Tag archive

Sporting Clube de Portugal

Leão em Sangue

Maio 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Sou um Leão em Sangue! O meu coração fala por si! Destroçado, ferido, abalado, profundamente triste!

Alguns “animais” (é o mínimo que lhes posso chamar e já estou a ofender, profundamente, o meu cão) acharam que, por “obra do espírito santo”, podiam destruir o Sporting Clube de Portugal! (temos 112 anos de história!) Se, no mínimo, estas espécies de seres humanos (antes estivessem extintos) soubessem o que significa a palavra Desporto, jamais se escrevia uma das histórias mais negras do desporto Português!



Mais importante que saber ganhar, é saber perder! Sim, perdemos na última jornada na Madeira: Marítimo 2-1 Sporting Clube de Portugal. Perdemos milhões, pois acabámos o campeonato em 3° Lugar, falhando o acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões! Sim, a equipa não teve vontade, não teve querer, para ganhar um jogo que era importante para o nosso futuro ser (ainda) mais forte! Mas nada, nada mesmo, dá direito, à violência!

Há mais de 30 anos que ando no desporto, e sempre respeitei todo e qualquer adversário (na vitória e na derrota), com inteiro fair-play, quanto mais entre iguais! Mas, felizmente, estes bandidos de cara tapada, que fizeram isto, não são iguais a nós! Não são Sportinguistas, não são Desportistas, são verdadeiros criminosos! Agora é colocar-vos no vosso devido lugar! O ódio no futebol já causou a morte de adeptos! Mudou alguma coisa? Infelizmente, não me parece! Agora, foram atacados jogadores, treinadores e a grandiosa instituição Sporting Clube de Portugal! Vai mudar alguma coisa? Nem quero imaginar que nada mude! E que a justiça (mais uma vez) não seja feita!

Chega desta pouca vergonha que se anda a viver no desporto nacional!

Desporto é Vida! Violência Nunca!

Que cultura desportiva é esta que se vive no futebol Português?

Rancor constante, fanatismo puro! Rivalidades devem existir, mas quando saudáveis!

Que comunicação social é esta? Deplorável ao ponto que chegam, “fuçam no lodo”, tudo em prol de audiências.

Sr. Bruno de Carvalho, feche um ciclo, demita-se, (duvido que seja capaz) siga o seu rumo, (para seu e nosso bem), que já é hora. (o clube não é seu, é nosso, dos verdadeiros Sportinguistas)

Vamos certamente “renascer”, (era pós-Bruno de Carvalho – quer queira, quer não, o seu ciclo tem que terminar o quanto antes) muito mais fortes e reaparecer com o devido respeito, que a vida e o verdadeiro desporto, assim o exige!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O oito e o oitenta

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-hajam, caros leitores do BnH!

No último derby da época reconheço que, para mim, houve mais SL Benfica do que Sporting Clube de Portugal, principalmente durante a primeira parte.



Jorge Jesus disse, no final, que “foi um bom jogo”. Discordo de todo. Aliás, acho que jogámos como o “caracol”! Não gostei da nossa exibição neste clássico, de todo!

A jogarmos em “casa”, perante um estádio com cerca de 45 mil Sportinguistas, a puxar efusivamente por nós, (estavam cerca de 49 mil espectadores no total) quase não conseguimos criar oportunidades de golo!

Sempre disse que, no final, criticar é fácil. Mas…tantos milhões investidos (inclusive no treinador) para tão pouco futebol, (principalmente contra os melhores do campeonato) dá, no mínimo, que pensar.

As dificuldades do meu Sporting Clube de Portugal, em ataque posicional, não são nenhuma “novidade”, mas nos jogos contra equipas cuja organização defensiva é mais competente do que o habitual, somos praticamente inexistentes nesse momento do jogo! Pouco critério a sair desde trás, preferimos, muitas vezes, o passe longo pelo ar, do que uma circulação apoiada. Sempre à espera de rasgos individuais (de Gelson, Bruno Fernandes,…) para conseguirmos criar situações de golo. Sem qualquer criatividade ofensiva a nível coletivo (tudo demasiado previsível) e incapazes de chegarmos à área adversária de forma apoiada para garantirmos melhores condições para finalizar.

Ainda para mais, como já tinha acontecido em outros jogos, (contra SL Benfica e FC Porto) a nossa equipa voltou a conceder muitas oportunidades de golo e bem podemos “agradecer” ao “São” Patrício (aqueles petardados enviados, para junto de si, por ditos Sportinguistas, no início do jogo, foi qualquer coisa de surreal), e aos dois centrais (Coates e Mathieu, fizeram um bom jogo), não termos saído derrotados deste último clássico da época.

Não acho que tenha sido por acaso que o Sporting não ganhou qualquer jogo, esta época, para o campeonato, ao FC Porto, SL Benfica e SC Braga. Esta época, tivemos sempre muitas dificuldades em criar situações de golo em ataque posicional, contra estas equipas mais fortes.

Obviamente que tudo isto teve uma grande influência no desfecho deste campeonato. Pois em 18 pontos possíveis com as equipas mais fortes (FC Porto, SL Benfica, SC Braga) apenas conseguimos fazer 4 pontos (não ganhamos nenhum – ??? – desses 6 jogos!). Duvido que alguma vez, assim, possamos vir a ser campeões.

Pouco, muito pouco mesmo, para não dizer, mau demais, para um candidato ao título!

Resta-nos a consolação de dependermos só de nós, na última jornada, (apesar de ser um jogo bem difícil na Madeira contra o Marítimo) para sermos segundos e tentarmos aproveitar os milhões que isso possa trazer, (se conseguirmos chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões) para nos tornarmos mais fortes na próxima época.



Já nas modalidades, a cultura de exigência vale títulos e mais títulos!

Domingo, consagrámo-nos bicampeões em andebol e futebol feminino. Títulos que se juntam ao conquistado no voleibol.

Consumados os títulos no voleibol, no andebol e no futebol feminino, o meu Sporting Clube de Portugal mantém, ainda, ambições legítimas no futsal, onde fez uma fase regular demolidora (apenas um empate em 26 jogos) e no hóquei em patins, onde a luta será certamente bem renhida, até ao fim. A equipa de futsal, recorde-se, chegou ainda pela segunda vez consecutiva à final da UEFA Futsal Cup, a Liga dos Campeões da modalidade, embora tenha voltado a cair na final perante o Inter Movistar. E a equipa de hóquei em patins ainda está em competição na Liga Europeia: irá disputar a final four com o FC Porto, no Dragão Caixa, no próximo dia 12.

Só este ano, por exemplo, o meu/nosso Sporting Clube de Portugal venceu os Campeonatos Nacionais de Estrada, nos setores feminino e masculino, e, mais importante, tornou-se o primeiro clube a ganhar, na mesma época, a Taça dos Campeões Europeus de Corta Mato nos dois setores.

Somos o único clube a deter no seu palmarés os títulos de Campeão da Europa de Pista e de Corta Mato em femininos e masculinos.

Somamos 27 títulos de Campeão Europeu nas modalidades!!!

Muito, muitíssimo mesmo, para não dizer incomparável!!! Uma das maiores potências desportivas do Mundo, claro está!

Ganhamos tudo nas modalidades! Ganhamos títulos constantemente nas modalidades!

Já no futebol de 11 masculino (desporto “Rei”, e o que mais move multidões e paixões, não ponho isso em causa) demorámos anos e anos para voltarmos a ser campeões! Falta-nos mudar esta tendência!

Sem dúvida…o oito e o oitenta!

Já agora, raramente falo de árbitros, (acho que aqui até nunca falei) pois para mim devem ser sempre um fator “secundário” no jogo!!! Apesar de que fazem parte do jogo, e sempre vão fazer!

Alguém sabe que arbitragem foi esta??? Havia VAR, neste jogo, tão pouco???

Nunca vi jogo com tantas decisões tão erradas (para os dois lados – penalties claros, agressões nítidas), e nem uma única vez foi consultado o vídeo-árbitro???

Foi “brincar” às arbitragens???

O FC Porto seria Campeão à mesma, e teve o seu mérito, e dou-lhe os sinceros parabéns pela conquista do campeonato!

Não é isso que está em causa!

É, sim, que acho que tudo tem um limite e até não gosto de “desculpar” nos árbitros, ou falar deles (dar ênfase aos árbitros, tão pouco). Mas esta foi a pior arbitragem que já vi nos últimos tempos (para os dois lados), e para mais, nem uma única vez foi consultado o vídeo-árbitro (afinal, para que se gasta tanto dinheiro na tecnologia?). Não percebi de todo!

É assim que queremos melhorar a arbitragem? Nem as “ferramentas” que têm ao seu dispor, para serem melhores, aproveitam devidamente???

Achei uma arbitragem, no cômputo geral, do pior que pode haver! (pois nem se deram ao trabalho de tentar corrigir, no devido tempo, alguns erros tão clarividentes, tendo ali, ao seu inteiro dispor, as “ferramentas” auxiliares para isso mesmo!

Errar é Humano, mas vá-se lá entender esta arbitragem!

Sinceramente, achei mau demais para ser verdade!!!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Óquei de Barcelos empata a 2 com líder Sporting

Maio 5, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Jogou-se ontem, no Pavilhão Municipal de Barcelos, mais um jogo a contar para o Campeonato da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, mais propriamente para a 22ª jornada, com o Óquei Clube de Barcelos (OCB) a receber o líder Sporting, tendo o resultado final marcado um 2-2.



Arbitrado por Joaquim Pinto (AP Porto) e Paulo Rainha (AP Minho), o jogo contou com o cinco inicial do OCB constituído por Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa, tendo iniciado no banco André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Afonso Lima e Marinho.

Já o Sporting alinhou de início com André Girão, Pedro Gil, João Pinto, Matías Platero e Vítor Hugo, iniciando no banco José Diogo, Ferran Font, Caio, Toni Pérez e Henrique Magalhães.

O Sporting começou melhor, com Vítor Hugo a abrir o marcador logo aos 4 minutos. Aos 11, o espanhol do OCB, Juanjo López, restabeleceu a igualdade a 1 com que se foi para o intervalo.

O reatamento trouxe de novo o Sporting a marcar, novamente por Vítor Hugo, aos 8 minutos. Entretanto, aos 14 minutos, o OCB chegou à 10ª falta mas Caio não conseguiu desfeitear Ricardo Silva. Aos 21 minutos foi a vez de os sportinguistas chegarem à sua 10ª falta. Chamado a marcar o livre direto, Marinho não falhou e restabeleceu a igualdade, que viria a persistir até ao final do jogo.

Não, sem antes, logo no minuto seguinte, o treinador gilista Paulo Pereira ser admoestado com cartão azul por protestos.

Na próxima jornada, a 19 de maio, pelas 17h00, o OCB desloca-se ao Porto para defrontar o Infante de Sagres.

Fotos: André Miranda.

Até ao último suspiro

Maio 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Jogou-se a 36ª jornada do Campeonato Nacional e o meu Sporting Clube de Portugal obteve mais um triunfo.

Portimonense 1-2 Sporting Clube de Portugal. Mais uma vitória conseguida nos instantes finais da partida! Esta época, tem sido uma tendência festejar golos e vitórias no último “suspiro”!



Lutar até ao fim tem sido o lema, que nos fez obter vitórias importantes, para recuperarmos e estarmos, agora, antes do clássico, em posição favorável de aceso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões!

Se o título está (quase) decidido, com o FC Porto, a meu ver, a justificá-lo, por ter sido a equipa mais regular do Campeonato. Já o 2º lugar está completamente em aberto e vai-se decidir (praticamente) no Clássico do próximo domingo! (até o SC Braga, equipa que na minha opinião fez um grande campeonato, ainda pode lá chegar)

Embora se diga que o segundo é o primeiro dos últimos, garantir o acesso à Liga dos Campeões é muito importante, para o futuro de qualquer clube, pois são, cada vez mais milhões que isso representa! Hoje em dia, é cada vez mais inequívoco que esses milhões são fundamentais, para tornarem as equipas mais fortes!

Um Clássico, (independentemente do contexto para que se vá jogar) por tudo o que representa e engloba, é sempre um Clássico, joga-se sempre para ganhar!

Já para além das “4 linhas”, começo a gostar bem mais do que tenho presenciado nos últimos tempos!

Numa Instituição tão grandiosa como é o Sporting Clube de Portugal, é preciso sentir-se sempre o Leão que temos ao peito e querer-se constantemente ganhar!

E assim foi. Passados 23 anos, regressámos com o Voleibol e desde o primeiro dia houve um querer, uma vontade, uma raça enorme em sermos Campeões, logo no ano do regresso! Parece fácil mais isto só está ao alcance das maiores potências desportivas do Mundo!

Gostaria de deixar uma palavra de apreço ao SL Benfica. Jogou (tal como nós) um voleibol de alto nível e podia ter vencido este campeonato, o que só torna a nossa Conquista ainda mais grandiosa!

Parabéns Leões! Mais um Título para o nosso palmarés!

Esforço, Dedicação, Devoção e… Glória!

Isto é o Sporting Clube de Portugal!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Acreditar e lutar sempre pelo melhor possível até ao fim

Abril 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Jogou-se a 31ª jornada e o meu Sporting Clube de Portugal venceu o Boavista, por 1-0.



No cômputo geral do jogo, apesar de ser pela margem mínima, vencemos com toda a justiça e o mais importante foi conseguido: mais três pontos.

Já somamos 74, mantemos a perseguição ao FC Porto e ao SL Benfica.

Continuamos a depender só de nós para chegarmos ao segundo lugar no campeonato, que nos garante acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões!

O Sporting Clube de Portugal disputou 6 jogos, nos últimos 18 dias! Felizmente, só com uma derrota! (em Braga, embora na minha opinião, a perda desses três pontos, nessa altura crucial da época, colocou-nos definitivamente fora da luta pelo título).

O desgaste físico, que nesta altura é normal, e se nota em campo, não tem afetado a marcha do marcador, desafio após desafio.

Cinco vitórias seguidas, em três competições diferentes!

Faltam disputar 3 jornadas e a Final da Taça de Portugal!

Acreditar e lutar sempre, pelo melhor possível, até ao fim!!!

Já “fora das 4 linhas”, continuam muitas arestas por limar! É dentro da nossa “casa”, entre iguais, que temos de resolver as divergências e reconhecer que o mérito das vitórias é de todos! (Sportinguistas)

Chega de egocentrismos!

O Sporting Clube de Portugal é de todos os Sportinguistas!

As nossas Conquistas são mérito de todos os Sportinguistas!

Ninguém vence sozinho! Muito menos no Desporto!

Juntos e Unidos, certamente, conquistaremos muito mais!

No passado domingo, em Saragoça, jogámos a final da UEFA Futsal Cup, contra o Inter Movistar (atual melhor equipa do Mundo de Futsal).

Tivemos: Esforço, Dedicação, Devoção, só faltou a Glória!

Segunda presença consecutiva na final, que só nos pode fazer sentir um enorme Orgulho Sportinguista nesta grandiosa equipa! (contamos com 23 vitórias e 1 empate na primeira fase do campeonato Nacional!)

Recorde-se que o Sporting Clube de Portugal conseguiu ultrapassar duas fases de grupo, e ainda as meias-finais da final four, num percurso que somou 7 jogos, todos vitoriosos, até chegar à final, sagrando-se, novamente, vice-campeão europeu.

Apesar de voltarmos a perder a final, (contra os melhores do Mundo, que têm o melhor do Mundo, que é Português – Ricardinho) o dia da nossa Vitória na final vai chegar e seremos os Melhores do Mundo no Futsal!

Nós Acreditamos em Vocês!

Destaco, também, mais um Título Europeu! Diogo Ganchinho, Campeão Europeu de trampolim individual! Parabéns Leão!!!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

FORÇA OCB! (Maior de Portugal) Tragam a Taça!!! (Tri para fazer história na Taça CERS)

Boas Festas das Cruzes!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Vamos ao Jamor

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Quando presumia que toda a controvérsia que se “viveu” no meu Sporting Clube de Portugal, (por culpa própria) significaria, no futebol, um “arrastar” da época até ao término da mesma, eis que, subitamente, “renascemos” e ainda fomos a tempo do mais importante, que é focarmo-nos em nós e vencer os nossos desafios!



Tudo indica, até, que Bruno Carvalho fez as pazes com a equipa, o que é um sinal positivo. Juntando esse facto àquilo que aparenta ser uma nova estratégia de comunicação pessoal mais sóbria, (que eu desejo e espero que assim continue, de uma vez por todas) acredito que a “crise diretiva”, (criada por culpa própria) da qual, na minha opinião, só lucram os nossos adversários, pode estar debelada.

Quero acreditar que Bruno de Carvalho decidiu-se por uma postura mais institucional, facto que, juntamente com os resultados desportivos da equipa principal, o podem reabilitar para um resto de mandato em beleza. E poder, assim, inscrever o seu nome na lista dos presidentes Campeões.

É isso certamente que queremos todos os Sportinguistas!

O Sporting Clube de Portugal é de todos os Sportinguistas!

Não me revejo na forma como o nosso Presidente fez as críticas! Nem, tão pouco, concordo com o método utilizado! Mas o facto é que o “abanão” aos jogadores, na “praça pública”, ao ter sido posto em causa, até o seu profissionalismo, fê-los sentirem na pele e reagiram como autênticos Leões!

A seguir ao “auge” de toda a turbulência e controvérsia… 4 jogos, 4 vitórias!

Aquela fabulosa primeira parte, em Alvalade, contra o todo poderoso, Atlético de Madrid, que simplesmente deixou o nosso adversário “aos papéis” na eliminatória. Todo o querer, vontade, esforço e dedicação, em fazer “remontadas” (que até não aconteceu na Liga Europa, mas aconteceu para a Taça de Portugal contra o FC Porto), fez realmente repensar, que tal “abanão”, se calhar, até foi de todo, mesmo necessário!

Acredito até que foi, mas fazê-lo, assim, na “praça pública”, jamais!

Espero bem que, de uma vez por todas, a “Paz” tenha regressado ao meu/nosso Sporting Clube de Portugal!

A nossa época, no futebol, tem sido uma autêntica “montanha russa”! Mas no cômputo geral, até que, apesar de tudo, pode ser uma época positiva! Podemos vencer duas Taças, e quiçá, ainda temos uma “palavra a dizer” na luta pelo título! Pelo menos, para conseguirmos o segundo lugar (dá acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões), à entrada para as últimas 4 jornadas finais, voltamos a depender só de nós!

Nós acreditamos em vocês!

20 de Maio de 2018…um dia de festa (Família Sportinguista), que será certamente inesquecível!

Vamos à festa! Vamos ao Jamor!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Em nome de um bem maior que todos nós

Abril 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja a todos os leitores do BnH!

Há Paixões que não se explicam, sentem-se! Nasci e cresci no Norte de Portugal, deslocar-me a “Alvalade”, seguir o meu Sporting Clube de Portugal, onde quer que seja, é sempre uma festa, um dia em que todos os “problemas” se devaneiam para dar lugar àquela sensação maravilhosa de estar em casa, entre iguais. A aproximação ao estádio é feita, com um sorriso na cara, até com uma certa felicidade infantil, que perdura pela noite dentro. Nem me lembro dos rivais, quanto mais rivalidades, entre iguais! É aquela sensação maravilhosa, de quem regressa a casa!



Assim sendo, sinto me Atónito! Não compreendo, de todo, nada do que se passa. Que Sporting Clube de Portugal é este? Desconheço, de todo! Tão pouco, as correntes que se movem, os “grupinhos”, as influências! Não vivo o meu Sporting Clube de Portugal desta maneira! Nunca vivi, e desta maneira, com a qual não me identifico, nunca o irei viver, tão pouco! Vivo o meu Sporting Clube de Portugal com Paixão, com Respeito, com Devoção! Ontem, hoje e amanhã, sempre assim será! Por isso, jamais tomaria posição por quem quer que seja! Respeitando todo e qualquer Sportinguista, (esperando também sempre ser respeitado) mas convicto que acima de tudo e de todos, está o nosso: Sporting Clube de Portugal!

Hoje não vou falar de resultados! O que se passou no meu Sporting Clube de Portugal, nesta última semana, foi mau demais! Criticar os outros é fácil! Assim como, descer do céu ao inferno, é num ápice! Quem diria que o nosso Sportinguista e Presidente (ainda) Bruno de Carvalho, que “reacendeu” um certo orgulho clubístico, que com todo o mérito, pôs o nosso Sporting Clube de Portugal novamente estruturado, em ordem financeiramente (o passivo global caiu 40 milhões de euros), que fez crescer completamente as modalidades, que tornou real o Pavilhão João Rocha, que negociou contratos publicitários, e vendas de jogadores com “bons negócios” para o Sporting, fosse “produto” da mesma cabeça de quem traria a instabilidade, a agressividade gratuita, o disparar “cegamente” em muitas direções, a falta de sentido de oportunidade nos comunicados, que só trouxe ainda mais instabilidade, culminado com o pôr em causa a credibilidade e o valor dos nossos jogadores na “praça pública”! (originando inclusive processos disciplinares a vários jogadores, acabando agora por ceder) Absoluto período de desnorte do nosso Presidente, numa fase tão crucial da época! Fez o melhor em cinco anos de mandato, mas a falta da conquista do principal título (Campeonato Nacional) no seu mandato, o qual tanto prometeu e ambiciona, acabou por, a meu ver, ter enorme influência, em “transformar-se” progressivamente no seu pior inimigo! De uma maioria absoluta, (reconfirmada num “timing” que, para mim, já não fez sentido algum) até ao branco dos lenços que se mostraram em Alvalade.

E agora Presidente?

Lá se foram as condições mais favoráveis para decidir o que é melhor para o que nos une, que é o Sporting Clube de Portugal.

Presumo que esteja bem mais perto, do que longe, a sua demissão!

Espero bem que, mesmo de “cabeça quente”, evitemos as precipitações, as decisões irrevogáveis, as cisões dentro de um clube que é a nossa casa. Cessemos de imediato este “combate” fratricida em público (graças a Deus, mais vale tarde que nunca, lembrou-se que o nosso Sporting Clube de Portugal é grande demais para o Presidente o andar a expor constantemente no seu “Facebook”). Sinceramente, isso só aproveita quem precisa de vender jornais, fazer crescer audiências, e desviar atenções!

Dispomos de um canal de televisão, (Sporting TV) uma página (site) e jornal oficial do nosso Sporting Clube de Portugal, que são meios muito mais importantes e próprios para divulgar a nossa grandiosidade! Com mais de um século de existência, somos uma das maiores potências desportivas do Mundo, (já passaram imensos atletas de renome Mundial pelo nosso Clube: Carlos Lopes – melhor atleta português de todos os tempos; Fernando Mamede; Domingos Castro; Rui Silva; Carlos Calado; Armando Marques; Naíde Gomes; Patrícia Mamona; Manuela Machado; Fernando Fernandes; Luís Figo, Cristiano Ronaldo; Jordão; Vítor Damas; Peyroteo, Jesus Correia, Vasques, Travassos, Albano – os cinco Violinos; Ramalhete, Rendeiro, Sobrinho, Chana e António Livramento – o melhor cinco do hóquei em patins mundial; Francis Obikwelu; Emanuel Silva; João Pina; Jorge Theriaga; Joaquim Agostinho; e tantos outros mais), que contribuíram para o nosso Museu “Mundo Sporting” ter em exposição mais de duas mil taças e troféus, refletindo toda a nossa riqueza e grandiosidade! Isto sim merece divulgação! Mais importante que “toupeiras” ou “fruteiras”, é o nosso Património, as nossas conquistas, o nosso Sporting Clube de Portugal! É mais que hora da união de aço, inquebrável, indissolúvel. Honremos a nossa Grandiosa História! Sejamos (Sportinguistas) inteligentes, maduros e responsáveis, em nome de um bem maior do que todos nós: o Sporting Clube de Portugal!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Por culpa própria!

Abril 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Eis que quando podíamos (Sporting Clube de Portugal) reentrar (por completo) na luta pelo título, voltamos a perder! Mais uma oportunidade desperdiçada e assim torna-se mesmo impossível sermos Campeões Nacionais, esta época!



Sabíamos, de antemão, da importância deste jogo, pois “entrava-se” na fase de todas as decisões. Ainda era possível o título, (esta jornada veio demonstrar isso mesmo, com o anterior líder FC Porto a continuar a perder “gás”) mas era imprescindível não se perder mais pontos!

Jogámos a 28ª jornada num “terreno” complicado (Estádio AXA), contra uma das melhores equipas do Campeonato (SC Braga).

Início de jogo prometedor do meu Sporting Clube de Portugal! Primeiros 25 minutos de jogo em que dominámos, exercemos pressão alta, mostrámo-nos mais acutilantes e condicionámos a construção do ataque do SC Braga. Infelizmente, foi um domínio inconsequente, não traduzido em golos. Apesar do domínio territorial, praticamente não tivemos uma hipótese séria de marcar! (não apenas neste período que dominámos por completo, mas durante todo o encontro) Com o “correr” do tempo, fomos perdendo consistência e o controlo do jogo! O SC Braga esteve em crescendo ao longo do jogo e acabou por, já na parte final, marcar o golo da vitória, (SC Braga 1-0 Sporting Clube de Portugal) justa na minha opinião!

Depois de correr mal, criticar é fácil, sempre o disse!

Mas como sócio, simpatizante e adepto Leonino, tenho o direito de esperar mais e melhor da equipa de Futebol, do meu Sporting Clube de Portugal! (temos o plantel mais caro das últimas épocas e o treinador mais caro de todos os tempos)

Tenho, também, o direito à minha opinião e acho que a permanente desculpabilização do insucesso, incutida pelo treinador, é, a meu ver, uma das principais razões da pouca correspondência entre investimento avultado e sucesso desportivo. O vento, os árbitros, a relva, a sobrecarga de jogos, as lesões, tudo tem servido para, antecipadamente, justificar os fracassos. E digo antecipadamente, por ser verdade, e para que melhor se compreenda o erro crasso em que temos vindo a “laborar”. Em vez de se preparar uma equipa para a vitória, comunicam-se, previamente, razões para um eventual insucesso. E continuamos com aquele discurso de que estamos a fazer melhor do que no antigamente!

Para mim, estamos sim, é em contraciclo!

Reconheço que quando Bruno de Carvalho e Jorge Jesus chegaram ao Sporting Clube de Portugal, inequivocamente melhorámos! E reconheço também que, na primeira época com o Jesus ao “leme”, foi a nossa melhor época a jogar futebol, dos últimos tempos! Fomos de longe a melhor equipa do Campeonato (mesmo não termos sido Campeões Nacionais) nessa primeira época com Jesus! Também por isso, acho que estamos em contraciclo! Reconheço que começámos muito bem com Jesus, só que fomos piorando de época para época, mesmo tendo sido esta época a que mais investimos!

Parece-me que se está a fechar o ciclo de Jesus no meu Sporting Clube de Portugal! Não lhe tiro o mérito, como bom treinador que é, mas o seu ciclo no Sporting inverteu-se e eu já não o vejo com a mesma garra, o mesmo querer, a mesma determinação, com que chegou ao meu Sporting Clube de Portugal!

No mercado de inverno, as contratações de Wendel, Misic, Lumor, Montero e Rúben Ribeiro, (gastando-se mais 14,5 milhões para sermos sérios candidatos aos títulos) que foram pouco, ou quase nada, utilizados, só veio comprovar que, infelizmente, algo já ia mal na “gestão” do futebol do meu Sporting Clube de Portugal!

Já não sinto os jogadores com Jesus! São erros atrás de erros, faltas de concentração constantes, falhanços incríveis, tal como na última derrota em Madrid, contra o Atlético, por 2-0! Vejo um Jesus resignado e já sem vontade no meu Sporting, de se “ressuscitar”!

Tal como reconheci que Bruno de Carvalho, quando chegou a Presidente do Sporting Clube de Portugal, nos tornámos mais fortes, mais coesos, com mais garra, mais querer em conquistar títulos, hoje sinto que é preciso “pararmos” para refletir o caminho que estamos, novamente, a seguir e com o qual já não me identifico!

Erradamente, já “olhamos” demasiado a “casa do vizinho”, desviamo-nos do mais importante, que é o nosso caminho! A nossa “casa”, a nossa equipa, o nosso Clube, o nosso Sporting Clube de Portugal!

Nunca percebi aquela “necessidade” de reconhecimento por parte do nosso Presidente, ainda para mais antes de um jogo tão importante, em que éramos líderes à condição e que acabámos por sofrer as consequências, perdendo justamente contra o último classificado (Estoril) do Campeonato! Aí, foi o princípio do nosso fim, esta época!

Lá está, por culpa própria!

Nas modalidades, esta semana não vou destacar nenhuma em concreto! Mas a todas lhes “tiro o chapéu”, por mais um ano que está a ser notável a todos os níveis!

A História do Sporting Clube de Portugal nas modalidades é feita da superação de Homens e Mulheres (Carlos Lopes, Fernando Mamede, Joaquim Agostinho, Ramalhete, Patrícia Mamona, Carla Sacramento, Sara Moreira, entre muitos outros).

Superação esta que vem ao encontro do nível de exigência que nós, sócios, adeptos e simpatizantes temos com quem defende as cores do nosso grandioso Sporting Clube de Portugal, com Esforço, Dedicação, Devoção e Glória! E quando assim é, quando há esse “compromisso” de princípio ao fim, não é preciso exigir títulos, eles simplesmente surgem com naturalidade!

Quanto ao nosso Gil Vicente, regresso às vitórias, no Cidade de Barcelos, 2-1, contra o Penafiel (candidato à subida de divisão). Consequente “saída” da zona de despromoção! Bom prenúncio para a manutenção! Eu Acredito na manutenção! Força Gil!

O nosso OCB já sabe que é em Lleida (Espanha) que vai “patinar” pela conquista do TRI na Taça CERS! Eu acredito no Tri! Força “Maior de Portugal”!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[NDR: Infelizmente, por motivos pessoais, o “representante das cores portistas”, Vítor Sá Pereira, não escreveu o seu habitual artigo semanal. O Barcelos na Hora aproveita o ensejo, e este espaço, para lhe endereçar um forte abraço e demonstrar-lhe solidariedade neste seu momento de perda pessoal e familiar. Força, Vítor!]

A fase de todas as decisões

Março 22, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Jogou-se a 27ª jornada do Campeonato Nacional, jornada esta que vencemos incontestavelmente. (Sporting Clube de Portugal 2 – 0 Rio Ave FC)



Realmente o futebol é curioso, e consegue surpreender-nos! Esperava um jogo em que o cansaço se faria sentir (noutros jogos senti a equipa cansada, com fadiga acumulada de quem joga constantemente, por ainda estar a disputar todas as competições) mas acabou por ser, esta época, um dos melhores jogos do meu Sporting Clube de Portugal!

Muitos de nós, Sportinguistas, estávamos preocupados com o desgaste sofrido pelos jogadores, quinta-feira, na República Checa, num jogo de 120 minutos, não se cumprindo, sequer, o intervalo de 72 horas, determinado pelos regulamentos desportivos, entre essa partida e o apito inicial do encontro contra o Rio Ave. Mas felizmente, tal preocupação era desnecessária: todo o onze titular correspondeu no plano físico – incluindo jogadores como Mathieu e Fábio Coentrão, que pareciam exaustos no final da partida contra o Viktoria Plzen, e neste jogo foram dos melhores em campo.

Em noite de homenagem a Peyroteo (jogador com a melhor média de golos do futebol mundial – acima de 1,6 golos por jogo), uma Vitória que só peca por escassa! Domínio incontestado do meu Sporting Clube de Portugal, com dinâmica constante, capacidade de recuperação da bola, corredor central muito bem preenchido, pressão intensa sobre o Rio Ave, impedindo a construção do seu jogo ofensivo. Nem precisámos da estrelinha da sorte, que já nos acompanhou em alguns jogos nesta temporada. Desta vez, além de vencermos, também convencemos!

Bom prenúncio para a fase decisiva (Campeonato Nacional, Liga Europa, Taça de Portugal) que se aproxima.

Agora é aproveitar (o máximo possível para descansar) o interregno do Campeonato (apesar do compromisso da maioria dos jogadores do Sporting nas respetivas Seleções).

Depois do “descanso”, chegam as verdadeiras “finalíssimas”!!! Que começam, já na próxima jornada do Campeonato Nacional, no Estádio AXA, contra o SC Braga (uma das melhores equipas do Campeonato Português). Não podemos perder, nem um ponto sequer, nas 7 jornadas que faltam disputar no Campeonato, se ainda queremos ser Campeões Nacionais! Eu (ainda) Acredito!!!

Segue-se, depois, o Atlético de Madrid (uma das melhores equipas do Mundo) para os quartos de final da Liga Europa! (difícil, mas não impossível)

E ainda o FC Porto (uma das melhores equipas portuguesas e atual líder do Campeonato Nacional), para a 2ª mão das meias-finais da Taça de Portugal! (possível “dar-se a volta”, e irmos à final)

Vem ai a fase de todas as decisões!!!

Nas Modalidades, esta semana, destaco:

Atletismo:

Sporting Campeão Nacional de Corta Mato Seniores Masculinos (1.º Sporting Clube de Portugal; 2.º Benfica; 3.º CS Campo)

Sporting Campeão Nacional de Corta Mato Seniores Femininos (1.º Sporting Clube de Portugal; 2.º Rec. Águeda; 3.º Braga):

Sporting Vice-Campeão Nacional Corta Mato Juniores Masculinos (1.º Benfica; 2.º Sporting Clube de Portugal; 3.º Maia):

Sporting Campeão Nacional de Corta Mato Juniores Femininos (1.º Sporting Clube de Portugal; 2.º Maia; 3.º Académica Bela Vista)

Natação:

Sporting Campeão Nacional da 1.ª Divisão em Masculinos

(1.º Sporting Clube de Portugal; 2.º Benfica; 3º. Porto)

Parabéns Leões e Leoas!

Títulos “atrás” de Títulos! (Em todas as Modalidades)

Sporting Clube de Portugal (muito para além de um Clube de Futebol) uma das Maiores Potências Desportivas do Mundo!

Orgulhosamente Sportinguista!



O nosso Gil Vicente: regresso às vitórias, desta feita, no Seixal contra o SL Benfica B, por 1-2. Bom presságio para o que falta do Campeonato, para nos mantermos na Segunda Liga! (Até que finalmente se faça justiça, de uma vez por todas, e estejamos novamente onde realmente merecemos, na Primeira Liga)

O nosso OCB: derrota (4-3) no recinto do Sp.Tomar e consequente eliminação da Taça de Portugal! Não foi, de todo, um jogo bem conseguido por parte do nosso OCB. De qualquer das maneiras, depois de correr mal, criticar é fácil! E convém não esquecer que, este ano, é uma equipa completamente renovada e, mesmo assim, com todo o mérito, vai disputar mais uma final four da Taça CERS! Acredito no TRI do “Maior de Portugal”! Força OCB!!!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

 

Nada está perdido! Vamos Acreditar!

Março 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja a todos os leitores!

Jogou-se a 26ª Jornada do Campeonato Nacional. Na teoria, tínhamos o jogo mais difícil; na prática (que é o que conta) recuperámos 3 pontos ao ainda líder FC Porto. (agora só com 2 pontos de vantagem sobre o SL Benfica e, novamente, 5 pontos sobre o meu Sporting Clube de Portugal)



Temos Campeonato até ao fim!!! Pela positiva, é de longe o Campeonato (na disputa pelo Título) mais equilibrado e “renhido” das Ligas Europeias, mas infelizmente, pela negativa, o mais controverso de todos! (todos “ralham” e ninguém tem razão)

A primeira parte do jogo em Chaves mostrou um Sporting lento, com muitas hesitações. Tal eram a falta de ideias apresentadas que, inequivocamente, Bas Dost (a equipa está “talhada” para ele) tinha de entrar. E houve um antes e um depois da entrada de Bas Dost! Até à entrada do holandês, o futebol do Sporting foi pouco objetivo, sem espontaneidade. Com a sua entrada em campo, a equipa ficou mais linear (a explorar mais a profundidade), mais confiante no golo e, mesmo sem deslumbrar, no cômputo geral, mereceu a vitória! (Desportivo de Chaves 1 – 2 Sporting Clube de Portugal)

Na Liga Europa, sofremos um pouco (por culpa própria) para nos qualificarmos para os quartos de final! Foi preciso prolongamento para marcarmos o golo da qualificação. (perante o Viktoria Plzen, equipa inferior à nossa)

Nada está perdido! Vamos acreditar Sporting Clube de Portugal!

Nas modalidades, esta semana destaco:

Hóquei em Patins: vitória por 5-3 sobre o Liceo da Corunha e consequente apuramento para os quartos de final da Liga Europeia! (Oliveirense é o adversário que se segue)

Voleibol: derrotámos o Castêlo da Maia e estamos na Final do Campeonato! (SL Benfica é o adversário)

Futsal: nas meias-finais da UEFA Futsal Cup vamos defrontar o Gyor, da Hungria. Na outra meia-final defrontam-se os todos “poderosos” Inter Movistar (atual campeão em título) vs FC Barcelona.

Esta final four da UEFA Futsal Cup está marcada para os dias 20 e 22 de abril, no Pabellón Príncipe Felipe, em Saragoça.

O sonho continua! Acreditem Leões!

O nosso Gil Vicente: a vitória da última semana foi “sol de pouca dura”. Derrota por 0-2 na deslocação ao Vitória de Guimarães B.

O nosso OCB: pelo quarto ano consecutivo estamos na final four da Taça CERS!

“Depois de um Bi de Glória, queremos o Tri para a História” (citação KB97)

Parabéns OCB! Orgulhosamente Barcelense!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 6
Ir Para Cima