Tag archive

FC Porto B

Gil Vicente perde com o líder FC Porto B em dia de estreia de dois reforços

Janeiro 14, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo realizado esta manhã, no Estádio Cidade de Barcelos, o Gil Vicente Futebol Clube foi derrotado pelo líder FC Porto B por uma bola a zero, a contar para a 20ª jornada da LEDMAN LigaPro.



Paulo Alves fez alinhar de início Rui Sacramento, Ricardinho (Camara, 84’), Luiz Eduardo, Vítor Tormena, Gabriel, Luís Tinoco, Alphonse (Jonathan Rubio, 64’), James Igbekeme, Frédéric Maciel, Fall (Dimba, 71’) e João Vasco. No banco ficaram Júlio Neiva, Sandro, Reko e André Fontes.

Já António Folha, técnico do FC Porto B, fez alinhar de início Diogo Costa, Luís Mata (Chikhaoui, 94’), Jorge Fernandes, Diogo Queirós, Rui Moreira, Luizão (Moreto, 72’), Yahaya, Bruno Costa, Fede Varela (Irala, 91’), Galeno e André Pereira. No banco ficaram Mbaye, Bidi, Rui Pires e Madi Queta.

O jogo foi arbitrado por Cláudio Pereira (AF Aveiro), coadjuvado por Carlos Campos e Marco Vieira. O 4º árbitro foi Inácio Pereira (AF Braga).

Este foi um jogo repartido, com as estatísticas a demonstrarem isso mesmo. Os gilistas tiveram mais remates (15-9) e mais cantos (5-3). Os portistas tiveram mais posse de bola (56%-44%) e mais faltas cometidas (21-11). Ambas as equipas tiveram um jogador admoestado com a cartolina amarela. Gabriel (28’), pelo Gil Vicente, e Luizão (56’), pela equipa B portista.

Paulo Alves estreou o reforço Frédéric Maciel (ex-Moreirense) no onze inicial, tendo estreado o brasileiro Dimba (ex-Penapolense), também ele contratado recentemente. Alphonse e João Vasco, reforços igualmente deste “mercado de inverno” também foram utilizados pelo técnico gilista.

Na segunda-parte, o Gil mudou algumas peças para se balancear mais para o ataque, principalmente após o golo dos portistas, apontado por André Pereira, aos 71 minutos. De imediato, Paulo Alves fez entrar o novo avançado brasileiro Dimba para o lugar de Fall e a 4 minutos dos 90, trocou Ricardinho por Camara. Aos 64 minutos já tinha trocado Alphonse por Rubio. Ou seja, um jogador mais balanceado para o ataque e organização ofensiva; um jogador mais fresco para o ataque; e, por mim, trocou um jogador mais ofensivo por um da defensiva. O técnico portista operou as duas últimas substituições já em tempo de descontos, claramente para “queimar tempo”.

Mesmo ao “cair do pano”, o Gil teve direito a uma grande-penalidade. No entanto, Igbekeme permitiu a defesa do jovem guardião Diogo Costa, “fechando” o resultado final.

Desta forma, e com esta vitória, beneficiando dos empates de Académica e Académico de Viseu, a equipa B do FC Porto ganhou pontos aos mais diretos adversários. Já o Gil Vicente manteve-se na 15ª posição, com 22 pontos.

Na próxima jornada, os gilistas deslocam-se ao sul para defrontar o Cova da Piedade, em jogo a disputar no dia 20 de janeiro, sábado, pelas 15h00.

Imagem: GVFC (alterada).

Gil Vicente: Paulo Alves antevê jogo deste domingo frente ao FC Porto B

Janeiro 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em declarações à Gil Vicente TV, Paulo Alves fez o lançamento deste grande jogo do próximo domingo, no Estádio Cidade de Barcelos, pelas 11h15, com transmissão na Sport TV. Analisou, igualmente, o atual momento da equipa gilista.



Começou por realçar a aceitação que o grupo teve à chegada da nova equipa técnica. Sobre o trabalho que está a ser desenvolvido, Paulo Alves referiu que “os jogadores e a equipa têm trabalhado nos limites. A equipa tem trabalhado muito bem, tem tentado, dentro daquilo que é possível, nestes primeiros dias, assimilar alguns conceitos, algumas ideias. E, portanto, nesse sentido estamos no bom caminho. Estamos num processo de integração de alguns elementos novos, que leva o seu tempo também, mas que esperamos, tão rápido quanto possível, possa ‘dar os seus frutos’ e ter uma equipa homogénea, sólida e que possa corresponder às dificuldades. E são muitas, nesta prova, nesta segunda liga”.

Em relação ao jogo de domingo, Paulo Alves deixou uma análise do adversário, abordando aquilo que espera para a sua equipa, não só para este confronto com os portistas, como para o resto da temporada. “Neste momento, o Porto B é o líder do campeonato, é sobejamente uma equipa conhecida pela sua qualidade, pelos seus elementos. Muito fortes em termos técnicos, em termos individuais e coletivos. Portanto, sem dúvida nenhuma, estamos à espera de muitas dificuldades. Seja como for, nós temos que estar preparados para isso e temos que ter a motivação necessária para poder fazer frente a isso e poder chegar à vitória. Vai ser difícil, com certeza. Mas há algo que nós não podemos esquecer e que temos que rapidamente incutir nestes jogadores. Este é um estádio [o Cidade de Barcelos] que, tradicionalmente, é difícil para os adversários e isso vai ter que ser uma palavra de ordem muito forte. Quem vier cá, obviamente tem que sentir que está uma equipa aqui que vai trabalhar, que vai lutar, que fazer tudo pela vitória. Esse vai ser o grande objetivo. Obviamente que sabendo que do outro lado está um adversário com muito valor e que em qualquer altura, individualmente, vão criar muitos problemas. Mas nós queremos contrapor com aquilo que são as nossas qualidades, as nossas competências, a nossa organização, à qual temos que ser muito fortes”, salientou.



Tendo abordado o momento atual e o trabalho que está a ser levado a cabo pela equipa técnica e jogadores, Paulo Alves não deixou de expressar aquilo que pretendem para o futuro. “Nós estamos num processo inicial e queremos construir um ano melhor. Sabemos das dificuldades que nos esperam, sabemos das expectativas que as pessoas têm. Mas nada vai acontecer por acaso. Vai ter que haver muito trabalho, uma entrega muito grande de todos, uma ligação muito forte em termos daquilo que é um grupo saudável, que vai sofrer em conjunto por cada vitória que seja. E quando tivermos esses comportamentos todos alinhavados, com certeza, seremos mais fortes. É isso que pretendemos e queremos todos dar muitas alegrias aos sócios num futuro próximo. Tão próximo quanto possível porque este clube merece. Este clube tem que ser um clube que as pessoas se habituem a ver como um clube sólido, consistente e que as equipas lutem sempre para ganhar, em casa ou fora.”

Gil Vicente: Paulo Alves, novo treinador, estreia-se com empate sem golos

Janeiro 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo a contar para a 19ª jornada da LEDMAN LigaPro (2ª Liga), o Gil Vicente Futebol Clube (15º) não foi além de um empate caseiro, a zero, frente ao Real (20º e último classificado).



Realizado no Estádio Cidade de Barcelos, com iniciado às 15h00, a turma orientada por Paulo Alves alinhou com Rui Sacramento, Gabriel, Vítor Tormena, Luiz Eduardo, Luís Tinoco, André Fontes, Alphonse, Reko (Jonathan Rubio, 45’), Camara (Fall, 61’), James Igbekeme e João Vasco (João Pedro, 85’). Júlio Neiva, Sandro, Miguel Abreu e Ricardinho ficaram no banco.

Já a equipa vinda de Massamá, e orientada por Filipe Martins, atuou com Tom, Paulinho, Vasco Coelho, Paulo Monteiro (Basso, 78´), Leal, Cazonatti, Fokobo, Cele (Marcos Barbeiro, 85’), Vinícius, Abou Touré e Gildo (Marcelo Lopes, 68’). No banco ficaram Patrick Costinha, Diogo Coelho, Abdoulaye Diallo e Brash.

A equipa de arbitragem foi liderada por Daniel Cardoso (AF Aveiro), coadjuvado por Tiago Mota e Vítor Manuel Silva e tendo como 4º árbitro Pedro Fernandes (AF Braga).

Equipa essa que admoestou com cartão amarelo Paulo Monteiro (36m), Cazonatti (65m), Vítor Tormena (66m) e Paulinho (87m).



A primeira parte teve os visitantes mais por cima do jogo, com mais remates e cantos. A posse de bola, ao intervalo, estava dividida em metades iguais por ambas as equipas. Na segunda parte, os gilistas equilibraram a partida, beneficiando das substituições operadas por Paulo Alves. No final do jogo, as estatísticas apontavam para o Gil Vicente a ter mais posse de bola (51% contra 49%). No entanto, em todos os outros dados, os gilistas ficaram atrás dos homens de Massamá. Assim, ficou 4-6 (remates), 9-21 (faltas cometidas), 4-6 (cantos) e 1-3 (cartões amarelos). Não houve vermelhos. De salientar que, ao intervalo, estes números eram mais desnivelados para o lado dos visitantes.

O novo técnico gilista optou por apresentar no onze inicial os reforços Alphonse (ex-Feirense) e João Vasco (ex-Tondela). O primeiro completou o jogo mas o avançado, de Darque, foi substituído por João Pedro já muito perto do final do jogo.

Com este empate, o Gil Vicente soma o seu 22º ponto, continuando muito próximo da “linha de água”. Já o Real soma o seu 14º ponto e continua como “lanterna vermelha”.

Na próxima jornada, a 20ª, os gilistas jogam de novo em casa, no dia 14 de janeiro, domingo, pelas 11h15, contra o líder FC Porto B, em jogo que será transmitido pela SPORT TV.

Imagem: GVFC (alterada).

Semana em grande!

Setembro 28, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Como não poderia deixar de ser, esta semana estou contentíssimo com o meu Porto, que fez duas grandes exibições, uma para a liga portuguesa, outra para a Liga dos Campeões.



Comecemos pela goleada ao Portimonense, na sexta-feira passada. Um resultado esclarecedor onde o único senão foi os dois golos sofridos. De resto, um festival ofensivo, com Brahimi mais uma vez a brilhar! Aboubakar a picar o ponto do costume (que diferença de jogador está!) e Marega a continuar a surpreender tudo e todos! A vitória foi tão boa que até os “cartilheiros” do regime tiveram que vir falar de ser estranho um jogador, supostamente o “melhor central” do Portimonense, à última da hora, não ter podido jogar! À falta de argumentos, procura-se mesmo o mais estúpido que se possa aproveitar!

Como hoje tenho menos tempo para escrever, por motivos pessoais, vou avançar logo para a Liga dos Campeões, sem me referir mais à nossa Primeira Liga…mas esperem, porque foi mesmo castigado o Zainadine, do Marítimo??!

Entrando em mais um grande jogo, desta feita de nível internacional, contra o campeão francês Mónaco, dos “nossos” João Moutinho e Falcao. Foi mais um jogo muito bom da parte do meu Porto, cheio de confiança, controlando o jogo como quis, com Aboubakar a picar o ponto do costume (onde é que já li isto ainda hoje??), Brahimi a fazer mais uma exibição de luxo, o Marega a não marcar mas a assistir para dois golos (o 1º e o 3º foram mesmo a bater até partir!!) e o Sérgio Oliveira a dominar o meio campo, numa surpresa para a esmagadora maioria dos adeptos do Porto. E para o Leonardo Jardim. E para os outros adeptos em Portugal (e não só) que já anunciavam mais uma derrota do Porto, que não tem plantel para a Liga dos Campeões!

Para não me acusarem de ser mauzinho demais, uma palavra de apreço em relação às outras duas equipas portuguesas em prova, por, apesar da derrota, terem jogado contra dois colossos do futebol europeu e mundial e terem perdido por pouco! Há dias assim!!

A minha semana futebolística só não foi perfeita porque o nosso Gil perdeu e foi eliminado da Taça de Portugal pelo Moura, do Campeonato de Portugal, uma divisão abaixo da do Gil! Ficámos, claro, tristes com o resultado inesperado, apesar do mister Jorge Casquilha ter feito muitas alterações no 11 inicial! No entanto, tenho a certeza que os rapazes vão levantar a cabeça, aprender com os erros e melhorar, já contra o Guimarães B, no próximo sábado. Já agora, a equipa B do meu Porto, mesmo que à condição, está em 2º lugar da Segunda Liga! Muito bom!

Boa semana para todos…e desculpem lá a minha frontalidade!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Gil Vicente abre a Liga a vencer fora o FC Porto B

Agosto 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo disputado no Estádio Municipal Dr. Jorge Sampaio, em Pedroso – V.N. de Gaia, iniciado às 16h00, o Gil Vicente FC levou de vencida a equipa B do FC Porto, na primeira jornada da Ledman LigaPro 2017/2018.

O FC Porto B, treinado por António Folha, alinhou com Diogo Costa, Bidi, Jorge Fernandes, Luís Mata, Rui Pires (Luizão, 59m), Fede Varela, Bruno Costa, Rui Moreira, Yahaya (Rúben Macedo, 88m), André Pereira (Tony Djim, 74m) e Galeno.

Suplentes não utilizados: Ricardo Silva, Diogo Queirós, Reabciuk e Madi Queta.

Já o Gil Vicente, orientado por Jorge Casquilha, alinhou com Rui Sacramento, Ricardinho, Sandro, Vítor Tormena, Luís Tinoco, Jumisse, André Fontes (Miguel Abreu, 67m), Jonathan Rubio (Luiz Eduardo, 88m), Rui Miguel, James Igbekeme (Henrique Brito, 90m) e Fall.

Suplentes não utilizados: Júlio Neiva, Nuno Lopes, Gastón Camara e João Pedro.

O jogo começou de feição para a turma gilista, com Rui Miguel a abrir o marcador, de grande penalidade, logo aos 7 minutos. A turma da casa igualou, aos 26 Minutos, por Fede Varela mas pouco tempo depois, aos 38 minutos, o nigeriano James Igbekeme voltou a colocar a turma barcelense na frente do marcador.




Ao intervalo o resultado marcava uma vitória forasteira, por 1-2, resultado esse que se manteve até ao final do jogo, com a equipa gilista a optar por trocas mais defensivas, jogando pelo seguro, por forma a assegurar o mais desejado: a vitória e os 3 pontos.

No final do jogo, e em declarações transcritas na página do clube, o técnico Jorge Casquilha referiu que “a estratégia teve êxito devido à qualidade e ao compromisso de toda a equipa neste jogo”. Também nas redes sociais, o Gil Vicente deixou um agradecimento a todos os adeptos que marcaram presença no jogo de Pedroso.

Foto: GVFC.

Gil Vicente inicia LEDMAN LigaPro com FC Porto B e termina em Massamá, com o Real SC

Julho 8, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O sorteio da LEDMAN LigaPro (2ª Liga), realizado na sede da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), no Porto, ditou que o Gil Vicente Futebol Clube se desloque ao terreno da equipa B do Futebol Clube do Porto e termine a Liga em Massamá, contra o Real Sport Clube, clube recém-promovido e, mesmo, estreante nesta competição.



Riascos e Sanusi dispensados

Entretanto, em notícia avançada pelo jornal O Jogo, Brayan Riascos e Zaidu Sanusi terão sido dispensados pelo treinador Jorge Casquilha. De acordo com aquele diário, o colombiano, contratado ao Famalicão, e o nigeriano, que voltou do empréstimo ao Mirandela, estariam em regime de experiência, não tendo convencido o novo treinador gilista.

De ambos, talvez o que deixa mais estranheza será o caso de Riascos, por levantar muita expectativa em volta da sua contratação. No entanto, é de relembrar que o colombiano foi contratado no “mercado de inverno” da época passada e realizou menos de 5 jogos pelo clube famalicense.

O calendário de jogos

Veja, então, na imagem seguinte, o calendário com os jogos do Gil Vicente FC, assinalados a vermelho.

 

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima