Tag archive

Jorge Jesus

VAR – Vídeo Árbitro que me assustas!!

Setembro 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
José Costa

Este vai ser um comentário “peregrino” e aligeirado, tal como o período de férias (as minhas) impõe.



Assim, o Sporting, apesar de não ter brilhado como nas atuações anteriores, fez o que tinha a fazer e lá venceu o Estoril por 2-1. Mais uma vez, a dupla Gelson a abrir o marcador e Bruno Fernandes – o novo craque do Sporting – lá fez o segundo. A defesa também lá segurou o resultado, com pelo menos uma defesa soberba de Rui Patrício. Mas, infelizmente, a nossa defesa não era inviolável e acabou por surgir o golo do Estoril, que levou o Sporting a ter de “fazer pela vida”, ficando algumas vezes perto do golo, com Bas Dost quase a marcar, ora porque Moreira defendia, ora porque falhava por “milímetros”.

O Vídeo Árbitro (VAR) foi protagonista da parte final do desafio, invalidando 2 golos, um a cada equipa…mas de modo correto.

Por tal, e para nosso contentamento, o Sporting garante a liderança, apesar do susto.

E claro, J.J. diria que “na 2ª parte joguei com o cansaço dos jogadores: a uns fingi que não ouvia, a outros que não via”. Jorge Jesus no seu melhor!

Uma referência ao Gil Vicente que, apesar de merecer a vitória, só conseguiu assegurar o empate, apesar de só o ter cedido já nos descontos, frente à Académica. Um 6° lugar confortável! Que no próximo jogo possamos manter ou melhorar.

Aguardemos, por agora, o melhor desempenho da Seleção, para trabalhar na garantia do apuramento para próximo Mundial de 2018.

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

“Manita”…goleadas de “mão cheia”!

Agosto 25, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
José Costa

Nesta minha crónica desta semana, tenho que admitir que não esperava tão bom desempenho do meu Sporting. Ainda bem que tal aconteceu e o feito foi tão grande que melhor só se tivessem sido duas goleadas a zero (uma foi mas a outra não). Assim, o Sporting garantiu, na terceira jornada para o campeonato da 1ª Liga, uma vitória expressiva (0–5) sobre um Guimarães que não se encontrou ainda ao seu melhor nível esta época, o que facilitou o desempenho do nosso Sporting.



Sinto-me tentado a “provocar” Jorge Jesus, a ver se desse modo continuamos na senda dos bons resultados.

No que às competições europeias respeita, o Sporting, frente ao Steaua de Bucareste, concretizou uma vitória histórica, por ser única na Roménia, o que jamais havia sido conseguido, e desta feita, ainda complementada por números dilatados.

Uma primeira parte em que o Sporting teve mais jogo, assegurada por um golo madrugador de Doumbia, aos 13’. Contudo, uma intranquilidade defensiva preocupante permitiu ao Steaua sonhar com um resultado positivo. Pela primeira vez esta temporada, o Sporting sofreu um golo, aos 20’ deste jogo, marcado por Júnior Morais. E nesta toada de intranquilidade se foi fazendo o jogo até ao fim dos primeiros 45 minutos.

Na segunda parte, manteve-se de início alguma insegurança, que deixava a espaços que o Steaua de Bucareste se superiorizasse. Em contra jogo, o Sporting consegue alcançar o segundo golo, por Acuña aos 60’, o que começou a dar mais serenidade ao Sporting, não tardando o terceiro golo, concretizado por um dos melhores em campo – Gelson Martins. Decorridos 4 minutos, pondo ponto final nas aspirações dos romenos. Gelson, que repartia com Bruno Fernandes o lugar de melhor em jogo. Sendo que, sem dúvida, Bruno Fernandes foi fundamental nesta vitória histórica, com grandes passes, estando também, juntamente com Gelson, no quarto golo de Bas Dost. Depois da eliminatória mais que resolvida até Battaglia teve “direito” a marcar, fechando com mais uma mão cheia de golos, a segunda em menos de uma semana.

Como contra factos não há argumentos, o Sporting prossegue para a fase de grupos da Liga dos Campeões, otimista, mas não podendo esquecer que a verdadeira luta começa agora: No grupo D com Juventus, Barcelona e Olympiakos – nada fácil!

Para finalizar, J.J. não deixou de responder à sua altura, quando questionado sobre o desempenho nesta competição na época passada, onde o Sporting ficou cedo pelo caminho, não tendo conseguido sequer chegar à Liga Europa, pelo que terá, obrigatoriamente, de fazer melhor este ano, disse: “O nosso objetivo nós conquistámos. Agora vamos…criar esse clima de confiança, desfrutar esta nossa…passagem, porque foi aquilo que tínhamos que fazer, a partir daqui tudo o que vier é positivo.”

Para terminar, referir a vitória alcançada pelo nosso Gil Vicente frente ao União da Madeira. Três pontos conquistados depois de um empate frente ao Varzim, o que naturalmente anima os adeptos. Muito haverá a fazer para que seja alcançada a equipa ideal e os resultados pretendidos. Mas certamente, esta época o Gil Vicente dará boa conta dos seus objetivos na 2ª Liga.

Depois desta jornada, pausa para dois jogos da fase de qualificação da nossa seleção para o Mundial de 2018, primeiro com as Ilhas Faroé e depois com Hungria. Jogos para vencer!

 

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

O “Leão da Franqueira” está de volta!

Agosto 18, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
José Costa

Retomando os comentários ao desempenho do nosso Sporting Clube de Portugal, os sentimentos são ambíguos. Na pré-época, os resultados foram repartidos entre vitórias e derrotas, acabando por vencer o jogo de apresentação frente ao Mónaco, por 2-1, e o jogo do Troféu Cinco Violinos, frente à Fiorentina, com uma vitória por 1-0. Com muitas entradas e muitas saídas, se bem que por agora se mantêm as principais figuras, o que se nota claramente é falta de “fio de jogo”.



Vai-se salvando a “honra do convento” com duas vitórias no início do campeonato da 1ª Liga, com uma vitória clara sobre o CD da Aves, por 2-0, mas com algumas dificuldades. Dificuldades essas que foram acrescidas frente ao Vitória de Setúbal, com um jogo sofrível, acabando por conseguir garantir uma vitória pela margem mínima.

Já no que às competições europeias diz respeito, o Sporting, frente ao Steaua de Bucareste, apesar de muito esforço em chegar à baliza adversária, a equipa não conseguiu, esta terça-feira, a tão desejada vitória em casa. Segundo Jorge Jesus, não se cumpriu um dos dois objetivos do jogo: um era não sofrer golos e esse foi conseguido, o outro, que não foi conseguido, e portanto falhou, foi marcar ao adversário, segundo ele – “J.J.” – “o único senão que eu tenho para a minha equipa, é não ter feito golos, o resto foi tudo muito bom”…Esperemos que com um futebol “muito bom” não tenhamos que sofrer e, consequentemente, torna-se obrigatório ir a Bucareste, na quarta-feira da próxima semana, marcar o tão desejado golo. Será esta uma prova de fogo para a equipa, achando eu que este objetivo tem, obrigatoriamente, que ser cumprido, caso contrário, já não é a equipa – Sporting Clube de Portugal – que fica mal, mas sim a sua equipa técnica liderada por Jorge Jesus, que não terá muitas alternativas de sobreviver, caso fique tão cedo pelo caminho na Liga dos Campeões. Não se adivinha vida fácil para os Leões. A ver vamos, aguardemos que os próximos desafios possam apresentar mais segurança e melhor desempenho, para bem dos nossos anseios nas competições internas, mas também nas competições europeias.

Agora uma referência ao nosso Gil Vicente, que iniciou muito bem, desde logo no jogo de apresentação, frente à equipa principal do F. C. Porto, que apesar de não ter vencido, deixando que o troféu “Caixa Agrícola” tenha ido para o Dragão, teve melhor desempenho no primeiro jogo da 2ª Liga, frente ao F. C. Porto B, aí já com uma vitória justíssima. Já em casa, na segunda jornada, apesar de ter apresentado boa qualidade técnica e jogado o suficiente para justificar uma vitória, infelizmente a sorte não esteve do nosso lado e na primeira incursão à baliza do Gil Vicente, o Cova da Piedade marcou. E como se tal não fosse suficiente, iniciámos a segunda parte a sofrer um penálti, que condicionou bastante a equipa, que não conseguiu ir além de uma derrota por 1-2.

Os próximos tempos, apesar de ainda estarmos no início das competições, são cruciais para afirmar um espírito vencedor e que permita, desde já, amealhar pontos que poderão ser fundamentais na disputa dos lugares cimeiros. E que a qualidade de jogo permita a continuidade na disputa do maior número de competições e/ou troféus.

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Nova época

Maio 25, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
José Queirós
José Queirós

Finalmente acabaram as competições profissionais! Na próxima época não teremos Nacional e Arouca na Primeira Liga e para os substituir estarão o Portimonense e Desportivo das Aves.

Para os lados do Dragão, Nuno Espírito Santo foi despedido e aguarda-se pelo seu substituto no F.C. do Porto. Consequências de mais uma má época. Assim sendo, quem vier e não ganhar, já sabe que será despedido.

O Sporting acabou a época com uma vitória expressiva e mais um hat-trick de Bas Dost que, para além de ser, de longe, o melhor marcador da Liga, foi, também, o segundo melhor da Europa, atrás de Messi. Os adeptos, leia-se claque, mostraram, também, o seu desagrado pela má época, ao manterem-se calados durante vinte minutos. Para além disso, também fizeram questão de deixar alguns recados para dentro do clube, tendo em vista a próxima época.

Depois de algum alarido sobre a permanência de Jorge Jesus, o que também não é de estranhar, a estrutura leonina, com Jesus incluído, já prepara a nova temporada com o objetivo de destronar o Benfica. De “mãos dadas”, o Sporting e o F. C. do Porto terão a árdua tarefa de impedir o penta para a Luz.




O nosso Gil é que parece ter entrado de férias mais cedo e permitiu que o vizinho Famalicão continuasse na Segunda Liga. Aguardo pelo defeso para se tirar algumas ilações!

Um abraço para todos os amantes do futebol e, especialmente para os sportinguistas…saudações leoninas.

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Ir Para Cima