Tag archive

Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Estudantes do IPCA na final da European Innovation Academy 2018

Agosto 7, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Na passada sexta-feira, quatro estudantes do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) pisaram, alguns mais do que uma vez, o palco da grande final da European Innovation Academy 2018 (EIA 2018), que decorreu em Cascais, de 15 de julho a 3 de agosto.



O projeto COPITO, que envolveu os estudantes do IPCA Moisés Moreira, da Licenciatura em Engenharia e Desenvolvimento de Jogos Digitais (LEDJD), e Ana Catarina Lopes, alumna LEDJD, a frequentar o Mestrado em Ilustração e Animação (MIA), e o projeto BELLAS, que contou com a participação da Gabriela Sá, alumna do MIA, ficaram no TOP 10 pitches/projetos da EIA 2018, num total de 90 equipas.

Para além deste extraordinário resultado, de entre os mais de 700 participantes, as equipas dos projetos COPITO, BELLAS e KODE 4 ALL ganharam a oportunidade de continuar a desenvolver as suas ideias através dos seguintes prémios:

COPITO – Prémio de Pós-Mentoria pelo período de 1 ano pela European Innovation Academy;

BELLAS – Prémio Entrevista com a Alchemist Accelarator e um artigo de cobertura global na Innovation Academy Network;

KODE 4 ALL – Prémio Registo de Marca da Nixon Peabody. Este projeto envolve a estudante Beatriz Abreu, da LEDJD.

O IPCA “está bastante satisfeito e orgulhoso pelo desempenho, esforço e dedicação de todos os seis participantes nesta primeira passagem do IPCA pela EIA”.

Fotos: IPCA/DR.

IPCA presente na Volta ao Conhecimento e no programa “Há Volta” da RTP

Agosto 3, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) marca presença na Volta ao Conhecimento, onde irá participar no programa “Há Volta”, da RTP1, no dia 10 de agosto, na Avenida Central de Braga, na 8ª Etapa da Volta a Portugal.



Porque a volta se faz de cientistas, o IPCA marcará presença neste programa com a apresentação um projeto de investigação de caráter inovador e com impacto na região e na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Ricardo Simões, professor do IPCA e investigador responsável por diversos projetos de ID&i, irá apresentar o projeto “ACTIVEREST – Resguardo de colchão têxtil ativo e inteligente para a prevenção de úlceras de pressão”, um projeto de investigação, desenvolvimento e inovação que pretende desenvolver novas soluções de têxteis técnicos para minimizar e, se possível, evitar o aparecimento de úlceras de pressão em acamados de longa duração. Estas soluções poderão ter enorme impacto na qualidade de vida, quer da população sénior, quer dos que necessitam de cuidados de saúde com internamento. O projeto é financiado pelo PT 2020, e desenvolvido em copromoção com entidades do sistema empresarial.

A apresentação do projeto decorrerá em direto no programa “Há Volta”, transmitido na RTP1, que acompanha a Volta a Portugal em Bicicleta.

Para além da apresentação de um projeto concreto de ID&i, o IPCA estará ainda presente em stand, juntamente com outras instituições, na promoção da oferta formativa, científica e de investigação.

A Volta ao Conhecimento é uma iniciativa promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em colaboração com a Volta a Portugal Santander e a RTP – Rádio e Televisão de Portugal, integrada na 80.ª edição da Volta que decorre de 1 a 12 de agosto.

Com esta iniciativa pretende-se que a ciência esteja presente ao longo do percurso das etapas, valorizando as regiões como contextos de conhecimento, aproximando comunidades e criando ambientes propícios à inovação social, científica, económica e cultural.

Para conhecer melhor a iniciativa e projetos, pode aceder automaticamente à página online, clicando no link que se segue:

http://www.voltaaoconhecimento.pt/blog/author/Instituto-Polit%C3%A9cnico-do-C%C3%A1vado-e-do-Ave .

Foto: IPCA.

IPCA marca presença na European Innovation Academy 2018 (EIA 2018)

Agosto 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) leva, pela primeira vez, estudantes e recém-graduados a participarem na European Innovation Academy (EIA 2018), que decorre em Cascais, até 3 de agosto.



Trata-se do maior programa em inovação digital na Europa, contando com 500 participantes de mais de 75 nacionalidades.

Na EIA, os seis representantes de licenciatura e mestrado das quatro Escolas do IPCA têm a oportunidade de integrar um programa de empreendedorismo imersivo, muito prático, na lógica “learning by doing”. Esta academia de verão é orientada a todos os estudantes de Instituições de Ensino Superior americanas, asiáticas e europeias de referência, com o objetivo fundamental de proporcionar uma experiência de aprendizagem experimental e capacitar para o empreendedorismo.

Durante as três semanas do programa, os participantes têm, assim, a oportunidade de aprender a desenvolver os seus projetos de negócio, bem como de os apresentar a potenciais investidores, também presentes no evento.

A academia conta com a colaboração das melhores universidades do mundo, nomeadamente, a UC Berkeley e a Stanford University, e com a supervisão de altos quadros da Google e de outras empresas de Silicon Valley.

A participação dos estudantes foi patrocinada pelo IPCA e pelo Banco Santander, no âmbito da estratégia de internacionalização do IPCA e da sua preocupação com a dinamização de experiências pedagógicas inovadoras, que aumentem o potencial empreendedor da sua comunidade académica.

Conheça, então, os projetos:

Copito: copo reutilizável

A equipa conta com dois participantes do IPCA, Moisés Moreira, estudante da Licenciatura em Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, e Ana Lopes, também licenciada neste curso e atualmente a frequentar o Mestrado em Ilustração e Animação. O projeto visa desenvolver um copo reutilizável para substituir os copos descartáveis, utilizados, sobretudo, em festivais e em estabelecimentos noturnos.

Utilizando uma aplicação de companhia, que vai motivar o cliente a usar o copo em vários locais, nomeadamente em bares e restaurantes parceiros, sendo que o copo poderá ser feito em plástico reciclado, aço inoxidável, porcelana ou vidro, terá um design otimizado para que seja prático e uma vida útil de 2 ou 3 anos, assim como garantia de 1 ano. De acordo com a equipa “os potenciais investidores têm reparado que a nossa abordagem ao problema é diferente e ficam interessados porque pode alterar o comportamento dos consumidores e fazer com que reutilizem efetivamente o copo”.

Aos estudantes do IPCA, juntam-se, neste projeto, Frank Chen, de Taiwan e a estudar em França, licenciado em Engenharia Ambiental e a tirar o mestrado de Gestão na IMT Atlantique; Iolanda Rocha, formada em Biologia na Universidade do Porto; Elise Gouin, 21 anos, Edmonton, Canadá, estudante de Comunicação na MacEwan University. Podem saber mais sobre este projeto acedendo a: http://copito.club/  /  www.facebook.com/CopitoCup/

FreeFrom App

Catarina Pinheiro, da licenciatura em Solicitadoria do IPCA, integra o projeto FreeFrom App. Trata-se de uma aplicação que liga pessoas com dietas especiais (alergias alimentares, vegetarianos e vegans) aos restaurantes que podem satisfazer as suas necessidades. O feedback, por parte dos mentores, tem sido positivo e há já restaurantes interessados em colaborar com o grupo.

A desenvolver este projeto com Catarina Pinheiro estão a Mariam, da Geórgia, a Tonantzin, do México (a estudar atualmente em Dublin), e o Osama, da Síria (a estudar no Reino Unido).

Saiba mais acedendo a: https://www.freefromapp.eu/ / https://Instagram.com/freefromapp  / www.facebook.com/Freefromapp  / Twitter:@freefromapp  / https://www.linkedin.com/in/freefrom-food-b6b287168

Kode4all

A frequentar a licenciatura em Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, Beatriz Abreu está, juntamente com Anam Ali, irlandesa, João Santos, português, Joana Monteiro, portuguesa e Camilla Leopoldino, brasileira, a desenvolver o projeto Kode4all. Como o próprio nome indica, a ideia é tornar o “código”, ou seja, a programação acessível a todos.

Para isso, a equipa acredita que a melhor forma é ensinar ciências da computação às crianças. Tal como aprendem matemática, ciências ou geografia, os mais novos deverão também ter oportunidade de aprender programação desde tenra idade.

O ensino da programação estimula a criatividade e o pensamento lógico, pelo que o objetivo do grupo é ambicioso: mudar a vida de milhões de crianças, fornecendo-lhes as ferramentas para que possam, depois, usar esse conhecimento para mudar o mundo.

Conheça mais sobre o projeto em: https://www.kode4all.org/  / https://www.facebook.com/kode4all / www.linkedin.com/company/kode4all/.

Bellas App

Gabriela Sá, aluna do Mestrado em Ilustração e Animação, está a desenvolver uma aplicação que agrega serviços de estética. A ideia é, por um lado, ajudar as profissionais freelancer de beleza a impulsionar a sua atividade, atraindo mais clientes, e, por outro, fazer com que a clientela consiga fazer marcações de forma simples e ter à disposição uma plataforma com estabelecimentos recomendados e confiáveis.



Saiba mais em: https://www.bellasapp.com/  / https://www.facebook.com/Bellas-app-1078932448927957/  / https://www.instagram.com/bellas_app/ .

Xplority

A equipa de Mariana Sarmento, do Mestrado em Gestão do Turismo, é constituída por dois brasileiros que estudam em Portugal e no Michigan, uma holandesa e um indiano.

O Xplority é uma aplicação de turismo que pretende planear o dia do turista de acordo com os interesses pessoais e com o tempo que tem disponível na cidade. Para além disso, dá a possibilidade ao utilizador de acrescentar locais que já saiba que quer visitar e que não estejam na lista, bem como de escolher umas das várias rotas disponibilizadas de acordo com o percurso que mais lhe interessar. No fim da rota podem partilhar o percurso nas redes sociais.

Fique a saber mais em: http://unbouncepages.com/xplority  / https://www.facebook.com/xplorityapp/.

Fotos: IPCA / DR.

 

IPCA abre candidaturas para os CTeSP e reforça oferta formativa

Julho 31, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) tem abertas candidaturas online para os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), sendo que a primeira fase termina a 10 de agosto e a segunda decorre de 11 a 13 de setembro. O IPCA vai reforçar, ainda, a sua oferta formativa no ano letivo de 2018/2019 com a abertura de um novo TeSP em Manutenção Industrial.



Este curso da Escola Superior de Tecnologia abre com 25 vagas, vai ser lecionado no Campus do IPCA, em Barcelos, e decorrerá em regime pós-laboral. O Técnico Superior Profissional em Manutenção Industrial fica apto a gerir a manutenção de equipamentos de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial. Está igualmente apto para orientar os trabalhos na área da manutenção, relativamente à preparação, inspeção e manutenção de equipamentos industriais e também de instalações de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado).

De acordo com o IPCA, “estes cursos apostam no desenvolvimento, pelo candidato, de competências técnicas específicas ficando o mesmo apto a iniciar uma atividade profissional, a par da aquisição de formação de nível superior e integração imediata numa empresa através da realização de um estágio de 6 meses e aumenta a possibilidade de encontrar um emprego, com maior expectativa salarial”.

A diretora da Unidade dos Cursos TeSP, Rosário Fernandes, garante que “os alunos que frequentam estes cursos ingressam no mercado de trabalho com excelentes qualificações, considerando que o sucesso dos mesmos se deve a uma clara aposta na vertente prática das aulas ministradas, cerca de 70% das mesmas.”. “Para além das qualificações técnicas adquiridas, os interessados podem continuar os estudos mais tarde numa licenciatura, sendo que parte das unidades curriculares realizadas no decurso do curso são objeto de creditação numa das licenciaturas do IPCA”, acrescentou a diretora. Salientou, ainda, que a procura de técnicos qualificados com este nível de formação “tem sido crescente, não tendo sido possível responder a todos os pedidos recebidos por parte das empresas, o que nos leva a acreditar que esta é uma aposta ganha para quem optar por frequentar um CTeSP.”

Estes cursos têm a duração de quatro semestres letivos e 120 créditos (ECTS) e conferem um diploma de Técnico Superior Profissional. Destinam-se a titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente; a quem tenha sido aprovado nas provas especialmente adequadas, destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do Ensino Superior dos maiores de 23 anos; a titulares de um diploma de especialização tecnológica (CET), de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau ou diploma de Ensino Superior, que pretendam a sua requalificação profissional.

As candidaturas à frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), na 1ª fase, decorrem até 10 de agosto e estão disponíveis 21 CTeSP´s. O IPCA oferece ainda 14 licenciaturas, 14 mestrados e 8 pós-graduações.

Foto: IPCA.

IPCA abre candidaturas para cursos de Pós-Graduação

Julho 30, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) tem abertas, até 14 de setembro, as candidaturas para os cursos de Pós-Graduação em Sistemas de Normalização Contabilística para as Administrações Públicas (SNC-AP), 4ª edição; em Contabilidade Financeira Empresarial, 1ª edição; e em Marketing Digital, 1ª edição.



A Escola Superior de Gestão (ESG) abre, este ano, a 1ª edição da Pós-Graduação em Contabilidade Financeira Empresarial, que tem por objetivo “transmitir e aprofundar conhecimentos teórico-práticos sobre contabilidade financeira empresarial, versando sobre o estudo do normativo contabilístico vigente e tópicos complementares, apresentando exemplos práticos de aplicação”.

A ESG abre, ainda, a 4ª edição da Pós-Graduação em SNC-AP, que tem por objetivo “transmitir e aprofundar conhecimentos práticos e discutir os principais desafios que resultam do novo normativo adaptado às normas internacionais de contabilidade pública. A qualidade do corpo docente é uma marca de referência do curso”.

Já a Escola Superior de Hotelaria e Turismo (ESHT) abre a 1ª edição da Pós-Graduação em Marketing Digital, um curso que conta com a colaboração da Escola Superior de Design. Este curso inovador pretende dar resposta à necessidade de uma maior qualificação na área do Marketing Digital, fornecendo uma base que permita aos interessados uma atuação organizacional e eficaz nos mais diversos setores da economia. Esta Pós-Graduação visa “permitir uma mais fácil integração no mercado de trabalho, com competências fundamentais no marketing das organizações”.

Os cursos têm início até 15 outubro e as candidaturas deverão ser submetidas até 14 de setembro, através da plataforma online https://www.siga.ipca.pt/cssnet (basta clicar no link para aceder automaticamente).

Foto: IPCA.

IPCA disponibiliza novo curso: Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial

Julho 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) arranca o ano letivo de 2018-2019 com um novo curso de licenciatura: Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial, que abre com 25 vagas.



Este curso da Escola Superior de Tecnologia (EST) do IPCA, em colaboração com a Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA, segue as tendências mais atuais na formação de profissionais com os conhecimentos científicos de suporte a uma formação avançada de tecnologias industriais alinhadas com a nova revolução industrial.

Os primeiros alunos do novo curso poderão comprovar a aproximação da academia com o tecido empresarial da região, através da formação em contexto de trabalho desde o primeiro ano. Esta aproximação garante um cariz inovador a esta oferta educativa ao longo dos três anos.

Maria José Fernandes, presidente do IPCA, refere que este é mais um sinal notório do “crescimento sólido do IPCA e do alinhamento da sua oferta formativa com necessidades do tecido empresarial da região e do país”.

Já o diretor da EST, Vítor Carvalho, refere ainda que os futuros estudantes desta nova licenciatura irão beneficiar de uma estrutura adequada a esta oferta formativa, quer o corpo docente qualificado, quer os equipamentos e laboratórios disponíveis, bem como de uma nova infraestrutura em construção – o M-Factory Lab – onde vão existir espaços industriais como o Laboratório de Maquinação e Metrologia e uma oficina automóvel com a tecnologia Connected Repair (CoRe) da BOSCH.

A nova licenciatura junta-se aos 13 cursos já existentes no IPCA, aos 22 Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), aos 14 mestrados e às 8 pós-graduações.

Imagens: IPCA.

“Smart Hotel” representa o IPCA no 15º Polieempreende

Julho 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Decorreu no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) o 15º Poliempreende (Concurso Regional) para apurar o projeto que vai representar o IPCA na Concurso Nacional, que decorrerá no Instituto Superior Politécnico de Portalegre, em setembro.



O Poliempreende tem como objetivo máximo incutir e estimular o empreendedorismo através da criação do próprio emprego.

Foi a pensar em ter o seu próprio negócio que a equipa de João Paulo Fonseca [ndr: à direita nas imagens], estudante da Licenciatura em Design Gráfico, submeteu o projeto “Smart Hotel” ao Poliempreende. Antes de apresentar o projeto, a equipa, que conta também com a participação do estudante Rui Silva, CTeSP em Aplicações Móveis, estava nervosa na sala de espera pois tinham noção de que a “concorrência é grande, sabemos que estão aqui projetos de teses de mestrado em fase já bastante desenvolvida. Nós partimos um pouco atrás, mas é uma forma de entrarmos neste tipo de concursos e percebermos como funciona”, menciona João Paulo.

 

João Paulo vê esta vitória como a consolidação do projeto: “Saímos da sala com confiança de que poderíamos ficar nos três primeiros lugares. Foi bom ter ganho. Reparámos que o júri gostou, deram-nos os parabéns pelo plano de negócios, que estava bem construído, e percebemos que tinham ficado surpresos em relação ao nosso projeto”.

O júri também se mostrou impressionado com a qualidade dos projetos apresentados. No total, 10 equipas apresentaram-se a esta segunda fase do concurso. Adriana Lago de Carvalho, Diretora Executiva da Unidade Praxis 21, congratula esta edição por conseguirem “algo extraordinário, dado que, pela primeira vez, estiveram as quatro Escolas representadas e houve uma boa adesão por parte dos estudantes. Ficámos muito contentes por isso e pela coragem, dedicação e empenho de todos os participantes”.

Já Adriano Fidalgo, CEO da Astrolábio Orientação e Estratégia, ficou surpreendido com a qualidade dos projetos relativamente ao tempo que tiveram, “pois para além da ideia, aproximaram-se muito do modelo de negócio e têm as principais ideias bem definidas e até a sustentação financeira está bem conseguida. Esta foi das edições mais bem concebidas”. Nuno Vieira, representante do Banco Santander, ficou igualmente surpreendido “de maneira geral, tivemos muito bons projetos, muito estruturados e bem pensados. Alguns deles, mesmo que não passarem para outra fase, têm perfeitas condições para ter outro tipo de apoios e passar da ideia ao negócio”.

Agostinho Silva, vice-presidente do IPCA, mencionou ainda a importância “da participação dos docentes neste projeto, pois apoiam os estudantes no desenvolvimento de projetos inovadores e no reforço da capacidade empreendedora”.

O segundo lugar foi arrecadado pelo projeto “Gravitim – Boletim de Saúde”, envolvendo a aluna do Mestrado em Design Digital, Tânia Araújo, e o docente Nuno Martins, da Escola Superior de Design.

A plataforma digital “DroPoint” obteve o terceiro lugar. A equipa é formada por 5 estudantes do Mestrado em Gestão das Organizações, provenientes das mais diversas áreas: Carlos Soares (Engenharia Têxtil), Marco Fernandes (Sociologia), Daniel Salgueiral (Engenharia Informática), Eduardo Torres (Fiscalidade) e Gil Sarmento (Serviço Social).

As três primeiras equipas receberão prémios no valor de 2.000€, 1.500€ e 1.000€, respetivamente. A equipa vencedora, o projeto “Smart Hotel”, estará a representar o IPCA no Concurso Nacional, que decorrerá no Instituto Superior Politécnico de Portalegre, em setembro.

Fotos: IPCA.

 

IPCA aumenta número de vagas e abre Gabinete de Acesso ao Ensino Superior

Julho 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) abriu um total de 667 vagas para o próximo ano letivo, no âmbito do Concurso Nacional de Acesso ao ensino superior, distribuídas por 14 cursos de licenciatura, a maioria dos quais oferecidos em regime laboral e pós-laboral.



Este número de candidaturas à 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) 2018/2019 significa um aumento de vagas face ao ano passado, que foram 635.

Facto que se advém, também, de um novo curso no IPCA, que abrirá em 2018/2019, uma licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial (25 vagas), que irá funcionar em regime laboral. Este novo curso segue as tendências mais atuais na formação de profissionais, com os conhecimentos científicos de suporte a uma formação avançada de tecnologias industriais, alinhadas com a nova revolução industrial, beneficiando do novo equipamento do IPCA, o M-Factory Lab, onde vão existir espaços industriais como o Laboratório de Maquinação e Metrologia e uma oficina automóvel com a tecnologia Connected Repair (CoRe) da BOSCH.

As licenciaturas em Solicitadoria e em Gestão de Atividades Turísticas oferecem o maior número de vagas, num total de 75 cada curso, repartidas pelos regimes laboral e pós-laboral. No mesmo regime de funcionamento encontram-se as licenciaturas em Design Gráfico (65 vagas), Contabilidade (70), Fiscalidade (50), Gestão de Empresas (70), Gestão Pública (45) e Engenharia de Sistemas Informáticos (50).

Em regime laboral, funcionam as licenciaturas em Design Industrial (40 vagas), Finanças (30 vagas), Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (22 vagas), Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais (30 vagas) e Informática Médica (20 vagas).

Nesta fase de candidaturas, o IPCA terá o Gabinete de Acesso ao Ensino Superior (GAES-IPCA) aberto até ao dia 10 de agosto, para apoiar os estudantes que pretendam candidatar-se ao ensino superior para o ano letivo 2018-2019.

O GAES-IPCA integra a rede de Gabinetes de Acesso ao Ensino Superior coordenados pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES) e presta apoia às candidaturas a todo o sistema de Ensino Superior português e às candidaturas aos concursos locais.

O Gabinete funcionará de 2ª a 6ª feira, das 10h00h às 13h00, no edifício Praxis P, no campus do IPCA, em Barcelos.

As candidaturas à 1ª fase do concurso nacional de acesso (contingente geral) decorrem de 18 de julho a 7 de agosto.

As candidaturas através dos regimes especiais decorrem de 23 de julho até 10 de agosto.

No site do IPCA (basta clicar para aceder automaticamente) pode encontrar mais informações. Clique em: https://ipca.pt/.

Foto: IPCA.

 

Alunos do IPCA participam no Programa de Mentoria INCoDe.2030

Julho 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) desafiou os seus estudantes a integrarem o Programa de Mentoria INCoDe.2030 para a Inclusão digital, que se destina aos alunos interessados em transmitir os seus conhecimentos, nomeadamente em TIC e digitais, junto das crianças e jovens com menos acesso ao mundo digital.



Este programa é uma Iniciativa Interministerial INCoDe.2030 (http://www.incode2030.gov.pt/) que procura, entre outros objetivos, promover as competências digitais de uma diversidade populacional que, de alguma forma, tem menos acesso ao mundo digital, podendo isso significar um menor acesso a informação que hoje se torna essencial para uma maior participação e cidadania ativa. Esta iniciativa encontra-se organizada em cinco Eixos: Inclusão; Educação; Qualificação; Especialização e Investigação.

A participação do IPCA enquadra-se no primeiro Eixo, Inclusão da INCoDe2030, que trabalha a inclusão digital de grupos específicos, nomeadamente pessoas sénior, crianças e jovens e minorias étnicas. Quatro estudantes responderam positivamente ao desafio e, já no presente mês de julho, vão ser mentores de jovens e crianças numa Comunidade Criativa para a Inclusão Digital do Concelho de Barcelos.

INCoDe2030 procura, a nível local, promover o trabalho em rede entre diferentes organizações e entidades, sendo que o presente Programa de Mentoria envolve, para além do IPCA, com os mentores, a Câmara Municipal de Barcelos e o Centro Social, Cultural e Recreativo Abel Varzim, que garantirão, entre outros, os recursos logísticos do projeto.

Foto: IPCA.

 

CONFIA 2018, organizada pelo IPCA, leva o melhor da ilustração e animação a Esposende

Julho 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Escola Superior de Design do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave realiza, de 13 a 15 de julho, no Auditório Municipal de Esposende, a sexta edição da Conferência Internacional de Ilustração e Animação (CONFIA).



No total, estão inscritos mais de 100 participantes, que irão apresentar 64 trabalhos, o que faz da CONFIA uma das maiores conferências mundiais dedicada a esta área e reconhecida pela qualidade.

Investigadores, professores, profissionais e estudantes vão juntar-se para debater o espaço multidisciplinar que envolve o desenho e a imagem animada, passando por temas relacionados com a construção da narrativa, a escrita criativa e o Storytelling interativo.

Entre os oradores convidados, destaque para Desdemona McCannon e Hannes Rall. Vão marcar, também, presença Max Hattler, Pedro Serrazina e Robert Seidel.

Além de ilustradora e escritora, Desdemona McCannon é a editora principal do “Journal of Illustration“, integra no comité da direção da Illustration Research Network e é professora sénior na Escola de Artes de Manchester.

Hannes Rall é professor associado na Escola de Arte, Design e Media da Nanyang Technological University Singapore e coordenador da área de Animação Digital. É também um diretor de sucesso de curtas-metragens animados independentes.

Paula Tavares, diretora da Escola Superior de Design e Presidente da CONFIA, enaltece o trabalho envolvido por detrás da organização da conferência: “Tenho um agradecimento especial a toda a equipa fantástica que trabalhou na organização deste evento, à Câmara Municipal de Esposende por todo o apoio, assim como à excelente Comissão Científica que teve a árdua tarefa de selecionar os artigos”

Esta sexta edição da CONFIA, com sessão de abertura agendada para as 10h00 de amanhã, tem assegurada a presença de mais de uma centena de inscritos provenientes de cerca de uma dezena de países. A conferência irá contar com reflexões em torno de três grandes tópicos: Desenho/Ilustração, Animação e Teoria da Arte Aplicada à Ilustração e Animação.

Imagem: IPCA.

 

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima