Tag archive

Gonçalo Santos

Carapeços Campeão, com goleada, e Aborim conquista subida

Maio 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá amigos!

Já temos Campeão na Primeira Divisão do futebol popular de Barcelos! O Carapeços, na antepenúltima jornada do campeonato, goleou, por 7-0, o Leões da Serra, em Airó, no reduto dos Leões, e sagrou-se, mais uma vez, Campeão da Primeira Divisão do futebol popular Barcelense.



O Carapeços tem vindo a realizar um esplêndido campeonato na primeira divisão e os factos falam por si. Basta vermos que os 83 pontos estão distribuídos pelas 27 vitórias e 2 empates já conquistados, registando apenas 3 derrotas até então. Destaque para os 90 golos marcados contra apenas 20 sofridos, fazendo um score positivo de 70 golos. Desta forma, ficam aplausos para o novo campeão. Parabéns Carapeços!!

A luta pela manutenção está reduzida a 4 equipas, sendo elas: Lijó, Campo, Silva e Baluganense. Destas 4 equipas, apenas uma se manterá na primeira divisão na próxima época e quem está melhor colocada é a equipa de Lijó, que tem mais 2 pontos do que o Campo e mais 3 do que os restantes concorrentes diretos. Mas a verdade é que o Lijó também é a equipa com o calendário “teoricamente” mais complicado e reforço a palavra “teoricamente”, baseando o meu comentário na classificação das equipas, sendo que o Lijó vai defrontar uma das equipas “sensação”, que é o Sequeade, e também o campeão da época anterior e actual 4º classificado, o Carvalhal.

Na Segunda Divisão, como já tínhamos campeão, o destaque vai para o Aborim que conquista, assim, a tão ansiada subida ao escalão maior do futebol popular Barcelense, estando, então, de parabéns a turma de Aborim, liderada pelo meu amigo Adelino Costa.

Interessante está, também, a luta pelo último lugar que dá acesso à subida ao principal escalão, sendo que quem está melhor colocado é o Milhazes, que está a fazer uma época sensacional e apenas depende de si próprio para subir à primeira. Esta jornada, o Milhazes venceu nos instantes finais o já campeão Paradela, por 4-3, no reduto do Campeão.

O Lama e o Águas Santas foram os mais recentes candidatos a ficar pelo caminho, ficando agora na luta com o Milhazes, o Feitos, com 60 pontos, e o Cristelo, com 58, menos 3 e menos 5 do que o Milhazes, respetivamente. O Cristelo, mesmo estando na luta, sofreu, esta jornada, uma pesada derrota, por 3-0, com o S. Martinho.

Com muita estima e consideração me despeço, com os votos de uma boa semana e os Parabéns ao Carapeços, pelo título, e ao Aborim, pela subida de Divisão.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Festa da Taça a dobrar e Festa do Titulo da 2ª Divisão para o Paradela

Abril 26, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Já temos mais novidades esta semana!

Num espaço de 5 dias, houve festa da taça a dobrar. O Silva venceu em casa o Fragoso, por 3-2, e seguiu em frente para as meias-finais.



O Negreiros venceu, pela margem mínima, o Pereira e fez companhia ao Silva nas meias-finais, aos quais se juntou, também, o Remelhe, que venceu o Lijó por 2-0. O Carvalhal também teve uma tarefa difícil, mas venceu por 2-1 o Oliveira, que é o detentor da Taça Cidade de Barcelos.

Também tivemos a primeira volta das meias-finais da Taça Cidade de Barcelos e já há equipas em vantagem. Uma delas é o campeão da primeira divisão, o Carvalhal, que venceu, em casa, o Negreiros por 2-1, estando agendada a segunda volta para o dia 1 de maio.

Na outra meia final, o Remelhe venceu o Silva por 3-1 e leva uma vantagem de dois golos para a segunda volta das meias-finais, que também está agendada para o dia 1 de maio.

E como os últimos são sempre os primeiros, o GRANDE destaque desta semana vai para o primeiro campeão da época, que é o Paradela, que venceu o Cambeses em jogo antecipado e sagrou-se Campeão da Segunda Divisão quando ainda faltam 3 jornadas para o términos da prova.

Da minha parte, envio os Parabéns ao Paradela e a todos os que contribuíram para que este feito fosse possível. Também ao seu presidente, o Sr. Amorim, e ao Treinador Carlos Gaiteiro, os meus parabéns pelo excelente trabalho que realizaram esta temporada.

O Paradela está em ano generoso, uma vez que, para além da subida de divisão, acrescentou o título de campeão a um feito já alcançado, para o futuro do clube, que foi a estreia do piso sintético no seu recinto desportivo.

Mais uma vez, Parabéns!!!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Gestão comprometida e Paradela na 1ª

Abril 18, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez vos escrevo em substituição do meu amigo Luís Gonçalves.

Com o aproximar do final campeonato é normal que todas as atenções se centrem nos lugares de decisão, quer sejam de luta pelos títulos, quer sejam de luta pela manutenção ou promoção.



Esta jornada, vou centrar um pouco mais esta crónica no jogo a que eu pude assistir, que foi o Carapeços – Carvalhal. Em que não é, nada mais, nada menos, do que o atual líder da classificação e o Campeão em título.

Como vos conto, assisti a um jogo em que o Carapeços venceu, e convenceu, por 3-0, um Carvalhal em gestão para as meias-finais da Taça Cidade de Barcelos. Mas, mesmo pelo facto de estarem com as atenções viradas para um troféu em que estão bem posicionados para vencer, o Carvalhal é o Campeão em título e deveria ter demonstrado mais do que aquilo que demonstrou. Foi um Carvalhal a medo, apático, com linhas muito baixas e apenas um homem a dar luta aos centrais adversários, que jogou como pivot. Mas a estratégia não resultou, nem de perto, nem de longe, e acabaram com uma derrota justa por 3-0. Mas o volume do resultado deve-se, também, à excelente qualidade de jogo que o Carapeços apresentou, com uma equipa sólida, construindo desde trás em posse e criando bastantes oportunidades de golo.

Por motivos desportivos, não consegui ver os últimos 10 minutos da partida, mas, depois, informaram-me que tinham sido expulsos 2 jogadores do Carvalhal após o meu abandono do parque de jogos do Carapeços. Sendo assim, e segundo o relatório do conselho de disciplina, a estratégia de gestão do Carvalhal acaba comprometida, uma vez que irá ficar privado de dois jogadores para o jogo das meias-finais da Taça Cidade de Barcelos.

No fundo da tabela, destaque para o Campo, que venceu o Macieira pela margem mínima e aproveitou o empate do Lijó com o Baluganense, aproximando-se do Lijó e dando um passo importante na luta pela manutenção, que está bastante renhida entre Lijó, Campo, Silva e Baluganense, sendo o Lijó a equipa melhor classificada no momento.

Não poderia escrever sem dar destaque à vitória esmagadora do Negreiros, por 9-2, sobre o Silva, que está em claras dificuldades na luta pela manutenção.

Na segunda divisão, o Paradela conseguiu garantir a subida de divisão e está mais perto do titulo de campeão, que pode surgir já na próxima jornada. O Aborim também está bem cotado para subir de divisão, mas está numa fase decrescente de resultados, porque tem perdido pontos frequentemente e, nesta jornada, empatou no reduto do Chorente a 3 bolas.

Interessante está a disputa pelos lugares de promoção e destaque para a curta distância entre o terceiro e sétimo classificados, que é apenas de 4 pontos. O Milhazes, que está a fazer um esplêndido campeonato, fixou-se no 3º lugar e está melhor colocado que os perseguidores, que são, respetivamente: Lama, Cristelo, Feitos e Águas Santas.

Nesta jornada, dos oito primeiros classificados, apenas o Aborim não venceu!

O Silveiros tem o destaque pela negativa porque, com a derrota caseira diante de um forte Milhazes, conseguiu atingir os 3 dígitos de golos sofridos!

Despeço-me com os votos de uma Feliz e Santa Páscoa para todos.

Abraço deste vosso amigo.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Novo dono do 3º lugar, na 1ª, e inauguração do sintético em Paradela (2ª)

Março 29, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, caros leitores!

Continuo a titular, sinal de que me tenho empenhado nos treinos e o mister confia em mim.



Esta semana, na 1ª divisão, destaque para a vitória importante do líder Carapeços, em casa do adversário que o eliminou na Taça Cidade de Barcelos, o Pereira. O resultado final ditou um 0-1, permitindo que mantenha a distância para o 2º, Remelhe.

Remelhe que também venceu fora, por goleada, em Campo, por 1-4. Os dois conseguiram aumentar a vantagem para o 3º lugar, que tem novo dono, o Leocadenses, que recebeu e derrotou o campeão em título, Carvalhal, e que era, precisamente, o 3º classificado. O resultado foi de 2-0.

O Sequeade também teve uma importante vitória, em Palme, por 0-1, aumentando a vantagem para o 6º classificado.

Na parte de baixo da tabela, o Baluganense perdeu em casa, frente ao Leões da Serra; o Silva foi derrotado pelo vizinho Lijó, em casa, por 0-3; e o Campo, como já referi, foi derrotado em casa pelo Remelhe. O Lijó, com a vitória em Silva, aumentou para 6 pontos a vantagem para a primeira equipa abaixo da linha de água, o Baluganense.

Para a próxima jornada, o meu destaque recai no Carapeços – Leocadenses, Carvalhal – Sequeade e Leões da Serra – Pereira.

Na 2ª, destaque para a inauguração do relvado sintético do Paradela. A festa foi rija, com goleada sobre o Estrelas, por 5-1. Tive o prazer de assistir ao jogo e, no local, soube de atos de violência que se passaram no recinto. Atos que, como sempre o tenho feito, condeno e repudio. O que tinha tudo para ser uma grande festa, acabou por ficar estragado. Peço mais calma e espírito desportivo!

Dentro dos 6 primeiros, apenas o líder Paradela e o Lama (em 4º) conseguiram vencer os seus jogos. Este último venceu fora o Cambeses, por 2-3.

O 2º, Aborim, empatou a 3 em Cristelo, que também tem feito um campeonato bem razoável. O Feitos, que está em 3º, empatou em casa, 2-2, frente ao Bastuço São João, outra equipa a fazer um campeonato interessante.

Já agora, e para não fugir dos empates, o 5º e o 6º defrontaram-se. O Milhazes (5º) recebeu o Águas Santas (6º) e empatou, também, a 2 bolas.

No fundo da tabela, com os 3 últimos já muito longe da equipa imediatamente a seguir na classificação, o Pedra Furada, destaque para a segunda vitória do Creixomil. O Cambeses perdeu em casa frente ao Lama e o Silveiros perdeu fora, em Cossourado.

Na próxima jornada, destaco os jogos Águas Santas – Feitos, Aborim – São Mamede e Lama – Milhazes.

Por hoje é tudo. Votos de bom fim de semana.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Dois primeiros ganham vantagem na 1ª, tudo igual na 2ª

Março 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Esta semana cabe-me a boa tarefa de vos falar um pouco sobre o nosso futebol popular. Não me vou alongar porque é tempo de seleção nacional.



Mas vamos àquilo que nos traz aqui e aos campos de futebol ao fim de semana: o nosso futebol popular barcelense.

Na 1ª, quer Carapeços, quer Remelhe venceram os seus jogos caseiros. O Carapeços goleou o aflito Baluganense por 6-1. Já o Remelhe goleou o tranquilo Fonte Coberta por 4-0.

Ambos ganharam terreno ao 3º classificado, o atual campeão Carvalhal. Isso porque este recebeu o Pereira, curiosamente, o campeão anterior, e foi derrotado por 1-2.

Se os dois primeiros fugiram ao 3º, o 4º aproveitou para se aproximar, ficando a 1 ponto. O Leocadenses derrotou, fora, o Sequeade, por 1-2. Foi uma boa vitória, em casa do 6º. O Oliveira aproveitou para se colar ao Sequeade, com os mesmos pontos, tendo vencido em casa do Lijó, por 2-3.

No fundo da tabela, Baluganense, Silva e Campo fecham a classificação da 1ª divisão.

A próxima jornada traz dois grandes jogos. O Leocadenses (4º) – Carvalhal (3º) e o Pereira (5º) – Carapeços (1º).

Na 2ª ficou tudo igual nos lugares cimeiros. Isto porque o líder Paradela recebeu e venceu, por 3-0, o Silveiros. O Aborim (2º) recebeu e venceu, por 2-0, o Carvalhas. Já o Feitos (3º) foi ao terreno do Chorente golear por 1-4.

Curiosamente, Lama e Milhazes estavam empatados em pontos e, também neste caso, tudo ficou igual porque ambos empataram. O Lama em casa, a 3 bolas, frente ao Pedra Furada; o Milhazes, fora, a 0, frente ao Bastuço São João. O Águas Santas aproveitou para se aproximar, ficando a 1 ponto destes dois. Recebeu o Cambeses e venceu por 3-0.

O fundo da tabela tem o Cambeses, Silveiros e Creixomil. De salientar a diferença de pontos entre o 16º, Cambeses, e o 15º, Pedra Furada: 13 pontos!

Na próxima jornada, destaco o Milhazes – Águas Santas, Paradela – Os Estrelas, Cristelo – Aborim e Feitos Bastuço – São João.

Por hoje é tudo, caros leitores. Despeço-me com votos de bom fim de semana e bom futebol popular para todos!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços e Remelhe não vacilam e Paradela cada vez mais líder da segunda

Março 14, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez, com estima e consideração vos escrevo.



Os três habitantes do pódio não vacilaram e reforçam a distância para o quarto classificado, o Leocadenses, que empatou com o Palme a 1 bola. O líder Carapeços venceu o “lanterna vermelha”, Campo, por 0-3; enquanto o Remelhe venceu o penúltimo classificado, o Silva, por 0-2, e o Carvalhal venceu, fora de portas, a equipa do Baluganense, pela margem mínima.

O quinto e sexto classificados do campeonato, Sequeade e Pereira, defrontaram-se num jogo com 7 golos, sorrindo a vitória à equipa de Pereira, num total de 5-2.

Outro destaque da semana vai para os dois desafogados da Primeira Divisão, Negreiros e Lijó, que se defrontaram em Negreiros. A vitória sorriu à equipa da casa e não foi de qualquer forma, foi mesmo com uma goleada por 5-1, permitindo-lhes ultrapassar o Lijó na classificação e dar mais um passo na luta pela manutenção, tal como estes últimos. Quem continua abaixo da linha de água e em risco eminente de descida são Baluganense, Silva e Campo.

O Fragoso também foi goleado no seu reduto diante do Macieira, por 3-0; o Oliveira, embalado pela vitória na Taça Cidade de Barcelos, venceu por 1-0 a equipa do Perelhal. O Leões da Serra, que passou por momentos difíceis na temporada e esteve próximo dos lugares de despromoção, tem crescido na tabela classificativa e, esta jornada, venceu um concorrente direto na classificação, o Fonte Coberta, no reduto deste, por 1-2.

Na segunda divisão, o líder Paradela é agora mais líder, ao vencer o São Martinho, por 3-0, e aumentando a distância para o Aborim, que mesmo com a derrota por 3-2 diante do Feitos, mantém o segundo posto. Já o Feitos, que com esta importante vitória, regressa ao pódio ocupando a terceira posição e aproveitando os empates a 1 bola dos anteriores habitantes da terceira posição, o Lama e o Milhazes. O Lama empatou em Cossourado, enquanto o Milhazes empatou em casa com o Chorente.

O São Mamede, assim como Águas Santas, Cristelo e Bastuço, tentam manter viva a esperança de subida ao escalão maior do futebol popular Barcelense. Sendo que apenas São Mamede e Cristelo venceram nesta jornada (ambos fora de portas), as equipas de Carvalhas e Creixomil. O Bastuço empatou em Cambeses, a 0 bolas, e o Águas Santas perdeu em Pedra Furada, por 4-3. O “Os Estrelas”, já arredados, há muito tempo, da luta pela subida de divisão, golearam o Silveiros por 4-0.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Campeão cada vez mais longe da revalidação

Março 7, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

O Campeão cada vez mais longe de revalidar o titulo, na segunda divisão muita luta pela subida e Taça sem segunda divisão

Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez, escrevo-vos com simpatia e consideração.



Os acontecimentos desta semana, na primeira divisão, poderão ter colocado o Campeão em título, a equipa de Carvalhal, afastado da revalidação e, também, acabado com as poucas esperanças que os Leocadenses pudessem ter.

O Carvalhal empatou em casa, com o último classificado, a equipa do Campo, enquanto o Leocadenses empatou com a equipa de Pereira, que tem sido uma verdadeira “pedra no sapato” de alguns candidatos ao título.

A luta pelo título mantém-se, desta forma, reduzida a duas equipas: o atual líder da tabela classificativa, o Carapeços, e o seu mais fiel perseguidor, o Remelhe. Mesmo a distância entre ambos sendo significativa, o Remelhe não desarma da perseguição e, em breve, entraremos numa fase dura para os 6 primeiros classificados, sendo que entre a 27ª e 33ª jornada existirão embates entre ambos e avizinham-se jogos difíceis para todos. Certamente, os dois primeiros estarão a trabalhar para despontarem um novo pico de forma para a derradeira fase da luta pelo título.

Na parte de baixo, a luta pela manutenção também está bastante renhida, com 5 equipas a lutar, afincadamente, pela continuidade, sendo elas: Lijó, Negreiros, Baluganense, Silva e Campo. O Campo está em posição mais difícil pois encontra-se a 5 pontos dos lugares de manutenção, enquanto Baluganense e Silva apenas estão a 2 pontos do Negreiros. Quem também não pode ainda respirar de alívio é o Fonte Coberta, que já não vence há 5 jogos e, na próxima jornada, terá um embate com um concorrente direto pelo lugar classificativo acima.

Na segunda divisão, quem não tira o pé do acelerador é o Paradela que agora é ainda mais líder, ao vencer um concorrente direto, o Lama, por um expressivo 3-0. Aproveitou, também, para aumentar a vantagem sobre outros dois concorrentes diretos, o Aborim e o Milhazes, que se defrontaram esta jornada e empataram 4-4. A luta pelo título está significativamente mais difícil para Lama, Milhazes e Feitos, mas a subida ainda está “ali ao virar da esquina”, não só para estes, como também, para Águas Santas, S. Mamede, Cristelo e Bastuço, que mesmo estando a 6 pontos dos lugares de subida, ainda podem fazer um gracinha na ponta final do campeonato, uma vez que ainda faltam nove jornadas (27 pontos) para o términus da competição.



Na Taça Cidade de Barcelos, apenas passaram aos quartos de final equipas da primeira divisão, sendo elas: Oliveira, Fragoso, Lijó, Pereira, Remelhe, Negreiros, Silva e Carvalhal.

O principal destaque foi para o afastamento do líder da primeira divisão pela mão da “pedra no sapato” dos grandes, a equipa do Pereira, que foi vencer ao reduto do Carapeços.

Eu consegui assistir ao Remelhe 6 – 0 Aborim, em que considero o resultado demasiado expressivo para os acontecimentos do jogo. O resultado avolumou-se perto do final, tornando-se pesado para o que realmente aconteceu no jogo. Não coloco a justiça da vitória em questão, porque foi, de facto, o Remelhe a melhor equipa em campo e um justo vencedor.
Abraço deste vosso amigo.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O Futebol Popular foi mágico

Fevereiro 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez vos escrevo, com muita estima e consideração.

Esta semana, vou escrever apenas sobre o jogo a que tive a oportunidade de assistir. Desta vez calhou de ser da Segunda Divisão. Fui assistir ao São Martinho – Lama, que terminou com a vitória da equipa da casa, por 4-3.



Foi um jogo muito interessante do início ao fim. O São Martinho aproveitou sempre a velocidade dos seus dianteiros, enquanto o Lama procurou um jogo mais rendilhado e de progressão lenta. Os da casa, com o seu pragmatismo, marcaram dois golos e colocaram-se na vanguarda para vencer o desafio, aproveitando as transições rápidas após o ganho da bola e chegando, rapidamente, à zona de execução. O Lama dominava a posse de bola, mas desperdiçava alguns golos cantados, uns por “aselhice”, outros por mérito do guarda-redes do São Martinho, o meu amigo Faria, que (ao fim destes anos todos) teima, e muito bem, em continuar a jogar, porque ainda é um dos bons guarda-redes do Popular. Com o marcador em 2-0, o São Martinho baixou a intensidade do seu jogo, mas eu tinha avisado o meu amigo Paulo Gomes, que me desafiou e acompanhou a assistir a este jogo, que o jogo ainda não estava terminado e que ainda iria haver muitas surpresas.

Na verdade, é que o Lama reagiu e muito bem, conseguiu, rapidamente, igualar o resultado e, mais tarde, chegar à vantagem. Entretanto, tive que me retirar por motivos de realização do programa de rádio sobre o futebol popular, como muitos de vocês sabem. Mas antes de sair, comentei, novamente com o Paulo Gomes: “O jogo ainda não terminou, está bastante quente e ainda vai haver alterações no resultado”. Na verdade, mesmo não sendo bruxo, nem possuindo bola de cristal, eu adivinhei novamente e, qual o meu espanto ao chegar à Rádio, quando ouço o resultado final e o São Martinho tinha mesmo feito uma remontada em cima da remontada do Lama e vencido por 4-3.

Mais uma vez, o futebol popular foi mágico, pela qualidade e criatividade que proporciona a quem vai assistir, mesmo no meu caso, que assisti sem qualquer tipo de facciosismo clubístico.

Continuem a contribuir para o crescimento do futebol popular!

Grande abraço do vosso amigo!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços aumenta vantagem e Paradela é o novo líder da Segunda

Fevereiro 8, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

É sempre um enorme prazer escrever sobre o futebol popular.



Na Primeira Divisão, o maior destaque vai para a equipa do Carapeços, que aumentou a vantagem para o Remelhe, que empatou em casa, de forma surpreendente, contra o Campeão da segunda divisão da época passada, a equipa do Lijó.

O Carvalhal e o Leocadenses têm-se mantido na luta pelos lugares do pódio. Ambos venceram os jogos no seu reduto, sendo que o Leocadenses venceu de forma confortável o Silva; já o Carvalhal foi um resultado pela margem mínima.

O Sequeade e o Oliveira, no quinto e sexto lugar, confirmam o bom campeonato que têm realizado, mesmo tendo atingido o pico de forma em períodos distintos. O Oliveira começou bastante intermitente e cresceu de forma já com o adiantar do campeonato, enquanto o Sequeade iniciou o campeonato colado aos líderes e, com o decorrer do campeonato, foi escorregando algumas vezes. Nesta jornada, defrontaram-se e quem levou a melhor foi o Sequeade, que ultrapassou o Oliveira.

O Pereira já esteve mais perto dos primeiros classificados, mas não aguentou a pedalada e foi caindo na tabela classificativa. Mesmo assim, nunca deixou de ser uma pedra no sapato para os primeiros. Nesta jornada, empatou com o Fonte Coberta, que tem crescido na classificação, estando a meio da tabela.

No fundo da tabela, a luta pela manutenção está bastante animada, com bastantes equipas muito próximas pontualmente, sendo que apenas 5 pontos separam o 11º, do Leões da Serra, do lugar do 16º, do Silva e Baluganense, que já estão nos lugares de despromoção. No último lugar da classificação está o Campo, já com 7 pontos de distância para os lugares de manutenção.

Na Segunda Divisão, as disputas pela subida de divisão estão, cada vez, mais interessantes. Agora com novo líder e com mais equipas a aspirarem aos lugares que promovem ao escalão principal dos nossos campeonatos concelhios.

O Paradela, que fez uma primeira volta muito positiva, mesmo parcialmente privado do seu recinto desportivo por motivo de obras. E logo nas jornadas iniciais da segunda volta chega à liderança da classificação, derrotando o anterior líder e atual segundo classificado, o Aborim.

A luta pelos primeiros lugares não se fica por aqui, porque Lama, Milhazes, Feitos, S. Mamede, Águas Santas e o estreante Bastuço, que começou mal, mas foi crescendo na tabela classificativa e ainda alimenta o sonho de subir ao escalão principal do futebol popular barcelense, se bem que é bastante difícil porque têm este precioso cardápio de equipas pelo meio com a mesma ambição e que também estão a fazer um extraordinário campeonato.

No fundo da tabela e com muitas dificuldades em pontuar estão o Creixomil, Silveiros e Cambeses, sendo que o Creixomil ainda não somou qualquer vitória.

Com votos do uma boa jornada para todos, despeço-me com um estimado e forte abraço.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Muito se passou

Janeiro 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Gonçalo Santos

Olá, estimados leitores.

Antes de mais, um pequeno esclarecimento: na semana anterior, por motivos técnicos, não foi possível publicar o artigo sobre o futebol popular.



Desde a última vez que eu escrevi, muitas alterações e surpresas existiram, quer na primeira, quer na segunda.

Quando eu escrevi pela última vez, o ainda líder Carapeços liderava, confortavelmente, com 8 pontos de vantagem, mas no fim de semana seguinte iria disputar o grande clássico do momento contra o Remelhe, na casa deste, em que o resultado ditou uma estrondosa vitória, por 4-1, da equipa da casa. Eu tive a oportunidade de ver parte do jogo, mas os senhores de Remelhe não me deram tempo de chegar ao campo. Aquando da minha chegada, aos 4 minutos de jogo, deparo-me com o Remelhe a vencer por 2-0. Ainda tive oportunidade de ver um golo para cada lado; golos que penso que ambos os guardiões deveriam ter feito melhor. No final, o Carapeços tinha perdido a oportunidade de aumentar a vantagem e quem aproveitou para reduzir para apenas 5 pontos foi o Remelhe.

O Leocadenses e o Carvalhal têm-se mantido na perseguição aos dois primeiros, mas ainda a 8 e 9 pontos, respetivamente.

Quem continua a subir na tabela classificativa de pantufas é mesmo o Oliveira, que não iniciou o campeonato da melhor forma, mas a realizar uma boa segunda metade da primeira volta.

No fundo da tabela, antevê-se uma luta renhida pela fuga aos lugares de despromoção. Destaque para o Silva, que nos últimos quatro jogos conquistou 7 pontos, cerca de metade (-1) do que havia conquistado até então, estando agora com 15 pontos, a apenas um dos lugares de manutenção. O Campo ocupa, de momento, o último lugar da tabela classificativa.

Na segunda divisão, também muitas alterações e surpresas, sendo que a maior foi a queda do Lama, que vinha fazendo um campeonato extraordinário e liderava a classificação e desde que perdeu a liderança para o Aborim, nunca mais venceu.  O Aborim é o líder incontestado com 4 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Paradela. O terceiro lugar da tabela está bastante concorrido e partilhado por quatro equipas, que são: Águas Santas, Feitos, S. Mamede e Lama, todos com 35 pontos. O Milhazes vai mantendo acesa a esperança de subida, estando com 34 pontos, na sétima posição, a apenas um ponto deste grupo perseguidor.

Estreante no futebol popular, a equipa do Bastuço S. João estranhou a adaptação ao futebol popular, com um início de campeonato bastante complicado, mas depois de na nona jornada ter vencido o então líder imaculado Feitos, que obtinha oito vitórias consecutivas, não mais parou e foi subindo paulatinamente na tabela classificativa e está agora na oitava posição. Ficam os meus aplausos para esta recuperação após um mau início de temporada.

Para os lados de Creixomil, Silveiros e Cambeses é que as coisas estão bastante complicadas, com estas equipas a iniciarem a segunda volta apenas com um dígito de pontos, e com a soma dos três apenas teríamos uma dúzia.

Na próxima jornada, as coisas voltam a estar quentes na Segunda Divisão com os jogos entre candidatos à subida de Divisão. O Paradela recebe o S. Mamede e o Lama recebe os Águas Santas.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Ir Para Cima