Tag archive

Flávio Fernandes

Flávio Fernandes e ACR Roriz conquistam 17º Prémio de Ciclismo ACR Roriz em Juniores

Julho 16, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Este foi um fim de semana de “jornada dupla”

Primeiro, no sábado, Flávio Fernandes e seus colegas rumaram a Fafe para disputar o Prémio de Ciclismo Festas do Concelho de Fafe, prova também pontuável para a Taça do Minho. Flávio Fernandes fechou o Top-10, sendo que João Silva foi 17º e Guilherme Santos não concluiu.



Já no domingo, foi com uma demonstração de força que Flávio Fernandes triunfou na “Roubaix Portuguesa”, ainda por cima a correr em casa onde tudo é mais especial. O jovem ciclista cortou a meta isolado, com cerca de 2min de vantagem para o grupo de perseguidores, neste que foi um percurso bastante exigente, com 73km de distância onde não podiam faltar os famosos setores de “pavé” e um pelotão de luxo, composto por 100 atletas das principais formações de Portugal e da vizinha Galiza.

O líder da Taça do Minho, João Silva, foi 10°, Bruno Silva 12° e Manuel Barbosa 16°, todos a 5m05s do vencedor. Guilherme Santos e Lucas Braga não concluíram.

Com estes resultados, a equipa da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT também conquistou o 1° posto coletivamente.

Para além de vencedor da prova de Juniores, Flávio Fernandes conquistou as três metas volantes instaladas nas Freguesias de Roriz, União Freguesias de Alvito e Couto e Galegos Santa Maria.

Fotos: ACM/Marcelo Lopes.

Daniel Dias, da ACR Roriz, termina em 3º na Volta a Loulé

Abril 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Disputou-se, entre 18 e 20 de abril, a 25ª edição da Volta ao Concelho de Loulé, a primeira grande competição por etapas da temporada, constituída por 22 equipas, 9 das quais vindas da vizinha Espanha. Entre as portuguesas encontrava-se a ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, com boas recordações desta prova, pois no ano transato conseguiram a vitória, tanto individualmente, como coletivamente.



A primeira etapa, com 57,1 km, não podia ter começado da melhor forma, com Daniel Dias a ser o mais forte no sprint final em Loulé, logo seguido, na segunda posição, por Pedro Silva (vencedor em 2018), eles que conseguiram evitar algumas quedas já nos últimos 200 metros. Ainda nesta etapa, Lucas Braga foi 23º, João Almeida 34º, Manuel Barbosa 36º, Flávio Fernandes 84º e João Silva, que chegou a esta Volta a Loulé limitado fisicamente, foi 85º, todos com o tempo do vencedor.

Os rorizenses partiam, assim, de amarelo para a segundo dia, onde tinham pela frente uma etapa com uma distância de 81,7 km, com três contagens de montanha pelo meio, duas na Picota e uma em Querença. No entanto, as dificuldades surgiram bem antes, quando pelo 12º quilómetro, uma queda envolveu vários ciclistas, entre os quais os atletas da ACR RORIZ melhores posicionados na geral individual. Este condicionalismo fraturou o pelotão em vários grupos, tendo sido determinante para o desfecho final.

A formação de Roriz tentou o possível para colocar Daniel Dias na frente da corrida, mas a inferioridade numérica em relação às equipas adversárias levou a que ele não fosse além do 25º posto, a 50 segundos do vencedor, perdendo, dessa forma, a camisola amarela. A 4m31s chegou Flávio Fernandes, na 57º posição; João Silva foi 63º, a 4m31s; Lucas Braga foi 66º, a 7m25s; Manuel Barbosa, 90º, a 8m45s; Pedro Silva, que para além da queda também foi vítima de furo, terminou no lugar 100º, a 13m13s; e, por último, João Almeida, também um dos atletas da queda, na 113ª posição, a 20m23s.

A terceira etapa, um Contrarrelógio por Equipas na Pista Bexiga Peres, foi anulada devido às más condições climatéricas.

Sem esta etapa, onde a equipa barcelense poderia recuperar algum tempo para a frente da classificação, partiram para o último dia, numa tirada com 114,3 km, tendo, pelo meio duas contagens de montanha em Barranco do Velho e uma em Tor, com o objetivo de disputar as classificações ainda em aberto, e, porque não, a difícil classificação geral. Mais uma vez, os jovens atletas de Roriz não baixaram os braços e, depois de um excelente trabalho coletivo, Daniel Dias conseguiu isolar-se após a última contagem de montanha e não mais ser alcançado, tendo terminado com 03h01m33s. A 18s chegou o grupo do camisola amarela, onde se encontrava Pedro Silva que, com mais um belo sprint, fechou na 3ª posição da etapa. Lucas Braga foi 40º, João Silva 45º, Flávio Fernandes 47º, João Almeida 61º e Manuel Barbosa 103º.

Com esta prestação, Daniel Dias subiu para o 3º lugar do pódio final e conquistou a camisola verde dos pontos. Destaque, também, para Flávio Fernandes, que arrecadou o Prémio de Atleta mais Combativo.

Foi, assim, com um sabor agridoce que se despediram da primeira competição por etapas da temporada, onde os atletas da equipa de Roriz viveram mais uma excelente experiência competitiva, vencendo duas das três etapas; venceram a classificação dos pontos, o prémio da combatividade e terminaram no pódio da classificação geral individual.

A próxima competição de juniores é a jornada dupla da Taça de Portugal, que se realiza em Braga e no Porto, a 4 e 5 de maio.

Fotos: DR.

Pedro Silva, da ACR Roriz, brilha em clássica internacional

Março 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O barcelense Pedro Silva, da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT), esteve em grande destaque, no passado domingo, ao ser 3º classificado na 26ª edição da clássica do calendário internacional “La Bernaudeau Junior”, que se realizou na região de Nantes, em França.



A formação júnior da ACR Roriz apresentou-se com um quinteto bastante homogéneo, junto da elite europeia do ciclismo júnior (em termos futebolísticos, o equivalente a uma Liga dos Campeões de Juniores), determinada a estar na discussão da corrida e fazer parte da história desta prestigiada competição, composta por 34 equipas e 170 atletas de 10 nacionalidades diferentes.

Com início em La Châtaigneraie, a prova disputou-se ao longo de 130 km, sendo os últimos 40 em circuito final na localidade de La Roche sur Yon, onde estava instalada a meta. Pelo meio, os atletas tiveram 4 sprints especiais e três metas de montanha.

Para além de Pedro Silva, alinharam, pela ACR Roriz, Daniel Dias, João Silva, Manuel Barbosa e Flávio Fernandes. Estes dois últimos atletas foram vítimas de furo logo nos quilómetros iniciais, o que levou à sua desistência, depois de um início feito a grande velocidade, num percurso estreito e acidentado, com média de 42Km/h na primeira hora de prova.

A corrida foi sempre muito atacada, tendo os atletas rorizenses estado presentes nessas iniciativas que, pelo km 50, resultou numa fuga com cerca de 20 atletas, onde se encontrava João Silva. Passados alguns quilómetros, foi a vez do Pedro Silva “saltar” do pelotão para a frente da corrida, que se manteve compacta até à entrada no circuito final, com cerca de 40 segundos para o pelotão.

No circuito final, a fuga foi, aos poucos, perdendo unidades, muito graças ao ritmo imposto e aos ataques que iam surgindo. Pedro Silva foi um dos mais irreverentes na fuga, isolando-se na frente da corrida com cerca de 10s de vantagem para a fuga perseguidora.  Dois elementos da fuga conseguiram fazer a junção à frente da corrida até à ultima volta, onde mais dois atletas conseguiram fazer a ponte do pelotão e, assim, discutir a vitória final a cinco.

No sprint final, Pedro Silva apenas foi superado pelo francês Loris Trastour (BOURGONHE), 1º classificado, e pelo belga Jago Williams (WIELER CLUB), na 2ª posição. A 20s chegou Daniel Dias (32º) e João Silva (74º), integrados no pelotão.

Com estas prestações, a equipa de Roriz obteve o 5º lugar coletivo entre as 34 equipas presentes.

A próxima competição é já no próximo sábado e domingo, com a realização do Troféu José Poeira, prova pontuável para a Taça de Portugal Júnior que se disputa em Odemira.

Fotos: DR.

ACR Roriz com 4 vitórias na Taça de Portugal de Pista

Janeiro 10, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado sábado, dia 5 de janeiro, a equipa da ACR RORIZ SEISSA | KTM – BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT entrou em 2019 com o pé direito, no Velódromo Nacional de Sangalhos, com os atletas de Cadetes e Juniores a saírem vitoriosos das 4 provas que disputaram.



No percurso de 500 metros, no escalão de Cadetes, os irmãos Saleiro conquistaram os lugares cimeiros da tabela. Diogo Saleiro obteve o 1º lugar e Sérgio Saleiro o 2º lugar. O seu colega de equipa, Diogo Carreiras, cortou a meta no 15º lugar.

Ainda no escalão de Cadetes, mas desta vez na corrida por pontos, a ordem da classificação dos gémeos Saleiro inverteu-se. Desta vez, foi Sérgio Saleiro a subir ao topo da tabela conquistando o 1º lugar. Diogo Saleiro não ficou em 2º, mas conquistou um lugar de pódio, no caso, o 3º. Diogo Carreiras foi, novamente, 15º.

No escalão de Juniores, na Corrida de Eliminação, Pedro Silva conquistou o pódio, com o seu 1º lugar, e Daniel Dias fechou o mesmo, com o seu 3º lugar. Flávio Fernandes completou a prova no 12º posto.

Na Corrida por Pontos, no escalão de Juniores, Daniel Dias e Flávio Fernandes “vingaram-se” dos seus 3º e 12º lugar na Corrida de Eliminação, respetivamente, e terminaram esta prova de Pontos no 1º e 2º lugar, também respetivamente. Pedro Silva cortou a meta no 9º lugar.

A próxima prova da Taça de Portugal de Pista realiza-se dia 19 de janeiro.

Fotos: DR.

Pedro Silva e ACR Roriz conquistam Volta a Loulé em juniores

Abril 3, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 29 e 31 de março, o concelho de Loulé (Algarve) recebeu a XXIV Volta ao Concelho de Loulé, que contou com a participação de 21 equipas, sendo três de Espanha e uma da França. Entre elas, encontrava-se a barcelense ARC RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, que escreveu mais uma bela página na sua história, ao conquistar, individual e coletivamente, esta grande competição ciclística, composta por quatro etapas (três em linha e um contrarrelógio por equipas).



O barcelense Pedro Silva entrou, assim, para a história da competição, ao sagrar-se o grande vencedor da classificação geral individual (Camisola Amarela), com o tempo de 06:53:19, deixando o segundo classificado, António Ferreira (Vito – Feirense), a 13s e, na terceira posição, João Macedo (Sicasal – Bombarralense), a 24s. Ainda na classificação geral individual, destaque para os excelentes resultados dos atletas da ACR Roriz, com Hélder Gonçalves a ser 4º classificado, com o mesmo tempo do terceiro classificado, João Carvalho 5º, a 31s, e ainda dentro do Top-10, Rafael Torres ficou na 9ª posição, a 38s. João Rocha foi 36º classificado, a 3:58, Flávio Fernandes terminou na 75ª posição, a 28:25, e Manuel Barbosa foi 78º, a 29:51.

Por ser júnior de primeiro ano, Pedro Silva conquistou, também, a Camisola Branca referente ao líder da juventude, sendo que nesta classificação destaca-se, igualmente, o 3º lugar de João Carvalho. Ainda na Juventude, Flávio Fernandes e Manuel Barbosa foram 25º e 26º, respetivamente.

A competição iniciou-se no dia 29 de março, com uma etapa de 59km de extensão, distância essa que não foi suficiente para fazer grandes diferenças entre os principias atletas no pelotão, que chegou ao centro de Loulé compacto. No sprint final, Pedro Silva e Hélder Gonçalves foram os melhores posicionados da equipa rorizense, na 8ª e 18ª posição, respetivamente, a 1s do vencedor.

A segunda etapa, com 81.3km, foi disputada num ritmo alucinante, fracionando o pelotão em vários grupos. Hélder Gonçalves e João Rocha estiveram na principal fuga do dia, tendo o primeiro vencido com distinção os dois prémios de Montanha de 1ª categoria, tornando-se assim líder da Classificação da Montanha e, portanto, vestindo a Camisola Azul no final da 3ª etapa. Ultrapassadas essas dificuldades, o pelotão alcançou os fugitivos e aí surgiram novos ataques de vários atletas, tendo-se isolado o sub-23 Pedro Rodriguez (Valverde Team) na frente da corrida. Já a escassos 3km do final, Pedro Silva conseguiu isolar-se numa posição intermédia, com mais dois atletas, formando-se um trio perseguidor ao ciclista espanhol. A tentativa de fazer a ponte para a frente da corrida saiu infrutífera. Contudo, Pedro Silva foi o mais forte do trio e cortou a linha de meta na segunda posição. Em virtude de o atleta espanhol ser da categoria Sub-23, não contou para as contas finais, tendo Pedro Silva, dessa forma, conquistado o 1º lugar e, por consequência, a liderança da competição e a respetiva Camisola Amarela. Ainda nesta etapa, destaca-se João Carvalho (9º), Hélder Gonçalves (10º) e Rafael Torres (15º), que chegaram no grupo seguinte, a 22s do vencedor Pedro Silva. Ainda nas contas desta etapa, João Rocha foi 26º, Manuel Barbosa 50º e Flávio Fernandes 80º.

Ainda no mesmo dia, a prova contou com um Contrarrelógio por Equipas, na Pista Bexiga Peres, com a distância de 4km (10 Voltas). Foi já na penumbra da noite e a conhecer os tempos de todas as equipas, que a formação de Roriz partiu para a sua prova, realizando um tempo de 5:24, menos 4s que as equipas da Bairrada e Bombarral, segunda e terceira classificadas nesta etapa. Este resultado cimentou, ainda mais, a liderança de Pedro Silva na classificação geral.

Chegava-se, assim, à derradeira etapa rainha, com a Camisola Amarela (Pedro Silva), a da Juventude (João Carvalho) e da Montanha (Hélder Gonçalves) envergadas pela ACR Roriz, bem como a liderança da classificação coletiva, tendo os jovens ciclistas pela frente uns exigentes 115km, com um desnível de 2400 d+, com quatro contagens de montanha, sendo duas em Barranco do Velho e uma em Tor, de 1ª categoria e que viria a ser decisiva. Foi com grande coesão que a equipa rorizense entrou para esta etapa, que muito cedo foi atacada pelos adversários, formando-se, após várias tentativas, uma fuga de três atletas, entre os quais Guilherme Mota (Alcobaça), o 2º classificado na Montanha e que foi amealhando os prémios de montanha necessários para passar para a primeira posição, ultrapassando, assim, Hélder Gonçalves nessa classificação. Este último ficou junto de Pedro Silva, efetuando um trabalho excecional, tal como os seus colegas, no controlo da etapa. A fuga só viria a ser alcançada a escassos 10 km do final, após um excelente trabalho de equipa e já após a última grande dificuldade de Tor. Foi nesse momento que os atletas da ACR Roriz mostraram o seu poderio na montanha e isolaram-se na frente da corrida, com cerca de 12 atletas, onde estavam alguns dos principais favoritos à geral e o camisola Amarela, o camisola Azul, João Carvalho, que vestia de branco, e Rafael Torres.



Este grupo restrito viria a disputar a vitória da etapa entre si, tendo Pedro Silva feito 3º no sprint final, Hélder Gonçalves chegou na 5ª posição, a 3s, e ainda dentro do Top-10, João Carvalho. A 10s chegou Rafael Torres, na 18ª posição, João Rocha foi 46º, Flávio Fernandes 84º e Manuel Barbosa 105º.

As excelentes prestações da equipa barcelense resultaram na vitória da competição e, igualmente, na juventude, sendo pelo segundo ano consecutivo, a grande vencedora da Classificação Coletiva, ficando no segundo lugar a equipa da Vito – Feirense e na terceira posição a equipa do BTT-Loulé BPI.

Fonte: ACRR.

Fotos: DR / Tomás Mota / Carlos Viegas.

 

ACR Roriz vence coletivamente a Volta a Portugal de Cadetes, Pedro Silva é 3º e João Carvalho conquista a Montanha

Agosto 8, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Realizou-se, entre os dias 4 e 6 de agosto, a 10ª edição da Volta a Portugal de Cadetes, onde a equipa de Roriz (SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/ FRULACT) esteve em evidência, ao vencer a classificação coletiva. Individualmente, destaca para Pedro Silva, campeão Nacional da categoria, que terminou na 3ª posição da classificação geral individual e João Carvalho, que venceu a classificação da Montanha, conquistando, assim, a Camisola Azul.

A 10ª edição da Volta a Portugal de Cadetes iniciou-se no dia 3, quinta-feira, com uma apresentação formal das equipas, seguida de uma palestra sobre vários assuntos importantes para a formação destes jovens atletas. A ACR Roriz apresentou-se nesta prova com os atletas Pedro Silva, João Carvalho, Manuel Barbosa, João Lobo, Flávio Fernandes, Lucas Braga, João Almeida e Bruno Silva, sob as ordens do treinador Aurélio Lopes.

Os 78,2 quilómetros da etapa inaugural, com início e final na Figueira da Foz, foram disputados sob tempo quente e percorridos a alta velocidade, terminando com uma discussão ao sprint. Juan Ayuso Pesquera foi o mais veloz, relegando o compatriota Miguel Mera (ALUMINIOS CORTIZO-ANOVA) para o segundo lugar e o atleta da ACR Roriz /SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ FRULACT, Pedro Silva, para o terceiro posto, todos, tal como o restante pelotão, com 1h59m10s de corrida.

Os 70,8 quilómetros da segunda etapa, disputados no concelho de Anadia, entre Ferreiros e Curia, terminaram da mesma forma que a etapa anterior, com uma disputa ao sprint. O protagonista foi o mesmo, Juan Ayuso Pesquera venceu e o melhor posicionado da ACR Roriz foi o Pedro Silva na 9ª posição, todos com o tempo do pelotão principal, formado por 44 corredores.

Os últimos 63,4 quilómetros disputaram-se no concelho de Gondomar, integrando a programação de Gondomar Cidade Europeia do Desporto 2017. Sabia-se que esta etapa seria decisiva, porque mais de trinta corredores, onde se encontravam Pedro Silva, Manuel Barbosa e João Lobo, partiram com o tempo do primeiro e porque o final era na exigente subida do centro da cidade para o Monte Crasto.

As expectativas não saíram goradas, sendo uma tirada decisiva e empolgante, com o pelotão a chegar a “conta-gotas”. O melhor na etapa foi João Carvalho (ACR RORIZ/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS& ARAÚJO/ FRULACT), que não entrou nas contas da geral, devido ao atraso do primeiro dia, em que sofreu uma queda violenta. O corredor da ACR Roriz cortou a meta com 8 segundos de vantagem sobre João Macedo (MATO CHEIRINHOS/ VILA GALÉ/ ETOPI). O terceiro foi Daniel Dias (MAIA), a 10 segundos e logo de seguida, na quarta posição, ficou Pedro Silva, a 13 segundos.

Com estes resultados, João Macedo terminou a Volta a Portugal de Cadetes Liberty Seguros dono da camisola amarela, com 2 segundos de vantagem sobre o segundo classificado, Daniel Dias. O terceiro foi Pedro Silva (ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS& ARAÚJO/ FRULACT), a 5 segundos, Manuel Barbosa foi 15º, João Carvalho 17º, Flávio Fernandes 28º, Lucas Braga 44º, João Lobo 46º e Bruno Silva 68º. João Almeida, o outro atleta da equipa rorizense em prova, devido a uma queda violenta, não concluiu.

 

O espanhol Juan Ayuso Pesquera (GINESTAR), que venceu as duas primeiras etapas da competição, segurou uma das classificações que comandava, a de cadetes de primeiro ano. O vencedor da classificação por pontos foi Daniel Dias e o melhor trepador foi João Carvalho.

A ACR RORIZ SEISSA/KTM-BIKESEVEN/ MATIAS& ARAÚJO/ FRULACT foi a grande vencedora da classificação por equipas.

 

Fonte e fotos: ACRR/UVP FPC.

Pedro Lopes e Manuel Barbosa, da ACR Roriz, em 2º no 28º Prémio de Ciclismo da ADRAP

Julho 26, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No último domingo, dia 23 de julho, realizou-se, em Galegos-Penafiel, o 28º Prémio de Ciclismo da ADRAP, prova pontuável para Taça Regional da Associação de Ciclismo do Porto.

Na categoria de Juniores, o atleta Pedro Lopes, com uma excelente prestação e trabalho de equipa de Carlos Vale, conquistou o 2º lugar, num disputado sprint final com três atletas, perdendo apenas para José Sousa (SILVA&VINHA/ ADRAP) e na terceira posição ficou Hugo Garcez, da mesma equipa penafidelense. Carlos Vale, com uma boa prestação, foi ainda 10º, numa prova onde estiveram presentes Luís Barbosa (16º) e João Sousa (20º). Por equipas, terminaram no 3º lugar.




Em Cadetes, destaque para Manuel Barbosa que, um pouco a exemplo do escalão Júnior, num sprint final, terminou na 2ª posição, também muito bem auxiliado pelos seus colegas em prova, Flávio Fernandes, que foi 4º classificado, e Bruno Silva, 14º. Por equipas, terminaram no 2º lugar.

Na categoria de Escolas, a ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/ FRULACT mostrou-se bastante equilibrada, levando para casa um brilhante 1º lugar.

Individualmente, destaca-se a vitória, em Juvenis, de Diogo Saleiro, com Diogo Carreiras a ficar em 19º, Nicole Gonçalves em 29ª e João Serre em 30º. Em Infantis, Gabriel Baptista foi 5º, João Martins 7º, Diogo Miranda 17º, Paulo Fernandes 18º, Guilherme Boas 24º e Rodrigo Rodrigues foi 30º.

Em Iniciados, Leandro Martins ficou na 7ª posição e Gustavo Fernandes na 11ª. Já em Pupilos/Benjamins, Dinis Carreiras foi 3º e Adelaide Palmeira foi 12ª.




Fonte e fotos: ACRR.

João Carvalho, Pedro Silva e Flávio Fernandes na Seleção Nacional de Estrada

Junho 26, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Os atletas da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, João Carvalho, Pedro Silva e Flávio Fernandes (na foto da esquerda para a direita) foram selecionados para o primeiro Estágio da temporada da Seleção Nacional de Estrada, na categoria de Cadetes, que decorreu durante este fim de semana passado no Centro de Alto Rendimento da Anadia.

Esta presença é um reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, e resultados obtidos, pelos atletas, e da sua equipa, ao longo desta época desportiva.

Fonte e foto: ACRR.

ACR Roriz conquista a Taça de Portugal de Cadetes e João Carvalho é 2º

Maio 30, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O último fim de semana foi de emoções fortes para todas as equipas que competiram nas duas etapas da Final da Taça de Portugal de Cadetes em ciclismo, que se disputaram em Gouveia (sábado) e em Barcouço – Mealhada (domingo). No final, a formação da ACR RORIZ SEISSA |KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT foi consagrada como a grande vencedora da Classificação Coletiva, tendo o seu atleta João Carvalho alcançado o 2º lugar da Geral Individual.

acr-roriz-joão-carvalho-2º-taça-portugal

Na primeira etapa, em Gouveia, João Carvalho foi o melhor posicionado da equipa, ao terminar no 4º posto. Em destaque esteve, também, Pedro Fernandes Silva, que, para além do 10º lugar, venceu o prémio das metas volantes.

acr-roriz-taça-portugal-gouveia

Nesta etapa, João Almeida foi 13º, Flávio Fernandes 20º, Manuel Barbosa 21º e Lucas Braga 26º. Já Sandro Macedo, Bruno Silva e o João Lobo não concluíram

Coletivamente, nesta etapa, a equipa de Roriz fechou na 3ª posição.

Estes resultados deixavam tudo em aberto para a segunda etapa da final, como se veio a confirmar.

Flávio Fernandes conquista a etapa de Barcouço – Mealhada

O segundo dia revelou-se diferente para a equipa da ACR RORIZ SEISSA |KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, onde Flávio Fernandes venceu isolado a etapa de 73,5 km, com o tempo de 2h01m, deixando o segundo classificado a 31 segundos de diferença.

acr-roriz-taça-portugal-barcouço-flávio-fernandes

Nesta tirada, João Carvalho e Pedro Fernandes Silva terminaram no 5º e 6º lugar, respetivamente. João Almeida 9º, João Lobo 16º, Bruno Silva 27º, Manuel Barbosa 34º, Lucas Braga 57º e Sandro Macedo 68º, foram os restantes atletas a competir, sendo que, com estes resultados, a equipa venceu coletivamente a etapa.

Com esta vitória, Flávio Fernandes trouxe “para casa” a Camisola Amarela, juntamente com a Camisola Vermelha, por ter vencido a classificação dos Pontos. Manuel Barbosa venceu a classificação das metas volantes, conquistando a Camisola Verde.

acr-roriz-taça-portugal-manuel-barbosa

No Ranking final da Taça de Portugal, João Carvalho conquistou, desta forma, o 2º lugar, a escassos 15 pontos do vencedor, Julián Espinosa (Alcobaça), sendo que Flávio Fernandes foi 5º, Pedro Fernandes Silva 7º, João Almeida 13º, João Lobo 28º, Manuel Barbosa 29º, Lucas Braga 39º e Bruno Silva 40º.




Coletivamente, a equipa de Cadetes da ACR RORIZ SEISSA |KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT foi a mais forte nas 3 etapas e levou para casa a respetiva Taça de Portugal, deixando no 2º posto a formação da Maia e, no 3º, a equipa de Alcobaça.

acr-roriz-taça-portugal-barcouço

 

Fonte e imagens: ACR RORIZ CYCLING TEAM.



Ir Para Cima