Tag archive

Lleida

Taça Continental de hóquei em patins disputa-se em Barcelos

Agosto 30, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Óquei Clube de Barcelos informou que a final four da Taça Continental deste ano disputa-se no Pavilhão Municipal de Barcelos, nos dias 29 e 30 de setembro.



A “Catedral” recebe os jogos:

FC Barcelona (vencedor da Liga Europeia) vs. Óquei de Barcelos (finalista vencido da Taça CERS); e

FC Porto (finalista vencido da Liga Europeia) vs. Lleida (vencedor da Taça CERS).

Os vencedores destes dois encontros disputarão o troféu.

Será, portanto, mais uma final four que colocará frente a frente representantes de Portugal e Espanha, esperando-se que, desta vez, as equipas nacionais levem a melhor.

Foto: DR (alterada).

 

Óquei de Barcelos cede nas penalidades e não conquista o tri na CERS

Abril 29, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Disputou-se em Lleida mais uma final da Taça CERS, mais uma final onde o Óquei Clube de Barcelos (OCB) marcou presença, defrontando a equipa espanhola do Lleida.



Arbitrado pela dupla francesa Xavier Bleuzen e Julien Thibaud, Paulo Pereira fez alinhar de início Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco, de início, ficaram André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Afonso Lima e Marinho.

Já Albert Folguera, treinador espanhol, apresentou de início Albert Mola, Bruno Di Benedetto, Joan Cañellas, Dario Giménez e Andreu Tomàs. No banco, de início, ficaram Lluís Tomàs, Xixi Creus, Roberto Di Benedetto, César Candanedo e Deri Mataix.

O jogo começou “taco a taco” mas foi o OCB o primeiro a marcar, aos 17 minutos, por Joca Guimarães, fazendo o 1-0 com que se foi ao intervalo.

No reatamento do jogo, aos 4 minutos, o Lleida falhou uma grande penalidade por Dario Giménez. Por volta dos 6 minutos, Zé Pedro teve a oportunidade de aumentar a contagem, na marcação de um livre direto a penalizar os espanhóis pela sua 10ª falta. No entanto, não conseguiu concretizar. Mas no minuto seguinte, João Almeida “stickou” para o segundo golo do OCB. Aos 10 minutos, a equipa da casa reduziu a desvantagem, por intermédio de Andreu Tomàs, na marcação de uma grande penalidade. Aos 15 minutos, o Lleida empatou, por Giménez, num livre direto, e Hugo Costa a receber cartolina azul. Dois minutos depois, o OCB chegou à 10ª falta mas Giménez falhou o correspondente livre direto. Os espanhóis continuaram por cima do jogo mas o jogo chegou ao fim com 2-2 no marcador, indo para prolongamento.

Na primeira parte do prolongamento foram, de novo, os espanhóis a estar por cima do jogo, com os lances mais perigosos a serem seus, mas a parte a terminar empatada a 2 golos. Na segunda parte, o Lleida conseguiu ser melhor mas a menos de 30 segundos do final, o OCB quase resolvia. No entanto, ficou tudo para as grandes penalidades.

Pelo lado do OCB, Marinho, Rúben Sousa, Joca Guimarães, Juanjo López e Zé Pedro falharam as suas penalidades; pelo lado do Lleida, Candanedo, Giménez, Andreu Tomàs e Roberto Di Benedetto falharam mas Xixi Creus marcou e entregou a CERS aos homens da casa, impedindo que o OCB conquistasse o inédito tri.

Foto: OCB.

Óquei de Barcelos derrota Voltregà e está de novo na final da Taça CERS

Abril 28, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Óquei de Barcelos (OCB) e Voltregà defrontaram-se hoje na primeira meia-final da final four da Taça CERS deste ano, no Pavilhão 11 de Setembro, em Lleida, Espanha.



O jogo foi arbitrado pela dupla italiana Joseph Silecchia e Massimiliano Carmazzi.

A equipa espanhola Voltregà, treinada por Francesc Linares, alinhou de início com Blai Roca, Xavi Crespo, Eric Vargas, Petxi Armengol e Gerard Teixidó. No banco iniciaram Eric Carrillo, Pol Galifa, Aleix Molas e Ignasi López.

Já Paulo Pereira, treinador do OCB, fez alinhar de início Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco iniciaram André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Afonso Lima e Marinho.

O OCB entrou “a todo o gás” e a controlarem completamente o jogo e o adversário. Logo aos 3 minutos, na marcação de um livre direto pelo azul de Teixidó, Zé Pedro foi eficaz e concretizou o primeiro golo para os barcelenses. Cerca de 5 minutos depois, João Almeida aumentou a contagem para 0-2. Aos 13 minutos, Rúben Sousa tornou a marcar, de grande penalidade, e a colocar a vantagem em 3 golos. Um minuto depois, numa espécie de “justiça salomónica”, a equipa de arbitragem admoestou com azul Crespo, do Voltregà, e Joca Guimarães, do OCB. Até ao intervalo não houve mais alterações no marcador, indo as equipas para os balneários com um 0-3 para o OCB no placard eletrónico do pavilhão.

Na segunda parte, o OCB perdeu o controlo do jogo, com os espanhóis a tentarem uma “remontada”. Primeiro, por intermédio de Aleix Molas, aos 14 minutos. Um minuto depois, Xavi Crespo leva novo azul, por protestos mas desta vez, Zé Pedro não conseguiu marcar. Um minuto depois, num grande lance individual, em situação de Under-Play (jogador a menos), o Voltregà marcou de novo, por Erica Vargas. Só que noutra grande jogada individual, e a pouco menos de 4 minutos do final, João Almeida voltou a marcar e a colocar o OCB a vencer por 2-4. A cerca de 1’30’’ do final do jogo, noutro bom golo, Juanjo López voltou a marcar e a recolocar a vantagem barcelense em 3 golos. A final estava à vista e ficou confirmada pouco tempo depois. O OCB fica à espera do vencedor da outra meia-final entre a equipa da casa Lleida e os italianos do Breganze, para saber quem defrontará, amanhã, às 17h00, na final.

 

 

Ir Para Cima