Tag archive

Gonçalo Santos

Dois primeiros ganham vantagem na 1ª, tudo igual na 2ª

Março 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Esta semana cabe-me a boa tarefa de vos falar um pouco sobre o nosso futebol popular. Não me vou alongar porque é tempo de seleção nacional.



Mas vamos àquilo que nos traz aqui e aos campos de futebol ao fim de semana: o nosso futebol popular barcelense.

Na 1ª, quer Carapeços, quer Remelhe venceram os seus jogos caseiros. O Carapeços goleou o aflito Baluganense por 6-1. Já o Remelhe goleou o tranquilo Fonte Coberta por 4-0.

Ambos ganharam terreno ao 3º classificado, o atual campeão Carvalhal. Isso porque este recebeu o Pereira, curiosamente, o campeão anterior, e foi derrotado por 1-2.

Se os dois primeiros fugiram ao 3º, o 4º aproveitou para se aproximar, ficando a 1 ponto. O Leocadenses derrotou, fora, o Sequeade, por 1-2. Foi uma boa vitória, em casa do 6º. O Oliveira aproveitou para se colar ao Sequeade, com os mesmos pontos, tendo vencido em casa do Lijó, por 2-3.

No fundo da tabela, Baluganense, Silva e Campo fecham a classificação da 1ª divisão.

A próxima jornada traz dois grandes jogos. O Leocadenses (4º) – Carvalhal (3º) e o Pereira (5º) – Carapeços (1º).

Na 2ª ficou tudo igual nos lugares cimeiros. Isto porque o líder Paradela recebeu e venceu, por 3-0, o Silveiros. O Aborim (2º) recebeu e venceu, por 2-0, o Carvalhas. Já o Feitos (3º) foi ao terreno do Chorente golear por 1-4.

Curiosamente, Lama e Milhazes estavam empatados em pontos e, também neste caso, tudo ficou igual porque ambos empataram. O Lama em casa, a 3 bolas, frente ao Pedra Furada; o Milhazes, fora, a 0, frente ao Bastuço São João. O Águas Santas aproveitou para se aproximar, ficando a 1 ponto destes dois. Recebeu o Cambeses e venceu por 3-0.

O fundo da tabela tem o Cambeses, Silveiros e Creixomil. De salientar a diferença de pontos entre o 16º, Cambeses, e o 15º, Pedra Furada: 13 pontos!

Na próxima jornada, destaco o Milhazes – Águas Santas, Paradela – Os Estrelas, Cristelo – Aborim e Feitos Bastuço – São João.

Por hoje é tudo, caros leitores. Despeço-me com votos de bom fim de semana e bom futebol popular para todos!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços e Remelhe não vacilam e Paradela cada vez mais líder da segunda

Março 14, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez, com estima e consideração vos escrevo.



Os três habitantes do pódio não vacilaram e reforçam a distância para o quarto classificado, o Leocadenses, que empatou com o Palme a 1 bola. O líder Carapeços venceu o “lanterna vermelha”, Campo, por 0-3; enquanto o Remelhe venceu o penúltimo classificado, o Silva, por 0-2, e o Carvalhal venceu, fora de portas, a equipa do Baluganense, pela margem mínima.

O quinto e sexto classificados do campeonato, Sequeade e Pereira, defrontaram-se num jogo com 7 golos, sorrindo a vitória à equipa de Pereira, num total de 5-2.

Outro destaque da semana vai para os dois desafogados da Primeira Divisão, Negreiros e Lijó, que se defrontaram em Negreiros. A vitória sorriu à equipa da casa e não foi de qualquer forma, foi mesmo com uma goleada por 5-1, permitindo-lhes ultrapassar o Lijó na classificação e dar mais um passo na luta pela manutenção, tal como estes últimos. Quem continua abaixo da linha de água e em risco eminente de descida são Baluganense, Silva e Campo.

O Fragoso também foi goleado no seu reduto diante do Macieira, por 3-0; o Oliveira, embalado pela vitória na Taça Cidade de Barcelos, venceu por 1-0 a equipa do Perelhal. O Leões da Serra, que passou por momentos difíceis na temporada e esteve próximo dos lugares de despromoção, tem crescido na tabela classificativa e, esta jornada, venceu um concorrente direto na classificação, o Fonte Coberta, no reduto deste, por 1-2.

Na segunda divisão, o líder Paradela é agora mais líder, ao vencer o São Martinho, por 3-0, e aumentando a distância para o Aborim, que mesmo com a derrota por 3-2 diante do Feitos, mantém o segundo posto. Já o Feitos, que com esta importante vitória, regressa ao pódio ocupando a terceira posição e aproveitando os empates a 1 bola dos anteriores habitantes da terceira posição, o Lama e o Milhazes. O Lama empatou em Cossourado, enquanto o Milhazes empatou em casa com o Chorente.

O São Mamede, assim como Águas Santas, Cristelo e Bastuço, tentam manter viva a esperança de subida ao escalão maior do futebol popular Barcelense. Sendo que apenas São Mamede e Cristelo venceram nesta jornada (ambos fora de portas), as equipas de Carvalhas e Creixomil. O Bastuço empatou em Cambeses, a 0 bolas, e o Águas Santas perdeu em Pedra Furada, por 4-3. O “Os Estrelas”, já arredados, há muito tempo, da luta pela subida de divisão, golearam o Silveiros por 4-0.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Campeão cada vez mais longe da revalidação

Março 7, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

O Campeão cada vez mais longe de revalidar o titulo, na segunda divisão muita luta pela subida e Taça sem segunda divisão

Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez, escrevo-vos com simpatia e consideração.



Os acontecimentos desta semana, na primeira divisão, poderão ter colocado o Campeão em título, a equipa de Carvalhal, afastado da revalidação e, também, acabado com as poucas esperanças que os Leocadenses pudessem ter.

O Carvalhal empatou em casa, com o último classificado, a equipa do Campo, enquanto o Leocadenses empatou com a equipa de Pereira, que tem sido uma verdadeira “pedra no sapato” de alguns candidatos ao título.

A luta pelo título mantém-se, desta forma, reduzida a duas equipas: o atual líder da tabela classificativa, o Carapeços, e o seu mais fiel perseguidor, o Remelhe. Mesmo a distância entre ambos sendo significativa, o Remelhe não desarma da perseguição e, em breve, entraremos numa fase dura para os 6 primeiros classificados, sendo que entre a 27ª e 33ª jornada existirão embates entre ambos e avizinham-se jogos difíceis para todos. Certamente, os dois primeiros estarão a trabalhar para despontarem um novo pico de forma para a derradeira fase da luta pelo título.

Na parte de baixo, a luta pela manutenção também está bastante renhida, com 5 equipas a lutar, afincadamente, pela continuidade, sendo elas: Lijó, Negreiros, Baluganense, Silva e Campo. O Campo está em posição mais difícil pois encontra-se a 5 pontos dos lugares de manutenção, enquanto Baluganense e Silva apenas estão a 2 pontos do Negreiros. Quem também não pode ainda respirar de alívio é o Fonte Coberta, que já não vence há 5 jogos e, na próxima jornada, terá um embate com um concorrente direto pelo lugar classificativo acima.

Na segunda divisão, quem não tira o pé do acelerador é o Paradela que agora é ainda mais líder, ao vencer um concorrente direto, o Lama, por um expressivo 3-0. Aproveitou, também, para aumentar a vantagem sobre outros dois concorrentes diretos, o Aborim e o Milhazes, que se defrontaram esta jornada e empataram 4-4. A luta pelo título está significativamente mais difícil para Lama, Milhazes e Feitos, mas a subida ainda está “ali ao virar da esquina”, não só para estes, como também, para Águas Santas, S. Mamede, Cristelo e Bastuço, que mesmo estando a 6 pontos dos lugares de subida, ainda podem fazer um gracinha na ponta final do campeonato, uma vez que ainda faltam nove jornadas (27 pontos) para o términus da competição.



Na Taça Cidade de Barcelos, apenas passaram aos quartos de final equipas da primeira divisão, sendo elas: Oliveira, Fragoso, Lijó, Pereira, Remelhe, Negreiros, Silva e Carvalhal.

O principal destaque foi para o afastamento do líder da primeira divisão pela mão da “pedra no sapato” dos grandes, a equipa do Pereira, que foi vencer ao reduto do Carapeços.

Eu consegui assistir ao Remelhe 6 – 0 Aborim, em que considero o resultado demasiado expressivo para os acontecimentos do jogo. O resultado avolumou-se perto do final, tornando-se pesado para o que realmente aconteceu no jogo. Não coloco a justiça da vitória em questão, porque foi, de facto, o Remelhe a melhor equipa em campo e um justo vencedor.
Abraço deste vosso amigo.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O Futebol Popular foi mágico

Fevereiro 15, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez vos escrevo, com muita estima e consideração.

Esta semana, vou escrever apenas sobre o jogo a que tive a oportunidade de assistir. Desta vez calhou de ser da Segunda Divisão. Fui assistir ao São Martinho – Lama, que terminou com a vitória da equipa da casa, por 4-3.



Foi um jogo muito interessante do início ao fim. O São Martinho aproveitou sempre a velocidade dos seus dianteiros, enquanto o Lama procurou um jogo mais rendilhado e de progressão lenta. Os da casa, com o seu pragmatismo, marcaram dois golos e colocaram-se na vanguarda para vencer o desafio, aproveitando as transições rápidas após o ganho da bola e chegando, rapidamente, à zona de execução. O Lama dominava a posse de bola, mas desperdiçava alguns golos cantados, uns por “aselhice”, outros por mérito do guarda-redes do São Martinho, o meu amigo Faria, que (ao fim destes anos todos) teima, e muito bem, em continuar a jogar, porque ainda é um dos bons guarda-redes do Popular. Com o marcador em 2-0, o São Martinho baixou a intensidade do seu jogo, mas eu tinha avisado o meu amigo Paulo Gomes, que me desafiou e acompanhou a assistir a este jogo, que o jogo ainda não estava terminado e que ainda iria haver muitas surpresas.

Na verdade, é que o Lama reagiu e muito bem, conseguiu, rapidamente, igualar o resultado e, mais tarde, chegar à vantagem. Entretanto, tive que me retirar por motivos de realização do programa de rádio sobre o futebol popular, como muitos de vocês sabem. Mas antes de sair, comentei, novamente com o Paulo Gomes: “O jogo ainda não terminou, está bastante quente e ainda vai haver alterações no resultado”. Na verdade, mesmo não sendo bruxo, nem possuindo bola de cristal, eu adivinhei novamente e, qual o meu espanto ao chegar à Rádio, quando ouço o resultado final e o São Martinho tinha mesmo feito uma remontada em cima da remontada do Lama e vencido por 4-3.

Mais uma vez, o futebol popular foi mágico, pela qualidade e criatividade que proporciona a quem vai assistir, mesmo no meu caso, que assisti sem qualquer tipo de facciosismo clubístico.

Continuem a contribuir para o crescimento do futebol popular!

Grande abraço do vosso amigo!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços aumenta vantagem e Paradela é o novo líder da Segunda

Fevereiro 8, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

É sempre um enorme prazer escrever sobre o futebol popular.



Na Primeira Divisão, o maior destaque vai para a equipa do Carapeços, que aumentou a vantagem para o Remelhe, que empatou em casa, de forma surpreendente, contra o Campeão da segunda divisão da época passada, a equipa do Lijó.

O Carvalhal e o Leocadenses têm-se mantido na luta pelos lugares do pódio. Ambos venceram os jogos no seu reduto, sendo que o Leocadenses venceu de forma confortável o Silva; já o Carvalhal foi um resultado pela margem mínima.

O Sequeade e o Oliveira, no quinto e sexto lugar, confirmam o bom campeonato que têm realizado, mesmo tendo atingido o pico de forma em períodos distintos. O Oliveira começou bastante intermitente e cresceu de forma já com o adiantar do campeonato, enquanto o Sequeade iniciou o campeonato colado aos líderes e, com o decorrer do campeonato, foi escorregando algumas vezes. Nesta jornada, defrontaram-se e quem levou a melhor foi o Sequeade, que ultrapassou o Oliveira.

O Pereira já esteve mais perto dos primeiros classificados, mas não aguentou a pedalada e foi caindo na tabela classificativa. Mesmo assim, nunca deixou de ser uma pedra no sapato para os primeiros. Nesta jornada, empatou com o Fonte Coberta, que tem crescido na classificação, estando a meio da tabela.

No fundo da tabela, a luta pela manutenção está bastante animada, com bastantes equipas muito próximas pontualmente, sendo que apenas 5 pontos separam o 11º, do Leões da Serra, do lugar do 16º, do Silva e Baluganense, que já estão nos lugares de despromoção. No último lugar da classificação está o Campo, já com 7 pontos de distância para os lugares de manutenção.

Na Segunda Divisão, as disputas pela subida de divisão estão, cada vez, mais interessantes. Agora com novo líder e com mais equipas a aspirarem aos lugares que promovem ao escalão principal dos nossos campeonatos concelhios.

O Paradela, que fez uma primeira volta muito positiva, mesmo parcialmente privado do seu recinto desportivo por motivo de obras. E logo nas jornadas iniciais da segunda volta chega à liderança da classificação, derrotando o anterior líder e atual segundo classificado, o Aborim.

A luta pelos primeiros lugares não se fica por aqui, porque Lama, Milhazes, Feitos, S. Mamede, Águas Santas e o estreante Bastuço, que começou mal, mas foi crescendo na tabela classificativa e ainda alimenta o sonho de subir ao escalão principal do futebol popular barcelense, se bem que é bastante difícil porque têm este precioso cardápio de equipas pelo meio com a mesma ambição e que também estão a fazer um extraordinário campeonato.

No fundo da tabela e com muitas dificuldades em pontuar estão o Creixomil, Silveiros e Cambeses, sendo que o Creixomil ainda não somou qualquer vitória.

Com votos do uma boa jornada para todos, despeço-me com um estimado e forte abraço.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Muito se passou

Janeiro 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Gonçalo Santos

Olá, estimados leitores.

Antes de mais, um pequeno esclarecimento: na semana anterior, por motivos técnicos, não foi possível publicar o artigo sobre o futebol popular.



Desde a última vez que eu escrevi, muitas alterações e surpresas existiram, quer na primeira, quer na segunda.

Quando eu escrevi pela última vez, o ainda líder Carapeços liderava, confortavelmente, com 8 pontos de vantagem, mas no fim de semana seguinte iria disputar o grande clássico do momento contra o Remelhe, na casa deste, em que o resultado ditou uma estrondosa vitória, por 4-1, da equipa da casa. Eu tive a oportunidade de ver parte do jogo, mas os senhores de Remelhe não me deram tempo de chegar ao campo. Aquando da minha chegada, aos 4 minutos de jogo, deparo-me com o Remelhe a vencer por 2-0. Ainda tive oportunidade de ver um golo para cada lado; golos que penso que ambos os guardiões deveriam ter feito melhor. No final, o Carapeços tinha perdido a oportunidade de aumentar a vantagem e quem aproveitou para reduzir para apenas 5 pontos foi o Remelhe.

O Leocadenses e o Carvalhal têm-se mantido na perseguição aos dois primeiros, mas ainda a 8 e 9 pontos, respetivamente.

Quem continua a subir na tabela classificativa de pantufas é mesmo o Oliveira, que não iniciou o campeonato da melhor forma, mas a realizar uma boa segunda metade da primeira volta.

No fundo da tabela, antevê-se uma luta renhida pela fuga aos lugares de despromoção. Destaque para o Silva, que nos últimos quatro jogos conquistou 7 pontos, cerca de metade (-1) do que havia conquistado até então, estando agora com 15 pontos, a apenas um dos lugares de manutenção. O Campo ocupa, de momento, o último lugar da tabela classificativa.

Na segunda divisão, também muitas alterações e surpresas, sendo que a maior foi a queda do Lama, que vinha fazendo um campeonato extraordinário e liderava a classificação e desde que perdeu a liderança para o Aborim, nunca mais venceu.  O Aborim é o líder incontestado com 4 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Paradela. O terceiro lugar da tabela está bastante concorrido e partilhado por quatro equipas, que são: Águas Santas, Feitos, S. Mamede e Lama, todos com 35 pontos. O Milhazes vai mantendo acesa a esperança de subida, estando com 34 pontos, na sétima posição, a apenas um ponto deste grupo perseguidor.

Estreante no futebol popular, a equipa do Bastuço S. João estranhou a adaptação ao futebol popular, com um início de campeonato bastante complicado, mas depois de na nona jornada ter vencido o então líder imaculado Feitos, que obtinha oito vitórias consecutivas, não mais parou e foi subindo paulatinamente na tabela classificativa e está agora na oitava posição. Ficam os meus aplausos para esta recuperação após um mau início de temporada.

Para os lados de Creixomil, Silveiros e Cambeses é que as coisas estão bastante complicadas, com estas equipas a iniciarem a segunda volta apenas com um dígito de pontos, e com a soma dos três apenas teríamos uma dúzia.

Na próxima jornada, as coisas voltam a estar quentes na Segunda Divisão com os jogos entre candidatos à subida de Divisão. O Paradela recebe o S. Mamede e o Lama recebe os Águas Santas.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Os líderes de ambas as divisões, Carapeços e Lama, empatam mas mantêm lideranças

Janeiro 4, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Espero que tenham tido uma boa passagem de ano, junto dos vossos queridos.



Desta vez, começo pela segunda divisão, especificamente pelo jogo que tive oportunidade de assistir: o Águias de S. Mamede 1 – 1 C. D. LAMA. Assisti a um bom jogo entre duas das equipas melhores classificadas da segunda divisão. O Lama estava, e ainda está, na liderança e ao início do jogo já sabia que ia continuar a estar, devido ao empate a duas bolas, no dia anterior, entre o Milhazes e o Paradela.

O jogo decorreu, em grande parte, com as duas equipas a jogarem de forma pragmática e a estudarem-se mutuamente. Enquanto o nulo se manteve, os forasteiros procuravam jogar em posse e construção, enquanto a equipa da casa jogava um futebol bastante mais rápido e direto, quando, em meados da primeira parte, o Lama chegou à vantagem, de grande penalidade. Após o golo inaugural, e até ao intervalo, o jogo baixou de intensidade e ambas as equipas disputaram o jogo no miolo do terreno. No segundo tempo, inverteram-se os papéis e foram os da casa a assumir as despesas do jogo e os forasteiros a procurar explorar o erro, com linhas baixas e transições rápidas para o ataque. O 1-0 foi durando até que nos últimos cartuchos, e quando já muito poucos acreditavam, o S. Mamede chegou ao empate. Ainda sobraram alguns minutos para ambas equipas tentarem chegar à vitória, mas foi mesmo o empate que perdurou até final. Nota para uma arbitragem razoável, mas com algum excesso de autoritarismo e, ainda, com uma notória falta de experiência do árbitro-auxiliar de bancada.

Nos restantes jogos da segunda divisão, destaque para o empate entre outros dois aspirantes à subida de Divisão, o Milhazes e Paradela; a vitória do Aborim, em casa, sobre o Águas Santas, por 5-4, sendo que são também dois candidatos à subida de Divisão. O Aborim, com esta vitória, ascendeu ao pódio, perseguindo o líder Lama e igualando, em pontos, o Paradela.

Quem está a passar um mau bocado é mesmo o Feitos, que voltou a perder, desta vez em casa contra os Estrelas de S. Pedro, por 1-2. O Feitos, nos últimos 7 jogos apenas venceu um, depois de um inicio de época imaculado onde somava oito vitórias em outros tantos jogos.

Na primeira divisão houve tropeção do líder e do campeão

Na primeira divisão, o líder incontestado, o Carapeços, concedeu um empate a uma bola no seu reduto diante do sempre difícil Leões da Serra. Enquanto o campeão vai perdendo pontos com bastante frequência. Desta vez foi em casa contra o Remelhe, que é, neste momento, o principal perseguidor ao líder. Com a vitória deste e com o empate do Carapeços, a distância entre os dois primeiros cifra-se nos oito pontos. Sendo que, na próxima jornada, poderá haver aumento ou redução da distância, uma vez que irão defrontar-se os dois primeiros na última jornada da primeira volta, em Remelhe.

O Leocadenses venceu, pela margem mínima, o recém-promovido, e campeão da segunda divisão da temporada passada, Lijó. O Sequeade, que iniciou o campeonato a bom ritmo e permanecendo grande parte da primeira volta nos primeiros lugares, agora está em decrescendo e esta semana perdeu em casa com o Perelhal, por 1-4. O Campo continua a perder pontos e mantém-se no último lugar da tabela.

Quem está em crescendo depois de um mau início é o Macieira, que venceu e fugiu na classificação ao Pereira. O Silva venceu esta semana e tenta fugir dos lugares de despromoção, que são ocupados pelo Baluganense, Silva e Campo.

Despeço-me com os votos de um Feliz 2019 para todos os leitores e participantes do futebol popular.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços com “Natal de mesa farta” (1ª) e Lama continua líder (2ª)

Dezembro 29, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Gonçalo Santos

Olá, leitores do BnH.

Espero que tenham tido um Feliz Natal junto dos que mais adoram

Quem passou o “Natal de mesa farta” foi o Carapeços, que venceu por margem gorda o Palme e consolidou a liderança do campeonato em dez pontos de diferença para o segundo classificado que é, agora, o Remelhe, que venceu o Sequeade por duas bolas. A partilhar o último lugar do pódio estão o Carvalhal e Leocadenses; ambos perderam pontos nesta jornada, sendo que o Carvalhal foi empatar a uma bola aos Leões da Serra e o Leocadenses foi perder a Perelhal pela margem mínima.



O Lijó, surpreendentemente, venceu o Pereira, que tem andado na peugada dos primeiros lugares. Enquanto o Macieira venceu o Baluganense por 2-1 e vai subindo, paulatinamente, na tabela classificativa, fazendo esquecer o mau início de campeonato.

O Fragoso venceu o Campo por 1-0 e mantém-se no comboio da frente, a apenas 4 pontos do segundo lugar.

O Negreiros fez uma ultrapassagem pela esquerda ao Fonte Coberta na tabela classificativa, com a vitória sobre este em casa. E o Oliveira venceu o Silva, plantando este ainda mais no fundo tabela.

Neste momento, os lugares de despromoção são ocupados pelo Baluganense, Campo e Silva.

Na próxima jornada, o principal destaque vai para o jogo Carvalhal – Remelhe.

Na Segunda Divisão, pauta o equilíbrio entre candidatos à subida à Primeira Divisão, sendo que o líder é o Lama que vem dando continuidade ao excelente campeonato que está a realizar.

O Feitos regressou às vitórias ao fim de 5 jogos sem vencer no campeonato; esse regresso deu-se com uma goleada ao Silveiros. O segundo classificado, o Paradela, também venceu com estrondo a equipa do Cambeses, com “chapa 5”.

Num jogo de candidatos à subida, o Águas Santas venceu o S. Mamede, mas ambos mantêm-se no comboio de pretendentes à subida de divisão.

Deixo um agradecimento à equipa do Lama pelo convite para o seu jantar de Natal, mas que infelizmente não pude marcar presença. Também agradeço à equipa do Macieira, na pessoa do Sr. Sérgio Vilas Boas, pelo convite para estar presente.

Despeço-me com os desejos de um Ano Novo de 2019 em grande para todos, cheio de ambições e realizações pessoais, profissionais e desportivas.

E aproveito, também, a última crónica do ano 2018 para enviar um abraço sentido ao Diretor do Jornal Barcelos na Hora, o Sr. Pedro Sousa, que tem feito um magnífico trabalho.

Bom ano de 2019 para todos!!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carapeços sólido na liderança e dois primeiros da 2ª perdem pontos

Dezembro 14, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Umas semanas passaram desde a última vez que vos escrevi e muitas alterações existiram nas tabelas classificativas.



Desta vez vou iniciar pela segunda divisão onde têm existido algumas mudanças, principalmente nos primeiros classificados, onde o ex-líder Feitos, que até vinha a fazer um campeonato imaculado, perdeu pontos nos últimos 3 jogos. O último deles contra o atual líder, o Lama, que está a fazer um campeonato muito bom até então. Estas duas equipas defrontaram-se no fim de semana passado e eu tive oportunidade de assistir, parcialmente, ao jogo. Vi duas equipas (que ainda não tinha visto jogar esta época) muito equilibradas e com muito respeito uma pela outra, em que a da casa, o Lama, apostava na posse em construção como dinâmica de jogo e o Feitos apostava na transição rápida, para chegarem às balizas contrárias.

Na primeira parte, as duas equipas pareciam acusar a pressão do jogo e jogavam um futebol um pouco enfadonho e mastigado, onde a equipa treinada pelo mister Sineiro (que até estava castigado), o Feitos, beneficiou com isso e chegou ao intervalo a vencer por 0-2. No segundo tempo, o mister do Lama, “Xico Baixinho”, deve ter dado um puxãozinho de orelhas aos seus pupilos, mas a verdade é que estes entraram completamente revigorados e com vontade de dar a volta ao jogo, e assim poderia ter sido, não fosse um jogador do Lama complicar o jogo aos colegas de equipa, que após terem empatado o jogo, o respetivo jogador foi expulso. Tinha jogado apenas cerca de 10 minutos. Após a expulsão, pouco mais vi do jogo porque tive de me retirar antecipadamente por compromissos desportivos. Mas o resultado terminou mesmo com o empate a 2 bolas.

Quem não soube aproveitar o empate e aproximar-se dos dois primeiros foi o Paradela que também empatou com o Cossourado. O empate destes foi bem aproveitado pelo Aborim, Milhazes, Águas Santas e S. Mamede, que aproveitaram para se aproximar dos dois primeiros classificados, vencendo as seguintes equipas: Creixomil, S. Martinho, Carvalhas e Chorente, respetivamente. O Bastuço e os Estrelas venceram em casa o Cristelo e Pedra Furada, enquanto Silveiros e Cambeses se empataram a duas bolas. O destaque negativo continua a ir para a equipa de Creixomil que ainda não venceu nesta temporada.

Na primeira divisão, o Carapeços continua como líder e vai-se destacando pelo facto de ainda só ter perdido pontos em 2 jogos esta época, sendo eles, uma derrota caseira e um empate forasteiro, e ainda pela melhor diferença de golos marcados e sofridos do campeonato. Nesta jornada cumpriu, vencendo a equipa do Sequeade, que tem feito um notável campeonato. Os parceiros de pódio, Carvalhal e Leocadenses, recuperaram das derrotas da 11ª jornada e venceram, desta vez, as equipas do Palme e Leões da Serra. Duas equipas que também iniciaram o campeonato com aspirações de o vencerem, mas que já estão a significativa distância: o Remelhe e Pereira defrontaram-se, onde resultou a vitória do Remelhe. O Fragoso e o Fonte Coberta também venceram as equipas da Silva e do Macieira. Os empates da jornada ficaram entregues nos jogos: Lijó – Campo; Perelhal – Baluganense e Negreiros – Oliveira.

O alerta laranja vai mesmo para as equipas: Campo, Silva e Baluganense, que estão em lugares de despromoção.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Jornada de “escorregões”

Novembro 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Gonçalo Santos

Olá, leitores do BnH!

Mais uma vez vos escrevo com muita estima e consideração.

Esta semana começa pela queda do Campeão. O Campeão em título, Carvalhal, sofreu uma queda aparatosa em Pereira, por 4-1, e perdeu a liderança da tabela classificativa.



O novo líder da tabela é a equipa mais titulada do Futebol Popular, o Carapeços, que venceu nesta ronda e isolou-se na liderança. Quem também aproveitou a derrota do Carvalhal para subir ao segundo posto foi o Leocadenses, que, desta forma, faz relembrar os campeonatos disputados por estas duas equipas ao longo de uma década de Futebol Popular.

Quem completa o pódio é mesmo o Carvalhal que, mesmo com a surpreendente derrota, ficou nos três primeiros lugares classificativos.

No fundo da tabela também está a existir um equilíbrio assinalável, em que o décimo segundo classificado, o Leões da Serra, está a apenas cinco pontos de distância do último, o Fonte Coberta, que também sofreu mais uma pesada derrota.

Uma curiosidade da primeira divisão é que o décimo sétimo classificado, o Campo, tem tantos golos sofridos como o Leocadenses, que vai em segundo lugar, com um total de dez golos sofridos até então.

Na próxima jornada iremos ter dois jogos prometedores, sendo um deles entre duas equipas do pódio, o Carvalhal defronta o Leocadenses; e, também o atual líder, o Carapeços, defronta o Pereira, que foi quem destronou o Carvalhal do primeiro lugar.

Na segunda divisão houve quedas no topo, sendo que nenhum dos três primeiros classificados venceu nesta jornada.

O Feitos, que tem vindo a fazer um excelente campeonato, perdeu pontos pela primeira vez, concedendo um empate em casa. O Lama, que desde o início do campeonato tem perseguido o Feitos, com “unhas e dentes”, na classificação, esta jornada caiu com estrondo na deslocação a Pedra Furada, com uma goleada por 3-0 pela equipa da casa, que partilhava a linha de água com o Silveiros, aumentando, assim, a distância para o primeiro lugar e, consequentemente, encurtando para os restantes pretendentes à subida de Divisão. Para não deixar ficar mal os colegas de pódio, o Aborim também perdeu pontos na deslocação ao Carvalhas, onde terminou com empate.

Os grandes destaques da Segunda Divisão vão para o escorregão dos três primeiros e para o forte equilíbrio entre as equipas na classificação, sendo que a distância entre o segundo e o nono classificados é de apenas quatro pontos!

Forte abraço aos leitores do BnH!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Ir Para Cima