Tag archive

Ensino Superior

IPCA abre vagas para estudantes do ensino profissional concorrerem aos cursos de licenciatura

Junho 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Já estão abertas as candidaturas para os titulares do ensino profissional poderem realizar a prova de avaliação para concorrerem aos cursos de licenciatura do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA). O prazo para a inscrição está aberto até ao dia 17 de julho e a prova realiza-se no dia 24 de julho.



Os candidatos podem realizar a prova de avaliação em qualquer umas das instituições da REDE Norte, constituída pelo IPCA, pelos politécnicos de Bragança, do Porto e de Viana do Castelo, e pela UTAD, que conjuntamente organizaram a prova de avaliação de conhecimentos que dão acesso aos seus cursos de licenciatura.

Os titulares de cursos profissionais e os estudantes que frequentam o último ano dos cursos profissionais de nível secundário devem efetuar a inscrição para a realização da prova no link: www.apnor.pt/profissionais.

Toda a informação relativa a esta prova de avaliação e ao concurso especial pode ser consultada em www.ipca.pt e no site www.apnor.pt, bem como no link: www.ipca.pt/sa/divisao-academica/.

Fonte e foto: IPCA.

IPCA oferece novo curso de Pós-graduação em FinTech

Junho 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Nova Pós-graduação arranca no ano letivo 2020/2021

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) continua determinado em oferecer a melhor oferta formativa aliada às necessidades empresariais da região.



No próximo ano letivo de 2020-2021 entra em funcionamento o novo curso da Pós-graduação em FinTech. Este curso insere-se na estratégia de especialização avançada do IPCA, com o intuito de promover uma interação forte entre as áreas de conhecimento das suas Escolas de Gestão, Tecnologia e Hotelaria e Turismo.

A Pós-graduação estabelece uma sólida ligação às empresas através da apresentação de casos de estudo e de promoção de inovação com a realização de um bootcamp, para que os participantes, em equipa, criem um produto (ideia), serviço e ou modelo empresarial, baseado em tecnologia, na área das finanças, seguindo uma abordagem de Design Thinking com apresentação final em modelo de pitch para um painel de convidados ligados a empresas.

A transformação digital é um movimento que está a acontecer em todas as áreas e, por isso, também os profissionais das áreas a quem este curso de destina (gestão e finanças) necessitam de adquirir as competências necessárias para serem competitivos na era digital.

Na Pós-graduação em FinTech pretende-se que os participantes possam conhecer casos de estudo de transformação digital em organizações financeiras, compreender os modelos organizacionais para negócios baseados em tecnologia, conhecer tecnologias emergentes que contribuam para a transição digital das organizações, identificar as necessidades de cumprimento de normas de regulação e de segurança de sistemas de informação, conhecer e aplicar modelos e técnicas de inovação e gestão da inovação para a liderança da transformação digital.

As candidaturas já se encontram a decorrer até ao dia 30 de setembro, através da plataforma online https://www.siga.ipca.pt/cssnet.

Fonte e imagens: IPCA.

Estudantes do Ensino Superior exigem medidas ao Governo devido à pandemia COVID-19

Junho 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Quarentena Académica apresenta reivindicações

Amanhã, dia 4 de junho, a plataforma Quarentena Académica organiza um protesto nacional, com presença em frente à reitoria da Universidade do Minho, “contra a inação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior no combate à crise social e económica que a comunidade estudantil atravessa devido à pandemia da COVID-19”, refere em nota.



Uma comitiva da Quarentena Académica entregará, dia 4 de junho, às 11h00, ao Conselho de Ministros todas as queixas remetidas à plataforma até à data, exigindo respostas concretas, para assuntos como: propinas, taxas e emolumentos, alojamento estudantil, regras claras para aulas à distância e avaliações, combate ao excesso de trabalho e burnout, ação social direta, mais apoio psicológico.

Ao mesmo tempo que a comitiva nacional estará à porta do conselho de ministros, vários grupos de estudantes em cada Instituição de Ensino Superior farão o mesmo, mostrando o seu apoio ao grupo presente no conselho de ministros. “As várias ações – a nível nacional e local – cumprirão todas as normas recomendadas pela Direção Geral da Saúde, nomeadamente, uso de máscara e distanciamento social”, salienta a Plataforma.

A Quarentena Académica é uma plataforma de apoio a Estudantes para a crise atual, feita por estudantes para estudantes. O seu principal objetivo é criar um sistema solidário de entreajuda. Nesse sentido, tem vindo a monitorizar virtualmente um conjunto de pedidos e queixas que lhes chegam por parte dos estudantes do Ensino Superior, Secundário e Profissional em Portugal, durante o período de e-learning, face à pandemia da COVID-19. “É nosso objetivo conseguir colaborar e encontrar as melhores soluções para todos, que não se coloque o trabalho dos docentes em causa e que se faça com que as Instituições do Ensino Superior sejam promotoras de mecanismos de solidariedade num tempo difícil e extraordinário como este que vivemos”, conclui.

Foto: DR.

IPCA abre dois novos cursos de mestrado nas áreas da Gestão e Marketing

Maio 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Mestrados em Gestão e em Marketing entram em funcionamento no próximo ano letivo

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) coloca em funcionamento, no próximo ano letivo, dois novos cursos de mestrado nas áreas da Gestão e Marketing: o Mestrado em Gestão e o Mestrado em Marketing.



O Mestrado em Gestão é direcionado para as áreas da gestão, com especialização nos ramos de gestão financeira e de gestão de recursos humanos. O curso tem como objetivos permitir a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de competências transversais, que permitam aos estudantes obter uma sólida formação nestas áreas, ampliando e aprimorando as suas competências profissionais e incentivando à pesquisa científica nessas áreas.

O Mestrado em Marketing tem por objetivo proporcionar uma formação com um caráter profissional, prático e altamente especializado em marketing. Num momento de profundas mudanças nas empresas e nos mercados, este curso pretende dotar os estudantes de uma apreensão efetiva do conceito de marketing nas organizações, captando e antecipando as tendências do mercado em ambiente nacional ou internacional, numa lógica cada vez mais digital. Visa também desenvolver a capacidade de investigação aplicada à procura de soluções para os desafios das empresas.

Os cursos de mestrado conferem o grau académico de mestre, com uma duração de quatro semestres a que correspondem 120 ECTS. Proporcionam aos seus estudantes uma formação avançada de cariz profissionalizante, bem como o desenvolvimento de competências de investigação aplicada.

As candidaturas aos Cursos de Mestrado do IPCA já estão a decorrer, sendo que a 1ª fase termina a 12 de julho. As candidaturas podem realizar-se no seguinte linkhttps://ipca.pt/sa/candidaturas-2020-2021/acesso-e-readmissao-a-mestrados/.

O IPCA desenvolve o seu projeto educativo e científico em áreas científicas especializadas como a Gestão, a Hotelaria e Turismo, o Design e a Tecnologia, onde a aposta da oferta formativa, além dos Mestrados, recai sobre os cursos de Licenciatura, Cursos Técnicos Superiores Profissionais e Cursos Breves.

Fonte e foto: IPCA.

COVID-19 | PAN pretende garantir mais apoios a estudantes universitários

Abril 7, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Apoios ao nível das propinas e do alojamento

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza avançou com a apresentação de dois projetos de lei que visam a criação de medidas de apoio aos estudantes universitários e às suas famílias, relativamente ao pagamento de propinas e do alojamento dos Alunos, como forma de fazer face ao contexto particularmente difícil causado pelo surto da COVID-19.



Em relação à adequação do pagamento de propinas no ensino superior à situação excecional da COVID-19, o Partido “pretende a adoção de medidas que garantam o ensino à distância, eliminando as desigualdades que existem a este nível, ao mesmo tempo que propõe que os prazos para pagamento de propinas no ensino superior sejam ajustados, de acordo com a evolução da crise sanitária, protegendo assim os rendimentos dos estudantes e das suas famílias”, conforme refere em nota.

Já sobre a suspensão do pagamento das prestações de alojamentos e residências e alojamentos universitárias durante o período de emergência de saúde pública, diz o PAN que pretende, “não sendo possível para já antever o regresso presencial às aulas e tendo em conta o impacto que a pandemia da doença COVOD-19 tem no rendimento das famílias, implementar medidas no que diz respeito ao alojamento de estudantes em residenciais e respostas universitárias de natureza pública, devendo estes pagamentos ser suspensos durante o período de vigência das medidas de prevenção, contenção, mitigação e tratamento da doença”.

Foto: DR.

COVID-19: Santander junta-se a Universidades e Politécnicos para apoio a estudantes e famílias

Abril 7, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Mais de 1,5M€ para combater efeitos da pandemia

O Santander e as Instituições de Ensino Superior em Portugal irão canalizar mais de 1,5 milhões de euros para iniciativas de apoio aos estudantes e famílias portuguesas, de forma a responder às necessidades económicas, sociais e de saúde pública decorrentes da COVID-19.



No âmbito dos programas de mecenato entre o Banco e as Universidades, as várias instituições estão a utilizar fundos do Banco para apoio aos estudantes que começarem a sentir os efeitos económico e sociais da pandemia. No imediato serão disponibilizados fundos para alunos que já se encontram em situação de emergência económica. A partir de setembro serão atribuídas 1.000 Bolsas de Apoio Social.

As medidas incluem também a aquisição de computadores e equipamento informático para garantir que todos os alunos possam ter acesso ao ensino à distância nas melhores condições possíveis. Esta medida vai também estender-se aos funcionários das Instituições potenciando o seu teletrabalho.

Na área da Saúde, as verbas do Santander permitirão às Universidades e Politécnicos intensificar um papel muito importante no combate à COVID-19 ao qual estão a ser chamados, adaptando os seus laboratórios para a produção de testes e utilizando impressoras 3D para a produção de equipamento de proteção para o pessoal de saúde que tanto escasseiam no mercado. Algumas destas instituições arrancaram já com iniciativas relevantes, também elegíveis, como a disponibilização das suas infraestruturas para hospitais de campanha, acolhimento de doentes, alojamento para funcionários de saúde em residências universitária, entre outros.

Cada Universidade ou Instituto Politécnico selecionará, ainda, medidas locais que pretende realizar, tendo em conta as necessidades mais proeminentes das cidades em que estão inseridas.

Adicionalmente, o Banco vai criar um fundo para atribuição imediata a fim de acelerar projetos de impacto social ligados à COVID-19, que estejam a ser desenvolvidos por voluntários universitários.

O Santander em Portugal colabora atualmente com 50 instituições do Ensino Superior, investindo anualmente mais de €7 milhões na área de Responsabilidade Social e Corporativa.

Foto: DR.

IPCA inicia mais cursos em Vila Nova de Famalicão

Julho 17, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Candidaturas abertas aos CTeSP´s

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai, a partir do mês de setembro, estar em funcionamento em São Cosme, nas antigas instalações da Didáxis – em Vila Nova de Famalicão, com os Cursos Técnicos Superiores Profissionais, nas áreas da Gestão, do Design, da Tecnologia e da Hotelaria e Turismo.



A escolha da cidade de Vila Nova de Famalicão para o funcionamento destes cursos tem a ver, não só com o objetivo de dar resposta às necessidades das empresas da região em termos de recursos humanos qualificados, mas também por esta cidade ser o Município mais exportador do Norte de Portugal, e o terceiro do país, liderança que detém já há vários anos.

De salientar que este alargar da ação do IPCA a Vila Nova de Famalicão tem vindo há muito a ser debatida, sendo que na tomada de posse da atual presidente do IPCA, Maria José Fernandes, a chegada a esta cidade no ano letivo de 2018/2019 era um dos seus objetivos, que foi cumprido. Nesse ano letivo deu-se início ao funcionamento do 1º curso técnico superior profissional de Design de Moda nas instalações do CITEVE. Decorrido um ano, entendeu o IPCA alargar a sua oferta formativa a outras áreas, pelo que no próximo ano letivo vão estar em funcionamento, em Vila Nova de Famalicão, os cursos técnicos superiores profissionais de Apoio à Gestão; Comércio Eletrónico; Design de Moda; Exportação e Logística; Eletrónica, Automação e Comando; Energia, Telecomunicações e Domótica e Sistemas Eletrónicos e Computadores. Esta oferta formativa é também lecionada no Polo de Guimarães (Ave Park), no Campus do IPCA em Barcelos e em Braga, como é o caso do CTeSP de Soldadura Avançada a decorrer nas instalações da empresa Bysteel, que integra o DSTGroup.

As candidaturas aos CTeSP´s do IPCA, encontram-se abertas até dia 5 de agosto, e são realizadas exclusivamente online através do link: https://www.siga.ipca.pt/cssnet/page.

O IPCA oferece ainda 14 licenciaturas, 14 mestrados e 8 pós-graduações que funcionam no Campus do IPCA em regime Laboral e Pós-laboral.

Fonte e foto: IPCA.

Escola Técnica Superior Profissional do IPCA aprovada pelo Ministério

Junho 27, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, aprovou, por seu despacho de 05 de maio, a criação da Escola Técnica Superior Profissional (ETESP) que terá a sua sede no polo do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) em Braga.



O IPCA consegue, assim, mais um feito na sua história com a criação da sua 5ª Escola, fruto de uma forte articulação nas respostas às necessidades da região ao nível da oferta formativa qualificada.

A ETESP é uma unidade orgânica de ensino e investigação do IPCA, responsável pela gestão, organização e funcionamento dos cursos técnicos superiores profissionais.

Esta nova Escola do IPCA vem, desta forma, juntar-se às atuais quatro escolas: a Escola Superior de Gestão (1996), a Escola Superior de Tecnologia (2004), a Escola Superior de Design (2015) e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo (2017).

Com a criação desta Escola, “o IPCA continua a cumprir com a sua missão, fortalecendo a estratégia de crescimento e de consolidação do seu projeto educativo e científico”, refere em nota.

Os estatutos provisórios da ETESP foram aprovados pelo Conselho Geral do IPCA na reunião do dia 25 de junho, estando assim reunidas as condições para que a Escola entre em funcionamento e inicie o processo de elaboração dos estatutos definitivos, onde foi ainda aprovada a imagem gráfica da Escola.

O IPCA, pioneiro na oferta de cursos técnicos superiores profissionais, que tiveram o seu início no ano letivo de 2014/2015 com 180 estudantes distribuídos por três cursos: Apoio à Gestão, Eletrónica, Automação e Comando e Aplicações Móveis, tem atualmente mais de 1000 estudantes a frequentar 20 cursos técnicos superiores profissionais a funcionar em Barcelos (campus do IPCA), Polo de Braga, Polo de Guimarães (AVE PARK) e Polo de Vila Nova de Famalicão, a consolidar no ano letivo 2019/2020. O arranque desta oferta formativa marcou o início de funcionamento do polo do IPCA em Braga.

Imagens: IPCA.

IPCA consolida a estratégia de I&D com o reconhecimento da FCT

Junho 27, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), e os seus investigadores, estão de parabéns, pois receberam classificações muito boas por parte da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia no âmbito do processo de avaliação das unidades de I&D levado a cabo desde 2018.



Destaque para a classificação de “Muito Bom” atribuída ao   2Ai – Laboratório de Inteligência Artificial, uma nova unidade de I&D da Escola Superior de Tecnologia do IPCA que vê reconhecida a utilidade e relevância do seu projeto científico para a comunidade académica e para a sociedade em geral. Esta é uma unidade que agrega 14 investigadores integrados da EST do IPCA e vários membros colaboradores, entre eles, estudantes de doutoramento. Este resultado permite ao grupo de trabalho desenvolver as condições necessárias para aumentar as atividades de I&D na área da inteligência artificial e oferecer um programa doutoral nesta área, algo inovador no ensino superior politécnico.

Mas o IPCA vê reforçada e consolidada a sua estratégia de I&D com a classificação de “Muito Bom” obtida pelo   ID +  –  Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura, uma unidade I&D da Universidade de Aveiro, em que a Escola Superior de Design do IPCA é unidade de gestão juntamente com a Universidade do Porto. Uma unidade que agrega 12 investigadores integrados da ESD do IPCA num total de 68 investigadores, constituindo uma equipa multidisciplinar ao serviço do design, da cultura e da criatividade.

De destacar, também, a classificação positiva obtida por outras unidades de I&D onde o IPCA tem docentes integrados, nomeadamente o CITUR da RIPTUR, a UNIAG do IPB, o LAETA do INEGI, o GOVCOPP da Universidade de Aveiro, o DINÂMIA’CET do Instituto Universitário de Lisboa, o Instituto de Polímeros e Compósitos e o JusGov, ambos da Universidade do Minho e o IJP da Universidade Portucalense. 

Com estes resultados, a maioria dos professores de carreira do IPCA ficam integrados em unidades de I&D de qualidade reconhecida pela FCT o que valoriza e enaltece o trabalho e o projeto científico desenvolvido pela Instituição na comunidade e com a comunidade.

“Este resultado é fruto de um trabalho contínuo e de um caminho que vem sendo traçado há vários anos e que visa congregar o projeto educativo e científico do IPCA com os objetivos e interesses dos investigadores, em prol de uma maior contribuição para o conhecimento e a sua aplicação e transferência para a sociedade”, refere o IPCA em nota.

O processo de avaliação das unidades de I&D levado a cabo pela FCT, no âmbito do Programa Plurianual de Financiamento, envolveu 224 avaliadores internacionais, oriundos de 26 países, que avaliaram 348 unidades.

Foto: IPCA.

OK ESTUDANTE prepara alunos do Norte para estudarem no Reino Unido

Junho 27, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A OK ESTUDANTE, empresa de consultoria académica especializada no Ensino Superior do Reino Unido, organiza, no dia 30 de junho, no Multiusos do Gondomar (Porto), das 9h00 às 17h00, o Pre-Departure Orientation (PDO). Este é um evento dirigido aos alunos da zona norte do país que vão ingressar no ensino superior do Reino Unido em setembro.



O PDO realiza-se desde 2013 e tem como objetivos “promover a apresentação e a interação entre os estudantes, em especial dos que vão para a mesma universidade e curso; transmitir informações facilitadoras da vivência pessoal e académica no Reino Unido envolvendo temas como estruturas na universidade, alojamento, trabalho, segurança, transportes, cultura entre outros; esclarecer os pais sobre o que esperar e como reagir às situações mais comuns, para que prestem a ajuda certa aos seus filhos; e desmistificação dos impactos do ‘Brexit’ na vida académica.

Este evento contará com representantes das mais conceituadas universidades britânicas, nomeadamente Coventry University, Middlesex University, University of Portsmouth, Solent University, Nottingham Trent University, University College Birmingham, Birmingham City University, Anglia Ruskin University, University of Hertfordshire e University of Sunderland.

Além dos representantes, marcarão também presença convidados especiais, como alunos que já estão a estudar no Reino Unido, pais “veteranos” e três oradores – André Rosendo (Fundador da OK ESTUDANTE), Maria de Castro (diretora geral da OK ESTUDANTE) e Inácio Rozeira (TEDx Speaker, empreendedor, viajante e fundador da CHOCOLATE BOX, a nova agência de viagens portuguesa que organiza escapadinhas onde o destino é surpresa.

A novidade deste ano é a apresentação do programa de empreendedorismo nacional “START OK”, uma parceria entre a OK ESTUDANTE, a BE BRAVE e a Associação de Empreendedores e Mentores. Esta apresentação ficará a cargo do Fundador da OK ESTUDANTE, André Rosendo, e do Presidente da Brave Generation, Terry Hamill, às 9h15, na cerimónia do PDO.

Para Maria de Castro, diretora geral da OK ESTUDANTE, “O PDO é um evento extremamente relevante, uma vez que embarcar numa aventura académica num seio cultural diferente acarreta impactos para além do óbvio na vida dos estudantes. O que a OK ESTUDANTE pretende, com esta iniciativa, é assegurar o apoio aos pais e famílias e, sobretudo, a integração dos alunos num ambiente cultural diferente, oferecendo-lhes as ferramentas necessárias para que sejam bem-sucedidos nos seus percursos académicos, pessoais e profissionais. Desde 2008 que a OK ESTUDANTE garante que qualquer estudante português, independentemente da sua condição socioeconómica ou percurso escolar, tem acesso a uma Universidade do Reino Unido com financiamento, tendo já colocado mais de 4500 alunos portugueses.”

Brexit não fecha portas aos estudantes universitários portugueses

O Governo Britânico anunciou, recentemente, que os estudantes da União Europeia queiniciarem o curso nos anos letivos de 2019/20 e 2020/21 continuarão a ter apoiogarantido, independentemente das decisões que possam advir do Brexit. Ofinanciamento de propinas continuará através do programa Student Finance e o custodas propinas mantém-se igual ao que é aplicado aos estudantes britânicos, para todaa duração do curso.

O Reino Unido continua a ser um destino muito procurado pelos alunos portugueses:em 2017, quando a maioria dos países teve uma quebra de entradas no ensinosuperior britânico, mas Portugal registou um aumento de 24% nas admissões – mais 230alunos – e a maior subida em toda a Europa. Em 2018, a procura portuguesa foi aindamaior: mais 535 admissões do que o ano anterior, um aumento de 54%, segundos osrelatórios os dois últimos relatórios da Universities and Colleges Admissions Service(UCAS) do Reino Unido.

Em Portugal desde 2008, a OK ESTUDANTE é líder no encaminhamento de estudantes para o Reino Unido através de parcerias com mais de 50 universidades britânicas. Com agências de consultoria académica especializada em Lisboa, Porto, Coimbra, Faro, Funchal, Leiria, Setúbal e Vila Real, a OK ESTUDANTE já encaminhou mais de 4500 estudantes portugueses para o Reino Unido.

Em 2018, a OK ESTUDANTE foi distinguida com os prémios de “Most Student-Focused Representative” e ”Representative of the Year (Europe)”, pela University of Hertfordshire. No mesmo ano, a OK ESTUDANTE foi galardoada pelo Grupo NAVITAS, com os prémios “Outstanding Partner Worldwide” e “Outstanding Partner UK”, conferindo-lhe o título de melhor agência parceira do Reino Unido no encaminhamento de estudantes para as universidades.

Imagem: DR.

Ir Para Cima