Tag archive

Música

“Jazz ao Largo” termina com sessões de free jazz

Setembro 18, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Depois de quatro noites, pelas ruas de Barcelos, por onde o jazz foi o som mais ouvido, terminou o Festival “Jazz ao Largo”.



Ao contrário do ano passado, em que o jazz esteve presente nas sextas-feiras do mês de setembro, este ano foram cinco dias dedicados em exclusivo a um género musical que deleita um grande número de seguidores com um cartaz de luxo que contou com grupos nacionais de renome, reunindo as tendências atuais do jazz nacional.

De 13 a 17 de setembro houve lugar para workshops, sessões de free jazz; cinema ao ar livre, com o Filme “Bird”, de Clint Eastwood (parceria com a Zoom); concertos de Tim Tim por Tim Tum, Coreto Porta Jazz, Susana Santos Silva + Jorge Queijo, Gabriel Ferrandini + Pedro Sousa e ainda um concerto especial dos barcelenses La La La Ressonance, inspirado na obra do “gigante” Charles Mingus, a convite do festival.

Com diferentes sons e animação à mistura, ao longo de três noites, o Largo Dr. Martins Lima reuniu um grande número de apreciadores deste género musical que fizeram questão de reservar o seu lugar.

O “Jazz ao Largo” é um festival que dispensa apresentações. Realizado pelo segundo ano consecutivo, tem vindo a conquistar e cativar o público barcelense.

Fonte e foto: CMB.

“Jazz ao Largo“ está de volta

Setembro 11, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora




No final do verão, Barcelos volta a ser ponto de passagem obrigatório para os amantes de Jazz. Depois do sucesso da primeira edição em 2016, o “Jazz ao Largo” tem regresso marcado para os dias 13 a 17 de setembro.

O evento, que assinala o regresso do Jazz ao espaço público da cidade, é organizado pelo Município de Barcelos em parceria com a Associação Burgo Divertido, destacando-se “como um dos eventos que marca a atual política de oferta cultural do Município”, conforme este refere em nota enviada a este jornal.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, o “Jazz ao Largo” corresponde às ambições da autarquia em ter um concelho que se orgulhe da sua dinâmica e oferta cultural variada. “É a segunda vez que promovemos o ‘Jazz ao Largo’ e, novamente, mantendo a entrada livre para todas as atividades. Em 2016, o evento terminou com um balanço extremamente positivo, contabilizando uma assistência de cerca de 800 pessoas. Com o cartaz de elevada qualidade que apresentamos, estão reunidas as condições para que esta edição seja um sucesso. O importante é que o evento seja um fator de atração de diferentes públicos à cidade”, salienta Miguel Costa Gomes.

O Festival “Jazz ao Largo”, cuja direção artística está a cargo do músico Pedro Oliveira, apresenta este ano um grande cartaz, que conta com grupos nacionais de renome, reunindo as tendências atuais do jazz nacional.

Este ano, para além dos habituais concertos no exterior do Teatro Gil Vicente, o evento conta com sessões de free jazz na Frente Ribeirinha da Azenha, com os duos Susana Santos Silva + Jorge Queijo e Gabriel Ferrandini + Pedro Sousa. Outra novidade em destaque é a parceria com a ZOOM, que resulta na apresentação do filme “Bird – Fim do Sonho”, de Clint Eastwood, que retrata a vida do ícone do jazz, Charlie Parker.

O concerto de abertura, no dia 14, está a cargo do grupo TIM TIM POR TIM TUM, um projeto acústico singular que junta em palco o talento de quatro bateristas.

No dia seguinte, é a vez da banda barcelense LA LA LA RESSONANCE apresentar um concerto original inspirado no afamado contrabaixista e compositor icónico norte-americano, Charles Mingus.

Os CORETO PORTA JAZZ, um grupo formado por 12 elementos da nova geração de músicos sediados no Porto, cujas atividades individuais são reconhecidas na cena jazzística nacional, encerram o ciclo de concertos, no dia 16.

O festival promove, para além dos concertos, um workshop de improvisação liderado pelos músicos Susana Santos Silva e Jorge Queijo.

Fonte e imagem: CMB.

Jazz, Blues e muito mais animam a programação de setembro do Teatro Gil Vicente

Agosto 31, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora




O Teatro Gil Vicente abre portas no mês de setembro, estendendo a sua programação para o palco sobre o Rio Cávado, nos dias 1, 2 e 3, com o Festival River Blues. Os concertos iniciam-se a 1 de setembro, com a banda barcelense QUANTIC MODE e os bracarenses BUDDA POWER BLUES. No sábado, 2 de setembro, é a vez da banda nacional JUST SOUL ORCHESTRA se apresentar com sons da Soul Music e do Funk. No último dia do Festival, a 3 de setembro, será lançado o novo álbum de originais de ANTÓNIO MÃO DE FERRO, um dos mais importantes guitarristas portugueses.

Mas os festivais não ficam por aqui. Entre os dias 13 e 17 de setembro é a vez do Largo Dr. Martins Lima receber o JAZZ AO LARGO. Este ano, o evento conta também com sessões de free jazz na Frente Ribeirinha da Azenha, no dia 16, às 15h e às 17h, e no dia 17, às 17h.

A música continua no Gil Vicente nos dias 8, com Pierre Chacal; 23, com o barcelense “Homem em Catarse”, na apresentação do seu primeiro álbum a solo; e, no dia 29, com o guitarrista barcelense João Dias, que apresenta o seu primeiro concerto num espaço fechado.

No primeiro dia do mês, o Teatro recebe a exposição de postais “Barcelos no Tempo – 89ª Aniversário da Elevação de Barcelos a Cidade”, da Associação de Colecionismo de Barcelos – ACOBAR, que estará patente até 10 de setembro. A fotografia também terá o seu espaço reservado no átrio do Gil Vicente, com a exposição “Max Vadukul na Coleção EI”, inserida no Festival Encontros da Imagem, que celebra este ano trinta anos da sua fundação.

O espaço cénico recebe, nos dias 9 e 10 e 16 e 17, formações em cenografia por Luís Santos, numa parceria do Município de Barcelos com A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos.

“Livros a Mexer” é o título da atividade dedicada aos seniores, no dia 13, com o workshop de dança e literatura por Pedro Carvalho e, no dia 17, é a vez das famílias se dedicarem à dança e ao cinema com o workshop “O filme que eu danço”. Os mais novos podem agendar o dia 24 para assistir à peça “Arlequim Recicla Assim”, pela Companhia de Teatro de Santo Tirso.

No dia 18, às 18h00, tem lugar uma palestra dedicada ao Autismo, inserida no The Son-Rise Program®. Uma iniciativa da Associação Vencer Autismo em colaboração com a Câmara Municipal de Barcelos.

E a sétima arte preenche sete dias da programação do mês de setembro, começando no dia 2 com a apresentação dos trabalhos dos alunos da oficina de verão “Quem Conta um Conto”, que teve lugar na Galeria Municipal de Arte, no âmbito das férias escolares. Nos dias 7, 13, 14, 21 e 28, a Associação ZOOM traz os filmes “Contos da Lua Vaga”, “Bird – O Fim do Sonho”, “O Intendente Sansho”, “A Rua da Vergonha”. E no dia 10 de setembro há lugar para as Moondog Sessions com “Jesus the Snake ao vivo nas ruínas de Conímbriga”.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

Arredas Folk Fest 2017 anima o próximo fim de semana

Agosto 29, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora




Entre 31 de agosto e 2 de setembro, a TORGO – Associação de Apoio às Artes realiza a edição de 2017 do Arredas Folk Fest, festival que já marca o panorama musical barcelense de final de férias de verão. O festival terá lugar em Tregosa, nas margens do Rio Neiva.

Este é um evento que conta com o apoio institucional da Câmara Municipal de Barcelos e da União de Freguesias de Durrães e Tregosa. O festival é de entrada livre, com campismo grátis e banho de água quente.

Os festivaleiros poderão assistir às atuações de Roleses (19h30), Bugalhos (20h30), Charanga (22h00) e DJ Gaiteirinho (00h00), no dia 31 de agosto. Já no primeiro dia de setembro, será a vez de Sons do Douro (20h30), The Town Bar (21h30), Terra Livre (22h30), The Fatty Farmers (00h20) e DJ Mother Folker (02h00). Por fim, no último dia do evento, atuarão a Escola de Gaitas da Ponte Velha (19h30), Chulada da Ponte Velha (21h30), Torga (22h30), Galandum Galundaina (00h20) e DJ Chega na Hora (02h00).

Festival “River Blues 2017” anima Barcelos no início de setembro

Agosto 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora




Entre 1 e 3 de setembro, as margens do Rio Cávado serão palco do festival “River Blues”, promovido pelo Município de Barcelos.

Assim, a música estará de volta às margens do rio Cávado, com Barcelos a receber a primeira edição deste festival, um evento cultural que visa apostar na fusão de sonoridades de Blues, Soul Music e Funk, prometendo colocar Barcelos na rota dos festivais musicais de cariz urbano, contemporâneo e cosmopolita.

A iniciativa, que vai ter lugar no primeiro fim de semana de setembro, é promovida, tal como referido, pelo Município de Barcelos e para o Presidente da Câmara representa “uma oportunidade de dar uma visibilidade diferente a Barcelos ao apostar num evento de qualidade que vem complementar a oferta cultural do concelho”.

De acordo com Miguel Costa Gomes, trata-se de um evento que pode contribuir para a fruição do espaço público da cidade nesta altura do ano, já que “o público poderá usufruir de bons momentos musicais num espaço pensado para acolher eventos ao ar livre, aliando, assim, o lazer à música”. “Estou convencido que as pessoas vão aderir. É uma aposta na aproximação a novos públicos, nomeadamente os jovens”, frisa o edil barcelense.

O cartaz desta primeira edição do “River Blues” conta com vários nomes de referência no panorama musical da World Music. Destaque para os BUDDA POWER BLUES, considerada uma das melhores bandas de Blues a nível nacional e europeu, tendo atuado em grandes festivais e concertos na Alemanha e no Luxemburgo e tendo sido selecionada, em 2016, para representar Portugal no maior certame de Blues da Europa, o European Blues Challenge in Torrita di Sienna, Itália.

O programa inicia-se a 1 de setembro, ao som de música Rock, com o show case da banda barcelense QUANTIC MODE. De seguida, sobem ao palco os bracarenses BUDDA POWER BLUES.

No sábado, 2 de setembro, é a vez da banda nacional JUST SOUL ORCHESTRA, formada por músicos da cidade do Porto, se apresentar com sons da Soul Music e do Funk. Em palco, estarão presentes dez músicos, três vozes, um teclista, uma guitarra, um baixo elétrico, bem como uma secção de Sopros composta por Sax Tenor, Trompete e Trombone.

No último dia do Festival, a 3 de setembro, será lançado o novo álbum de originais de ANTÓNIO MÃO DE FERRO, um dos mais importantes guitarristas portugueses, tendo tocado em bandas conhecidas da música pop, tais como os GNR, Pedro Abrunhosa e Rui Veloso.

O local escolhido pela Câmara Municipal de Barcelos – o palco sobre o Rio Cávado – além de propiciar um cenário de grande beleza natural e patrimonial, pretende fazer um reaproveitamento mais racional do palco construído, todos os anos, pela edilidade barcelense e que recentemente recebeu o Festival de Folclore.

O festival “River Blues” é organizado pela Câmara Municipal de Barcelos em parceria com a Eventos David Martins, e conta com os apoios da Olá, Lipton e Libargel.

Todos os concertos têm entrada gratuita e têm início marcado às 21h30.

Fonte e imagem: CMB.

Junta de Freguesia prepara 16.º Dia de Martim

Agosto 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

O “grande dia” está a chegar e muitos martinenses já estão a preparar-se para mais um Dia de Martim, que se realiza no próximo dia 15 de agosto e que é organizado pela Junta de Freguesia de Martim, no concelho de Barcelos, já lá vão 16 anos. “Quando a ideia surgiu nunca pensamos que este dia se ia tornar uma marca para os martinenses, familiares e amigos”, confessou o presidente da Junta de Freguesia de Martim, Manuel Silva, assumindo que o Dia de Martim é “a grande obra” do grupo que lidera os destinos da terra há precisamente 16 anos.

Uma ideia simples, mas que combina os ingredientes necessários para tornar o dia 15 de agosto de cada ano num dia sempre desejado e muito ansiado por todos. “É um orgulho para nós sentir o carinho que todos têm pela terra”, confidenciou Manuel Silva, deixando o convite a todos os martinenses e amigos da terra para se reunirem “à mesma mesa”. O dia promete, como sempre, muito convívio e boa disposição. Não faltam, também, os melhores petiscos cozinhados na hora, sempre bem “regados”. Aqui e ali reúnem-se famílias e amigos. Os emigrantes ‘matam saudades’ e os que já não vivem na terra lembram tempos passados. Mas todos têm algo em comum: o amor à terra. “O nosso amor à terra e o bairrismo são o que nos define como martinenses e durante o dia 15 de agosto esses sentimentos são vividos e sentidos de forma muito intensa. Fomos muito felizes na ideia, na altura inédita, mas também só podia ter sucesso. Os martinenses são assim: têm mesmo um bairrismo e um amor à terra que não são fáceis de se verem por aí”, assegurou Manuel Silva.

A essência do projeto mantém-se e de ano para ano, afirmou o autarca, “ficou a certeza que o Dia de Martim é o exemplo mais intenso de bairrismo dos martinenses. E todos sentem orgulho nisso”. O presidente justificou: “só quem participa é que consegue perceber a dimensão que o Dia de Martim atingiu, bem como viver e sentir o espírito e o orgulho martinenses. Mesmo quem não nasceu ou não vive em Martim e tem passado este dia com os martinenses deixa o ‘lugar reservado’ para a edição do ano seguinte”.

Atividades para todos das 7 horas à meia-noite 

Como já é tradição, ao convívio e ao encontro entre muitos familiares, amigos e conhecidos junta-se um programa bem recheado: eucaristia, provas de peddy-paper e de atletismo, piquenique, jogos tradicionais, música e muita animação para todas as idades e gostos. “Quando as pessoas gostam e apreciam só temos que manter, por isso, o programa mantém-se sempre a pensar em todos”, explicou o presidente, avançando que este ano a prova de peddy-paper, que já se realizou em edições anteriores, está de regresso nesta edição.

O dia começa bem cedo, pelas 7h00, com uma eucaristia por todos os martinenses, na Igreja Paroquial de Martim, celebrada pelo pároco da terra, padre Aurélio Ribeiro. A manhã é ocupada, ainda, com a prova de atletismo, modalidade com muita tradição na terra e que mobiliza muitos ‘apaixonados’ pela corrida. Ainda da parte da manhã, realiza-se a prova de peddy-paper.

A hora do almoço é a mais esperada por todos. Os martinenses saem de casa de farnel ‘às costas’, tal e qual manda a tradição, e encontram-se no campo da freguesia, ao lado do jardim-de-infância e da nova unidade de saúde, a partir das 12h30. Ali, convivem e confraternizam com os familiares, amigos e martinenses, em geral, sempre num ambiente saudável. E são já muitos os martinenses, que vivendo fora da freguesia, juntam-se à festa.

Durante a tarde, há jogos tradicionais e para os mais pequenos estão a ser preparadas, como é habitual, inúmeras atividades, com destaque para insufláveis diversos e pinta faces. A música não vai faltar e sempre com a voz e os pezinhos de dança de martinenses. Sobem ao palco, durante a tarde e noite, o Grupo Folclórico da Casa do Povo de Martim e uma banda da terra.

Ao cair da noite é tempo de reforçar energias. O jantar é oferecido, como manda a tradição, pela organização. Sardinhada, caldo verde e pão caseiro fazem parte da ementa.

No final da noite, a música vai continuar a ‘chamar’ os mais e até os menos atrevidos para a dança, até à meia-noite, hora em que termina, religiosamente e como já é tradição, o ‘Dia de Martim’.

Fonte e fotos: JFM.

Mostra de Artesanato continua até 13 de agosto no Parque da Cidade

Agosto 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Parque da Cidade abriu portas para mais uma Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos. Até 13 de agosto, Barcelos volta a ser a Capital do Artesanato e recebe mais de 125 artesãos, 80 dos quais de Barcelos, num certame que conta com cerca de 140 stands espalhados pelas várias áreas do recinto do Parque.

O Presidente da Câmara, Miguel Costa Gomes, realçou a importância do artesanato na imagem de Barcelos no país e no mundo, lembrando que “é a representação mais nobre da identidade barcelense e o grande elemento diferenciador em relação aos demais concelhos portugueses”.

A edição de 2017 decorre numa altura em que a UNESCO está a analisar a candidatura de Barcelos à Rede de Cidades Criativas. Reconhecido como a Capital do Artesanato, o concelho vê agora alargadas as suas aspirações através da candidatura à Rede, no domínio do artesanato e arte popular.

Para o edil barcelense, “é uma candidatura que se construiu em torno da tradição artesanal e da arte popular como um incontestável valor patrimonial, histórico e social”, acrescentado que “as artes e ofícios tradicionais são o âmago do povo barcelense e a criatividade, o legado que os mais nobres artistas cultivam ao longo de séculos. Barcelos terá assim mais um motivo de orgulho quando, em outubro próximo, for reconhecida como Cidade Viva e Criativa, uma terra de mestres artesãos com reconhecimento no país e no mundo por ser terra de barristas”, remata o autarca.




Oferta de animação até ao último dia

Além do mais rico e variado artesanato, os visitantes têm diariamente um conjunto de ofertas de animação que se tornam num excelente cartão de visita desta Mostra de Artesanato e Cerâmica, e ainda uma praça de alimentação com música ao vivo todos dias.

Na edição deste ano, o Município volta a apostar nas tradições do passado com os workshops diários onde se pode aprender as artes e ofícios, que passam pela tecelagem, olaria, figurado, bordados, chapéus de palha, entre outras.

O Concerto ao Artesanato, este ano, acontece no dia 12 de agosto, e serão entregues os prémios Inovação, Carreira, Revelação Artesanato Contemporâneo e Revelação Artesanato Tradicional. A atuação é da Banda Musical de Oliveira e do Coro de Câmara de Barcelos.

Este certame, um dos mais antigos do país, conta com a presença dos mais importantes artesãos de cada setor do artesanato (figurado, olaria, cestaria e vime, ferro e derivados, madeira e bordados) e retrata toda a riqueza da arte e do trabalho tradicional.

Na animação diária, pode sempre contar com as arruadas dos grupos tradicionais do concelho, a música ao vivo na Praça da Alimentação, e muita música no palco principal. Este ano ainda pode ver Quinta do Bill, Sons do Minho, e muitos outros que farão parte desta edição.

A Mostra abre às 16h00, aos sábados e domingos, e às 18h00, de segunda a sexta-feira, encerrando todos os dias à meia-noite.

Fonte e fotos: CMB.

XIX Festival Folclórico S. Tiago de Carapeços é já sábado

Agosto 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 5 de agosto, sábado, realiza-se o XIX Festival Folclórico S. Tiago de Carapeços, no Espaço de Lazer da Coutada, com início marcado para as 19h45.

Este é um festival organizado pelo Rancho Folclórico São Tiago de Carapeços, que contará com a presença do Rancho Folclórico Bela Vista de Gáfete (Crato – Alentejo), do Rancho Folclórico de Arga S. João (Caminha), do Rancho Folclórico A.C.R. de Cabreiros (Braga) e do Rancho Folclórico de Rio Covo Santa Eugénia, deste concelho.

O evento conta com o apoio institucional do Município de Barcelos e da Junta de Freguesia de Carapeços, assim como, com o do casal Dr. Adalberto Neiva de Oliveira e Dr.ª Luísa Quintas Neiva Oliveira.




Imagem: RFSTC.

XI Jornadas Culturais de Balugães começam na próxima sexta-feira

Agosto 2, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

A partir de sexta-feira, dia 4 de agosto, e até domingo, a Freguesia de Balugães, e visitantes forasteiros, vão poder desfrutar das várias atividades que integram o programa das XI Jornadas Culturais da Freguesia.

Assim, já no dia 4, o programa inicia pelas 20h30, e contará com a abertura da Feira do Livro, seguida da abertura oficial das Jornadas. Pelas 21h00, inicia a peça de teatro, levada a cena pelo Grupo de Vozes Outonais. Segue-se a cerimónia de homenagem, a apresentação da revista e, pelas 22h00, o concerto do Coral Magistrói.

No dia seguinte, pelas 9h30, é a vez do desporto entrar na programação, com a caminhada para conhecer Balugães. Da parte da tarde, por volta das 15h00, começa o Torneio de Sueca. Durante a tarde ainda se realiza o percurso de orientação, com um peddy-paper. Já pela tardinha, dá-se um momento musical, com a Ronda da Ponte das Tábuas. Após a entrega dos troféus do Torneio de Sueca, haverá uma mostra gastronómica e, pelas 22h00, inicia a peça de teatro “A Boda dos Rabudos”, levada a cena pelo Teatro de Balugas.




O último dia das jornadas, dia 6 de agosto, inicia, tal como o anterior, com desporto, desta feita, com BTT, no Trilho de Balugães. Durante a tarde realizam-se jogos de futebol juvenil e de veteranos. Novamente pela tardinha, por volta das 19h00, a Ronda da Ponte das Tábuas abrilhanta o programa. Após esse momento, é a vez da sardinha assada e do caldo verde “entrarem no menu” destas Jornadas Culturais, que terminam com a apresentação do livro de fotografia “Bons Diabos”, de Paulo Alegria, levada a cabo pelo Teatro de Balugas, no Adro da Igreja Românica de São Martinho de Balugães. Aliás, esta apresentação já foi noticiada por este jornal.

Imagem: JFB.

4º Convívio da Freguesia de Manhente realiza-se no próximo domingo

Julho 28, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 30 de julho, domingo, a Freguesia de Manhente celebra o seu 4º Convívio Dia da Freguesia, no “Rio Tapado”. Este evento, organizado pela Junta de Freguesia, conta com a colaboração do Agrupamento de Escuteiros, do Coral de Manhente, Sousa Music, Comissão de Festas de S.Sebastião, Associação Desportiva de Manhente e Fábrica da Igreja de Manhente.

Assim, logo pelas 10h15, celebra-se a Missa campal e, por volta das 12h00, realiza-se o Almoço das famílias, servido pela Comissão de Festas de S.Sebastião, tendo no cardápio filetes de pescada e picanha grelhada.

Ao início da tarde, por volta das 14h00, começa a tarde recreativa, com jogos populares, música tradicional, ginástica sénior e zumba. Pelas 17h00, realiza-se o lanche para toda a população, oferecido pela Junta de Freguesia de Manhente, sendo que a receita das bebidas reverterá a favor do Agrupamento de Escuteiros e do Coral de Manhente.




Fonte e imagem: AB.

1 2 3 7
Ir Para Cima