Tag archive

Maria José Fernandes

IPCA disponibiliza novo curso: Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial

Julho 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) arranca o ano letivo de 2018-2019 com um novo curso de licenciatura: Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial, que abre com 25 vagas.



Este curso da Escola Superior de Tecnologia (EST) do IPCA, em colaboração com a Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA, segue as tendências mais atuais na formação de profissionais com os conhecimentos científicos de suporte a uma formação avançada de tecnologias industriais alinhadas com a nova revolução industrial.

Os primeiros alunos do novo curso poderão comprovar a aproximação da academia com o tecido empresarial da região, através da formação em contexto de trabalho desde o primeiro ano. Esta aproximação garante um cariz inovador a esta oferta educativa ao longo dos três anos.

Maria José Fernandes, presidente do IPCA, refere que este é mais um sinal notório do “crescimento sólido do IPCA e do alinhamento da sua oferta formativa com necessidades do tecido empresarial da região e do país”.

Já o diretor da EST, Vítor Carvalho, refere ainda que os futuros estudantes desta nova licenciatura irão beneficiar de uma estrutura adequada a esta oferta formativa, quer o corpo docente qualificado, quer os equipamentos e laboratórios disponíveis, bem como de uma nova infraestrutura em construção – o M-Factory Lab – onde vão existir espaços industriais como o Laboratório de Maquinação e Metrologia e uma oficina automóvel com a tecnologia Connected Repair (CoRe) da BOSCH.

A nova licenciatura junta-se aos 13 cursos já existentes no IPCA, aos 22 Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), aos 14 mestrados e às 8 pós-graduações.

Imagens: IPCA.

A partir de hoje, IPCA passa a Fundação Pública

Junho 28, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Conselho de Ministros na sua reunião realizada hoje, dia 28 de junho, aprovou a transformação do regime legal do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) numa fundação pública com regime de direito privado e aprovou os respetivos Estatutos.



O IPCA é, assim, a primeira instituição do sistema politécnico a quem foi atribuído o regime fundacional, seguindo o modelo de fundação pública adotado pelas Universidade de Aveiro e do Porto e, mais recentemente, pela Universidade do Minho e pela Universidade Nova.

Assume, então, esta nova fase “com enorme sentido de responsabilidade, continuando a afirmar a sua missão de criação, transmissão e difusão da cultura e do saber de natureza profissional, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da sociedade e, em especial, da região do vale do Cávado e do Ave”, refere em nota.

Este processo de transformação do Politécnico do Cávado e do Ave em Fundação Pública, inédito no sistema politécnico, resultou da vontade do Presidente do IPCA, João Carvalho, que apresentou a proposta inicial, e da atual Presidente, Maria José Fernandes, que no início do seu mandato assumiu a proposta e a apresentou ao Conselho Geral, tendo sido aprovada por maioria absoluta. A proposta foi, posteriormente, remetida para o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, tendo terminado agora com a aprovação em Conselho de Ministros.

A Fundação Pública IPCA continuará a ser uma instituição pública, em algumas matérias seguindo o regime de direito privado, mas continuando a manter os princípios constitucionais respeitantes à administração pública, nomeadamente, a prossecução do interesse público e os princípios da igualdade, da imparcialidade, da justiça e da proporcionalidade.

Seguindo as recomendações do grupo de trabalho que avaliou estas fundações, o IPCA criará um fundo autónomo com o objetivo de assegurar a prossecução das respetivas atribuições através de fontes alternativas de financiamento.

O novo regime legal para a Fundação Pública IPCA estabelece, ainda, a possibilidade de implementação de um contrato plurianual a estabelecer entre o Estado e o IPCA com o objetivo de incentivar o “estímulo à qualificação e especialização digital através do apoio a formações curtas e especializadas de ensino superior, bem como à promoção da atividade de investigação baseada na prática nas regiões do Vale do Cávado e do Vale do Ave, designadamente reforçando infraestruturas e atividades de ensino e investigação e desenvolvimento.”

O funcionamento em regime fundacional tem um período experimental de cinco anos, sendo realizada, no final, uma avaliação, podendo o Conselho Geral propor, fundamentadamente, o regresso ao regime não fundacional.

A Presidente do IPCA, Professora Maria José Fernandes, referiu que “é um dia histórico e um grande desafio para o futuro do IPCA e também uma oportunidade única de adequar o modelo de governação às necessidades de gestão. Esta decisão vai de encontro às mais recentes recomendações da OCDE que defendem que este é o modelo que melhor se adequa à gestão das instituições de ensino superior, aumentando a sua autonomia e aproximando-as às empresas e à comunidade”. Acrescentou que “é também um dia muito importante para o sistema politécnico pois abre caminho a que outros politécnicos possam adotar este regime fundacional”.

A Presidente do IPCA finalizou, referindo que “neste dia é devido um agradecimento ao Ministro Professor Manuel Heitor, por ter lançado o desafio e apoiado a sua concretização, e um agradecimento ao Professor João Carvalho, por ter a visão estratégica de ter iniciado este processo há cerca de dois anos, pois ambos contribuíram para que este dia fique na história do IPCA e do ensino politécnico como um marco inédito e estimulante”.

Fonte e foto: IPCA.

Maria José Fernandes eleita Vice-Presidente do CCISP

Junho 9, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Maria José Fernandes, foi eleita Vice-Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).



A eleição da Vice-Presidente do CCISP, que teve lugar no decurso da reunião do CCISP realizada no Politécnico de Santarém, decorreu na passada terça-feira, dia 6 de junho, tendo Maria José Fernandes sido eleita para o cargo por unanimidade.

O CCISP é o órgão de representação conjunta dos estabelecimentos públicos de ensino superior politécnico. Atualmente, integram o CCISP todos os institutos superiores politécnicos públicos, através do seu presidente, bem como as escolas superiores não integradas, igualmente, através do seu presidente.

Maria José Fernandes assume, assim, o cargo de Vice-Presidente do CCISP, ao lado de Pedro Dominguinhos, Presidente do CCISP.

Fonte e foto: IPCA.

Ministro do Ensino Superior inaugura a Biblioteca José Mariano Gago, no IPCA

Junho 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) inaugurou, no dia 4 de junho, a nova biblioteca do IPCA, Biblioteca José Mariano Gago.



Uma biblioteca projetada há cerca de dez anos, aquando da visita do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior à data, José Mariano Gago, que referiu a aposta do Governo na consolidação e afirmação do IPCA.

Foi no ano de 2010 que se elaborou o programa para a construção da Biblioteca do IPCA. Somente em 2016, após aprovação do projeto, foi possível iniciar-se o procedimento concursal para a execução da empreitada de construção do edifício da Biblioteca e da primeira fase da Escola Superior de Tecnologia. Esta obra, inaugurada esta segunda-feira, representou um custo de cerca de 2 milhões e 500 mil euros, suportado inteiramente pelo IPCA e sem derrapagem orçamental.

Durante a cerimónia, a Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, explicou a escolha do nome da Biblioteca José Mariano Gago, pois foi precisamente “o primeiro ministro do Ensino Superior a visitar o IPCA em dois momentos muito importantes para o seu desenvolvimento: o primeiro dos quais na inauguração da sua primeira escola, a Escola Superior de Gestão, e o segundo, os serviços de ação social”. Com o mote de gratidão, a Presidente aproveitou ainda o seu discurso para enaltecer todo o trabalho que João Carvalho realizou em prol do desenvolvimento do IPCA e que esta biblioteca é obra do antigo dirigente. O antigo presidente teve ainda um mural de homenagem como forma de gratidão por todo o trabalho e dedicação desenvolvido no IPCA.

O atual Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, marcou presença nesta inauguração e adiantou que o IPCA será a primeira instituição politécnica do país a tornar-se fundação pública de direito privado. «Tudo farei para que até ao final do ano seja uma realidade. É a primeira vez que um politécnico entra neste regime. Vai, no futuro, projetar ainda mais o IPCA”, referiu o Ministro, que enalteceu, igualmente, o papel do Professor João Carvalho na afirmação e crescimento do ensino politécnico, em particular do IPCA, que é hoje uma Instituição de referência na região, no país e na Europa.

Fonte e fotos: IPCA.

Ministro do Ensino Superior inaugura nova Biblioteca do IPCA

Maio 30, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai inaugurar o novo edifício da Biblioteca do IPCA no dia 4 de junho, com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. A cerimónia tem início pelas 11h00, no Campus do IPCA em Barcelos.



A inauguração inicia com uma visita às instalações, seguindo-se as intervenções do Ministro Manuel Heitor, do presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, do presidente do Conselho Geral do IPCA, António Marques, e da presidente do IPCA, Maria José Fernandes, que encerra a cerimónia.

O dia da inauguração terá, ainda, momentos surpresa para todos os convidados, altura em que será divulgado o nome oficial da Biblioteca.

Fonte e imagem: IPCA.

Presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia presente nas comemorações do Dia da Escola Superior de Tecnologia

Maio 23, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Paulo Ferrão, marca presença nas comemorações dos 14 anos de existência da Escola Superior de Tecnologia (EST), que decorrem no dia 25 de maio.



Na mesa de honra da sessão solene do Dia da EST vão estar presentes a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, o diretor da EST, Vítor Carvalho, a presidente da Associação Académica do IPCA, Sara Ferreira, e o presidente da FCT, Paulo Ferrão, convidado de honra, que irá proferir uma palestra sobre o tema: “Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento”.

A visita de Paulo Ferrão ao IPCA surge num período marcado por uma aposta clara do Instituto de Ensino Superior barcelense na dimensão da investigação, desenvolvimento e inovação, em particular após a submissão à FCT de uma candidatura para a criação de um novo centro de I&D em Inteligência Artificial Aplicada – o “Applied Artificial Intelligence Laboratory (2Ai)”.

No seguimento da aposta estratégica na investigação aplicada em articulação com as empresas, no final da sessão solene será assinado o protocolo de cooperação com a empresa Fujifilm que, entre outros objetivos, visa proporcionar estágios aos estudantes do IPCA, apoiar a realização de projetos e dissertações de mestrado e ainda a realização de projetos de inovação e desenvolvimento.

Serão ainda entregues os Prémios do “3rd Symposium of Applied Research”, que distingue os estudantes do 2º ano dos cursos de mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, em Engenharia Informática, em Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais e em Sistemas Integrados de Gestão QAS com melhor apresentação, melhor dissertação e melhor poster.

Laboratório em Inteligência Artificial Aplicada (2Ai)

Este Centro de I&D em Inteligência Artificial Aplicada (IAA) no IPCA visa dar resposta às necessidades do tecido empresarial e indústria da região, em que o desenvolvimento da IAA se vai desenvolver no âmbito da missão de um politécnico.

O diretor da EST, Vítor Carvalho, frisou a diferença da IA (Inteligência Artificial) da IAA: “Marshall desenvolveu há 100 anos uma fórmula, graças a ela hoje temos micro-ondas”. Vítor Carvalho refere, ainda, o facto de antigamente as empresas terem os centros de I&D fora do país e que este paradigma se está a alterar e o “IPCA poderá vir a ser parceiro de muitas dessas empresas de forma a criar valor acrescentado” uma vez que a área tecnológica está cada vez mais implementada sendo uma das principais áreas de intervenção.

Fonte e fotos: IPCA.

Reitor da Universidade Lúrio visita o IPCA e estabelece parcerias de cooperação internacional

Maio 18, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA) recebeu o Professor Doutor Francisco Noa, Reitor da Universidade LÚRIO, situada em Nampula (Moçambique), no âmbito da cooperação internacional entre instituições de ensino superior.



A visita decorreu entre os dias 8 e 12 maio e culminou com a assinatura de um protocolo de cooperação entre a Presidente do IPCA, Maria José Fernandes e o Reitor da UNILÚRIO, Francisco Noa, que decorreu à margem da cerimónia de Entrega de Cartas do IPCA, no passado dia 12.

“Foi uma semana intensa, mas muito instrutiva para mim. Temos a certeza que este elo entre as instituições vai contribuir para o desenvolvimento da UNILÚRIO e do IPCA”, sublinhou referido o Reitor no decorrer do seu discurso.

A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, mostrou-se agradecida e comovida com a presença e discurso do Reitor na cerimónia de entrega de cartas de curso e referiu estar “certa que, de uma forma ou de outra, o IPCA e a Universidade Lúrio, duas jovens instituições de ensino superior público em crescimento, irão contribuir muito para o desenvolvimento de Moçambique e para a qualificação dos seus estudantes”.

O programa da visita incluiu várias reuniões de trabalho com a direção e as Escolas do IPCA, uma reunião com os estudantes PALOP a estudar no IPCA, e uma palestra ministrada pelo Reitor da UNILÚRIO, a toda a comunidade, sobre o tema “O Papel de África no mundo do seculo XXI”. Foi com entusiasmo que estudantes e professores participaram nesta palestra e perceberam que cada um pode contribuir para fazer crescer e desenvolver o continente Africano.

Durante a visita foi, ainda, possível visitar os Polos do IPCA em Braga e Guimarães, bem como as instalações da futura Escola-Hotel do IPCA, tendo o reitor reunido, também, com os Presidentes dos municípios de Braga, Guimarães e Esposende.

O IPCA e a UNILÚRIO assinaram o acordo de cooperação nas vertentes da mobilidade internacional e da investigação aplicada, bem como no apoio do IPCA a projetos da UNILÚRIO e a programas de voluntariado em Nampula, Moçambique.

Fonte e fotos: IPCA.

Alunos do IPCA recebem Cartas de Curso

Maio 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) realizou, no passado dia 12 de maio, a cerimónia de entrega de Cartas de Curso aos diplomados de Mestrado e de Licenciatura. Esta é uma cerimónia que pretende marcar o fim do percurso académico e o início do percurso profissional dos diplomados do IPCA.



A abertura da cerimónia esteve a cargo do Grupo de Fados do IPCA que, mais uma vez, encantou e marcou presença no certame.

O presidente do Conselho Geral do IPCA, António Marques, abriu a sessão solene com a sua intervenção e alertou os novos diplomados de que este “é apenas um passo que alcançaram. Não podem ficar por aqui”, salientou, comparando o esforço de Cristiano Ronaldo que é “o melhor do mundo porque treina todos os dias”. O presidente do Conselho Geral do IPCA falou, ainda, aos novos diplomados, dizendo que o IPCA estará sempre de portas abertas para os receber, pois, “a relação com o IPCA é inacabada”.

Seguiu-se a intervenção de Miguel Costa Gomes, presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que aproveitou a oportunidade para desejar os maiores sucessos profissionais aos diplomados do IPCA. O presidente enalteceu, também, o percurso deste Instituto que “evolui permanentemente em prol do desenvolvimento da região e do país, e sempre a dar passos certos com o objetivo de corresponder às necessidades dos jovens e do mercado de trabalho”.

“Esta carta significa o futuro”. Foi esta a deixa da presidente da Associação Académica, Sara Ferreira, que desejou felicidades a todos os que terminaram o curso no IPCA e que os maravilhosos anos passados nesta Instituição fiquem para sempre guardados na memória de cada um.

O Reitor da Universidade Lúrio, no âmbito de uma visita institucional ao IPCA, foi o convidado de honra desta cerimónia e referiu que “este é um momento importante na vida dos que se graduam e na história desta Instituição”. Realçou, ainda, o papel destes jovens no desenvolvimento das sociedades, apelando aos jovens provenientes dos PALOP que regressem aos seus países após a conclusão da sua formação porque “farão a diferença com a formação que aqui adquiriram”.

Coube à presidente do IPCA, Maria José Fernandes, fechar este ciclo de intervenções e fê-lo orgulhosamente “Há uns anos fizeram uma escolha, escolheram o IPCA. Hoje cerca de 100 estudantes vão receber a carta de curso”. A presidente do IPCA aproveitou, igualmente, para enaltecer o trabalho dos professores, diretores e funcionários pelos resultados alcançados e por terem apoiado estes jovens a levarem a bom porto o seu projeto académico. Referiu “é desta forma que concretizamos a nossa missão: formar pessoas, dotando-as de competências autorreflexivas”.

Durante a cerimónia, assinou-se o protocolo de cooperação entre o IPCA e a UniLúrio, que permite promover a cooperação entre as duas instituições através de atividade de índole académica, pedagógica, científica e cultural.

Seguiu-se a entrega de cartas de curso aos novos diplomados que completaram, no IPCA, os cursos de Licenciatura e Mestrado.

A sessão terminou com um momento de convívio, durante o almoço, entre a comunidade académica e familiares, no exterior da cantina do IPCA.

Fonte e fotos: IPCA.

IPCA entrega Cartas de Curso no próximo sábado

Maio 9, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) realiza, no próximo sábado, dia 12 de maio, a partir das 11h00, a habitual Cerimónia de Entrega de Cartas de Curso aos diplomados de Mestrado e de Licenciatura.



A abertura da cerimónia está a cargo do Grupo de Fados do IPCA.

Esta sessão decorre no edifício da Cantina do IPCA e conta com intervenções do presidente do Conselho Geral do IPCA, António Marques, do presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, da presidente da Associação Académica, Sara Ferreira, e da presidente do IPCA, Maria José Fernandes.

A cerimónia conta, ainda, com um convidado de honra, o Prof. Dr. Francisco Noa, Reitor da Universidade de Lúrio (Moçambique). Após as intervenções, terá lugar a assinatura de um protocolo de cooperação entre o IPCA e a UniLúrio.

Segue-se a entrega de cartas de curso, após a qual haverá também um momento de convívio durante o almoço com a comunidade académica e familiares.

A Cerimónia de Entrega de Cartas de Curso é um dos momentos solenes mais significativos do ano para o IPCA.

Fonte e foto: IPCA.

IPCA inicia construção do Mechatronics Factory Lab

Abril 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai construir o Mechatronics Factory Lab (M.Factory Lab), um laboratório industrial que proporcionará as melhores condições para a formação em contexto prático, nas áreas da mecatrónica, mecânica, robótica e gestão industrial.



O edifício vai ser construído no Campus do IPCA, em Barcelos, com preocupações ambientais, nomeadamente, integrando materiais que contribuam para uma maior eficiência energética, dando especial atenção aos sistemas de climatização e iluminação.

O M-Factory Lab terá uma área total de 644 metros quadrados e terá dois pisos: o piso térreo, destinado a oficinas de trabalho, apoiadas por balneários, e o primeiro andar, dedicado ao ensino teórico-prático com salas de aula devidamente equipadas.

É ainda propósito do IPCA criar no M-Factory Lab uma sala de conceção e desenvolvimento destinada a, entre outros, alojar estudantes que pretendam realizar o seu estágio curricular, inserido em programas que o IPCA desenvolve com empresas protocoladas.

Na assinatura do contrato com a Costeira Engenharia e Construção SA, empresa vencedora do concurso público, a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, mostrou-se bastante satisfeita com a construção do M-Factory Lab: “Esta é a minha primeira obra enquanto Presidente do IPCA. Já inaugurei algumas obras que vieram do mandato do Professor João Carvalho. Vou acompanhar o processo continuamente e garantir que será uma obra bem-sucedida pois ela vem colmatar uma falha importante nas infraestruturas de ensino e investigação aplicada“

O Administrador da Costeira Engenharia e Construção SA, Domingos Vieira, mostrou-se confiante com este projeto: “É mais um projeto que fazemos no IPCA. Felizmente ganhámos o concurso público e vamos conduzir este edifício que marcará a diferença na história do IPCA”.

Esta será uma empreitada com um valor total de cerca de 800 mil euros, cujos trabalhos iniciar-se-ão em breve no Campus do IPCA, em Barcelos, e estima-se que fique concluída até ao final deste ano.

Fonte e fotos: IPCA.

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima