Tag archive

Futebol

Dois primeiros ganham vantagem na 1ª, tudo igual na 2ª

Março 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Esta semana cabe-me a boa tarefa de vos falar um pouco sobre o nosso futebol popular. Não me vou alongar porque é tempo de seleção nacional.



Mas vamos àquilo que nos traz aqui e aos campos de futebol ao fim de semana: o nosso futebol popular barcelense.

Na 1ª, quer Carapeços, quer Remelhe venceram os seus jogos caseiros. O Carapeços goleou o aflito Baluganense por 6-1. Já o Remelhe goleou o tranquilo Fonte Coberta por 4-0.

Ambos ganharam terreno ao 3º classificado, o atual campeão Carvalhal. Isso porque este recebeu o Pereira, curiosamente, o campeão anterior, e foi derrotado por 1-2.

Se os dois primeiros fugiram ao 3º, o 4º aproveitou para se aproximar, ficando a 1 ponto. O Leocadenses derrotou, fora, o Sequeade, por 1-2. Foi uma boa vitória, em casa do 6º. O Oliveira aproveitou para se colar ao Sequeade, com os mesmos pontos, tendo vencido em casa do Lijó, por 2-3.

No fundo da tabela, Baluganense, Silva e Campo fecham a classificação da 1ª divisão.

A próxima jornada traz dois grandes jogos. O Leocadenses (4º) – Carvalhal (3º) e o Pereira (5º) – Carapeços (1º).

Na 2ª ficou tudo igual nos lugares cimeiros. Isto porque o líder Paradela recebeu e venceu, por 3-0, o Silveiros. O Aborim (2º) recebeu e venceu, por 2-0, o Carvalhas. Já o Feitos (3º) foi ao terreno do Chorente golear por 1-4.

Curiosamente, Lama e Milhazes estavam empatados em pontos e, também neste caso, tudo ficou igual porque ambos empataram. O Lama em casa, a 3 bolas, frente ao Pedra Furada; o Milhazes, fora, a 0, frente ao Bastuço São João. O Águas Santas aproveitou para se aproximar, ficando a 1 ponto destes dois. Recebeu o Cambeses e venceu por 3-0.

O fundo da tabela tem o Cambeses, Silveiros e Creixomil. De salientar a diferença de pontos entre o 16º, Cambeses, e o 15º, Pedra Furada: 13 pontos!

Na próxima jornada, destaco o Milhazes – Águas Santas, Paradela – Os Estrelas, Cristelo – Aborim e Feitos Bastuço – São João.

Por hoje é tudo, caros leitores. Despeço-me com votos de bom fim de semana e bom futebol popular para todos!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Chuva de golos com Viatodos a marcar 14(!)

Março 18, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Foi um fim de semana de muitos golos nos jogos onde estiveram envolvidas equipas de Barcelos. No entanto, nem todos os resultados foram favoráveis.



Começando pela divisão maior, a Pro-Nacional, o Santa Maria (11º) deslocou-se ao terreno do Arões (7º), alguns lugares acima na classificação, e trouxe de lá um saboroso empate a 1 bola. Na próxima jornada, recebe o Pevidém (4º), num jogo que se adivinha bem complicado.

A Divisão de Honra, Série A, teve um dérbi barcelense em Vila Cova. O MARCA (9º) foi goleado em casa pelo Martim (2º), por 0-5. Na jornada que se segue, os primeiros deslocam-se a Celeirós (7º), enquanto os segundos recebem o Guilhofrei (12º).

Quem conseguiu um bom resultado foi o FC Roriz (10º) que recebeu e levou de vencida o Soarense (15º), por 3-0. Segue-se novo jogo em casa, teoricamente mais difícil, frente ao Águias da Graça (3º).

Os dois jogos restantes tiveram derrotas caseiras barcelenses, frente a adversários muito complicados. O Pousa (6º) perdeu por 0-1 frente ao Marinhas (4º). Segue-se a deslocação ao terreno do Esporões (13º).

Já o Marinhas receberá o Águias de Alvelos (14º), que nesta jornada foi derrotado em casa, também por 0-1, frente ao líder Dumiense.

Na Série A da 1ª Divisão, o destaque vai para o líder Viatodos, que recebeu o lanterna vermelha Antas e “cilindrou” com uma goleada “das antigas”, por 14-0. A somar à vitória veio ainda o distanciamento para o 2º lugar, visto o Desportivo São Cosme ter perdido em casa com o Fradelos. Na próxima jornada tem dérbi com o “Os Ceramistas”.

Outro jogo com muitos golos foi o Gondifelos (4º) – FC Roriz B (14º), com a vitória dos da casa por 5-1. A equipa Sub-23 rorizense recebe, na jornada seguinte, o Operário Famalicão (13º).

Mais cinco golos no dérbi Ucha (8º) – Carreira (12º), com a vitória a sorrir aos da casa, por 4-1. Na jornada que se segue, os primeiros deslocam-se a Fradelos (3º), num jogo que se prevê muito complicado. Os segundos recebem o Gondifelos.

Quem perdeu pela margem mínima foi o Granja (10º), por 1-0, em casa do Calendário (5º). A seguir, recebem o Desportivo São Cosme (2º).

Finalmente, um jogo com 6 golos, na receção do Mouquim (9º) ao “Os Ceramistas” (11º). Os da casa venceram por 4-2. Para os homens de Galegos São Martinho segue-se o dérbi caseiro frente ao líder Viatodos.

Fotos: SMFC/AFCM/FCR/CFOC/GFCP.

Gil Vicente derrotado em Fafe

Março 16, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A 26ª jornada trouxe, este sábado, a visita do Gil Vicente FC ao terreno do Fafe, com a vitória a sorrir aos da casa.



O jogo contou com as seguintes constituições de equipas:

AD Fafe – Pedro Soares (Miguel Martins, 82’), Luís Simão, Zé Oliveira, André Alves, Emerson Souza, Ferrinho, Angola (Chico, 78’), Ângelo Oliveira, Nuno Silva, Marcelo (João Fernandes, 84’) e Hêndrio. No banco, a acompanhar o treinador Álvaro Pacheco, ficaram João Sousa, Júnior e Landinho.

Gil Vicente FC – Wellington, Bruno Morais, Rui Faria, Edwin Vente, Henrique Brito, Júnior, James Arthur (Tiago Gomes, 85’), Juan Villa (Rui Gomes, 84’), Ahmed Isaiah, Joãozinho (Dimba, 68’) e Tanko. Com Nandinho ficaram, no banco, Espíndola, Pedro Araújo, Diogo Ramalho e Bruno Lopes.

O jogo teve um início frenético, com o Fafe a abrir o marcador, através de uma grande penalidade apontada por Nuno Silva, logo no terceiro minuto. Os gilistas reagiram, pressionaram e procuraram o golo, que surgiu depois de uma insistência do meio campo dos homens de Barcelos, a bola chegou a Joãozinho, que recebeu, preparou o disparo e rematou de fora da área, fazendo um belo golo, aos 19’.

O jogo manteve-se equilibrado até Angola apontar o golo da vitória, fazendo o 2-1 aos 71’.

Na próxima jornada, o Gil Vicente recebe o Mirandês.

Guarda-Redes barcelense João Costa brilha em Espanha

Março 16, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Guarda-redes menos batido dos campeonatos espanhóis? Ter Stegen (FC Barcelona)? Keylor Navas (Real Madrid)? Oblak (Atlético de Madrid)?! Nada disso…João Costa, português de Barcelos.



João Costa joga no Cartagena, emprestado pelo F. C. Porto até ao final da corrente época, e está a brilhar ao mais alto nível, batendo recordes da segunda divisão “B” e, também, do País de “Nuestros Hermanos”, ultrapassando, em estatísticas, grandes “monstros” das balizas de gigantes europeus como Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Valencia, entre outros.

O guarda-redes barcelense é o menos batido de toda a Espanha, com apenas 9 golos sofridos em 20 partidas e com uma média de golos sofridos de 0,45 por jogo, ultrapassando as médias de Oblak, do Atlético de Madrid (0,65), David Soría, do Getafe (0,86) e, também, Ter Stegen, do Barcelona (0,96).

O jovem guarda-redes tem sido elogiado por grande parte da imprensa desportiva espanhola e, também, alguma nacional. João Costa é internacional pelas seleções jovens; é o jogador português mais novo a ser inscrito na Liga dos Campeões, feito que aconteceu ao serviço do F. C. do Porto, clube que representa desde os 9 anos de idade, vindo do N. D. Andorinhas, de Arcozelo – Barcelos. É o único da sua geração que foi Campeão Nacional em Iniciados, Juvenis, Juniores e Seniores, pela equipa “B” dos Dragões, chegando, inclusivamente, a marcar um golo, feito que correu o mundo, com milhares de visualizações no YouTube. Também fez parte do plantel de Sérgio Conceição, que foi Campeão Nacional na temporada passada, como terceiro na hierarquia dos guarda-redes portistas, saindo a meio da época, vindo representar o Gil Vicente, também por empréstimo dos Portistas. João Costa tem contrato com o F. C. Porto até Junho de 2020.

O Barcelos na Hora entrou em contacto com o barcelense, que referiu estar muito feliz em Espanha e no Cartagena. “Fui muito bem-recebido e sou muito acarinhado pelo clube, pelos adeptos e também adoro a cidade de Cartagena, que é lindíssima”.

Questionado pelo BnH sobre o segredo dos seus êxitos, João respondeu: “trabalho duro, dia após dia, para melhorar e poder dar o melhor de mim à equipa”.

Sobre o futuro, João Costa diz estar tranquilo e que apenas pensa em trabalhar diariamente porque acredita que o melhor ainda está para vir.

Sobre a estadia em Espanha, salientou o grande apoio que tem recebido da família, em especial da namorada, que o acompanhou na aventura por terras espanholas.

João Costa aproveitou o contacto do Barcelos na Hora para enviar um forte abraço a todos os Barcelenses, dizendo que está com muitas saudades da cidade de Barcelos.

Fotos: DR.

Jogo a jogo, fazemos as contas

Março 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

Parece que depois da tempestade veio uma “bonançazinha”.



Já me sinto melhor da azia depois da derrota contra o clube de Paulo Gonçalves, aquele que agiu em modo pessoal…eheh. Já me sinto melhor e a explicação foi a passagem aos quartos de final na Liga dos Campeões e a vitória frente ao Feirense. Eu sei que o Feirense está em último, mas podia aproveitar-se do desgaste físico do Porto frente à Roma.  Começámos mal, com um golo sofrido aos 3 minutos. Pensei que este golo iria deixar a equipa ansiosa, mas Danilo tratou de acalmar as nossas hostes com um saco de cimento arremessado através de um cabeceamento. Minutos depois, “Pepe” (sim, esse que é insultado por meio mundo) fez o 2º golo, num lance em que o Hugo Gil e o Pedro Guerra dizem ter sido precedido de falta. Deixa-os falar, até porque eles gostam…

A segunda parte foi mal jogada, onde o Porto aproveitou para ter bola, descansar e gerir o resultado. Podia ter corrido mal porque o futebol é fértil em surpresas, mas correu tudo bem.

Ainda bem que o Porto, esta semana, não tem jogos e pode aproveitar para descansar e preparar o jogo contra o Marítimo com mais tempo e qualidade. Por falar no Marítimo, ainda bem que os insulares ganharam os dois últimos jogos porque já estavam a “ladrar” contra a subida do Gil Vicente, porque estavam-se a afundar. Mas de certeza que com estas vitórias vão deixar o Gil em paz.

Outra coisa com que fiquei bastante satisfeito foi a UEFA colocar em primeiro lugar do seu ranking o nosso FCP. É a prova de que somos dos melhores clubes do mundo e que somos mais fortes do que o Dinamo de Zagreb.

E não é que agora olho para o lado e vejo as “papoilas saltitantes”?! Ainda no sábado via-os em cima! O que “passou-se”??…No outro dia, vi um outdoor que dizia: “Com preservativos do Restelo, é sempre a metê-lo”! Teria algo a ver com isso??!

Continuo a achar que o clube do ex-presidente do Alverca é o favorito, até porque tem vantagem…não pontual…mas tem vantagem.

Jogo a jogo, fazemos as contas.

Bom fim de semana, desculpem qualquer sinceridade da minha parte e não levem as coisas tão a sério.

Viva o FCP (Campeão Nacional 2018)!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

“Varalhada” para a justiça

Março 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Jogou-se a 25ª jornada do Campeonato Nacional e vencemos no Bessa, num campo tradicionalmente difícil. Boavista 1- 2 Sporting Clube de Portugal.



Vitória “arrancada a ferros”, já no tempo extra, na sequência de uma grande penalidade assinalada, por presumível toque em Raphinha, num lance onde, para mim, não existe qualquer tipo de falta.

Raramente falo de arbitragens, pois eles são, sem dúvida, o “elo mais fraco”. Erram como qualquer um dos outros intervenientes no jogo. Umas vezes prejudicam-nos, outras beneficiam-nos. Este ano, não é pelas arbitragens que estamos na luta, apenas e só, pelo 3° lugar. Embora considere a arbitragem portuguesa, no cômputo geral, muito fraca. Muito condicionada, por tudo o que os rodeia. Facto este, que faz com que as arbitragens sejam, muitas vezes, caricatas até. O “vídeo-árbitro” é em prol da cor que dá mais jeito, o que, obviamente, não traz o devido aproveitamento para uma arbitragem mais justa!

Neste jogo, esta grande penalidade a nosso favor, para mim, foi, simplesmente, caricata! Aconteceu num momento em que muitos adeptos já não acreditavam no triunfo frente ao Boavista. Mas acho que esta “Varalhada” até trouxe alguma justiça ao resultado final. Fomos a única equipa que tentou e quis vencer o jogo. “Escreveu-se direito por linhas tortas”!

Não consigo compreender é, mantendo-se tanto tempo o 1-1 que já vinha da primeira parte, Keizer só decidiu (enfim) mexer na equipa aos 78m! Não vejo qual a necessidade de não refrescar a equipa mais cedo; ainda para mais, na maior parte das vezes, muitos jogadores já se “arrastam” no campo.

Assim como, segundo consta, a Academia deve ser o nosso futuro, só que voltámos a entrar em campo sem um único jogador da formação! Acontece pela segunda vez em poucas semanas, algo que não se via no nosso Sporting Clube de Portugal desde 2007. Algo não está a bater certo, de todo!

É uma tristeza, além do mais, que no 11 inicial em campo, de verde e branco, apenas existia um Português: Bruno Fernandes (do mal o menos, para mim, o melhor jogador do campeonato). Como se apenas os estrangeiros fossem bons! Ainda por cima, quando estamos, apenas e só, a lutar pelo 3° lugar. Era mais do que altura para aproveitar e apostar em jovens jogadores da nossa Academia! Esta não é a “política” que me habituei a viver no meu Sporting Clube de Portugal.

Compreendo que o final de época passada foi penoso, foi doloroso e continua a ter as suas consequências! Mas já era tempo de reencontrarmos, definitivamente, um rumo. Sabermos o que realmente queremos para o nosso futuro! Neste momento, algo vai mal e muito inconstante no reino do meu Leão!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Montanha Russa

Março 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Nestas duas últimas semanas, o nosso Benfica andou a passear na montanha Russa. Primeiro, uma Magnífica Vitória frente ao FCP, depois uma derrota pouco convicente em Zagreb. Tudo bem, ainda nada perdido.



Depois, um loop. Empate surreal com o Belenenses, seguido de uma vitória, em Lisboa, que nos apurou para a próxima da Taça UEFA.

Dois dois primeiros jogos, já falámos. Sobre os dois desta semana, irei agora tecer alguns considerandos.

Frente ao Belenenses, na Luz, estavam os jogadores do Benfica convencidos de que iria ser um passeio no parque. Mas só por sobranceria, pois já se viu este ano (e eu já o referi) que a posição que o Belenenses ocupa na tabela classificativa não corresponde ao futebol jogado, para pior. O Belenenses apresentou-se como uma equipa bem montada, esclarecida taticamente, e que sabia que passasse o que passasse, não saíria da Luz com uma derrota. Do lado do Benfica, por outro lado, andava tudo convencido de que o resultado “se fazia” a si mesmo. Com o passar do tempo, viu-se que não ia ser bem assim e, então, toca a carregar no acelerador. A “coisa” lá foi funcionando e o Benfica chegou, com naturalidade, à vantagem por dois. Ora, foi então que voltou a sobranceria, o golpe de vista e o excesso de confiança. Estupidamente, sofremos dois golos em três minutos e perdemos dois pontos numa semana, face ao segundo classificado (vulgo, o primeiro dos últimos). Será, eventualmente, o preço a pagar pelo excesso de juventude. Digo eu, que até aprecio os jogadores com “sangue fresco”.

Para a Taça UEFA, houve que fazer pela vida e roer um osso muito duro. O Dinamo de Zagreb seria, facilmente, um dos finalistas desta competição. Podia não parecer, mas esta equipa jogou muito futebol. Muito sóbrios, muito incisivos, com um posicionamento tático soberbo; cedo se percebeu que não ia ser tarefa fácil passar esta eliminatória.

Acontece que quem tem um Pistolas tem o mundo, e o Sr. Farmacêutico lá abriu o marcador. É verdade que o homem já não corre muito mais de 15 minutos. Mas é o quarto de hora mais perfumado com absoluta classe que se pode ver no jogo. E por falar em Classe. Pizzi. Meu Deus, o homem renasceu, qual Fénix. De apagado, com apagado, com RV, a jogar ao nível de um Iniesta, com Lage. Senhores, que jogatana deste “menino”. E o que vai bem com classe? Velocidade Pura! Viram o Rafa…? Oi? 120 minutos de sprints. Acordei de manhã com dor de pernas, só de o ver correr. Livra!…

Venha o Moreirense e que os deuses do Futebol estejam connosco. Vai ser mais um calvário.

E venha de lá também o Eintrach. Quantos são? Quantos são?…

E Viva o Benfica.

E pluribus unum.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços e Remelhe não vacilam e Paradela cada vez mais líder da segunda

Março 14, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez, com estima e consideração vos escrevo.



Os três habitantes do pódio não vacilaram e reforçam a distância para o quarto classificado, o Leocadenses, que empatou com o Palme a 1 bola. O líder Carapeços venceu o “lanterna vermelha”, Campo, por 0-3; enquanto o Remelhe venceu o penúltimo classificado, o Silva, por 0-2, e o Carvalhal venceu, fora de portas, a equipa do Baluganense, pela margem mínima.

O quinto e sexto classificados do campeonato, Sequeade e Pereira, defrontaram-se num jogo com 7 golos, sorrindo a vitória à equipa de Pereira, num total de 5-2.

Outro destaque da semana vai para os dois desafogados da Primeira Divisão, Negreiros e Lijó, que se defrontaram em Negreiros. A vitória sorriu à equipa da casa e não foi de qualquer forma, foi mesmo com uma goleada por 5-1, permitindo-lhes ultrapassar o Lijó na classificação e dar mais um passo na luta pela manutenção, tal como estes últimos. Quem continua abaixo da linha de água e em risco eminente de descida são Baluganense, Silva e Campo.

O Fragoso também foi goleado no seu reduto diante do Macieira, por 3-0; o Oliveira, embalado pela vitória na Taça Cidade de Barcelos, venceu por 1-0 a equipa do Perelhal. O Leões da Serra, que passou por momentos difíceis na temporada e esteve próximo dos lugares de despromoção, tem crescido na tabela classificativa e, esta jornada, venceu um concorrente direto na classificação, o Fonte Coberta, no reduto deste, por 1-2.

Na segunda divisão, o líder Paradela é agora mais líder, ao vencer o São Martinho, por 3-0, e aumentando a distância para o Aborim, que mesmo com a derrota por 3-2 diante do Feitos, mantém o segundo posto. Já o Feitos, que com esta importante vitória, regressa ao pódio ocupando a terceira posição e aproveitando os empates a 1 bola dos anteriores habitantes da terceira posição, o Lama e o Milhazes. O Lama empatou em Cossourado, enquanto o Milhazes empatou em casa com o Chorente.

O São Mamede, assim como Águas Santas, Cristelo e Bastuço, tentam manter viva a esperança de subida ao escalão maior do futebol popular Barcelense. Sendo que apenas São Mamede e Cristelo venceram nesta jornada (ambos fora de portas), as equipas de Carvalhas e Creixomil. O Bastuço empatou em Cambeses, a 0 bolas, e o Águas Santas perdeu em Pedra Furada, por 4-3. O “Os Estrelas”, já arredados, há muito tempo, da luta pela subida de divisão, golearam o Silveiros por 4-0.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Martim e Roriz apurados para os quartos de final da Taça

Março 12, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Este fim de semana, jogou-se os oitavos de final da Taça da Associação de Futebol de Braga, com três equipas barcelense envolvidas.



O Martim, da Divisão de Honra, enfrentou o Cabreiros, da divisão acima, a Pro-Nacional. No final, o marcador apontava 0-0. Nas grandes penalidades, os barcelenses foram mais fortes, vencendo por 4-2 e conseguindo o apuramento frente a um adversário de uma divisão superior.

Quem também defrontou um adversário de uma divisão superior foi o MARCA (Divisão de Honra), que se deslocou ao terreno do Pevidém (Pro-Nacional). A vitória recaiu para os da casa, por 3-0, ficando a equipa de Vila Cova de fora da Taça.

Finalmente, o FC Roriz (Divisão de Honra) recebeu o Serzedelo, da mesma divisão, e venceu por 3-1, sendo apurado para os quartos de final.

Fotos: AFCM/FCR.

Gil Vicente com derrota caseira frente ao Maria da Fonte

Março 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Este domingo, o Estádio Cidade de Barcelos recebeu mais um jogo a contar para a Série A do Campeonato de Portugal, com o Gil Vicente FC a receber o Maria da Fonte, a contar para a 25ª jornada.



Sob arbitragem de Bruno Costa, as equipas alinharam da seguinte forma:

Gil Vicente FC – Wellington, Bruno Morais, Rui Faria (Rui Gomes, 60’), Edwin Vente, Henrique Brito, Júnior, James Arthur (Pedro Araújo, 73’), Juan Villa, Ahmed Isaiah, Joãozinho (Dimba, 45’) e Tanko. No banco, com Nandinho (treinador), ficaram Espíndola, Tiago Gomes, Diogo Ramalho e Bruno Lopes.

Maria da Fonte – Nuno Rafael, João Antunes, Daniel Alves, João Oliveira, Rui Filipe, Bonifácio, Henrique Vieira (João Paulo, 58’), Romário (Nuno Amorim, 67’), Telmo Fernandes, João Marna e Rui Abreu (João Paulino, 45’). No banco, com Pedro Duarte (treinador), ficaram Luís Miguel, Cara, Cabreira e Tanela.

Foi um jogo aziago para os gilistas, que começaram a perder muito cedo, com o guineense Marna a abrir o marcador logo aos 14’. Como se não bastasse, Bruno Morais, quase no início do reatamento, apontou um autogolo, aos 56’. O melhor que o Gil Vicente conseguiu foi reduzir, aos 73’, pelo nigeriano Júnior. Resultado final: 1-2 para os homens da Póvoa de Lanhoso.

Na próxima jornada, o Gil Vicente FC desloca-se ao difícil terreno do Fafe.

Foto: DR/GVFC.

1 2 3 46
Ir Para Cima