Tag archive

Lions Clubs International

COVID-19: Lions Clubs International doa ventiladores a vários hospitais

Maio 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

A Pandemia do Coronavírus, mais conhecida como COVID-19, teve o seu início nos finais do ano 2019. Para que percebamos aquilo que nos está a acontecer agora, vejamos o seguinte. Nos últimos 101 anos, algo de similar aconteceu com a chamada “Gripe Espanhola” que dizimou o mundo, matando mais de 50 milhões de pessoas.



Na época em que a doença se espalhou, o mundo passava pela Primeira Guerra Mundial, e as grandes potências ocidentais estavam envolvidas no conflito havia anos (1914-18). Por essa razão, a imprensa desses países sofria forte censura. Divulgar as notícias de que a gripe espanhola tinha afetado suas tropas poderia ser muito ruim para o moral dos soldados e poderia espalhar pânico na população. Assim, esses locais passaram a censurar as notícias relacionadas com a doença.

Segundo os historiadores, a gripe espanhola não surgiu na Espanha, mas recebeu esse nome por motivo da forte divulgação do problema na imprensa espanhola. Como a Espanha não estava envolvida com a guerra, não havia necessidade de censurar a imprensa, e assim, as notícias sobre a enfermidade espalharam-se a partir do que a imprensa espanhola noticiava. Foi por essa razão que a pandemia recebeu o nome de gripe espanhola.

Esta situação que para nós é nova, mudou literalmente a nossa vida, na nossa forma de estar, pensar, relacionar, socializar, trabalhar, enfim, em todos os aspetos da nossa vida. Nos Lions Clubes tudo mudou entretanto.

Desde 1917 existem os clubes de serviço do Lions. Para quê? O trabalho dos Lions passa por apoiar as suas comunidades das mais diversas formas e programas, sendo esta uma delas, As Grandes Catástrofes. Os Lions estão, com frequência, entre os primeiros a oferecer ajuda. E a LCIF está presente ao lado deles, pronta para apoiar os seus esforços com assistência, para ajudar as vítimas de catástrofes. Lions Clubs International está a trabalhar arduamente com os clubes em todo o mundo, tentando acompanhar esta pandemia do coronavírus (COVID-19) em andamento, que está a mudar a maneira como vivemos, trabalhamos e servimos, durante este período desafiador. Vamos continuar a mostrar a nossa bondade e a nossa força em ação, colocando, em primeiro lugar, a saúde e segurança das nossas comunidades.

Para ajudar os Clubes de todo o mundo a lutar contra esta adversidade, os Lions Clubes têm tido o apoio da LCIF – Lions Clubs International Foundation) a nossa Fundação Internacional, através de subsídios atribuídos aos clubes, aos distritos (países ou grupo de clubes).

Este ano, em meados do mês de março, um dos responsáveis da LCIF em Portugal, constatando o que se passava com a pandemia em Portugal e no mundo, resolveu questionar a LCIF da existência de um subsídio específico para esta pandemia que devorava vidas incessantemente. A resposta foi quase imediata, a partir do momento que o país reunisse as premissas apresentadas. Infelizmente, reuníamos, pois já tínhamos muito mais de 100 infetados, hospitais com carências de equipamentos como ventiladores e outros equipamentos ligados à saúde, e pessoal especializado para manusear com esse tipo de equipamento.

De imediato, os Coordenadores da LCIF deitaram mãos à obra e passados cerca de dez dias tinham o levantamento das necessidades dos hospitais junto da ARS, as respostas desses hospitais (os que responderam), os orçamentos das empresas fornecedoras desses ventiladores e enviaram o pedido de subsídio para os Estados Unidos.

No dia 8 de abril, recebemos a alegre notícia da atribuição de um subsídio de 100.000 USD para o Alívio à COVID-19, cerca de 91.000 Euros. A alegria foi imensa, pois agora só teríamos de entregar aos hospitais contemplados os ventiladores.

Foram contemplados os Hospitais de:

H. BRAGANÇA, H. SANTA MARIA MAIOR – BARCELOS, H. S. JOÃO – PORTO, H.S. ANTÓNIO – PORTO, HOSPITAL DE AVEIRO, HUC – COIMBRA, ESTEFÂNIA – LISBOA, CURRY CABRAL – LISBOA, H. FARO, H. ESPÍRITO SANTO – PONTA DELGADA, H. MADEIRA.

Por: PCC José Carvalho Lopes (Lions Clube de Barcelos).*

Foto: LCB.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Lions enfrentam a COVID-19!

Abril 18, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Abateu-se sobre o planeta uma pandemia sem precedentes. O novo coronavírus, em poucos meses, difundiu-se desenfreadamente, atravessando fronteiras e causando dor e sofrimento.

Num cenário quase hollywoodesco, de um dia para o outro, o mundo ficou obrigado a um isolamento social, a um confinamento forçado em prol de um bem comum: A NOSSA SAÚDE.



As prioridades mudaram repentinamente. O foco é, agora, proteger os grupos mais frágeis e os mais idosos. A prioridade é controlar a pandemia e podermos dar assistência digna a todos aqueles que, desafortunadamente, contraíram a doença.

Este flagelo traz consigo grandes desafios. Desafios políticos, económicos e sociais.

O futuro é incerto. Avizinha-se uma terrível recessão económica.

Mais do que nunca, é necessário ser solidário, tolerante e atento às injustiças. Mais do que nunca, as associações humanitárias são cruciais para garantir o apoio a quem mais precisa.

O Lions Club International é a maior organização mundial de serviço, presente em mais de 210 países, contribuindo com milhões de dólares anualmente para grandes causas humanitárias. E, mais do que isso, contribuindo com milhões de horas de serviço dos seus membros a favor das comunidades onde se inserem. Não é apenas uma questão de mobilizar recursos financeiros. É agir e estar presentes para tornar muitas vidas menos difíceis.

Globalmente, os LIONS têm vetores prioritários de apoio como a diabetes; alívio à fome; visão (curar a cegueira evitável); o cancro pediátrico; e a preservação e valorização do meio ambiente.

E os LIONS estão sempre presentes no apoio às vítimas de grandes catástrofes, como terramotos ou grandes incêndios, por exemplo. Ou na ajuda ao combate à COVID-19.

Com o empenho e espírito de serviço que caracterizam os Lions em Portugal, foi possível, em poucos dias (com envolvimento relevante de membros do Clube de Barcelos), elaborar e apresentar uma candidatura à LCIF (Lions Clubs International Foundation), que, igualmente em poucos dias, atribuiu ao Lions Portugal um subsídio “a fundo perdido” no valor de 100.000 dólares para aquisição de ventiladores e outros equipamentos de proteção para reforçar a capacidade dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde no combate à COVID-19.

Este subsídio, certamente replicado pelo mundo inteiro, será uma grandiosa ajuda neste momento sombrio.

Assim se demonstra uma característica distintiva dos Lions: Nós servimos! E servimos com ações concretas e rápidas, sempre com o objetivo de melhorar a vida de pessoas mais fragilizadas.

Localmente, cada Clube pode fazer a diferença junto das suas comunidades. O conhecimento concreto das necessidades dos seus conterrâneos e a proximidade das pessoas, permite movimentos solidários fortes.

Neste momento de clausura, afastamento e solidão temos que ficar unidos. Criar pontes entre nós para que ninguém fique para trás. Pequenos gestos podem levar esperança e conforto a quem lhes faltar. Proporcionar momentos de alegria, ajuda a enfrentar as adversidades com mais confiança e fé.

A Humanidade está a ser colocada à prova. Temos que trabalhar e lutar para a construção de um mundo melhor. Temos que sentir o outro.

Mesmo quando não havia nenhuma esperança, sempre procurei dar o melhor de mim.” (Orson Welles)

Por: Ângela Costa (Lions Clube de Barcelos).

Imagem: LCP.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Lions de Barcelos promove concurso e exposição de “Cartaz sobre a Paz”

Janeiro 25, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Iniciativa, patrocinada pelo Lions Clubes Internacional, distingue três alunos da EBS Vale do Tamel

Há mais de 30 anos, o Lions Clubes Internacional tem patrocinado um concurso cujo tema é sempre sobre a Paz, que incentiva e motiva os Clubes Lions em todo o mundo a promover a realização do concurso envolvendo escolas e os seus alunos.



O Lions Clube de Barcelos organizou, este ano, o concurso em parceria com a Escola Básica e Secundária Vale do Tamel, sede do Agrupamento de Escolas Vale do Tamel.

Os trabalhos, integrados no Departamento de Expressões, foram desenvolvidos nas disciplinas de Educação Visual e Educação Tecnológica, coordenados pelos professores Adelino Silva, Alberto Costa e Vítor Diegues, tendo os alunos, no processo de execução, tido a possibilidade de usarem várias técnicas de expressão.

Depois de concluídos, os trabalhos foram expostos no hall de entrada da escola sede para poderem ser apreciados pela população escolar e para que a mensagem da paz pudesse ser partilhada por todos. A iniciativa teve um impacto muito positivo.

O trabalho vencedor foi do aluno Vitallii Polehenkyi, do 6º ano, obtendo uma menção honrosa a nível nacional, tendo ficado em segundo lugar ficou o trabalho do seu irmão, Vadym Polehenkyi, e no terceiro lugar, o trabalho do aluno Santiago Lagarteira, curiosamente os três alunos pertencentes à mesma turma, a 6º G.

Todos os trabalhos dos alunos participantes deram lugar, posteriormente, a uma exposição na Biblioteca Municipal de Barcelos, estando os vários cartazes patentes ao público durante o mês de janeiro.

O concurso de “Cartaz sobre a Paz” foi criado em 1988 para dar aos jovens a oportunidade de, criativamente, expressar seus sentimentos sobre a paz mundial e compartilhar as suas visões com o mundo. Cerca de 350.000 crianças de mais de 65 países participam, anualmente, neste concurso.

Fotos: LCB.

Nós Servimos!

Janeiro 22, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

O Serviço desinteressado ao outro, que de algum modo, está necessitado de apoio, é a verdadeira essência do lionismo. “Servir e não servir-se” é uma das linhas orientadoras da conduta lionística: integra o nosso código de ética.



E esse Serviço manifesta-se de diversas maneiras, atravessa todas as áreas e cruza todos os estádios etários. Da saúde à cultura, da educação ao meio ambiente, do combate à fome, à orientação e intercâmbio juvenil, ao apoio e proteção na velhice, etc. Cada clube desenvolve-o segundo as características e as necessidades da sua comunidade, mas também, segundo o fio orientador do grande Movimento Internacional de Serviço, que é o Lionismo.

Promovem-se rastreios de prevenção da diabetes e outros; apoia-se a investigação do cancro infantil; organizam-se colheitas de sangue e palestras; promovem-se ações de luta contra a cegueira, de preservação do meio ambiente e de combate à fome; constroem-se creches e lares; acode-se em situações de catástrofes, etc.

Através da sua Fundação, os Lions estão em todo o lado, onde o sofrimento humano acontece, para com o seu serviço, minimizarem o sofrimento e promoverem o bem-estar.

Janeiro é o mês da consciencialização sobre a fome. Esse flagelo, que afeta uma fatia muito grande da humanidade e atravessa os cinco continentes, cria as condições ideais para o aparecimento da doença e a subsistência da morte, e gera a debilidade do ser humano, logo à nascença.

Façamos o exercício mental de nos colocarmos no lugar de alguém que morre de fome. Deve ser horrível, não acham? E, no mundo atual, no qual a riqueza está tão mal distribuída, há ainda muitos milhões de seres humanos (crianças, mulheres e homens) a morrerem de fome todos os dias. Ou devido às guerras, ou às secas e outras intempéries climatéricas, ou simplesmente por penúria. E não acontece apenas nos países subdesenvolvidos. Há fome também nos países ricos. E muitos são os recursos desperdiçados que, se bem orientados, e se pudessem circular livremente sem as burocracias que os impedem de chegar rapidamente aos lugares onde salvariam vidas, acabariam com o flagelo da fome a nível mundial.

Os clubes Lions também estão presentes no combate à fome nas suas comunidades, nos seus países e no mundo. E são muitas as ações realizadas para colmatar esse flagelo. Participam na angariação e distribuição de alimentos, fazendo parcerias com outros organismos vocacionados para esse fim; organizam e distribuem cabazes alimentares a nível das suas comunidades; atribuem bolsas alimentares a famílias mais carentes; criam refeitórios, etc. Mas também por meio da sua Fundação, e com a ajuda monetária desta, que patrocina projetos de clubes, desde que bem fundamentados, são desenvolvidas ações no sentido de acabar (ou, pelo menos, diminuir) a fome que grassa pelo mundo. E, atualmente, está a decorrer um programa piloto de subsídios contra a fome, criado pela Fundação Lions Internacional, que subsidia projetos de clubes que sejam dirigidos ao combate contra a fome. Nomeadamente, plantação de hortas comunitárias, distribuição de frigoríficos, construção de refeitórios, etc.

O Lions Clube de Barcelos sempre expressou a sua preocupação nesta área, quer através da feitura de cabazes (especialmente na época natalícia), distribuindo-os por famílias previamente selecionadas ou entregando-os a associações da cidade com essa vocação e que têm a seu cargo esse serviço humanitário. Nomeadamente, o GASC. Mas também a Associação da Paramiloidose beneficiou já dessa ação do Lions Clube de Barcelos. E, desde há três anos, tem um projeto de entrega de bolsas alimentares, divididas em duodécimos mensais, a famílias carenciadas, selecionadas com a ajuda da Junta de Freguesia de Barcelos.

Nos dois últimos anos, entregaram-se dez bolsas alimentares em cada ano.

Este ano caminha-se no mesmo sentido.

Por: CL Jeracina Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Lions ajudam no combate à Diabetes

Novembro 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Lions Clubs International (LCI) é uma organização internacional de clubes de serviço, cujo objetivo é promover o entendimento entre as pessoas numa escala internacional, atender a causas humanitárias e promover trabalhos voltados para as comunidades locais.



Da sua missão consta: criar e fomentar um espírito de compreensão entre todos os povos para atender às necessidades humanitárias E oferecer serviço voluntário através do envolvimento na comunidade e da cooperação internacional.

O Lions Clube de Barcelos completa, em breve, 40 anos de existência, com cerca de 50 membros ativos. Desempenha um papel importante nesta cidade, apoiando pessoas carenciadas, assim como instituições na área social, como a APACI, há cerca de 35 anos.

Além disso, promove fóruns para a livre e ampla discussão dos assuntos de interesse público, excetuando o partidarismo e o sectarismo religioso.  Também se interessa, ativamente, pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade.

O Dia Mundial da Diabetes é comemorado no dia 14 de novembro e LCI tem uma parceria com a Federação Internacional de Diabetes (IDF) para aumentar a consciencialização sobre essa doença que afeta 1 em cada 11 pessoas.

O Lions Clube de Barcelos, no Dia Mundial da Diabetes, organizou uma ação gratuita de rastreio, aberto à comunidade.

A Diabetes é uma das cinco principais atividades dos Lions Internacional.

Juntos, podemos informar as comunidades para melhor compreender, prevenir e tratar a diabetes.

Por: José Carvalho Lopes* (Ex-Presidente do Conselho Nacional de Governadores).

Ir Para Cima