Tag archive

Pedro Silva

ACR Roriz com sete nomeações para a Gala Roda na Frente

Outubro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Centro Pastoral de Torres Vedras recebe, no próximo dia 27 de outubro, pelas 20h30, a VI Gala Roda na Frente, organizada pela associação que dá nome à Gala.



A equipa barcelense ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT foi contemplada com sete nomeações, sendo duas coletivas e cinco individuais.

A equipa de Juniores está nomeada para Melhor Equipa do Ano, conjuntamente com a Academia Joaquim Agostinho UDO, Bairrada, Sicasal | Liberty Seguros Bombarralense, Sporting | Tavira Formação Eng. Brito da Mana e Vito | Feirense | Blackjack.

Também a equipa de Cadetes se encontra nomeada para melhor do ano, desta feita, em conjunto com a Alcobaça CC Crédito Agrícola, CC Loulé, a também barcelense Centro Ciclista de Barcelos | AFF | Orbea | Onda | HM Motor, Efapel e Tensai | Sambiental | Santa Marta.

Individualmente, Vítor Costa foi nomeado para Melhor Cadete 2018 em BTT-XCO na companhia de Diogo Neves, Diogo Pereira, Edgar Sousa, João Cruz e Tomás Frazão.

Já na vertente de estrada, João Almeida e Lucas Braga foram nomeados para Melhor Cadete do ano em conjunto com Daniel Gonçalves, João Ferreira, João Silva e Tomás Viegas Martins.

Por fim, para Melhor Júnior do ano estão nomeados João Carvalho e Pedro Silva, em conjunto com André Domingues, Daniel Dias, Henrique Frois e João Macedo.

Imagens: DR.

Pedro Silva, da ACR Roriz, em 3º no Troféu Internacional Anadia 2020

Setembro 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No último sábado, decorreu o Troféu Internacional de Pista – Anadia 2020, na categoria de Juniores, que contou com atletas da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT.



Pedro Silva, na prova de scratch, conquistou um brilhante 3º lugar. João Carvalho e Bruno Silva também estiveram nesta prova, tendo obtido a 10ª e 11ª posições, respetivamente.

Na prova de pontos, Pedro Silva foi 6°, João Carvalho 7° e Bruno Silva 11°.

Fotos: DR.

ACR Roriz com balanço positivo na Volta a Portugal Júnior

Agosto 29, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 23 e 26 de agosto realizou-se a 13ª Volta a Portugal de Juniores, organizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo e composta por 3 etapas (uma delas subdividida em 2 setores) e um prólogo, com os jovens ciclistas a passarem por terras da Beira Interior.



A equipa barcelense ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, composta por Rafael Torres, Flávio Fernandes, Hélder Gonçalves, João Carvalho, João Rocha, Manuel Barbosa e Pedro Silva, foi uma das 24 equipas que marcaram presença nesta competição.

O prólogo por equipas, de 7,3km, ligou Tortosendo à Covilhã, foi vencido pela BAIRRADA, tendo a equipa de Roriz alcançado o 4º lugar.

A primeira, e mais longa, etapa ligou Belmonte ao Fundão, numa distância de 116,9km, foi conquistada por Yeisson Casallas (BATHCO), com Rafael Torres (11º) a ser o melhor classificado da ACR Roriz.

Depois veio a etapa (2ª) divida em dois setores. O primeiro foi um Contrarrelógio Individual, no Sabugal, na distância de 15,9km, cujo vencedor foi Guilherme Mota (ALCOBAÇA C.C. | CRÉDITO AGRÍCOLA), com Pedro Silva, em 5º, a ser o melhor classificado rorizense. João Carvalho foi 34°, Rafael Torres 58°, Hélder Gonçalves 61°, João Rocha 76°, Manuel Barbosa 82° e Flávio Fernandes 83°. Com este resultado, Pedro Silva aproximava-se da liderança da classificação da Juventude, a escassos 4s.

O segundo setor, já etapa em linha, ligou Sabugal a Almeida, numa distância de 59,2km. O vencedor desta tirada foi Pedro Silva, da ACR Roriz, que conseguiu, assim, a sua primeira vitória nesta Volta, num sprint “explosivo”. Com a bonificação da vitória, este atleta viria a assumir a classificação da Juventude e a respetiva Camisola Branca, que infelizmente não conseguiu “segurar” até ao final da prova.

A prova entrou, então, na última etapa, a segunda mais longa, que ligou Penamacor a Manteigas, numa distância de 113,5km. A etapa foi ganha por João Macedo (SICASAL | LIBERTY SEGUROS | BOMBARRALENSE), com João Carvalho (9º) a ser o melhor posicionado rorizense. Rafael Torres, João Carvalho e Hélder Gonçalves estiveram muito ativos e participaram na principal fuga do dia, que viria a ser alcançada aos poucos pelo pelotão. Já a chegar a Manteigas, um ataque de Pedro Silva leva-o para a frente da corrida, mas a subida ao Poço do Inferno revelou-se um obstáculo difícil de ultrapassar. Nessa subida, destacou-se João Carvalho, que viria a terminar em Manteigas na 9ª posição, resultando no 10° lugar da Geral Individual (3° na Juventude). Nas contas da etapa, Rafael Torres foi 16°, Hélder Gonçalves 22° e Pedro Silva 23°.

No final, em jeito de balanço, a ACR Roriz trouxe desta prova uma vitória, no segundo setor da 2ª etapa; um top-10 na Classificação Geral Individual (João Carvalho, em 10º), com 3º da Classificação da Juventude; um 3º ligar na classificação dos Pontos, em igualdade com os dois primeiros; um 4º lugar no Contrarrelógio por Equipas; um 5º lugar no Contrarrelógio Individual e, finalmente, o 5º lugar na Classificação Geral Final coletiva.

Na Classificação Geral Individual, João Carvalho foi 10°, Rafael Torres foi 19°, Pedro Silva 21° e Hélder Gonçalves 26°. João Rocha, Flávio Fernandes e Manuel Barbosa não concluíram dentro do fecho na primeira passagem pela meta.

Em nota, a ACR Roriz deixou “um enorme obrigado a todos que tornam isto possível e a todos que nos apoiaram ao longo destes 4 dias de prova”.

A equipa de Roriz terminou, assim, um ciclo de competições por etapas, tendo marcado presença em 7 ao longo do ano, que iniciou da melhor forma no Algarve, com a Volta a Loulé; a participação no Tour de Gironde (INT), em Bordéus – França; Ruta del Albarinho, na Galiza – Espanha; Volta ao Minho; Vuelta a Valladolid Junior, em Espanha; Vuelta Ciclista Junior “Ribera del Duero”, em Burgos – Espanha, entre outras.

Fotos: ACRR.

Pedro Silva, da ACR Roriz, no pódio da Vuelta a Valladolid (Espanha)

Julho 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A equipa Júnior da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT disputou, de 20 a 22 de julho, a 27ª edição da Vuelta a Valladolid Júnior, constituída por 3 etapas em linha e um Contrarrelógio Individual.



Nesta competição marcaram presença 29 equipas, destacando-se, para além da formação barcelense, as principais formações espanholas, uma francesa e uma colombiana, num total de 174 atletas de 14 nacionalidades diferentes.

A primeira etapa, com 102 km, ficou marcada por condições atmosféricas muito adversas, que dificultaram a ação dos atletas, tendo a principal fuga do dia singrado, com 28 segundos para o pelotão, onde Pedro Silva foi o 2º, resultando no 10° posto. João Rocha foi 14°, Rafael Torres 28°, Manuel Barbosa 53° e Flávio Fernandes 116°, sendo que Bruno Silva foi um dos desistentes da etapa depois de ser alvo de um furo.

No segundo dia, pela manhã, os atletas tiveram pela frente um Contrarrelógio Individual de 11km, onde Pedro Silva voltou a ser o melhor posicionado da equipa de Roriz, com o 11° posto. Da parte da tarde, esta equipa esteve em destaque ao estar na discussão da etapa. Depois de um bom trabalho coletivo, Pedro Silva “sprintou” para um fantástico 3° lugar, com o vencedor a ser o Campeão Nacional Colombiano, Nicolás Gómez (PLATAFORMA IBERRIUN). Nesta etapa, destaque ainda para Manuel Barbosa, na 9ª posição, João Rocha, que pontuou numa meta volante e foi 57°, Flávio Fernandes 83° e Rafael Torres 103°.

A quarta e última etapa, com 100km de distância, revelou-se, novamente, muito disputada, com os 4 prémios de montanha a fragmentar o pelotão em 3 grandes grupos. No grupo principal, que viria a chegar à meta compacto, ficou Pedro Silva, que foi 6°, e Manuel Barbosa, 50°. No segundo grupo, chegou João Rocha, no 58° lugar, e Flávio Fernandes, na 92ª posição. Já Rafael Torres não concluiu. Ainda nesta etapa, destaque, igualmente, para João Rocha, que voltou a pontuar numa meta volante, resultando no 4° posto da classificação final desta camisola.

Nas contas finais, o destaque vai para Pedro Silva, que ficou no 11° lugar, a 1 segundo do Top-10 e na 5ª posição da classificação por pontos. Por equipas, a ACR Roriz alcançou o 9° posto.

Fotos: ACRR/DR.

Juniores da ACR Roriz em 3º no Grande Prémio do Minho e Pedro Silva conquista Camisola Branca

Julho 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT terminou a 30ª edição do Grande Prémio do Minho com um “sabor agridoce”, conforme refere uma fonte da equipa rorizense. Mas vamos por partes.



O Grande Prémio do Minho é uma organização da Associação de Ciclismo do Minho, em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo, tendo passado pelos concelhos de Guimarães, Vieira do Minho e Melgaço. Teve a particularidade de ser apadrinhada pelos ciclistas profissionais e internacionais Tiago Machado, José Mendes e os gémeos Domingos e José Gonçalves, barcelenses e com formação na equipa de Roriz.

E “sabor agridoce” porquê? Porque “depois de na 2ª etapa termos chegado à liderança da classificação individual, em igualdade de tempo com mais cinco atletas de outras formações, onde se encontrava, também, o Rafael Torres, sabíamos que estava tudo em aberto para a 3ª e última etapa. Contudo, a forte oposição das equipas adversárias impediu que conseguíssemos levar para casa a camisola amarela pelo segundo ano consecutivo”, referiu a mesma fonte.

No final dessa etapa, o 7° lugar de Pedro Silva, a 2m08s do vencedor, João Macedo (BOMBARRAL) ditou um ótimo 4° lugar da Classificação Geral e o título de melhor minhoto em prova, conquistando, assim, a Camisola Branca.

Nas contas finais, Hélder Gonçalves foi 12°, Rafael Torres 21°, João Rocha 56°, Manuel Barbosa 60° e Bruno Silva 90°, tendo João Carvalho, vítima de uma indisposição, não concluído a prova.

Coletivamente, a formação Júnior da ACR RORIZ terminou, dessa forma, no pódio final da classificação, com um grande 3° lugar.

Fotos: ACM/Rui Jorge.

João Rocha e ACR Roriz triunfam no 62º Circuito de Santo António de Amares

Junho 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado domingo disputou-se, em Amares, o histórico circuito de ciclismo de Santo António de Amares, umas das mais antigas e prestigiadas provas de ciclismo do país, reservada para a categoria Júnior e pontuável para a Taça do Minho de Estrada.



O atleta da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, João Rocha, escreveu o seu nome na lista de vencedores desta competição, depois de superar, no sprint final, Pedro Pinto (ADRAP-Sentir Penafiel), 2º classificado, e João Silva (Centro Ciclista de Barcelos), que terminou na 3ª posição.

A 9 segundos chegou o pelotão, onde os atletas da ACR Roriz foram, novamente, os mais fortes. Pedro Silva foi o mais rápido logo seguido pelo seu colega Manuel Barbosa, que resultou no 4º e 5º posto, respetivamente. Com o mesmo tempo, na 10ª posição, chegou Rafael Torres e Flávio Fernandes chegou no 19º lugar. Já a 9 minutos chegou Bruno Silva, na 39ª posição, enquanto João Lobo não concluiu.

Com estes resultados, a equipa de Roriz conquistou o 1º lugar da classificação coletiva.

Pelo meio, estiveram em disputa duas metas volantes (2ª e 3ª passagem pela meta), onde Pedro Silva, que volta agora a competir após um mês de paragem forçada devido a uma queda ao serviço da seleção nacional, mostrou ser o mais rápido, ao vencer ao sprint as duas classificativas, mostrando, dessa forma, que está novamente numa boa condição física.

No próximo domingo, os atletas da equipa rorizense voltam a entrar em competição para a Taça do Minho, participando no Circuito Carlos Carvalho, em Pousada de Saramago – V. N. Famalicão.

Fonte: ACRR.

Fotos: ACM/Jorge Almeida.

Juniores da ACR Roriz conquistam o 3º lugar na Taça de Portugal de Estrada

Maio 8, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Durante o passado fim de semana, disputaram-se as duas últimas etapas da Taça de Portugal de Estrada, para a categoria de Juniores, e que consagrou a formação de Roriz – Barcelos como a terceira classificada no Ranking Final.



Sábado, os atletas rumaram a Sobrado (Valongo) para disputar a 4ª etapa, que tinha uma distância de 115km e três contagens de montanha. Com a ausência, por lesão, de Pedro Silva, que à partida era o atleta melhor posicionado no ranking nacional desta equipa rorizense, ocupando a 5ª posição, a ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT apresentava-se com o objetivo de lutar pela etapa e pelas classificações complementares.

O seu atleta Hélder Gonçalves esteve em destaque, ao vencer a primeira contagem de montanha e ao ser terceiro na última, arrecadando os pontos suficientes para sagrar-se o “rei” da montanha.

Nas contas da classificação individual, destaque, ainda, para Rafael Torres, que fechou no TOP-5, logo seguido por Hélder Gonçalves, na 6ª posição. João carvalho e João Rocha foram 19º e 20º, respetivamente. Flávio Fernandes, 38º classificado, foi um dos mais combativos do dia, ao estar presente na principal fuga e um dos últimos atletas a ser alcançado, já nos 15km finais. Foi por essa altura, que Pedro Pinto (ADRAP-Sentir Penafiel) atacou e conseguiu levar o esforço até ao risco de meta, onde venceu com o tempo de 02h52m13s. Ainda nas contas finais, Manuel Barbosa foi 54º classificado. Com estes resultados, a equipa de Roriz conquistou o 2º posto da classificação coletiva.

No domingo, a exigência do traçado do Troféu Peixoto Alves, que contava com duas passagens pelo alto do Sameiro (Braga), viria a desfragmentar o pelotão. Hélder Gonçalves foi o melhor posicionado da equipa, ao terminar na 5ª posição, a 02m50s do vencedor, Diogo Barbosa (Vito-Feirense), que terminou com o tempo de 03h01m01s. Rafael Torres foi 14º, João Carvalho 23º, João Rocha 37º e Bruno Silva 76º. Manuel Barbosa e João Lobo não concluíram. Coletivamente, a equipa alcançou a 3ª posição.

Com estes resultados, e nas contas finais do ranking da Taça de Portugal, destaca-se o 3º posto na classificação coletiva da formação da ACR Roriz, repetindo, dessa forma, o lugar de 2017. Na primeira posição terminou o Sporting-Formação, seguidos pelo Vito-Feirense, no 2º lugar. Individualmente, Pedro Silva terminou na 11ª posição, Hélder Gonçalves 14ª, Rafael Torres 21ª, João Carvalho 32ª, João Rocha 40ª, Flávio Fernandes 69ª, Manuel Barbosa 75ª e Bruno Silva 86ª, numa competição vencida por Guilherme Mota (Alcobaça CC).

Fonte: ACRR.

Fotos: DR.

João Carvalho e Pedro Silva, da ACR Roriz, representam Seleção Nacional Júnior de Ciclismo no País Basco

Abril 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

João Carvalho e Pedro Silva, da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, estiveram ao serviço da Seleção Nacional Júnior de Estrada, este domingo, na XXIV Clássica de Guipuzcoa, que se realizou em Azpeitia, País Basco.



Para além dos atletas da equipa rorizense, fizeram parte da Seleção os atletas Afonso Silva, António Ferreira, Rodrigo Caixas e Francisco Marques.

O domínio da nossa seleção foi notório, tendo João Carvalho sido 12º classificado, numa prova vencida pelo também português Afonso Silva. Pedro Silva não concluiu, depois de ter sido vítima de uma aparatosa queda, já nos quilómetros finais. A Equipa Portuguesa sagrou-se vencedora colectivamente.

Foto: DR.

Pedro Silva, da ACR Roriz, sobe ao 5º lugar na Taça de Portugal de Estrada

Abril 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A equipa Júnior da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT esteve presente, no passado fim de semana, no Troféu José Poeira, 2ª e 3ª prova pontuável para a Taça de Portugal de Estrada.



No sábado, os atletas tiveram pela frente um Contrarrelógio Individual (CRI), com 24km de extensão, na Zambujeira do Mar, onde Pedro Silva, com o registo de 00:32:46, conquistou o 7º melhor tempo, a 47s do vencedor, Guilherme Mota (Alcobaça CC).

Da mesma equipa, Rafael Torres e João Rocha efetuaram o mesmo tempo, 00:33:41, o que lhes ditou o 23º e 24º posto, respetivamente; Hélder Gonçalves foi 43º, com 00:34:30, Manuel Barbosa foi 46º, com 00:34:37, Bruno Silva foi 49º, com o tempo de 00:34:40, Flávio Fernandes foi 55º, com 00:34:49, João Carvalho 58º, com 00:34:54, e João Lobo foi 36º, com o tempo de 00:36:18. Estas classificações valeram o 6º posto na classificação coletiva.

No domingo, os atletas tiveram um exigente percurso, com 130 km de distância, com início em Vila Nova de Milfontes e meta em Odemira, onde o sobe e desce constante do Alentejo foi propício a várias tentativas de fuga. Rafael Torres e, numa fase inicial, Manuel Barbosa foram dois atletas que participaram na principal fuga do dia, onde tiveram a companhia de mais 8 atletas de várias formações. Foi desta fuga que quatro elementos viriam a discutir a vitória entre si, onde o mais forte foi Francisco Guerreiro (SICASAL | LIBERTY SEGUROS | BOMBARRALENSE). Pedro Silva atacou no pelotão, a cerca de 6 km, mas a distância foi curta para alcançar os fugitivos, terminando num honroso 5º lugar, a 44s do vencedor. Logo de seguida, chegou João Carvalho e Hélder Gonçalves, na 12ª e 16ª posição, respetivamente. Rafael Torres foi 45º, Flávio Fernandes 63º, João Rocha, que seguia no pelotão principal a 4km da meta, sofreu uma queda e terminou na 68ª posição, logo seguido por Bruno Silva, no 69º posto. João Lobo e Manuel Barbosa foram 96º e 97º, respetivamente.

Com estes resultados, a formação de Roriz-Barcelos arrecadou o 2º lugar coletivamente.

Feitas as contas do Ranking geral da Taça de Portugal, quando faltam duas provas, Pedro Silva encontra-se, neste momento, na 5ª posição, João Carvalho é 24º, Hélder Gonçalves 26º, Rafael Torres 39º, João Rocha 40º, Manuel Barbosa 61º e Bruno Silva 73º.

Fonte: ACRR.

Fotos: DR/ Ricardo Dias.

Pedro Silva e ACR Roriz conquistam Volta a Loulé em juniores

Abril 3, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 29 e 31 de março, o concelho de Loulé (Algarve) recebeu a XXIV Volta ao Concelho de Loulé, que contou com a participação de 21 equipas, sendo três de Espanha e uma da França. Entre elas, encontrava-se a barcelense ARC RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, que escreveu mais uma bela página na sua história, ao conquistar, individual e coletivamente, esta grande competição ciclística, composta por quatro etapas (três em linha e um contrarrelógio por equipas).



O barcelense Pedro Silva entrou, assim, para a história da competição, ao sagrar-se o grande vencedor da classificação geral individual (Camisola Amarela), com o tempo de 06:53:19, deixando o segundo classificado, António Ferreira (Vito – Feirense), a 13s e, na terceira posição, João Macedo (Sicasal – Bombarralense), a 24s. Ainda na classificação geral individual, destaque para os excelentes resultados dos atletas da ACR Roriz, com Hélder Gonçalves a ser 4º classificado, com o mesmo tempo do terceiro classificado, João Carvalho 5º, a 31s, e ainda dentro do Top-10, Rafael Torres ficou na 9ª posição, a 38s. João Rocha foi 36º classificado, a 3:58, Flávio Fernandes terminou na 75ª posição, a 28:25, e Manuel Barbosa foi 78º, a 29:51.

Por ser júnior de primeiro ano, Pedro Silva conquistou, também, a Camisola Branca referente ao líder da juventude, sendo que nesta classificação destaca-se, igualmente, o 3º lugar de João Carvalho. Ainda na Juventude, Flávio Fernandes e Manuel Barbosa foram 25º e 26º, respetivamente.

A competição iniciou-se no dia 29 de março, com uma etapa de 59km de extensão, distância essa que não foi suficiente para fazer grandes diferenças entre os principias atletas no pelotão, que chegou ao centro de Loulé compacto. No sprint final, Pedro Silva e Hélder Gonçalves foram os melhores posicionados da equipa rorizense, na 8ª e 18ª posição, respetivamente, a 1s do vencedor.

A segunda etapa, com 81.3km, foi disputada num ritmo alucinante, fracionando o pelotão em vários grupos. Hélder Gonçalves e João Rocha estiveram na principal fuga do dia, tendo o primeiro vencido com distinção os dois prémios de Montanha de 1ª categoria, tornando-se assim líder da Classificação da Montanha e, portanto, vestindo a Camisola Azul no final da 3ª etapa. Ultrapassadas essas dificuldades, o pelotão alcançou os fugitivos e aí surgiram novos ataques de vários atletas, tendo-se isolado o sub-23 Pedro Rodriguez (Valverde Team) na frente da corrida. Já a escassos 3km do final, Pedro Silva conseguiu isolar-se numa posição intermédia, com mais dois atletas, formando-se um trio perseguidor ao ciclista espanhol. A tentativa de fazer a ponte para a frente da corrida saiu infrutífera. Contudo, Pedro Silva foi o mais forte do trio e cortou a linha de meta na segunda posição. Em virtude de o atleta espanhol ser da categoria Sub-23, não contou para as contas finais, tendo Pedro Silva, dessa forma, conquistado o 1º lugar e, por consequência, a liderança da competição e a respetiva Camisola Amarela. Ainda nesta etapa, destaca-se João Carvalho (9º), Hélder Gonçalves (10º) e Rafael Torres (15º), que chegaram no grupo seguinte, a 22s do vencedor Pedro Silva. Ainda nas contas desta etapa, João Rocha foi 26º, Manuel Barbosa 50º e Flávio Fernandes 80º.

Ainda no mesmo dia, a prova contou com um Contrarrelógio por Equipas, na Pista Bexiga Peres, com a distância de 4km (10 Voltas). Foi já na penumbra da noite e a conhecer os tempos de todas as equipas, que a formação de Roriz partiu para a sua prova, realizando um tempo de 5:24, menos 4s que as equipas da Bairrada e Bombarral, segunda e terceira classificadas nesta etapa. Este resultado cimentou, ainda mais, a liderança de Pedro Silva na classificação geral.

Chegava-se, assim, à derradeira etapa rainha, com a Camisola Amarela (Pedro Silva), a da Juventude (João Carvalho) e da Montanha (Hélder Gonçalves) envergadas pela ACR Roriz, bem como a liderança da classificação coletiva, tendo os jovens ciclistas pela frente uns exigentes 115km, com um desnível de 2400 d+, com quatro contagens de montanha, sendo duas em Barranco do Velho e uma em Tor, de 1ª categoria e que viria a ser decisiva. Foi com grande coesão que a equipa rorizense entrou para esta etapa, que muito cedo foi atacada pelos adversários, formando-se, após várias tentativas, uma fuga de três atletas, entre os quais Guilherme Mota (Alcobaça), o 2º classificado na Montanha e que foi amealhando os prémios de montanha necessários para passar para a primeira posição, ultrapassando, assim, Hélder Gonçalves nessa classificação. Este último ficou junto de Pedro Silva, efetuando um trabalho excecional, tal como os seus colegas, no controlo da etapa. A fuga só viria a ser alcançada a escassos 10 km do final, após um excelente trabalho de equipa e já após a última grande dificuldade de Tor. Foi nesse momento que os atletas da ACR Roriz mostraram o seu poderio na montanha e isolaram-se na frente da corrida, com cerca de 12 atletas, onde estavam alguns dos principais favoritos à geral e o camisola Amarela, o camisola Azul, João Carvalho, que vestia de branco, e Rafael Torres.



Este grupo restrito viria a disputar a vitória da etapa entre si, tendo Pedro Silva feito 3º no sprint final, Hélder Gonçalves chegou na 5ª posição, a 3s, e ainda dentro do Top-10, João Carvalho. A 10s chegou Rafael Torres, na 18ª posição, João Rocha foi 46º, Flávio Fernandes 84º e Manuel Barbosa 105º.

As excelentes prestações da equipa barcelense resultaram na vitória da competição e, igualmente, na juventude, sendo pelo segundo ano consecutivo, a grande vencedora da Classificação Coletiva, ficando no segundo lugar a equipa da Vito – Feirense e na terceira posição a equipa do BTT-Loulé BPI.

Fonte: ACRR.

Fotos: DR / Tomás Mota / Carlos Viegas.

 

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima