Tag archive

Gil Vicente FC

Gil Vicente empata a 0 em Paços de Ferreira

Janeiro 19, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Numa tarde solarenga, mas num relvado irregular e em mau estado nalguns locais, realizou-se mais uma partida da Liga NOS, a contar para 17ª jornada (última da primeira volta), opondo o FC Paços de Ferreira ao Gil Vicente FC.



O Estádio da Mata Real, na “Capital do Móvel”, recebeu a equipa de arbitragem, liderada por Manuel Mota (AF Braga), e composta igualmente por Jorge Fernandes e Luciano Maia, com Bruno Nunes como 4º árbitro. De igual forma, recebeu as seguintes constituições de equipas:

FC Paços de Ferreira – Ricardo Ribeiro, Reabciuk, Maracás, Marco Baixinho, Jorge Silva, Adriano Castanheira, Pedrinho, Stephen Eustáquio (Diaby, 61’), João Amaral (Welthon, 69’), Douglas Tanque e Hélder Ferreira (Zé Uilton, 84’). No banco ficaram Simão Bertelli, Bruno Teles, Vasco Rocha e Murilo.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Rodrigo, Rúben Fernandes, Henrique Gomes, Kraev (Baraye, 61’), Soares, Claude Gonçalves, Naidji (Romário Baldé, 69’), Lourency (João Afonso, 75’) e Sandro Lima. No banco ficaram Wellington, Arthur Henrique, Edwin Vente e Ahmed Isaiah.

Este foi um jogo repartido, principalmente na primeira parte, com os pacenses a disporem de 2 ou 3 lances de realce, com os gilistas a responderem na mesma moeda, sendo que todos eles não resultaram em golo, com o intervalo a chegar e as equipas empatadas a 0.

Na segunda parte, os da casa tiverem mais momento a realçar, mas o nó não desatou. A igualdade era tal que os técnicos optavam por substituições ao mesmo tempo, nomeadamente, aos 61’ e aos 69’ de jogo.

No final, as estatísticas mostravam empate nos remates (9) e cartolinas amarelas (1); FC Paços de Ferreira com mais posse de bola (53%-47%), faltas cometidas (16-13) e cantos (7-4).

Com este empate, os gilistas estão no 8º lugar, com 22 pontos. Na próxima jornada, o Gil Vicente FC visita o Dragão, para defrontar o FC Porto.

Vitória justa e importante do Porto

Janeiro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que se encontrem bem. 

Queria começar a crónica desta semana, enviando sentidas condolências à família, amigos e fãs de Paulo Gonçalves.  Um grande ser humano e um atleta de excelência deixou-nos de forma trágica e inesperada. Que descanse em paz e deveremos estar gratos pelo seu exemplo e legado. 



Falando de futebol e do FCP, o nosso clube tinha uma deslocação tremendamente difícil a Moreira de Cónegos. Aliás, não vencíamos lá desde 2014. O Porto começa o jogo a perder, aos 3 min., num lance em que Nakajima e Marega chocam e é daí que nasce o golo.  A equipa reagiu bem e dá a volta ao marcador com personalidade e, quando tudo fazia prever que fossemos para o intervalo a vencer, eis que um lance inofensivo e caricato dá o empate ao Moreirense, num lance em que Marchesín não está isento de culpas.  O Moreirense baixou todas as linhas para trás da linha da bola, o que dificultou a penetração no último terço e, mais uma vez, Luís “SOS” Díaz fez das suas e marcou o golo que nos tranquilizou. Reconheço que pode existir uma falta de Soares sobre João Aurélio.  O último golo de Corona é uma pintura e selou uma vitória justa e importante do Porto.

Para a Taça de Portugal, vencemos o Varzim sem jogar nadinha! Mas os serviços mínimos e um jogo “pastoso” serviram para passar às semifinais!

Saliento a aposta em mais um jovem, Vítor Ferreira, que é um jovem campeão da Europa pelos sub-19.

Esta fase é delicada devido à quantidade e exigências dos jogos.  Podíamos estar com a distância reduzida na classificação para o líder, mas Xistra não deixou…LOL.

Espero que o FCP vença o seu próximo jogo e que o SCP vença…e por muitos. 

Que a reabertura da janela de transferências não nos traga notícias que prejudiquem a espinha dorsal da equipa.

Deixo uma palavra de carinho para o Gil Vicente pela vitória frente ao Belenenses SAD e pela atmosfera lindíssima no Estádio Cidade de Barcelos!

Abraço a todos…e desculpem qualquer coisinha!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Zero derrotas em casa!

Janeiro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

No passado domingo, recebemos o Belenenses. A vitória era importante, sobre um adversário do nosso campeonato. Mas não se adivinhava um jogo fácil. O Belenenses vinha de uma derrota pesada, em casa, frente ao SC Braga, e não esperávamos uma tarefa fácil. O relógio ainda não apontava 14h e já se notava o frenesim de dia de jogo “grande”. Um bom horário, bons preços e um adversário “apetecível”, enchiam as filas das bilheteiras e de entrada para o estádio. Bonito de se ver! O nosso Estádio, com uma boa casa…Só faltava a vitória.



Tivemos boas oportunidades durante todo o jogo e já se apontava um golo na primeira parte, mas não aconteceu.

Na segunda parte, o 1-0 foi de Lourency, aos 55 minutos. Grande golo, num passe vindo de Kraev e acertando em cheio na baliza, que fez levantar o Estádio Cidade de Barcelos. Se havia dúvidas quanto ao justo vencedor, Sandro Lima desfez, aproveitando o canto batido por Henrique e fez jus à vitória Gilista.

Grande atitude dos nossos jogadores, foram competentes, ambiciosos e continuam invictos na nossa fortaleza. Zero derrotas em casa!

Este Gil Vicente sobe, assim, ao oitavo lugar.

Na próxima jornada, desloca-se ao Estádio Capital do Móvel para mais um jogo difícil.

Mas eu sei que, com a ajuda de todos os Barcelenses, podemos pontuar em Paços de Ferreira. Reservem o vosso lugar no autocarro e, domingo, acompanhem-me nesta deslocação!

Vamos lá buscar a vitória!

Veste-te a rigor e anda também!

Somos Gil!

Até domingo!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Gil Vicente derrota Belenenses SAD

Janeiro 12, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Disputou-se hoje, 12 de janeiro, o jogo Gil Vicente FC – Belenenses SAD, a contar para a 16ª jornada da Liga NOS.



Este jogo contou com a arbitragem de Rui Oliveira (AF Porto), coadjuvado por Carlos Campos Nelson Cunha, com Bruno Costa (AF Aveiro) como 4º árbitro.

As equipas alinharam com:

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Rúben Fernandes, Henrique Gomes, Soares, Kraev (Baraye, 76’), Edwin Vente, Rúben Ribeiro (João Afonso, 81’), Claude Gonçalves, Lourency (Naidji, 76’) e Sando Lima. No banco ficaram Bruno, Arthur Henrique, Leonardo e Samuel Lino.

Belenenses SAD – André Moreira, Tiago Esgaio, Tomás Ribeiro, Nuno Coelho, Nilton Varela (Cassierra, 64’), Tomás Castro (Francisco Varela, 59’), Show, André Sousa, Marco Matias (Edi Semedo, 90’), Licá e Varela. No banco ficaram João Monteiro, Ouro-Sama, Akas e Kikas.

O Gil Vicente FC esteve sempre por cima do jogo, tendo tido algumas oportunidades para abrir o marcador. No entanto, o jogo chegou ao intervalo empatado a 0. Na segunda parte, surgiram os golos, por intermédio de Lourency, aos 53’, e o incontornável Sandro Lima, aos 75’, fechando o marcador em 2-0 para os gilistas.

As estatísticas finais apontaram o Gil Vicente com mais remates (14-5); os belenenses tiveram mais posse de bola (54%-46%) e mais faltas cometidas (20-16); ambas as equipas tiveram 5 cantos a favor. Não foram mostrados cartões amarelos, nem vermelhos.

Com esta vitória, o Gil Vicente fica na 8ª posição provisória. Na próxima semana, dia 19 de janeiro, os gilistas deslocam-se ao terreno do Paços de Ferreira.

Fotos: Ricardo Moreira.

Talvez o jogo mais aguardado da época!

Janeiro 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Espero que a entrada no novo ano tenha corrido bem e que continue cheio de coisas boas e desafios.



Estou cá novamente para vos falar do jogo da Taça da Liga que ocorreu ainda antes da entrada neste ano e deste último, no domingo passado.

O jogo com o Rio Ave, para a Taça da Liga, ditou a vitória Gilista. Já de nada valia. Mas esta vitória foi importante para deixar a imagem de seriedade, de caráter e de atitude. Foi um bom jogo. Entrámos bem no jogo, apesar de nada valer, jogámos como se estivesse tudo em jogo. Esta vitória veio dignificar o símbolo que representam e não uma imagem relaxada por já não estarmos a jogar para nada.

Não houve grandes oportunidades para um lado, nem para outro, mas o penalty que foi assinalado, deu a vitória à nossa equipa. O penalty foi marcado pelo Sandro Lima.

Neste último jogo, com o Tondela, conseguimos levar um autocarro cheio a um terreno difícil e conseguimos ir lá arrecadar 1 ponto.

Entrámos mal no jogo e sofremos um golo de bola parada. Depois, conseguimos entrar no jogo e poderíamos ter aproveitado algumas ocasiões de golo. Na segunda parte, tivemos um jogo bastante fraco, não só da nossa parte, mas também por parte do Tondela. Empatámos o jogo com golo de Baraye. O melhor em campo foi o Denis. Defendeu um penalty e fez boas defesas.

Domingo, recebemos o Belenenses SAD, talvez o jogo mais aguardado da época!

Espero por vocês na nossa Fortaleza, às 15h00.

Traz um amigo!

Até domingo!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Gil Vicente empata a uma bola em Tondela

Janeiro 5, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Estádio João Cardoso recebeu mais um jogo a contar para a 15ª jornada, opondo o CD Tondela ao Gil Vicente FC.



Com arbitragem de António Nobre (AF Leiria), coadjuvado por Nuno Pereira e Pedro Felisberto, com Hugo Silva (AF Santarém) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

CD Tondela – Cláudio Ramos, Filipe Ferreira, Ricardo Alves, Yohan Tavares, Moufi, Xavier, Pepelu, Jaquité (João Pedro, 73’), Murillo, Jonathan Rubio (Richard, 83’) e Denilson (Rúben Fonseca, 73’). No banco ficaram Niasse, João Reis, Strkalj e Philipe Sampaio.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Nogueira, Rúben Fernandes, Henrique Gomes, Claude Gonçalves, Soares, Rúben Ribeiro (Romário Baldé, 68’), Baraye (Naidji, 68’), Lourency (Ahmed Isaiah, 86’) e Sandro Lima. No banco ficaram Bruno, João Afonso, Edwin Vente e Samuel Lino.

Jogo que marcou a estreia a titular do novo reforço gilista Rúben Ribeiro e que ficou decidido, em termos de resultado final, ainda dentro do primeiro quarto de hora de jogo.

Marcaram primeiro os da casa, pelo central Ricardo Alves, logo aos 5’. Aos 15’, Baraye estabeleceu o empate. Os gilistas recuperam a bola ainda no seu meio-campo, com os tondelenses a ficarem a reclamar falta. A bola passa para o ataque do Gil Vicente, com Rúben Ribeiro a mudar o flanco de jogo para a direita, onde Fernando Fonseca deixa para o senegalês Baraye, que “fuzila” o internacional português Cláudio Ramos, apontando o golo do empate e fechando, ainda bem cedo, o resultado final: 1-1.

No final do jogo, as estatísticas mostraram mais posse de bola para o Tondela (58%-42%), com o Gil Vicente a ter mais remates (15-9), mais faltas cometidas (21-19) e mais cantos (5-3); empate em número de cartolinas amarelas: duas para cada equipa.

Denis, guarda-redes dos gilistas foi considerado, pela Liga, o “Homem do Jogo”.

Na próxima jornada, o Gil Vicente recebe o Belenenses SAD, dia 16 de janeiro, pelas 15h00. Será o regresso do antigo treinador gilista Pedro Ribeiro.

Gil Vicente vence nos Arcos e “elimina” Rio Ave da Taça da Liga

Dezembro 21, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Disputou-se hoje a última jornada do Grupo C da ALLIANZ Cup (Taça da Liga), opondo o Rio Ave FC ao Gil Vicente FC, no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde.



Com arbitragem de André Narciso (AF Setúbal), coadjuvado por Paulo Brás e Venâncio Tomé, com António Nobre (AF Leiria) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipas:

Rio Ave FC – Paulo Vítor, Matheus Reis, Aderllan Santos, Borevkovic, Diogo Figueiras (Carlos Mané, 58’), Filipe Augusto, Tarantini (Lucas Piazón, 74’), Taremi, Diego Lopes, Nuno Santos e Bruno Moreira (Ronan, 58’). No banco ficaram Kieszek, Nélson Monte, Vitó e Pedro Amaral.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Edwin Vente, Claude Gonçalves, João Afonso, Kraev (Leonardo, 74’), Romário Baldé (Samuel Lino, 65’), Lourency (Erick, 80’) e Sandro Lima. No banco ficaram Wellington, Soares, Juan Villa e Ahmed Isaiah.

Jogo em que os homens da casa tinham mais a ganhar, já que os gilistas estavam já matematicamente afastados da final four da ALLIANZ Cup (Taça da Liga), enquanto os vilacondenses tinham a possibilidade de se apurarem para essa fase da competição, vencessem o jogo. Essa responsabilidade notou-se durante o jogo, com os da casa a terem mais remates e mais posse de bola, mas os de Barcelos souberam sempre segurar o jogo, não sofrer golos e levar o jogo para os minutos finais, quando se resolveu, já em tempo de compensação, com um daqueles penaltis que se veem – ou viam – no futebol de rua ou entre amigos, em miúdos, com o guarda-redes Paulo Vítor a tentar tirar a bola de Leonardo, este a driblar e a levar uma daquelas “caneladas” que ninguém gosta de levar.

Assim, aos 95’, Sandro Lima não vacilou e marcou o único golo da partida, dando a vitória ao Gil Vicente FC e, em conjugação com o resultado de Portimão, a eliminar o Rio Ave FC.

Entrem em 2020 com o pé direito!

Dezembro 20, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

No domingo passado houve derby em Barcelos.

Numa tarde chuvosa, o jogo aqueceu o dia que se adivinhava gelado.



Como sempre, gosto de ir mais cedo para o estádio para sentir todo o ambiente que se envolta sob o estádio. Este domingo não foi exceção. Ninguém esperava um jogo fácil, mas todos esperavam um bom jogo e um bom ambiente no estádio!

A verdade é uma: o Vitória move uma cidade!

Fora do estádio, viam-se bastantes adeptos do Vitória. Ao início até diria que eles estavam em maioria (?). Mas mais perto da hora do jogo, já se ia vendo vários adeptos da casa.

Deu para reparar que os adeptos visitantes vestiam orgulho, vestiam vaidade!

Deu-se o apito inicial e os apoios que se faziam sentir nas bancadas, afinal, não era apenas da equipa visitante! Nós também nos fizemos ouvir. E não foi só a claque que puxava pela equipa! Havia grupos que entoavam cânticos de apoio para puxar pela nossa equipa! E os golos não tardaram em chegar.

O primeiro surgiu aos 28m, por Claude, numa jogada em que Kraev fez a diferença e fez o passe para Claude, que colocou o Gil Vicente a vencer no marcador. Não tardava muito e numa jogada fantástica de Sandro Lima para Lourency, passando para Kraev, que fez o 2-0 e colocou o estádio de pé a aplaudir esta equipa tão iluminada.

Fomos para o intervalo a vencer por 2-0. Mas num instante o estádio gelou quando o Vitória marcou aos 68m e aos 85 viria a empatar, ditando o resultado final!

Resultado justo, visto que na primeira parte fomos fantásticos, organizados, destemidos. No entanto, a segunda parte foi toda do Vitória.

O destaque nesta segunda parte vai para Denis, que segurou sucessivos remates de Bruno Duarte e Bonatini e, ainda assim, segurou o empate!

O próximo jogo é sábado, às 17h00, para a Taça da Liga, contra o Rio Ave, em Vila do Conde! Este jogo serve apenas para cumprir calendário e rodar alguns jogadores, visto que estamos, matematicamente, fora da Taça da Liga!

Despeço-me desejando aos meus colegas do BnH e a todos os leitores, um Feliz Natal e, se não nos “virmos” antes, umas boas entradas! Entrem em 2020 com o pé direito!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Gil Vicente empata a 2 com Vitória de Guimarães

Dezembro 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Primeira parte gilista, segunda vitoriana

Sob arbitragem de Carlos Xistra (AF Castelo Branco), coadjuvado por Jorge Cruz e Marco Vieira, com Sérgio Guelho (AF Guarda) como 4º árbitro, disputou-se a 14ª jornada da Liga NOS, debaixo de uma chuva impiedosa, com o relvado do Estádio Cidade de Barcelos a receber os seguintes alinhamentos:



Gil Vicente – Denis, Henrique Gomes, Rúben Fernandes, Nogueira, Fernando Fonseca, Kraev (João Afonso, 90’), Soares, Claude Gonçalves, Lourency (Erick, 72’), Baraye (Romário Baldé, 65’) e Sandro Lima. No banco ficaram Wellington, Naidji, Edwin Vente e Ahmed Isaiah.

Vitória de Guimarães – Douglas, Sacko, Tapsoba, Pedro Henrique, Rafa Soares, Poha, João Carlos Teixeira (Davidson, 62’), Mikel Agu (Pêpê, 41’), Edwards, Ola John (Bruno Duarte, 43’) e Léo Bonatini. No banco ficaram Miguel Silva, Frederico Venâncio, Rochinha e Al Musrati.

Foi uma primeira parte dominada pelos gilistas, que saíram para o intervalo a vencer por 2-0, fruto dos golos do luso-francês Claude Gonçalves, aos 28’, e do búlgaro Kraev, aos 32’.

Na segunda parte, os vitorianos deram a volta ao texto e conseguiram empatar o jogo. O inglês Edwards reduziu aos 68’ e o brasileiro Davidson empatou aos 86’.

No final: 2-2 no marcador.

Nas estatísticas do jogo, o Vitória teve mais remates (15-5, com os gilistas a mostrarem maior eficácia), mais posse de bola (53%-47%), mais faltas cometidas (17-15) e mais cantos (7-3); os gilistas tiveram mais amarelos (4-1). Não houve vermelhos.

O próximo jogo do Gil Vicente FC disputa-se a 21 de dezembro, pelas 17h00, em Vila do Conde, defrontando o Rio Ave FC, em jogo a contar para a Taça da Liga. Para a Liga NOS, entra em campo apenas a 05 de dezembro, em Tondela.

Depois da “folga”, o resumo dos jogos do nosso Gil Vicente

Dezembro 13, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Depois de uns dias de “folga”, venho aqui resumir os jogos do Gil Vicente.



O Gil jogou com o Braga, para a Taça de Portugal, perdendo por 1-0. Estivemos em peso no Estádio do Braga a apoiar a equipa e vimos uma equipa motivada e com atitude para vencer. Mas o golo do Braga aos 8 minutos ditou o resultado final e a saída, de cabeça levantada, do nosso Gil Vicente da Taça de Portugal.

Posteriormente, tivemos mais 2 jogos complicados com o Sporting. Primeiro, para o campeonato, vencemos por 3-1. O Gil Vicente foi mais organizado e mais equilibrado durante todo o jogo. Neste jogo, damos também destaque para o regresso de Sandro Lima, que se tinha lesionado no aquecimento no jogo com o SC Braga. Os golos da formação de Barcelos foram anotados por Kraev (18m), Sandro Lima (55m) e Naidji (90+9).

Passados três dias, o Gil Vicente volta a receber o Sporting, desta vez para a Taça da Liga. Vítor Oliveira alterou 8 jogadores, jogando assim os menos utilizados. Num lance, onde Bruno Fernandes era expulso, o árbitro deixou passar o segundo amarelo. No minuto a seguir, Bruno Fernandes faz um grande golo. Nos descontos, sofreu o segundo golo. Com esta derrota, o Gil Vicente fica eliminado, matematicamente, da Taça da Liga. Neste jogo, deu para rodar jogadores, dar mais minutos e ver algumas potencialidades. Apesar da derrota, a equipa esteve de parabéns, porque conseguiu impor-se no jogo e segurá-lo até aos minutos finais. Não fosse o árbitro deixar passar o amarelo, o resultado, quiçá, poderia ter sido outro.

Por fim, jogámos com o Rio Ave, no terreno deles! Um jogo num campo complicado, com um adversário difícil.

Uma primeira parte, escassa em oportunidades para a nossa equipa, que diria quase nula. Entrámos melhor na segunda parte, com mais oportunidades, mas sofremos uma penalidade, e ainda assim, não baixámos os braços e criámos mais duas ocasiões que poderiam ter ditado o empate que seria o resultado mais justo. O Gil Vicente perdeu com o Rio Ave, por 1-0!

No próximo Domingo, teremos um derby, na nossa fortaleza, que continua sem derrotas em casa. Recebemos o Vitória, às 17:30.

Esperamos uma boa casa, para apoiar o Gil Vicente!

Para vencermos neste momento, precisamos do apoio de todos os Barcelenses!

Porque somos nós, o 12º jogador!

Até domingo, em nossa casa!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

1 2 3 32
Ir Para Cima