Tag archive

Vinho

Arroz Pica no Chão servido à mesa por 27 restaurantes do concelho

Novembro 5, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo fim de semana de 11 e 12 de novembro, a Câmara Municipal de Barcelos promove um dos emblemáticos pratos da gastronomia barcelense e minhota: o Arroz Pica no Chão.



A esta iniciativa aderiram 27 restaurantes do concelho que se propõem a integrar nos seus cardápios o Arroz Pica no Chão, um prato que faz parte do vasto e rico património gastronómico regional, mas que assume em Barcelos uma importância capital no quadro gastronómico local.

O Fim de Semana do Arroz Pica no Chão, que já vai na sua oitava edição, visa promover as mais-valias turísticas da gastronomia barcelense, potenciadas pela figura e simbologia do Galo de Barcelos. A organização refere que “pretende-se associar o galo e a produção do artesanato barcelense a outras áreas de relevância cultural e do património imaterial, como é a gastronomia, criando produtos turísticos integradores das tradições locais e regionais e, ao mesmo tempo, dinamizar o setor da restauração e da economia local”.

Esta ação está inserida no programa anual “7 Prazeres da Gastronomia”, promovido pela Câmara Municipal, que prima pela divulgação das qualidades gastronómicas da região de Barcelos, afirmando o território como a “Sala de Jantar do Minho”.

À iniciativa aderiram os restaurantes Bagoeira (Barcelos), Belo Horizonte (Rio Côvo Sta. Eulália), Bom Gosto (Arcozelo), Casa dos Arcos (Barcelos), Casa do Eduardo (Milhazes), Casa Lourenço (Areias S. Vicente), Chuva (Barcelinhos), Dom Carlos (Silva), Furna (Barcelos), Galliano (Barcelos), Galo Novo (Várzea), Manjar das Estrelas (Várzea), Muralha (Barcelos), Os Mouros (Arcozelo), Pedra Furada (Pedra Furada), Pérola da Avenida (Barcelos), Rústico (Mariz), Solar Real (Barcelos), Sonho do Cávado (Manhente), Taberna do Armindo (Remelhe), Taberna “O Manhoso” (Tamel S. Veríssimo), Taberna Regional 2000 (Tamel S. Pedro Fins), Taberninha O Chico (Perelhal), Tasquinha do Careca (Perelhal), Tropical (Várzea), Vera Cruz (Barcelos) e Wine Tunnel Restaurant (Barcelos).

A par do Fim de Semana do Arroz Pica no Chão, realiza-se no sábado, dia 11 de novembro, a “Rota do Vinho e da Vinha” que inclui a visita a dois produtores de vinho do concelho de Barcelos: a Quinta do Tamariz, na freguesia de Fonte Coberta, e a Quinta Casal dos Eidos, na freguesia de Areias São Vicente. A realização desta rota tem como objetivos a promoção e o conhecimento dos vinhos produzidos em Barcelos, através da realização de visitas técnicas e provas dos vinhos produzidos nestas duas unidades locais.

A participação na Rota do Vinho e da Vinha é gratuita mas as inscrições são limitadas, devendo ser formalizadas por e-mail através de turismo@cm-barcelos.pt ou por telefone 253 811 882.

Fonte e imagem: CMB.

Livro “Territórios Vinhateiros de Portugal” é apresentado amanhã em Barcelos

Setembro 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora




Amanhã, dia 7 de setembro, pelas 15h30, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Barcelos, realiza-se a apresentação do livro “Territórios Vinhateiros de Portugal”, que contará com a presença, entre outros, do Presidente da Câmara, Miguel Costa Gomes, e do secretário-geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), José Arruda, que apresentará a obra. Miguel Costa Gomes, que fará uma intervenção sobre a importância da presença do território nesta publicação. A apresentação terminará com uma prova de vinhos.

A Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) está a assinalar os seus 10 anos de atividade com o lançamento do livro “Territórios Vinhateiros de Portugal”. A obra tem sido apresentada um pouco por todo o país.

Em 360 páginas ilustradas, esta obra identifica os atuais 77 municípios vinhateiros associados, caracteriza os seus produtos enológicos e dá a conhecer as potencialidades turísticas de cada território.

Barcelos não poderia deixar de integrar esta obra que percorre as diversas regiões vitícolas portuguesas – Bairrada, Verdes, Douro, Dão, Beira Interior, Tejo, Lisboa, Península de Setúbal, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira.

No livro, o território é apresentado por Miguel Costa Gomes, como “um concelho marcado pela cor, vida e cultura, onde a vinha, o vinho e o mundo rural são parte da sua identidade e convivem numa harmonia perfeita entre a tecnologia e a tradição”. Acrescenta, ainda, que “desta união, surgem deliciosos vinhos verdes, espumantes e aguardentes tranquilas, repletos de originalidade resultantes das características do solo, do clima e da peculiaridade das castas e da arte do cultivo da vinha”.

No artigo, com quatro páginas dedicadas a Barcelos e ilustrado por imagens que convidam a uma visita, são destacados os grandes produtores da região e os eventos relacionados com o vinho.

A obra tem uma componente solidária. Por cada livro vendido a AMPV vai entregar 2,5 euros ao Fundo Financeiro de Solidariedade pelas vítimas dos grandes incêndios que devastaram Pedrógão Grande.



A AMPV foi criada em 2007 e apresenta-se como porta-voz de todos os municípios com vincada tradição vitivinícola. Desenvolve ações e atividades de interesse comum a todos os seus municípios associados a nível local, nacional e europeu e tem como missão a afirmação da identidade histórico-cultural, patrimonial, económica e social dos municípios portugueses e dos territórios ligados à produção de vinhos de qualidade.

Fonte e imagem: CMB.

Foto: DR.

Ir Para Cima