilitar, há um conjunto de recomendações que lhe permitem comprar bem, de forma saudável e sustentável e tendo em conta o fator económico. Sim, porque a facilidade de acesso e o preço dos bens alimentares também são variáveis bastante importantes a ter em conta.

Para além de ser fundamental o momento da ida às compras, o momento que as antecede também deve ser tido em consideração. Deve planear o que vai cozinhar para os almoços e jantares semanais ou até mesmo mensais, assim como, o que irá preparar para os lanches. Este planeamento irá facilitar a organização da sua lista das compras e também poderá evitar o gasto em produtos desnecessários, assim como, o desperdício de alimentos no final do mês.

No momento de efetuar as compras evite ir ao supermercado numa altura em que sente fome ou em horário das refeições. Procure comprar produtos mais económicos ou que estejam em promoção e escolha embalagens de tamanho familiar, que têm um custo mais baixo, e em casa divida-as em pacotes individuais. Nunca se esqueça que é importante dar preferência aos alimentos mais frescos, sazonais (da época) e também consultar os rótulos dos produtos alimentares.

Caso o almoço não seja efetuado em casa, prepare de véspera a refeição que pretende levar. São cada vez mais as pessoas que optam por levar a refeição de casa para o local de trabalho e, tal facto, tem inúmeras vantagens para a saúde e para a “carteira”, pois ao preparar a sua refeição conhece os ingredientes que são utilizados e tem mais controlo sobre as quantidades.




Inicie a refeição com a sopa, pois irá sentir-se mais saciado(a) e, assim, não ingere tanta quantidade do prato principal. Pode preparar a sopa em grandes quantidades e congelá-la em pequenas doses prontas a comer ou a levar. Opte por fruta à sobremesa, escolhendo fruta pouco madura para não se degradar com o transporte. E, muito importante também, dê preferência à água às refeições em vez de outras bebidas.

Existem cada vez mais opções disponíveis, só tem de escolher a que melhor se adapta ao seu dia-a-dia. Não se esqueça de seguir as recomendações da Nova Roda dos Alimentos: uma alimentação completa, variada e equilibrada.

 

Imagem: http://nedmed.info/article/carrinho-de-compras-saudavel

Fonte: Associação Portuguesa dos Nutricionistas

Visite o meu blog em:

http://sarabarbosa2008.wixsite.com/blognutricao

Por: Sara Barbosa.* – Licenciada em Dietética e Nutrição

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Nutra a sua vida

Janeiro 4, 2017 em Atualidade, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa
Sara Barbosa

Capítulo 1 – Primeiros passos para uma boa alimentação.

Provavelmente já reparou que o número de doenças crónicas que afetam a população portuguesa tem aumentado. Já pensou que grande parte das doenças é passível de prevenção? Muitas destas surgem em alicerces de estilos de vida pouco saudáveis: alimentação inadequada e sedentarismo.

Uma alimentação saudável reside no equilíbrio da quantidade e qualidade dos alimentos e nutrientes que ingerimos. Embora seja muito importante cada um de nós ter uma dieta personalizada, uma vez que as necessidades nutricionais variam consoante o género, a idade, o nível de atividade física, o metabolismo e a existência de certas patologias, existem regras gerais que qualquer pessoa pode adotar.

Regras essas que incluem um mínimo de 5 refeições por dia (não coma poucas vezes, o importante é comer mais vezes e pouco de cada vez), tomar sempre o pequeno-almoço, beber uma boa quantidade de água ao longo do dia, comer sopa no início das refeições, consumir peixe e carnes brancas, reduzir a gordura na confeção, evitar os fritos, reduzir o consumo de sal e açúcar, consumir alimentos menos processados, mais frutas e vegetais da época, respeitando a sazonalidade. Deve comer devagar, saborear bem os alimentos e manter-se fisicamente ativo.

O consumo excessivo de alimentos ricos em sal, açúcar simples e gordura saturada é um grave problema e cada vez mais é necessário alertar a população dos efeitos nocivos para a saúde que este pode desencadear, como colesterol elevado, hipertensão arterial, dislipidémia, obesidade, diabetes ou doenças cardíacas. Porém, não há maus alimentos, há má alimentação! Não tem de proibir nenhum alimento para ser saudável, mas sim combinar os alimentos certos nas quantidades certas: “o uso moderado nutre, o excesso e a falta agridem”.

É muito importante priviligiar o nosso guia alimentar, a Roda dos Alimentos, e adotar a Dieta Mediterrânica. Estes serão os temas abordados no próximo capítulo, não perca!

Quer saber mais? Visite o meu blog: Be Healty Nutrição

 

 

Sara Barbosa (estagiária na licenciatura em Dietética e Nutrição)

Ir Para Cima