Tag archive

RTP

Queijadinhas de Barcelos são pré-finalistas das “7 Maravilhas Doces de Portugal”

Agosto 12, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A RTP vai estar na cidade de Braga na próxima quinta-feira, 15 de agosto, para emitir e apresentar os doces semifinalistas do distrito de Braga, entre eles as Queijadinhas de Barcelos.



A emissão vai contar com os apresentadores Jorge Gabriel, Joana Teles e Inês Carranca, sendo transmitida entre as 10h00 e as 13h00, e retomada das 14h20 às 17h30.

Recorde-se que há sete doces do distrito de Braga entre os nomeados para as “7 Maravilhas Doces de Portugal”, nomeadamente, as Queijadinhas de Barcelos, o Pudim Abade de Priscos, as Tortas de Guimarães, o Bolinhol de Vizela, os Beneditinos de S. Bento de Terras de Bouro, as Barquilheres de Vieira do Minho e as Clarinhas de Esposende.

Para ajudar as Queijadinhas de Barcelos passar à final das “7 Maravilhas Doces de Portugal”, pode votar através do 760 107 132.

Fonte e imagem: CMB.

Concurso “O Preço Certo” em direto de Barcelos no dia 28 de julho

Julho 18, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O concurso televisivo “O Preço Certo”, transmitido na RTP 1, vai emitir um programa em direto a partir da frente ribeirinha de Barcelos, no próximo dia 28 de julho, às 21h00.



“O Preço Certo” é um dos programas mais duradouros da televisão nacional, estando entre os mais vistos e preferidos dos portugueses. Fernando Mendes e a sua equipa estão de malas feitas não só para a Barcelos como para o horário nobre da televisão.

A seleção dos concorrentes e público é da responsabilidade da produção do concurso que, nos próximos dias, vai contactar as pessoas que se inscreveram para o número de telefone previamente disponibilizado, até ao limite da lotação dos lugares, para prestar todas as informações relativas à sua participação.

O concurso vai ser transmitido em direto com o apoio do Município de Barcelos. Vão ocorrer os habituais passatempos para atribuição de prémios aos concorrentes, intercalados com momentos musicais.

Há mais de uma década em emissão contínua na RTP1, este é o concurso de maior longevidade da televisão mundial. Em Portugal, estreou no dia 11 de fevereiro de 2002 com o nome “O Preço Certo em Euros”, para familiarizar os portugueses com a nova moeda. Foi primeiro apresentado por Jorge Gabriel e depois por Fernando Mendes, com Miguel Vital a dar voz à apresentação dos prémios.

Em 2006 foi relançado com o nome original de “O Preço Certo” mantendo o apresentador e toda a boa disposição.

Fonte e imagem: CMB.

Votação para as “7 Maravilhas Doces de Portugal” está aberta

Junho 28, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Os portugueses já podem votar nas Queijadinhas de Barcelos

A organização das “7 maravilhas de Portugal” e a RTP acabam de abriram a votação das “7 Maravilhas Doces de Portugal”, que se prolonga até 15 de agosto.



Depois da passagem das “Queijadinhas de Barcelos” no concurso das “7 Maravilhas de Portugal – Barcelos”, o Município promove a doçaria tradicional local no âmbito deste concurso tendo por argumento central este doce típico do território. “As queijadinhas de Barcelos”, da Pastelaria Colonial, foram selecionadas para a fase final ao nível do distrito de Braga e vão agora ser sujeitas à votação do público através do 760 107 132 (a chamada tem um custo de 0,60€ + IVA).

Uma passagem para a fase seguinte importante face a uma vasta concorrência de quase um milhar de doces regionais, que passaram pelo escrutínio de um júri de especialistas, e que já garantiu um lugar de destaque nas “7 Maravilhas Doces de Portugal”, entre 140 doces finalistas.

“As Queijadinhas de Barcelos” apresentam-se na forma de uma estrela de cinco bicos, a massa do recheio está envolvida no papel de hóstia, depois tem que lhe ser dado um formato, vai ao forno a cozer e, quando cozida, é mergulhada numa calda de açúcar e seca ao ar, o que lhe dá uma cor branca. A base do recheio é diferente, pois para além da amêndoa são também ingredientes o puré de batata e pão de ló esfarelado.

Este é um doce antigo com identidade forte. Todavia, não existem dados muito precisos quanto ao início da sua confeção, e autoria. No entanto, alguns documentos referem que estas já existiam por volta de 1900, na Confeitaria Salvação de Barcelos, sob a designação “A Bela Queijadinha”. Também outras confeitarias, tais como a Colonial, confeitaria centenária da cidade de Barcelos, as produziam, segundo outros documentos.

Uma novidade desta edição é a existência de um grande júri, órgão de deliberação constituído por sete figuras mediáticas, que será responsável pela repescagem de oito candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas apurados pelo público, resultando numa lista de 28 pré-finalistas.

Os 28 pré-finalistas serão divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, em dois programas transmitidos em direto na RTP1, em horário nobre.

Em cada semifinal são apurados sete doces, aqueles que tiverem mais votos contabilizados. A gala final realiza-se a 7 de setembro e será transmitida pela RTP1, também em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos pelos portugueses as “7 Maravilhas Doces de Portugal”.

A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como “7 Maravilhas de Portugal®”.

Fonte e imagens: CMB.

Barcelos é pré-finalista nas “7 Maravilhas Doces de Portugal”

Junho 1, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Depois da passagem das “Queijadinhas de Barcelos” no concurso das 7 Maravilhas de Portugal – Barcelos, o Município está na linha da frente para promover a doçaria tradicional local no âmbito deste concurso tendo por argumento central este doce típico do território.



“As queijadinhas de Barcelos”, da Pastelaria Colonial, foram selecionadas para a fase final ao nível do distrito de Braga, e vão agora ser sujeitas à votação do público. Uma passagem para a fase seguinte importante face a uma vasta concorrência de quase um milhar de doces regionais, que passaram pelo escrutínio de um júri de especialistas, e que já garantiu um lugar de destaque nas 7 Maravilhas Doces de Portugal, entre 140 doces finalistas.

O Município de Barcelos apresentou uma candidatura à iniciativa ”7 Maravilhas Doces de Portugal”, cujo propósito é a eleição dos melhores doces de Portugal, destacando a tradição e a inovação, associada à utilização de produtos endógenos.

“Esta candidatura insere-se no âmbito da estratégia do Município de Barcelos, na promoção de uma das suas maiores marcas, a Gastronomia. A área da doçaria integra o Programa dos 7 Prazeres da Gastronomia e reflete a identidade do território de Barcelos, um concelho turisticamente apetecível”, refere o Município em nota.

De recordar que o Município de Barcelos passou à segunda fase com os cinco doces com que se candidatou: “Queijadinhas de Barcelos”, “Brisas do Cávado”; “Doce Branco”; “Sonhos”; “Marmelada” e “Isabelinhas”.

“As Queijadinhas de Barcelos” apresentam-se na forma de uma estrela de cinco bicos, a massa do recheio está envolvida no papel de hóstia; depois tem que lhe ser dado um formato, vai ao forno a cozer e, quando cozida, é mergulhada numa calda de açúcar e seca ao ar, o que lhe dá uma cor branca. A base do recheio é diferente pois, para além de amêndoa, são também ingredientes o puré de batata e pão de ló esfarelado.

Considerado um doce antigo e com identidade forte, todavia não existem dados muito precisos quanto ao início da sua confeção e autoria. No entanto, alguns documentos referem que estas já existiam por volta de 1900, na Confeitaria Salvação de Barcelos, sob a designação “A Bela Queijadinha”. Outras confeitarias, tais como a Colonial, confeitaria centenária da cidade de Barcelos, também as produziam, segundo outros documentos.

Uma novidade desta edição é a existência de um grande júri, órgão de deliberação constituído por sete figuras mediáticas, que será responsável pela repescagem de oito candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas apurados pelo público, resultando numa lista de 28 pré-finalistas.

Os 28 pré-finalistas serão divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, em dois programas transmitidos em direto na RTP1, em horário nobre.

Em cada semifinal são apurados sete doces, aqueles que tiverem mais votos contabilizados. A gala final realiza-se a 7 de setembro e será transmitida pela RTP1, também em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitas, pelos portugueses, as 7 Maravilhas Doces de Portugal.

A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados os portugueses vão eleger 7 doces como 7 Maravilhas de Portugal®.

Fonte e fotos: CMB.

Concurso Nacional de Leitura com alunos de agrupamentos escolares de Barcelos

Fevereiro 20, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Teatro Gil Vicente recebe, no próximo dia 25 de fevereiro, segunda-feira, a Prova Regional – Municípios da 13.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.



As provas municipais organizadas pela Biblioteca Municipal contam com 60 alunos vencedores dos agrupamentos de escolas do concelho, nas várias categorias, do 1º Ciclo ao Ensino Secundário.

Os alunos vencedores desta final irão representar o Município de Barcelos nas provas da Comunidade Intermunicipal do Cávado, que contará com todos os Municípios que integram o Vale do Cávado, e que se realizam no dia 29 de abril, também em Barcelos. A final nacional é transmitida pela RTP, no dia 25 de maio, em Braga.

O concurso consta de uma prova escrita e de uma prova oral, subdividindo-se esta em prova de argumentação e prova de leitura, sendo o júri constituído por Miguel Borges (escritor), José Campinho (professor) e Victor Pinho (Bibliotecário Municipal).

Aos alunos selecionados para a prova oral será atribuída uma menção honrosa e ao primeiro classificado será atribuído um prémio.

O Concurso Nacional de Leitura tem como “objetivo central estimular o exercício da leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral e é promovido pelo Plano Nacional de Leitura, em articulação com a DGLAB – Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, com a Rede das Bibliotecas Escolares e com o Camões- Instituto da Cooperação e da Língua.

Fonte e imagem: CMB.

IPCA presente na Volta ao Conhecimento e no programa “Há Volta” da RTP

Agosto 3, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) marca presença na Volta ao Conhecimento, onde irá participar no programa “Há Volta”, da RTP1, no dia 10 de agosto, na Avenida Central de Braga, na 8ª Etapa da Volta a Portugal.



Porque a volta se faz de cientistas, o IPCA marcará presença neste programa com a apresentação um projeto de investigação de caráter inovador e com impacto na região e na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Ricardo Simões, professor do IPCA e investigador responsável por diversos projetos de ID&i, irá apresentar o projeto “ACTIVEREST – Resguardo de colchão têxtil ativo e inteligente para a prevenção de úlceras de pressão”, um projeto de investigação, desenvolvimento e inovação que pretende desenvolver novas soluções de têxteis técnicos para minimizar e, se possível, evitar o aparecimento de úlceras de pressão em acamados de longa duração. Estas soluções poderão ter enorme impacto na qualidade de vida, quer da população sénior, quer dos que necessitam de cuidados de saúde com internamento. O projeto é financiado pelo PT 2020, e desenvolvido em copromoção com entidades do sistema empresarial.

A apresentação do projeto decorrerá em direto no programa “Há Volta”, transmitido na RTP1, que acompanha a Volta a Portugal em Bicicleta.

Para além da apresentação de um projeto concreto de ID&i, o IPCA estará ainda presente em stand, juntamente com outras instituições, na promoção da oferta formativa, científica e de investigação.

A Volta ao Conhecimento é uma iniciativa promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em colaboração com a Volta a Portugal Santander e a RTP – Rádio e Televisão de Portugal, integrada na 80.ª edição da Volta que decorre de 1 a 12 de agosto.

Com esta iniciativa pretende-se que a ciência esteja presente ao longo do percurso das etapas, valorizando as regiões como contextos de conhecimento, aproximando comunidades e criando ambientes propícios à inovação social, científica, económica e cultural.

Para conhecer melhor a iniciativa e projetos, pode aceder automaticamente à página online, clicando no link que se segue:

http://www.voltaaoconhecimento.pt/blog/author/Instituto-Polit%C3%A9cnico-do-C%C3%A1vado-e-do-Ave .

Foto: IPCA.

Hospital de Barcelos destacado em reportagem da RTP

Julho 23, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A RTP realizou uma reportagem sobre a iniciativa do Hospital Santa Maria Maior, EPE – Barcelos colocar à entrada da urgência com o intuito de tentar “afastar” os utentes desta e redirecioná-los para um Centro de Saúde/Unidade de Saúde Familiar (USF) onde possam ser igualmente consultados.



Esta iniciativa, segundo a mesma reportagem, apanhou os utentes de surpresa. As opiniões não foram unânimes e nem todas foram positivas. Houve quem se mostrasse triste por ver tal cartaz, referindo que o “centro de saúde é para passar baixas e medicação, mais nada”. E quem tivesse afirmado ter ido a um centro de saúde, mas não ter ficado bem, recorrendo à Urgência deste hospital. No entanto, sendo doente não urgente, estava no sítio errado e teria que esperar horas.

A chamada “via rápida” que se estabeleceu entre este hospital e as USF da área já reduziu em 25% as falsas urgências, apenas em 2 meses. No entanto, ainda precisa de ser bem e muito explicado. Com mais de 70 mil atendimentos por ano, esta parceria já está a marcar a diferença neste hospital onde o tempo e o espaço está muito contado.

Rui Guimarães, diretor clínico do Hospital, explica, à RTP, as causas e motivações desta ideia: “Instalações antiquadas, com várias limitações estruturais e de equipamento. Portanto, pensámos que em cada dois doentes que entram aqui na urgência, um deles podia ter sido atendido com muito melhor qualidade junto do seu médico de família. Realmente, é uma ‘dor de cabeça’ e, por isso, temos que estar tão empenhados em conseguir retirar da urgência os doentes pouco urgentes”.

Sofia Leal, Coordenadora do Agrupamento de Centros de Saúde do Cávado (ACES Cávado), salienta que “já estamos apetrechados da capacidade de realização de análises clínicas e de raio-X. Verificámos que já ocorreu uma dedução de 25% das situações não urgentes, não emergentes no serviço de urgência local”.

O bloco operatório também notou diferenças, com um aumento de 33% de cirurgias no primeiro semestre, quase sem paragens no verão. São mais 1300 operações de ambulatório, só com duas salas e doentes que chegam de todo o país

Joaquim Barbosa, Presidente do Conselho de Administração do Hospital, refere que “na ortopedia temos doentes que chegam essencialmente do Algarve, já tivemos do Alentejo, Beja, designadamente, embora a maior parte dos utentes que nos procuram são de instituições vizinhas”.

Em oftalmologia, as listas de espera estão em contraciclo com as nacionais, reduzindo também por causa da captação de jovens médicos. Os rastreios têm das melhores taxas do país, tal como em pneumologia, algo que não impediu, por exemplo, ensaios clínicos inovadores.

Este hospital que parecia estar “condenado” ao encerramento, está agora, pela terceira vez, no 1º lugar do Grupo B, de hospitais de pequena dimensão, na avaliação independente feita a 41 dos 50 hospitais públicos portugueses.

Para assistir à reportagem, caso ainda não o tenha feito, basta clicar no link que se segue, que lhe permite entrar automaticamente:

https://www.rtp.pt/noticias/pais/linha-direta-entre-hospital-de-barcelos-e-centros-de-saude-reduziu-falsas-urgencias_v1088936

Três alunas de Barcelos apuradas para a final do Concurso Nacional de Leitura

Junho 2, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Três alunas de estabelecimentos de ensino do concelho de Barcelos vão estar presentes na final do Concurso Nacional de Leitura, que se realiza no próximo dia 10 de junho, em Lisboa, data que celebra a língua portuguesa.



Lara Ferreira Miranda, da EBS Vale d’Este, de Viatodos, Inês Cunha Sá Vilas Boas, da EBS de Vila Cova, e Ana Sofia Ribeiro Borges, da Escola Secundária de Barcelos apuraram-se para essa final, que será transmitida pela RTP.

Para a alcançarem, estas alunas tiveram que ultrapassar a fase concelhia e a intermunicipal, realizadas, respetivamente, no Município de Barcelos, no dia 20 de abril, e no Município de Amares, no passado dia 21 de maio.

O Concurso Nacional de Leitura conta com a participação de estabelecimentos de ensino de todo o país e tem como objetivo celebrar a leitura e o verdadeiro prazer de ler, reforçando o seu caráter universal.

Fonte e foto: CMB.

Concurso Nacional de Leitura com alunos de agrupamentos de escolas de Barcelos

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Teatro Gil Vicente recebe, já amanhã, dia 20 de abril, a Prova Regional – Municípios da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.



As provas municipais organizadas pela Biblioteca Municipal contam com 32 alunos vencedores dos agrupamentos de escolas do concelho, nas várias categorias, do 1º Ciclo ao Ensino Secundário.

Os alunos vencedores desta final irão representar o Município de Barcelos nas provas da Comunidade Intermunicipal do Cávado, que se realizam em maio. A final é transmitida pela RTP, no dia 10 de Junho, data de celebração da língua portuguesa.

O concurso consta de uma prova escrita e de uma prova oral, subdividindo-se esta em prova de argumentação e prova de leitura, sendo o júri constituído por Pedro Chagas Freitas (escritor), José Campinho (professor) e Victor Pinho (Bibliotecário Municipal).

Aos alunos selecionados para a prova oral será atribuída uma menção honrosa e ao primeiro classificado será atribuído um prémio.

O Concurso Nacional de Leitura tem como objetivo central estimular o exercício da leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral e é promovido pelo Plano Nacional de Leitura, em articulação com a DGLAB- Direcção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, com a Rede das Bibliotecas Escolares e com o Camões- Instituto da Cooperação e da Língua.

Fonte: CMB.

Imagens: DR.

Ir Para Cima