Tag archive

Hugo Sousa

Rotary Club de Barcelos homenageia barcelense Hugo Sousa

Março 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado dia 27 de fevereiro, o Rotary Clube de Barcelos homenageou o médico e investigador barcelense Hugo Sousa, atribuindo-lhe a distinção de “Profissional do Ano Rotário 2017-2018”.



Sendo que os fundamentos do Rotary estão imbuídos da importância dos Serviços Profissionais, como se pode comprovar na sua definição, como sendo “uma organização de líderes de negócios e profissionais que prestam serviços humanitários, fomentam elevado padrão de ética em todas as profissões e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade no mundo” ou até quando se considera o seu Segundo Objetivo: “O reconhecimento do mérito de toda a ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional”, os Clubes Rotários homenageiam, nas suas comunidades, os profissionais cujo percurso mais se destaca nas diferentes áreas de atividade.

Assim, e dentro desse âmbito, o Rotary Club de Barcelos decidiu homenagear o barcelense Hugo Sousa, atribuindo-lhe, como referido, a distinção de “Profissional do Ano Rotário 2017-2018”.

Hugo Sousa tem 36 anos e é natural de Alvelos. Este médico e investigador barcelense foi distinguido, em 2017, com o Prémio de Diagnóstico Clínico em Virologia, atribuído pela Sociedade Euripeia de Virologia Clínica, tornando-se no primeiro português a receber o “Abbott Diagnostic Award”. Aliás, na altura, este jornal noticiou esse feito e, inclusivamente, publicou uma entrevista ao premiado.

Licenciado em Microbiologia pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto, Mestre em Oncologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (Porto), Doutor em Ciências Biomédicas pelo mesmo Instituto e Licenciado com Mestrado Integrado em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto, o investigador barcelense exerce, atualmente, atividade como Médico no Hospital de Santa Maria Maior (Barcelos) e, ao mesmo tempo, como Técnico Superior de Saúde no Serviço de Virologia do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto, assim como é Investigado no Grupo de Oncologia Molecular e Patologia Viral CI-IPOP, igualmente no mesmo Instituto portuense.

Agora, foi alvo desta homenagem por parte do Rotary Club de Barcelos.

Fonte e fotos: RCB.

Tertúlia Temática debate o Cancro e a sua prevenção

Outubro 31, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Ontem, dia 30 de outubro, pelas 21h00, na sede da Associação Comercial e Industrial de Barcelos (ACIB), realizou-se a tertúlia temática “Cancro e Prevenção”, que contou com a presença de várias pessoas que quiseram, não só, associar-se à iniciativa como, também, adquirir mais conhecimentos sobre o tema.



O evento foi desenvolvido no âmbito do Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama que o Projeto OPEN B – Oportunidades, Parcerias e Empreendedorismo no Núcleo de Barcelos, em parceria com a Unidade de Psico-Oncologia da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Delegação de Barcelos.

A sessão de abertura contou com a presença do presidente de direcção da ACIB – Eng. João Albuquerque; com o presidente da direcção da ATAHCA – Prof. José da Mota Alves; e, ainda, com o coordenador da Delegação de Barcelos da Unidade de Psico-Oncologia da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) – Prof. Manuel Magalhães.

Esta atividade, que assinalou oMês de Outubro Rosa”, pretendeu, de acordo com a organização, “sensibilizar a comunidade para a importância da Prevenção na Luta Contra o Cancro da Mama” e contou com a presença de especialistas na área – Dr. Hugo Sousa (Médico e Investigador), Dra. Marta Gomes (Médica responsável pela Consulta de Oncologia – Hospital Sta. Maria Maior de Barcelos) e Dra. Patrícia Oliveira (Psicóloga Clínica). A moderação da Tertúlia esteve sob a responsabilidade do Dr. Renato Martins – Psicólogo/Coordenador da Unidade de Psico-Oncologia do Núcleo Regional Norte da LPCC e Coordenador Nacional do Centro de Formação da LPCC.

Dr. Hugo Sousa

Fonte e fotos: OPEN B.

Aula de Ginástica comemorativa do “Outubro Rosa” marcada por grande participação e animação

Outubro 26, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

No final da tarde do último dia 24 de outubro, por volta das 19h00, o Pavilhão Municipal de Barcelos recebeu uma Aula de Ginástica, para a sensibilização pela luta contra o cancro da mama e em comemoração do mês de “Outubro Rosa”.  



Foi cerca de uma centena de pessoas que aderiu ao evento e participou na dinâmica de partilha de testemunhos de pessoas que vivem, ou já viveram, a doença oncológica, direta ou indiretamente. Os testemunhos apresentados sensibilizaram todas essas pessoas e foram acolhidos “com aplausos, por serem considerados apanágios de força, determinação, coragem e resiliência”, salienta a organização.

A “Aula de ginástica – Comemoração do Mês de Outubro Rosa” esteve inserida no âmbito do Eixo III – Capacitação da Comunidade e das Instituições, do Projeto OPEN B – Oportunidades, Parcerias e Empreendedorismo no Núcleo de Barcelos, que desenvolveu a atividade em parceria com a Unidade de Psico-Oncologia da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Delegação de Barcelos e o Projeto Barcelos Saudável.

De acordo com os organizadores, “esta atividade teve como principais objetivos a sensibilização da comunidade para a importância da prevenção/diagnóstico e adoção de hábitos de vida saudáveis na Luta Contra o Cancro da Mama”.

No próximo dia 30 de outubro, o Projeto OPEN B e a Unidade de Psico-Oncologia da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Delegação de Barcelos, dão continuidade à sinalização do mês de “Outubro Rosa”, através da realização de uma Tertúlia Temática – “Cancro e Prevenção”, pelas 21h00, no Salão Nobre da ACIB, que contará com a presença de especialistas na área – Dr. Hugo Sousa (Médico e Investigador), Dra. Marta Gomes (Médica na Consulta de Oncologia do Hospital de Santa Maria Maior – Barcelos) e Dra. Patrícia Oliveira (Psicóloga Clínica).

Fonte e fotos: OPEN B.

OPEN B, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, organiza tertúlia “Cancro e Prevenção”

Outubro 25, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 30 de outubro, pelas 21h00, no salão nobre da Associação Comercial e Industrial de Barcelos (ACIB), o Projeto OPEN B – Oportunidades, Parcerias e Empreendedorismo no Núcleo de Barcelos, em parceria com a Unidade de Psico-Oncologia da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Delegação de Barcelos, organiza a tertúlia temática “Cancro e Prevenção”.



De acordo com o Projeto, “a atividade decorre no âmbito da Comemoração do Mês de Outubro Rosa através da sensibilização da comunidade para a importância da Prevenção na Luta Contra o Cancro da Mama”.

A tertúlia será moderada por Renato Martins, psicólogo e coordenador da Unidade de Psico-Oncologia do Núcleo Regional Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) e Coordenador Nacional do Centro de Formação da LPCC. Contará, igualmente, com a presença de Marta Gomes, médica oncologista do Hospital de Santa Maria Maior – Barcelos, que abordará “A história do Cancro ao longo dos tempos”; Patrícia Oliveira, psicóloga, que falará de “O Papel do Psicólogo no Território da Psico-Oncologia”; e de Hugo Sousa, médico e investigador, que abordará o tema “CANCRO: Prevenir é o Melhor Remédio”.

A participação na tertúlia é gratuita e as inscrições podem ser realizadas em (basta clicar):

https://goo.gl/forms/AIymU02xvRWlwLwZ2.

Fonte e imagens: OPEN B.

Chama-se Hugo Sousa, é barcelense, e é o primeiro português distinguido com Prémio de Diagnóstico Clínico em Virologia

Julho 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Entrevistas, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Hugo Sousa, 35 anos, natural de Alvelos, receberá, entre 13 e 16 de setembro, em Itália, o Prémio de Diagnóstico Clínico em Virologia, “Abbott Diagnostic Award”, entregue no congresso anual da Sociedade Europeia de Virologia Clínica, tornando-se no primeiro português a receber tal distinção.

Com um percurso académico impressionante: Licenciatura em Microbiologia pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto; Mestrado em Oncologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (Porto); Doutoramento em Ciências Biomédicas pelo mesmo Instituto; e Licenciatura com Mestrado Integrado em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto; este investigador barcelense exerce, atualmente, como Médico, Interno de Ano Comum, na Unidade Local de Saúde do Nordeste – Unidade Hospitalar de Mirandela e, ao mesmo tempo, é Técnico Superior de Saúde, no Serviço de Virologia, do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto e Investigador, no Grupo de Oncologia Molecular e Patologia Viral CI-IPOP, igualmente, no IPO Porto.




Por entre tudo isto, e uma vida ocupadíssima, a nível profissional, académica e familiar, Hugo Sousa acedeu, gentilmente, a responder a algumas questões que o Barcelos na Hora lhe colocou.

Pode explicar-nos, sucintamente, em que pressupostos assentam a atribuição deste prémio?

HS – O prémio “Abbott Diagnostic Award” é atribuído, anualmente, pela Sociedade Europeia de Virologia Clinica (ESCV, European Society for Clinical Virology). É um prémio atribuído sob proposta da direção da sociedade para destacar o trabalho de um médico/doutorado na área do diagnóstico clínico em Virologia. O prémio é atribuído apenas por nomeação, não havendo candidaturas, e é entregue durante o congresso anual, que este ano vai ser realizado em Stresa (Itália) entre 13-16 de setembro.

Neste momento, o que está a sentir por saber que será o primeiro português a receber tão grande distinção?

HS – A área da Virologia tem sido um “patinho feio” em Portugal, com pouca gente a dedicar-se à investigação clinica ou fundamental, pelo que o reconhecimento dado com este prémio mostra que o esforço por dar passos, ainda que pequenos, neste campo é muito importante. Sinto-me lisonjeado, honrado, por receber este prémio. Era absolutamente inesperado, pois sendo por nomeação não há forma de saber que estamos nesse grupo de possíveis vencedores. Mais, com todo o histórico de prémios atribuídos anteriormente, a personalidade reconhecidas na Europa, e em todo o mundo, faz com que receber este prémio seja muito honroso. Sinto que, mesmo trabalhando com poucos recursos, ao longo de 15 anos em que tentei sempre fazer trabalhos na área da virologia, o esforço finamente recompensa. Tive excelentes orientadores e alunos brilhantes que me permitiram chegar até onde cheguei. Sabe bem ter, também, o reconhecimento de que se está a trabalhar bem e ficamos com mais forças para continuar a trabalhar nesta área.

Que conselhos, enquanto barcelense, pode deixar aos jovens de Barcelos no sentido de procurarem o melhor para o futuro deles, principalmente para aqueles que sonham em seguir uma carreira na investigação científica?

HS – Eu desde os meus 10 anos que sempre sonhei em ser “Médico, Investigador e a trabalhar em Virologia”, e de facto sou um sortudo porque sou hoje aquilo que sempre quis ser. O mais importante é saber ser perseverante. Lutar para se ser bom naquilo que se faz, fazê-lo com alegria e ter a confiança de que o caminho que escolhemos, seja mais ou menos longo, vá dar ao sítio certo. Hoje em dia é muito mais fácil, com todo o acesso à informação e com as viagens rápidas para muitos pontos da Europa, onde se pode ter acesso a experiências novas e a novos conhecimentos. Ter uma mente aberta, ser curioso, ser perseverante, ter confiança e, acima de tudo, trabalhar muito…O resto vem com o tempo, tal como aconteceu comigo.

Por fim, pode revelar-nos alguns dos seus planos para futuro, no âmbito da investigação?

HS – Neste momento, estou numa fase de pausa em alguns trabalhos na medida em que estou a realizar o Ano Comum do Internato Médico, em Mirandela, e conciliar os trabalhos de Investigação no IPO Porto é difícil, com tamanha distância. No entanto, há ainda muitas coisas que temos para ser divulgadas durante os próximos tempos. As minhas linhas de investigação, neste momento, centram-se em 3 áreas: 1) Vírus do Papiloma Humano e patologias associadas; 2) Vírus de Epstein-Barr e Carcinoma Gástrico; e 3) Infeção por Citomegalovirus em doentes transplantados.

O Barcelos na Hora agradece a Hugo Sousa pelo seu tempo, dando-lhe os parabéns por tamanha distinção e honra, desejando-lhe a continuação, e superação, do seu grande trabalho em prol da investigação e da ciência em Portugal.

Fotos: DR.

Ir Para Cima