Tag archive

França

ACR Roriz com boa participação no Tour de Gironde Internacional Júnior, em França

Maio 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O departamento de Gironde, na região de Nouvelle-Aquitaine (sudoeste de França), recebeu mais um Tour de Gironde Internacional Júnior, onde marcou presença a equipa barcelense ACR RORIZ | SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT.



A última etapa desta prova do Calendário Internacional Júnior (UCI), realizada este último domingo, trouxe o melhor resultado para a formação rorizense em terras gaulesas. O atleta João Carvalho, natural de Penalva do Castelo, conseguiu realizar um bom sprint final, tendo conquistado a 9ª posição, depois de uma exigente etapa com 112km, realizada a alta velocidade (43km/h média), sob ventos fortes, chuva torrencial e queda de granizo, que fraccionou totalmente o pelotão, constituindo-se um grupo de 40 atletas na frente da corrida, onde se encontrava, também, o seu colega Hélder Gonçalves. Este grupo viria a discutir a vitória entre si. O mais forte no sprint final foi Gauthier Navarro (Culture Velo Racins Team U19) e Hélder Gonçalves foi 23º.

No sábado, os atletas tiveram de cumprir, da parte da manhã, um Contrarrelógio Individual de 9 km, onde João Carvalho foi o melhor posicionado da equipa de Roriz, na posição 66, a 1,26 do vencedor, Carlos Rodríguez (Fundação Alberto Contador). Ainda nesta etapa, Hélder Gonçalves foi 85°, Bruno Silva 87°, João Rocha 109°, Rafael Torres 110° e Flávio Fernandes 126°.

Da parte da tarde, os atletas tiveram uma etapa com 77km, na região dos Landes, com as típicas estradas e viragens estreitas, num sobe e desce constante. Esta etapa, com início em Frontecac, ficou marcada por várias quedas, o que levaria à desistência de Bruno Silva e à chegada fora do controlo de João Rocha. O atleta Hélder Gonçalves foi o único a seguir com o grupo principal, tendo terminado na 41ª posição. João Carvalho foi 84°, Flávio Fernandes foi 92° e Rafael Torres 94°. A etapa foi ganha pelo francês Valentin Retalleau.

Nas contas da geral individual, destaque para Hélder Gonçalves, na 33ª posição, e para João Carvalho, no 63° Lugar.

Fonte: ACRR.

Fotos: DR.

 

Juniores da ACR Roriz SEISSA-KTM rumam a França para participarem em prova internacional

Maio 10, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A formação barcelense da ACR RORIZ SEISSA | KTM – BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT vai estar, entre os dias 12 e 13 de maio, a competir em Bordéus – França, no Tour de Gironde Internacional Júnior, prova do calendário UCI (União Ciclista Internacional) e que conta com algumas das melhores formações Europeias da categoria júnior, de oito países diferentes.



O Tour de Gironde é constituído por três etapas. No dia 12, sábado, pelas 09h00 francesas, disputa-se um contrarrelógio individual, na localidade de Frontenac, com a extensão de 9,1km. De tarde, os atletas têm pela frente 77,8 km, num “sobe e desce” constante, entre Frontenac e Cenon.

No dia 13, domingo, disputa-se a etapa rainha, com a extensão de 112,5km, com partida pelas 13h15, na localidade de Origne, e meta em Villenave d’Ornon (Bordéus).

Fonte: ACRR.

Foto e imagens: DR.

Músico francês Raoul Vignal atua no Teatro Gil Vicente

Janeiro 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 31 de janeiro, pelas 21h30, o músico francês Raoul Vignal atua no Teatro Gil Vicente, no âmbito da sua tournée que passa por vários locais de Portugal e França, assim como por Suíça, Holanda, Alemanha e Espanha.



A sua sonoridade, com raízes em Lyon (França), é descrita como sendo algo que “opera os sentidos da forma mais natural e desatenta, destacando-se através da carga emocional com que se faz entoar”. O resultado foi o seu trabalho “The Silver Veil”, que foi lançado pela francesa Talitres, no início de 2017.

O concerto tem entrada gratuita mas necessita de reserva de lugar. Para mais informações, utilize tgv@cm-barcelos.pt e/ou telf.: 253809694.

Fonte: AB.

Imagens: RVM.

Susana Costa, da Casa do Povo de Alvito, compete no “Euro MiniChamp’s”, em França

Agosto 22, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora




Entre 25 e 27 de agosto, Susana Costa, mesatenista da Casa do Povo de Alvito, irá participar na 13.ª edição do “Euro MiniChamps”, em Estrasburgo, França.

Aos 9 anos de idade, a jogadora natural de Galegos Santa Maria – Barcelos faz a sua estreia em competições internacionais, participando na Competição Europeia de Ténis de Mesa dos 11 anos.

Atual nº 3 Nacional (Individual e Pares Femininos) e Campeã Distrital de Iniciados da Associação de Ténis de Mesa de Braga, a jogadora barcelense arrecadou, no passado ano letivo, o título de Campeã Distrital do Desporto Escolar – CLDE Braga, em representação do Agrupamento de Escolas Vale do Tamel.

Em comunicação enviada a este jornal, a Casa do Povo de Alvito (CP Alvito) salienta que “os resultados alcançados são fruto do esforço e dedicação aplicados, diariamente, na prática do Ténis de Mesa. A sua presença em Estrasburgo espera-se como o início de uma carreira desportiva de sucesso e conta, para além do apoio da família, do apoio da Junta de Freguesia de Galegos Santa Maria e da Câmara Municipal de Barcelos”.

Por fim, a CP Alvito deixa uma motivação para a “pequena-grande” jogadora: “Força, Susana!”.

Fonte e imagem: CPA.

YES: um projeto de sucesso que é para continuar

Julho 31, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO está prestes a terminar o primeiro projeto de intercâmbio, YES – “Youth Exchange for Solidarity”, do Programa Erasmus+, financiado pela União Europeia.

Pela primeira vez, a SOPRO organizou em Portugal um intercâmbio Erasmus+, que envolveu quarenta participantes e líderes de cinco organizações e cinco países da União Europeia, sendo eles: Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia. O projeto iniciou em setembro de 2016 e termina já em agosto de 2017. Contou com dois momentos altos: de 26 a 28 de janeiro, a Reunião de Líderes, que decorreu em Barcelos. E de 18 a 25 junho, o Intercâmbio, que decorreu entre Braga e Barcelos.

O YES foi de grande importância para a SOPRO, sendo o início de uma nova etapa na história da Associação, agora voltada, também, para o espírito e valores europeus. Através da inclusão dos jovens menos favorecidos, a promoção da diversidade, do diálogo intercultural e dos valores comuns da liberdade, da tolerância e do respeito pelos direitos humanos. Foi uma aposta ganha na melhoria do nível de competências e aptidões fundamentais dos jovens, onde a promoção da participação na vida e cidadania ativa, o diálogo intercultural, a inclusão social e a solidariedade foram o foco, através das ferramentas universais e atrativas do desporto e o voluntariado.

O YES continua a ter um impacto muito positivo na vida dos jovens participantes, que se tornaram mais resilientes, mais proativos e preparados. Além de que o YES continua a ser divulgado e promovido por toda a Europa como um projeto exemplar, baseado nos valores europeus. Tendo em conta o sucesso desta iniciativa, a SOPRO já se encontra a preparar novas candidaturas e novos projetos já a partir de setembro.



Fonte e fotos: SOPRO.

Barcelense Joaquim Sousa em 15º no ranking Euro City Race 2017

Julho 29, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Na última atualização do ranking do Euro City Race 2017, o atleta de Galegos Santa Maria, Joaquim Sousa, encontra-se no 15º lugar, na categoria Men Vets +35.

O campeonato é constituído por sete etapas, tendo sido realizadas já quatro. No final, contarão apenas os quatro melhores resultados para a classificação final.




O barcelense encontra-se, como referido, no 15º lugar, tendo, apenas, competido numa das etapas, a de Paris, onde conquistou o 1º lugar.

Por motivos financeiros e por falta de apoios, Joaquim Sousa só conseguiu competir em uma das quatro etapas já realizadas e, pelo andar das coisas, o atleta não sabe se poderá competir nas três que faltam, sendo certo que, pelo menos, a Porto City Race, em setembro, tem garantida a sua presença, salvo algo de maior. Depois, ficarão a faltar as etapas de Barcelona e Bilbau, em outubro, na vizinha Espanha.

Joaquim Sousa lamenta a falta de apoios, em declarações prestadas ao Barcelos na Hora. “A Orientação é um desporto desconhecido pelo povo em geral e mesmo tendo sido o melhor atleta Nacional durante anos e sendo, atualmente, um dos melhores veteranos do Mundo, com três medalhas em Campeonatos do Mundo, sendo duas de Vice-Campeão Mundial, mesmo apresentando um curriculum destes não se consegue um apoio, por mais pequeno que seja”, explica o atleta barcelense.

Foto: DR/COC.

XXVII Festival Internacional de Folclore “Águas do Neiva” em Tregosa

Julho 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Grupo Folclórico de Tregosa, com o apoio da União de Freguesias de Durrães e Tregosa e do Município de Barcelos, organiza, no próximo dia 22 de julho, sábado, em Tregosa, o seu “XXVII Festival Internacional de Folclore ‘Águas do Neiva’.

Com início marcado para as 21h30, a abertura será feita com os tradicionais “Arredas” e as “Cantadeiras do Vale do Neiva”.

Para além do grupo organizador, participarão o Grupo Folclórico e Etnográfico “As Tecedeiras”, de Almalaguês (Coimbra), o Grupo Folk de Cinicientos (Madrid – Espanha), o Grupo de Pauliteiros da Póvoa (Miranda do Douro) e o Ballet Folklorique Kako Dou de la Martinique (Martinica – França).




Imagem: GFT.

SOPRO traz a Barcelos jovens de outros países com o projeto YES

Junho 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

sopro-logoA SOPRO – Solidariedade e Formação, promove, desde setembro de 2016, um projeto de intercâmbio denominado de YES – “YOUTH EXCHANGE FOR SOLIDARITY”, do Programa ERASMUS+, que envolve mais quatro organizações de países como Itália, Espanha, França e Grécia. O projeto termina em agosto de 2017.

O ponto alto do projeto ERASMUS+ é o intercâmbio que se destina a jovens com menos oportunidades, entre os 14 e os 18 anos, e que se realizará em Barcelos e Braga, entre 18 e 25 de junho de 2017, envolvendo 30 participantes e 8 líderes juvenis.

O YES tem como objetivos, o desenvolvimento de competências de cidadania, de participação ativa e de transformação de atitude perante o percurso escolar através das ferramentas universais e atrativas do desporto e do voluntariado.

A SOPRO salienta que “com este intercâmbio, pretendemos aliar a educação desenvolvida por escolas e colégios com crianças e jovens institucionalizados a organizações não-governamentais que trabalham a educação não formal, para uma verdadeira educação global e garantia de oportunidades de desenvolvimento e inclusão para estes jovens”.




Fonte e imagem: SOPRO.

As decisões de abril

Abril 30, 2017 em Atualidade, Mundo, Opinião, Política port barcelosnahorabarcelosnahora
raquelsfernandes
Raquel dos Santos Fernandes

Face aos recentes acontecimentos na arena política internacional no mês de abril, este artigo destacará dois assuntos distintos, porém, com importantes repercussões para nós, cidadãos portugueses, europeus e civilizados, face às implicações que poderão advir para o projeto europeu tal como o conhecemos e, acima de tudo, pelo que possa significar para nós enquanto sociedade globalizada, laica e democrática.

“Esta é a primeira vez na História da Turquia que o povo turco aprova mudanças constitucionais tão importantes. No passado, era o parlamento que decidia aprovar ou não alterações constitucionais mas hoje, pela primeira vez, a vontade do povo foi manifestada.” Foi assim que Recep Tayyip Erdogan reagiu, ao cair da noite do dia 16, assim que foi noticiada a vitória no referendo para alterar a Constituição. O “sim” alcançou 51% dos votos, perdeu em Istambul, em Ancara e em Izmir, as principais cidades turcas. Pedia-se aos turcos para aprovarem ou rejeitarem “um novo projeto de constituição” que agora representa a ausência de controlos sobre o poder de Erdogan e que, a partir de 2019, será, simultaneamente, chefe de Estado e chefe de Governo, detendo ainda total poder sobre os tribunais. No poder há 14 anos, Erdogan poderá por lá continuar até 2029. As perspetivas do país aderir ao bloco europeu são, neste momento, remotas, após os eventos mais recentes que vieram azedar as relações. O Conselho da Europa afirma que “o espaço de debate democrático diminuiu após o levantamento militar” do ano passado e os deputados europeus apelam à suspensão das conversações para a adesão.

O atual Presidente turco chegou ao poder prometendo a liberalização económica e política. No entanto, consolidou o poder pessoal, purgou os rivais e suprimiu a dissidência. O homem forte do Médio Oriente habilmente mobilizou o eleitorado da periferia em prol de um interesse comum, sob uma doutrina demagoga em torno da estabilidade do país. E o povo, democraticamente, abriu-lhe caminho para um futuro que de democrático nada tem. Na história centenária da Turquia republicana, Erdogan foi o político que mais procurou fazer com que a periferia começasse a desempenhar um papel importante na economia e na política do país e, essa mesma periferia, pouco educada e bastante afeta à religião, retribui-lhe, considerando que o Ocidente não é o caminho e que um Estado secular não é o futuro.

Por fim, não poderia deixar de abordar as eleições presidenciais francesas, que depois de uma primeira volta disputada por 11 candidatos, se disputarão agora por Marine Le Pen e Emmanuel Macron. Para os europeus, que ainda se debatem com os efeitos do Brexit, o que advir desse resultado poderá ter consequências ainda mais relevantes do que no caso do Reino Unido. No país da igualdade, da liberdade e da fraternidade, Marine Le Pen optou pelo mote de campanha “França para os Franceses” para a primeira volta e “Escolher a França” para a segunda (este obviamente menos xenófobo) e colocou em cima da mesa a rejeição dos tratados comerciais internacionais e a impossibilidade de legalização aos migrantes em situação ilegal. Porém, após uma campanha “fraquinha” e vazia de conteúdo, dificilmente Le Pen chegará ao Eliseu. Macron poderá não ser o mais-querido, mas Le Pen é, certamente, a mais abominada. E, talvez por isso, Macron tenha adotado agora o mote “Juntos, França!”, numa derradeira estratégia de apelo ao voto útil.

Por: Raquel dos Santos Fernandes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Ir Para Cima