Tag archive

Gil Vicente FC

Gil Vicente volta às vitórias “graças” ao Maria da Fonte

Outubro 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Estádio dos Moinhos Novos, na Póvoa de Lanhoso, foi o palco para mais um jogo da Série A do Campeonato de Portugal, opondo os locais Maria da Fonte e o Gil Vicente Futebol Clube, com a vitória a sorrir aos barcelenses.



As três equipas em campo foram formadas por:

Arbitragem: Eduardo Ribeiro, coadjuvado por Daniel Santos e Pedro Freitas.

SC Maria da Fonte: Pedro Sá, João Antunes, Bruno Gabriel, Cabreira, Tiago Marques, Romário (Nuno Amorim, 68’), Varanda, Figo, Telmo Fernandes (João Oliveira, INT), Miguel Ribeiro e Tanela (João Marna, INT). No banco ficaram Luís Miguel, Cara, Ricardo André e João Paulo, com Alberto Fernandes como treinador.

Gil Vicente FC: Wellington, Bruno Morais, Rui Faria, Henrique Brito, Edwin Vente, Júnior, Emerson (Juan Villa, 74’), Ahmed Isaiah, James Arthur, Joãozinho (Silas, 65’) e Gabriel Mejía (Bruno Lopes, 85’). No banco ficaram Rafa Pires, Pedro Araújo, Diogo Ramalho e Rui Gomes, com Nandinho como treinador.

Os gilistas entraram melhor no jogo, com o colombiano Mejía a abrir o marcador, logo aos 7 minutos, de grande penalidade. Os locais responderam, com o brasileiro Romário a repor a igualdade, aos 21’. Pouco mais de um quarto de hora depois, mais um golo para os barcelenses, por intermédio do nigeriano Ahmed Isaiah. Ao intervalo, o marcador apontava a uma vitória do Gil Vicente FC, por 1-2.

Aos 67’ da segunda parte, João Oliveira “deu” uma ajudinha aos visitantes, apontando um autogolo. O máximo que os lanhosenses conseguiram foi reduzir a desvantagem, por intermédio de Varanda, aos 73’. No entanto, o marcador não se mexeu mais e o Gil Vicente FC regressou às vitórias, por 2-3.

Na próxima jornada, os gilistas recebem o Fafe, em jogo a contar para a 9ª jornada.

Foto: GVFC.

Gil Vicente derrotado em casa pelo Felgueiras 1932

Outubro 10, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado domingo, o Gil Vicente Futebol Clube recebeu o FC Felgueiras 1932, em jogo a contar para 7ª jornada da Série A do Campeonato de Portugal, tendo saído derrotado por 0-1.



Arbitrado por Anzhony Rodrigues, o jogo teve os seguintes onzes em campo:

Gil Vicente: Wellington, Bruno Morais, Rui Faria, Henrique Brito, Junior, Ahmed Isaiah, Tiger (James Arthur, 80’), Juan Villa (Silas, 57’), Joãozinho (Gabriel Mejía, 68’), Dimba e Bruno Lopes. No banco ficaram Rafa Pires, Edwin Vente, Diogo Ramalho e Rui Gomes.

FC Felgueiras 1932: Márcio Paiva, Leandro Silva, Tojó, Vítor Pinto (Hélder Pedro, 58’), Kiki, Sérgio Duarte, Diego Raposo (Tiago Jogo, 90’), Ivo Lemos, Rúben Neves, Edelino Ié e Rabiola (Akinbule, 80’). No banco ficaram Rui Queirós, Sardinha, Rúben Costa e Digas.

O autor do golo foi o guineense Edelino Ié, aos 64 minutos de jogo.

Na próxima jornada, o Gil Vicente FC desloca-se à Póvoa de Lanhoso para defrontar o Maria da Fonte.

Gil Vicente eliminado da Taça de Portugal pelo Chaves (Satélite)

Outubro 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Grande penalidade decide eliminatória

O Gil Vicente Futebol Clube disputou, ontem, a 2ª eliminatória frente ao GD Chaves – Satélite, uma espécie de equipa B dos flavienses, tendo sido derrotado – e, consequentemente, eliminado – por 0-1.



A equipa orientada por Nandinho alinhou com Victor Brasil, Rui Faria, Hugo Russo, Henrique Brito, Edwin Vente, Junior, Ahmed Isaiah, Tiger (Tanko, 85’), Juan Villa (James Arthur, 81’), Joãozinho (Silas, 72’) e Dimba. No banco ficaram Wellington, Bruno Morais, Emerson e Bruno Lopes.

Já a equipa orientada por Carlos Guerra alinhou com João Kuspiosz, Nassali, Tiago Palancha, Marlon Rangel, Ibrahim, Njoya, Hélder Almeida, Zangre, João Bachi (Ivan Machado, 64’), Gustavo Souza (João Paredes, 66’) e Ndong (Francisco Delgado, 88’). No banco ficaram Nuno Dias, Ruca, Mika e Afonso.

Junior (72’), pelos gilistas; Hélder Almeida (45’) e Gustavo Souza (64’), pelos flavienses, foram admoestados com a cartolina amarela.

O autor do golo, na marcação de uma grande penalidade, foi João Paredes, aos 84 minutos, deixando os gilistas já com pouquíssimo tempo de reação.

Gil Vicente sofre a sua primeira derrota em Mirandela

Setembro 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Na “terra das alheiras”, Mirandela, o Gil Vicente Futebol Clube sofreu a sua primeira derrota no Campeonato de Portugal, Série A.



Em jogo a contar para a 6ª jornada e arbitrado por Humberto Teixeira, coadjuvado por Vasco Sousa e Bernardino Sousa, as equipas alinharam da seguinte forma:

Mirandela: Pedro Fernandes, Renato Reis, Sanusi, Nuno Corunha, José Ricardo, Kelvin, André Pinto, Clayton Leite (Alex Porto, 71’), Adílio Varela, Tiago Borges (João Victor, 71’) e Vitinho. O treinador Rui Borges deixou no banco João Diegues, Luís Amorim, Manecas, Carlos Ponte e Átila.

Gil Vicente FC: Wellington, Rui Faria, Hugo Russo, Edwin Vente, Junior, Ahmed Isaiah, Tiger, Juan Villa (Bruno Morais, 80’), Joãozinho (Henrique Brito, 60’), Dimba (Gabriel Mejía, 80’) e Bruno Lopes. Nandinho deixou no banco Rafa Pires, Pedro Araújo, Kiko e Diogo Ramalho.

Os “amarelados” foram Sanusi, do Mirandela, aos 45’; Edwin Vente (38’), Hugo Russo (50’) e Rui Faria (70’) pelos gilistas.

Os golos foram apontados por Clayton Leite (30’); Ahmed Isaiah, aos 57’, empatou para o Gil Vicente; mas, infelizmente, Junior, aos 88’, apontou um autogolo, dando a vitória aos da casa.

Assim, o resultado final quedou-se por um 2-1 para os da casa, com os gilistas a averbarem a sua primeira derrota. Na próxima jornada, o Gil Vicente FC recebe o Felgueiras 1932.

[Ndr: na foto de destaque, Wellington defende uma grande penalidade]

Resultados da formação

Juniores: Aves 1 – Gil Vicente FC 2;

Juvenis: Gil Vicente FC 1 – Chaves 4;

Iniciados: Marinhas 2 – Gil Vicente FC 1.

Gil Vicente derrota Montalegre por 3-2

Setembro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Sábado à tarde, o Estádio Cidade de Barcelos foi palco de mais um jogo do Gil Vicente Futebol Clube a contar para a Série A do Campeonato de Portugal, que opôs os gilistas à equipa do Montalegre.



O jogo a contar para a 5ª jornada teve como árbitro Nélson Cunha, coadjuvado por João Arantes e Gonçalo Rodrigues.

Nandinho, treinador gilista, fez alinhar Wellington, Pedro Araújo, Bruno Morais, Rui Faria, Kiko, Ahmed Isaiah, Juan Villa, Ramalho (James Arthur, 69’), Rui Gomes (Tanko, 60’), Joãozinho e Dimba (Gabriel Mejía, 77’). No banco ficaram Rafa Pires, Edwin Vente, Tiger e Bruno Lopes.

Já Viage, treinador dos visitantes, fez alinhar Nuno Dias, David Carvalho, Álvaro Branco, Vítor Pereira (Vítor Alves, 55’), Zack, Lamine Embaló, Andrézinho, Amadu Turé, Paulo Roberto (Soto, 64’), Bonkat e Rogério Pinto (Anderson Zangão, 55’). No banco ficaram Tiago Guedes, João Fernandes, Márcio Júnior e Roberto Garcia.

O Gil Vicente FC entrou “a matar” e aos 10 minutos já vencia por 2 bolas a 0, fruto de dois golos do brasileiro Dimba. O primeiro, pleno de oportunidade, logo aos 3 minutos, a rematar para as malhas após defesa apertada para a frente do guardião montalegrense. O segundo, de cabeça, em vólei, após marcação de livre na esquerda. Dimba antecipa-se ao seu marcador, cabeceia a bola em arco e bate o guarda-redes do Montalegre. Aos 32’, tal como Dimba, o nigeriano Bonkat aproveitou a sobra após defesa apertada de Wellington e reduz para 2-1. O intervalo não chegaria sem que antes os gilistas marcassem de novo e recolocassem a diferença em 2 golos. Em cima dos 45’, o colombiano Juan Villa, na marcação de um livre pela esquerda, quase na linha lateral, surpreende o Nuno Dias, que parece mal batido ou “ofuscado” com a luz do Sol. As equipas foram para intervalo com o Gil Vicente a vencer por 3-1.

Na segunda parte, aos 69’, o guineense Turé marcou e colocou o resultado em 3-2. Os gilistas foram menos eficazes, com alguns “falhanços” incríveis. No entanto, o resultado fechou nos 3-2 para os da casa, que seguem invictos no campeonato.

Dimba (77’) e Mejía (88’), pelos gilistas; Paulo Roberto (42’) e Álvaro Branco (71’) pelos montalegrenses, foram os “amarelados” do jogo.

Na próxima jornada, o Gil Vicente FC desloca-se ao terreno do Mirandela.

Equipa feminina entra a ganhar no campeonato

No primeiro jogo do Campeonato da 2ª divisão, a equipa feminina do Gil Vicente FC deslocou-se ao terreno do FC Parada para derrotar as locais por 2-3, numa “remontada” no marcador.

José Bento, treinador gilista, fez alinhar de início Rute, Sara, Bravo, Inês Matos, Ângela, Tânia, Márcia, Mariana, Joana Martins, Gabi e Fábregas, ficando no banco, Cátia, Nair, Marrô e Renata.

As autoras dos golos foram Marrô, Mariana e Joana Martins.

Gil Vicente segue em frente na Taça de Portugal

Setembro 10, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Ontem, dia 9 de setembro, o Gil Vicente Futebol Clube deslocou-se a Viana do Castelo para defrontar o Vianense, em jogo a contar para a 1ª eliminatória da Taça de Portugal.



No Estádio Dr. José de Matos, José Pequeno, treinador local, fez alinhar: Vasco, Diogo Gonçalves, Vítor Veloso, Elson Marques, Rafa, Fábio Sequeira (Rúben Bicho, 67’), Vítor Moraes (Lucas, 57’), Tiago Magalhães, Vítor Hugo (Cristiano, 77’), Diogo Correia e Hélder Pinto. No banco ficaram Beto, Óscar Sá, Nuno Afonso e Duarte.

Já Nandinho, treinador gilista, fez alinhar Victor Brasil, Bruno Morais, Rui Faria, Edwin Vente, Junior, Ahmed Isaiah, Tiger, Juan Villa (James Arthur, 83’), Joãozinho, Tanko (Bruno Lopes, 57’) e Gabriel Mejía (Dimba, 67’). No banco ficaram Espíndola, Pedro Araújo, Kiko e Rui Gomes.

O árbitro Hugo Pacheco (AF do Porto) admoestou com cartolina amarela, do lado vianense: Vítor Hugo (41’), Fábio Sequeira (65’), Vítor Veloso (84’), Rúben Bicho (88’) e Rafa (90’). Já do lado gilista, admoestou: Tiger (39’) e Bruno Lopes (80’).

Ahmed Isaiah foi o autor do golo que valeu a passagem do Gil Vicente FC, aos 71 minutos. Na sequência da marcação de um pontapé de canto, e depois de muita confusão dentro da pequena área gilista, o nigeriano “fuzilou” as redes da equipa da casa, marcando o precioso 0-1 que valeu à equipa barcelense o passaporte para a 2ª eliminatória.

No final da partida, Nandinho realçou que o Gil Vicente passou “com todo o mérito”, pois foram a melhor equipa. Sabiam que seria um jogo com um grau elevado de dificuldade, já que o Vianense era uma equipa muito aguerrida, que ia criar dificuldades e foi isso que os gilistas encontraram. Foi uma equipa perigosa nos lances de bola parada, com muitos jogadores atrás da linha da bola. Na segunda parte, referiu Nandinho, “melhorámos e acabámos por fazer o golo, que trouxe justiça àquilo que foi o condão do jogo. Nós fomos melhores, tivemos sempre a iniciativa e fomos a equipa que quis, realmente, ganhar o jogo e passar esta eliminatória”.

De realçar a grande falange de adeptos gilistas que marcaram presença nas bancadas do recinto desportivo de Viana do Castelo.

Gil Vicente cede primeiros pontos no Campeonato

Setembro 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Ao contrário do que vinha sendo habitual, desta vez o Gil Vicente FC não jogou ao domingo à tarde, tendo realizado o seu jogo relativo à 4ª jornada do Campeonato de Portugal (Série A) no passado sábado, dia 1 de setembro.



A deslocação foi curta, até Merelim São Pedro (Braga), onde esperava os gilistas a equipa da casa, o Merelinense, para um jogo apitado por Pedro Ferreira, coadjuvado por Nuno Freitas e José Pereira e que terminou com um empate a 0 e a consequente divisão de pontos.

Carlos Cunha, treinador merelinense, fez alinhar Paulo Jorge, Cadú, Xavi, Ribeiro, Adebanjo, José Veloso (Jorge Chula, 78’), Henrique Vieira (Davide Caseiro, 68’), Valter Beck, João Freitas (Tiago Morgado, 55’), Jorginho e Fausto Lourenço. No banco ficaram Igor Bissoloti, Raphael Almeida, Zé Diogo e Fábio Pimenta.

Já Nandinho fez alinhar Wellington, Bruno Morais, Rui Faria, Edwin Vente, Junior, Ahmed Isaiah, Tiago Gomes, Juan Villa (Tiger, INT), Tanko, Bruno Lopes (Joãozinho, 78’) e Gabriel Mejía (Dimba, 67’). No banco ficaram Rafa Pires, Pedro Araújo, Kiko e Ramalho.

Da parte dos da casa, Tiago Morgado (60’) e Henrique Vieira (62’) foram “contemplados” com a cartolina amarela. Já da parte gilista, foi Edwin Vente quem foi admoestado com amarelo, aos 64 minutos.

Nandinho, treinador gilista, salientou que “foi um jogo com duas partes distintas. Uma primeira parte em que a equipa esteve bem, a controlar o jogo por completo, sempre com o domínio e o controlo do jogo, com boas oportunidades para marcar”. No entanto, “na segunda parte, as duas situações de perigo que eles tiveram foram numa desatenção nossa num pontapé de baliza, em que os nossos jogadores estavam muito subidos e não repararam que tinham um jogador nas costas, e num lançamento de linha lateral. De resto, não houve mais nada. Mas nós, também, na segunda parte caímos um bocadinho de produção, o jogo já ficou mais partido a partir do meio da segunda parte. Faltou-nos alguma capacidade física nos últimos minutos para definir melhor situações em que saímos e chegámos à zona de finalização. Se temos definido melhor o último passe, podíamos ter saído daqui com outro resultado. Mas, de qualquer forma, satisfeito com a postura, com a atitude competitiva da equipa”, salientou.

Com este empate, o Gil Vicente FC segue invencível, liderando “virtualmente” a classificação, com 10 pontos em 4 jogos. O próximo desafio será “a sério” e a eliminar, para a Taça de Portugal, frente ao Vianense, no terreno deste, já no próximo domingo, pelas 17h00.

Foto: GVFC.

Nada fazia prever

Agosto 31, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

É com alguma tristeza que aqui escrevo esta semana e as razões são óbvias!



Nada fazia prever o que aconteceu no Dragão, no passado sábado, mas o futebol é imprevisível. O Dragão estava “à rolha”, em pleno mês de agosto, com muita gente de férias e emigrantes a disfrutar daquilo que todos pensávamos, uma vitória normal do FCP.

Percebeu-se, logo de início, que o ritmo do jogo não iria ser intenso! Devagar, devagarinho, o FCP estava a comandar o jogo e o VSC não criava situação de perigo nenhuma. Brahimi “abriu o livro” no primeiro golo, que fez levantar o estádio, e André Pereira, num belo gesto de cabeça e em posição “ilegal”, fizeram os golos ainda na primeira parte…e quase todos pensavam que o jogo estava resolvido. Era preferível que o segundo golo do Porto tivesse sido anulado pois a equipa talvez não teria relaxado tão cedo.

O início de segunda parte deu logo sinais de que algo não iria correr bem. As substituições de Brahimi, logo a abrir; Aboubakar a sair fatigado; e Corona lesionado, tiraram ao FCP toda a criatividade e dinâmica que tínhamos e as suas substituições pouco ou nada trouxeram. Sérgio Oliveira foi um “anjinho” no lance do penalty a favor do VSC; golo que alimentou as esperanças dos vimaranenses. Depois, inexplicavelmente, sofremos 2 golos num curto espaço de tempo, onde a incompetência defensiva e a falta de agressividade foi mais do que evidente. Aliás, o terceiro golo nasce de um lançamento de linha lateral!

Eu estava no estádio e estava incrédulo! Estávamos, no fundo, a reviver o jogo frente ao Belenenses, onde estávamos a ganhar 2-0 e nos deixámos empatar a 10 minutos do fim. Sinceramente, sempre pensei que iríamos, no mínimo, empatar, mas Douglas disse “presente” e fez duas defesas milagrosas, a remates de Herrera e Marega. Como foi possível não aproveitarmos o resultado do derby e, para agravar, não fazer qualquer ponto?!

Não sei que consequências irá isto trazer. Qual será a resposta da equipa e se a SAD se vai manter “impávida e serena” no que diz respeito a entradas e saídas.

Sei que, da minha parte, o meu apoio é constante, pois sou portista nas vitórias, empates e derrotas.

Aproveito para dar os parabéns ao Gil Vicente, pois conseguiu nova vitória, frente ao Taipas, e em 3 jogos, leva 3 vitórias, 8 golos marcados e 0 sofridos.

Para terminar, diz o ditado: “Onde há fumo há fogo”, certo?? Foi por isso que o tribunal considerou que o Benfica é arguido no caso “e-toupeira”??…

Desejo-vos um bom fim de semana e apresento-vos o novo reforço grego do SLB: chama-se “Buskasàsad”!

Desculpem qualquer coisinha!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

 

Gil Vicente derrota Taipas por 3-0

Agosto 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Disputou-se mais uma jornada do Campeonato de Portugal, série “A”, com o Gil Vicente a receber, ontem, pelas 17h00, o Caçadores das Taipas, em jogo a contar para a 3ª jornada. Os da casa levaram de vencida por 3-0.



O jogo foi arbitrado por Pedro Campos, coadjuvado por Hugo Cardoso e Ricardo Pinto.

Nandinho, treinador do Gil Vicente, fez alinhar Wellington, Bruno Morais, Rui Faria (Henrique Brito, INT), Edwin Vente, Junior, Ahmed Isaiah, Tiago Gomes, Juan Villa, Joãozinho (Bruno Lopes, 62’), Tanko e Gabriel Mejía (Dimba, 73’). No banco ficaram Rafa Pires, Kiko, Tiger e Ramalho.

Já António Carvalho, treinador do Taipas, fez alinhar Paulo Costa, Samuel (Amadi, 67’), Cláudio Macedo, Jota, Iliya, Pato (Tiago Carneiro, 67’), China, Bebé (Neno, 82’), Armando, Miguel Pereira e Maka. No banco ficaram Luís Rodrigues, Rodilson, Joel Neto e Kymen.

Os jogadores gilistas foram mais “amarelados”, com Tanko (14’), Bruno Morais (22’), Junior (71’) e Edwin Vente (78’). Já da parte dos forasteiros, apenas Samuel (47’), foi admoestado com amarelo.

O primeiro golo do Gil Vicente FC surgiu aos 33 minutos, na sequência da marcação de um canto, com Tiago Gomes, ao segundo poste, a cabecear sem hipótese para o guardião visitante. O segundo surgiu já na segunda parte, por intermédio do nigeriano Ahmed Isaiah, igualmente num canto, mas a cabecear sozinho no centro da área. Por fim, o último golo foi de autoria de um outro nigeriano, Tanko, que aos 80 minutos rematou certeiro após grande troca de bola entre os jogadores gilistas, na zona da área adversária e, pelo meio, a defesa do Taipas teve uma atrapalhação, deixando a bola à disposição do avançado gilista, que não se viu rogado e apontou o terceiro golo para os da casa.

Nandinho salientou que “foi melhor o resultado do que a exibição, face àquilo que tínhamos feito nos jogos anteriores. A equipa entrou apática, pouco agressiva nos duelos, a perder os duelos quase todos. Depois, com bola, pouco dinâmica. Sabíamos, e tínhamos alertado, que o Taipas é uma equipa que ia baixar o bloco, que ia esperar pelo nosso erro, que saía rápido em transições e, na primeira parte, foram conseguindo. Com algumas saídas rápidas, foram enervando-nos e aquilo que eu lhes tinha pedido, contra estas equipas que se fecham muito, povoam muito o corredor central, que teríamos que ser rápidos a circular a bola e a tentar entrar em transições pelos flancos. Na primeira parta, mesmo sem jogarmos bem, tivemos duas, três boas oportunidades e foi por aí, pelos corredores, sobretudo lances pelo corredor esquerdo, que esteve mais dinâmico, mais ativo e acabámos por ter oportunidades para marcar e fizemo-lo numa bola parada. Na segunda parte, com alterações, com o aumento dos índices de agressividade e mais dinâmica na circulação de bola, sempre mais rápidos, a equipa fez uma segunda parte melhor, em que não permitimos que o adversário conseguisse sair em jogo organizado, em transição”, concluindo que “depois do 2-0, tivemos sempre o controlo do jogo e acabámos por vencer com naturalidade”.

Este resultado coloca o Gil Vicente no topo da classificação, com 9 pontos em 3 jogos. Na próxima jornada, no dia 01 de setembro, pelas 16h00, os gilistas deslocam-se ao terreno do Merelinense, 5º classificado.

Femininas perdem em jogo de preparação

Também no passado domingo, a equipa feminina do Gil Vicente FC deslocou-se ao concelho de VN de Gaia para defrontar o Valadares, no primeiro jogo amigável da pré-época.

As da casa venceram por 3-2, com os golos gilistas a serem apontados por Joana Martins e Mariana Barbosa.

Resultados da formação

Neste último fim de semana, as camadas jovens do Gil Vicente FC disputaram os seus respetivos jogos, com os seguintes resultados finais:

Gil Vicente 0 – SC Braga 0 (Juniores);

Gil Vicente 1 – AD Barroselas 1 (Juvenis);

Gil Vicente 2 – SC Braga 3 (Iniciados).

Fotos: GVFC.

Não esperava tanta dificuldade

Agosto 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

Espero que se encontrem todos bem! Vamos lá falar um pouco do nosso FCP.



Confesso que não estava à espera de tanta dificuldade, depois de irmos para intervalo a vencer por 1-0 e de, aos 40 segundos da segunda parte, termos feito o 2º golo! Estava a contar que o Porto controlasse o jogo, fazendo uma posse da bola segura ou até procurar o 3º golo. O 1-2, de penalty bem assinalado por Xistra, deu alma e confiança aos belenenses e depois do conservadorismo de Sérgio Conceição, que tirou os mais perigosos jogadores (Otávio, Brahimi e André Pereira), o Belenenses empatou e não escandalizou ninguém.

Temos a sorte de ter uma equipa que, apesar de minutos apagada, não desiste e vai até ao fim! Foi com essa atitude que fomos para cima dos “pastéis de nata” e Herrera, com um tremendo pontapé, ia fazendo um golo “de placa”, que foi desviado com um braço em volumetria do jogador dos azuis. Xistra manteve o mesmo critério e assinalou penalty. Alex Telles, fria e categoricamente, selou a vitória do Porto. Espero que estas dificuldades sirvam de aviso para o próximo jogo, e que o FCP apenas relaxe e descanse no fim dos jogos.

Quem não tardou a reagir à vitória do FCP foi o Twitter do SLB. Este clube disse que este campeonato se ia chamar “Liga Blue Velvet” e eu espero que sim. Era sinal que estamos a ganhar. O Benfica pensa que vai tirar algum proveito desta saloia pressão sobre os árbitros. Aliás, lançam é suspeição e que nada favorece o clima de paz. Eles, que andam muito ativos nas redes sociais, na outra semana fizeram de tudo para castigar Brahimi e Maxi. Agora isto e ainda agora começou… Será isto desespero pela reconquista??! Espero que o “peixe não morra pela boca”.

Espero, igualmente, que o FCP prepare bem a receção ao VSC. O Vitória vem de duas derrotas, mas é uma boa equipa, bem orientada e não quero que aconteça uma surpresa. Aguardo, ansiosamente, o regresso de Danilo, a estreia de Militão e a chegada de reforços. Se Marega faz falta?? Sim faz, mas que continue com o “rabo encostado no mocho”.

Parabéns ao Diogo Leite, que se tornou no defesa mais jovem de sempre a marcar pelo campeão nacional em jogos do campeonato!

Espero, também, que o SCP vença o Benfica.

Parabéns ao Gil Vicente pela vitória frente à Oliveirense! Eu sei que não conta para classificação, mas conta para o orgulho e profissionalismo.

Bom fim de semana e Viva Barcelos e o FCP!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 24

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima